Sexo no primeiro encontro: por que não?

por Gustavo Gitti 14 maio 2008 133 comentários

Sexo no primeiro encontro, transar na primeira noiteLuciana Bugni, minha amiga de colegial, fez uma ótima matéria para o caderno Dia-a-Dia do Diário do Grande ABC. Leia na íntegra (são 3 páginas, atente para a paginação pouco visível ): “De Primeira”. Ela me pediu um depoimento e escrevi:

“Muitos homens julgam como fáceis ou vagabundas as mulheres que transam no primeiro encontro. Eu não sou um deles. Ao contrário, penso que temos de ser bem maduros para realmente nos entregar na primeira noite – não apenas beijar, esfregar ou penetrar corpos. Gosto muito de transar na primeira noite. Não me sinto confortável em passar vários encontros apenas beijando, como se eu fosse um adolescente. Sinto que o amor pode ser bem mais explorado quando estamos completamente nus, quando suamos e nos acabamos juntos. Quando o toque é desmedido e a massagem irrestrita. Então, para que esperar pela segunda noite? Se eu sei que é bom e você sabe também, por que não agora?”

Além disso, ela me cita no fim do texto:

Gustavo Gitti afirma que não se trata apenas de sexo. “Podemos fazer amor logo no primeiro encontro, respirar o outro, fazer carinho. A construção da relação não fica atropelada quando o sexo acontece logo de cara. O tecer de um sonho compartilhado segue seu caminho, com ou sem sexo, com ou sem toque”.

Acho que o mesmo vale para a famosa one-night stand: quem disse que uma relação de apenas uma noite tem de ser só feita de sexo? Por que não uma one-night stand de amor, como se ambos fossem enamorados há anos? Tocar o outro como se já o conhecesse, mas sem o conhecer de fato, é uma das experiências mais gostosas que podemos ter.

E vocês? O que pensam e sentem sobre isso? Como foram suas experiências com sexo logo de cara, na primeira ou segunda noite?

P.S.: A B., do blog A Vida Secreta, também deixou sua opinião sobre o assunto na mesma matéria.

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

133 comentários »

  • Nati

    Assunto delicado. E eu como mulher posso dizer bem isso. Existem sim homens, como você, que respeitam uma mulher que faz sexo no primeiro encontro. Mas ainda existem muitos que não o fazem, que ainda acreditam que sexo é uma conquista demorada, e que é um prêmio.

    Sexo é entrega, e você pode se entregar em poucas palavras, ou nunca se entregar. Você pode fazer sexo e não fazer amor, pode estar nu, mas vestido em outras coisas.

    O sexo entregue, seja no primeiro encontro, com 10 dias de namoro, ou com 3 meses tem o mesmo sabor.

    Eu já fiz sexo no primeiro encontro. E posso confirmar que um trecho do seu texto cabe bem neste caso: “O sexo é conseqüência imediata: nos entregamos porque sentimos que o outro já nos possui. A entrega é natural, como se ela já tivesse existido, como se não fosse a primeira vez.”

    Muitos não conseguiram me levar pra cama, nem em uma, nem em 30 noites. Alguns poucos, me conquistaram fácil.

    Tenho a mesma visão neste sentido: “Sinto que o amor pode ser bem mais explorado quando estamos completamente nus, quando suamos e nos acabamos juntos.” É durante o sexo, “a entrega completa” que podemos ver o quanto da pessoa esta ali. Poucos estão inteiros. Poucos vão com tudo. Aliás, a maioria vai com coisa demais, leva vergonha, grilo, pudor, receio. Péssimo..por sinal.

    Hoje, sou mais tranquila quanto a isso. Se o cara me desvaloriza, por eu ter feito minha vontade, simplesmente acho que ele não merece uma mulher entregue.

    E eu simplesmente, quero me entregar, pra quem conseguir me “preencher”, me render, me encantar, me liberar de qualquer pensamento que me faça dizer “Não sei se devo”.

    É isso…

  • lucas santana

    Sexo é para diversão, reprodução e para fortalecer um laço afetivo.

    Não sejamos hipócritas: a melhor parte de se apaixonar é o sexo. Não há nada melhor do que estar super empolgado com uma nova paixão a ponto de ficar tarado só de sentir o cheiro da mulher. E trepar muito, as vezes até esfolar. Sim, diverte e fortalece o relacionamento (e se não usarem anti-concepcional/preservativo reproduz também).

    Mas a questão é: e no primeiro encontro?

    No primeiro encontro não há relacionamento, a não ser que seja um primeiro encontro com uma pessoa já conhecida, como uma velha amiga. Mas o sexo no primeiro encontro é quase sexo anônimo, você REALMENTE não sabe NADA sobre aquela pessoa, isso pode até ser perigoso para a saúde, segurança ou privacidade (fotos e vídeos vem por email todos os dias).

    Sobre a alegada maturidade de quem faz sexo no primeiro encontro. Há uma diferença entre maturidade e fogo no rabo. Todo mundo sabe que pênis foi feito para encaixar na vagina, a pessoa realmente madura não precisa fazer isso por fazer.

    É a minha modesta opinião, prefiro conhecer pelo menos o mínimo sobre a pessoa antes.

    Mas se der vontade de prima também não é nenhum crime.

  • AMIGO DA NATÁLIA

    Tudo é uma questão de momento, se rolar porque não fazer, o encaixe perfeito, a sensação única, eu por exemplo acho que toda transa é um primeiro encontro, depende da circunstância. Vc conhece a outra pessoa a algum tempo, mas nunca a levou para jantar, por exemplo, vc leva e vira um primeiro momento de jantar, o canal é apelar para o que a maioria não faz, INOVAÇÃO é a chave de deliciosos orgasmos. Eu particularmente adoro sexo no meio do dia, horário de almoço, IDEAL! vc desenvolve as tarefas mais feliz, satisfeito, tolerante.
    Sexo tem 2 frentes, a sacanagem com tom de alegria e a reprodução, porque não viver mais sacanagem então?!
    SEXO É VIDA! Precisamos sim de mais energia, vamos transar no primeiro, segundo, terceiro, milésimo encontro. VIVER A SACANAGEM DA VIDA!

  • Camila

    Namorei por quase cinco anos um cara com quem transei na primeira noite. Já nos conhecíamos – muito pouco, porque apenas trabalhávamos juntos -, mas não sabíamos nada um do outro. Pior, ele namorava. Por que eu acho que deu certo?
    Lembro com riqueza de detalhes do momento em que decidi que me entregaria por completo naquela noite. Eu era uma menina que por muitas vezes levava pra cama “vergonha, grilo, pudor, receio”, como disse a Nati, mas naquela noite decidi que não seria assim. Confesso que foi tão bom que quase foi possível apaixonar-me por mim mesma…

    Também já fiz amor na primeira noite (que acabou sendo a única), assim como apenas fiz sexo com a mesma pessoa inúmeras vezes.

    Engraçado que ontem mesmo falava sobre isso com dois amigos meus. Acredito que uma das experiências mais fantásticas que podemos viver é encontrar [de preferência "por acaso" ou um desconhecido] uma pessoa cuja pele seja absurdamente excitante, alguém que você não possa tocar sem sentir uma vontade incontrolável e deliciosa de se entregar por completo (na verdade uma vontade louca de arrancar a roupa e transformar qualquer canto em cama, em ninho, qualquer vento em vapor, em calor, em suor, qualquer música em trilha sonora, qualquer toque em carinho, em uma vontade de cuidar que não se sabe de onde vem, uma noite qualquer em uma grande noite).
    Comigo aconteceu duas ou três vezes… e tomara que não aconteçam muitas mais, porque quero lembrar de todas elas como se fossem únicas.

    E concordo plenamente com a Nati quando diz que “Se o cara me desvaloriza, por eu ter feito minha vontade, simplesmente acho que ele não merece uma mulher entregue.”

    Simples assim.

  • Nati

    Que lindo Camila!!Meu peito se encheu de alegria, energia.. de tudo ao ler seu coment.

    Lindo mesmo!!

  • Camila

    =) [sorriso grande]

    Tks, Nati, os seus também são sempre inspiradores!

  • Pri

    Eu sei que tenho minhas vergonhas, mas eles desaparecem quando eu estou levemente alcoolizada ou quando já acostumei com a presença do cara. E das poucas vezes que eu transei na primeira noite, a primeira foi horrível. O cara não fez nenhuma questão de fazer com que eu me sentisse à vontade. Eu e o cara éramos novinhos e não muito experientes. Acontece.

    A mais recente foi relativamente péssimo exatamente pelo fato do cara encarar aquilo (transar no primeiro encontro) como algo frívolo e sem sentimento. Ele até pediu meu telefone. Eu realmente achei que ele não ia me ligar exatamente pela conduta que ele teve comigo naquela noite, então eu tratei ele como ele me tratou naquela hora.
    Enfim, namorei 8 meses com ele, sendo que metade deles ele ficou comigo “por pena de me ver triste quando o namoro terminasse”. Merecedor da forca ou apedrejamento em praça pública, não?

    Mas nem tudo são apenas pedras. Fiquei com dois grandes amigos (não ao mesmo tempo ;) que me tratavam como rainha. E foi maravilhoso! Era como eu fosse a mulher mais desejada do mundo e, como eu estava com ele, ele tinha o dever de me dar tudo que ele tinha de bom. Tudo era com muito carinho, cuidado, atenção e respeito. Talvez por conta da amizade que já existia antes. E eu tenho certeza que, com as outras meninas que, por ventura, eles tenham transado depois, foi a mesmíssma coisa.

    O mais difícil, na minha opinião, pra uma mulher é ela entender que transar na primeira noite não a desmerece. Talvez o xis da questão está aqui. Até porque a sociedade é quase que totalmente machista, Amélia é que era mulher de verdade, bla bla bla. Pelo contrário! Como tudo na vida, a prática leva à perfeição. É necessário transar pra saber o que se gosta, como se quer ser tratada, aprender que não é qualquer homem que a merece, que, pra ser completo, é necessário entregar-se. Nem que seja só naquela noite.

    Eu levei um tempo até absorver isso.

  • Ticiano

    Concordo com a Nati, é sinal de maturidade a capacidade de se entregar e amar mesmo ocasionalmente e sem conhecimento prévio. Somos capazes de amar, de modo que podemos amar um desconhecido. Se trata de uma capacidade e se há amor há relacionamento de verdade. Se for pensar em que seria um relacionamento real, eu prefiro defini-lo pelo amor existente do que pelo conhecimento prévio, como sugeriu o Lucas. (“No primeiro encontro não há relacionamento, a não ser que seja um primeiro encontro com uma pessoa já conhecida…”) Somos capazes de amar e se há amor há relacionamento, no sentido mais próprio.

    Agora, se muitas mulheres admitem essa possiblidade, porque não estamos tendo essas experiências diariamente? Na minha opinião há falta de disponibilidade. Ando pela rua e imagino que muitas mulheres com as quais cruzo pelo caminho seriam companheiras excelentes, mesmo que uma só vez. Mas elas passam tão alheias! Parece que ficam esperando as condições propícias, que podem demorar bastante a aparecer. Minha utopia era viver numa sociedade verdadeiramente sensual, onde essas experiências seriam cotidianas, ao meio-dia, como falou o amigo da Natália, no elevador, numa sala escondida no trabalho, etc.
    Por que nos mantemos alheios a essas possiblidades mil?

  • lucas santana

    “Minha utopia era viver numa sociedade verdadeiramente sensual, onde essas experiências seriam cotidianas, ao meio-dia, como falou o amigo da Natália, no elevador, numa sala escondida no trabalho, etc.”

    Isso não é utopia, isso é ultrapassado e imoral mesmo. Quando da existência do império romano era normal que se trepasse com qualquer um (ou mais de um) a qualquer hora e lugar sem que te recriminassem.

    Isso é inaceitável numa sociedade que tem intenções de manter a monogamia como padrão, entre outras coisas.

    A mulher que “se entrega” a um desconhecido, não demonstra maturidade nem está em busca de “amor” porcaria nenhuma, ela quer meter meter mesmo e sem compromisso. Parem de tentar justificar a libertinagem distorcendo valores e sentimentos. Admita logo que gosta de dar pelo simples fato de dar. É mais maduro e sincero.

    O que eu vi em muitos dos comentários acima foi uma busca cega por um prazer momentâneo em detrimento da moralidade (que já anda mancando).

    Triste como a sociedade está degenerada ao ponto de o único objetivo das pessoas ser a busca demasiada de prazer e não da felicidade. Isso me faz pensar em desistir de ter uma familia, pois minha mulher pode ser uma que acha normal “se entregar” a um desconhecido. De repente ela vai me propor entrarmos para um grupo de swingers!

    Engraçado como se preocupam muito mais em tentar aliviar a própria consciência do que levar a vida e os sentimentos mais a sério.

    A preocupação em tentar fazer parecer absolutamente normal o que sempre foi desde a essência promíscuo (sexo com desconhecido) me enoja.

    PS: como eu ja disse em comentario anterior. Minha reprovação é o sexo de primeira com desconhecido. E mesmo assim, não é nenhum crime se acontecer, mas se isso (sexo anônimo) é um objetivo na sua vida eu recomendo que guarde para si, não faça alarde nem tente justificar suas taras distorcendo valores e escarrando no amor.

  • Ticiano

    Putz, que moralismo! Eu colocando minhas idéias, o camarada começa a agredir, chamar de tara, promiscuidade. Ultrapassado é o moralismo, coisa muito diferente de ética.
    Que alienação! Sexo é visto dessa forma somente quando é reprimido mesmo, colocado como algo sujo, coisa que a religião ocidental tem se esforçado por fazer desde há muito. Que pena que ainda hoje haja puritanos, ovelhas que defendam essa aberração, a visão do sexo como algo negativo, vide as palavras usadas pelo educado senhor acima: tara, enoja, meter, promiscuidade!

  • lucas santana

    Se o senhor acha a moral ultrapassada então acaba de confessar a própria imoralidade.

    Se o senhor quer viver assim fique a vontade, só não fique tentando se auto afirmar agredindo e impondo sua falta de moral aos outros.

    Única agressão que houve aqui foi a sua. Muito preconceituoso por sinal. Pro seu governo, não sou puritano.

    Também não responderei mais comentários seus, então nem perca seu tempo me agredindo. Passar bem.

  • Ticiano

    Não falei que a moral é ultrapassada, mas o moralismo. Fiz questão de diferenciar moralismo de ética.

  • lucas santana

    ressalto que o senhor não combateu nenhuma das minha ideias e sim a minha pessoa.

  • Ticiano

    Ok, vc tem razão. Me desculpe. Fiquei um pouco nervoso com as palavras que vc usou, tara, promiscuidade e imoral. Acho completamente inadequado chamar sensualidade e sexo sem compromisso por desconhecidos de imoral. Acho que isso normalmente é feito por pessoas puritanas e por isso me referi a vc dessa forma, mas retiro isso porque é ofensivo mesmo.

    Apenas acho que vc foi muito inadequado em usar essas palavras. Se duas pessoas querem fazer sexo no elevador, sem se conhecerem, isso não pode ser imoral, pois não violenta nenhum ser, é feito por consentimento mútuo. Não tem a ver com moral. Vc se refere a defender isso como imoral, mas imoralidade pra mim é outra coisa, não tem nada a ver com duas pessoas fazendo sexo de comumj acordo, nada a ver.

  • Carol

    Acho que sexo no primeiro encontro é tal e qual beijo. Fazendo direito não tem mal nenhum, só acho legal falar sobre isso primeiro, no “deixar rolar” do encontro não custa nada falar sobre… Até porque você pode ter certeza “quem” a pessoa é e “porque” está ali com você.

  • Carol

    Ahhh e é legal deixar claro também que nem sempre o sexo tem que vir com uma carta formal de compromisso, pode ser só o “momento”. Ali você pode amar a pessoa e no outro dia não mais, mas como disse a Cameron Diaz naquele filme: “Se você faz sexo com uma pessoa sempre estará intimamente ligado à ela”.

