Orgasmo vaginal e clitoriano: qual a diferença?

por Gustavo Gitti 5 setembro 2007 384 comentários

Uma vez li num livro do Alexander Lowen (o excelente Amor e Orgasmo) sobre uma pesquisa na qual mulheres relatavam suas experiências com orgasmos vaginais e clitorianos. A maioria delas explicou que o vaginal atinge o corpo como um todo, é mais prolongado e profundo (claro!). No dia seguinte a um orgasmo vaginal, elas relataram um alívio, uma sensação de tranquilidade e plenitude, enquanto que, no dia seguinte a um clitoriano, disseram se sentir ansiosas e agitadas. O orgasmo clitoriano seria um pico de prazer, mais local e agudo, porém com uma sensação de esvaziamento (que explicaria a ansiedade e agitação do dia seguinte).

Duas imagens para essa hipótese: fogos de artifício para o clitoriano, terremoto para o vaginal. Dois sons: grito estridente para o clitoriano, grunhido gutural para o vaginal.

Não é uma questão de escolher qual o melhor, mas entender as características de ambos. Deixo a questão para meninas (“Isso procede? É assim mesmo?”) e meninos (“Lembrando dos orgasmos que já se passaram na sua frente, acha que essa hipótese é verdadeira?”).

* Crédito da imagem: Alejandra Mendoza.

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

384 comentários »

  • myla

    éhhh, é isso ai mesmo: earthquakes, little ones and big ones – there’s no middle ones -, and fireworks: all kinds of fireworks!!!

  • Natália

    Nunca vi grandes diferenças não!

    Depende muito do envolvimento.. Comoé todo processo e não onde ele termina!

  • myla

    olha, na minha modesta experiência, rs, o orgasmo vaginal é menos freqüente e menos espontâneo. ele requer mais competência, mais empenho, mais todo o envolvimento d se sentir climbing the mountain, if you know what i mean. e por isso, ele deixa impressões mais duradouras. é a gente, a plenos pulmões, gritando lá do pico – mesmo q esse grito tenha q sair meio esgarçado pra não acordar os vizinhos d madrugada, rs. bom, nada q uma visita freqüente a um motel ou outro lugar mais afastado não resolva. ou, então, se esquecer q há vizinhos… ;0)

    já o clitoriano é o vale q circunda a montanha. não quer dizer q é pior – nada disso, besteira comparar os tipos d orgasmo. seria como comparar o azul e o verde. ambas carregam seu dasein e seu encantamento. o clitoriano é mais fácil, mais freqüente, mais à mão, rs. é o vale q circunda e que embasa a montanha.

    seria legal se mais mulheres comentassem tb. acho q todo mundo gostaria d ouvir outras idéias. o espaço tá aberto: vamos aproveitar!

  • Babi Soler

    Na minha opinião o vaginal realmente tras uma sensação de plenitute, mas pensando nessas idéias o melhor mesmo é reunir ambos na mesma relação porque aí no dia senguinte você se sente um pouco agitada, um pouco plena, etc, rs.

    Esse é um ótimo assunto para ser percebido com mais atenção de agora em diante – as sensações pós tipos de orgasmos.

  • Ana Lucia

    Vou dar a minha opinião sobre a questão do orgasmo, mas eu também quero deixar claro que essa opinião é baseada na minha experiência, não tem nada de técnico ou científico.
    Do ponto de vista físico, acho que já foi super bem colocado. O orgasmo clitoriano é o que as meninas aprendem a ter muito cedo, porque é algo que acontece naturalmente. Você se toca, sem intenção sexual, e logo percebe que aquele lugar em seu corpo é especialmente sensível a esse toque. Então, é natural que você aperfeiçoe isso até sentir mais, mais profundamente e mais vezes. Pode ser maravilhoso, pode ser múltiplo, pode bastar. Mas é meio periférico. Intenso, mas periférico. Parece-me que algo, na natureza feminina, já nos diz que queremos nos sentir “preenchidas”. E muito cedo, mesmo que nem saibamos direito o que é sexo, intuímos que dentro de nós há algo melhor, mais profundo, mais intenso ainda. E é o que sentimos quando temos o orgasmo vaginal. Tudo é mais pleno. A sensação de prazer não só percorre nossa pele e nosso corpo todo, mas atinge nossas entranhas (aí cabe o grunhido gutural).
    Talvez seja útil comentar que podemos ter um orgasmo só clitoriano, mas dificilmente poderemos ter um orgasmo só vaginal. Pelo que sei de mim, de coisas que li e de mulheres com quem conversei, o orgasmo vaginal sempre depende do contato com o clitóris. Ou seja: não adianta fingir que o clitóris não existe, e praticar uma penetração por trás, por exemplo, sem nenhum tipo de contato com ele, e esperar que a mulher tenha um orgasmo maravilhoso. Em algum momento, o clitóris tem que receber atenção, seja pela manipulação, seja pelo roçar do corpo masculino, seja pela própria posição do pênis, que, se bem ajeitado, dá conta de tudo.
    Fiz questão de dizer isso porque sei de mulheres que passam vinte anos casadas com o mesmo homem, e nem ele nem ela percebem que, se ele subisse um pouquinho mais, quando estão na posição papai e mamãe, já poderia resolver a situação! É claro que aqui não há um único culpado, não quero julgar ninguém. Mas vale o toque.
    Bem, mas o que eu queria dizer mesmo é que esses orgasmos todos podem ser muito bons, mas, na minha opinião, a questão do dia seguinte não é tão simples assim. O orgasmo clitoriano não traz, necessariamente, ansiedade e agitação, nem o vaginal sensação de plenitude. Essas sensações dependem de outras coisas. Independentemente do fato de ter tido orgasmos clitorianos ou vaginais, o que faz uma mulher se sentir muito, muito bem no dia seguinte, é o orgasmo cerebral. Falei que temos necessidade de sermos preenchidas, e isso vale tanto para o corpo quanto para o espírito. Aliás, sempre acho que tudo no plano material tem seu equivalente no espiritual. Primeiro, acho que temos de estar preenchidas de nós mesmas, tipo “mora alguém aqui”. Sabermos quem somos, gostarmos de nós, fazermos o que amamos, enfim: sermos importantes para nós mesmas. Quando estamos bem, não precisamos arrancar tanto do outro, e com bem menos nos sentimos felizes. Depois, é preciso que o relacionamento com o outro seja legal, seja algo que a gente realmente goste. Que haja troca, que haja prazer não apenas na hora de ir pra cama, mas na hora de conversar, de rir juntos, de curtir seja lá o que for. E, finalmente, que haja interesse real do outro pela gente e vice-versa. Há pouco tempo recebi um olhar, durante uma conversa, que me passou um interesse tão grande da pessoa com quem eu estava falando, que me senti preenchida por um bom tempo! Não foi um dia ou dois, fiquei semanas tendo uma sensação extremamente prazerosa quando lembrava do intenso interesse que aquela pessoa demonstrou por mim! Tive vários orgasmos cerebrais!
    Conclusão: não adianta inventar mil técnicas mirabolantes, e dar um enorme orgasmo vaginal completo a uma mulher, se seu interesse for apenas físico, porque logo ela vai perceber e esse “preenchimento” vai se esvaziar rapidamente. No dia seguinte, quando ela estiver conversando com você e você estiver com o olhar perdido, pensando em mil outras coisas, ela vai sentir o mesmo vazio que sente uma mulher que não consegue ter qualquer orgasmo. Ou seja: legal mesmo é estar apaixonado, ou amando de verdade, o resto é conseqüência…

