Para entender as mulheres

por Gustavo Gitti 1 fevereiro 2009 111 comentários

Trilha sonora: “Ribbons Undone” (música que Tori Amos compôs para a filha)

“Com todo o perdão da palavra, eu sou um mistério pra mim. E eu suponho que me entender não seja uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. E nem eu me entendo, pois sou infinitamente maior que eu mesma, eu não me alcanço. Mas eu fui obrigada a me respeitar, pelo fato de não me entender. Qual palavra me representa? Uma coisa eu sei: eu não sou o meu nome. Meu nome pertence aos que me chamam.”
–Clarice Lispector

“Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar.”
–Cecília Meireles

Para se entender uma mulher, você precisa ler Manoel de Barros e saber dissertar sobre o cisco, falar com pedra, dominar a arte das miudezas e deixar o dia em “condições de boca”. Ler Guimarães Rosa para inventar uma língua que só ela entenda. E Miranda July, claro.

Entender que o local onde você coloca a pimenta no seu hamburguer faz toda a diferença. Experimentar e se deliciar com cada sentido e suas possibilidades. Estudar música, manjar de ritmo, tocar algum instrumento para entender que mulher se move em 3/4 ou 12/8 – igual a canção de Tori.

Você precisa entender que mulher é coisa feita de chuva, vento, fogo, mar, areia. De terra. De fruta (mulher se come). De cheiro. De guaraná e Viagra (mulher causa ereção). De céu e Sol (mulher clareia). De nuvem. Para se entender uma mulher, é preciso pisar descalço na grama molhada e depois deitar e imaginar seres mais reais que você e eu.

Você precisa entender que mulher não é livro, enigma, mistério, problema matemático, sonho psicanalítico, arquétipo junguiano ou mapa astral. Mulher não se interpreta. Mulher não se resolve. Mulher não se lê. Freud, Sherlock Holmes, Fermat e Harold Bloom não explicam. Se quiser saber, a última coisa que você deve fazer é tentar entender, adivinhar, solucionar ou perguntar. Talvez ela mesmo não saiba. Talvez ela fale algo que não é bem certo. Elas não mentem, só alternam verdades (é por isso que com mulher se dança).

Para entender uma mulher, você precisa esquecer o que é uma mulher.

É preciso chamá-la sem antes lhe perguntar o nome. Enxergá-la nua. Sempre. Em vez de adivinhar o desejo dela, oferecer o seu. Antes de entender, antes de ler, é preciso saber escrever uma mulher.

Você precisa entender, para se entender uma mulher, que o sabor da picanha só existe dentro da sua boca, que o som das fugas de Bach só nasce quando chega aos seus ouvidos, que a textura da mesa não tem realidade na ausência do toque. Uma mulher não é nada antes de seu encontro com coisas, seres e mundos. Então, para ver o feminino lá fora, é preciso atuar aí dentro. Agir. Para fazer nascer uma mulher, é preciso ser homem.

Para entender uma mulher, enfim, você precisa fazê-la suar, digo, fazê-la sua mulher.

* Texto publicado na revista Estação (Londrina, PR). Baixe o PDF e releia na excelente diagramação do editor e escritor Lucas W. Schmitt.

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

111 comentários »

  • Layana

    Lindo esse post, Gustavo! :)

  • Ernani

    Poderia dizer que Dr. Gitti tem a sensibilidade que eu gostaria de ter, a facilidade para traduzir em palavras os pensamentos e fazer mtos elogios. Mas não. O que tenho a dizer é que o Dr. Gitti é DO CARALHO!
    Ótimo texto, inteligente ao extremo.
    Parabéns.

  • Eterna Aprendiz

    “Eu tinha mais comunhão com as coisas do que comparação.
    Porque se a gente fala a partir de ser criança, a gente faz comunhão: de um orvalho e sua aranha, de uma tarde e suas garças, de um pássaro e sua árvore. Então eu trago das minhas raízes crianceiras a visão comungante e oblíqua das coisas”
    Manoel de Barros

    Menino, menino,
    Nem sempre concordo com você, nem sempre bato palmas…
    No entanto, como não apreciar sua busca incansável por uma “visão comungante” sobre nós, mulheres?
    Você é muito lindo! Torço muito por você!

  • Renata

    Lindo texto… parabéns!

  • Paula

    Uau!

  • Caio

    Para entender as mulheres não leia um blog purpura que tem um cara escrevendo.

  • Fabio

    Algo contra o “purpura”, Caio? Hehee
    Estamos aceitando sugestoes de visual novo pro n2n1 ;)

  • Caio

    Contra o purpura não.
    hahaha

  • Carolina Vianna

    chorei.

  • ligia

    Muito lindo mesmo!

    Adorei!

    Gitti parabens… Você esta cada vez melhor!