  • Nati

    Bem, a conversa tomou outro rumo..

    Só queria dizer uma coisa. O que eu e acho que a Camila falamos, é algo BEM diferente de fazer sexo com alguém no elevador, que acabei de ver.

    Fazer sexo no primeiro encontro não é simplesmente olhar, sentir tesão e pronto.

    Como me referi é entrega,e não sei se é possível se entregar assim de supetão. (Deve ter.. mas pra mim não)

    Esta entrega, a qualquer momento, de qualquer jeito, vira tesão por tesão, animalesco. Não é isso que é maduro. Eu não acho.

    É imoral. Desde que usemos moral como bons costumes/tradição.

    Não é imoral. Se moral for tratado como respeito ao outro.

    Enfim, estes conceitos são bem particulares.

    Eu sou a favor do amor, mesmo que eu não conheça TÃO bem a pessoa. Mas eu espero mais do que tesão. Sempre!

    É isso!

  • lucas santana

    intimamente ligado a ela carol?

    só se for você, não conte com isso vindo de um homem, no máximo ele vai contar pra alguns amigos nos proximos meses, depois nao vai nem lembrar.

  • Camila

    Detesto ficar comentando os comentários alheios e não quero bater boca. Mas preciso dizer algo, porque o comentário do Lucas é um tanto agressivo.

    “Parem de tentar justificar a libertinagem distorcendo valores e sentimentos. Admita logo que gosta de dar pelo simples fato de dar. É mais maduro e sincero.

    O que eu vi em muitos dos comentários acima foi uma busca cega por um prazer momentâneo em detrimento da moralidade (que já anda mancando).”

    Carrego comigo a certeza de que valores não são universais e essa talvez seja uma visão que a antropologia incutiu em mim. Eles não devem ser universais da forma como o Lucas parece entender, pois é na diversidade que está a riqueza.
    Desta forma, o que é bom pra mim pode não ser pra você; o que é moral pra mim pode não ser pra você. Ponto.
    Se cada um tem um ponto de vista, difícil se torna falar em DISTORÇÃO. O que existe são diferenças, divergências, relativismo, não distorções.
    Se você admite uma distorção é porque você aceitou uma VERDADE. E se verdades existissem não existiriam filosofias. Nem religiões diferentes. Nem culturas diferentes. Nem leis diferentes. Se a verdade existisse, não haveria liberdade.
    Por isso não consigo me deparar com uma posição autoritária e ficar calada.

    Não busco cegamente um prazer momentâneo, mesmo porque, desculpe-me o excesso de auto-confiança e até modéstia, isso é fácil demais. A busca é outra, mas tem muita gente que ainda não consegue entender o que falamos por aqui… tudo bem.

    Respeito a opinião, posição e opção de vida e crença de cada um.

    Aliás, respeito é a palavra-chave. Tanto para um relacionamento de uma noite só, como para qualquer outra coisa na vida.

    PS: nem conheço a Nati, mas já sei que ela me entende =)

  • Cris

    Realmente os primeiros post tanto da Nati como da Camila fizeram com que eu fosse levada a uma viagem surreal….

    Concordo em numero genero e grau com vocês meninas….

    Como você falou Nat: “O sexo é conseqüência imediata: nos entregamos porque sentimos que o outro já nos possui. A entrega é natural, como se ela já tivesse existido, como se não fosse a primeira vez.”

    Tive uma experiência com uma pessoa que eu já era muito intima, embora nunca tivessemos saido nos beijado ou feito sexo nosso olhar falava mais do que qualquer palavra…E quando eu tive a oportunidade de estar com ele, me permiti um primeiro encontro com sexo, pois eu não estava interessada no amanhã mas sim no sentimento que já estava me sondando a muito tempo… e eu quis esquecer naquele momento conceitos, regras, sociedade e aproveitar o que estava sentindo…vontade desejo paixão…

    Se fiz certou ou não?…Não sei…Se me arrependo? De forma alguma!

    Talvez seja por pensar demais, e fazer de menos que muitas vezes nos frustramos de realizar muitas coisas….E essa foi uma das coisas que fiz sem me preocupar com o resultado e sim com o sentimento do momento, que hoje passado muitos anos se torna uma lembrança prazerosa…

  • Bárbara

    Gustavo, vc pode me mandar um email? Queria conversar com vc a respeito de colocar anúncio no blog — como é feito e tal. Obrigada!
    Beijo

  • Gustavo Gitti (autor)

    “transformar qualquer canto em cama, em ninho, qualquer vento em vapor, em calor”

    Qualquer vento em vapor… Porra, Cá, agora até os marmanjos (que só se excitam com imagens e vídeos) ficaram eriçados com tuas palavras!

    Isso só comprova o que escrevi aqui:
    http://nao2nao1.com.br/da-poetica-feminina-dedicado-a-blogueiras-mulheres-e-ela/

    Vocês fazem poesia com os pés nas costas, igual respiram.

  • Viviane Coêlho

    O sexo anônimo é consequência imediata da atração sentida no encontro, fazer sexo casual talvez não seja a maneira mais adequada de se conhecer alguém,pois durante a relação sexual a maioria das pessoas colocam em evidências características próprias que normalmente não demonstram no seu dia-a-dia, mas se poder aproveitar ao máximo esse momento pq não? Desde que saiba lidar de forma madura e com responsabilidade com vc mesmo e com o próximo. devirtam-se crianças…

  • Lunna

    Primeiro parabéns a todos pelo debate.
    A todos mesmo,é normal nos exaltarmos na defesa de nossos pontos de vista e, sinceramente, não vi grandes agressões aqui, apenas palavras um tanto duras…nada que pudesse ser considerado anormal quando se trata de um tema polêmico.
    As mulheres que escreveram aqui são dotadas de um impactante poder lírico que me deixa muito feliz, pois demosntra que existem pessoas que conseguem sim amar e entregar a alma (não apenas o corpo) a um inteiro/parcialmente desconhecido. Isto é coisa de gente corajosa…e meio louca.
    Loucura pq vc é dar sem saber se a outra pessoa esta aberta a receber e …caraca…algo doi mais do que estender a mão para alguem e ficar com ela abanando ?
    Nunca transei no primeiro encontro, nem no segundo e nem no terceiro. Meu coração dolorido precisa “achar” que conhece um pouco o homem a quem meu corpo quer se entregar…mas esta sou eu.
    Discordo com um comentário acima que afirma que ” se a verdade existisse não haveria liberdade”. Acho que “só a verdade que liberta” e que sim…existem verdades incontestes.
    Mas, quem sou eu para obrigar todas as pessoas a assumi-las ? Livre arbitrio baby e isto é o mais bonito da vida.

  • Ticiano

    Muito bonitas as palavras que descrevem os encontros. Realmente não há nada errado com os encontros, antes pelo contrário.

    O que vejo com dificuldade é essa sacralização da intimidade. Colocar o sexo como uma entrega tudo bem, é um ato bastante íntimo mesmo. Mas para mim não há motivo para proteger muito a intimidade, abrindo-a somente em casos raros e com algumas garantias. Somos feitos todos da mesma natureza, por isso não vejo como nenhum problema o sexo anônimo, não o enxergo como “mero” tesão, como disseram acima, muito menos como imoral. Ao contrário, vejo como um encontro, que não deveria ameaçar a intimidade de ninguém. Parece que tentam preservar essa intimidade como se ela gastasse. Vejo discursos assim, dizendo que não se pode dar o que é mais íntimo pra qualquer um. Mas a intimidade não se gasta, não precisa se entricheirar na minha opinião. Talvez seja mesmo o contrário, mais sagrada quanto mais se expande e toma conhecimento de outras intimidades, com o devido respeito a cada uma.

  • Fabiana

    eu guardo meu coração atrás das costelas – mas já o deixei passear na ponta dos dedos e me deixei levar por paixões que não me fizeram feliz. foi ótimo, fez parte, me conheci muito nesse tempo. mas hoje, cada dia mais, estou mais reservada. não tem a ver com dividir a intimidade, mas realmente de NÃO PRECISAR estar exposta o tempo todo. isso inclui o sexo, o beijo, o falar da minha infância, etc. tenho menos amigos, mas melhores, tenho mais tempo pra mim, e de maior qualidade – faço menos sexo, mas é sempre muito especial – continuo carente, romântica, mulherzinha total. já dei muito de primeira, de segunda, de terceira – pra mim, tem mais a ver com como eu estou comigo mesma. não há resposta pronta, não é mesmo?

  • Juliana

    Realmente ñ vejo mal nenhum em sexo no primeiro encontro, ñ se podem prever vontades e desejos, ñ se pode negar a vontade do corpo, que ao começar por um beijo já deixa claro que algo entrou na sua sintonia e fez tudo ao redor estremecer de “tesão”, deixando bem claro que isso ñ significa paixão ou amor, mas uma emoção que faz vc se sentir viva e pronta a viver.
    Sexo é complicado quando o complicamos, quando queremos mais do que temos ou simplesmente ñ vemos a diferença do famoso sexo casual e do compromisso em sim, mas cá pra nós, essa coisa de sexo com compromisso acaba caindo na banalidade de ter a obrigação de se fazer sempre que estão juntos, sexo por fazer é tão promiscuo quanto sair c vários homens ao mesmo tempo, ñ é como sexo do desejo ou da liberdade de se expressar e poder dizer com o corpo oq vc deseja e faz.

    Sou favor desse pensamento, sendo tratado com a verdadeira intenção, e digo mais, tive um encontro com final perfeito, tendo sexo de primeira, e ñ me senti culpada, sou maior, vacinada e tenho vontade de sentir e ser sentida e ñ nego passagem aos meus desejos, por mais que isso faça algumas pessoas de mente pequena pensarem o contrario, vive momentos de puro conhecimento e intimidade, conheci um corpo que parecia já ter sido meu, sentir cheiros e sentir o corpo se encharcar de um desejo pleno e já vivido, mas nunca eu o havia sentido.
    É bom ter essa sintonia na cama, sentir que o parceiro já a conhecia, mesmo sem te-lo sentido antes, nem sempre foi assim, garanto que alguns outros passageiros da vida, me vieram de outra forma, nem sempre se encontra uma sintonia e um mesmo desejo.

    Mas simplificando, sexo no primeiro encontro ñ quer dizer que nós mulheres somos dadas e oferecidas, e sim que somos carne e desejo e precisamos às vezes extravasar e soltar oq tem guardado, e o mesmo digo aos homens, sei que nem todos têm o pudor de ficar entrigado com a pergunta – ‘Será que fiz mal em ter feito isso logo de cara?”“
    Mas isso, é normal e natural do ser humano, descobrir, todos temos direito a uma primeira vez…rs

    bjos

  • Gustavo Gitti (autor)

    “Mas para mim não há motivo para proteger muito a intimidade, abrindo-a somente em casos raros e com algumas garantias.”

    Ticiano, concordo totalmente com seu comentário, cara.

    Abraço!

  • iara

    bom, em primeiro lugar o conceito de moral, segundo o dicionário aurélio, é: conjunto de regreasou hábitos JULGADOS válidos, quer universalmente, quer par um determinado grupo ou pessoa determinada. e imoral é o oposto.

    portanto o com esse adendo faça das palavras da camila arespeito do comentário de pensamento unificante do lucas.

    o seu certo e o seu errado poder estar diferentes em outras culturas, religiões e pessoas, e assim o que se pedee que cada um assuma a conseqêncai de suas escolhas únicamente. não nos cabe o poder de julgar, uma vez que como bem colocado pela camila o que é verdade??? e algum de nós, seres humanos falíveis por acaso a detêm?

    quanto ao tema, dar no primeiro encontro acho que depende …vc se sente bem? resolvido. só use camisinha.
    um dos meus primeiros posts no meu blog foi sobre o assunto segue o link.
    http://matutandonaidadedaloba.blogspot.com/2008/03/quem-d-na-primeira.html

  • renata

    li alguns comentarios sobre sexo? achei extremamente interssante. Como nos mulheres estamos exposta a tabus e preconceito, medos, mitos discriminacao. Acredito que o sexo deve ser feito quando sentimos seguranca na pessoa que estamos nao importa se e no primeiro encontro ou nao,

    eu particulamente nunca fiz sexo no primeiro encontro, nao por falta de vontade mais por medo, ontem mesmo conheci um rapaz que senti extremante atraida por ele, mas por principio nao fiz sexo , hoje me arrependo sempre acontece isso comigo. poderia ser o melhor sexo da minha vida por ele consegui fazer eu me senti totalmente exitada coisa que namorados meus nao consegui sei que nunca vou revelo talvez por isso estou repensando aguns princio e puder.

    precisamos de viver, sentir relizada na parte sexual porque orgasmo sao poucas mulheres que tem esse previlecio , talves por nunca ter encontrado um homem capaz de satisfazer os desejos, ou por pudor acaba ser conformando so em proporcionar prazer, mulher precisam de orgasmo tambem…
    existem homens que querem ser garanhoes mais nao conseguem satisfazer sua companheira….

  • Roberto

    Bom, como eu sou um defensor do sexo com amor, diria que se houver a probabilidade de amor no primeiro encontro, não há problema em sexo nele.

    Eu não vejo um abismo tão grande entre sexo e as outras carícias (como o beijo), penso que intimidade é intimidade e é bom que se faça com alguém que se goste.

    Além dos sentimentos costuma-se querer conhecer muito da pessoa a fim de se proteger mas acho que isso não é extremamente necessário já que sempre há riscos por mais que pensemos conhecer a pessoa.

    Melhor se arriscar do que se frustrar por não ter tentado.

  • sarah k

    sendo bem objetiva:

    -geralmente se estou muito interessada no cara não transo na primeira vez, pode até acontecer, quando a intensidade do entendimento é grande.

    -mas não tenho nenhum preconceito qdo decide-se pela transa logo de cara … se o beijo é bom e se o cara me atrai muito e eu não estou querendo algo sério, transo logo sim. E olha, geralmente é bom.

    -uma noite só de amor … já tive sim, um entendimento tão bom … beijos, conversas e o tempo passou só nisso … delícia.

    -mas sexo com amor realmente é a MELHOR coisa que pode rolar … é perfeito!!!

    :)
    bjs

  • ludimilla

    olha eu ja fiquei com um homem no primeiro encontro e acredite nunca mais ele quis sair comigo hoje eu ligo pra ele e ele nao me da a menor bola e se recusa a sair comigo.

  • ludimilla

    depois disso nunca mais eu fiquei no primeiro encontro acho que agora eu seguro ate demais e mesmo que eu nao fique mais com a pessoa pelo menos eu sei que ele nao poder falar nada de mim e fico bem mais tranquila

  • Juliana

    Oi…
    é muito dificil compreender pq um homem foge depois de uma noite, q pelo monos p nós, foi otima….mas acho q vc deveria é ignora-lo, tem homens q já saem de casa c o intuito de sexo e pronto, sem continuação no outro dia, o erro ñ foi seu, vc só ñ sabia o carater de quem estava contigo.

    bjim

  • vanessa

    Pensar em fazer o outro feliz,não causar sofrimento a alguém, e oferecer ao benefício dos seres o prazer.

    Comer chocolate no primeiro encontro.

    Aliás, como saber que é o primeiro encontro?

  • Henrique

    Cris Camila, Carol ,Juliana , Barabara ,, todas me passem seu telefone para podermos entrar em contato e possivelmente um primeiro encontro !!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Henrique, é comigo que você tem de falar, meu caro. Elas estão todas agenciadas pela “Não2Não1 Dating Services Inc”.

    Quer o telefone de qual delas? Primeira lição: esse lance de atirar para todo lado não funciona. Decida-se.

    hahhhaha…

  • Juliana

    Eita Henrique, se interessou né….
    e vc depois vai ligar???rsss
    Fale vc agora, oq achá do sexo no primeiro encontro?
    Acha q isso faz c que a imagem da mulher caia diante de vcs homens?
    Solte a lingua e conte oq vc acha.