  • Gustavo Gitti (autor)

    Olha que beleza essas respostas. Obrigado, Myla, Babi, Natália e Ana Lucia!!!

    Comentando rapidamente a resposta da Ana Lucia:

    >>”Talvez seja útil comentar que podemos ter um orgasmo só clitoriano, mas dificilmente poderemos ter um orgasmo só vaginal.”< <

    True!

    >>”Fiz questão de dizer isso porque sei de mulheres que passam vinte anos casadas com o mesmo homem, e nem ele nem ela percebem que, se ele subisse um pouquinho mais, quando estão na posição papai e mamãe, já poderia resolver a situação!”< <

    True!!!

    >>”No dia seguinte, quando ela estiver conversando com você e você estiver com o olhar perdido, pensando em mil outras coisas, ela vai sentir o mesmo vazio que sente uma mulher que não consegue ter qualquer orgasmo.”<<

    Estou tentando escrever um post sobre PRESENÇA que aborda justamente isso.

    Muito obrigado pela disposição, Ana Lucia. Adorei seu comment.

  • Laura

    Nossa a Ana Lúcia falou tudo!

    Penso exatamente igual… mas sobre esse assunto nunca é demais… hehhe!!!

    Bom, é muito mais fácil ter o orgasmo clitoriano, por ser mais fácil ele realmente não é tudo aquilo que o vaginal é!!!

    O ideial seria ter os dois, e como a Ana Lucia falou, é só o homem subir mais um pouquinho na posição papai e mamãe e o problema já está resolvido!!! E é incrível o quanto as pessoas não percebem isso mesmo…

    Mas o que vale mesmo é o carinho é o que se faz até chegar lá e não só o orgasmo mesmo que o vaginal!!

    Uma vez eu li sobre um homem que sempre fazia a mulher ter orgamos, já tinha virado uma coisa mecânica e de repente quando ela ficou com outro homem, e ele não conseguiu fazer ela chegar no orgamo mas deu muito mais prazer que o primeiro ela acabou se sentindo mais realizada!!! Não acho que esse seja o caso mas acho que passa uma boa mensagem… o homem não deve só tentar fazer a mulher ter os dois orgasmos, ele tem que envolver a mulher, fazer ela sentir prazer de todas as maneiras!

    Agora deixando esse papo de romantismo de lado, o bom mesmo é ter os dois orgasmos e principalmente JUNTOS! E isso não é impossível… é só ficar bem juntinho do corpo dele bem apertadinho… E ir variando com as milhões de possibilidades que se tem pra conseguir o orgasmo!!! Ihiiii esse assunto vai longe!

    Mas uma coisa tem que ressaltar, MUITOS homens não sabem disso! Não sabem que existe essas duas maneiras… tem que saber!!! Não pode só pensar nele, e a mulher não deve ter vergonha de falar…

    Bom, acho que era isso mesmo! Achei muito legal isso aqui!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Laura, os homens agradecem! Vendo as estatísticas do blog, eu garanto que muitos estão passando timidamente por aqui, lendo cada palavra grudado na tela e anotando tudo na mão… ;-)

    Então, está aberta a temporada de “orgasmos duplos simultâneos”, que pelo jeito são muito melhor que os famosos múltiplos. Se alguns de nós homens diziam conseguir os múltiplos, agora ficou impossível superar vocês! hahaha…

  • Ian.

    Um pouco difícil comentar algo que já foi muito bem dissecado ao longo dos ótimos comentários.

    Uma das coisas que sei a respeito do N2N1 é que ele sempre tem coisas que sei que posso usar no meu relacionamento, porque sempre me identifiquei com muitos pontos expostos pelo Gustavo, e agora percebo que os comentários enriquecem ainda mais o tema.

    E pegando um dos últimos ganchos do Gustavo, a coisa da mulher ter muitas possibilidades a mais de prazer faz com que isso seja estendido aos homens, pois é delicioso poder percorrer cada um deles. O que vai de encontro ao que o que a Laura falou, sobre os dois homens de uma mulher.

  • Rafael

    Adorei os comentários das meninas, e principalmente o da Ana Lúcia! Me identifiquei com o dela quando ela diz q possui orgasmos cerebrais! é muito bom saber, na hora ou no dia seguinte, que aquela pessoa q estava com vc realmente gostou da noite! eu, pessoalmente, me preocupo muito pouco com o meu prazer, pois adoro dar prazer, é uma sensação maravilhosa! é oq a Ana Lúcia chamou, sabiamente, de orgasmo cerebral!
    abraço a todos!

  • Gustavo Gitti (autor)

    É isso aí, Rafael. Vamos aprendendo com elas…

    “me preocupo muito pouco com o meu prazer, pois adoro dar prazer”

    Se seu objetivo é dar prazer, então trate de sentir MUITO prazer também porque isso também é uma forma de dar prazer a ela.

    Abração!

  • Cronos

    Essa história de o homem subir um poquinho mais na posição papai e mamãe…
    Sendo mais especifico… Subir o q??? corpo??? pênis?? pernas ??? braços???

