Tudo aquilo que você NÃO queria falar sobre relacionamentos

por Gustavo Gitti 30 dezembro 2008 145 comentários

Para complementar o texto “Tudo aquilo que você não queria ouvir sobre relacionamentos”, pensei em parar de falar e começar a ouvir os diferentes discursos presentes nas relações atuais. Ao ver o resultado feminino, me assustei e pensei em mudar o título do post para “Nonsense nos relacionamentos (ou como as mulheres são loucas)”. As falas masculinas, no entanto, me fizeram considerar outra opção: “Da imbecilidade (ou como os homens podem ser fracos e confusos)”.

Mantive “Tudo aquilo que você não queria falar sobre relacionamentos” pois, de fato, poucos tem coragem de admitir algumas dessas coisas. Todas as falas são invenções minhas, claro, mas podem também ser suas ou do serzinho aí do lado. Cuidado. ;-)

Tudo aquilo que ELA não queria falar

Para ouvir durante a leitura: “My Skin” (Natalie Merchant), um verdadeiro pedido feminino, em letra e melodia (não clique, apenas passe o mouse, deixe tocar e mova a janela para cima).

“Eu te amo e você é o homem da minha  vida. É com você que quero casar, ter filhos e envelhecer, mas no momento não posso ficar com você. Agora estou apaixonada por outro. Eu sei que isso não faz sentido algum, mas é o que sinto. Não faz sentido, é sentido, sabe assim?”

“Eu traí você por vingança. Porque eu lembro do quanto eu chorei quando você não quis visitar minha família no interior, do quanto eu queria ter dançado com você aquele dia, do quanto eu sou apaixonada por você, seu imbecil! Por todas as vezes que você me trocou pelo maldito computador, por cada uma das noites em que me senti sozinha… Não, você não sabe o que é ter um namorado e ainda assim se sentir sozinha. Traí porque eu lembro das várias vezes em que você não foi homem – foi um menino, um bebê ou apenas um babaca. Eu fiz com outro tudo aquilo que você não fez comigo. E não só sexo, mas andar no parque, ler poesia ou apenas rir junto. Quanto tempo você ficou sem me olhar com desejo, me diz?”

“Eu abandonei você antes que você pudesse me abandonar.”

“Eu finjo que não ligo, mas eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar. Sou muito mais flexível do que você pode imaginar, querido. O limite de nossas loucuras não está em mim, mas na sua própria mente. E às vezes eu quero carinho. Não sexo, não conversa, não massagem, não filme, não chocolate, só carinho. Tendo carinho, nada impede de eu querer sexo, conversa, massagem e chocolate no minuto seguinte…”

“Desculpe-me, mas você precisa aprender a meter. Você não me come direito. Abrir a porta do carro, ok. Pagar o jantar, ok. Ser carinhoso, divertido e cuidadoso, ok. Mas na cama eu não quero só carinho e cuidado. Eu quero ser puxada, jogada, levantada. Eu quero sentir sua força. Eu quero ser rendida, calada. Eu quero que você bata em mim. OK?”

“Você tem mau hálito. Pronto, falei!”

Tudo aquilo que ELE não queria falar

Enquanto lê, ouça “Rise” (Eddie Vedder), redenção masculina em voz e violão.

“Fiquei 2 anos namorando sua bunda. Incapaz de amor ou cuidado, eu mal ligava para suas histórias, não estava nem aí para sua vida. Seu corpo, entretanto, era uma delícia. Valeu a pena ter ouvido tanta besteira e aguentado tanta encheção de saco!”

“Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também. Se eu estiver longe, não pense que é porque eu não desejo mais você. Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo. Minha confusão e falta de olhar desejante vem da anestesia. Não é que você esteja feia, sou eu que estou cego, morto, sonolento! Se quiser uma mudança instantânea, não me cobre, não reclame, não chore sozinha no banho. Isso só piora tudo e me deixa ainda mais impotente. Apenas seja viva, dance na minha frente. Confie em mim: eu não sou esse menino medroso. Acredite nisso e chame o homem em mim.”

“Eu não entendo como você não percebe… Eu sou gay.”

“Desculpe-me, mas você precisa aprender a dar. Veja, quando eu falo em sexo irrestrito, eu quero dizer sexo irrestrito. Se eu fiz minha parte sendo homem a noite toda, agora é hora de você se soltar completamente. Não fazer isso, não gostar daquilo… Isso é falta de educação, eu diria.”

“Em nossos encontros, eu fiz tudo certo, não é verdade? Dom Juan do início ao fim. Porém, é o seguinte: a minha gentileza não era para você. Eu apenas queria provar para mim mesmo que eu era capaz de seduzir e envolver uma mulher do seu tipo. Testei algumas técnicas de conquista que descobri em livros, agi com você igual tinha agido na noite anterior com outra garota, fiquei feliz com minha perfomance, anotei meus erros. Não foi só você que eu levei àquele restaurante. Eu fui gentil, sim, mas com o meu querido ego.”

“Você é adorável, mas se comporta como um moleque. Vou explicar como um homem funciona: eu adoro tudo aquilo que eu não faço a mínima idéia de como ser, ou seja: mulher. Adoro tudo aquilo que eu nunca saberia usar, explico: salto alto, vestido e bracelete. Fico louco vendo alguns gestos que nem com treinamento eu poderia imitar, exemplo: aquela posição sem nome que algumas fazem curvando um pouco a cabeça e passando a mão nos cabelos. Se você age como eu, não há chance alguma de me excitar assim. Sério que você não usa bracelete?”

* Quer falar também? Deixe um comentário.

** Já respondeu à pesquisa com os leitores do Não2Não1? Para mulheres e para homens. Obrigado!

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

145 comentários »

  • henrique Henning

    “Ei, não ligo que você tenha um pouquinho de celulite (Disse um pouquinho), sua simpatia, seu sorriso, sua alegria. Tudo compensa, tudo faz parte da mulher que eu escolhi pra mim. Desculpa se eu não falo tudo que eu penso, mas tenho medo de não agradar, de ser sensível demais e perder a masculinidade.”

  • Dani Antunes

    hahaha.. Muito bom!! Vim aqui pela primeira vz hj, mas já assino o feed há mt tempo. Muito bom mesmo, Gustavo.
    Tem coisa que a gente quer porque quer falar e não pode ou não consegue.
    Eu sou bem sincera. Sempre fui. Já terminei relacionamento dizendo “não gosto de vc” assim, na lata.
    Só que… Ah, poxa! Tem limite, né?
    Já pensou se disséssemos coisas assim??
    Ainda bem que está no post sobre “como não falar”.

    Me senti até mais aliviada…rs

    Se bem que… Será que tem algum desalmado que me falaria coisas assim?!

    Aiaiai…

    Feliz 2009 pra você!!
    Beijo

  • Ludmila

    kkkkk…
    dei muita risada agora…
    sei que a intenção não é ser cômico
    Mas nossa….
    é desse jeito mesmo…
    Igualzinho…
    não tem como não rir
    rsrsrs
    obrigada por mais um post sensacional

  • Carolina

    “Amor, não me dê opção. Faz, anda, decide. Escolhe o filme, chama o taxi, me come sem perguntar o que eu gosto, como eu gosto. Não me deixa escolher. Isso me angustia, me deixa mais confusa, ansiosa. Nasci no mundo da lua, não tem jeito. Sua ajuda vem do ser presente na minha vida, não do perguntar. 3h dúvida é coisa de mulher. Só faz, ok? Mesmo que vc não saiba o que fazer. Amo você, onde quer que você esteja. E cada dia mais.”

  • Jonathan

    “Vamos pra minha casa trasar e nunca mais nos falarmos?”

  • Eterna Aprendiz

    - Muito obrigado uma ova! Pode descer a cuequinha!
    Hahahahaha…aproveito pra rir, enquanto a lei do retorno não me alcança…ou melhor, enquanto ele ainda esta tentando entender o que aconteceu comigo.
    Para mim, melhor que surpreender o outro é a gente se auto surpreender.
    Quando me surpreendo comigo mesma, me parabenizo por ter me libertado de algum modo de agir cristalizado.
    Todas as situações descritas aqui me deliciam! Pois no fundo, bem no fundo, o que me fascina é esta nossa frágil condição humana.

  • Xana

    nossa, adorei!
    parabéns!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Eu descrevo minha vida e você me dá parabéns? hahahaha…

    Eterna Aprendiz, eu também: me fascina esses movimentos.

    Carolina, perfeito. Perfeito.

    Aliás, eu não entendo como uma mulher fica desempregada. Qualquer uma ganharia rios de dinheiro só dando cursos sobre si mesma para homens. Sobre si mesma, sem análise, só auto-expressão, como sua fala, simples assim.

  • liviaborges

    “Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo.”
    Típico de homem…

  • Débora Rangel

    Acredito que a mulher trai mais por atração, desejo, tesão, do que por vingança, eu não trairia por vingança. Mas, claro, para a mulher ter atração, desejo e tesão por outro cara a ponto de trair seu parceiro é porque, realmente, ele está deixando a desejar, ou não sabe meter, ou não é sensível o bastante para lhe compreender, para lhe aceitar com desejos e defeitos… Enfim, há algo errado no relacionamento.

    …Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo… (Meu marido diria isso).

  • Fabio C

    “Sim, eu sou um nerd. Daqueles que lêem quadrinhos, usam óculos, viciados em ficção científica, programador de computadores, e principalmente, tímidos elevado à décima potência. Pior, sou puro pensamento racional. Se você – ou alguma das suas amigas, como você diz – realmente gosta de mim, por favor, dê um sinal que pareça o Ibirapuera pegando fogo. E insista, porque devido às minhas experiências anteriores, e o modo como eu sou, posso interpretar que seja uma tentativa de zoação da minha cara.”

  • Gustavo Gitti (autor)

    “dê um sinal que pareça o Ibirapuera pegando fogo.”

    hahahahha… Boa!

    Uma tristeza ver cada vez mais caras assim. Na Cabana, a galera já se tocou: se esperarmos pelo interesse feminino, a raça humana vai se extinguir.

    Grande parte do desejo feminino surge quando elas se sentem desejadas, ou seja, grande parte do interesse delas (o “realmente gostar” a que você se refere) surge quando você demonstra interesse. Sentiu o drama?

    Ninguém é puro pensamento racional. Só pela sua mensagem, já dá para perceber que você tem um puta bom humor. Já é um começo.

    Ah, tu já leu um texto falando que é dos nerds que elas gostam? Muito bom e escrito por uma mulher. Hoje em dia todo cara minimamente interessante é nerd de alguma coisa, cara, mesmo que seja de mecânica de carros, agricultura ou qualquer coisa mais roots. Você é apenas o tipo clássico, nada demais. Outros são nerds sem óculos, loucos por polirritmia e tudo que é percussivo, filosofia, dança, blogs… essas nerdices.

    Abraço!

  • Xana

    o parabéns foi pelo texto…que eu gostei… :/

  • Rose

    “Sim, eu estava te paquerando. Eu tava te secando com os olhos, mas eu não podia falar isso pra você assim. Porque homem na maioria gosta de mulher que faz cu doce. E toda vez que eu passava em frente ao seu trabalho, eu olhava pra ver se vc tava lá. É, eu mudava o caminho só pra te ver.”

    “Quando eu chamo o seu nome no sexo, não vou pedir nada, eu vou ter um orgasmo, então continua…me puxa pelo cabelo, me aperta e faz com força.”

    E sobre o interesse da mulher: cara, infelizmente eu vivo numa cidade em que mulher que toma a iniciativa é tida como fácil. Eu ODEIO cu doce, mas às vezxes tenho que apelar pra tática.

    Feliz 2009!
    Beijo.

  • Cássia

    Da lista feminina, eu nunca diria NADA disso, mas por outros motivos! A primeira, eu disse só o começo, mas sem o final de estar apaixonada por outro. Nunca traí, mesmo depois de quatro anos sentindo a mesma coisa descrita no segundo item. Também nunca abandonei por medo de ser abandonada. Raramente digo “não quero”, tanto é que sempre compartilharam sonhos comigo. Sempre. Sonhos e realizações. Já mostrei o que queria sem falar uma palavra e ele entendeu. Tá, vai, a do mau hálito eu jamais falaria. Uuuuuuuufa, pelo menos uma para eu não me sentir tão alheia. ;)

    Beijos.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Cássia, então, mas é justamente esse o post: “Tudo aquilo que você NUNCA falaria”. hahahahah

  • Nati

    A segunda eu já disse.. Não com as mesmas palavras claro! Mas com o mesmo sentido, enquanto eu terminava com o carinha.. que inclusive retornei a namorar depois que a ‘apaixonite’ passou.

    As frases femininas são mais ‘claras’ para mim, óbvio.. Mas as masculinas, são surpreendentes.
    Acho que as relações seriam mais fáceis se isso fosse dito claramente.

    Só não sei se seriam mais belas!!

    Lindo Gustavo!!!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Nati, vou aproveitar seu comentário para falar algo que me contive para não publicar junto com o post (queria deixar só as falas mesmo, sem julgamentos).

    “Acho que as relações seriam mais fáceis se isso fosse dito claramente.”

    Vou te explicar por que discordo:

    Essas falas não são “a nossa verdade”, elas são apenas obstáculos nossos. Se não os contamos a ninguém, eles continuam nos atrapalhando. Se contamos, às vezes pioram tudo ainda mais porque o outro ouve como sendo “a verdade sobre nosso interior” em vez de sacar que isso é flexível, “trabalhável” (como diria a velhinha meditante Pema Chodron).

    É como acordar em um dia ruim, meio torto, e começar a ver problemas em todas as direções. Você pode tentar resolvê-los, se esforçar, sofrer ou simplesmente esperar um pouco até o outro dia, quando você então acorda bem, alinhado e não vê problema algum. Agora, imagine se saíssemos contando nossos obstáculos por aí como se fossem situações concretas. Seria como acreditar nos problemas que vimos no dia que acordamos mal.

    O mais importante é focar as qualidades positivas dos outros e assim acreditar na liberdade que eles tem de superar os obstáculos que às vezes nem sabemos quais são.

    Conosco, a mesma coisa: muitas vezes não sabemos quais são essas falas, as verdadeiras falas de nosso corpo e de nossa mente. Sabemos algumas, mas a maioria são mentiras que contamos não tanto para os outros, mas para nós mesmos.