  • Carol

    Ler esse texto logo pela manhã me trouze inspiração pro resto do mês!
    Muito bom! Parabéns!!

  • Fantástico, tanta sensibilidade em um só lugar.
    Vontade eu tenho é de enviar esse post para os homens que acham que mulher se lê.
    Mas não farei isso, pois seria como ensinar a um cego o que é uma cor.
    Obrigada por essa delícia de texto.

  • Vi Borges

    O seu blog já está adicionado aos meus favoritos…e as suas palavras a cada dia me encantam. Parabéns por tamanha sensibilidade, homens como você deveriam vir com manual de instruções para outros seguirem.

  • Letícia

    Eu acredito ser impossível entender as mulheres, plural. Talvez mulher, singular. E o mais difícil, para isso, é que ela deixe se fazer entender, o que exige delicadeza, sensibilidade e determinação do interessado. Àquele que enxergar a transparência da alma, estrelas nos olhos e a música nos ouvidos.

  • Ale

    Ser mulher: “decifra-me ou devoro-te”

  • Ale

    Nada mais contraditório do que ser mulher…
    Mulher que pensa com o coração,
    age pela emoção e vence pelo amor.
    Que vive milhões de emoções nun só dia
    e transmite cada uma delas num único olhar.

    Que cobra de si a perfeição e vive
    arrumando desculpas para os erros,
    daqueles a quem ama.
    Que hospeda no ventre outras almas, dá à luz
    e depois fica cega, diante da beleza dos filhos que gera.

    Que dá as asas, ensina a voar, mas que não quer ver partir
    os pássaros, mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.
    Que se enfeita toda e perfuma o leito, ainda
    que seu amor nem perceba mais tais detalhes.

    Que como numa mágica transforma
    em luz e sorriso as dores que sente na alma,
    só pra ninguém notar.
    E ainda tem que ser forte para dar os ombros
    pra quem neles precise chorar.

    Feliz do homem que por um dia souber,
    entender a Alma da Mulher!!!

  • Fabi Chiotolli

    Ah, que incrível! Eu já ando por aí citando o que você diz quando quero falar e saber de mim – difícil não concordar com esses seus olhos tão atentos. E não são só os olhos, eu sei…
    Um beijo.

  • Caio

    Gitti, você é um cafajeste.
    e as mulheres te adoram.
    ah se elas soubessem…

  • Nati

    ah se elas soubessem [2]

    Lindo o que você escreve!!!

  • VÂNIA

    FASCINANTE!

    e para entender os honens?!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Vânia, para entender os homens, assista a qualquer episódio de CALIFORNICATION ou TWO AND A HALF MEN. Simples assim. Somos uma mistura de Charlie Parker (eternamente apaixonado por todas as mulheres) e Hank Moody (eternamente apaixonado por uma só mulher).

    E, no meio dessa escolha entre uma e todas, bebemos, escrevemos (um deles escreve livros, outro músicas), viajamos, amamos várias mulheres, rimos e fazemos rir, nascemos e fazemos nascer… e morremos.

  • Eterna Aprendiz

    Hahahahahaha…Caio, pode ficar tranquilo.
    Há de se desenvolver a tal da virtuosidade ao máximo para suportar tanta adoração feminina…falando abertamente: aposto que, as vezes, “nosso” Gitti morre de vontade de mandar a mulherada à merda.
    No entanto, gosto de dar força pra ele porque a proposta dele incentiva encontros mais profundos e belos.

  • Gabriela

    Antes de fazer coro com o resto do pessoal, pergunto: com tudo isso vocês quis dizer que melhor que tentar entender racionalmente, o homem deveria partir para a “ação emocional” (abraço, dança, beijo, sorrisos)?

    Confesso que poesia e teoria nunca foram meu forte.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Gabriela,

    Eu falo de partir para a ação em outros textos (acho que estão reunidos aqui sob a categoria “Filosofia com corpo”).

    Com este texto, eu quis dizer o que eu disse, nada além disso. ;-)

  • Carolina Vianna

    Posso discordar de tudo? Acho que mulher ninguém entende.. nem nós mesmas.. O negócio é só aprender a conviver e se divertir com isso.. Aceitar que mulher é bicho que não tem explicação e pronto. Pelo menos é como eu tenho sobrevivido a mim mesma nos últimos anos… :P

  • Letícia

    Homem é muito claro, não exige nenhuma análise ou leitura, hehe “eu quis dizer o que eu disse”. Precisa mais?

    Invejo isso no sexo masculino.

  • Letícia

    Mulheres…
    por Marcelo Paiva

    Ganhei um casal de gatos no fim de semana.

    Ele, preto e branco, come sem parar, chegou e se sentiu à vontade, anda por todos os cantos, atravessa o teclado, dorme sobre a impressora, senta no colo, ronrona assim que vê alguém, cumprimenta todos, faz festa. Conquistou.