  • Ana Lucia

    Cronos: Com a licença do Gustavo, vou responder:
    Subir um pouquinho mais o corpo, é claro! Imagine que você está sobre a sua parceira, em posição papai-e-mamãe (seu rosto bem de frente para o rosto dela). Se você desce um pouco seu corpo (seu rosto fica de frente para o pescoço dela), seu pênis fica mais ajeitado para a entrada na vagina, mas, não provocará atrito no clitóris. Se você sobe um pouquinho mais (seu rosto fica um pouco acima da cabeça dela), o pênis começa a ficar numa posição em que, com seus movimentos, o próprio corpo do pênis entrará em atrito direto com o clitóris dela, o que,se todo o resto estiver bem entre vocês, quase fatalmente provocará um orgasmo, sem necessidade de manipulação nenhuma. Espero ter sido clara desta vez! Boa sorte!

    Um abraço!

    Ana Lucia

  • Gustavo Gitti (autor)

    Valeu, Analú!

    É isso aí. Não precisa ser logo no início, mas quando sentir que ela quer gozar com você de frente.

    O papai-e-mamãe pode parecer usual e sem graça, mas se olhá-la no olho, respirá-la profundamente, “subir um pouco mais”, passar a mão por baixo e tocá-la por trás… Bem, não será tão sem graça assim.

    Abração!

  • Ana Lucia Sorrentino Garé

    Gustavo: Não sou especialista em nada, mas, o que a experiência já me ensinou, faço questão de passar pra frente, pra que as pessoas consigam viver melhor!

    Beijo!

    Analú

  • junior

    Olá, conheço uma técnica ótima para melhorar bastante o relaxamento e a musculatura vaginal, acredito que com dois a três meses de prática constante dos exercícios indicados, já é possível verificar mais força e flexibilidade da musculatura vaginal. acompanhando todos os exercícios com a respiração correta : inspire pelo nariz enquanto contrai a musculatura vaginal ou anal. Relaxe, expirando pela boca, essa técnica é do pompoarismo e se necessario a mulher pode encontrar em qualquer bom sex shop de São Paulo, ou se preferir conosco pelo telefone mesmo neh !
    Valeu

    Junior

  • piuuuu

    Nossaaaa!!!tenho 27 anos, perdi minha virgindade aos 14 e parece k so agora é k sei alguma coisa!!!rsrsrsrs tenho andado distraido concerteza!!!Entao é assim, como resultado pratico da minha experiencia, tudo se encaixa perfeitamente ao k voçes aki falam (desculpem qq incoerencia minha):

    1-Fazer à velocidade da luz…so tem funcionado com meninas k tem orgasmos multiplos (rapidos e sem grande ejaculação-penso k sao os clitorianos)
    2- Ela por cima é concerteza a posiçao favorita delas, e roçando a parte de cima da vagina delas no osso que a gente tem por cima do penis, seja pra qualquer tipo de orgasmo(acho q mais explicito que isto era impossivel:))!!
    3-Lingua, ao contrario do k se costuma falar, ou eu nao sei fazer direito,ou apenas algumas realmente gozam!Muitas ja me mostraram k nao se sentem muito à vontade, outras da pra ver k adoram…mas depende muito!!!Conheci mesmo meninas k nunca gozaram com a lingua, comigo ou com outra pessoa…so com penetração.
    4-Vinho branco…sem duvida..se nao for para apanhar uma graaande bebedeira pode ser o melhor afrodisiaco natural, pra ela e para ele!!1 garrafinha a dividir pelos 2 é o ideal;)rsrsrs para quem costuma amoxar depois do orgasmo (como eu), o vinho branco ja me fez continuar (o que é raro, mas tambem depende muuuito dela)!

    Agora tenho uma duvida! Minha namorada tem orgasmos com ejaculação (nao multiplos, se sente dormente e descansa sempre depois de cada um), ela por cima(quase sempre), bem devagarinho, e tenho de acertar la num certo ponto no seu interior, maaas, qd lhe perguntei se alguma vez teve um orgasmo profundo(vaginal talvez seja o nome) ela me disse k so uma vez com outro cara!!Se se diz que o orgasmo clitoriano nao tem ejaculação (ou quase nenhuma), e que o vaginal precisa de acertar no tal ponto (G talvez), o que é k esta mal aqui??É certo que os orgasmos k ela tem comigo sao so clitorianos?é que nao percebo!Como posso fazer ela chegar aos outros!!Tenho de conseguir seja por onde for (menos com intrumentos e essas coisas pois nao sei se as mulheres sabem, mas a parte emocional do homem tb interessa e são poucos akeles k nao se sentem substituidos qd elas usam esses brinquedos;))…Meninas me ajudem:) o tamanho importa para esse tipo de orgasmos:)? eu ja penso em tudo :) ate vos dou minhas medidas, 15 a 16 cm de comprimento, e 4cm de largura(cerca de 13,5 de perimetro)…Obrigado pela atenção…Beijos&Abraços

  • Gustavo Gitti (autor)

    Fala “piu”!

    Vou deixar as mulheres comentarem (girls, let’s help him, ok?), mas já adianto:

    1. Se você tem 27 eu indico conversar com sua namorada sobre como ela goza ou não goza.

    2. Suas “medidas” (hahaha… isso é inédito aqui no nao2nao1) se adequam ao padrão brasileiro. Relaxe que aí está tudo OK.

    3. Você não precisa assumir a responsabilidade pelos orgasmos dela: “Tenho de conseguir seja por onde for…”. Calma, senão você vai acabar tentando por todos os orifícios e não é bem assim… ;-)

    4. Grande parte do orgasmo feminino nada tem a ver com contato corporal (ponto G, posições, etc). Com o masculino é a mesma coisa: às vezes é a olhada que ela dá, a visão do corpo dela naquele posição, a pele brilhando, o cabelo… BAM!

    Preocupe-se um pouco com todo o ambiente ao redor (o quarto inteiro, a sala…) e com todo o tempo ao redor (como você a conduziu?) no qual o sexo ocorre. O ambiente interno também: como está sua mente, você respira profundamente, está totalmente ali presente?

    Boa parte do orgasmo vem desse preparo, interno e externo.

    Experimente começar com uma massagem e esqueça o orgamo. Explore tudo ao máximo, isso é o mais importante. O orgasmo é o de menos, acredite.

    Vamos ouvir as meninas agora…

    Abração!!!!!

  • piuuuu

    eheheh

    Obrigado pela atenção Gustavo, desculpe a minha invasao no seu blog…é que eu falo muito à vontade sobre estas coisas(talvez demais :)).

    Por acaso eu falo com minha namorada sobre isso com a maior das tranquilidades, mas era legal eu surpreende-la em vez dela me ir dando as indicações para la chegar pois isso pode quebrar um pouco o clima(if you know what i mean).É k mesmo as meninas por vezes não sabem como acontecem as coisas, deve ser pelo clima k se forma e elas nao notam k é por estarem super à/com vontade:)que o orgasmo vaginal aparece.