    Mesmo se descobrissêmos todas as nossas falas, isso não adiantaria, pois, como disse, elas não são “nossa verdade”. Elas são apenas confusões impessoais nas quais estamos fixados. São constituídas de aflições impessoais e universais, como raiva, medo, ansiedade, depressão, inveja, amargor, hesitação, desconfiança, pequenas psicoses, esperança, orgulho, preguiça, apego, carência…

    Qual é então a nossa verdadeira fala? Bem, eu não vou dizer liberdade. Eu vou apenas dizer que é o silêncio. Não o silêncio que surge quando nada toca, não ausência de som. Mas o silêncio que se ouve no próprio som, ou seja, essa espacialidade que se mantém viva sustentando todos os objetos ao nosso redor. Os objetos não apagam o espaço, eles são sustentados por ele. O mesmo com o som: as melodias não encobrem o silêncio, mas são sustentadas por ele.

    E o mesmo, enfim, com nossas falas: elas não encobrem nossa liberdade. Se erramos tanto, é porque somos livres.

    Beijo em você.

  • Nati

    Gu,

    Concordo com tudo que disse, mas abro um porém…

    Por exemplo quando uma pessoa está doente, com dor de cabeça ou de estômago, e não diz isso á outra pessoa,esta não pode ser ‘culpada’, por ligar um som alto e cantar pela casa, ou fazer de janta uma comida bem gordurosa, afinal ela não sabe oque se passa para poder ajudar.

    A mesma coisa acontece com os sentimentos. (Considerando claro uma pessoa consciente de seus sentimentos e confusões, consciente de sua própria volatilidade e com um mínimo de compreensão com os sentimentos e confusões alheias)

    Se você fala pra pessoa “eu não tenho certeza se estou te amando neste momento”, a outra pode tentar lidar com este sentimento, e não forçar uma situação que não convém, ‘dar um tempo’ digamos assim… Se o homem diz: ” Eu preciso de espaço, de um tempo. Não significa que eu não te ame, apenas preciso de meu silêncio.” Isso facilitaria muito as condutas femininas ( sempre considerando pessoas que respeitam o momento alheio ) Mas o que acontece é que os homens simplesmente se afastam, se distanciam e a mulher fica perdida, pensando que o problema é com ela, (pois se uma mulher se afasta o problema é com ele).

    Por isso que penso.. Talvez comunicar os sentimentos, as confusões, os pensamentos, diminuem a grandeza dos mesmos, e os dois carregando juntos, podem superar melhor!

    ;)

  • Gustavo Gitti (autor)

    “Eu preciso de espaço, de um tempo. Não significa que eu não te ame, apenas preciso de meu silêncio.”

    Veja, eu não sei se isso se aplica a você, mas muitas mulheres que eu conheço simplesmente não ouvem essa frase aí. ;-)

    E não é bem por falta de cérebro, mas simplesmente porque isso é um argumento discursivo que não necessariamente toca no coração dela, de onde virá a aflição e a sensação de estar sozinha ou não ser desejada.

    O cara realmente tem de demonstrar seu amor, não apenas falar sobre ele, e aí, minha cara, aí reside TODO O PROBLEMA! Porque nós, justamente nos momentos em que precisamos de tempo, não estamos nem um pouco preocupados em ficar demonstrando nosso amor.

    Então o cara pode falar isso todo dia, mas como ele está querendo um tempo e, portanto, não está verdadeiramente provando seu amor, tocando o coração, pegando-a no colo, dançando junto, olhando fundo nos olhos, como ele não está fazendo nada disso enquanto resolve algo importante pelo celular, ela continua ficando perdida.

    Ou seja, eu continuo discordando de você. A solução não é tão simples quanto “melhorar a comunicação”. Eu insisto nisso o tempo todo aqui no blog porque vejo cada vez mais casais se fodendo gostoso por causa desse mito: “Tudo vai dar certo se formos sinceros um com o outro e realmente aprendermos a nos comunicar”.

    A gente mal se comunica conosco mesmo, imagine prometer comunicação quase perfeita com um outro universo! Não é por aí, Nati, não é por aí. Comunicação é algo bom, mas nossos maiores problemas não passam por aí.

    ;-)

  • ATre l Conversa Atrevida

    hummmmmmmmmm…Acho que vou ter que ler com mais calma…e NÃO tão tarde (ou no caso não tão CEDO) porque a essa hora meus neurônios são meio que incapazes de organizar as opiniões…

    Então eu vou indo…

    MAS volto.

    inté

  • Nati

    Gu,

    Claro que o problema não é só comunicação, tem toda uma gama de necessidades por trás disso. Falar simplesmente por falar realmente não resolve, ainda mais se o cara nem sabe bem o que está falando.

    Se desconsiderarmos completamente a comunicação em uma relação, perderemos uma capacidade gigante de compartilharmos nossos mundos. Ninguém poderá saber o que se passa conosco a não ser que falemos a respeito disso.

    Mas uma verborragia sem fim não resolve. Eu digo falar, comunicar, conversar, compartilhar, mas no sentido de auto-conhecimento, meio terapia em grupo saca!

    Assim, se eu falo que me sinto envergonhada em tal situação ( mesmo que não seja bem isso ) e o cara compartilha deste sentimento comigo, ou dizendo que sente algo parecido, ou que entende o que se passa, eu me sinto mais confortável e posso me entregar mais, por saber uqe ele me entende e q este sentimento, não é motivo pra sentir medo.

    Não que esta seja a “solução infalivel para sentimentos ruins”, é só mais um meio. Pois os instintos, os papéis femininos e masculinos e nossas energias não dão conta do recado, e mesmo que dêem não é conveniente voltarmos a usar somente disso, visto que evoluimos e conversar, faz parte disso.

    Você mesmo disse, não nos conhecemos completamente, não sabemos o que se passa conosco. Se nos isolarmos e não falarmos a respeito do que sentimos será como q vamos nos conhecer??

    Se eu não leio ou escuto o processo quase necessário de conquista que os homens têm, como posso entender o fato dele ficar olhando lindas mulheres mesmo estando comigo..

    Enfim, não desconsidero os rompantes de padrões, os beijos que calam gritos e o silêncio interno e externo que muitas vezes é mais valioso que as palavras, mas nunca desconsiderarei tb, a palavra compreensiva, a conversa sincera e a busca de conhecimento de si mesmo e dos dois como casal!

  • Daniele Souza

    Oi Gu…

    Acompanho seu blog a um tempinho, mas hj resolvi escrever…
    Mto interessante o que escreveu neste post, as relações entre pessoas diferentes realmente são muito complexas e difíceis, pois vc está se relacionando com pessoas que não são integrantes de sua familia ou de sua tribo… São pessoas realmente diferentes, e acho que é daí que temos que aprender com as diferenças das pessoas…

    Cada ser humano se comporta de uma maneira diferente, de um jeito diferente, e possui opiniões diferentes… Em termos de relacionamento então é uma complexidade muito grande…

    Eu tenho feito um “curso” (A vida te ensina) de como saber aprender a lidar com diferentes pessoas, mas vejo que quanto mais me aprofundo nesta questão, mas dificil se torna a cada barreira vencida… Os humanos são tão complexos de uma própria programação de computadores!

    Só que eu ainda não consegui descobrir como se relacionar com os homens… Esta questão é no sentido de: como saber se ele quer um relacionamento sério, ou se ele está só “te curtindo”? Ou como fazer com que o cara que você goste, se torne o seu namorado… Essas questões a gente sabe que nao tem uma lista de regras que você pode seguir ou uma “receita de bolo”, pq sabemos que cada uma das pessoas são diferentes e o que vc precisa encontrar é como saber se relacionar com elas…

    Enquanto não descubro, vou me aventurando até encontrar…

    Será que acharei um dia?

    Bjos e Feliz 2009!

    Danizita

  • Gustavo Gitti (autor)

    Ah, claro, eu nunca desconsideraria também, Nati. Só acho equivocado colocar uma ênfase nisso como se fosse solução para algo. Não é. Conversação pode ser até mesmo PARTE de vários problemas.

    “Ninguém poderá saber o que se passa conosco a não ser que falemos a respeito disso.”

    Isso não é verdade. Muitas vezes, se ouvimos a pessoa falar sobre si mesmo, isso pode nos confundir ainda mais. A visão que a pessoa tem de si mesma não é mais privilegiada do que a que um outro tem dela. Veja, isso é radicalmente diferente do que prega o senso comum.

    Jorge Coli, um dos maiores críticos de arte do Brasil, foi bastante ênfatico em uma palestra ano passado: “Quem disse que o artista sabe mais sobre sua obra do que eu ou você?”. Ou seja, o que ele disse é simples: a obra é como um filho, depois de nascer ela tem vida própria, o pai não tem controle, não tem acesso a sua suposta essência ou significado verdadeiro.

    O mesmo acontece conosco. Quando nos olhamos, somos mais um que nos olha, igualzinho nosso amigo que nos olha, nossa namorada, nossa mãe. Quando olhamos a nós mesmos, somos OUTROS.

    Portanto, às vezes, sim, quando uma pessoa fala sobre si mesmo, isso pode confundir mais do que esclarecer. E, sim, é muito possível que uma pessoa saiba o que se passa sem perguntar, que um namorado sinta o mundo da namorada sem que ela tenha de explicá-lo ou que uma mulher entenda um homem sem que ele abra a boca.

    Eu não estou negando o diálogo, de modo algum. Mas você insiste em colocar uma ênfase exagerada na comunicação discursiva, veja:

    “Ninguém poderá saber o que se passa conosco a não ser que falemos a respeito disso.”

    A comunicação NÃO precisa ser discursiva ou cognitiva. Ela pode ocorrer por qualquer linguagem e, mais ainda, ouso dizer (depois de tanto ouvir isso de alguns professores, acadêmicos e contemplativos) que a maior comunicação se dá de modo não-discursivo: com o corpo, com emoções, com energia virtual, com postura, olhares, respiração, toque.

    Se o cara quiser falar “Eu te amo, mas preciso de um tempo”, melhor que fale isso todo dia com o corpo e só às vezes com palavras. Se ele falar todo dia com palavras e raramente com o corpo, é como se ele nunca tivesse falado nada.

    A linguagem que ouvimos vem do corpo, não dos significados das palavras escritas ou faladas. A linguagem que nos toca no coração só pode vir do coração do outro. Simples assim.

    Eu repito para provocar: a comunicação discursiva tem pouco a acrescentar para o desenvolvimento de um relacionamento. ;-) Na maioria dos casos, o diálogo só complica: a mulher cobra e reclama com as palavras, e o cara silencia e, quando fala, se perde em mil discursos.

    Pela minha pouca experiência, eu sinceramente acho que menos discurso e mais silêncio, menos fala e mais presença, podem beneficiar mais uma relação do que tentar melhorar a comunicação discursiva, o diálogo, a conversa.

    Mas isso só testando mais e mais. Acho que testamos muito pouco ainda.

    Abração!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Ah, um meta-comentário, Nati:

    Uma das maiores provas que conversar não resolve é esse nosso diálogo aqui! hahaaha…

    Humberto Maturana diz que nossas “posições” ou nossas “verdadeiras teses” não são cognitivas. Portanto, se alguém nos convencer com uma argumentação perfeita (impecável, por A + B), ainda assim vamos manter nossa posição. Nossas “verdades” são corporais, emocionais, elas mexem com nossos fluidos, nosso sangue, nossa respiração. Por isso, quando alguém ataca uma idéia ou uma filosofia com a qual nos identificamos, nos sentimos atacados, dói.

    David Deida diz que é preciso reestabelecer o fluxo do amor e só então conversar. Conversar sem que a outra comunicação (não-discursiva) esteja ocorrendo é perder tempo e só aumentar o problema. É como tentar tirar a casca de uma ferida antes que o corpo tenha se regenerado.

    Minha amiga diz: “não pára de chover só porque você conversou com as nuvens” e que é preciso focar não na resolução do problema mas no que ela chama de “convergência”. Se ambos se comunicam e se conectam, aí então a conversa serve para algo. Se o problema é justamente a desconexão e falta de comunicação, a conversa só vai agravar e piorar a situação!

    Meu ponto é simples: a conversa muitas vezes age CONTRA a verdadeira comunicação. E que a conversa só funciona (do jeito que você fala) quando a outra comunicação já está ocorrendo.

    E é precisamente isso que Humberto Maturana leva páginas e páginas para descrever de modo belíssimo: a emoção define um mundo, um leque de possibilidades de ação, e é ela a maior responsável por existir ou não a comunicação com o uso da linguagem. A maior emoção para ele (e veja, sua definição de emoção é diferente do senso comum) é o amor (que ele também define de modo diferente, como a abertura e reconhecimento de que o outro está construindo um mundo assim como nós estamos).

    Portanto, para a comunicação funcionar, é preciso, antes de qualquer palavra, acertar o olhar, alinhar o corpo, amar o outro (aqui no sentido do Maturana e também do Deida). Sem isso, nada feito. Agora, o que a maioria dos casais faz, me diz? A gente começa a falar, como se fosse resolver, ANTES de alinhar o corpo, ou mais precisamente, justamente quando o corpo está no pior estado possível e quando menos estamos amando, menos estamos abertos.

    Qual o resultado disso? hahahaha…

    Bom, isso aqui vai virar um post, claro. Assunto maravilhoso para compartilhar e ouvir comentários.

    ;-)

  • Nati

    Ai que está o ponto querido!!

    A conversa que eu me refiro é esta alinhada!!! A que envolve corpo, conversa de travesseiro, pura e simples, entrega e sincera, com olhar, respiração, aquela que vc abaixa a guarda e tem coragem de expressar fraqueza, coragem, preguiça e o outro até ri disso tudo, porque compartilha com vc, a mesma conexão, a mesma entrega!

    Eu já aprendi as duras penas que discutir não resolve!! Ainda mantenho a cara amarrada e silêncio, ainda não aprendi a melhorar simplesmente por saber que isso é o melhor..

    Também não desconsidero aquelas discussões empolgantes e explosivas coom lágrimas, choros, e gritos, pois isso despacha q energia ruim!! Quebrar copos é algo que passa na minha mente tb, mas nunca concretizei!! rs

    Mas tenho plena consciência que pra comunicar sentimentos de fragilidade, a entrega e a conexão é necessária!