    Ela sumiu no primeiro dia. Só a vi no segundo. Escondeu-se no banheiro ou na área de serviço. Quando não estou, me disseram, ela se deita na minha cama. Quando chego, ela corre. Não come direito. Não faz festa. Não quer conversa. Fica sempre no canto desconfiada. Mulher. Quer ser conquistada.

    Chamei-o de Mário.

    Não consigo dar um nome para ela.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Carolina, discordar de tudo o quê? Eu não vi nenhuma discordância. ;-)

    Letícia, isso é do livro O HOMEM QUE CONHECIA AS MULHERES? Eu tenho esse livro, é uma obra-prima!

  • Letícia

    Oi Gustavo, não sei te dizer… Peguei daqui ó:

    http://blog.estadao.com.br/blog/marcelorubenspaiva/

    É o novo blog do Marcelo Rubens Paiva – Pequenas Neuroses Contemporâneas, do Estadão!

    Beijo!

  • Gabriela

    Hehe, realmente “eu quis dizer exatamente o que eu disse” é tipicamente masculino. :) E eu querendo ver além…

  • Claudia Chow

    Engraçado ver um homem falando assim das mulheres, se uma mulher tivesse escrito esse texto nao me surpreenderia, mas como foi um homem é realmente intrigante…

  • Renato

    confesso que as vezes fico maravilhado com as coisas que leio do Gustavo, me sinto quase um gay, embora não seja, felizmente !
    pela interpretação que fiz ele não quis nos dizer que sejamos capazes de entender, mais que sentindo, entendemos mesmo sem entender nada
    “Para entender uma mulher, você precisa esquecer o que é uma mulher.”

    se talvez elas fossem decifráveis ou “entendíveis” não teriamos tantos livros com essa temática, e sim um cópia do mais antigo dos livros republicada várias vezes

    mmm, desculpe se nao me fiz entender, tenho o mau hábito de me enrolar nos meus pensamentos…

  • Vanilda

    Oi Gustavo,

    Agora vc pegou pesado, Clarice Lispector e Cecilia Meireles, são eternamente a ventania e a brisa, e com a magia das palavras elas descrevem quase que exatamente o que somos…

    Brilhante seu texto!! Covardia até…rs

    Bjaum
    Vanilda.

  • lila

    olá adorei esse post!
    Aproveitando pra dizer que tem um selinho pra vc lá no meu blog
    Beijokas

  • Nathália

    Maravilhoso, Gustavo! Mulher é! Sem muitos predicados! Um abraço! =)

    Inspira-me.
    Como a arte, o ritmo, as crianças…
    Como quem recebe flores.
    Numa sede de descoberta,
    de quem busca com os
    Sentidos.
    Sem perguntas ou respostas…
    Sugestões, talvez.
    Como a maré
    Avança… recua.. avança…
    Recua e…
    Expira-se!
    Num êxtase de inspirar-me,
    deliciando-se com a textura…
    da brisa.

  • Apolo

    Claps, claps, claps. Isso foi uma aula de MULHER, nunca tive uma aula assim, nunca li nada assim tá demais.

  • Sérgio

    A segunda passagem não seria de Lispector tbm?

  • B. | A vida Secreta

    Que raiva de vc… Mais um texto maravilhoso. Depois não sabe porque sou tão generosa contigo. Generoso é vc com estes textos maravilhosos.

  • B. | A vida Secreta

    Risos… Tá virando meu Chico Buarque…

  • _g

    “Para fazer nascer uma mulher, é preciso ser homem.”

    Concordo. Tem que ser homem, e daqueles que entendem bem a mulher, para ter uma.

    A dúvida aí fica: como você vai ser homem, se para ser homem antes você precisa de ter tido uma mulher, e para ter uma mulher você precisa ser homem?

  • Ray

    Gitti, eu não suporto a tua beleza…

  • Lilla

    Caio, não fique estressado, e sobretudo, não substime a perspicácia feminina! Sem essa de seguir antigos paradigmas patriarcais, de que precisamos de alguém para nos defender dos “perigos”. Conheça melhor as mulheres, e você será capaz de manter as atenções delas da mesma forma que o Gitti. Deixe de se perguntar: “oque elas veem nele?”. Isso é apenas o ego machista extremamente abalado. E “se elas soubessem…”, já te passou pela cabeça que elas Sabem e por isso mesmo estão aqui?

  • Gustavo Gitti (autor)

    “como você vai ser homem, se para ser homem antes você precisa de ter tido uma mulher, e para ter uma mulher você precisa ser homem?”

    Isso é uma pergunta que só existe na teoria.

    É como perguntar o seguinte: “Como a escova de dente vai conseguir limpar todos os cantos da boca e dos dentes se eu não sou matemático, físico, engenheiro ou geômetra para calcular todas as angulações possíveis?”