    Acho k nós como homens levamos muito o assunto para a parte fisica (dai as vezes desconfiar k elas nao nos contam tudo) pois é a parte que a gente nao consegue mudar e logo a que nos assusta mais.

    Mas pronto, fico à espera dos comentários das meninas e já agora aguardando relatos de experiencias semelhantes para eu entender melhor a diferença entre esses 2 “tipos” de orgasmo e como la se chega…

    Ah, parabens pelo seu blog Gustavo.

    Cumprimentooooos dum…português

  • Paula

    Pessoal,

    Na minha sincera opinião, orgasmo não se classifica, não vejo nenhuma diferença entre orgasmo clitoriano ou vaginal porque durante o orgasmo ocorre uma explosão de energia tão forte que é impossível buscar qualquer tipo de classificação, não se pode qualificar o orgasmo até porque não se consegue avaliar nada nesses instantes de prazer, por isso tamanho descontrole, pelo menos é assim que me sinto.
    Não sei dizer se sinto um terremoto ou fogos de artifício como mencionado, acho que tudo isso junto e a sensação de que vou explodir, tamanha energia que se desprende durante o orgasmo. Depois disso é calmaria, paz e nenhuma possibilidade de um novo orgasmo na sequência, pois fico totalmente sem forças.

    Apenas para efeito de registro, também desconheço orgasmos múltiplos, apenas um por relação (nem sempre), e com enorme intensidade, com estimulação do clitóris (sempre) e com penetração vaginal (não necessariamente) e mais intensamente com estimulação anal simultânea.

    Também chego ao orgasmo mais facilmente recebendo sexo oral e me masturbando, mas sempre com a mesma sensação de explosão de energia.

    Comigo é assim que acontece, acho que isso é muito particular mesmo e não se pode generalizar. É isso aí.

    Um abraço,
    Paula

  • Gustavo Gitti (autor)

    Valeu pelo relato, Paula. Muito bom conhecer sua experiência. Há mulheres que diriam o contrário de tudo o que você disse, mas sinto que todos concordamos com sua conclusão: é particular.

    Por isso é tão gostoso… Sempre é uma nova história, como se fosse tudo do zero.

    Ah, e é particular até mesmo para nós mesmos, momento a momento. Ou seja, nós mesmos vamos mudando e daqui a pouco você vai ter de reescrever esse seu relato.

    Abração e obrigado!!!

  • Regina

    Ola…Sou Regina, tenho 20 anos e namoro ha 10 meses. Perdi minha virgindade aos 16 e nao foi uma experiencia muito boa!
    Estava lendo alguns relatos…
    Nao sei como é isso… E muitas mulheres mentem ao dizer que sente, quando nao sentem.
    Queria saber melhor a respeito..
    Quando meu namorado me toca, pelo sexo oral, sinto um prazer muito grande, como disseram – Uma explosao!Sinto me fora de mim, começo a me mexer pra la e pra ca de prazer.. Mas depois que isso acontece, nao consigo que ele toque…O prazer que senti, passa a ser uma dor!
    Quanto ao vaginal, tenho algumas duvidas, acho que nunca senti…
    Sinto prazer.. Mas nao como voces descrevem.
    Acho que penso tanto nisso, querendo sentir, buscando sentir , que nao consigo sentir..Talvez por querer tanto.
    Sempre que se sente um Orgasmo(seja clitoriano ou vaginal) se ejacula?
    Li que é um mito… Mas queria saber…
    Muitas vezes quando tenho relaçao, dependendo da posiçao, sinto uma dor forte, parece que o penis fica batendo em meu utero, e entao tenho que mudar a posiçao.Muitas vezes tambem, sinto mais prazer com o toque dos dedos do meu parceiro , do que com o proprio penis.
    As vezes quando leio algo, quando vejo um filme ou fotos, sinto uns arrepios,minha vagina começa a dilatar…Um sensaçao prazerosa…
    Tenho vontade de ter relação o tempo todo, só de pensar sinto arrepios, tesao…
    Mas queria muito saber mais a respeito…
    Se alguem puder me ajudar…
    (Sobre mim mesma)

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Regina!

    Vamos esperar pelas respostas das mulheres que comentaram aqui, ok? Já adianto algumas cositas:

    - Sua situação é absolutamente normal.

    - Não, a ejaculação feminina é bem mais rara do que o orgasmo (não são condições si ne qua non).

    - O seu lance com sexo oral (de prazer a dor) já vi acontecer tb. Penso que isso pode ser transformado quando você perceber que tem controle sobre seu prazer, que pode construi-lo, sustentá-lo, direcioná-lo.

    - A dor no útero é normal também. Avise seu parceiro.

    - Em caso de arrepios e dilatação, ligue imediatamente para seu namorado e avise-o disso. Ele vai vir correndo! ;-)

    Abraço!

  • juana

    meninas queria saber como faco pra conseguir ter orgasmo com meu parceiro, porque eu so consigo ter orgasmo com masturbacao, sem isso…. nada.
    sera que tenho algo psicologico, algo inferior ou clinico….. nem sei o que pensar… tenho 24 anos e aos 16 eu tive minha primeira relacao sexual.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Meninas, vocês respondem para a Juana?

    Enquanto isso, palpito: acho que conversar com seu namorado é uma boa, peça um oral, tenha um orgasmo clitoriano na frente dele. Isso já rolou?

    O vaginal é com penetração, exige mais entrega, abertura de ambos.

    É legal conversar com seu gineco também, tirar todas as dúvidas, fazer exames, etc.

    Abração!!!

  • Giovana

    Estou lendo vcs falarem de orgasmo clitoriano e vaginal, e dizendo que este ultimo seria mais “pleno”…e acabei ficando confusa, porque parece que cada um diz uma coisa.
    Meu medico disse que todo orgasmo é devido à estimulação do clitoris, mesmo o vaginal, e isso me deixou feliz rsrs…mas agora lendo aqui eu fiquei confusa e insatisfeita de novo, pq só consigo sentir orgasmo através do clitóris, me masturbando… e nunca atingi o orgasmo com meu namorado (nem clitoriano nem vaginal, se é que existe mesmo diferença).
    Alguém tem alguma opinião?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Meninas, vocês respondem a Giovana?

    Poxa, não deixei um blog acabar com sua felicidade clitoriana, não! ;-)

    Vamos esperar pela sabedoria delas, ok?

    Abração!