    Nossa conversa estava sendo diferente pra mim e pra vc, vc discutia pntos de vistas, eu tentava me fazer entender, eu não atacava, vc entendia isso.. Por isso a conexão é importante.. senão acontece estas falhas.. um comentário vira acusação nos ouvidos do homem, ou coisa pior no ouvido de uma mulher…

    Tão lindo quando a comunicação realmente acontece!!

    =D

    Beijo querido!

  • Gustavo Gitti (autor)

    ;-)

    Bjo, Nati!

    Acho que ainda hoje publico esse post. Eu acho lindo quando briga e embate acontecem. ;-) Comunicação não é só ambos concordarem, isso é meio chato, tedioso.

    Comunicação é ambos discordarem com um sorriso no rosto.

  • semnome

    Caras, as pessoas não gostam das outras pessoas, as pessoas gostam do que as outras pessoas o fazem sentir.

    Todos ja viram um homem pedir desculpa a uma mulher, por agir como homem e ser chamado de machista.

    Mas alguem já viu uma mulher pedir desculpa a um homem por ter sido feminista?

    Relacionamentos estão muito voltados para “o que a mulher quer”, alguma mulher aqui já se perguntou o que os homens querem num relacionamento (fora sexo,comida,roupa lavada,sexo,futebol,ficar em paz quando estressado,cerveja, sexo…)?

    Se os homens fossem dar ouvido as mulheres, ficariam tão frágeis que mulher nenhuma iria quere-los como companheiro, mesmo assim falam em caras sensíveis… mas se apaixonam pelos bad boys.

    E ai? Quem cria os homens não são as mulheres? Não os criam para serem super heróis? Não chorarem ,nem pedir ajuda?

    Como ousam pedir depois de tudo para discutir a relação?

    Aja saco!!!! Ete criuatura expulsa do inferno!!!!

    Só elas podem ter piti porque piti de homem é coisa de gay.

    Então cordialmente digo… vão @# $&#@% suas pirralhas do @$#%&!!!!

  • Eterna Aprendiz

    Nati e Gitti,

    Muito linda a comunicação que se estabeleceu entre vocês!
    Por enquanto, vou fazer apenas um pequeno comentário (o resto vou deixar para quando o post prometido sair).
    Sou completamente fascinada pelo poeta Manoel de Barros. Na revista “Caros amigos” de dezembro ele demonstra, aos 92 anos, que concorda com o que Gitti disse sobre o fato de que “quando nos olhamos, somos mais um que nos olha”.
    Um exemplo seria o que ele diz a respeito de sua antologia que esta emperrada: “A Record quer lançar minhas obras completas, mas a Planeta, que publicou um livro meu só, não quer ceder os direitos. Está preso o livro de minhas obras completas. Não vou brigar. Vou esperar meu contrato terminar. Mas sei lá se vou esperar…”
    “Vou esperar…mas sei lá se vou esperar”?! Hahahahaha…em outras palavras: não sei como vou reagir.
    Conseguirmos nos comunicar da forma como vocês demonstraram é “bão dimais”…no entanto, reconhecer que não conhecemos nem a nós mesmos é estranha e delirantemente um dos melhores pretextos para a gente nunca desistir!

    Um beijo carinhoso nos dois

  • Gustavo Gitti (autor)

    Eterna, eu sou completamnte apaixonado pelo Manoel de Barros. hahahaha

    Ganhei e to lendo o TRATADO GERAL DAS GRANDEZAS DO ÍNFIMO, olha só que beleza:

    “O dia estava
    em condições de boca
    para as borboletas”

    (wtf! ele coloca uma imagem na nossa cabeça que nunca vamos conseguir ver em lugar algum!)

    “Nâo tenho pensa.
    Tenho só árvores ventos
    passarinhos – issos.”

    (olha o que ele faz com a linguagem… a gente lê “pensamentos” mesmo sem isso estar escrito, é demais)

    É, estranho e delirante. E também um bom motivo para deixar que o outro nos nasça também. Não é só a gente que tem esse poder. Aliás, muita gente tem uma visão muito precária de si mesmo e ganha olhares muito mais amplos, que reconhecem muitos outros detalhes e qualidades positivas.

    Abração pra ti. Sempre um prazer receber suas indicações.

  • Eterna Aprendiz

    ” Um songo

    Manoel de Barros

    Aquele homem falava com as árvores e com as águas

    ao jeito que namorasse.

    Todos os dias

    ele arrumava as tardes para os lírios dormirem.

    Usava um velho regador para molhar todas as manhãs os rios e as árvores da beira.

    Dizia que era abençoado pelas rãs e pelos pássaros.

    A gente acreditava por alto.

    Assistira certa vez um caracol vegetar-se na pedra.

    mas não levou susto.

    Porque estudara antes sobre os fósseis linguíticos

    e nesses estudos encontrou muitas vezes caracóis vegetados em pedras.

    Era muito encontrável isso naquele tempo.

    Até pedra criava rabo!

    A natureza era inocente.

    P.S: Escrever em absurdez faz causa para poesia.

    Eu falo e escrevo absurdez.

    Me sinto emancipado.”

    Maravilhoso demais! Né Gitti? Para mim, Manoel de Barros se comunica em estado avançado de graça.

  • Bia

    “Pra que saber me nome? saber do meu passado?
    Pra que saber me nome? saber do meu passado?
    Eu sou igual a tantos amei e fui amado.

    Vamos fingir que já nos conhecemos
    Que não existe mais ninguém no mundo,
    Vamos viver a vida inteira nesta noite
    E tentar aproveitar cada segundo.

    E não me diga nada do que pensa
    Pense depois seja feliz primeiro.
    Invente um sonhos porque o mundo de mentira
    É mais bonito do que o verdadeiro.

    E veja em mim só um desconhecido( não vai ser mto dificil)
    Quem sabe até o seu amor perdido.
    Eu quero ser o que você quiser.”

    Sei lá é tudo tão simples para de fazer um bando de perguntas sei que te conheci num onibus conversamos pouco e que sou uma pirralha nos seus olhos mas vc me encantou não precisa ser o que vc não é viva o momento que saco eu gosto de vc oa natural

  • gabriel

    Nao que eu nao goste de vc. nao que eu nao te ame. mas te amar e só te amar me deixa claustrofóbico. gosto de conquistar. por isso vc me ama. pq eu te conquisto todo dia.
    mas eu gosto de “conquistar” mais do que gosto de “conquistar vc”.
    sabe quando vc diz toda vadia que eu converso fica me querendo é pq eu faço isso. gosto de conquistar a atendente de qualquer balcao, gosto de ganhar cortesias, brindes e pormoçoes de qualquer vendedora. gosto de chegar numa mesa com suas amigas e ser o centro das atençoes. gosto pegar o telefone de mulher no mineirao. gosto de ter regalias no serviço por causa do meu charme.gosto de ganhar uma aposta numa mesa de bar. gosto de sentir que eu domino as femeas. isso mantem meu testosterona em alta, meu ego lustrado e brilhando.

    gosto mais ainda de saber que podendo ter todas as mulheres que eu quiser desde o dia em que vc me teve eu fui só seu.

    sei que eu nao gostaria de inverter as açoes com vc. eu nao me sentiria bem assim como vc nao se sentiria se soubesse disso tudo.

    mas se serve de alguma coisa, é vc que me prende. nem sei como, vc é tao chata. mas eu te amo e nao quero.

    por isso vou me casar com vc. por isso vou morrer com vc.

  • Jazz

    “eu não queria falar, mas já falei”
    (A Impulsiva)

  • Nanni

    “Depois do sexo, você não precisa me encher de beijinhos e dizer o quanto eu sou especial pra você, e o que eu desperto em você, e seus planos para o nosso futuro. Depois do cigarro, eu quero virar e dormir.”

  • Gabriela

    Esse post me lembrou a vez que meu namorado me disse que tinha se enganado comigo, que eu não era quem ele pensava. Por certo, esse foi um momento em que a pessoa falou aquilo que nunca deveria ter dito, já que não era isso que ele pensava. Ele falou para magoar e me fazer sentir a dor que ele, por algum motivo, também sentia. Prova disso é que mais de um ano depois ainda estamos juntos e felizes.

    Por isso concordo plenamente com o que o Gustavo disse: “Essas falas não são “a nossa verdade”, elas são apenas obstáculos nossos. Se não os contamos a ninguém, eles continuam nos atrapalhando. Se contamos, às vezes pioram tudo ainda mais porque o outro ouve como sendo “a verdade sobre nosso interior” em vez de sacar que isso é flexível, “trabalhável” (como diria a velhinha meditante Pema Chodron)”.

    Só não sei se entendi direito tudo que foi dito (sempre há a possibilidade de que seja lido de acordo com as nossas experiências pessoais).

  • fabi

    “eu quero me casar com você porque você é o único homem que até hoje me fez querer ser esse meu outro lado – mais silenciosa, mais paciente, mais risonha, mais compreensiva, mais ouvinte, mais como eu sou bem lá no fundo, e passei toda a vida me escondendo. E sendo mais assim, eu realmente enxergo a pessoa incrível que você é! não tem nenhuma chance de você sair da minha vida!”

  • Ale

    Ninguém está preparado pra dizer e ouvir a verdade. No entanto, pode parecer muito fácil enganar o outro. Dá pra fingir numa boa que você é honesto, fiel, educado, amoroso…Tem gente que engana até a si próprio e acha que está levando vantagem. Mas, mais cedo ou mais tarde, a verdade grita. O tempo revela tudo. Sempre.
    A grande vantagem do tempo é permitir tantas mudanças. A cada momento, temos a oportunidade de deixarmos de ser quem éramos para nos tornar quem somos. E essa é a magia da vida: a possibilidade de nos reinventarmos a cada dia.
    É uma pena que na maioria das relações fala-se de sentimentos como se fossem apenas palavras e nada mais. Será que tudo está ficando tão falso e frio ou as pessoas se escondem através dessas mentiras e omitem suas verdadeiras emoções por desconhecer o que é o amor ou não saber lidar com esse sentimento?
    Amar é sentir o ápice da felicidade nem que seja por pouco tempo, independentemente de qualquer coisa, é ficar cega, surda e muda a ponto de fazer loucuras. A pessoa que tem medo de amar tem medo de viver, não sabe o que é realmente ser feliz, estar completo. O amor é um incentivo a vida de qualquer pessoa. E praticá-lo dizendo sempre a verdade é a mais sublime das atitudes. Exercite dizer a verdade. Exercite dizer “eu te amo”. Por mais que a resposta seja o silêncio, a verdade te liberta.

  • Anônimo

    Eu te amo mesmo, mas tô há mais de um ano sem sexo. Sexo é tão importante quanto todas as outras coisas que a gente não faz juntos: ver DVD na minha casa, passar o fim de semana na praia e sair à noite sem sua mãe te ligar às duas da manhã. Quantos anos você tem?

  • Carol

    ” A insanidade me visita constantemente, flutuando como meu humor. Acredito que não posso caminhar ao lado de quem amo,pois tenho um medo terrível de mim mesma e descobri que não sei andar – usei diversas muletas até hoje e abandoná-las me parece tarefa para toda uma vida. Não acho que serei muito atraente aos 100 anos – quando talvez acreditasse que poderia arriscar um relacionamento, visto que pretendo morrer aos 101. Se eu pudesse me afastaria de mim, como não posso afasto aqueles que me amam. Para isso, sei ser muito insuportável. Entre os rótulos que me dou, louca é o que menos utilizo por receio de acabar acreditando no que penso ser real. Para piorar tudo tenho uma energia mental excessiva, que por não ocupar o seu lugar justo acaba me atrapalhando – defino tudo e acabo limitando tudo. Isso resulta na imensa dificuldade de deixar as coisas fluirem. Sou tão infantil que eu mesma tenho vontade de me dar uns tapas. Acreditei por um tempo que eu possuía auto-conhecimento, até perceber que eu enxergo o que quero e só vejo um pouco além quando o tombo é grande e dói.”

    Sorte que no meio dessa confusão tem uma parte que acredita que tudo vai ficar bem.

  • C.L.

    hahahaha
    Adorei!
    Tanto, que não resisti a comentar aqui pela primeira vez, apesar de já acompanhar o site há tempos!

    Beijos!

  • C.L.

    hahahaha
    Adorei!
    Tanto, que não resisti a comentar aqui pela primeira vez, apesar de já acompanhar o site há tempos!

    Beijos, pessoas.

  • Sabrina

    Você como sempre parece que entra na minha cabeça e lê a minha história ou se apossa do meu corpo e vive a minha vida.

    Me identifiquei com várias femininas, e quanto às masculinas, preferia ter escutado todas elas do que ter só o maldito silêncio pra me explicar e confortar…

  • Débora Rangel

    Adorei o comentário do Henrique Henning, creio que ele escreveu para uma pessoa especial e espero que essa pessoa especial leia este blog lilás.

    Se essa fala fosse do meu marido eu diria: abstraia a parte da celulite, claro, o abraçaria e beijaria “Pô, amor, eu quero que você fale tudo o que pensa, tudo, até porque você vai usar da sua sensibilidade, que você tem de sobra e que eu amo, para não falar algo que iria me magoar profundamente, a não ser que seja algo que iria me ajudar de alguma forma, mesmo que me magoasse, aí, então, fala logo, vai. Mas, depois me leva para cama, me bate, puxa meu cabelo e mete, mete forte e gostoso”.

    É, mulheres são loucas mesmo, não é Gitti?

  • Letícia

    Oi Gustavo…só quero deixar o meu :
    Caracas que blog tudo de bom!!

    Registrado… vc Gú (acho que em 2 meses de contato diário dá pra chamá-lo assim rs…) é um gentleman…um doce!! E em geral os leitores que colaboram com os comments tbm são ótimos!!

    Sou amante de blogs e o seu está nos meus preferidos!! ADOORO!!

    Bjs

  • caio

    “Caralho, puta sexo mediano então me faça um favor vá tomar um banho e me deixe aqui fumando meu cigarro.”

    agora uma que eu já falei.
    “Eu gosto de estar com você mas não sinto saudades suas então se eu te ligar de novo é só por que quero passar um tempo a dois e não que eu queira um relacionamento.”

    e mais uma pra terminar.

    “eu acho a sua amiga gostosa pra caralho, comeria ela fácil, mas eu te amo e arrasto o mundo inteiro pra você então não me venha com ciumes.”