    Você simplesmente escova o dente e a coisa toda funciona, não é mesmo? Here is the same thing: você encontra uma mulher e a coisa toda se segue daí.

  • Caio

    Lilla longe de mim estar estressado, ou querer ser patriarcal.
    Eu sei o que vocês veem no Gitti, só acho divertido mexer um pouco com as coisas por aqui, sempre na esportiva.

  • Melissa Slaviero

    E mesmo fazendo isso tudo, uma coisa é certa: vc não vai entender. Pq não é só uma questão de gênero. Tanto homens quanto mulheres não são captáveis em seu todo. Até pq mudam, constantemente ao longo da vida. Eu já desisti de tentar sorver ou saber o que é de fato uma pessoa. Me contento com as relações que estabeleço com ela, com as surpresas que ela fatalmente me apresentará amanhã e depois de amanhã. Se gosto do que vejo, mordo a fruta. Se não gosto, procuro olhar melhor. Se não gosto mesmo, beijo, me liga. É simples assim. Às vezes a gente precisa pensar menos e deixar a vida nos levar. Eu, assim como a Clarice Lispector, não me entendo. E nem tenho a pretensão de me entender sempre e por inteiro. Sou feita de partes, metades, de uma matéria difusa que se molda conforme as experiências e descobertas que eu faço. Acredito que todos nós sejamos assim. É por isso que a vida é tão legal… Beijos, moço!

  • Uma fã

    Assim vou me apaixonar por você. Você é tudo isso o que escreve?

  • caio

    @uma fã, não ele só escreve e tem um blog purpura ou como ele mesmo diz LILAS.

  • Eterna Aprendiz

    Hahahahaha…Caio, agora que te entendi um pouco melhor, devo dizer que concordo com você: no fundo, bem lá no fundo, devemos, simplesmente, relaxar e gozar…
    E, indo mais fundo ainda, percebo que não te entendi também, apenas gosto de quem se atreve a remar contra a maré evitando trombar nos outros.
    Os homens, também, são uma deliciosa caixinha de surpresa.

    abraço para você

  • caio

    @Eterna aprendiz.

    Eu concordo com o que o gitti diz, gosto de como ele escreve.
    Não quero disseminar a discordia só mostrar que um homem sempre vai ser um homem por mais que ele ACHE que conheça a essencia feminina.

  • Flávio Souza

    “Para entender uma mulher, você precisa esquecer o que é uma mulher.

    É preciso chamá-la sem antes lhe perguntar o nome. Enxergá-la nua. Sempre. Em vez de adivinhar o desejo dela, oferecer o seu.”

    Poucas palavras sábias no meio de tanta baboseira.

    Onde vc aprendeu isso? No RSD nation?

    hahahha

  • Lilla

    É Caio. Você é um homem instigante…e poderia se dizer que também entende certas nuances da alma feminina, afinal. Muito interessante.

  • Mila

    “É preciso chamá-la sem antes lhe perguntar o nome. Enxergá-la nua. Sempre. Em vez de adivinhar o desejo dela, oferecer o seu. Antes de entender, antes de ler, é preciso saber escrever uma mulher.”

    Meio controverso!

    “Em vez de adivinhar o desejo dela, oferecer o seu.”

    você não esta tentando enteder, advinha, conhece-la…
    e oferece o seu desejo…

    Mais uma prova que somos inexplicáveis….
    mas gostei do texxto..

    beijo

  • Marketing Digital

    Lindo post, somos complicadas sim mas valemos muito a pena.

  • caio

    Ahh, lilla, como eu adoro as nuances femininas! Adoro quando elas me chamam de machistas e depois de instigante.

    É lindo ver uma mulher se movimentar só porque eu disse que um cara não entende mesmo a alma delas.
    E é ótimo que sua alma seja incompreensível. Adoro este mistério que faz de vocês seres tão maravilhosos.

  • Daniel

    off:
    Twitter me garante umas boas risadas!

  • Dedé

    Show!
    Beijo

  • James

    Como você me lembra de uma mulher! Abraça igualmente o sentido e falta dele e fala verdadentiras óbvias mais ainda, mistura esse certo e esse errado ambos e se desenvolve em cima! Ainda que balance, não cai, ainda que fale, não sabe… Eu não lembro mais o que é uma mulher, eu não sei mais o que é ver o ar…

  • cris

    adorei!!!!!!!parabéns pelo texto!!!!

  • Jazz

    ele lembra porque respira mulher…

    bonito isso.

  • Flávia

    Uau!

  • Rastreador

    Mulheres são muito contraditórias mesmo. Mas acho que vejo uma coisa que pouca gente vê… Homens se entregam mais aos relacionamentos que as mulheres. Elas estão sempre cheias de testes e artemanhas que muitas vezes destróem o que poderia ser um relacionamento lindo, completo, não perfeito, pois não existe nada como tal.