  • Flavia

    A historia da Joana e Giovana são parecidas. Elas nunca tiveram orgasmos com os parceiros.
    É preciso dialógo na relação, seu parceiro só saberá o que te excita se vc disser isso a ele.
    E sentir todas as sensações que o sexo proporciona é uma otima pra chegar ao orgasmo( sem ficar pensando só em te-los).Dizem que o sexo está na cabeça(concordo), por isso tenha fantasias, pensa em sexo no dia-a-dia, com isso vc aumenta seu libido e na hr do sexo vc estará mais excitada.
    E dialogoooo, mto dialogo só assim vcs vão se entender na cama. E terá maravilhosos orgasmos!
    Um abraço a todos.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Pessoal, hoje achei o livro a que me referi nesse post. Leiam a página 224 (aliás, o livro todo é excelente, obra-prima mesmo):

    Alexander Lowen
    AMOR E ORGASMO
    http://tinyurl.com/3aksvy

  • euzinha

    Olha só, eu já li em uma dessas revistas femininas que o clitóris é apenas a ponta de um “iceberg”… ele tem ramificações internas que circundam toda a vulva e também a vagina. Portanto, acredito (até mesmo por experiência própria) que o orgasmo vaginal e clitoriano é o mesmo, só existem diferenças na “profundidade” das sensações. Já gozei muito sem estimulação nenhuma do clitóris, mas devido ao que li na revista, agora sei que de alguma forma o clitóris foi estimulado pelo parceiro, indiretamente. E essa coisa de “grito gutural” é a mais pura verdade! Meus melhores orgasmos foram assim, com um grito que saía das entranhas, muito louco… não tenho problemas em atingir o orgasmo, sempre tive facilidade pra isso (graças a Deus) mas sinceramente, a melhor coisa é transar com quem se ama, com um parceiro carinhoso e preocupado com o meu prazer (e com o dele também). Eu pessoalmente prefiro dar apenas uma de qualidade do que várias “medianas”. Prefiro um “mega” orgasmo a vários “mini” orgasmos. Bom, essa é só minha experiência, né?
    Acho muito legal falarmos sobre isso de uma forma tão aberta. Alguns homens são meio travados mesmo, têm muita dificuldade em admitir que não conhecem a anatomia feminina (mas todos podem aprender, né?). Admiro muito os homens que se interessam, que lêem, que procuram ser menos egoístas na cama. Isso é muito legal. Parabéns!

  • L.

    Eu acredito em orgasmo. Mas não acredito que classificá-lo seja a melhor opção para alcançá-lo. Tenho relações sexuais há 10 anos e nunca tive um orgasmo vaginal. Já tive, algumas vezes, o início do orgasmo durante a relação, mas de alguma forma – ou pela minha própria ansiedade – o perco.
    Tenho orgasmos clitorianos frequentes com masturbação durante a relação. E vários. Podem ser 10, podem ser 20 numa relação longa. E são plenamente satisfatórios. Quando escuto alguma amiga dizer: Você nunca teve um orgasmo sem masturbação???, com cara de espanto, quase fico frustrada, mas não deixo esse sentimento virar um objetivo doentio. Cada pessoa é de um jeito. Cada clitóris é de um jeito.
    O segredo é você se conhecer e conhecer cada parte das suas explosivas zonas erógenas. Claro que descobrir isso junto com alguém é muito prazeroso, mas nem todo mundo tem a oprtunidade de testar bastante. Basta lembrar que a média de parceiros ao longo de toda vida das brasileiras é três. Masturbar-se sozinha é um caminho fácil (e divertidíssimo) para se conhecer e conduzir o homem da melhor forma possível. Mas sem pressão, sem neuras. Já viu o casal que fica tentando engravidar? Demora muito para acontecer a fertilização. O melhor é fazer tudo ao seu tempo e tirar a pressão da sua cama. Clarice Lispector disse que as coisas só acontecem quando se está distraída.
    Sobre conversar com o parceiro… eu acredito no diálogo e muito. Mas não nesse caso. “Os corpos se entendem, mas as almas não”, falou Bandeira. O melhor sexo é quando não precisa se dizer nada, os corpos, numa sintonia mágica, se conduzem por si. E é pleno. Não estou dizendo que não se pode falar, mas acho que o diálogo não deve ser a chave da relação sexual. A história é entre as peles.
    Talvez eu nunca tenha um orgasmo puramente vaginal, mas isso sinceramente não me preocupa. E meus mil orgasmos clitorianos não me dão sensação de vazio algum, pelo contrário. Um único orgasmo clitoriano (qualquer estímulo, durante a penetração) pode me deixar feliz por uma semana toda.

    PS – Um vibrador pode ser uma excelente opção para se conhecer. Durante a relação também, se o homem topar. Deixá-lo funcionando sobre o clitóris enquanto for penetrada pelo homem é orgasmo certo.

  • Silvana

    Não consigo chegar ao orgasmo meu namorado mandar eu gozar mais não consigo o que devo fazer me ajudem>

  • tenho ja os meus 40 anos sou solteira, e agora entendo o que é não ter orgasmo… antes não entendia, porque será que não sinto orgasmo. o que tanto eles cobram… mas sei que algumas mulheres tem mais facilidades do que as outras… e eu sou uma delas… sinto sensações muito prazerosas e um prazer muito grande com a masturbação… mas o orgasmo mesmo que eles tanto cobram ainda não senti… mas agora estou aliviada… nas realidade tenho que que encontrar alguem que tenha sensibilidade para ser compreensivo, carinhoso … ja me basta isso para me dar muito prazer.

  • Mirian

    Eu como uma pessoa muito romaântica só consigo ter orgasmos se for com o homem que amo. No caso meu namorado. se fosse o caso de ir pra cama com um homem q eu acabasse de conhecer e que não tivesse nenhum tipo de envolvimento emocional eu não teria nenhum tipo de orgasmo, msm estimulando o clítores ou qq q seja a outra forma.Não me sinto bem. Pra mim, o prazer está dentro de vc e para vc ibera-lo não eh simplesmente um toke. tem q ter emoção. Por isso eu acredito q tem uitas mulheres q conseguem atingir o orgasmo se masturbando e n o atingem na relação.

  • luciano nascimento

    por que eu nao cinto o orgasmo da minha namorada ela tem goso interno e porque eu vejo um liquido saido com pressao quando estou fazenndo sexo ora com outra mulher ogoso tem cor

  • Gustavo Gitti (autor)

    Luciano, poderia se explicar melhor?