    Bjim

    Ps: meu tel fica dificil mas damos um jeito…kkkk
    brincadeira heim.

  • Juliana

    Gustavo…..q horrorr…
    estou empregada a sua agencia e nem sabia….kkkkk

    vamos repartir os lucros heim….

    bjim e o assunto vai render!!

  • Henrique

    Ola Gustavo .. Concordo contigo … então quer dizer que vc é o tutor de todas elas .. hummm , se precisar de ajuda amigo é so falar comigo kkkk… brincadeira

  • Henrique

    Ju.. ñ se preocupe pois ñ vou fugir a menos que vc dE^motivo pra tal ato… rsrs

    Olha é otimo sexo no primeiro encontro, ñ so no primeiro mais no segundo e por ai vai ….a questão é: ql a intenção do sexo …, meu existem varios tipos de sexo. por ex. tem mulheres q independente do cara q elas esteja ela querem transar.. logo no primeiro encontro , é um desejo incontrolavel e tem mulheres q são mais recatadas .. mais se o homem souber levar ela para um estado de conforto e sugurança ela comcerteza ira deixar levar pelo momento …agora juliana por mais que adore sexo no primeiro encontro eu ainda acho que precisa mais de como eu diria…” da Sal quando a Vaca pede agua” ñ seder logo de boa .. apesar q quando encontro no primeiro encontro ja quero ter relação .. e quem ñ quer? mais meu tenta ver pelo lado machista . por mais que a mulher tenha sido liberta ainda existe um preconceito sobre o valor da mulher e Ju vamos concorda que cada vez a mulher esta vulgar ( ñ falo todas) .resumindo rsrs.. depende da intensidade se o Homem ver q a mulher transa muito facil so pelo simples fato de esta com ele e ñ por ele ter conquistado aquilo , logico q ele vai pensar ” iiii ela transa com todos ñ vou ter um relacionamento serio com ela , vou so curti pois adorei o sexo dela , ela rebola bem ( detalhes acrecentados rsrsr) , mais se vc por mais q esteja toda molhadinha e ainda ñ seder ele vai ficar louco pra te ver e consegui .. mais cuidade se é so isso q ela vai querer quando consegui vai t dar um pé na bunda !! ..

    Agora ju se vc quer saber um pouco mais .. vamos se encontrar e falar pessoalmente .. tenho certeza q as suas duividas estarão cessadas rsrs bjus!!!

  • Henrique

    Gustavo…ta bom ñ vou quere todas ao mesmo tempo .. se ñ ai morro kkk. por isso quero primeiro o numero da Juliana …Gostei da atitude dela .. ela me parece saber o q quer e eu gosto disso !! to aguardando ! ñ demora kkkk

  • sabrina

    Olá pessoal,na minha opinião,acho q deve acontecer naturalmente!
    depende muito do caráter do homem
    se ele é um cara q quer algo sério com a mulher,e respeita ela,ele ñ vai forçar a barra assim d cara,acho q ele vai dar um tempo para ela
    pensar
    mais caso aconteça,o clima tem que estar muito quente…
    sempre q ficava com um homem pela primeira vez,ñ ligava muito e se tivesse q acontecer,eu deixava
    hoje em dia,penso diferente,temos q ter calma q tudo dará certo!
    boa sorte a todos

  • Juliana

    Meninos…tenham calma…rsrs

    até q o tel é facil de conseguir, dificil vai ser me ver…to um cadinho distante, no ES…rsrs

    Realmente aprendi c o tempo oq querer de verdade Gustavo, demorei, levei muito, mas sei q qdo o corpo pede, ñ tem como resistir, mesmo muita gente dizendo q sou dificil demais(mas se quizer mesmo o tel te mando por email, to ate em divida c vc, pq enviei ftos de minhas mãos e ñ relatei o sentido delas…rsrs)

    E Henrique vamos concordar, realmente tem muita mulher se fulgarizando por besteira, por se sentir livre demais, tdo bem q uma foi na praça e queimou o sutien, mas daí a sair atirando e atacando a torta e a direita ñ fica muito bem.

    Mas meninos, q é bom se sentir desejada é, e fazer algo q deseja tbém é, e mesmo q seja por uma noite, vale a pena, se for feito pq o corpo pediu.

    Mas estou aki p podermos discurti esse assunto por muito tempo.

    Bjim meus lindos!!!

  • Henrique

    Verdade quem ñ gosta de ter pessoas sateletis do nosso lado !! rs

  • Kaka

    Namorei quase 5 anos era completamente apaixonada pelo meu namorado, era Deus no céu ele na terra, nosso amor vinha desde a infancia, bom passaram-se os anos nosso relacionamento desgasto a pontode nao aguentar mais e colocar 1 ponto final…..O sexo era perfeito mas depois desandou td nao sentia vontade nenhuma masis…Bom devido a carencia, desilusão, vi um rapaz q ja oconhecia mas a mto tempo nao via, de repente 1 certo dia o encontro e pronto foia sensação de “amor a primeira vista” rsrrs, mas sabia nao ser, era um desejo sei la uma atraçao mto forte q apartir dali nao conseguia deixar de esquece-lo…….E seiq eu tb mexia c ele mas nao c a mesma intensidade q ele mexia comigo….enfim, nos comunicamos via msn orkut trocamos tel , ele me ligo conversamos e tal depois disso de repente ele some, depois de mais ou menos 1 mes nos encontramos por acaso e ficamos, eu fiquei tao atonita ao ve-lo q nem trocamos palavras direto fomos direto aos beijos e mtos beijos vi q ele fico super exitado doido mas eun unca havia passado por esse tipo de situação ate me assutei mas estava tao atraida q deixei passar, um certo dia marcamos de nos encontrar pelo msn ele disse tantas coisas assim q me senti um lixo tipo q nao er ap mim se amarrar em duplo sentido q queria me ve fazer isso e akilo po achei estranha as conversas dele mas fui, chegandola queria ir p/ um motel so q sei la, mesmo morrendo de vontade de me entregar nao tive coragem, acho q pela forma q eleme trato………..bem isso ja faz mais ou menos uns 6 meses e emsmo sabendo q ele nao presta ainda mexe mto comigo qd o vejo meu coração dispara tremo e sinto um desejo enooooorme por ele mas tenho medo de me entregar e ele nem olhar mais em minha cara ou eu ser mais uma p coleçao dele………detalhe q elet tem namorada e dia desses pergunto qd faria uma visitinha a ele ……..aiai dei ate ma resposta disse nunca……….rsrs……….enfim, me de a opiniaode vcs o q vcs acham dessa minha situaçao……….

  • Flavio

    Todo o problema nessa discussao resume-se em duas palavras: Sociedade machista.
    Infelismente e’ assim.
    Homem pode tudo, mulher nao pode nada. O cara tem quase que uma obrigacao de transar no primeiro encontro….a menina tem a obrigacao de resistir aos avancos dele….como se diz em ingles…BULLSHIT!
    Gracas a Deus eu cresci com um pensamento diferente…..se eu tenho vontade as vezes de transar c a menina que ta ali na minha frente no primeiro dia pq achei ela atraente e rolou uma coisa de pele….pq ela nao tem o direito de sentir o mesmo?
    Isso nao faz de ninguem promiscuo. Nao significa que o cara e’ o garanhao do pedaco e a menina e a facil.
    Porra….que legal q ela tambem sentiu atracao por mim!
    E sabe o que mais….a sociedade e’ hipocrita nesse assunto…todo mundo la no fundinho quer o mesmo…mas se reprime.
    Qual e’ o problema de sentir tesao por aquele cara e ir pra cama de cara?
    Olha so’ o lado da conversa…..e’ sempre do ponto de vista masculino…sexo…..primeiro encontro…….alguem alguma vez ja ouviu um homem decidir se seria adequado sair com um menina e leva-la pra cama no primeiro dia?
    Vi uma vez numa novela que nem me lembro mais onde a personagem diz ….beijo ou sexo….da na mesma….e questao de entrega….

  • Mel

    Parabéns a todos, esse debate nos faz parar e refletir…
    Cada um dos comentários acima traz um pouco de verdade, uma face dos nossos desejos, medos, tabus, loucuras e aprendizado.
    Só pra relatar, por umas tres vezes eu topei fazer sexo no primeiro encontro, foi válido, não tinha muitas expectativas de continuar o relacionamento, na verdade o que eu queria era me auto afirmar, e como estava só, precisava de um “termometro” para saber a quantas andava minha sexualidade, pois só havia conhecido um homem (meu ex-marido), e tinha medo de me envolver emocionalmente num novo relacionamento. Mas pra fazer isso tem que estar bem consciente, e não dar espaço pra ilusão, amanhã é outro dia…
    Abraços a todos.

  • Henrique

    Hum entendo.., bem mesmo que a mulher se esforçe pra ñ ter envolvimento emocional, esta na natureza dela… .é natural da mulher ter um só “homem” para procriar a especie.., se ela gosta do cara ela vai querer ficar com ele , mesmo sabendo q ele em outra e sempre na esperança dela se tornar a numero 1. , mais na maioria das vezes isso ñ acontece e a mulher se frusta..

    por mais q a mulher saiba q é so uma transa , ela acaba se envolvendo.. pois , é o inconciente q dita as regras, !! e ñ o conciente..

  • Mel

    Henrique,
    No primeiro encontro (quando voce acaba de conhecer a pessoa) ainda não deu tempo de se envolver… se houverem mais encontros posteriormente, aí sim ! e se ele for comprometido, cabe à mulher cortar ou não o mal pela raiz… é assim que eu penso…

  • Henrique

    Mel , vc esta certissima, só q nem sempre isso funciona,

    por ex. vc acabada de conhecer o cara..e na primeira ja se envolver. mais ñ é um sexo comum..ele realmente faz vc vira a cabeça, uma transa q vc nunk imaginou q fosse tão bela e tão harmoniosa ..independente dele ser casado ou ñ, ou ser o primeiro encontro seu…, mesmo assim vc cria uma espectativa de ve-lo novamente e cada vez com mais frequencia.., por mais q vc saiba que é só um SEXo gostoso, vc vai se envolver …

    estou certo ?

    se ñ, gostaria de saber mais sobre o q vc acha desse assunto !!

  • Mel

    Henrique, se o primeiro encontro logo de cara for uma explosão de química (o que é raro, pois a cada transa a tendência é se soltar mais, conhecer melhor o parceiro e vice versa), então eu concordo contigo, que o envolvimento fatalmente vai acontecer, e talvez o coração e o tesão falem mais alto e a mulher se disponha a enfrentar os possíveis “obstáculos” do relacionamento.

  • Viviane

    Olhei, gostei, provei e adorei. E hoje estamos 5 anos juntos. Não me importo com que os outros vão dizer, ou com que ele podia ter dito de mim. Ainda mais por que a noite foi perfeita. Sai mesmo só para fazer amor, por que eu estava com vontade e o perfil dele era exatamete o que estava procurando para satisfazer meus desejos naquela noite.E o que hoje existe entre nós, são frutos de uma boa noite de sexo.

  • Jan

    Acho irracional a transa no primeiro dia de encontro. Irracional porque para conhecer alguém faz-se necessário conversar e entender um ao outro. O sentimentalismo egocêntrico sexual, no mundo pós-moderno, tem levado às pessoas a cometerem vários deslizes, de formas a saírem da conduta ilibada que a poucos a tinha. Sexo é para ser após o casamento. No entanto, como os casamentos de hoje estão em decadência, vale a pena conhecer verdadeiramente a pessoa para assumir um compromisso mais sério, sexo por exêmplo. A promisquidade tem levado o ser humano a agir de forma animalesca, anti-Deus, anti-Cristo, anti-Bíblico, anti-evangelho, anti-social, anti-cultural e anti-familiar. O sexo não é para ser encarado como prática de necessidade tão-somente. É para ser encarado como algo permissível por Deus para a conservação da espécie. Sexo não é para ser praticado de forma impensada e irresponsável. Amar não é gostar, não é ter um sentimento afetuoso de um para com o outro, é muito mais do que isso. Amar é se sentir um só, e é isso que o sexo representa: uma só pessoa. Entretanto, quando alguém vive constantemente se entregando sexualmente, está totalmente depravado(a) e não sabe o risco que está vivenciando, e se sabe está no caminho dos néscios. Portanto, sexo é algo que, cada pessoa, de acordo com a sua cultura, interpreta, mas se formos verdadeiramente saber o que o representa para Deus, as culturas caem e Deus prevalece. Sexo é a forma de conservar a espécie através do desejo. E o desejo de deus é que todos tenham uma vida sadia sexualmente, não traindo, não sendo enganado e fazendo aquilo que é fundamental: sexo somente entre duas pessoas compromissadas com a família.

  • Jan

    quando me refiro a Deus, com um “D” maíúsculo. DE soberano e poderoso. Quando me refiro às pessoas, estou me referido homem e mulher. O sexo normal e sadio. homossexualismo masc ulin o e feminino e sodomismo é infernal.

  • Gustavo Gitti (autor)

    “para conhecer alguém faz-se necessário conversar e entender um ao outro”

    Isso é uma falácia da cultura discursiva na qual vivemos. Há pessoas que se falam por anos sem nunca terem se conhecido. E há pessoas que conhecemos pelo jeito que a boca se move no “Oi”. A conexão transparente está feita, qualquer diálogo posterior é apenas um ornamento.

    Abração pra ti.

  • Green Eyes

    Olha, gente! Principalmente Ticiano.
    O universo sexual feminino é feito com tempo, carinho, tempo, carícias, tempo, beijos, tempo, sussuros, tempo, afagos, tempo, toque no corpo, tempo, sensações. Dessa forma, quando ela atingir o ápice, agüente a força que ela aplicará, pelo menos dois laços te fará, e o amor fluirá como em sonho nas estrelas. Só depois solto meu jato ao espaço buscando alcançá-la, e tudo torna-se “paraíso”, sem vontade de acordar, gessado/soldado/fundido no corpo da mulher amada.
    PRAZER INFINDÁVEL!!
    “Güenta coração”

  • Green Eyes

    Jan!
    Pensamento oriental (Seis mil anos de balcão):
    Quer conhecer tua namorada?
    Case.
    Quer conhecer tua esposa?
    Separe-se.
    Ponto Final.
    Casamento deve ser pensado, repensado, até mesmo como decisão judicial criminal:
    Se for para condenar, pense 10 vezes hoje. Mil vezes amanhã.
    É só

  • Letícia

    Bom,acredito que o “entregar-se” que tanto
    falam depende muito da confiaça que se tem no
    outro.O amor é um sentimento que se constrói,em
    lugar de surgir meramente do acaso.E,sem amor,como
    sair confiando em qualquer um a ponto de compartilhar
    algo tão íntimo e mesmo sacro com um parceiro!

  • Laíza

    Bom, adorei as colocações aqui, realmente.
    Recentemente aconteceu algo comigo que nunca tinha ocorrido. Eu conhecia um cara, por intermédio de amigos em comum e tinha atração por ele, muito forte.
    Jamais transei no primeiro encontro, porque sou muito reservada.
    Tenho neuras e preciso de envolvimento, enfim… não recrimino jamais uma mulher que se sinta à vontade, desde que ela faça porque quer, não pra agradar com performances sexuais.
    Bom… tentando seguir os conselhos de amigos que queriam me ver feliz, fiquei com o cara e fui pra cama. Me senti segura com ele. Mas… foi horrível, eu tava tonta, não aconteceu como eu queria.
    Da segunda vez que ficamos, eu louca pra matar todo o meu desejo, resolvemos ficar na minha casa. Eu, ele e uns amigos que hospedei. Meus pais não estavam presentes, mas na última hora, chegaram. Tudo bem, apresentei como amigo, assim como os outros que estavam aqui conosco. Estava tão decidida que transei assim mesmo, mas sem poder me soltar muito, pois como eu já disse, meus pais estavam aqui.
    Posso dizer que o sexo não foi perfeito, foi bom… pelo menos pra mim. Não sei como saber se o sexo é ou não bom para o homem. Não fui uma acrobata sexual, nem muito afoita, pois a situação não permitia. Mas tenho um corpo bonito, demonstrei muito desejo, apesar de tensa e elogiei muito a performance dele. Só posso dizer que ficou um gostinho de “quero mais”.
    Agora estou meio decepcionada, pois este mesmo homem que se mostrou sempre incrível e me deixava à vontade, está muito relapso. Ele não desapareceu, me liga ocasionalmente, mas é meio seco, aliás, sempre foi o jeito dele.
    Não estou arrependida, pois curto a pessoa dele, mas talvez esteja me sentindo mal por nem ao menos ter demonstrado o que sou pra ele. Tanto na minha personalidade, como na cama.
    Dúvidas, incertezas… não sei se o fato de ter ido pra cama na primeira vez que ficamos, embora eu já o conhecesse há tempos, influenciou de forma negativa.
    O fato é que não sinto uma reaproximação dele. Não sinto um desejo dele de querer me encontrar de novo pra transar. Sei lá se o fato dele ligar é pra isso ou só uma demonstração de respeito. Estou realmente muito chateada com tudo isso.