  • João

    Já havia lido essa frase de Freud um tempo atrás.. mas aqui vai novamente “A grande questão que nunca foi respondida, e que eu ainda não fui capaz de responder, apesar de 30 anos de pesquisa sobre a alma feminina, é: o que querem as mulheres?”.. rs

    Hoje por acaso me deparei com o artigo “O que desperta o desejo sexual feminino” da revista Época ( http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI25697-15228,00-O+QUE+DESPERTA+O+DESEJO+SEXUAL+FEMININO.html ) que aborda uma pesquisa cientifica sobre o assunto e muitas das conclusões são basicamente o que tenho lido aqui pelo blog (inclusive em relação a ser o TROGLODITA AFETUOSO… o lance do tapa na cara mas ao mesmo tempo ter cuidado, carinho, etc..). Vale a pena a leitura para todos que querem entender uma parte que existe nas mulheres.

    Parabéns pelo texto Gustavo, um dia ainda serei graduado na arte de lidar com as mulheres como vc.. hehehe

  • Euler

    Chico César já dizia:

    “Eu sei como pisar
    No coração
    De uma mulher

    Já fui mulher eu sei
    Já fui mulher eu sei

    Para pisar no coração
    De uma mulher
    Basta calçar um coturno
    Com os pés
    De anjo noturno

    Para pisar no coração
    Se uma mulher
    Sapatilhas de arame
    O balé belo infame

    Para pisar no coração
    De uma mulher
    Alpercatas de aço
    O amoroso cangaço

    Para pisar no coração
    De uma mulher
    Pés descalços sem pele
    Um passo que a revele”

  • Vanessa

    Simplesmente maravilhoso!!!!

  • klaudia

    Adorei o texto!
    Muito legal!

  • patricia

    muito bom… me emocionei ao ler… chegou dentro da alma femenina ! muito bom memso parabéns

  • Sophie Neveu

    Gustavo Gitti, que texto maravilhoso… e é a mais pura verdade!

  • Lili Garcia

    Lindo. Não sei se entender uma mulher, efetivamente, daria um texto tão bom assim.. De qualquer forma, eu gostaria de indicá-lo como manuel poético. :)

  • Vitorina

    Oi, Gitti!
    To passada! Já procurei meu queixo embaixo do mouse, do teclado, do no-break e até agora nada…
    Brincadeirinha! Mas ó! Foi reconfortante encontrar a impressão de uma alma masculina como a tua exatamente na noite de hoje.
    Esse mês de fevereiro e início de março foram bem punk pra mim.
    Olha que não é nenhuma novidade precisar rever meus conceitos de vez em qdo.
    Mas nestas semanas que passaram, culminando nesta terça à tarde, alguns fatos mto intensos vêm me obrigando a considerar seriamente a necessidade quebrar alguns paradigmas que construíram a pessoa que aqui te escreve. Em outras palavras, a necessidade de me desconstruir. Isso é mto bonito nos livros de filosofia, mas, como diz a minha mãe “a pimenta só arde qdo é no olho da gente”.
    Hoje, antes de entrar no prédio, olhei pra lua cheia e pedi: “me dá um motivo pra voltar a acreditar!”
    Cheguei aqui pela brincadeira do telefone e encontrei um indício de que, se existe uma alma com a tua compreensão, devem haver algumas outras tmb. E que talvez a minha supostamente necessária desconstrução não precise chegar tão próximo dos fundamentos, como eu pensava qdo trancava a porta de casa, antes de vir ver o meu e-mail.
    PS: é verdade que mulheres falam mto, e que algumas vzs não se importam em falar com estranhos. Na verdade, foi mais um desabafo. E uma espécie de gratidão por visto a tua sensibilidade.
    Parabéns pelo blog! Tem um conteúdo que raras vezes a gente encontra na rede.

  • anonimo

    Vitorina,
    Até existem alguns caras assim por aí…
    o diferencial do Gitti é que ele é bom com as palavras e fala sobre isso… o que o aproxima de Balzac e Chico Buarque, na minha opinião, os maiores entendedores das mulheres.
    Mas tem caras legais por aí, só que mais na moita.
    Gitti, vc manda muito bem.

  • Laura

    Magnífico!adorei esse post…

  • Alline

    Gustavo,
    Tive a ousadia de “furtar” esse seu – quase perfeito – texto. Espero que não se importe.
    Beijinhos e parabéns.

  • Taísa

    Nossa amei nos mulheres merecemos…rsrs….

    Bjssss

  • samy

    baldes de lágrimas com seu post, lindo e púrpura^^

  • Capitu

    Nossa, muito lindo o texto. Queria realmente que meu namorado lesse. Ai… estou sofrendo. Por não em entender estamos terminando.

  • Sol

    Gustavo,

    até acredito q vc tenha 26 anos (até pq não tem pq mentir, acho…). Ms seu espírito deve ter uns 500.