  • Luana

    “A única coisa que eu te pedi foi coragem. E que você viesse pra perto. Mas você só sabia ser você, longe de mim e perto do trabalho. E toda vez eu sorria pra você se aproximar e dançar comigo, balançando o cabelo e as saias ao vento ouvindo Buena Vista Social Club, aquela que a gente adorava. E você vinha. Mas com a mesma velocidade com que vinha, você fugia. E falava de castelos, quando eu só queria a sua mão na minha.
    Eu nunca quis que você montasse um circo inteiro de perfeição hollywwodiana na frente de todo mundo, pra depois dizer pra mim, aos 45 minutos do segundo tempo, que precisava de outra coisa, que estava confuso, que precisava ir.
    Eu odiei você demais, de tanto que eu te amava, mas não implorei teu afeto, eu sei que você odeia cenas. Você foi, eu deixei. E logo te troquei por outro tão rápido só porque ele me dava tudo o que você havia me negado: presença, toque, carinho e a segurança de me segurar pela mão.
    Com você, eu tinha Caio Fernando Abreu e Almodóvar. Com ele, eu tinha telefonemas atendidos sem jogos bobos e segurança. Com você eu tinha Vander Lee e as estrelas. Com ele, eu tinha os ingressos do show na mão e uma noite no observatório, lado a lado, no meio da semana. Com você eu tinha msn, emails e muitos sonhos que voavam. Com ele, eu tinha horizonte.
    E agora você vem e diz que acha que fez besteira ao me deixar. E eu sei que com a mesma velocidade com que essas palavras saem da sua boca, você vai mudar de idéia de novo e ir atrás do próximo “amor da vida” da semana.
    Eu amo mais você do que amo ao outro e queria acreditar no que você diz, mas amor não tem nada a ver com isso. E pra eu acreditar, ia precisar de duas coisas: coragem e presença. O que eu sei que você não pode e nem nunca pôde me dar.
    E eu só queria estar errada e que você surpreendesse. Eu não quero me apaixonar em um filme. Eu só quero dividir um pote de sorvete com você.”

    Gitti, há muito tempo eu não vinha aqui – arrependimento mode on, quem sabe? – mas esse é, disparado, um dos seus melhores posts. Até me inspirou a dizer o que eu não falaria MESMO, hahaha.

    Se cuida, parabéns!
    Beijos.

  • Carolina Vianna

    Entendo taaaaaaanto a Luana! Mas eu resolvi amar o amado do jeito que ele é! Passei, com o tempo, até a achar charmoso como ele ficava perdido comigo e com o que eu queria.. e o esforço que ele faz pra me entender! Ficar com alguém que pq me dá o que eu quero não faz sentido, né?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Luana, seu relato não seria tão bonito se não tivesse isso aqui:

    “E, pra eu acreditar, ia precisar de duas coisas: coragem e presença. O que eu sei que você não pode e nem nunca pôde me dar.”

    Seguindo disso aqui:

    “E eu só queria estar errada e que você surpreendesse.”

    Perfeito.

    Agora, mulher é uma coisa tão louca e linda, né? Uma vez eu presenciei o seguinte (quase nestas palavras, quase de uma vez, mas resumo pra ser mais explícito):

    - Eu sempre soube que você nunca gostou de mim.

    E menos de um minuto depois:

    - Você sempre me amou, tenho certeza que sim.

    Mulher quer estar certa e ter mil conclusões só pelo gosto de ser contrariada depois, surpreendida, errar, se encontrar errada e errante. Mulher é movimento. E homem não gosta de mulher que não seja movimento.

    Já com homem é o contrário. Se for muito movimento, perde o charme. Como você disse, ele “vinha” e logo “fugia”. Para ser presente, tem de ter uma certa imobilidade.

    Na mulher, é o peito que cai um pouco, a bunda que treme, o cabelo que não pára, as mãos cheias de delicadezas que são impossíveis de imitar. É isso que excita. No homem, é o pau duro, sem vacilar. O olho não pode ficar indo de um lado para o outro enquanto contempla a mulher que dança. Ela, sim, vai de um lado a outro. Ela não pára. Mas o olho masculino fica. Apenas fica.

    ;-)

  • Oi Gu (leio tanto seus textos que ja me sinto íntima)
    Gosto tanto do seu blog que o visito com uma certa frequencia exagerada (confesso), adoro todos os posts mas este em especial foi tão inexplicavelmente bom que não resisti, tive que escrever, tanto para parabenizá-lo quanto para deixar registrado aqui o que eu não queria falar sobre relacionamentos, o meu no caso.

    “não quero promessas, não quero mundos e sonhos perfeitos, não quero declaraçoes publicas estrondosas de amor, não quero voce 24 horas por dia ao meu lado, quero voce por completo apenas algumas na semana, o que eu quero é tão simples que nem passa pela sua mente, quero voce sem a impaciencia do que fazer no momento seguinte, quero uma flor roubada de uma praça enquanto voce vem me ver, quero recados no espelho, quero um beijos enquanto eu durmo, quero um abraço e um eu te amo para interromper uma briga sem sentido, quero o inesperado, quero que voce venha, me pegue e me leve para onde voce bem entender, sem esperar minha aprovação, sem pedir meu consentimento,quero ver sua alegria ao me olhar, quero voce solto pra fazer e dizer o que sente.

  • Gustavo Gitti (autor)

    “quero voce sem a impaciencia do que fazer no momento seguinte”

    ;-)

    os comentários, como sempre, superam o post.

  • zek

    Pois eu te amo, mas te amar não significa que eu nã oveja seus defeitos, significa que mesmo assim ainda te amo …. as vezes acho que vc quer me enlouquecer sabe se eu brigo, falo e reclamo é porque nunca estou satisfeito, se eu não falo nada é pq sou indiferente, se não reclamo por estar com sua familia não faço questão da nossa intimidade se brigo não gosto deles….

    veja filme porno, aprenda a fazer um oral descente pelo amor ….
    não de apelidinhos ao meu p* eu odeio isso !!! quero morrer com isso!!

    não eu não entendo como uma mulher de 25 anos tem medo dos irmaos descobrirem que a gente transa, e não… não é normal !!!!

    Olho sim para outras mulheres e acho gostosa, nao estou cego e nao perdi o senso critico

    vamos casar mas nao precisamos falar nisso as 24hs do dia…..

    e para encerrar o dia que eu deixar de falar, implicar e brigar com vc é pq to partindo pra outra.

  • Ale

    Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem pois conheci um.

    Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões.

    Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne.

    Pra piorar a situação, descobri com você que o contrário de amor não é ódio, é a indiferença.

    Me pergunto se não seria preferível, que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência?

    O ódio é também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações: seu nome não consta mais do cadastro. A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor da água, cor do ar, cor de nada.

  • Tuany

    Bom Dia

    É a primeira vez que comento aqui.
    E faço isso apenas para parabenizá-lo pelo texto.
    Ficou muito legal, bem escrito e simplesmente adoreiii.
    Parabéns mesmo, nunca tinha lido um texto que me chamasse tanto a atenção, algo ue me parece com sensaçoes que já passei. Pode ter certeza vai fazer uma enorme diferença na minha vida.
    ;)
    Abraços,
    Tuany

  • Bobby

    Adorei, simples assim.

  • Dani

    Ehi!

    Encontrei seu blog por acaso, há cerca de uma semana, estou encantada com seus textos! É muito bom saber que ainda existem homens sensíveis no mundo…

    Bem, como me apaixonei… pelo blog ;) viro, reviro, olho superficialmente, analiso por horas alguns textos; não consigo deixar de ler todos os dias, enfim, lendo o texto Amores Possíveis, sobre aquela história de “Fechei os olhos e comecei a acariciar a parede. Com dedos, braços, com o peito todo. Pernas, cabelo, pés. A textura, os mínimos relevos. Superfície expandida, interior totalmente exteriorizado. A parede era minha.” só queria te contar que já o fiz, e te convido a fazê-lo, principalmente se for uma parede com textura, de pedra São Tomé, cerâmica, ou mesmo lisa; mas é preciso estar num clima parecido com o que você descreve no texto.
    Depois me conta o que realmente sentiu.

    Bjo gde

  • Dani

    “Brigas, erros, problemas, discussões, obstáculos, desatenções, tolices, dores, contrações. Coloque tudo em cima da mesa e sirva com vinho.”

    Provavelmente vai me achar louca….rsrs

    Tmbém já experimentei! Nada melhor…

    Bjo gde

  • Caio

    @Dani.

    Defina um homem sensivel, pois não acho que o Gitti seja sensivel.

  • Patrícia

    “Ei, não precisava ter dito nada, bastava me colocar no colo e cantar aquela música que só você sabe”

  • Atre l Conversa Atrevida

    Tá…faz uma semana que vc postou isso e ainda não postou mais nada…Será que é pro pessoal continuar pensando sobre o assunto?

    E depois dizem que HOMEM NÃO gosta de discutir relacionamento…………..rs

    abraço

  • Xana

    ele anda se superando a cada texto.
    mas eu não vou dar parabéns…
    par…
    p…
    parab…
    rrrr
    ;)

  • Lucas

    Oi, não conhecia esse blog, um amigo me mostrou e eu gostei.

    Acho q boa parte dessas coisas devem ser ditas sim, mesmo q isso não vá resolver nada.
    oq importa se vai resolver ou não?
    a outra forma também não garante nada… alias muitos relacionamentos terminam e as pessoas ficam com essas coisas engasgadas pra sempre, isso quando nao explodem tudo de uma vz na cara da pessoa deixando oq era ruim pior ainda.

    eu falo oq eu penso, falo quando acho gostosa uma outra mulher, falo quando acho idiota alguma atitude, falo oq quero e oq nao quero fazer… e se nao escuto eu fico nervoso, quero ouvir tambem, eu sei oq a outra pessoa estah pensando e se ela nao disser nao faz diferença pq eu sei da mesma forma, mas eu quero q ela diga, quero q ela admita, me magoe se for preciso… eu nao vou me magoar mesmo, jah sei oq ela está pensando. Não vou me magoar não, muito pelo contrario vou massagear meu ego pq mais uma vez vou estar certo ehehhee.
    e se eu estiver errado vou aprender mais.
    eu gosto das coisas assim.
    minha namorada jah disse “minta pra mim”.
    mas eu aprendi uma coisa na vida… mulher nao sabe oq diz ehehehe.
    se vc mente ela sabe q eh mentira, então sua verdade nunca terah valor…

    gosto das boas verdades e das más também… mas detesto as boas mentiras e as omissões.

    não me lembro de nada q eu deveria ter dito e nao disse e espero continuar assim.

    não existe relacionamento perfeito e nem nunca vai existir.

    e um recadinho pra as mulheres q se encaixarem nesse perfil.
    se tiver algo errado com seu namorado, marido, etc. nao fique esperando que ele adivinhe, nem fique dando indiretas (mulher adora indiretas, queria saber pq) pq isso irrita, diga logo qual o problema e pronto.
    e se o problema for dakeles q vc não pode dizer pq dizer implica justamente no problema (ele nao prestar atençao em vc como vc gostaria, por exemplo) nao fique fazendo joguinhos, diga de uma vz e aproveite pra dizer doq vc sente falta, pq muitas vzs ele vai saber doq vc sente falta e nao vai te dar pq vc nao pediu, soh de pirraça hehehehe.

    abraço para todos.

  • Eterna Aprendiz

    Olá Lucas,

    Se te entendi corretamente, concordo com você: devemos nos arriscar para ver aonde nossos desejos nos levam.
    Eu me lembro de umas bizarrices que eu queria ter dito. Não disse por temer ser rejeitada. E, como você bem colocou, fiquei engasgada. Além de frustrada.
    Também me lembro de momentos em que pensei: o mundo que se dane e pus pra fora a “minha verdade”.
    Só para descobrir, como o Gitti bem colocou, que a “minha verdade” não passava de uma ridícula autoilusão. (sem hífen mesmo, né?).
    Como sou mesmo uma eterna aprendiz, para mim, quando consigo entender a lição tá valendo.
    O problema é que este meu “eterna” não significa que vou ter a eternidade para aprender e sim que vou morrer aprendendo.
    Já saquei que preciso ficar mais esperta…ou não…hahahahahaha…mulher é foda mesmo…
    O fato, meus amigos, é que, nesta altura do campeonato, o que anda valendo para mim é uma dica que li num livro do Nilton Bonder.
    Divido-a com todos esperando contribuir:
    “Esta é uma importante dica de expansão: ela é um ato de coragem e valorização. Expandir-se com timidez é querer iludir-se de um processo que não está acontecendo. Quando aceitamos menos do que deveríamos incorremos num erro que nos levará a outras perdas. Tenha sido por medo, falta de ambição, ou o que seja, lembre-se que o equilíbrio não está em fazer-se uma transação de forma minimalista. Toda negociação exige um esforço por maximizar. Evitando cair-se na arrogância, na ganância ou na cobiça, devemos buscar sempre o que nos é merecido. O problema não é ter menos, mas buscar menos.”

    Forte abraço e felicidade para todos.

    Em tempo: Gitti não consegui deixar de escrever o está se acento. Tô dando razão para os que execraram as mudanças ortográficas.

  • P.

    Pois é… Por acreditar que o conhecer profundamente era a chave, incentivava meu ex a falar tudo, contar tudo o que sentia. Experimentei o limite do que nunca se deve falar, ouvindo tais coisas quase que diariamente. Mesmo que doesse, eu sempre queria ouvir, por curiosidade mórbida, ou mesmo porque acreditava que assim o conheceria a fundo, que isso faria com que ele se ligasse mais profundamente a mim. Sem contar que, claro, isso só alimentou uma relação de mãe e filho, psicoterapeuta e paciente. É algo que dá um balde de água fria no lance de homem e mulher, corta o tesão, corta o mistério. Foi uma experiência doente. Autoflageladora.

  • Gustavo Gitti (autor)

    “porque acreditava que assim o conheceria a fundo”

    É, isso não existe. O outro não é um livro definido. Como todo conhecimento é construção, conhecer o outro é fazê-lo. Dependendo de nossa pergunta, o outro dá uma resposta diferente. O outro é aquilo que a nossa relação faz dele (o mesmo vale pra nós).

    Isso pode ser angustiante já que nunca de fato chegamos ao fundo do outro ou encontramos alguma verdade segura, mas pode ser liberador quando sacamos que aquela confusão toda é construída e que basta mudar a relação para que o outro mude.

    Hum… e concordo: “É algo que dá um balde de água fria no lance de homem e mulher, corta o tesão, corta o mistério.”