    Abraço e obrigado

  • daniela

    ora pois…….tenho muito a falar sobre orgasmo clitoriano e nada a falar de orgasmo vaginal… me sinto realizada mesmo assim mais eu vou tentar subir mais um pouquinho p ver se consigo ter um vaginal p oder comparar.. rsrsr. tenho 26 anos e conhecir o orgasmo clitoriano aos 17 por meio da masturbação… quando decobrir essa sensação tão maravilhosa eu fui ao céu. e aos 21 tive minha primeira transa e no começo nao tinha coragem de me soltar na frente do meu parceiro e mexer em meu clitores… depois de algum tempo com meu atual esposo psso viver longos e duradouros orgasmos sem vergonha e sem medo de ser feliz… o q falta para algumas mulheres é elas se darem o direito de sentir e provar todos os geitos de prazeres q á possam leva-las á loucura do prazerr…

  • joao t portugal)

    bom.. a minha experiencia sexual nao e muito vasta, porem posso dizer que as minhas parceiras tiviram orgasmos vaginais, e tambem clitorianos, para mim dou um grande valor e tempo ao sexo oral, axo um com comeco diria um bom “warming up” e eu axo que se as mulheres forem devidamente estimuladas tanto directamente no clitoris como eu todas as zona erogenas fica mais facil de atingir um orgasmo vaginal, mas tambem nao se pode ir com pressas, dar tempo para que as coisas rolem de maneira natural… em relacao a minha experiencia pessoal, a minha namorada prefere os orgasmos na penetracao ou vaginais, mas tambem nao

  • joao t (portugal)

    como ia dizendo, a minha namorada prefere assim os orgasmos com penetracao, e que atinje mais facilmente do que no sexo oral ou mesmo directamente no clitoris embora ela nao dispense um bom sexo oral para “aquecimento” hihi

    pelo que sei… a estimulacao do ponto G tambem e uma grande fonte de prazer, ate podem mesmo chegar ao orgasmo, essa estimulacao pode ser feita manualmente ou com o penis, o ponto G situa-se na parte superior da vagina a uns 5cm da “entrada” podem mesmo senti-lo, uma pequena saliencia que pode aumentar consuante a excitacao da parceira. falar com a parceira e muito importante na minha opiniao porque e sempre bom saber aquilo que lhe proporsiona mais prazer porque eu tenho prazer em dar prazer e em receber tambem e claro :P
    so uma curiosidade, sabiam que os porcos tem orgasmos de 30 minutos? (ate eles tem sorte) hihi

    boa sorte e muitos orgasmos! :P

  • Andreia

    Hello pessoas! Não conhecia o blog e por indicação de um amigo, estou aqui! Achei muito interessante esta enquete, sem contar q acabou servindo de utilidade pública!!rs Há tantas pessoas q precisam de uma luz!rs
    Colocando minha humilde opinião, creio q o grande problema é q queremos rotular as coisas, padronizar, enquadar de alguma maneira.
    O lance na vida sexual de qq pessoa é perceber q ela evolui, e com isso, as sensações mudam, abrem se novas possibilidades com o amarucimento…
    Levamos algum tempo pra nos percebemos por completo ,essa q é a verdade, e por não saber ao certo o q ocorre nos sentimos um “alienigenas”!rs Mas não é bem assim, né!?rs
    O importante não é saber a diferença, mas sim, usufruir da sensação q ele proporciona, me refiro ao orgasmo! Já é uma dificuldade em deixá-lo acontecer e depois se quer categoriza-lo… ai já é demais!
    Pela minha experiência, percebi q leva-se um tempo pra permitir q o outro participe de nosso prazer. Há algumas barreiras q são transpostas pra q o sexo aconteça com plenitude, nesse sentido, os homens são bem mais permissivos, creio q um pouco disso se deva a nossa cultura onde o “macho” pode mais e tudo, ao passo, q a “femea” é relegada as sobras.
    Descobrir a própria sexualidade e deixa-la fluir é algo q exige treino!! E creio q nesse sentido nós mulheres estamos evoluindo, não se muito, mas caminhando. Considero q sexo com responsabilidade, cumplicidade e intimidade é o melhor deles, pois pode-se sentir q está compartilhando algo bonito com alguém q goste e confia.
    Orgasmo não é só um processo fisico ou quimico, ele tb é emocional e envolve uma coisa muito complicada q é a entrega. Não só a entrega ao outro, mas de si mesmo para aquele ato.
    Acho q filosofei bastante!!
    Enfim, pra mim o orgasmo é um todo e não é necessário rotulá-lo, o lance é deixa-lo acontecer!!
    bjos.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Andreia,

    Ninguém aqui está rotulando ou dizendo que não devemos “deixar acontecer”. A teoria não é inimiga da prática, pelo contrário…

    Aqui é um espaço para termos mais consciência dos processos que já acontecem, entende?

    Um exemplo: uma grande amiga minha leu esse post e me confessou que nunca havia sentido um orgasmo vaginal (durante a penetração, ela se masturbava no clitóris para chegar ao orgasmo). Disse que ia tentar com o namorado e depois me contou que sentiu! Sem estimulação clitoriana, só com a penetração ela sentiu outro tipo de orgasmo.

    Há vários níveis e tipos de sensações. Não precisamos rotulá-las para senti-las, mas não seria mais interessante ainda termos a consciência disso tudo já que somos humanos e não coelhos? :-)

    Seja bem-vinda aqui.

    Abração pra ti!

  • Andreia

    Well… talvez não tenha sido clara clara, mas não quis dizer q as pessoas aqui procuram “rotular ou enquadar” alguma coisa, pelo contrário, expus como entendo esse aprendizado q se tem em relação ao próprio corpo e a sexualidade. Coloquei q o ser humano de um modo geral procura rotular, enquadar como forma de seu entendimento das coisas.
    Claro q teoria vale, pelo menos, dá uma direção, esclarece, e muitas vezes,tira-se a sensação de solidão diante de alguma situação ou experiência que estaja vivendo.
    Tentei dizer,q pelo processo de auto conhecimento e aprendizado, é muito mais válido chegar lá, do q propriamente saber “onde” ele acontece!! É q as vezes se fixa tanto num ponto e se desconsidera q há outros tantos…
    Qdo vc diz consciência, é qdo digo q se deixa fluir, q se permite sentir… e esse sentir não é para uma finalidade especifica, isso se aplica a tudo na vida: sentir amor, amizade, raiva, desprezo, egoismo, etc, etc. Sentindo, se sabe q existe e através disso q pode se se transforma.
    Pessoalmente nunca senti “esse” orgasmo vaginal descrito acima pelas meninas, mas isso não quer dizer q não sinto prazer… o fato de meu prazer ser diferente do delas não é menor ou ruim, é simplesmente “diferente”, é um pouco isso q me referi no outro texto.
    Realmente não somos coelhos!!(Se fossemos com certeza não haveria mais espaço na terra para tanta gente!!rs) E entendo q este espaço as pessoas procuram algo além do comum, trivial ou banal. Procuram respostas, caminhos ou até um certo confronto.
    Pontos de vista, convicções, posições, gostos etc e tals é diferente para cada um… o q se busca num espaço em comum é o equilibrio e a troca de informações e experiências. Se faz pelos mais diversos motivos, o legal é poder faze-lo…
    E ainda saber q existem pessoas como vc, q abrem um espaço assim para se expressar e sentir o q tá acontecendo ai fora.