    Me passe por favor os contatos para eu me inscrever no seu fã clube. rs

    Bjs e parabéns pelo profundo texto!

  • Afrodite

    Você devia ser leitura obrigatória.
    Porque é como literatura universal.
    A única diferença é que, tá vivo !!!
    Então trate de aceitar todos os elogios com humildade e paciência!
    Porque você merece e é melhor assim do que ser reconhecido depois de morto né.
    Ah! mais uma coisa, obrigada mais uma vez. Sinto-me feliz de novo, e com uma estranha paz.
    Encontrei o site e adorei. Não encontrei nenhum dos livros, quando for prá “capitar” tentarei encontrá-los! háháhá

  • Rosangela

    Gustavo, vc deve ser muito “Especial”, tem muita sensibilidade, amei.

  • nefertite

    Gustavo, que prazer !!! Sorvo teus textos…me delicio…parabens, já virei leitora assídua… bjs.

  • Lorena Morais

    Mulher é isso aí! Você aprendeu bem e a lição rs

  • Marcia

    Espetacular, Gustavo!!!

    Amei seu texto, especialmente quando diz: “Para fazer nascer uma mulher, é preciso ser homem.
    Para entender uma mulher, enfim, você precisa fazê-la suar, digo, fazê-la sua mulher.”

    Lindo mesmo!!!

    Desde ontem eu venho pensando muito sobre isso, como os homens já não tem mais vontade de “entender” a mulher, de fazer a mulher, A MULHER DELES, pois isso exige dedicação para conquistá-la todos os dias.

    Para que se dedicar somente a uma se existem tantas para apenas uma noite, não é mesmo?

    Os homens esquecem que em uma noite eles não fazem uma mulher, mulher… Perdem a oportunidade de aprender não só a nos desvendar, mas também a SER verdadeiramente o “sexo forte” da relação. Mulher quer, mulher deseja ser protegida, ser desvendada em todos os sentidos.

    Que pena que existam tão poucos homens assim…

    Beijo

  • Mônica

    Adorei,maravilhoso…

  • fernando

    adorei esse livro porem sera que as mulheres realmente são assim.

  • Nanda

    Sem palavras… Adorei !!!

  • RAFA (@guapinharj)

    somos seres encantadores …misteriosos….

  • Samuel Carnero

    Antes eu tinha 3 mistérios à descobrir: Vida, Morte e Mulheres. A Vida, já entendí. A Morte, também. Já as Mulheres…Mistério Eterno! :)

  • Tatiana

    De fazer emocionar, rir, chorar, arrepiar.
    Encantador o texto! Parabens!

  • Dani Coelho

    “Só pra garantir esse refrão, eu vou enfiar um palavrão….P**A QUE P***U”….
    Tadinho do Bryan Adams… rs rs
    Parabéns pela inspiração!
    Só não vou ousar dizer que é divina pq não sei se Deus pensaria de forma tão sexuada! hahahahaha
    Com afeto,
    Dani

  • Manuais de como entender as mulheres | Kamikaze Blog

    [...] Para Entender as Mulheres [...]

  • Dani Salmória

    UAU!
    Descobri ontem seu blog e estou me DELICIANDO com seus textos, SORVENDO cada palavra, LEVITANDO em cada ponto. Adoro conhecer pessoas como você, ideias como as suas… E agradeço a Deus, sempre, por minha vida ser regada a isso! Parabéns!!!
    Ah, peço sua licença… usei um trechinho de um texto seu para ilustrar uma foto minha, em meu blog. Se importa? Os créditos estão lá… Se quiser conhecer minha “aldeia”, ficarei feliz pela visita: o endereço é http://www.daminhaaldeia.wordpress.com.
    Abração!

  • everson

    Mulheres, são meio complicadas, mas aprendemos muito com elas…………..e vamos aprender muito mais…………..

  • Maíra

    Sensacional!

  • inesleoa

    Cada dia,eu me apaixono mais e mais por quem você é,por sua mente e alma…
    Me inspira a pintar, a cantar meu jazz e meu blues,a escrever,a passear viajando no meu violino com profundidade e leveza… não consigo traduzir
    É…vida…entende?

    O que você fala,me preenche para criar e ter meu alívio…
    Gosto muito de você Gustavo. Sua presença aliviou meu caos( um caos que me impedia de criar,por estar em profundo “desapontamento” com um amigo que acabou me roubando,e de quem eu tinha total confiança.)
    Meu coração está mais leve e me sinto forte de novo

    De todo meu coração,obrigada
    Um beijo e um abraço bem apertado
    você me faz bem :)

  • Eduardo

    Texto escrito para mulheres e por uma mulher, muito provavelmente. Ao contrário do título “para entender as mulheres” apenas segue a mesma linha feminina diária de auto-ocultação instintiva. Concluindo, esta um tanto desalocado num site de grande qualidade intelectual.