    “P.”, sempre bom vê-la por aqui. Quando vai rolar um barzinho com a “L” e o “B”??? ;-)

  • mulherpolvo

    To adorando este blog. Entrei hj pela 1° vez, já vai pros favoritos.
    Normalmente não falo coisas que vão machucar o que a tão pequena e limitada mente masculina não vai entender. Mas estou mudando de idéia. Prometi a mim mesma que em 2009 não vou ficar engasgada com mais nada.
    Desde ontem planejo escrever (ou falar ao vivo) pro meu ex que eu não quero mais um filho, e sim um companheiro, um homem de verdade. Então não dá pra ser ele…apenas um moleque.
    A humanidade não perde a terrível mania de se meter na vida dos outros e de querer dar opinião em tudo. E de fazer figuração. Seria muito bom que cada um cuidasse de si e de sua própria vida, antes de “pensar no que os outros vão pensar”

  • mulher polvo

    Estou passando aqui pela 1° vez e já vou marcar nos favoritos! Mto bom!
    A palavra proferida nunca volta atrás, devemos pensar um pouco antes, mas nunca deixar de dizer.
    Durante algum tempo tive medo de dizer ao outro e mim mesma o que estava pensando e sentindo de fato, conversava usando eufemismos e dando uma de louca (o que não é difícil para mim!!).
    Mas a verdade me libertou. Me sinto mais mulher e mais inteligente por ter dito a verdade para mim mesma. Agora vou falar para ele.

  • Eterna Aprendiz

    “Mas a verdade me libertou. Me sinto mais mulher e mais inteligente por ter dito a verdade para mim mesma. Agora vou falar para ele.”

    Bacana demais! Quando a gente chega numa verdade consistente, há uma libertação dolorosa e prazerosa ao mesmo tempo. Ficamos mesmo mais nós mesmos (sejamos homem ou mulher) e mais inteligentes.
    Valeu!

  • Diego

    “Olha, não me leve a mal. Sou seu amigo, confidente, escuto você nos momentos de crise, te dou apoio, faço todo o esforço do mundo para entender você e me adiantar aos seus pensamentos. Tudo para você sentir-se amada. É sério, me sinto muito bem te dando esse tipo de carinho… Mas acho que nesse meio tempo você esquece de uma coisa: eu sou seu namorado. Quando eu faço um jantar a dois, é meio óbvio que quero, e muito, terminar a noite ouvindo você gozar junto ao meu ouvido. E não presidir mais uma seção de terapia… Tem horas que eu não sei se eu não sei dar os sinais certos (apesar de me sentir ligando um luminoso em plena Av. Rio Branco sempre), ou se você que é muito tapada… Pronto, falei!!!!”.

    Gustavo, eu já acompanho seu blog há uns dois meses e não vou gastar linhas em elogios. :-P

    Sério, gosto bastante das suas sacadas quanto a temas relacionamentos. Além da forma como você nivela a discussão: não temos um Dr. dizendo como devemos ser… Temos alguém humano compartilhando experiências parecidas com as nossas. Isso faz uma diferença muito grande.

    Por, fui convidado para participar de um “meme” entre blogs: selo “Adoro o seu Blog”. Agora repasso o selo para o Não Dois Não um.

    Abraços,
    Diego.

  • Luciana

    ”Sensibilidade”

  • Livia

    hahahahaha!
    Realmente, ngm nunca falaria, ou melhor alguém totalmente No Sense talvez falaria …. engraçadissimo!

    Sobre os nerds, troco uma dúzia de gatos, sarados, por um nerdzinho engraçado …. Sem paciência para homens sem conteúdo. A falta da atração física pode ser resolvida quando um cara é muito interessante, a falta de dialogo jamais será resolvida com um belo visual, podemos até tentar, mas a coisa não caminha! rs

    Gustavo do céu, você respondeu alguns posts as 2h da manhã do dia 01/01 ….. você por acaso passou o reveillon na frente do note?

    Adoro seus textos …
    Beijos

  • Talita

    “Essas falas não são “a nossa verdade”, elas são apenas obstáculos nossos. Se não os contamos a ninguém, eles continuam nos atrapalhando. Se contamos, às vezes pioram tudo ainda mais porque o outro ouve como sendo “a verdade sobre nosso interior” em vez de sacar que isso é flexível, “trabalhável” (como diria a velhinha meditante Pema Chodron).”

    Quis encaixar vocè, um cubo, em um buraco redondo. Desculpe pela teimosia, burrice e cegueira!! Depois de um tempo deixei de ver o quão único você é.

    Sempre me atraem homens com o teu perfil, assim, sem perceber, pra ver se resolvo o que ainda não entendi em mim.

    Sim, te amava loucamente, e por isso te cortei da minha vida, com foice e teimando em ver se desgostava, fazia o pingo d’água voltar torneira acima, pra não me sentir solta no ar, sem saber onde estava o chão, e morta de medo pelo que eu sentia por você e o poder que tinhas sobre mim.

    Ah, meu primeiro beijo foi aos 19 anos, depois daquele show, no capô do fusca, onde um não sabia onde acabava o outro, onde eu me rendi sem restrições, senti todo o teu corpo junto ao meu, o meu no seu, e não sabíamos mais quem era quem. Lembra que depois você me disse: Acho que vi a tua alma hoje…

    É de novo fiz isso né? Segui a receitinha da infelicidade a dois e quero enfiar cubos em buracos redondos, por não suportar ver você se machucar enquanto aprende a vida a seu modo; mas não sou nem devo ser sua mãe, né?

    Gu, obrigada por fazer a gente sair do lugarziho onde nos acostumamos, onde etiquetamos experiências e sentimentos em uma caixinha, dizendo foi assim/é assim. Beijo muy grande….

  • Conversar, discutir e melhorar a comunicação é realmente o segredo de um bom relacionamento? | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    [...] comentários do texto “Tudo aquilo que você não queria falar sobre relacionamentos”, surgiu uma discussão sobre a importância do diálogo para a saúde de um casal. Como a Nati é [...]

  • Atre l Conversa Atrevida

    “…Se eu fiz minha parte sendo homem a noite toda, agora é hora de você se soltar completamente. Não fazer isso, não gostar daquilo… Isso é falta de educação, eu diria.”

    hummmmmm…e O QUE exatamente seria a parte DO HOMEM (sem ser aquela que inclue ter o pênis)…E se mulher tem que se soltar completamente (sem os ISSO não…AQUILO também não) isso vale pro homem também? o se soltar completamente sem ficar bravo se a mulher quiser meter o dedo “NO MEU NÃO!” dele? ou será que isso ta nas coisas que NAO são de homem?

    e “eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. ” a gente fala…
    Problema é que quando fala os caras SE SENTEM e sorriem pra do lado……..

    Mas eu digo…Mesmo assim e se entrar pra lista das coisas que eu GOSTARIA de falar, mas não falo eu vou acabar usando o “te amo…mas no momento não posso ficar com você.”

    Lendo aqui eu percebo como as pessoas podem ter VISÕES diferentes de relacionamento…

    aliás, como em TUDO na vida, claro.

    Abraço Gustavo

  • Rafa

    Pderia durar mais q 5 minutos???

  • Gabi Werner

    Oi Gustavo,

    Acho que estás fazendo um ótimo trabalho na busca de “olhar de dentro das pessoas, agir por dentro delas, costurá-las, vestir a transparência do mundo, oferecer vastidão para todos”

    Adorei as trilhas sonoras escolhidas para este post. Continuo ouvindo a Natalie Merchant enquanto escrevo. O Eddie Vedder obviamente me remeteu ao “Na Natureza Selvagem” e ao relacionamento profundo e verdadeiro que o Chris McCandless (protagonista) buscava com ele mesmo e o mundo, antes de tudo.

    Um beijo grande,

    Gabi Werner.

  • Ninguem (a)

    te juro que se, a sua mãe ou algumas das suas tias, me perguntarem mais uma vez ‘quais são os seus planos, querida?’( traduzindo: quando vc vai parar de aliciar meu filho/sobrinho de 22 anos(!) e começar a pressiona-lo para casar?) eu vou responder que pretendo manter a nossa média de fodas em 6 por semana apesar da crise economica mundial. :D

  • Nina

    Aprendi que em relacionamentos nem tudo precisa ser dito, sou contra mentiras, mas acho algumas verdades desnecessárias, e nunca, nunca mesmo, pergunto alguma coisa que eu realmente não quero saber.

  • ligia

    Concordo que a sinceridade nem sempre é necessaria, nenhum ser humano é capaz de ouvir/falar somente verdades. Existem “mentiras” que sao necessarias para que o relacionamento seja saudavel, porem muitas vezes as pessoas tornam isso um habito que pode tambem atrapalhar. O segredo é ter um meio termo, evitar certas “sinceridades” que podem magoar, ferir, maltradar… o uso do bom censo nesse caso é fundamental.

  • M

    Acho que essa é uma das declarações mais lindas que já ouvi do meu noivo… acho que tem tudo a ver com o post!

    “Você sabe que não sou muito de falar muito menos de escrever,
    mas você também sabe que TE AMO MUITO.
    Espero que você entenda que vou fazer o máximo para fazer você feliz,
    mas preciso que você deixe eu fazer isso do meu modo e não do seu.
    Você quer que eu fale tudo que se passa pela minha cabeça,
    mas eu não sou assim, quando eu tenho vontade de falar eu falo
    quando eu nao tenho eu não falo.
    Me desculpa amor se não sou perfeito,
    eu só espero que você consiga entender isso e não force a barra.
    Eu te amo muito.
    Não consigo viver sem você… mas vc tem que confiar em mim …
    sei que se passam várias besteiras na sua cabeça
    e sei que não consigo mudar essas besteiras …
    isso só depende de você ….
    mas estou sempre aqui para ajudar você.
    Por favor entenda que EU TE AMO.
    Só gostaria que um dia você escutasse isso de mim
    e fosse suficiente pra você como é para mim.
    As vezes eu me sinto muito mal porque eu posso falar um monte de coisa, o quanto eu te amo e o quanto você é importante para mim,
    e mesmo assim não é o suficiente pra você.
    Quero muito fazer você feliz, e vou tentar isso todos os dias
    TE AMO, VOCÊ É A MULHER DA MINHA VIDA!”

  • samy

    Lindo o post, mto bom e só tenho um adjetivo para ele TRISTE. Sério ele é um post que despertou tristeza, em mim pelo menos. Mas mto bom , mto bom mesmo…

  • Natalie

    Eu chorei com essas verdades, por puro identificação com alguns trechos, é complicado é muito complicado, vivi uma relaçao 5 anos como a do segundo texto, exatamente igual, nunca trai por vingança trai porque ele me deu brecha de me interessar por outro, que despertava em mim o carinho que há tempos nãao se encontrava ali, términos e términos e voltas, até que fina;mente conseguir colocar um ponto final nisso, se é que existe um ponto final, mas nos separamos qdo o fim chegou ele já havia mudado é verdade, porém eu também havia mudado e simplesmente não parecia se encaixar a relação, acredito que fará um ano quee terminamos e até hoje me bate o pensamento de que eu não dei chance para continuar, hoje em dia namoro com uma pessoa, se tenho amor por ela? acho sinceramente quee não, mas tenho carinho, errado com ela? provavelmente, mais errado ainda comigo, mas o carinho tem sido o bastante ao mesmo tempo o garoto que despertou meu carinho qdo meu antigo relacionamento estava ruim ainda tneho contato, e ele sabe do meu enorme carinho por ele, ah sim, este é amor, amor sincero, pelo que ele me fez perceber, ele me fez ver o que importava realmente, ser sincera com vc mesma sempre, não deixar ninguém te diminuir, até hoje nos falamos e com ele é amor ah sim, é a companhia que só de saber que vc o tem, já conforrta,que só estar ao lado, já te dá uma sensação de tranquilidade, poderia ficar um dia inteiro sem nada falar mas a companhia já bastava, e o mais engraçado é que os dois entraram na relaçao como tanto faz, e acredito que toda a sinceridade surgiu dai, um nao precisava provar nada ao outro, só estar já bastava.

  • Thaís Gondar

    Gustavo, como podemos chamar o homem que existe dentro de nossos parceiros? Vc. sempre escreve para si próprio, o que obviamente termina em ajudar outros homens. Mas e nós? Como podemos contribuir para que nossos namorados, amigos, primos, etc possam fazer surgir dentro de si esse novo homem? Qual seria nosso papel? Vc. tem uma vaga idéia? Talvez seja o caso de se pensar em escrever algo nesse sentido, o que acha?
    Um beijão!
    Thaís

  • Gustavo Gitti (autor)

    Thaís, algumas chaves para isso:

    • Não aceite mediocridade. Se no dia dos namorados, ele não chamar você para algo decente; se o sexo for médio; se ele não estiver conduzindo a vida dele para algo digno, corte relação, reclame, xingue, grite, deixe claro que ele é um merda.

    • Não engula sapo. Se ele fizer merda, reclame. Mostre onde ele faz cagada, expresse seus sentimentos, surte, bata o pé, faça birra e manha.

    • Se ele acertar, se entregue totalmente, vire menina, um doce, rendida, na mão dele. Diga que você é dele e que ele pode fazer o que quiser com você. Isso ativa a nossa condução, ativa o que há de mais masculino em nós.

    • Seja dele. Confie nele, deixe que ele conduza você. Seja ousada, não tenha restrição alguma. Dificulte apenas pelo prazer de jogar, não mantenha áreas intocadas, eviter rigidez (“Isso não pode, isso eu não faço”). ;-) Deixe que ele invada você completamente e silenciosamente peça por isso.

  • Thaís Gondar

    Hum… Esclarecedor!Então acho que preciso exercitar mais meu lado histérico. Ele anda meio apagadinho ultimamente. :o)

  • Joane

    “Eu não entendo como você não percebe… Eu sou gay.”

    iuhauhauhauahuaha essa é demais!!

    Mas Gutavo, não acha que fazer coisas não gosta, pra chamar o homem que está no companheiro é um pouco demais?