    Abs e tks pela atenção :0)

  • Gustavo Gitti (autor)

    É isso aí! Eu que agradeço.

    Abs!

  • kátia

    Olha estou lendo alguns comentários,e no meu caso adoro sentir orgasmo estimulando o clitoris,é questão de se adaptar com o parceiro,e se entregar totalmente bjs até mais

  • Gustavo Gitti (autor)

    Olá, Zingara!!!

    Angolana? Que coisa! Eu também tenho 25 anos.

    Concorco contigo: o vaginal tem a ver com o clitóris sim. Tanto que é fundamental encostar o máximo que der (se possível 100% de pele com pele qualquer mulher adoraria!) principalmente no clímax.

    Muito bom seu comentário, obrigado!

  • andre

    Olá
    Gostava de partilhar algo com vocês!

    Tenho 26 anos (homem), muito preocupado com o prazer da minha namorada (pois o prazer dela é o meu)! E tento por diversas forma explorar o prazer dela! Conversamos durante a relação de forma a perceber se naquele dia ela prefere de uma maneira diferente do habitual! Ela prefere sempre ser ela a mexer no clítoris. Embora eu já tenha tentado faze-lo do princípio ao fim. Mas ela não gosta! Diz que sendo ela consegue melhor! Normal, ela sabe o que esta a sentir. Embora posso confessar que noutras relações eu conseguia massajar essas mulheres do princípio ao fim!

    Que dizem a esta necessidade de ser ela a mexer do princípio ao fim?

    Quase sempre ela consegue atingir o orgasmo , mas orgasmo clitoriano.

    Nesta fase da relação, falamos desse orgasmo vaginal! (que nunca atingimos)! Ela diz que nunca atingiu com ninguém!

    Tento quando fazemos amor explorar a sua vagina com o meu pénis, em gestos circulares( que ela gosta bastante), massajar-lhe o ânus, massajar-lhe o corpo, chupo-lhe os dedos dos pés! Tento encontrar o máximo de pontos de prazer! Contudo o clítoris é dela! É a única parte em que ela gosta de ser ela a mexer (só ela, com muita tristeza minha)! Por mais que eu tente, ela não atinge o mesmo prazer se for ela própria a faze-lo!

    Mais uma situação, sinto que a pressa dela para começar o acto sexual, sem me deixar alongar nos preliminares (tirar a roupa, beijar durante muito tempo, etc), não ajuda à sua lubrificação nem ao ambiente sensual e nem ajuda à criação daquele clima! Contudo é ela que pede para avançar para a penetração.

    Tenho algumas ideias para tentar perceber a forma de encontrar ainda mais prazer nela (experimentando em diferentes dias)!
    -numa primeira fase vou insistir para que ela se masturbe a minha frente e a frente de um espelho, com isto quero que conheça o seu corpo e eu também,
    -vou arranjar uns brinquedos sexuais (por exemplo: bolas), para que os seus músculos vaginais sejam fortalecidos, com isto quero explorar o pompoarismo,
    -pretendo que nestas tentativas todas não exista penetração entre nós, pois quero provocar lhe o desejo pelo pénis;
    -por ultimo quando passar por estas fazes todas, vou criar todo um ambiente altamente romântico, junto todos os jogos que explorem o seu corpo, de forma a tentar juntar um role de prazeres mais o prazer da penetração. Quero faze-la atingir um novo patamar!

    Considero que o problema para não conseguir atingir o orgasmo vaginal, será a grande concentração do prazer no clítoris, de tal modo que a força que ela faz para atingir os orgasmos, faz com que no dia seguinte ainda esteja dorida (no clítoris)! Talvez por isso eu não consiga provocar-lhe o orgasmo ( massando-lhe só no clítoris), pois não faço a massagem com muita força, com medo de a magoar! E também não ajuda a pressa com ela quer começar o acto sexual!

    Gostava de ouvir outras opiniões!
    Nesta fase não quero partilhar com a minha companheira, o que pretendo fazer, pois quero que ela sinta o prazer da surpresa, de algo novo e diferente!

    Que me dizem homens e mulheres! ~
    Espero que esta partilha seja útil para todos!

  • marcio vitor

    oi tudo bem ,queria muito saber com fazer minha mulher chegar no orgasmo?…

  • Andreia

    Oi André, tudo bem?!
    Percebo o teu interesse e entusiasmo em acrescentar emoções e sensações a mais no teu relacionamento com a tua namorada, isso já um ponto de partida bastante importante. Por outro lado,acredito, sexo é um acordo entre as partes. As coisas podem e devem ser boas para os dois: experiências, trocas, tentativas… enfim, tudo q se queira fazer desde q partindo de um consenso. Além disso, acredito tb, q sendo compartilhado com carinho e respeito seja um aprendizado constante, não só do próprio corpo, mas a do outro tb. Com o tempo cria-se a intimidade e cumplicidade necessárias q,no meu ver, são essenciais para a evolução das coisas. Acho q antes de “introduzir” apetrechos no momento da intimidade, perceba antes o q ela gosta, o q prefere, se tem fantasias, se gostaria de experimentar outras coisas, pq antes de mais nada é preciso a vontade, a curiosidade de se tentar coisas novas. Já imaginou vc chegar com esse “arsenal” todo e ela ficar chocada, ou não gostar da idéia?! Ia ser no minimo frustrante pra vc! Vá com calma, entenda melhor o q ela entende por sensualidade, erótico, o q a estimula e excita. De repente pode ser algo muito mais simples do q imagina!rs O fato dela não o deixar toca-la no clitoris, pode ser q tentativas anteriores não foram agradáveis, ou pq não se sinta a vontade de permitir q o faça. Mas isso não significa q não goste do teu toque e a maneira q o faça. Enfim, o diálogo é o melhor caminho e com teu interesse tenho certeza q irão fazer boas e lindas descobertas juntos.
    bjos :0)

  • Gustavo Gitti (autor)

    Marcio, não tem fórmula, cara. O segredo é ir observando as reações dela e ir levando com calma para onde ela mesmo aponta. Basta você ser aberto às sensações dela.