    Um homem consciente sabe que uma mulher PODE ser lida, entendida decifrada escancarada ao contrario do que ela(s) gostariam de admitir. A natureza feminina só é vista em sua realidade quando não é vista com olhos emocionais, quando não é medida com paixao mas com racionalidade. O motivo da racionalidade masculina assustar tanto uma mulher é natural, pois esta sabe que diante do crivo intelectual sua sedução, jogos e ocultações caem como folhas no vento.

  • joara

    como diz na música de roupa nova (dona) tam tam tam batem na porta, num precisa ver quem é pra sentir a IMPACIÊNCIA DO TEU PULSO DE MULHER… entre a cobra e o passarinho, entre a pompa e o gavião, ou teu odio ou teu carinho nos carregam pela mão, é a moça da cantiga a mulher da criação, umas vezes nossa amiga outras nossa perdição, O PODER QUE NOS LEVANTA A FORÇA QUE NOS FAZ CAIR, qual de vcs homens ainda num sabem que isso tudo nos faz donas? rssrs

    acho que essa música diz tudo as mulheres vão de a A a Z em um segundo, mudam da àgua pro vinho derepente e vcs acham que por nada
    mas cada detalhe muda tudo pra gente
    derepente estamos afim de sexo e do nada não queremos mais
    ou animadissimas pra ir em um lugar e depois de se arrumar desistimos do nada?
    não sempre tem uma coisa um detalhe que se dizemos vcs acham bobo, mas não é bobo´pra gente
    derepente vc num disse aquela palavra que estavamos esperando, ou pior disse aquela que jamais queriamos ouvir essa noite
    ou coisa parecida
    nada disso é bobeira um olhar uma frase um carinho diz muito pra gente
    mas tbm num quermos melação dimais o problema é que pra vcs ´´e oito ou oitenta ai pergunto sera que somos nos mesmas que somos deificeis de se entender ou vcs?
    tudo num pode ser demais nem de menos, na medida certa e na hora certa é o ideal

    e sim sempre que a gente brigar a gente vai falar dos motivos de tds as outras brigas que rolaram antes dessas
    pq? pq ainda num sicatrizou em nós nunca sicatriza
    por isso num machuque uma mulher pq ela num esquece jamais
    se vc canta uma musica perto dela junto com radio e na musica fala de um amor proibido, ou simplesmente algo nada a ver com a historia de vcs então certamente ela vai pensar que esta pensando em outra que esta cantando para outra que tem um caso
    pq pra nos cada detalhe é observado vcs são analisados o tempo todo e as vezes nem mesmo a gente se da conta de que stamos fazendo isso
    vcs são insenciveis e sei que as vezes gostam das musicas e nem viram ainda o que nela diz
    mas uma mulher so canta algo que espessa o que ela sente por isso sera julgado pela letra que canta e etc
    enfim se quer entender as mulheres e é homem desista num vai conseguir
    mas pode tentar melhorar e prestat mais atenção no faz ou fala perto dela alem de agrada-la carinho rosas sempre ajudam
    ah uma dica que fica
    as vezes dizemos não qnd a resposta é sim outras vezes sim qnd a resposta seria não mas não necesáriamente sempre assim cabe a vcs adivinhar qnd é e qnd num é ai é que ta a graça todo
    e por isso como diz na música somos donas
    pq mesmo inconsciêntimente vcs adoram isso
    tenho certezac rsrsrs
    beijos e abraços jojô

  • A mulher e seus desconhecedores | Papo de Homem – Lifestyle Magazine

    [...] o veneno que as destrói.Aprendendo com Chico e com vocêsEu já disse que conhecer uma mulher é desconhecê-la e já afirmei a superioridade da poética feminina. Já fingi entender para conquistar, já fiz [...]

  • Uma mulher e suas áreas intocadas | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    [...] nas quais as fantasias femininas possam aflorar, viva mitos e histórias inventadas a la Big Fish, leia Manoel de Barros e amplie sua matrix de significações até que um email não seja mais um email, uma cama não [...]

  • ?Caroline Angélica

    Para amantes da leitura…toda frase dá um texto.
    Seus posts são”’normais”Você escreve o que pensa o que lê o que ouve sobre o universo feminino,se porta como homem…menos relevante que suas palavras-certamente;e ganha notoriedade por issu???Sem contar nas coitadas que acham uma razão de viver por aqui…paixoniti aguda?Carencia!Ta aí…conceguiu seu lugarzinho no mundu num blog…mas eu levo em conta o esforço,dedicação por suas palavras…até sensibilidade e contradiçoes.
    Onde ‘termina ou começa’ o ser sensível ao ser cru e direto…??Será que é ao entendimento de si mesmo,ou necesidade de compreenção??Vá saber?
    Sádicu. =/
    (Sorte) =]

  • Samantha Linsmeyer

    Amei o seu texto. Eu poderia postar no meu blog?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Não, Samantha. O Google penaliza conteúdo duplicado. Ambos saímos perdendo.