    Mas essa coisa de se deixar ser invadida(pelo menos pra mim) pode soar como uma coisa forçada!
    Chega uma hora em que você fica estafada(o) de fazer o que não te agrada. Até que ponto ceder e sacrificar-se, sem deixar seus padrões e opniões de lado? Digo tanto no sexo quanto no dia-a-dia…

  • Gustavo Gitti (autor)

    “Mas Gutavo, não acha que fazer coisas não gosta, pra chamar o homem que está no companheiro é um pouco demais? Mas essa coisa de se deixar ser invadida(pelo menos pra mim) pode soar como uma coisa forçada!
    Chega uma hora em que você fica estafada(o) de fazer o que não te agrada. Até que ponto ceder e sacrificar-se, sem deixar seus padrões e opniões de lado? Digo tanto no sexo quanto no dia-a-dia…”

    Se você vê isso como sacrifício, fazer o que não gosta, ficar estafada, ceder… Bem, então é melhor nem começar. Isso é brincar com o outro, não pode ser um peso, um fardo.

    Se não há tal disposição lúdica e generosidade (se o contexto é de sacrifício), pode esquecer.

  • Joane

    Vc foi rápido….rsrsrs Acho que sakei, agora.

    Tinha sacado tudo, só esse pedaço me deixou meio grilada…

    Não tenho problemas em me entregar a alguém. Só tenho medo pq isso eu já fiz, mas com as pessoas erradas ou do jeito errado. Chega uma hora em que tudo o que você faz começa a ficar sem graça(nos olhos da outra pessoa) ou parece que fica insuficiente! Queria saber a medida certa da “”entrega pessoal a alguém””!!!

    Obrigada!!!

  • gi

    Meu namorado falaria isso: “Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também…”
    E por incrível que pareça, eu tava me distanciando também e me sentindo abandonada. Obrigado por me fazer entender o que na verdade o meu namorado queria dizer.

  • Sol

    “Kct ms com essa idade vc ainda não sabe se encontrar aí?!?!?!”

    “Fala sério, vc quer q eu decida onde vamos no 1o. encontro?! Homem que se preze tem que saber onde levar uma mulher. Bem, isso se ele quiser ao menos sonhar com sexo no fim da noite.”

    “Se você não fosse tão fofoqueiro poderíamos ter uma noite como a dos velhos tempos.” (é impressionante como homem é fofoqueiro)

    rsrsrs

  • El Rijo

    “Fiquei 2 anos namorando sua bunda. Incapaz de amor ou cuidado, eu mal ligava para suas histórias, não estava nem aí para sua vida. Seu corpo, entretanto, era uma delícia. Valeu a pena ter ouvido tanta besteira e aguentado tanta encheção de saco!”

    Versão dela para com minha pessoa:

    “Fiquei 1 ano namorando sua beleza, seu sexo, seu romantismo e sua perversão. Incapaz de amor ou cuidado, eu mal ligava para suas histórias zen e assuntos espirituais, não estava nem aí para sua vida. Seu corpo, entretanto, era uma delícia. Valeu a pena ter ouvido tanto conteúdo espiritual, filosófico e inteligente e aguentado tanta encheção de saco!”

    Acho que estou nessa. Muita química e nada de afinidades. Daí gera brigas, posse, obsessão, duelos, jogos de sedução, raiva, medo, confusão. Bom, como não é a primeira que acontece isso, estou indo mais um pouco, até meu saco estourar. Tá quase…

  • Isabela

    Eu diria “legal você já ter um filho do seu primeiro casamento e tal, mas, puxa, eu queria tanto que você tivesse seu primeiro filho comigo, que curtisse a experiência da primeira gravidez comigo, que descobrisse junto as emoções do nascimento e da primeira maternidade/paternidade comigo – the whole process with me. A propósito: você quer ter um filho comigo?

  • Marcia

    “Eu finjo que não ligo, mas eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar. Sou muito mais flexível do que você pode imaginar, querido. O limite de nossas loucuras não está em mim, mas na sua própria mente. E às vezes eu quero carinho. Não sexo, não conversa, não massagem, não filme, não chocolate, só carinho. Tendo carinho, nada impede de eu querer sexo, conversa, massagem e chocolate no minuto seguinte…”

    Essa sou eu…rsrs…como alguém pode me descrever assim, tão fácil?!

    Adooorei o post.

    Acredito que a mulher traia por vingança, por vontade de dar o troco, por querer mostrar que é desejada por outras pessoas,… Mas isso não é regra. Certamente existem infinitos motivos que levam a uma traição.

    ;-)

  • Lay

    ‘Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar’

    Os homens parece não entender isso!

  • Marília

    “Tudo o que eu queria era que voce me olhasse como sou. Tudo o que eu queria era aproveitar os seus ultimos dias nesta cidade antes de ir de vez, antes DELA chegar. Eu sei que nunca vou ser seu amor da vida inteira, sei que sou apenas mais uma embaixo de você, mas me deixe ser mais uma embaixo de você mais vezes.
    Nem sei se estou apaixonada, se a ausência do meu ex namorado me fez te procurar, mas isso agora não importa! O tempo corre muito rápido e o nosso tempo de possibilidades está acabando!
    Então apenas me pegue na sua moto e me leve a qualquer lugar, seja para ver um filme, para admirar o céu ou simplesmente para me fazer sua novamente, apenas me leve com você hoje!”

    Tentei escrever isso outro dia, mas dai escrevi uma carta para ele a qual nunca vou entregar… Adoro seus textos e eles me levam a concluir diversas coisa que eu já sabia.

    parabens pelo blog! E ajudenos a fazer mais homens de verdade, tudo o que eu vejo são moleques…

  • Khandinho

    “testei tecnicas de sedução que li em livros”

    e viva o mystery method!

  • Paty

    Só porque foi colocando essa frase no google que eu achei esse blog ! *-*

    ‘ eu quero tudo que você não pode me dar… :(

    e era TUDO o que eu queria dizer pra ele. e não posso. mesmo que eu fale, o que vai adiantar?
    apenas, mais um item pra colocar aqui. a resposta dele.
    como tá na cara que ele não quer nada .. hahahahahaahahahahaha

    vou dar uma de claudinha leite.

    eu quero mais é beijar na boca, eu quero mais é beija na boca, e ser feliz daqui pra frente. pra sempre!

    afinal, é uma forma de um relacionamento começar né?
    apesar de não entender os homens, e diante de tanta coiisa que eu li no post.. deconheço mais ainda.. e enfim.. não quero saber tbm ! hahahahaahahahha ;x

  • Pati

    Fala, Gustavo! Tem umas coisas interessantes que eu estava lendo ai…
    “Tem muita gente que se distrai e é feliz pra sempre, sem conhecer as delícias de ser feliz por uns meses, depois infeliz por uns dias, felicíssimo por uns instantes, em outros instantes achar que ficou maluco…”
    (Martha Medeiros)

    É… Alguém ja falou e eu repito: Tanta gente nesse mundo e eu sou só mais uma…. mais uma tentando se encontrar…
    Relacionamento continua sendo uma coisa louca! A unica coisa de muito bom na guerra dos sexos é poder acabar o dia nos bracos do inimigo KKKK

    Como diria Luis fernando Veríssimo…
    “Compreender o universo de cada ser humano,
    respeitar as diferenças,
    brindar as descobertas,
    buscar a evolução.
    Quando a gente acha que tem todas as respostas,
    vem a vida e muda todas as perguntas … ”

    Ou Pablo Neruda…
    “Quero apenas cinco coisas..
    Primeiro é o amor sem fim
    A segunda é ver o outono
    A terceira é o grave inverno
    Em quarto lugar o verão
    A quinta coisa são teus olhos
    Não quero dormir sem teus olhos.
    Não quero ser… sem que me olhes.
    Abro mão da primavera para que continues me olhando.”

    Mas falando muuuuuuuuuuuiiiito sério mesmo, o que eu queria mesmo era o seu telefone….

  • Solange

    Pati,

    SENSACIONAL seu comentário!

  • Marcia

    Solange, tb achei o comentário da Pati ótimo…rs…isso que é uma mulher direta e objetiva…rsrs

  • Pati

    …e aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a Música.” Nietzsche

    Sei lá… acho que é tudo uma questão de ponto de vista… ainda não estou naquela idade na qual, segundo o Indiana Jones, a vida deixa de dar e começa a tirar. Mas ja tenho trinta e uns e sou mais eu.
    Hoje sou eu quem determino onde vou gastar meu suado dinheirinho e já passei da fase em que a gente faz uma força danada pra fingir que gosta daquilo que “ele” gosta, e, se está passando futebol na TV, posso simplesmente buscar mais o que fazer ao invés de ficar pedindo pra São Pedro prá cair um pé d´água que acabe com a partida do São Paulo.
    Suporto ficar com meu gato por longos períodos de silêncio sem ficar procurando o que falar.
    Posso até confessar sabendo que vou ser chamada de brega, que gosto de uma ou outra canção do Fábio Junior ( não todas, por também já ia ser demais…).
    Como já tenho mais de trinta, posso dizer que “meu broto” é um gato!
    ( Se bem que “broto” é pra quem já tem 50 e tralalá, mas tudo bem!!! )E que eu adoro todo tempo quando estou com ele. Esportista com jeito de moleque, parece fácil de levar. Mas, gente! Que Homem “brabo”! Como diria a Cinira: “ adoro homem bravo!”. ( Se você ainda não chegou aos trinta e não sabe quem é a Cinira, pergunte pra sua tia. Com certeza ela vai saber!).
    Também estou tentando entrar na onda e já falei que meus acessórios esportivos já dariam pra fazer um bom comercial! Mas, se alguém me vir correndo por aí, pára e ajuda! Que se não for cachorro, com certeza é ladrão…
    Estou de bem com a vida.
    Posso olhar no espelho e não vejo mais apenas indiscrições.
    Sou gordinha, mas acho que faço um tipo. Se usasse óculos, teria até uma aparência intelectual, mas ainda tenho traços de menina.
    Descobri que não vou morrer de celulite, que não serei eleita miss Brasil nessa encarnação (e eu só acredito nessa).
    Que Prozac não substitui boas risadas, que gosto de dançar onde eu possa mover os cotovelos sem machucar ninguém, que quem tem bulemia, anorexia e outras “ias” da vida, na verdade tem é baixa estima…
    Hoje sei que quando uma relação amorosa se acaba, dói prá burro mas a gente não morre. E aliás, tem que acordar bem cedo no dia seguinte pra continuar na batalha por que senão a vida acaba atropelando a gente.
    Também sei que meus heróis Não morreram de overdose, mas que estão por aí perdendo os cabelos e cultivando uma barriguinha sexy enquanto suam bastante pra prover as necessidades de seus rebentos; e que a maioria das qualidades indispensáveis no homem ideal, são aquelas que ele demonstra quando fala e não quando tira as calças (Não desmerecendo as demais…)
    E acho que no fundo, no fundo, eu sou só mais uma daquelas mocinhas de antigamente, perdida entre esperanças e sonhos, esperando pelo beijo do galã no fim do filme…
    Mais uma que “desistiu de ser vento já que finalmente aceitou a sua natureza de tufão”.
    Enfim, como num poema antigo, posso dizer com convicção:
    “ Amei e fui amada – posso olhar para trás!-
    Vida, não me deves nada.
    Vida, estamos em paz”.

  • Pati

    Mas que eu queria o telefone… eu queria!!!!!

  • Nina

    Você é homem mesmo, eu estou de queixo caido com seus textos.

    Parabens
    Beijocas no coração

  • Juliana

    “Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também. Se eu estiver longe, não pense que é porque eu não desejo mais você. Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo. Minha confusão e falta de olhar desejante vem da anestesia. Não é que você esteja feia, sou eu que estou cego, morto, sonolento! Se quiser uma mudança instantânea, não me cobre, não reclame, não chore sozinha no banho. Isso só piora tudo e me deixa ainda mais impotente. Apenas seja viva, dance na minha frente. Confie em mim: eu não sou esse menino medroso. Acredite nisso e chame o homem em mim.”

    meu namorado é assim =]
    muito bom o post!

  • M

    “Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também. Se eu estiver longe, não pense que é porque eu não desejo mais você. Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo. Minha confusão e falta de olhar desejante vem da anestesia. Não é que você esteja feia, sou eu que estou cego, morto, sonolento! Se quiser uma mudança instantânea, não me cobre, não reclame, não chore sozinha no banho. Isso só piora tudo e me deixa ainda mais impotente. Apenas seja viva, dance na minha frente. Confie em mim: eu não sou esse menino medroso. Acredite nisso e chame o homem em mim.”

    O cara que eu queria que fosse meu namorado é assim!!!!! Mas não se entregar tem limites, né… e o meu já se esgotou. Infelizmente…

  • M

    “Eu finjo que não ligo, mas eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar. Sou muito mais flexível do que você pode imaginar, querido. O limite de nossas loucuras não está em mim, mas na sua própria mente. E às vezes eu quero carinho. Não sexo, não conversa, não massagem, não filme, não chocolate, só carinho. Tendo carinho, nada impede de eu querer sexo, conversa, massagem e chocolate no minuto seguinte…”

    E eis o que eu queria ter dito pro cara q eu queria q fosse meu namorado… mas acho q não dá mais tempo né?

    Esse tal de Não2Não1 é foda. A gente vem aqui ler um post como quem não quer nada, e acaba expondo os sentimentos… hehehe

  • Mariana

    “Se o cara quiser falar “Eu te amo, mas preciso de um tempo”, melhor que fale isso todo dia com o corpo e só às vezes com palavras. Se ele falar todo dia com palavras e raramente com o corpo, é como se ele nunca tivesse falado nada”.

    Então, Gustavo…

    E quando o cara fala que não te ama com palavras e que te ama com o corpo?!?! Quando vc acha q ele tem medo? Também fica como se ele nunca tivesse falado nada…Que tipo de atitude uma mulher pode tomar nesse sentido? Dar chilique, fazer birra e manha, como vc disse à Thaís? Não parece funcionar com todos…

    Beijo!

  • Silvia

    Meu amor eu sou do tipo que quando estou emburrada, não quero um emburrado do meu lado também, quero que ele descontraia o ambiante, por que se não eu faço virar um inferno. Quero que vc faça as coisas por si mesmo, para de depender de mim pra tudo, seje homem e tome as rédias de sua vida, e de suas atitudes. Por favor dá pra vc ser mais autêntico?

    Gustavo, queria saber porquê você não faz um tópico falando exclusivamente de pessoas que saem com pessoas comprometidas?!queria muito que você fizesse, se não for pedir muito!ou se tiver um tópico assim gostaria que me falasse qual é?

    Obrigada
    Bjs

  • amei parabéns gustavo beijos da Luzinha

  • Thaís Gondar

    Mariana,

    Vou tomar a palavra do Gustavo e responder por ele, ok? (Gustavo, intervenha se achar necessário).

