Coisa alguma

por Gustavo Gitti 15 January 2008 12 comentários

O texto abaixo é de um amigão meu, Mr. Fábio Rodrigues, designer foda, apaixonado por Gandhi, Serres e Borges, cético existencialista quase-budista.

O Fábio é o cara responsável pela imagem no topo do Não2Não1 e por esse lilás maldito que eu tive de engolir: “Sim, cara, eu confio no seu trabalho”. Ele é também o pintor do sumiê que eu publiquei em meu post sobre o fracasso.

Às vezes, aparece em casa. Para um retiro, um show ou simplesmente para trocar DVDs cheios de albuns raros que nunca vamos ouvir. Tocamos percussão e falamos das mulheres todas, e de cada uma.

Ele quase nunca escreve, mas quando escreve solta umas preciosidades. O texto abaixo fiz questão de publicar. Enjoy!

COISA ALGUMA
Fábio Rodrigues

“A cada dia
Vamos mais perto
Do outro, daquele,
Enfim, o certo.”

Não servirão as preces que aprendemos na infância ou essas que às vezes murmuramos. Que um homem tenha morrido, não nos serve, seu sofrimento ou o de outro – importa pouco: somos iguais em dor. Estes desenhos que você faz ainda, aqueles que eu mesmo costumava fazer. A memória, essa voz, essas imagens que nos assombram sem cessar. O esquecimento que às vezes desejo, que às vezes detesto. O filme e a música que outro dia nos fez chorar. O instrumento que eu quis tanto aprender – que nao é mais que madeira e aço. As pessoas por quem nos perdemos em paixão e a própria paixão que é a mesma, sempre. As três palavras dos que amam (as mesmas, sempre), que prometemos não esquecer – não lembramos então que prometer é desnecessário. O filho que eu temo mas terei, e o teu que não vou conhecer. A história que poderia ter sido nossa, a outra vida que sigo imaginando. O trabalho, a persistência, a resignação, o pão, a amizade e todas as coisas pelas quais nao me interessei. A soberba. O desamor. A morte. O meu medo, o meu medo sem fim. Coisa alguma nos salva.

E ademais estamos sós. Eu te falo e te ouço, tocamos as mãos e nos olhamos, às vezes, com uma pequena alegria ou um secreto desengano, e ainda assim, ainda assim não nos encontramos. Do início a um fim que entrevemos com pavor disfarçado, lado a lado, atravessamos sós.

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

12 comentários »

  • myla

    a lua luz em veludo, seu rio alto
    q aconchega os olhos e toca

    qualquer um q seja seu amigo, F., se toca
    – e vc toca muito:

    mundo erguido, céu profundo
    sol a sol, sonho a sonho ou
    só a só?

    belo texto, capitão ;0)

  • Wagner Fontoura

    Pôxa! Se eu conhecesse o Fábio, tomando por base a sabedoria do que escreve aqui e, por conseqüência, pensa e sente, eu acho que também aceitaria se ele quisesse pintar o meu blog de “lilás-maldito” – rs.

    Belíssimo texto! Merecida a publicação de cada linha sua aqui nesse nobre espaço.

    …Em off: é engraçado como fico quase sempre com vontade de te agradecer quando passo por aqui. Sempre me sinto muito bem. :-)

    Grande abraço!

  • Wagner Fontoura

    Ah! Oi Myla. Agora que te vi aí em cima. Acho que um dos motivos de eu gostar de vir aqui é encontrar você nos comentários – rs. Acho não, tenho certeza! Beijão!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Fala Wagner! Agradecer? Nada! Eu é que estou em débito contigo, mas logo logo conseguirei manter a desejada frequência no NossaVia.

    Quanto a Myla, é impressão minha ou os comentários deste blog estão virando espaço para novos relacionamentos? rs… Aconteceu com outros 2 posts aqui, não me lembro quais.

    Nas entrevistas também, os solteiros aproveitam para “se vender”. hahaaaa…

    Em breve não2não1 lançando novo serviço a lar ParPerfeito! ;-)

  • Thiago dos Reis

    Excelente texto, por algum motivo consegui sentir tudo o que estava escrito. Parabéns.
    Já o lilás, ficou legal e não ficou gay.

    P.S. e o livro? desde que entro aqui tá 65% escrito.

  • INCREÍBLE (incrível, inacreditável, extraordinário) - Fábio Rodrigues | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    […] Leia outro texto do Fábio que eu também tive de publicar aqui. Coisas assim não podem simplesmente ficar na Inbox de 3 […]

  • Minto (por Fabio Rodrigues) | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    […] pelo banner superior do Não2Não1. Leia seus outros dois: “Increíble” | “Coisa alguma“. (Gostou do texto?)  Loading […]

  • Rebeca

    kralhoooooooo!!! amei..alias adoro todos os textos do não2não1

  • “I’ll be there for you…” Alguém ainda acredita no Bon Jovi? | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    […] segurar. Ninguém para nos proteger e cuidar verdadeiramente. O fim dessa ilusão nos abre para a experiência da solidão, cuja tristeza tem a mesma medida da alegria em compartilhar a mesma solidão com os outros. O amor […]

  • A certeza de amar | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    […] no Não2Não1, já publiquei três textos do Fabio: “Minto”, “Increíble” e “Coisa alguma”.//LinkWithinCodeStart var linkwithin_site_id = 49446; (function () { var elem = […]

  • Lara

    Poxa, chorei..

    gostei dos 3 textos dele. Não os havia achado até hoje por aqui!! Cheguei através da tirinha… que coisa tudo isso…

  • Coisa alguma | Papo de Homem – Lifestyle Magazine

    […] texto apareceu originalmente no Não2Não1, blog sobre relacionamentos mantido pelo nosso Gustavo […]