    Bom ler aqui o que vocês contam. É válido para quem, como eu, não sabe muito sobre comportamento masculino. Sempre namorei e não tive muitos parceiros. Eu sempre digo que sei de mim e somente isso. Aprendi que não devemos nos entregar tanto… e este “entregar” ao qual me refiro, nem é fisicamente, o corpo. Acho que não devemos entregar os sentimentos sem conhecer profundamente. Para mim, como não consigo fazer sexo sem ao menos um mínimo de envolvimento, dá na mesma. Se alguém quiser opinar, já ajuda muito, viu?

    Obrigada e muita luz pra vocês!!! Felicidades.

  • Ninfa

    Oi Gustavo,
    Há muito já tive referência dos teus escritos, mas nunca havia parado pra ler ao menos um pouco o que pensas sobre relacionamentos e sexualidade.
    Eu, pela minha idade e estado civil, sou uma forte adepta do sexo no primeiro encontro. Geralmente rola com o cara que fico na noite, pois nem sempre quando saio fico com alguém, além de ter uma vida noturna escassa atualmente.
    Acontece grande parte das vezes por tesão e, outra, por gritante necessidade, mas o que tenho a dizer é que diferenciar entre bom e ruim, amor ou meramente sexo, é algo deveras subjetivo.
    Penso que se trata de uma questão de cumplicidade e desenvoltura, coisas que talvez sejam explicadas pela química, termodinâmica ou pela anatomia. Isso quando ocorre é simplesmente fantástico, pois para as mulheres gozar na primeira transa é raro.
    Agora, afirmo, pelo meu conhecimento empírico, que foram poucas as relações que transcenderam ao primeiro encontro, quando muito uma segunda vez que, mesmo afirmando ser muito bom, não superaram a visão machista de que a mulher que dá de primeira não é uma pessoa confiável [ao confiável atribui-se estigmas de puta, feminista, liberada demais, etc., todas características que já deves ter ouvido muito nos meios que transitas].
    Mas a vida segue…
    Um beijo, Ninfa

    PS. iria gostar de ter tuas opiniões sobre um pouco que escrevo no Diário de Uma Ninf@

  • Bris@...

    Segunda vez que visito esta página…

    Sempre fui uma mulher muito tradicional… casei-me com meu primeiro homem, divorciei… fiquei sozinha 4 anos, isto muito jovem e bonita… e enxergava sexo sempre atrelado ao amor. Entretanto… após 14 anos com uma pessoa… sofri muito sem “fazer amor”… resolvi quebrar paradígmas… e o fiz por duas vezes… uma com um colega de trabalho, que ficou 8 meses dando de cima… transei na primeira saída com ele. Outra com um desconhecido… alguém que tecia na net… do qual gostei muito… saimos um dia… no segundo transei com ele… gostei e parece que ele gostou… mas ele não me procurou mais. Fiquei chateada, senti-me como objeto… os homens ainda são muito machistas na grande maioria. Eles(ambos) me julgaram. Tenho convicção que com a segunda experiência poderia ter vivido uma relação linda!
    Mas confesso, quero é relacionamento, cumplicidade… enfim… “se o mundo fosse das crianças, a vida seria uma grande alegria!” Porque elas se entregam… bjuuss!!!
    obs: Não publiquem meu e-mail.

  • Renata

    Oi
    Não sou contra quem faz sexo no primeiro encontro, mas quem faz tem que ser muito descolado, para tirar a roupa para um desconhecido, que você nem sabe o que ele faz, se é um ladrão, se é um pervertido. Não se sabe NADA! Parabéns para os corajosos que agem por instinto animal. Só que somos seres humanos e recebemos o poder da consciência, com o controle sobre nossas emoções e ações, por isso não temos desculpa para agir instintivamente. Não é atoa que o número de abortos e pessoas com DSTs aumenta drasticamente, pois o sexo no 1º encontro é instintivo e geralmente feito sem se pensar direito, por isso não usam camisinha. Não consigo no primeiro encontro sentir vontade de dormir com o cara. Isso vêm gradualmente. Não é questão de religião e sim de você sentir que realmente “NÃO DÁ”
    Obrigada

  • nana

    Oi gostaria de compartilha, com todos a minha experiência.
    (favor não publicar meu e-mail)
    Sou separada e tenho dois filhos. Nunca tinha feito sexo no primeiro encontro, na realidade eu também tive poucos relacionamentos.Porém nesse fim de semanana conheci uma pessoa muito legal em uma boite, paramos de dançar e fomos para o barzinho, ficamos conversando durante 3 horas, descobrinhos muitas afinidades e estávamos muitos ligados, apresentei meus amigos para ele e várias amigas que me viram com ele acreditaram que eu “já o conhecia” e acharam ele “gente boa” apesar de terem me aconselhadoa a não transar “de cara”. Porém como estava emocionalmente envolvida e acreditei na histórias de que ele também estava, acabei indo para o apt dele quando o dia já estava amanhecendo, fiquei com ele, foi maravilhoso nos relacionamos (3 x) com uma liberdade muito grande como se já nos conhecéssemos mesmo antes, ele disse que não queria que aquela vez fosse única, disse que queria me ver naquele dia, que me ligaria, pegou o meu telefone, etc. Porém não ligou, nem por educação, e o sexo foi muito bom, além disso conversamos com muita afinidade durante todo o tempo que ficamos juntos. Ele disse que eu era linda por dentro e por fora, etc… Conclusão: fiquei me sentindo péssima, usada, uma tola, fiquei até meio deprimida. Além disso o nívem de intimidade que tivemos apesar (do uso do preservativo na hora do ato) não me deixou 100% segura em relação às DST’s. Me arrependi muito, tive a impressão de que se nós tivéssemos nos conhecido melhor ou eu não me iludiria ou ele não teria agido dessa forma, afinal mesmo se não rolasse mais nada poderíamos ao mesmo rolar uma amizade. E como se não bastasse eu ainda me culpo pela atitude dele, que insistiu muito para que ficássemos junto e eu caí como uma patinha. Por essa experiência, tive a conclusão que não vale a pena arriscar… se o homem se desinteressar pelo menos não irei me sentir como uma mulher promíscua, e desabafando com uma amiga eu ainda tive que ouvir um “eu te avisei”….

  • David Harbërt

    Algumas conclusões que pude tirar depois de conversar com pessoas e ler esse texto enviado por uma amiga:

    1) As pessoas pensam que DST só pega por penetração e sem camisinha, o que eu penso ser muito preocupante.

    2) Sexo é tabu.

    3) As mulheres não são tão honestas quanto homens no assunto “sexo no primeiro encontro”.

    Eu realmente não consigo entender essa postura feminina machista. Sim, extremamente machista. Não existe essa fórmula mágica de “não faça sexo de cara” ou “faça sexo de cara”. Depende do homem e da mulher… é tal como beijo… tem gente que vai pra festa só pra beijar e ponto. Tem gente que vai só pra transar e pronto.

    Sexo no primeiro encontro NÃO desmerece… a velha questão é não faça nada pra ficar se remoendo depois (caso de nana, acima).

    No mais, as mulheres de uma forma geral precisam parar de negar que possuem hormônios, que podem sentir um tesão repentino e passageiro por uma pessoa, por um completo desconhecido. Isso é um equilíbrio hormonal complexo, e eu já vi estudos científicos que demonstram que as mulheres estão mais suscetíveis de realizar várias coisas dependendo do ciclo menstrual… algumas tendem a “transar mais loucamente”, outras a “transar com um desconhecido”, outras mudam completamente a preferência de físico masculino. E viva a diversidade e riqueza biológicas! É muito natural, desde que se paute por referências, SUAS referências, e de ninguém mais.

    Sexo no primeiro não é uma vergonha, não é um pecado. É só isso: sexo no primeiro encontro. Não espere nada mais nem nada menos.

    E depende de como as pessoas vêem as coisas. Como falaram, em Roma, era normal, e NINGUÉM, eu repito, NINGUÉM, tem autoridade para dizer que os romanos eram isso ou aquilo. É pura convenção social… não existe um certo ou errado. Existe o diferente, o que VOCÊ acha que é certo ou errado, e não ver isso é o primeiro passo para o preconceito.

    Penso que se cegar e tentar forçar um romantismo acentuado no primeiro encontro é se enganar… se querem fazer, façam pelo prazer, pela pessoa com quem se está, pelo carinho, como um beijo de “ficada”. Mas não esperem muito… e nem “demonizem” isso… do contrário eu poderia demonizar ***em menor grau*** o beijo no primeiro encontro também. Ou o abraço. Ou o aperto de mão… aliás, do ponto de vista mental, o carinho e a conversa são coisas mais íntimas que o sexo… e o sexo casual parece mostrar isso.

    Eu acho que cada um deve ser o mais especial com o outro, seja homem ou mulher, primeiro ou milésimo encontro. Senão não transe. Não é porque é no primeiro encontro que o homem vai tratar a mulher como um objeto (a não ser que cada um tenha sua fantasia, aí eu não opino porque não sou adepto), mas também não é porque se está na milésima relação que se deve ser necessariamente muito meloso… não é segredo que é justamente por isso, não tentar algo diferente, um prazer mais “louco” e divertido, que muitos casais de 10, 20 anos, terminam. Infelizmente foi assim com minha ex-mulher, mas tenho a consciência livre que não foi por culpa minha.

    Já ocorreu, p. ex., com uma recém-conhecida (amiga até hoje, antes do meu 1o casamento) de fazer o sexo mais animal… e foi legal… valeu pelo prazer que trocamos, e pelo carinho depois. Mas só isso. E é preciso “desencanar”, senão não se aproveita um dos melhores prazeres NATURAIS que o organismo pode oferecer. SIM, uma das melhores coisas da vida, sem falso moralismo ou falso pudor.

    Como sempre, o difícil é achar homens E mulheres maduros (e não pseudo-maduros, como alguns aqui) que não tenham um pensamento totalmente preconceituoso e estereotipado de uma relação sexual.

  • jean

    Eu já no primeiro encontro, ja comi até o tobi da minha namorada.

  • filomena

    Meus amigos com poucos de vós eu concordei,sei ke a mha opiniao pouco interessa nesta sociedade decalcada,mas SEXO NO PRIMEIRO ENCONTRO? haja paciência,mulheres por favor se respeitem..não deveriamos ser objectos de prazer para a masculinidade usar e deitar fora,existem ou não valores morais mais importantes ke o SEXO? Estou completamente de acordo com o Lucas.É precisamente por essas razões que o AMOR está em vias de extinçao. MULHERES RESPEITEM-NOS POR FAVOR.
    Filomena ( Portugal)

  • Natália

    Os homens que julgam as mulheres porque elas transam na primeira noite não merecem a menor consideração. A mulher não deve decidir se vai transar ou não considerando o que o homem vai pensar dela, e sim avaliando os seus próprios sentimentos e a sua disposição para se entregar a alguém com quem ainda não estabeleceu uma relação de confiança. Se ela se entregar e, depois do primeiro encontro, não vier o segundo, pelo menos ela terá a lembrança de um bom momento vivido e de uma noite de prazer.

  • Lara

    Eu e meu marido fizemos sexo no primeiro encontro REAL, olho no olho. Sim, pq ficamos 6 meses no contato virtual e por telefone. Foi excelente, um grande começo, mas já tínhamos certa intimidade.

    Acho que a mulher tem que se cuidar: está preparada pra ter uma noite e nada mais? consegue se entregar sem expectativas? está carente? Se a mulher está bem resolvida, ela pode curtir mto uma noite de sexo. Claro que, se foi uma noite boa, até a mais bem resolvida do mundo sentirá certa decepçãozinha por um eventual sumiço do cara, não adianta, isso mexe mesmo com o brio feminino.

  • Lara

    Ah, li na super interessante de tempos atrás, um especialista orientando as mulheres (e tbm homens) que não querem, por algum motivo, se apaixonar: NÃO TRANSE UMA PRÓXIMA VEZ.

    Se vc já sabe que aquela pessoa não se enquadra naquilo que a sua razão sabe que não é ideal (vamos supor: é comprometida ou é sem-vergonha; mora na Sibéria; tem 14 filhos; não gosta de trabalhar; bebe demais todo dia etc) não transe, não dê espaço para os hormônios ocitocina e sei lá mais qual se ativarem entre vcs, pelo cheiro de vcs pq, se eles se ativarem, ligarão a tomada biológica paixão = procriação e vc estará PEGO!
    E, à partir daí, arrumará todas as explicações e argumentos possíveis para jurar que a pessoa super inadequada de outrora, hoje é a tampa mais perfeita do seu potinho.

    Já se a pessoa é bacana, vc quer se apaixonar, vc está aberto, Go! O sexo (mas tbm beijos profundos ok), abrem as comportas dos cheiros e hormônios. E se não rolar paixão, pode culpar a natureza. Não era geneticamente interessante.

  • Danilo

    O problema não é transar na primeira noite, mas sim saber o que se quer.

    Se o sexo é despretensioso, só pelo prazer, e a pessoa não se sente mal com isso (seja por questão religiosa, moral ou o que for) não há problema algum. Basta se proteger.

    Mas se a mulher está procurando algo mais, como um relacionamento duradouro, ela tem que saber que vive, sim, em um mundo ainda bastante machista. A imensa maioria dos homens simplesmente não vai valorizá-la. Vai procurá-la mesmo só quando estiver procurando sexo casual.

    Claro que existem exceções, e muitas! Mas se o cara valer a pena mesmo, ele não vai se incomodar em ter que correr um pouquinho atrás para ter o prazer de ir conquistando sua confiança pouco a pouco…

  • Joane

    Pergunte para os homens que foram sacaneados, se eles transaram com a namorada no primeiro encontro. Tenho quase certeza de que eles vão dizer que não!! Isso é relativo.

    O que aconteceu com a Camila, foi o que aconteceu comigo!!!Perdi a timidez, complexos, culpas e decidi que seria o melhor sexo da minha vida. E FOI!!
    Até as mulheres pensam mal um das outras. A irmã do meu namorado delcarou: ” Se ela foi com você, vai com qualquer um. Ela vai ser um problema!!”
    MENTIRA DESLAVADA!! O que eu faço com meu corpo é problema meu. A não ser que isso afete outra pessoa. É mais um motivo pra eu não trair quem me cedeu sua confiança!!

    Eu sou daquelas que passa meses, até anos sem sexo. Mas se vejo um cara e decido ir com ele, pode ter certeza que eu não me arrependerei.
    Alguém com a pele tão “”irresistível”" e absurdamente excitante!!!