    Não existe essa coisa de não amar com palavras e amar com o corpo. Amor é amor e ponto final. Sinceramente, acho esta uma daquelas desculpas esfarrapadas que homens adoram pra engabelar algumas mulheres. Mulheres estas que ainda não descobriram sua própria força. Pois quando elas o fazem, não aceitam mediocridade (como o Gustavo bem disse). Um homem que fala isso ou que acredita nisso é, no mínimo, medíocre. O dar chilique não é necessariamente um ataque histérico, mas uma atitude digna de mostrar o quão mulherzinha ele é por acreditar em tudo isso, por não se posicionar na vida.

    Falei um pouco mais sobre esse assunto quando linkei este texto no último post do meu blog(http://dancaravida.blogspot.com/2009/10/aqui-jaz-guerra-dos-sexos.html). Vai lá. Tem umas coisas bacanas para se pensar.

    Um abração!

  • Eduardo

    “não é que eu não ligue pra vc, não note que você existe! Apenas a gente está junto a 10 anos, eu cheguei cansado, quero distrair a mente no PC, fazer qualquer coisa sem sentido, deixar minha mente voar, se distrair com pequenos prazeres. Sim, poderíamos estar conversando, mas então introduza algum assunto de interesse. Não queira que eu fale, só por falar, só para provar que sei que vc existe. Se está com vontade de mim, chegue junto, não espere, quer carinho, dê carinho. Quer que eu seja diferente, não me cobre nem critique, me estimule apenas.
    Agora, quer me tirar desse maldito PC porque sente minha falta, pega no meu pau, chupa gostoso e vamos logo ao que interessa!”

    Essa é minha…
    Concordo com o que vc disse lá em cima. As mulheres não nos amam e desejam simplesmente. A mulher ama ser amada, deseja ser desejada. Elas só gostam como um reflexo do nosso gostar. Somos um mero espelho da vaidade feminina. Elas só nos refletem. O foda é que, depois de tanto discurso de igualdade, bla, bla bla, eu fui criado com a noção de que os papéis deveriam ser mais próximos, ou seja, que a mulher não espere só da gente, que seja ativa, etc…Só me fodi com essas lorota de igualdade, porque as mulheres só evoluiram naquilo que representa vantagens a elas. Biscates….rs

  • Eduardo

    “OK, entendo que vc tem seus motivos para estar me abandonando, sei que a vida oferece muita coisas interessante, muita diversidade e emoções além do que se pode encontrar num único homem por uma vida inteira.
    Mas quero que vc saiba que eu sou o tipo de homem romântico mesmo, que se envolve e se perde apaixonado por uma mulher. Sou um bobo que coloca uma mulher num pedestal. Mas o risco de ser assim é muito grande, a gente tem que saber onde pisa. Eu sempre soube que você era um tipo de mulher um meio egoísta, que não pensaria duas vezes antes de me dar um pé na bunda quando a relação não estivesse mais tão “emocionante”. Toda relação tem momentos de baixa e eu sabia que você encara tudo de forma imediatista e descartável, não poderia nunca valorizar uma única pessoa e lutar por ela. Respeito seu jeito de ser, mas saiba que, por saber como você era, eu nunca fui nem 20% do que eu poderia ser, nunca fui realmente apaixonado, dedicado. Você nunca foi TUDO pra mim. Hoje estou muito feliz por ver que tomei a decisão certa. Aceitei ficar com vc porque vc é linda, gostosa, um tesão! Mas vai com Deus…”

  • Pam

    Olha, se tivesse sido eu a colocar em palavras não sairia tão exato.

    “Eu finjo que não ligo, mas eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar. Sou muito mais flexível do que você pode imaginar, querido. O limite de nossas loucuras não está em mim, mas na sua própria mente. E às vezes eu quero carinho. Não sexo, não conversa, não massagem, não filme, não chocolate, só carinho. Tendo carinho, nada impede de eu querer sexo, conversa, massagem e chocolate no minuto seguinte…”

    Nós mulheres queremos que nos conduzam, não pq precisamos, mas pq gostamos.

    Ótimo post.

  • S...

    Vixi…nem li todos os coments, é muita coisa uff rs..rs…bom mas eu que ando vivendo paixões puramente virtuais, teria que escrever aqui uma versão virtual rs…eu diria( ou melhor, não rs) isso a uma pessoa que me faz suspirar pelos cantos…:
    __” S. fazem meses que ando sem fome, emagrecendo (isso foi bom hehe) só de ouvir seu silencio, sua respiração, sua voz naquele bendito fone de ouvido…enquanto vc fala ( ou só suspira), fico olhando sua foto, que coloquei de papel de parede nessa tela fria, e imaginando seu beijo…ai, como vc me intriga, não sei nada de vc…só sei que sua inteligencia me fascina, seu jeito de descrever meu olhar, observa e “lê” meus gestos como ninguem…me faz rir e chorar sem ter motivo…aii, só queria agora que vc me beijasse e me possuisse loucamente, puxe meus cabelos que vc diz achar lindos, me joga na parede…esta mais que na hora de vc chegar…mas só se for pra ficar”…
    Nuss, eu nunca teria coragem de dizer isso rsrsrs…

  • Renato

    Outra de homem

    ” Sim! Você está gorda, mas eu é que não vou falar ou deixar você perceber, pois mesmo assim eu ainda quero comer você!! “

  • Lua

    Olha,Gustavo achei show de bola,o que eu li. Concerteza,é bem assim que as coisas são,as vezes a sinceridade atrapalha,mais te confesso que as vezes tenho vontade de dizer certas coisas,e tenho que ir com mais calma pois sou mt explosiva,acabo metendo os pés pelas mãos.
    Mais eu ja cheguei a falar cada uma para meu namorado e tb ja escutei cada uma que me magoaram pra caramba,acredito que meu relacionamento esta chegando ao fim, justamente pq as vezes ele nao é tao sincero como deveria ser. Bom sem mais demora só queria falar que adorei o que eu li
    bjus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Helena Eniale

    Olá, queria apenas tirar uma dúvida, talvez vocês possam me ajudar a entender ou mesmo ver uma realidade q não quero ver… Sou casada a três anos, meu marido tinha a fama de garanhão, pegava todas e mais umas, no entanto ele não mantinha as relações por muito tempo. Muitas mulheres em curtissímo tempo. Quem vê, pensa que é gostosão. Bom, nos casamos com três meses de namoro e logo após ele começou a m colocar defeitos Parou d beijar, acabou com as preliminares e ficou aquela coisa do enfia e goza. É careta, não aceita mudar de posição quando estamos transando, não esquenta o sexo… Enfim é tudo d ruim e antigo, nada moderno e ainda se acha o playboizinho, diz é o cara na cama e se sente… Mas eu, eu fico a ver navios…. Ah, sem contar que ele passa dias sem transar, e nada de preliminares e beijos ardentes, e puxar a roupa, enfiar a coisa e tcha… pronto acabou.

    Será que é pq ele não me ama, ou é problema dele com a sexualidade dele? Sou uma mulher considerada bonita, trabalho, estudo e tenho uma vida social normal, ciclo de amigos. Me acho normal e chamo atenção dos homens no trabalho, na faculdade…

    Mas a atitude dele me implica muito, o que devo fazer?

    Obrigadinha, Helena.

  • Pri

    “Desculpe-me, mas você precisa aprender a dar. Veja, quando eu falo em sexo irrestrito, eu quero dizer sexo irrestrito. Se eu fiz minha parte sendo homem a noite toda, agora é hora de você se soltar completamente. Não fazer isso, não gostar daquilo… Isso é falta de educação, eu diria.”

    hauhsasuhauhsua… falta de educação é ÓTIMO!!!
    ta certo que homens são excêntricos…mas tipo,eu não gosto de sexo anal…mas porque não uma vez ou outra?? Chego às nuvens sentindo o meu homem se satisfazer.Posso não ter prazer sexual nisso..mas é igual a salada, que agente aprende a gostar para agradar a mãe.

    Bjushh Gustavo!!
    Vc é 10!!

  • Pri

    “eu acho a sua amiga gostosa pra caralho, comeria ela fácil, mas eu te amo e arrasto o mundo inteiro pra você então não me venha com ciumes.”

    Loucura, mas eu amaria que meu namo dissesse isso pra mim. É uma puta declaraçao de amor.

    Ah, lendo os posts masculinos, nós mulheres vemos que vcs homens não amam uma só mulher.Para amá-las tem que haver várias em uma só, e acho que essa nossa indecisão de personalidade é que encanta vcs…

    Vcs qrem a mãezona que cuida e dá carinho,
    A mulher questinadora, que briga, faz pirraça, cenas de ciúmes e briga pela toalha molhada em cima da cama,
    Adoram a puta que faz loucuras na cama,
    São apaixonados pela menina carente que pede carinho, faz charminho e manha,
    Admiram e até se excitam com a seriedade da funcionária da empresa..

    Eu sou tudo isso…500 personalidades, sai uma, entra outra e nem agente percebe…mas vcs amam!!
    Olha, eu não poderia ser lésbica nunca…rsrsrsrs…essa diversidade toda é perturbante..nem eu me aguento…

    Gustavo…
    Vc se supera a cada post…
    Me disperta reflexões uqe nem eu sei de onde tiro..
    10!!!

    Grande beijo!!

  • Pâmella

    Gustavo, li suas respostas aos comentários da Naty e em muitas vezes concordei com ela, achei confuso algumas coisas, mas no final concordei com você, porque tem coisas mesmo que não dá pra ser sincera demais se não a gente deixa o cara confuso e tudo pode mudar o rumo da situação. Dai concordo em se expressar á coisas que não estamos satisfeitos num relacionamento, se já dissemos algo, sendo clara ou indereta, então é pra isso que serve o isolamento, ficar na defensiva, esperar aquele obstáculo que nos mesmo criamos desaparecer. Antes de estar no meu relacionamento atual eu conversei com o ex, me expressei com silêncio, fiz as manhas, preferia ficar distânte… e ele foi deixando isso tudo acontecer. E tem coisas que não dá pra gente segurar, agarrar como nosso e não deixar escapar. Relacionamento é tão imprevisivel, ora morremos de amor e fazemos tudo pra manter aquele estado febril gostoso de amar, ora pensamos que oque fazemos não é suficiente. Então, além de ter esses vários tipos de conversas, expressão corporal, cara a cara, e ver o circo pegar fogo, é tudo um modo de indicar o fim de uma relação. E assim vai… hoje na relação atual eu uso todos os meios de comunicação, se ele entende ótimo, se não entende eu vou relevando, focando como o Gustavo disse em outras qualidades dele e assim esperar aquele momento passar. E além de ser fã do blog eu sou fã dos comentários a gente aprende um bocado!

  • Pri

    Dá pra vc tomar alguma atitude?
    Escolher onde a gente vai..
    Escolher o que a gente vai beber..
    Escolher o filme..
    Escolher onde a gente vai passar o fim de semana..
    Me convidar pra fazer alguma coisa diferente..
    Dizer que odeia que eu fume e dizer que eu falo demais..
    Chamar o garçom (¬¬) {é o cúmulo}..
    Dizer que me odeia de cabelo amarrado, eu sei, eu fico ridícula, mas é pra provocar..
    Dá pra, pelo amor de Deus me surpreender?

    Pode parecer que eu adoro mandar, mas na verdade eu só gosto de deixar alguém cuidar de mim às vzs..

    (:

  • Andréia Sigolo

    Se é para falar, então vamos lá:

    Pare de sentir esse ciúme doentio.
    Pare de tentar me aprisionar.
    Pare de achar que todo mundo quer me comer.
    Pare de achar que eu estou “open”.
    Não estou não.
    Te amo e não consigo entender esse comportamento
    Eu escolhi você dentre tantos e
    Ainda assim isso não foi suficiente
    Você não consegue me amar como eu sou?
    Eu brilho sim, e meu brilho ajuda-nos a encontrar os caminhos
    Para de sentir ciúme porque agora que me perdeu.

  • Leo

    Uma mulher que eu amei me disse: “e eu acho que não me apaixonaria por você” e na mesma conversa, num momento mais descontraido, posterior: “Ahhh, só se você comer” (em resposta a um “vai tomar no cu!”)

    biiatch

  • Thiago

    A cinco anos, eu tive que cuidar da minha família enfrentando o sofrimento de um fim de namoro e a doença do meu pai. Isso me fez introspectivo e caseiro, porque eu aprendi o que realmente importa. E eu não deixo mais qualquer um entrar na minha vida. A máscara alegre e durona esconde um cara que cuida, faz crescer, e ama o que vive a sua volta.
    Eu não vou deixar que tu entres na minha vida. Eu não tolero esse tipo de desafio. Vai procurar os outros, pois eles podem alimentar o teu ego.

  • Laís Freire

    Sério isso…?

    “Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também. Se eu estiver longe, não pense que é porque eu não desejo mais você. Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo. Minha confusão e falta de olhar desejante vem da anestesia. Não é que você esteja feia, sou eu que estou cego, morto, sonolento! Se quiser uma mudança instantânea, não me cobre, não reclame, não chore sozinha no banho. Isso só piora tudo e me deixa ainda mais impotente. Apenas seja viva, dance na minha frente. Confie em mim: eu não sou esse menino medroso. Acredite nisso e chame o homem em mim.”

    Poxa, Gustavo, que vacilo…acho que li esse post tarde demais…

  • Cris

    “Eu quero você, mas me afasto por medo, preguiça ou confusão. Pra ser sincero, não sei bem o motivo. Se soubesse, não me afastaria! Nesses momentos, tudo o que eu menos quero é ver você se fechando e se distanciando também. Se eu estiver longe, não pense que é porque eu não desejo mais você. Se eu estiver emburrado, o pior que você pode fazer é se emburrar também. Venha sorridente, ignore minha densidade, me faça uma longa massagem, ative meu corpo. Minha seriedade é apatia do corpo. Minha confusão e falta de olhar desejante vem da anestesia. Não é que você esteja feia, sou eu que estou cego, morto, sonolento! Se quiser uma mudança instantânea, não me cobre, não reclame, não chore sozinha no banho. Isso só piora tudo e me deixa ainda mais impotente. Apenas seja viva, dance na minha frente. Confie em mim: eu não sou esse menino medroso. Acredite nisso e chame o homem em mim.”