    Apenas cite um trecho curto e linke o post original.

    Abraço.

  • Diva

    “Você precisa entender que mulher não é livro, enigma, mistério, problema matemático, sonho psicanalítico, arquétipo junguiano ou mapa astral. Mulher não se interpreta. Mulher não se resolve. Mulher não se lê. Freud, Sherlock Holmes, Fermat e Harold Bloom não explicam. Se quiser saber, a última coisa que você deve fazer é tentar entender, adivinhar, solucionar ou perguntar. Talvez ela mesmo não saiba.”

    Simplesmente maravilhoso !

  • natty

    Não entendo como você entende as mulheres!Você acredita,que eu aida não consegui me entender?

  • Isabela

    Que texto mais machista! Pela sua concepção, as mulheres só passam a existir quando encontram um homem(que as entenda!?)? Então as mulheres têm a existência emocional vinculada aos homens? Sinceramente pensa que o ser humano é tão simples que pode ser resumido a isso? Uma pena.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Isabela,

    Vou te falar que você tem razão. E eu fico muito feliz em ver uma mulher apontando machismo em um texto porque a maioria das mulheres é machista e, devido ao funcionamento de qualquer ideologia (que oculta a si mesma), incapaz de detectar o machismo num discurso.

    A minha intenção ao falar que o feminino nasce com a ação masculina (assim como o masculino não existe sem o feminino) não vem do machismo, mas de um jogo de qualidades inseparáveis. No entanto, quando coloco masculino como homem e feminino como mulher e quando falo apenas de uma perspectiva (só de mulher em vez de falar igualmente do nascimento do homem diante do olhar de uma mulher), o discurso abre para uma interpretação que pode ver machismo aí, sim, igual você fez.

    Beijo e obrigado.

  • João

    Esse é o tipo de texto cretino que não diz nada com nada e que a mulherada adora. Principalmente se citar gênios, clássicos e poesia por tabela dizendo que nem eles eram capazes de entendê-las…

    Limitado, bajulador e chato.

    Não gostei.

    O senhor já escreveu coisas bem melhores por aqui.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Concordo, João. ;-)

    Sabe como é… Nessa época eu estava precisando pegar umas mulheres e tal.

  • brenno

    Perai, vamos organizar por partes.Você disse que a mulher é um ser extremamente complexo e de profundas emoções.OK

    Depois disse que o homem é uma simples mistureba de dois desejos?Meu cartesianismo Sherlockiano pode não ser tão popular quanto a profusão emocional feminina,mas é bem efetivo em tudo que tentei até agora.

    Não sei por que se esquecem de onde sujeitos como Freud e de onde o pensamento estilo Sherlock nos deixou.Aqui com computadores e energia.

    Pode ser por minha natureza um tanto ascética e distante,mas essa profundidade no tratamento e todo o fluxo de energia que em suas teorias me parecem cansativos e desnecessário.Por favor crianças não se espelhem em mim,não se querem casar.

    Vou dar uma perspectiva diferente agora, a de um sujeito um tanto quanto anti-social,que acha festas em sua maioria enfadonhas,e que não se interessa muito em relacionamentos longos.Eu já tentei,mas essa energia toda,não consigo direcionar a uma pessoa.Não consigo sentir saudade da familia.

    Acho que você aborda pontos interessantes, soube que teta aplicar essas teorias em um relacionamento.

    Eu acho que não eu seria um bom marido, eu sou quase um autista vivendo no propio mundo.Analiso tudo cartesianamente,pelo menos tento.Toda essa profundidade me dá um tanto de sono,não me leve a mau,eu leio por curiosidade,entendo você e acho tudo muito interessante.Antes dos engraçadinhos começarem sou hetero,só tenho extrema dificuldade (incapacidade quase) de me envolver,no sentido emocional.E não acho que o homem é tão simples quanto você fala.

  • brenno

    Acabei de ler Viagem a Ixtlan.Estou me sentindo um idiota pelo ultimo comentario.

  • Simplismente único, duvido que exista outro alguém como você.
    E às críticas não construtivas.. Rs liga não é inveja..
    Tudo isso por não possuir a sensibilidade que vc tem
    parabéns pelo post.
    Devia existir uma fábrica de “Gustavos Gitti” kk.

  • Bruna

    Muito bom……..
    Adorei…….
    Refleti muito com este texto…..

Deixe seu comentário...

Se for falar de seu relacionamento no comentário, seja breve, não cite nomes e não dê muitos detalhes, caso contrário não será publicado. Lembre-se que não há nenhum terapeuta de plantão.