    Tive um namorado com quem eu fiz sexo uma semana depois. Ele foi uma infelicidade na vida. Mas não pq eu me dei a ele cedo. Mas pq ele já era complicado quando eu conheci e eu ignorei totalmente. Achei q ele mudaria ao meu lado. Ledo engano!! Agora, mais viva, mais calma, mais disposta a amadurecer, digo que não deixo mais que passem por cima de mim.
    O bom de se guardar é que você tem a chance de saber se vale a pena expôr seu corpo ao seu companheiro.
    Não vejo vantagens em sair dando por aí, mas não me privo do que realmente eu quero!!
    Se um homem me acha fácil pq eu sei o que quero da vida, ele não merece estar ao meu lado.

  • Joane

    Só pra fechar, taxar a mulher de fácil pq ela transa no primeiro encontro é mais do que machismo.
    É DIZER A ELA QUE ELA NÃO DOMÍNIO DO CORPO. POIS OS HOMENS MANDAM!!

    Isso é a mesma coisa que eu dizer: NÃO CHORE, VOCÊ É HOMEM! NÃO PODE TER AUTONOMIA SOBRE SEU CORPO.NÃO TE DEMOS ESSE DIREITO!!

    CARA, burrice!! Pra um cara transar no primeiro encontro, alguma mulher tem que ceder. Se ela quer, é pq tem consciência de que isso pode não se transformar num romance. Mas tb não pode deixar que o homem pise nela ou a procure quando não tiver outra opção!! Se não tem dois, não tem um!!!

  • Sol

    Danilo, se você ler o comentário da Nati encontrará o seguinte relato: “Se o cara me desvaloriza, por eu ter feito minha vontade, simplesmente acho que ele não merece uma mulher entregue.” Penso também como ela. Mas é claro, não existe mulher que não hesite em decidir isso para a sua vida. Daí concordo com você, a mulher tem que saber o que quer para a sua vida. Porque SIM, ela correrá o risco de ser rotulada como fácil.

    Como alguém q adora experimentar… já curti essas experiências de fazer sexo no 1o. encontro (se é q posso chamá-los assim…rsrsrs).

    A primeira vez foi com um amigo de uma amiga minha (conheci o kra naquela noite). Foi paixão a primeira vista (isso há um tempinho atrás… tipo 12 anos rs). Conversamos, ficamos, e o negócio esquentou de tal maneira q eu não quis resistir. Claro q nem sonhei em voltar a vê-lo, a não ser casualmente em função da amizade em comum, ms nada além disso. Mas não… ele pegou meu telefone com nossa amiga comum, me ligou e saímos por alguns meses. Certamente tive q matar minha curiosidade… e perguntei a ele o que o levou a me procurar ao que ouvi: “Fiquei muito curioso para te conhecer depois do que aconteceu.” Bem, é isso.

    A segunda, tb amigo de uma amiga, aconteceu durante uma festa (há uns 5 anos). Eu já o conhecia, tinhamos ficado uma vez há mais de 1 ano ms nada além disso. Eu bem fora de mim (num nível digamos elevado de álcool, rs), e ele um pouquinho também. Enfim, ele me beijou meio ‘no susto’, deixei-me beijar pq ele é um kra muito legal, e pensei, um beijo não mata. Ms daí, o negócio esquentou. Fiz simplesmente pq estava muito bom e nãoquis parar. Resultado: saímos depois e depois e depois e namoramos por + de 2 anos.

    Claro, não quis relatar isso aqui querendo insinuar que os machões de plantão estão em extinção, longe de mim isso. Mas somente para mostrar como cada situação é uma situação.

    Acredito que o importante é ter a mente aberta. Fazer o que está com vontade de fazer, por você e não pelo outro. Mas sem expectativas! Na verdade, com ou sem sexo no primeiro encontro, expectativa para mim é absolutamente inútil. Se o homem se interessar pela mulher, vai buscar conhecê-la melhor com ou sem sexo.

    Ah… um parentese sobre o assunto. Acho que o maior problema do sexo no primeiro encontro está somente na intimidade. Uma amiga discorda da minha opinião, acha mais fácil dizer como quer a um desconhecido, afinal, provavvelmente não o verá mais. Já eu fico tímida.

  • vanessa, 29 anos

    Olá andei lendo sobre as tranzas na primeira noite e achei um pouco falta de carater alguns, dizer que tranza faz parte do amor, discordo plenamante a ponto de dizer que eu sou uma pessoa bem estruturada em relação ao amor meu marido, somos casados a cinco anos depois de namorarmos dois anos. Na primeira noite nossa quimica fez sair físcas e fomos parar na cama onde estamos até hoje com uma filha linda, realmente acho que tranzar na primeira noite esta relacionado a maturidade. Se és uma pesoa madura e segura o suficiente, ira tranzar e ficar com a garota que quis te prestigiar log no primeiro encontro, o pensamento que tenho sobre as garotas que esperam dias ou semanas para tranzar com um cara é que estão guardando para outro e ai vc vira corno, igual ja vi varios casos aqui em minha cidade.

  • vanessa, 29 anos

    Quando saí com o então meu marido hoje, isso a mais ou menos sete ou oito anos atraz eu pensava como todas vcs, no outro dia só pensei no que ele iria pensar de mim ai tinha uma grande amiga que me disse assim: ” O que importa o que ele irá pensar de voce?, voce esta feliz?, gostou da noite que passaram?, então aproveita as lembranças, se ele ligar é lucro, tente aplicar isso em toda sua vida sem se apaixonar e varás que da certo.

    é por isso que vivemos juntos a tantos anos, pois não me encano com coisas que os outros vão achar…..

  • Alex

    Sempre adorei mulheres que fazem sexo na primeira noite. Conheci uma gata loira e a primeira vez que ela me conheceu foi para cama e sedeu tudinho, nao reservou nada. Hoje ela é minha preciosa esposa nos amanos muito.

  • Sexo é bom no primeiro…no segundo…ou no último encontro!

    Já fiz sexo algumas vezes no primeiro encontro e concordo com as meninas…
    Temos desejos, vontades do mesmo jeito q os homens e não me considero “fácil” por isso!
    Não me arrependo…afinal pra mim UM PRAZER NUNCA É UM ERRO!!!
    Estamos nessa vida para simplesmente viver, ser feliz, se divertir, se satisfazer, gozar, sentir prazer!!!
    E temos sim fazer o q nos faz bem!!! O q der vontade!!!
    Fiz sexo no primeiro encontro com meu hj marido e estamos juntos há 2 anos!!!

  • Bia

    Achei muito interessante a opinião da Camila e da Nati, muito maduras e sensiveis. Olha, isso acontece muito por aí, com mulheres de 40, 50 anos e que voltam pra suas casas trêmulas e inseguras, esperando ansiosamente que o telefone toque nas próximas 24 horas…e muitas vezes, não toca.
    Essa sensação de menosvalia tem que ser apurada melhor, tem que haver um investimento bem mais requintado em nossos sentimentos para com nós mesmas. Se o cara te julgar mal por ter transado no primeiro encontro, azar o dele…não merecia de fato a sua entrega. Já nós, mulheres, s soubermos fazer deste encontro um ato de sublimação, vamos ter muitos ganhos. Mas para isso tem que haver mesmo o significado de tudo, não da pra ser sexo só por instinto. Estamos em tempos de sublimação, aprenda mais sobre isso, se conheça, se permita, sinta melhor o outro e á si mesma. É isto o que tá valendo á pena !!!!

  • Ella Fitzgerald

    Gente rs GENIAAALLLL A IDÉIA DESSE TÓPICOOOOO. AMEIIII
    Quanta riqueza e diversidade de mentes juntas . Claro que tem os rudes, mas é também neles que a gente vê o contraste e a mentalidade. madura ou imatura no contexto deles.

    Pois é eu cheguei aqui e encontrei EXATAMENTE o que precisava pra refletir melhor.

    Mil obrigadas é maravilhoso poder ver diversos pontos de vista para poder também refletir sobre o nosso e até mesmo enriquecer

    Parabéns é uma grande atitude

  • inesleoa

    Gente rs GENIAAALLLL A IDÉIA DESSE TÓPICOOOOO. AMEIIII
    Quanta riqueza e diversidade de mentes juntas . Claro que tem os rudes, mas é também neles que a gente vê o contraste e a mentalidade. madura ou imatura no contexto deles.

    Pois é eu cheguei aqui e encontrei EXATAMENTE o que precisava pra refletir melhor.

    Mil obrigadas é maravilhoso poder ver diversos pontos de vista para poder também refletir sobre o nosso e até mesmo enriquecer

    Parabéns é uma grande atitude
    Me ajudou e me acalmou

    bjs à todos

  • Pat

    Genial esse bate papo aqui!
    Muito difícil achar espaços maduros pra se discutir à respeito.
    Não podemos deixar de falar que muitos traumas, PREconceitos, vão incutindo diariamente na vida das pessoas… por mais que ela se ache “madura”/ natural, desde o princípio.
    Se falou pouco aqui da Gravidez, da pílula do dia seguinte, além das D.S.T., por mais que se fale muito nisso, sempre é feito de uma forma muito superficial.
    E acho que isso influi muito numa entrega, principalmente, nas primeiras que não se tem muito conhecimento da outra pessoa.
    Sempre se fala em camisinha, mas não se fala que grande parte das pessoas (principalmente dos homens) não gosta ou diz não gostar de usar a dita cuja e cabe muita vezes a mulher sempre o papel de recusar.
    Se ouvem várias opiniões, muitas que não compensam, sobre métodos anticoncepcionais para mulheres solteiras (pois como existe o puritanismo, sempre falam como se mulher fizesse sexo sempre quando namorando e homens em qualquer momento, como obrigação sendo garanhões)ser preferível mulheres solteira usarem pílula do dia- seguinte (quando a camisinha falhar), por se tratar de menos hormônios, que a pílula convencional de 21 dias, quando não se vai precisar sempre daquele nível de “hormônio”. E ñ tem a questão de pílula do dia ser abortiva? Resumo, como pensar mais no organismo da mulher? Enfim… imaturidades de meninas que foram criadas em sociedade machista que não se fala à respeito de sexo com elas, sociedade esta que esquece que o feminino e o masculino está em cada um de nós. Além do que hj é difícil definir o conceito do que é ser homem, do que é ser mulher, vide vários exemplos do transexualismo, de homens que foram muito machos em seguir um filho no colo, saído do seu próprio útero antes de fazerem uma operação de troca de sexo

    Carinhos à todos que estão nessa busca… que ñ sei definir de que, mas sei que é de muito reconhecimento
    Namastê

  • Josi

    Gente, amei esse bate papo.
    tenho curiosidade de fazer sexo casual, mas ainda n tive coragem, acredito que tenho um pouco de medo, pois vivemos em um mundo machista, mas tenho vontade…e nao critico quem faz, pelo contrario, tenho mente aberta sobre isso…se te faz feliz, Faça!!!! SO TEM QUE USAR CAMISINHA…ISSSOOOO SIIIIIIIIIIIIMMMM….
    acredito que um sexo no primeiro encontro nao desvaloriza a mulher… e respeito opinião de homens e pessoas que acham que desvaloriza. so que ja vi muito homem machista…que julga isso, se apaixonando por uma mulher… bem rodadinha… e ele todo lá amando e defendendo… em fim…sou contra o machismo…. o importante é ser segura…se vc tem segurança do que ta fazendo…
    ainda nao fiz, mas quem sab, um dia crio coragem… bjs a todos

  • evelly

    bom..eu concordo..com..a materia escrita acima…eu ja fiz sexo no1encontro..sim..e nao min culpo por isso..nao..foi bom rolou a quimica fizemos e pronto..porem tem homen..que pensan que a mulher e facil por ter feito no primeiro encontro..isso e preconceito tem nada a ver…odeio homen machistas,,,,,,,,

  • RUI

    sendo ateu e tentando livrar me de alguns valores morais incubidos desde peqeno na sociedade catolica qe me insiro mesmo assim nao compreendo a obsessao feminina de se tornar igual ao homem , sendo nos diferentes a nivel biologico e fisico e tambem ate mental ,
    mas acima de tudo acredito qe se estamos e qeremos perpetuar a sociedade monogamica qe nos inserimos e ate creio eu natural á especie humana, devemos começar por colocar o raciocinio á frente da busca do prazer momentaneo qe ameaça as tradicionais formas de conceber familia e ate mesmo apenas de juntar duas pessoas .
    claro qe nenhum homem qer ter uma mulher qe transa , achando se ela ou nao madura por isso no primeiro encontro,
    pois o homem qer ter confiança nessa mulher e vice-versa,
    se toda as pessoas concordam qe a confiança deve ser a base de uma relaçao deviam concordar qe é igual seja essa tambem uma relaçao sexual.
    nao a nivel machista, mas pessoas qe se “entregam” a alguem quase desconhecido seja homem ou mulher , nao revelam maturidade e ate pelo contrario , apenas demonstram incapacidade de controlar os seus instintos com pensamentos mais racionalizados, sobrepondo o seu lado animal , ou seja distanciandosse daqilo qe os torna seres humanos, ai esta porqe tento evitar esse tipo de mulher, pois julgo logo como um ser fraco , com personalidade fraca qe chega quase a ser comparavel a uma pessoa anarqica de sentimentos, negando assim a natureza racional e moral do ser humano , pois se somos o animal com maior nivel de tradiçao cultural e moral , devesse a alguma razao e talvz nao devessemos desprezar esse facto apenas pq a nossa sociedade ter evoluido por um caminho capitalista qe cria necessidades , tal como a sexual nao podendo ela ser levada como uma necessidade tao fundamental para realizaçao pessoal como hoje a vemos, pois claro qe é aprazivel , mas nao nos esqeçamos qe o seu fundamento biologico é a reproduçao e se a natureza a tornou aprazivel foi para qe sempre ao longo de todas as geraçoes fosse praticada ,
    mas estamos a maximizar essa vontade sexual e o capitalismo coloca no pedestral moldando as mentes mais jovens para esse sentido ,
    o meu pai começou a ter vida de adulto aos dez anos , começou a trabalhar ganhar dinheiro geri lo etc etc , amadureceu bastante rapido , mas so perdeu a virgindade aos 19 anos,
    enquanto eu continuo uma criança com 18 anos , estudo vivo em casa dos pais e a unica coisa qe faço para me sentir adulto é sexo e ja o faço desde os 14, o meu pai amadureceu bem mais rapido qe eu pois o sexo é um instinto nao amadurece ninguem e qem nao consegue nega lo como uma primeira necessidade é apenas um ser qe nao tera grande sucesso , pois um ser instintivo nao passa de um ser menos evoluido , pois a evoluçao da raça humana passa pelo raciocinio e nao pelos seres qe nao se conseguem negar a um impulso basico

  • Luciana

    Boa noite li algumas opiniões e olha eu acredito que cada é cada um,mas com certeza as pessoas inteligentes se dão a chance de mudar como tempo,pois,veja bem: Fazer ou não fazer,isso é relativo demais,não entendo que pra se fazer sexo é necessário amar a outra pessoa e sim se amar,se respeitar e sim se identificar com o outro a ponto de você sentir desejo pelo outro.Nossa eu pensava a alguns anos atrás que pra se fazer sexo era necessário estar apaixonada ou amar…Hoje ao 41 penso completamente deferente.Pois acho que sim pode-se pintar um momento de paixão a ambos,isso não quer dizer que vai se ver amanha,ou depois de amanha e nem que vão se amar e vão se casar e etr filhos,etc.Quer simplesmente dizer que naquele momento só dois se sentiram atraídos.E olha vamos no popular…TESAO mesmo,e dai?O que tem demais uma mulher admitir que senti tesão,e não sou feminista que diz que mulher é igual homem,pois acho que mulher é mulher,mas que uma mulher que sabe de seus desejos,de sua vontades e que sabe reconhecer se aquele é ou não o cara,ela esta mais que preparada pra se doar,agora transar por transar eu não acho legal,mas nada contra também.Se doar não é uma putaria,se doar muda o cheiro,é um fogo que vem de dentro que se completa com o desejo do outro.
    Então eu acredito que realmente deve-se pensar bem antes, pensar de que maneira o outro te ve.E com certeza existe muitos homens que pensam que a mulher é uma vagabunda porque transou na primeira vez,pobres coitados,pois mal sabem que podem casar com uma que namorou só ele e depois saiu com seus amigos…ë isso ai.Mas olha eu já fiz sexo no primeiro encontro,me casei e fui muito feliz.Como ja fiz por fazer e nossa foi péssimo.Então hoje eu penso que se eu me identificar de verdade e saber o que o outro pensa,então vou viver o hoje,só hoje,pois amanha é amanha.
    Concluo que existem muitos mais muitos homens machistas, como também muitas mulheres que se escondem atrás de palavras mentirosas.
    Pessoas tanto o homem como a mulher tem desejos e também podem se controlares…. beijos e seja feliz,pois tudo passa na vida

  • Cris

    Caros debatedores,
    Como é bom saber que a divergência de opiniões enriquece o debate.
    Comecei a ler estes relatos porque ontem eu transei na primeira noite (vou assim dizer porque já havia ficado com ele há anos atrás mas não lembravamos direito um do outro, só depois que lembramos) com um cara e a noite excelente… Ele foi super carinhoso, respeitador e realmente foi melhor que com alguns namorados que já tive, e que inclusive levei mais de meses para ter a primeira relação. Sinceramente no início não me senti muito a vontade, pois levei junto aqueles velhos grilos, vergonha e um certo pudor… E olha que não sou aquela mulher pudica…
    Mas com conversa, carícias e carinhos a noite foi perfeita.Quando se age como mulher não há dúvidas…
    Gostei tanto que pintou uma insegurança será que ele vai ligar? A insegurança de receber ou não a ligação não é só pela dúvida crucial que assola a maioria das mulheres: seremos taxadas de promíscusa? Mas também pela oportunidade de repetir deliciosos momentos…
    Aff. sinceramente é o terceiro cara que eu transo na primeira noite.E nunca fiquei tão insegurança como estou…
    Com o primeiro tivemos uma paixão avassaldora, namoramos, terminamos e até hoje rola alguns remebers quando estou solteira e ele idem…Aí fiquei pensando o lance é não fazer pelo simples tesão, mas pela troca e como muito bem descreveram a Camila e a Nati pela vontade deliciosa de se entregar por completo naquele momento… Além de um encontro de corpos tem-se um encontro de almas…
    Bjos a todos

  • luana torres

    Boa tarde pessoal!!!!!!