    Poxa… acho que estou passando por essa situação.
    O cara chegou em mim primeiro, ‘dando em cima de mim’ [não gosto dessas expressões, mas enfim] antes que eu o notasse… e até de forma criativa. Comecei a me interessar e aos poucos me envolvi. E então, quando comecei a corresponder ele justamente começou a se afastar, me deixando completamente confusa!

    O problema é que toda essa ‘comunicação’ [ou a falta dela] tem sido pela net… nem sequer trocamos telefone ainda. Mas como posso conhecê-lo melhor quando ele se fecha como num casulo… e me ignora… e me dá gelo?!

    Não quero repetir erros do passado… como ficar tempo demais [até anos] numa história enrolada, mas que não anda nem pra frente, nem pra trás. Assim acabo desistindo…
    E realmente, não sei o que fazer com ‘Se quiser uma mudança instantânea (…) apenas seja viva, dance na minha frente’. Como demonstrar essa ‘vivacidade’ on line? Confesso, minha criatividade tirou férias ultimamente, rs.

    E, de fato, mesmo sabendo que é um tremendo erro, estou mais inclinada a me afastar também. Pois quando o cara por quem estamos interessadas – ou, principalmente, que demonstrou interesse primeiro – de repente se afasta, a mensagem que compreendemos é exatamente a de que ele perdeu o interesse! Não quer mais, não liga mais…

    Detesto ser chata… detesto ter que ‘marcar presença’… detesto cobrar… assim como detesto que façam isso comigo!
    Assim, como ‘dançar na frente dele’, sem parecer uma grudenta, chata, insistente e inconveniente?!

    Descobri seu blog há pouco tempo, Gitti, e já li boa parte dele. Estou amando! Me sinto mais lúcida e muitas das questões que antes me pareciam um bicho de 7 cabeças agora estão bem mais claras!
    Mas essa aí que expus acima, continua sendo um mistério… Sei que esse post é antigo, mas se mesmo assim puder me dar alguma dica, lhe serei eternamente grata!!!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Cris,

    Você não será chata se fizer isso sempre com ele em foco, não de modo autocentrado.

    Ou seja, você não vai esperar que ele aja de um jeito ou de outro, que ele mude pra lhe satisfazer ou que lhe recompense de algum jeito. Ou melhor, você vai observar que sempre que fizer isso, vai surgir alguma frustração, algum tipo de ansiedade, sofrimento, aflição.

    O lance é ver nele muito mais do que ele manifesta e então ajudá-lo a trazer isso à tona, desafiá-lo, provocá-lo de modo que isso se torne sua ação natural, lúdica, divertida, sem esforço, sem peso. Você fica aberta, você não se fecha como se ele fosse um inimigo ou alguém a conquistar. Você se comunica com ele, não esconde nem mesmo o jogo que está jogando, assim como todos sabem que estão jogando futebol e por isso aquela loucura se torna realidade.

    Se você se sentir inconveniente, hum, grandes chances de ele sentir o mesmo. Se você não se sentir inconveniente, grandes chances de ele também não sentir isso.

    Beijo e boa sorte.

  • Rochelle

    Estou divulgando para todos amigos e amigas … já era fã no papo de homem … mas não conhecia muito bem o blog …
    Mas é isso aí, eu também ainda acredito nas pessoas e por incrível que pareça, em mim também rs
    Abraços

  • Ste

    Sim eu estou loucamente afim de você , já não via a hora de saber seu nome, te passar meu telefone , esperar você meligar , estava angustiada porque não chega logo , pergunta quem eu sou , meu nome , me chama para sair , continue assim me olhando eu adorooooo , queria saber sua idade , o que gosta como você é , estou louca para te conquistar , espero que você seja muito mais do que eu imagino e eu seja para você muito mais do que imagina , vai logo para de me olhar e chega logo estou esperando …

  • Geórgia

    Meu caro Gustavo…
    Já deve ter visto aquele filme Miss Simpatia. Se prestar bem a atenção. As pessoas gostam da perfeição de palavras bonitas. Da mulher tipo Miss. Que torce pela paz mundial que é linda, bem tratada, impecãvel, quase uma perfeição. Mas isso não me refiro somente ao relacionamento homem e mulher, falo de um modo geral. Por isso acredito que há tanta hipocrisia.
    Como nós mulheres vamos encarar a dura realidade dos homens? Acho quando somente quando a gente tomar consciência que não estamos em um concurso de beleza e perfeição. A falar sobre nossos desejos, abrir de fato nossa boca, sem medo de perder, e entender que perder tb faz parte. E os homens deveriam de valorizar as mulheres…Estava na rua um dia com meu namorado, passamos em frente a uma termas, tinha um homem saindo do local, então disse a ele:” Viu só como mulher é importante? O homem acabou de pagar p ter uma, e vc me tem a hora que quer, e ainda com muito amor e carinho. Alguém aí já viu casa de prostituição masculina??? Eu ainda não!Acho que os homens poderiam esclarecer antes a relação…Afinal nem os homens são tão príncipes, nem as mulheres de hoje tão misses.Aceita quem quer, poupa-se corações partidos, lágrimas em vão, e dormir sozinho sem carinho.
    Bjkas…

  • Tathi

    Oi Gu
    Gostaria de dividir um texto que escrevi.
    Foi assim que consegui transpor e nao recuar quando decidi tirar uma pessoa da minha vida…….
    Ele era como um pilar de sustencao e muitas vezes achei que nao tinha sido eu quem o escreveu.
    Pode ser?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Pode, coloca aqui nos comentários, Tathi.

  • Daila Lima

    caraa.. vc é incrivel..
    sensacional como sempre… adoro seus posts..
    tanto aqui como no PdH

    sucesso sempre

  • L. Conti

    “Eu te amo e você é o homem da minha vida. É com você que quero casar, ter filhos e envelhecer, mas no momento não posso ficar com você. Agora estou apaixonada por outro. Eu sei que isso não faz sentido algum, mas é o que sinto. Não faz sentido, é sentido, sabe assim?”

    Agora me sinto mais normal.

    Leio muitos blogs, adoro. Mas este é insuperável.

  • L. Conti

    “Eu te adoro, sinto um puta tesão por você. Mas não me obrigue a ficar dizendo o que eu quero, o que eu penso, o que é o certo. Me puxa e vem. Me leva e faz. Me enlouqueça e não me faça nem por um minuto me sentir culpada por isso. Me engula, me explore, me desafie, me provoque, me instigue, me chupe. Me quatro.”

    ufa!

  • Loira

    “Eu finjo que não ligo, mas eu adoro quando você fala dos seus sonhos. Posso ser durona e independente, mas me derreto toda vez que você sorri para mim. Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar. Sou muito mais flexível do que você pode imaginar, querido. O limite de nossas loucuras não está em mim, mas na sua própria mente. E às vezes eu quero carinho. Não sexo, não conversa, não massagem, não filme, não chocolate, só carinho. Tendo carinho, nada impede de eu querer sexo, conversa, massagem e chocolate no minuto seguinte…”

    Chorei, de verdade, lendo isso e ouvindo a música que você sugeriu.
    Acho que vou falar isso hoje pro meu namorado…
    Porque essa é uma verdade que não dói de ouvir. Dói falar, porque você percebe, falando isso, que seu relacionamento de três anos e pouco não é tão perfeito quanto seus amigos acreditam. Porque você percebe que, todo esse tempo depois, o cara não te conhece direito. Não o suficiente pra saber que você só quer carinho…

  • Monique

    Até hoje não entendo por que gosto tanto de você, des de quando terminamos você só quis se afastar cada vez mais alem de estudarmos na mesma sala não conseguia conter as lagrimas quando via você chegar e quando chegava os finais de semanas so ficava no pesadelo de te imaginar abrindo a porta da sala na segunda feira. abri mão do meu orgulho mas foi tarde demais me arrependo de varias coisas que nao fiz pra salvar nosso namoro mas caí na real que a gente nunca ia dar certo peloo fato da minha familia te odiar e vc ja ter namorado minha prima.
    Não digo que foi um erro conhcer você pois esse amor me fez enchergar o verdadeiro significado da fidelidade o sofrimento só serviu pra me mostrar que nem tudo é como a gente quer mas só de imaginar que hoje era pra tarmos fazendo 8 meses de namoro ;/
    Hoje merendando com você, conversando assuntos do nosso cotidiano te analizando observando teu jeito aquela responsabilidade que a vida te deu des de cedo que eu admiro muito como você é perfeito em tudo que faz,nas atitudes, ações de modo geral. Eu te amo muito e pelo que aparenta nao vou te esquecer tao cedo já vou fazer 5 meses com meu melhor amigo mas é como se… sempre faltasse algo que realmente me completa dentro de mim!

  • Daniele

    Adorei td isso… paro para repensar na situação que vivo hj, me casei a 10 meses e td que não queria falar sobre relacionamento é que todo aquele bicho de 7 cabeça que as pessoas dizem a respeito do casamento é a mais pura verdade :(

  • filipe

    ‘Quando eu digo que não quero, é porque você pediu ou sugeriu em vez de pegar na minha mão e me levar’

    Mulher adora dizer nao, mas estao loucas para que o cara agarre elas.
    Uma coisa que coisa que os homens tem que ter eh pegada!!

  • Grazi

    Gustavo,

    adoreiiii……..vc me deixou acordada até tarde + valeu a pena estou curtindo e indicando para todos.

    vc é um bom entendedor………venho dar uns depoimentos aqui logo logo (na TPM)………kkkkkkkkk

    bjus
    Grazielle

  • Abc

    “Eu desde sempre tive fantasias onde vc agia como puta barata e me traía com diversos homens. Isso me trazia, sempre, uma mescla de dor e prazer intensos…”

    “Enquanto você jura que é a bola da vez, a minha preferência única, eu fui atrás da diversidade que o mundo podia me oferecer e, acredite, descobri que vc realmente não é ruim, mas com certeza não é a melhor.”

    “Enquanto te amava loucamente, não conseguia confiar em você. Esse conflito dentro de mim sempre foi intenso e doloroso. Controvérsias que sempre geraram pontos de ruptura que ruíram meus sentimentos por vc. Ou confiava, ou esmaecia o amor. Aconteceu o segundo.”

    “Procurei, ingenuamente dentro de você, mais que uma companheira e sim uma amiga fiel. Mas me esqueci que relacionamentos podem ruir e, antigas paixoes, podem se tornar novos pesadelos.”

  • Wembler

    Você faz os nós em meu peito rangerem ao se encherem de uma alegria que há muito tempo eu ansiava por sentir.
    E não me sinto menos homem por querer amar assim e esperar sempre te dar mais motivos pra acreditar que eu posso ser assim e te fazer feliz, mas não porque te amo e sim porque eu decidi.
    As vezes que olho em seus olhos e vejo esse sorriso gostoso se abrir, sinto como se fosse uma casa e o sol a inundasse com seu brilho.
    Eu acredito que cresci e aprendi o suficiente não pra ser perfeito, mas pra errar menos e cada vez mais aprender se errar novamente.
    Quero ser eu, pra você. Quero que seja você, pra mim. Sem reformas. Sem mudanças. Que se for assim, pode se aproximar do que chamamos de perfeição, mesmo que pareça clichê. Mas se o clichê me fizer feliz, não uma ilusão, que se faça o clichê. E darei gargalhadas disso, pois uma vida sem boas gargalhadas é como uma pintura monocromática.
    Quero uma viajem com você. Quero risos de lágrimas provocadas por cócegas em brincadeiras de crianças, interpretadas por dois “não-mais-crianças” apaixonados.
    Quero, como nunca, álbuns de recordação, simples rosas como simples surpresas, uma pequena barrinha de um bom chocolate. Me apego fácil a esses detalhes! Pois eles são como os tijolos de uma construção. Pequenos, mas fundamentais no passo-a-passo da obra, que é o relacionamento.
    E quero te preencher de detalhes! De supresinha em surpresinha unir sua vida com a minha. Duas vidas independentes que se encontram no fim do dia com o propósito de saberem que suas companias são agradáveis (sem desabonar o sexo, claro!).

    Se existe uma forma de aprender a amar novamente (e eu esperava e procurava muito por isso), ou que seja descobrir novamente esse amor gostoso, com certeza é você que tem me letrado nisso.

    Eu precisava, anciava por um amor assim.
    O que durou muito tempo passou e, eu nem esperei muito tempo ou o próprio tempo não me deu tempo e me deu você.
    Daí pensei: curtir a vida agora? Por que não curtir muito a vida, mas com UMA pessoa incrível como você?

    Isso basta e tem provado cada dia mais o sensato, o bom, a decisão certa.
    Acho que no fim, eu aprendi. Com você e cada vez mais.

    Eu te amo

  • Thatá

    Acredito que exista formas de se dizer tudo isso aí! Só não tão explícito rs. Pra algumas pessoas (veja bem, algumas) pode funcionar mas, o problema é que nem todos entendem o que queremos dizer nas entrelinhas então… Ás vezes o jeito é dizer na lata mesmo! É complicado lidar com o ser humano quando se leva em consideração os sentimentos dos outros.

    Tive um namorado que era péssimo na cama e extremamente mão de vaca! (vou explicar).

    Com relação ao sexo ele não fugia muito do tradicional (se é que me entendem) e era muito insistente em algumas coisas que eu definitivamente não curtia (deixo pra imaginação de vocês rs). Depois de muitos “nããão, eu não queero…” que ele cismava em entender como “vaaai, eu adorooo” tive que chamar na xincha e dizer:
    - Quando eu digo que não quero e não gosto é porque eu REALMENTE não quero e não gosto! E quanto mais você insistir, menos tesão eu tenho por você. Você não é obrigado a aceitar isso, mas se quiser continuar comigo precisa me respeitar e respeitar meus gostos da mesma forma que respeito você!
    Ficamos bem (nessa questão rs).

    Quanto a “mãodevaquesa” tive que apelar! O cara não tinha noção MESMO! Concordo que hoje as mulheres devem ajudar a pagar a conta sim! Mas não precisa ser sempre né? Namoramos 8 meses e ele só pagou a conta sozinho 3x (com cara emburrada). Até no nosso primeiro encontro cada um pagou a sua. Sei lá, acho que não se trata de uma obrigação e sim uma gentileza.

    Certa vez ele sugeriu que fossemos num restaurante relativamente caro. Foi a deixa pra eu dizer “desculpe, mas hoje eu estou sem dinheiro e não estou afim de lavar pratos”.

    Terminamos! rs.