    Puxa, que bacana ter encontrado esse tópico em questão. Estava mesmo a procura de uma explicação para o que fiz na noite de ontem rsrsrs…..
    Nunca entendi essas pessoas que fazem sexo no primeiro encontro e ontem quem fez sexo no primeiro encontro foi eu!E devo adimitir que foi maravilhoso, se não o melhor até hoje.
    Foi um encontro promovido por uma amiga em comum e na minha opinião seria mais um encontro, como tantos outros que acontecem;ele pega seu telefone,te liga e após alguns encontros o sexo acontece. Só que na noite de ontem, quando olhei para ele, senti algo que nunca havia sentido antes.
    Após as nossas conversas foi ficando mais difícil a despedida. Ele entrou no meu carro e foi aí que eu percebi que seu coração estava tão acelerado quanto o meu e baixinho ele disse: Eu não quero te deixar agora!!!!!!Pronto, quando dei por mim já estava nua e totalmente entregue a esse desconhecido que sempre foi meu. Nossa pele tinha uma química que nunca experimentara em outro parceiro.Nossas bocas não se desgrudavam, nossos corpos ficaram totalmente entrelassados e não conseguíamos nos largar…
    Sei que pode parecer louco o meu comentário, mais posso dizer que sem sombra de dúvidas foi a melhor noite de amor que já tive……
    Ainda não sei como ele vai me enxergar e por estar insegura em relação a isso, coloquei no google o tema, a fim de entender meus motivos, mais acho que no fundo do meu coração eu já entendi tudo….
    Fiz questão de colocar meu depoimento para que outras pesoas que viveram o que vivi e estão se sentido tão confusos quanto eu, possam derrepente em algum trecho acharem as respostas, que na verdade nunca existirão…. Luana

  • luana

    Boa tarde a todos!!!!!!!!

    Adorei os comentários e estou me preparando para contar a vocês uma experiência deliciosa que tive….

  • maria belo

    Olá! Adorei este canal de debates e vou por aqui minha opinião.Ácho a maior bobagem esta questão de transar ou não no primeiro encontro. Eu memso já namorei por mais de 2 anos com um cara com o qual transei no primeiro encontro. Até hoje somos amigos e estamos em outros relacionamentos. A mulher só te que saber que sexo não é garantia de continuidade de uma relação. Só for para transar que sejo por desejo, tesão Não para “prender” o cara. Só isso…Abraços á todos!

  • DIVA SEMPRE BELLA

    Então…

    esta questão tem vários lados.
    conheci um rapaz e nos tornamos amigos.
    ficamos exatamente 7 meses nos omunicando por telefone, email, msg no celular.
    e decidimos sair p nos conhecermos.
    saímos, ele tdo tímido, e eu num tesão q tava m consumindo.
    tava doida p beijar,pra tdo.
    ai aconteceu o beijo, ficamos juntos a noite tda.
    foi uma sintonia incrivel,foi o máximo.
    a gente já tinha bebido p quebrar o gelo, então ele se soltou.
    dançamos,nos beijamos,nos acariciamos foi d+!!!

    na hora de ir embora, elem pergunta s realmente ele tinha q me levar p casa,respondi q n.
    jános conheciamos,sabiamos a opiniao sobre transar ou n, nunca havia acontecido, eu sou bem resolvida, eu tava afim,nossa…
    então ele entendeu a msg.
    rolou e foi mtobom, uma das melhores, pq continuamos saindo desde então,a primeira vez foi em outubro de 2009.

    mesmo se n tivesse me procurado depois,não teria me arrependido.

  • THAMIRES

    Olá, encontrei esse debate pra saber o q as pessoas pessam sobre esse assunto q devido aconteceu comigo no mês passado.
    Fui pra uma balada com uma amiga q estava precisando de um ombro amigo, e por enquanto q estavamos sentadas a mesa, chega um homem, q nem muito atraente era sentou a mesa ao lado, achei ele totalmente do meu tipo, e se por acaso fosse ficar com alguem nakela noite, seria apenas com ele, pois ele era o cara pra mim. Devido a minha seriedade q passo a desconhecidos e minha amiga muito extrovertida ele deu em cima dela, pois pensava q eu num tava nem aí, mas minha amiga não kis e disse q era outra pessoa q estava na dele, ele então conversou comigo sobre o assunto, mas devido ao orgulho ferido não kis conversa, mas ele insistiu tanto, q depois de fazer uma pesgunta inteligente a ele (o q faz vc insistir tanto em uma pessoa q te deu tantos foras?), ele respondeu de uma forma mais q esperada, dizendo q eu não era uma qualquer pra ele, e me keria muito, essa resposta foi o ponto crucial de começarmos a ficar, no fim da balada, eu então fui embora e no meio do caminho liguei pra ele, pq keria mais, ele veio até a mim e fomos para um motel e nos amamos muuuuito, foi maravilhoso, coisa q eu nunca fiz, ainda ficamos 1 mês, mas me apaixonei sim por ele depois da segunda vez, ele foi magnifico, o qn eu esperava na cama. Hj não estamos mais juntos pelo fato de nos dar bem na cama mas fora dela não. Mas foi especial, me senti viva na hora q eu liguei pra ele no meio do caminho, pois eu keria ele por vontade propria minha, por tesão mesmo, como ele diz até hj, foi quimica, atração…foi pele mesmo. Fora q hj vou ter uma nova experiencia com uma pssoa q eu conheço há alguns meses e tô de olho desde q coheci, e vou lá, pq existe quimica entre nós, carinhu e muito TESÃO messsmoooo!!! E quem sabe mais tarde…o bom da vida é se arriscar mesmo, isso eu aprendi no mês passado! ;)

  • Brian

    Eu realmente, nao tenho nada contra a pessoa transar logo no primeiro dia. apenas fica algo em questao, a maior parte dos homens de natureza nao se importam muito no fato de transar no mesmo dia que se conhece a pessoa.. pois homem é visual.. e Mulher é tatil, o Homem so precisa olhar pra ficar excitado, a mulher nao.. tem que ser com os toques e com o papo.. isso tudo mundo sabe!!
    Mas assim.. se essa mulher se entregou para a pessoa logo no primeiro dia quem garante ele ser a única pessoa com quem ela faz isso logo no primeiro dia, vamos supor que acontece uma briga, numa situacao.. ela sai nervosa e sai com as amigas.. e ae.. que ela faz ? conhece um cara e transa no mesmo dia, e isso porque ela gostou e se sentiu atraida pelo cara, atracao e uma coisa, sentir amor é outra…..

    ou se a relacao estiver em estado de crisis a menina vai conhece o cara num dia , ou algum conhecido e ae.. ela gostou do cara e pelo fato de la gostar, ela vai e transa.. po mulher facil nao presta nao.. Alguem quer uma relacao pra casar para ter filhos ese tipo de mulher nao é a ideal…podem até namorar.. anos.. mas se os caras casarem é porque nao tem outra opcao nao, ou por DÓ, pois no fundo o homem fica confuso.. pensando ” Ela se entregou no primeiro dia!!!, quem me garante ela nao repetir” como vejo os comentarios… das meninas que tem esse costume nao foi apenas uma experiencia foram varias.. mas se for pra curtir.. uma noite ae é bom…. mas namorar, casar jamais…..

  • Brian

    Bom e outra coisa.. em questao de maturidade isso nao tem nada que ver nao.. Ser maduro seria saber exatamente o que vc esta fazendo a coisa certa.. ter relacoes sexuais com alguem que vc gosta… nao fisico, a meneira de ser da pessoa.. conhcer muito bem a pessoa.. e ter certeza.. que o sexo nao vai prejudicar a ninguem..

    Agora assim.. Deus fez o Homem e Mulher Homem por ele faz sexo a menina gostosa que ve pasando na rua.. Mulher esta querendo entrar na mesma onda.. !! a Mulher foi se feita pra neutralizar.. a situacao.. tipo um freioo… agora mulher pegando essa onda.. nossa já um se parece aos ANIMAIS Irracionais que fazem sexo por pura atracao.. e isso porque sao animais.. e as pessoas.. querendo comportarse do mesmo jeito e pensando que é ser maduro esse tipo de coisa…….é por esse tipo de mulheres que as doencas, se espalham pelo mundo………

  • Ticiano

    Putz, eu até tento respeitar a opinião dos outros, mas o raciocínio desse Brian é tão vulgar que não consigo me conter. Cara, tente expandir seus conhecimentos, vc quase que só falou absurdos. Preconceitos ridículos e nocivos. Dá até vergonha ser homem tem hora!

  • Solange

    Ticiano, obrigada!
    Qdo li o comentário ontem fiquei pasma! Inacreditável como ainda há pessoas nos dias de hoje que pensam como meus avós.
    Muito bom saber q na média, existem muitos mais homens inteligentes e sensatos que ogros…

  • leomar

    boa noite a todos, concordo que se tu se sente bem fazendo, que faça,mas tbm logico q a sociedade condena mulher q sai aki e ali fazendo sexo, e homem nen1 vai querer mulher assim. haaa achei bonito ,lindo ki tesao to trasando e pronto viva a liberdade ta valendo, bem como disse faça o que te faz feliz, se tu nasceu pra zuar que seje, agora na 1 ou na 2 relativo ao sexo, nao importa desde de que isso seje algo pra resultar em felicidade e nao em lagrimas blz,se entregue viva sinta amar é lindo é muito bom isso, mas agora repetir com varios parceiros,afffff tu vai querer ainda ser mãe de familia, acharia melhor ser de bordel

  • Débora

    Sabe o que sempre me deixa indignada nesses debates sobre sexo no primeiro encontro? O fato disso focar só a mulher!

    Se isso fosse de alguma forma errado, seria errado para os dois!!!! Afinal, não é só o homem que é um desconhecido para a mulher..a mulher é também é uma desconhecida para o homem. E se existisse uma regra que proibisse o sexo entre desconhecidos…essa regra deveria valer para homens e mulheres!

    Não importa se é o primeiro ou o milésimo encontro, o importante é ter segurança do que está fazendo. Acho errado o sexo no primeiro encontro, quando não existe maturidade para encarar o dia seguinte…o “sim” ou o “não” que pode vir dos dois lados!

    Acho que no momento em que decidimos nos entregar no primeiro encontro, devemos esquecer do amanhã, do depois! Viver intensamente algo que pode durar apenas uma noite, mas pode valer por toda uma vida!

    Debate excelente!

  • Maria

    Olá!

    Eu acho interessantíssimas as opniões machistas.. eles acham que as mulheres por transarem no primeiro encontro não são confiáveis. Eu nunca fui a favor da enganação, que fique claro. Mas, é o seguinte; conehço mt muçher que não foi pra cama no primeiro encontro e depois traiu o marido.. e aí? Como se faz? Gente, vamos acordar! E sim, há mulheres (como a humilde pessoa que vos fala) que gosta de sexo pelo sexo.. lógico que com respeito. E sim, eu já transei de primeira.. e não, eu não procuro depois os caras. Aconteceu recentemente.. eu não procurei e o mais engraçado é que td dia ele vem falar comigo no msn… Achei interessante pois já tive outras experiencias assim e so com um outro havia acontecido isso. Enfim, estamos nos tornando amigos depois de termos transado. Pode acontecer de tudo nessa vida… os padroes estão aí p serem quebrados! Ainda bem!

  • KATIA

    Nossa, fiquei mais aliviada com os comentários, eu sempre fui fiel ao meu namorado e nunca pensei que conseguiria transar com outra pessoa que não fosse ele, nosso relacionamento estava ficando frio, ele não transava mais comigo,não me beijava, foi quando viajei nas minhas férias e reencontrei um amigo de infância, ficamos juntos e transamos na primeira noite,para mim foi um sonho, me senti super a vontade e pensei comigo somos adultos, estamos com vontade e porque não? Amei e não me senti nenhuma vagabunda por ter transado no primeiro encontro, aliás, quando cheguei da viagem me separei do meu namorado, aí tive a certeza que realmente nosso namoro já havia acabado.

  • isa

    Eu não acho esse assunto delicado
    até porque eu e meu namorado
    transamos de primeira.
    e ainda por cima não foi em cama de motel
    ou em casa.foi em uma casinha abandonada
    atras de uma escola,nao tinha porta nem janela
    e eu vou te falar uma coisa:foi o melhor sexo que ja fiz.
    e estamos juntos ew felizes e moramos juntos.

  • Chayenee capeetynha

    Bom na minha opniao acho normal voce transa com uma pessoa no seu primeiro encontro desde que voce queria e ele(a) tambem…Pra mim e normal…Mais sai com o garoto que eu amo e transei com ele de primeira e foi errado por que eu o amava e infelizmente ele nem fala comigo mais por conta de algumas coisas que se passarao com fofocas do outros… Era pra gente esta juntos agora mais as pessoas invejosas acabam estragando esse momento da minha vida. Mai eu nao me arrependo de ter me entregado pra ele porque pra mim valeu a pena e tenho certeza que pra ele tambem.

  • nova

    O sexo no primeiro encontro, foi péssimo:
    1- morno
    2- ausência de ritmo: quando eu esquentava ele esfriava e vice versa

    Foram várias tentativas, até que na quarta foiiii: mais ou menos….

    Como visto, o sexo no primeiro encontro não rola….

  • Tigresa

    Bom,agora chegou a Tigresa para fazer seus comentarios e mostrar que a mulher tem lugar ao sol em todos os sentidos,inclusive SEXO!
    Fui criada para casar e dar somente para um homem…O fiz!!!
    Vivi 10 anos em um casamento horrivel onde meu ex marido era uma geladeira!!!
    Me divorciei ha 9 anos e desde entao tive muitos namorados e experiencias…
    As vezes saia para encontrar alguem soh para dormir mesmo…rsss
    Nw sou puta ok!!!Sou simplismente uma mulher que faz o que muitas gostariam de fazer e nw o fazem pelo fato de viver em uma sociedade machista!!!
    Digamso que sou fera e nw tenho papa na lingua.Vivo no Japao ha 20 anos,onde tudo em minha vida acaonteceu,primeira transa,casamento…etc…
    Sai varias vezes e transei tbm,pois eu quis e ele tbm tava querendo e pronto,nw devo nada a ninguem…!
    Moralismo significa repreensao onde as pessoas se julgam tao certinhas e acabam perdendo o tempo de suas vidas…
    Sexo com amor eh maravilhoso,ja vivi e vivo atualmente novamente,pois meu tempo de caca ja passou…rsss
    Quem ousou falar que TREPOU comigo se lascou,pois confirmei e detalhei em publico as performances do infeliz!!!rsss…
    Uma vez num karaoke publico estava la o sujeito comentando aos outros e eu percebi,claro que eu nw estava mais saindo com ele,pq ele era um zero a esquerda,mas ele pensou que eu iria me retirar e se ferrou…
    Era a hora da minha musica e pedi para o DJ pausar pq eu tinha um discurso muito importante…rsssss…
    Falei no microfone:Oi coisinha linda!Todos olhem para aquele sujeito que eu dormi e trepei semana passada,pq foi uma trepada mesmo,mal de cama que nem encarei mais e ele esta despeitado e se vangloriando ao mesmo tempo…rsss…Bom ele eh um sujeito papudo de lingua grande mas de grande ali eh somente a lingua mesma,e eu como sou TIGRESA gosto de fartura e pessei fome nessa noite…rsss…E olhei bem para ele e disse,para me contrariar vai ter que provar seu safado,entao baixa as calcas!!!!WooHoo!!!Ficou de todas as cores e passando mal e eu dei meu ruido de vitoria!!!Cantei What a feeling com todo glamour e ainda fui aplaudida de pe!!!!
    Entao meninas,nw sofram por nada!!!
    Da mesma forma que tive e ze mane eu tive muitos TIGROES tbm!!!
    E todos ficam pianinho e nw tem coragem de falar sequer um A sobre mim,pq eu imponho respeito!!!Pq eu dou o que eh meu e fim de papo!!!
    Homens moralistas ficam com esse blablabla…Acho que nw confiam no seu taco!!!
    E se vc transar na primeira e for para rolar uma relacao seria vai acontecer independente disso!!!!E talvez se vc ficar fazendo doce e der somente na quinquagesima vez e ele for safado ele some de qqr maneira entao viva o momento feliz!!!Se quiser dar faca sem culpa e sem pensar no que ele vai falar para os outros,e se ele falar confirme e humilhe o safado nw tem coisa pior para um homem do que vc falar sobre o tamainho do documento em publico…rssss…
    Ainda bem que mulher nw tem esse problema neh!!!Nos somos PODEROSAS!!!!
    Esse eh o ponto de vista de uma mulher que sabe por experiencia propria….Muito obrigada!!!

  • Tchello

    Sensacional esse debate, mas sexo no primeiro encontro comigo não rola!!!sou timido e preciso conhecer para ter intimidade, gosto de sexo de forma intensa e sem pudores então é necessário conhecer bem a gata para rolar naturalmente e ser gostoso.

  • Marcella

    No primeiro encontro? Não dá né… tem que conhecer a pessoa melhor…

    Tenho vários amigos homens e já ouvi de vários deles palavras muito feias sobre mulheres que eles “comeram” no primeiro encontro. Primeiro e único, claro…

  • Anne

    É impressionante quando homems são tão abertos para assuntos que envolvam nós mulheres.
    O fato de postarem comentários vendo nosso lado é essecial.

    Acredito,que sexo não seja um premio no final de uma conquista, muito menos algo que possa somente ser compartilhado com quem conhecemos muito bem.
    Acredito que para uma mulher se entregar a um homem, seja no primeiro ou no 10º encontro, ela tem que ser muito confiante emocionalmente e acreditar em si mesma, para que no outro dia ela encare numa boa que se entrego totalmente a alguem e se sinta feliz com isso!
    Eu não vou ser hipócrita e dizer que nunca fiz isso, sim eu já transei no primeiro encontro, alguns deles resultaram em nunca mais ver o cara, outros em uma linda amizade, um até se tornou em casamento(hoje não estamos mais juntos, não pelo fato de ter acontecido uma trasa no primeiro encontro, mas porque alimentavamos idéias e pensamentos muitos diferentes).
    Acredito que quando um homem respeita uma mulher que se entregue a ele completamente, é porque ele entende de fato o que seja isso, não importa se ela se entrga no 1º, 2º ou 20º encontro, o sexo será do mesmo jeito.
    Mulheres não são vagabungas por sucubirem as sua vontades, se há desejo e tesão, se há vontade e auto-confiança, uma simples palavra dita pode faze-la se entregar totalmente.
    É fato que nos entendemos mais quando nos encontramos na horizontal!
    E ainda mais, existem varios tipos de sexo: com amor, com carinho, sexo por sexo, vai de cada um aceitar oq eu lhe agrada mais.
    É até engraçado dizer isso, mas alguns amigos meus dizem que eu tendo a ser meio machista, pois concordo com varios pensamentos masculinos e aceito isso muito bem! Claro que nem todos os pensamentos machistas da pra se concorda, mas a maioria deles sim.
    Eu tenho a seguinte opinião: Eu naum vou finjir ser alguem ou me vetir com uma mascara pra consquistar as pessoas, sou assim, e naum tenho vergonha de adimitir que gosto de sexo sim, e que sexo casual é uma coisa muito boa, se as pessoas não gostarem de mim por eu defender meus pensamentos e minhas vontades, simplesmente acho que não precisam me entender, e tbm acho que não mereçam alguem que se entregue!

  • Juli

    Sexo nem no primeiro encontro,nem no segundo,nem no terceiro…nem se fosse com o cara mais sexy e gostoso do mundo!
    E nem se eu estiver morrendo de tesão.
    Sexo só depois de casada!
    O quê? Transar logo de cara e correr o risco dele nem ao menos me ligar depois?
    Tô fora.
    E depois não tenho mais idade,sou uma mulher de 31 anos,não sou mais adolescente pra ficar tendo aventurinhas sexuais por aí,pra ficar brincando.

  • Su

    É por existir pessoas como o Ticiano, o Gustavo, a Nati (nem os conheço)que eu acho que viver vale a pena. Odeio pessoas que julgam os outros. Já fiz e continuarei fazendo sexo no primeiro encontro sempre que me der vontade. Sei controlar meus instintos (ao contrario do que muitos aí pensam). Por tanto controlar e respeitar os meus instintos é que faço o que quero e quando me apetece. Se eu estou solteira e só devo explicações a mim mesma, por que não? Grande hipocrisia julgar as pessoas! Vão mais é procurar o que fazer! Querem ser do jeito que são? Beleza! Agora reprimir ou julgar os outros isso é que não!
    Meu namoro que mais durou (5 anos) foi quando fiz o que quis, quando quis, como quis e bem entendi! No primeiro encontro! Acabou? Sim…mas foi bom enquanto durou… Eu espero que pessoas, como muitas dessas que julgam os outros sem saber, estejam felizes (acho pouco provável, mas tudo bem…pessoas que se preocupam com o que os outros fazem ou não, se respeitam as”regras” do “bom costume” ou não…). Seguinte…tá fazendo mal a alguém? Se a resposta é não: GO AHEAD! Porque eu digo, viu… ô vida prazerosa essa de fazer o que quer quando se bem entede…de ser dona e senhora total do seu corpo.

    Open ur mind people! Não tem coragem? Não se enquandra nesses conceitos “modernos?” Então pelo menos parem de julgar os outros e de achar que suas teorias são as corretas porque isso já era! Quem são vocês? Seus pensamentos são melhores? São melhores pessoas por isso?
    I don’t think so…Cada um sabe o que faz de si desde que não haja maldade.

  • leo

    transa no primeiro encontro pode ser muitoo perigoso,a maioria das vezes vc nunca viu a pessoa , não conheçe mesmo , devemos tomar cuidado, nos estamos vivendo em um mundo onde crianças são violentadas e mortas, tenho muito trauma do que aconteceu com a minha amiga,saiu com 2 amigas , foi apresentada ao cara e decidiu ir na casa dele, na verdade depois ela descobriu que ele nem morava lá, ela apanhou muito teve o queixo deslocada e roubou o celular dela, fica o alerta

  • Juliana, 24 anos

    Adorei o debate,li todos.

    Juli você escreveu a sua idade direito, é 31 ou 13? rsrs

    Minha opinião sobre sexo no primeiro encontro… não há certo ou errado.
    Não tenho nada contra, nunca fiz no primeiro. Mas já fiz no segundo, não fiz no primeiro encontro porque acabei ficando com o “fulano” muito tarde, era um domingo, já eram 2 da manhã e eu precisava acorda as 6:30.
    Saímos várias vezes depois, o sexo mais incrível que já tive, só que não namoraria com ele, e deixei isso bem claro quando percebi que a atração não passava de física.

    Tudo depende, depende do seu objetivo, do momento, do que a outra pessoa ti passa.

    Existe a diferença entre uma mulher madura e segura de si, de uma “vadia” que sai dando pra todo mundo.

    PS.: Fica para o homem perceber essa Enorme diferença.

  • Style

    Bom , depende muito é da mulher, nós mulheres não devemos nos preocupar com o que vai pesar o homem.Estou certa de que Se vc demostrar todo seu prazer todo seu carinho antes durante e depois…com certeza ele vai achar que voce é a Deusa do amor.
    O sexo não deve ter pudores , precisa mesmo se realizar.
    E bom di mais paquerar , seduzir , envolver deixar claro que voce vai fazer amor com ele sem precisar falar.Depois se entregar se envolver passar o fim da noite só fazendo amor relaxar no aconchego dos braços fortes..dormir e ao depertar fazer amor bem devagar.Ai depois ir embora porque se realmnte a noite foi boa ele vai querer ficar com voce.

  • Samile

    Pessoas:

    Achei lindo o debate sobre “deixar rolar” ou “não há problema algum etc”, mas, na boa, depois de muitas experiências com diversos tipos de homens posso afirmar: em pleno Séc. XXI, com toda a modernidade e liberdade divulgadas, 90% dos homens ainda são MACHISTAS. Esse percentual procura SIM, mulheres inexperientes (quase virgens) para pensar em um comprometimento, e rotulam a mulher que transa no primeiro encontro.

    Antes de se perguntar por que um homem não telefonou de novo, repito, em 90% das vezes foi porque a mulher TRANSOU NO PRIMEIRO ENCONTRO.

    O homem ainda divide as mulheres em tres categorias: a mãe, a namorada e as PUTAS. Lamentável isso!!!

  • Daniela

    ” Só sei que nada sei.” (Sócrates)
    O importante é a ética…

  • Dine

    Sempre me vi às voltas com esse tema pq eu mesma me sinto mt à vontade de ir pra cama no primeiro encontro e geralmente é isso que eu faço quando o cara me interessa e demonstra interesse. Mas geralmente tb, os caras somem depois ou me subjulgam como objeto justamente por causa do sexo na primeira noite.
    É bem triste constatar o quão limitada é a visão dos homens (na maioria, não totalidade) sobre mulheres e sexo nesse tipo de situação específica. Não acho que pra uma mulher se sentir à vontade e com vontade pro sexo ela precise conhecer o homem. Acho apenas que tem que rolar uma sintonia, tesão um pelo outro e respeito sempre.
    Na frase: “Não me sinto confortável em passar vários encontros apenas beijando, como se eu fosse um adolescente.” Tirou as palavras da minha boca, pq tb me sinto assim. Uma vez uma amiga me contando que saía com um cara, me disse que tava com o maior tesão nele;
    Eu perguntei: e ai transaram?
    Ela respondeu: Claro que não! (num tom quase indignado)
    Perguntei: ué, mas pq não, se tava com vontade e o cara era legal etc?
    E ela me respondeu: pq não, é uma questão de princípios.
    Fiquei catatônica por um segundo, e me perguntei: cacete, mas será então que eu não tenho princípios pq faço sexo quando sinto vontade, independente de ser no primeiro ou último encontro?
    Acho que tem muito da cultura nisso tb e um pouco de hipocrisia da ala feminina como no caso da minha amiga. Certamente ela já fez sexo no primeiro encontro com outros caras com quem só queria “diversão”, mas como esse ela julgava um pretendente em potencial, quis passar uma postura de “mulher pra casar” que é bem machista. Mas ela comprou essa idéia como muitas fazem, o que colabora pra esse tipo de mentalidade se sustentar.
    Hoje fico feliz em perceber de quantas tranqueiras me livrei, com tds aqueles que não me ligaram no dia seguinte. No fundo não mereciam uma mulher verdadeira, vão acabar encontrando um falsa “pra casar” como minha amiga. Cada um tem aquilo que merece.
    Mas me pergunto onde será que se esconde este bendito com mentalidade lúcida e não machista, que tenha o mínimo de sensibilidade pra perceber que existe vida após o sexo no primeiro encontro?

  • Gonzalo

    Quem ja encontrou o outro como se encontrasse a si mesmo, e se ENTREGOU, e sentiu o OUTRO se entregar, sabe o quao profundo pode ser a primeira transa na mesma ocasiao em que ha o primeiro beijo…
    Chama-se PELE! E quando junto com a PELE vem um papo adulto, sincero, honesto e uma quimica UNICA, o momento, a transa, e inesquecivel…
    E pode ser MUITO melhor do que muitas transas que se tem namorando, tudo dentro dos padroes.
    Nao ha regras, trata-se de deixar o coracao se levar pela vida.
    Mas, cada um e cada um, com seus conceitos e preconceitos.
    Fui.

  • Mandinha

    Pois é….
    E eu nessa situação sem saber o que pensar… mas morrendo de vontade de fazer (rss).
    Tenho 40 anos, solteira, sou independente financeiramente. Moro meus pais e minha filha.
    Sempre fui uma mulher de poucos relacionamentos e após me separar do pai da minha filha piorou ainda mais (talvez pelas decepções que passei).
    Sou caseira, não curto baladas e as vezes um barzinho com amigas. Atualmente trabalho e faço faculdade à noite.
    A mais ou menos 5 meses conheci uma pessoa que vejo quase todos os dias a caminho da faculdade. Fizemos amizade e sempre conversamos. Às vezes falamos sobre relacionamentos, intimidades… tudo de uma forma muito natural.
    De uns 15 dias pra cá noto muito interesse da parte dele, que me olha “comendo” com os olhos. Interesse esse que eu não diria pra um futuro relacionamento… mas coisa de pele mesmo.
    Na semana pintou um clima e acabamos nos beijando. Nossa!!!! foi simplesmente fantástico porque a intensidade como nos beijamos era como se nos conhecessemos a anos.
    E o negócio foi quente demais. Fiquei excitada e ele também… mas paramos por ai.
    Ontem ele me convidou pra sair com ele no sábado. Disse que queria namorar… me beijar… enfim, disse que queria ir no motel comigo.
    Pôxa!!! não sou tão careta assim… sou uma mulher vivida… sou aberta pra muitas coisas. Poréeeeemmmm nunca aconteceu de ir pra um motel no primeiro encontro.
    Confesso que o meu desejo é maior que tudo.

  • Tatiana Narciso

    Minha nossa!!
    O sexo no primeiro encontro não pode simplesmente ser generalisado, isso alem de maxismo é preconceito e p/ser bem sincera eu me entregaria logo de primeira e não é necessario que vc conheça a pessoa a seculos passados!!rs…
    Concordo plenamente com a Nati quando ela diz que sexo na primeira noite é bem mais que uma simples troca de prazeres… Isso nati concordo!!
    É entrega, desejo e acima de tudo confiança em quem voce nunca viu!!
    E criancinha que falou de doenças, acorda!!
    Ate eu que sou virgem ai ai ai, ate eu sei que preservativo é proteção!!

    Sou cristã sud “mormon” pretendo me entregar a um homem somente na noite do meu casamento, mais não me condenaria se o fizesse contrario.
    Não existe errado existe apenas opiniões contrarias façam o que quizerem e lembrem-se não é o que o outro pensa é o que voce sente.
    Beijinho e um sorriso, fikem com DEUS!!

  • michelle

    haaa,para falar a verdade ja trasei no primeiro encontro e foi umas das melhoresss sensações.Não sei o porque mas assim,foi inesquecivel aventuras em lugares diferentes,mas graças a DEUS pelo menos continuamos a amizade,como vi ali em cima a moça dizendo que o cara nunca mais ligou nem nada,como fica a cabeça de uma pessoa que faz sexo um dia e no outro o cara nem liga>sera que eu fiz alguma coisa errada?
    pesquisei sobre esse assunto e muitas mulheres tem em si o sentido de culpa quando não dar certo,mas não é culpa nopssa amiga e sim o cara que é um sem carater,sem sentimentos e so o tesão aventureiro.
    beijos pessoal e usem camisinha.SEXO É VIDA.

  • Edu

    olha, sou totalmente a favor do sexo no primeiro encontro, algumas de minhas namorada acabou rolando…e para mostrar para a mulher q valeu a pena, procuro satisfaza-la complemante em todos os sentidos…pois não há coisa melhor do q receber um elogio sincero depois de uma transa…sempre gostei de elogios, por isso procuro sempre dar o meu melhor para levar a mulher ao tesão extremo…

  • Luciana

    Nati gosto da maneira que vc pensa.Sabe qdo eu era mais nova pensava demais noque as pessoas ia pensar e tal.Hoje com 42 anos nao penso assim,penso oque vai me deixar feliz sem me desrespeitar.Penso o que eu nao quero,pq oque quero tenho muitas duvidas,enfim se sinto desejo de transar na primeira vez..me pergunto por que não…Tao bom fazer sexo com carinho,paixao,tesao .Mas sabe ja fiz sexo so por prazer tambem,na hora muito bom,mas depois me senti tao mal,pois depois que acabou,acabou nao fica mais nada.Diferente de qdo se faz sexo por atraçao,carinho,desejo,paixao..diferente de qdo se faz amor.E olha pode acontecer sim de se fazer amor noprimeiro encontro,pois a sintonia entre as pessoas as vezes parece uma magia,parece que se conhecem a algum tempo,etc.
    Qdo vc diz que ……… Eu já fiz sexo no primeiro encontro. E posso confirmar que um trecho do seu texto cabe bem neste caso: “O sexo é conseqüência imediata: nos entregamos porque sentimos que o outro já nos possui. A entrega é natural, como se ela já tivesse existido, como se não fosse a primeira vez.”…….penso da mesma maneira,nos entregamos por que o outro ja nos possui.
    Nati ja fiz sexo so por fazer e como disse nao gostei do depois,mas pq fiz com a pessoa errada,sabe qdo vc fala que …..Hoje, sou mais tranquila quanto a isso. Se o cara me desvaloriza, por eu ter feito minha vontade, simplesmente acho que ele não merece uma mulher entregue.

    entao,fiz com um cara assim e depois me senti mal,hoje qdo vejo um cara assim nao saiu mesmo,pois qdo percebo sinais de hipocresia ja nao sinto nenhuma atraçao.risos risos
    Nati existem homens que querem uma mulher mentirosa,nao aceitam que a mulher pode sentir tesao,prazer orgasmo..interessante que querem uma mulher mentirosa,mas ao mesmo tempo vivem atras das mulheres que se entragam..affffff

  • Monnyke

    Nossa gente com todos esses comentarios não podia deixar de colocar o meu=)
    bom conheci um menino filho de uma paciente onde eu trabalho,ela ja havia falado muito bem do filho p mim,mais nunka tinha visto ele,um certo dia em que ele veio no consultorio acompanhar a mãe, nós nos conhecemos
    e nossa primeira convarsa foi incrivel me encantei de primeira,no dia seguinte marcamos um jantar,e no terceiro dia ele me levou p jantar e rolou!foi encrivel parecia que conhecia ele a muito tempo,mais isso ainda me deixou um certo medo pq naum sei realmente o que vai acontecer daki por diante,mais me sinto bem confiante de que sexo no primeiro encontro e para aqueles que realmente se deixam levar por momento ou que esperam nakela pessoa algo mais!como eu espero pois senti nele um envolvimento diferente,então se de primeira rola essa quimica é pq nao foi em vão fazer o que eu fiz!
    daí tenho duvidas do que fazer daki por diante…?MENINAS ME AJUDEM ,HOMENS TBM….?kero conquista-lo por que gostei muito dele..

  • Agatha Shiffer

    Eu sou uma profissional do sexo sou uma gp e procuro fora do meu trabalho um relacionamento sério ,a principio omito sobre minha profissão pois dificilmente um homem entenderia meu trabalho e estou em um site de relacionamento a procura de um grande amor,pois só mesmo um amor para fazer eu mudar de profissão um dia e como sou uma mulher muito sex,eles sempre me agarram no primeiro encontro e ficam facinado no sexo comigo,claro afinal sou uma profissional do sexo e faço tudo que o homem gosta e como não tenho problemas de fazer sexo com estranhos faço com naturalidade,mas ele mesmo me adorando na cama,goza e nunca mais volta ou outros,acabam dizendo que estamos (namorando),mas acabo me sentido usada pois me leva para jantar ou almoçar e depois me come e vai embora e eu acabo terminando o (namoro)pois sexo eu não preciso e tenho varias vezes ao dia e ainda ganho para isso.
    Esse final de semana vou conhecer um homem que o perfil dele é perfeito e que só de nos falarmos no msn já estou ficando apaixonada e quero que seja perfeito,quero um relacionamento sério com ele me casar e construir uma familia e deixar de ser gp e ser só dele,tendo um trabalho normal como de qualquer pessoa normal e para que isso aconteça eu não poderei dar para ele no primeiro encontro e como farei isso,se ele é lindo e já me conquistou sem mesmo eu ter o visto pessoalmente,ele vem a noite de sp e depois que sairmos para jantar vamos sair para dançar e como ficara tarde já o convidei para dormir em casa e como faço para não dar para ele,se eu deixar ele fazer todas as careicias e dormir comigo,mas não ter penetração vale como não ter feito sexo no primeiro encontro…

    Gostaria da ajuda sincera dos homens em relação a esse dilema,não necessito de sexo,mas sei que é minha maior arma de sedução e quero amar e ser amada e viver um grande amor de verdade.

    Agatha Shiffer

  • Otávio

    As mulheres que sempre falavam que os homens não prestavam… É, agora a situação se inverteu, se contam nos dedos de uma mão aquelas em que podemos confiar!

  • Fernanda

    Acho que se for com uma pessoa que nao queira ter um relacionamento serio e está curtindo o momento sem problemas… sexo é maravilhoso mesmo, daí não vejo nada demais!!! Mas se for um homem que a mulher suou muito para conseguir ter almenos uma chanse e aquela é a oportunidade para conquistar ele, ah… estará fazendo uma besteira!
    Quando a mulher é boazinha e se entrega de primeira certamente pode ter certeza que as chanses de uma relação diminuem.
    Alguns homens podem não revelar, mas pensam: “Será que ela faz isto com todos?”. Um ponto a menos para ela, o homem acaba perdendo o desafio mental.. e perde o interesse.
    Um homem de qualidade espera quantos encontros forem necessários!!!!!

  • Pedro

    Sexo no primeiro encontro? Aconteceu comigo várias vezes. E posso assegurar, é muito bom se for bem feito.
    Na maioria dos comentários neste site pude notar uma gritante vontade de interligar este assunto a um relacionamento sério como um namoro ou pior, um casamento. Galera por que vocês têm esta tendência tão imprudente? É extremamente óbivio que se anexarmos a palavra sexo de cara com a palavra comprometimento estaremos todos tentando justificar um passado não muito agradável ao nosso futuro. Por exemplo: qualquer pessoa que tenha feito sexo, seja no primeiro encontro ou num namoro, e seu relacionamento não vier à vingar, estará totalmente presa àquele fato e isso lhe comprometerá em um relacionamento futuro. Ninguém fica simpático com a idéia de se relacionar com uma pessoa que tenha tido este tipo de relacionamento com ninguém.
    Notaram como é fácil interligar os temas?
    A questão é: sexo no primeiro encontro.
    Pois bem!
    É muito mais fácil acontecer o sexo do que o amor.
    Então, especialmente àquelas que se queixaram do parceiro não ligar no dia seguinte: Queridas, o amor não aconteceu!
    Vou lhes revelar um ponto de vista.
    Nós, brasileiros, somos, em suma, uma grande mistura de raças e culturas. De que modo você quer analisar a situação? Se você for o próximo primeiro encontro, ótimo. Mas e se você for o sorteado e predestinado a passar o resto de sua vida com o/a outro/a que teve o primeiro encontro com outro/a?
    Para resumir: todos nós estamos destinados a vencer nossas próprias barreiras nesta vida. Quebrar paradigmas. Se você tem preconceito de uma pessoa que se entregou sexualmente à outra logo de cara ou não e você descrimina isso, vai acabar encontrando alguém nesta condição ou terá um/a filho/a assim ou coisa parecida. Encarem os fatos! A vida é muito mais fácil sem preconceito.
    Portanto reflitam na idéia de que a vida deve ser aproveitada a cada momento e deixar para que o passado cuide de suas lembranças. Afinal somos todos seres evoluídos. O passado é apenas uma parte de algo que nem todos viveram mas todos necessitaram para chegar até aqui. pois bem. Futuro!
    Ponto de vista social: sexo, seja como for, é extremamente comprometedor. Então escolha bem seu parceiro/a. Escolha melhor ainda as pessoas que saberão deste fato.
    Ponto de vista cultural: sexo, seja como for, será anexado à nosso curriculum. Então se quer viver uma aventura tenha conciência de que as aventuras passam e ficam apenas as crenças.
    Ponto de vista religioso: sexo, sexa como for, só no casamento.
    Ponto de vista ético: sexo, seja como for, só com camisinha.
    Ponto de vista nova era: sexo, seja como for, mas seja.
    Meu ponto de vista: sexo, seja como for, seja comigo, apenas.
    Sempre!

  • Daiana

    Olá meus queridos.
    Acredito que cada pessoa tem particularmente sua resposta ou sua opinião na cabeça. Mais quando se fala de sexo no primeiro encontro, logo vem na cabeça a pergunta que não quer se calar ” o que os outros vão pensar se eu me entregar logo de primeira??” Muitas veses a gente acaba se imoralizando pelo medo do que os outros vão pensar de você, e de sua atitude. Deixamos nos levar por isso, e nem sempre fazemos oque se tem vontade.
    Acredito que o sexo é a coisa mais natural que existe, e a forma que é praticada é inesplicavel. Se você realmente sentiu uma certa atração pelo parceiro, porque não se entregar logo no primeiro encontro?? Sexo no primeiro encontro ou sexo depois de algum tempo de convivio com seu parceiro, aposto que vai ser sempre SEXO!!

    O fato é que NÓS mulheres, somos vistas de uma outra forma para alguns homemns.. e isso realmente se torna LAMENTAVEL!!
    Uma mulher que se entrega no primeiro encontro mtas vezes é vista de forma diferente pela sociedade, certo? mais agora me pergunto ” e os homems??” São os bonzão?? – NEGATIVO!!
    Somos todos iguais, e se rolou, não foi só porque seu parceiro estava afim! Tem sempre aquele ditado ” se um não quer, dois não faz”!!

    Sexo é uma forma de conhecer o nosso parceiro, se entregar loucamente, a cada beijo um longo suspiro, a cada toque uma troca de carinho, dois corpos juntos sentindo o mesmo prazer. Só quem fez poderá então descrever oque é. Claro, como eu havia dito ali em cima ” cada pessoa tem sua opinião, o seu conceito”.

    Então para finalizar diria eu que ” é preferivel acordar arrependido do que dormir na vontade” e nada se torna um arrependimento quando a loucura é bem sensata!!

  • Eliana

    Eu transei no primeiro encontro, conheci o Junior no domingo atraves de um bate papo online e na quarta-feira marquei de me encontrar com ele.
    Ele entrou no meu carro já me beijando e quase transamos no carro. Tomei a iniciativa e pedi que ele seguisse meu carro até um motel.
    Passamos uma noite maravilhosa, não me arrependo, foi a melhor noite de amor da minha vida… Faz uma semana e não vejo a hora de vê-lo novamente, rolou uma química incrível entre a gente, como se nos conhecessemos há anos… Depois da transa perguntei seu nome, pois até então só o conhecia como Junior. Estou muito feliz em ter dado esse passo perigoso mas delicioso em minha vida…

  • Anne

    Sexo é algo tão bom e as pessoas ainda têm tanto preconceito. Quer algo mais intimo que sexo? As vezes você quer algo assim, mas não duradouro e sexo no primeiro encontro é uma mistura de amor, conhecimento e prazer tudo junto sem aquela cobrança.
    Não acho que as mulheres devem se preocupar muito com isso. Depende do cara também. Sempre tem aqueles que “não prestam” e se vlangoriam por ter conseguido. Parece que só fazer pra ter história pra contar. Isso sim é absurdo!

    ;D

  • Alda

    Nossa!!! Adorei todos os debates, inclusive os conservadores. Sou pedagoga e ver essas opiniões é muito bom, já tive a expereincia de transa logo de cara com a pessoa, e nossaaaa! Rolou uma química enorme, eu delirei de tanto prazer que ele me proporcionou, fiquei apaixonada por ele, e nunca mais o vi. Ficou na lembrança. O sexo no primeiro encontro depende de vc, de como vc esta se sentindo ali no momento… o resto deixa acontecer naturalmente. Já sofri muito preconceito em minha familia, minha mae bateu em me, qdo me viu tocando meu clitores, eu tinha uns 10 anos de idade, graças a Deus que devido eu ter estudado muito me fez ver o sexo com outros olhos, pois antes via como sendo algo vergonhoso, (so fiz sexo aos 25 anos de idade, tudo isso por medo), do que tinha sido imposto em minha infancia e valores familiares. Pensei que o cara ia casar comigo, que nada, eu abusei ele, nem quis olhar na cara dele mais. Fica meu comentário.

  • Rhayani

    Sempre tive um pouco de preconceito sobre sexo na primeira
    noite, mas enfim aconteceu comigo rolou e eu me entreguei
    gostei me libertei mais o pior e que fiquei com ele mais uma vez
    e agora que estou gravida de 8 semanas dele ele não q assumir o
    filho e ainda fica falando para todo mundo o que aconteceu fala q o filho e dele depois q pode ser q sim pode ser q n por q eu liberei na primeira noite então sou facil
    e o interesante e q quando ficamos falei para ele q n tomava remedio
    e q nunca tinha feito sexo logo de cara assim mais ele dize q isto e so iluzão estamos em um mundo moderno e etc agora ele fica dando um de machista. como a frase principal da marcha das vadias
    ensine os homens a respeita n as mulheres a teme-los
    neste mundo moderno onde as mulheres tem tanto direitos cm os homens ai
    tem q ser quebrado este tabu assim cm eles tem vontades desejos nos tambem temos sabemos q e bom n somos adolecentes para que espera outro encontro né
    rsrs
    bj galera !!!!

  • Angel

    Uma mulher que aceita ir além no primeiro encontro é tão indefinível como uma que deixa acontecer depois de 1 ano, então não tem como rotular as pessoas apenas por suas ações imediatas.

Deixe seu comentário...

Se for falar de seu relacionamento no comentário, seja breve, não cite nomes e não dê muitos detalhes, caso contrário não será publicado. Lembre-se que não há nenhum terapeuta de plantão.