    André, você não é responsável pelo prazer e não precisa se colocar nesse lugar. Relaxa e vá com calma, ok? Quanto ao lance do clitóris, pergunte a ela, é mais fácil.

    Abs!

  • Mika

    olá…
    gostaria de tirar uma duvida…
    nem sempre q tenhu relaçoes com o meu namorado…( com penetração) eu sei quando tive um orgasmo..
    uma de nossas ultima relaçoesfizemos sexo oral.. e percebi ter um orgasmo…
    opós omeu namorado meu perguntou curiosamente.. qts orgasmos eu tive naquela hora…
    como saberia!?

    espero uma ajuda de vcs!
    abçs!

  • PA

    Amei este post e as conversas saudáveis que se seguiram. Parabéns!

    Um beijo de Portugal ;)

  • andre

    Obrigada pelos comentários Andreia e Gustavo!
    Tudo o que farei será sempre numa base de conversa e entendimento mútuo (com muita calma)! Mas tentarei sempre criar um momento romântico e de surpresa! E não lhe vou” “introduzir” apetrechos ” sem que ela assim o queira ( não sou nenhum tarado ?)! Estas ideias nasceram de conversas soltas que tivemos e de curiosidades que ela tinha ! Depois acho podem ser um a forma de explorar o prazer da minha companheira! De certa forma quebrar a monotonia!

    Por outro lado procuro a aprendizagem tanto dela como minha!

    marcio a melhor forma de saber isso e sentir e falar com a tua companheira de forma a que ela te diga o que esta a sentir e de que forma lhe agrada mais(mesmo durante a relação). E se um dia não corre bem, fala com ela e percebe o que se passou!
    Desse modo da próxima exploras ainda mais o seu prazer dela e o teu!

  • jane

    com toda certeza ha diferença entre um orgasmo e outro. em 7 anos de casada tive apenas 1 orgasmo vaginal. foi inesquecivel…. que sensação maravilhosa, um prazer sem explicaçao. diferente do clitoriano, um momento de ápice de prazer, diria que um bota fora. mais nada comparado ao vaginal….eu gostaria de ter mais

  • Inês

    Já nao sei o que fazer.. nao tenho nem nunca tive orgamos vaginais!!o meu namorado faz tudo para que isso aconteça mas nuncha cheguei lá nem fasso ideia do que é!
    O que façO!??

  • gabriel

    Olhe minha namorada tem o mesmo problema da ines , tem vezes que ela ate começa a chega lah e para , olhe ela tbm tem dores na barriga em baixo do umbigo alguma de voces tem ideia do que seja?? O QUE EU FAÇO ??

  • Gustavo Gitti (autor)

    Gabriel, peça que ela procure um médico.

  • Leonardo

    Olha, com certeza o bate papo aqui está bem legal e saudável, mas tenho uma dúvida e não consegui chegar em nenhuma conclusão pois cada pessoa aqui diz uma coisa diferente, por exemplo, a Jane afirma que ha uma diferença enooorma entre os orgasmos, ja muitas outras mulheres respondem não sentir diferença, afinal existe ou não ?
    Minha dúvida é a seguinte, sou casado ha 3 anos e eu e minha esposa temos um dialogo muito aberto. Desde o início ela tem apenas orgasmos clitorianos durante o sexo oral ou com meu toque, e acreditem não são “fogos de artificio”, eu que escuto os gritos e sou contraído entre suas pernas sei que é algo muito forte que ela sente. A questão é que um casal de amigos nossos muito confiáveis afirmam ter quase que constantemente orgasmos simultâneos (desde a primeira transa), o que nos gerou uma enorme vontade, pois eles dizem ser uma sensação maravilhosa. Só que para chegar aí, primeiramente precisamos conseguir que minha esposa tenha um orgasmo durante a penetração, seja vaginal ou não (que sinseramente acredito ser a mesma coisa pois se ela sentir algo mais intenso do que vejo durante nossas relações acho que ela morre..hehhe)
    Mas em fim, nós tentamos já o orgasmo durante a penetração (algumas vezes até por horas), mas confesso que foram poucas tentativas, pois ela ADORA o jeito que fazemos e logo fica impaciente para ser tocada ou pelo sexo oral. Alguma dica para conseguirmos esse orgasmo vaginal e posteriormente um orgasmo simultâneo além de “subir mais um pouquinho” ? Quem ja teve ? Sejam sinceros pois gostaria de ter uma idéia do quanto este orgasmo simultaneo é raro ou comum. Gostaria de ouvir muitas resposta…hehe…ME AJUDEM AE !

  • Nati

    Sobre este assunto não se esgotam as possibilidades, é sempre muito o que falar, muito o que se compartilhar e sempre muito a se conhecer!

    Vou falar só o que eu entendo de mim, e do que já vivi.

    Primeiro: Cada corpo é diferente, o que um cara faz em uma mulher que a deixa louca de prazer, pode incomodar outra, machucar e etc.

    Cada corpo é diferente, cada corpo faz um encaixe diferente com o outro. Então, nada que nenhuma de nós falarmos serve muito de receita. O lance é experimentar, sentir, provar, ver sempre novas possibilidades no outro e em si mesmo.

    Segundo: Sexo por si só já é mais que excelente. Com orgamos, sem orgamos, rápido, devagar, de qualquer jeito.

    Então rapazes não se cobrem e nem cobrem suas parceiras a respeito disso. A pressão estabelecida não ajuda, e pode até piorar, dificultando mais ainda que a mulher realmente consiga chegar lá.

    Terceiro: Acho que o principal pra qualquer relação, e principalmente a sexual, é o envolvimento. A entrega dos dois, a presença deles ali. A falta de restrições, de medos, de qualquer coisa que não seja a plenitude do momento.
    Parece meio utópico mas não é.
    Mas precisa de vontade, de preparo mesmo.

    Como o Gustavo já falou, para os homens, não se preocupem apenas com a mulher, preparem o ambiente, lençois, limpeza, cheiro, som, luzes, tudo.

    E para as mulheres, deixo minha dica, se preparem para o momento, se cuidem, se embelezem, estejam satisfeitas com tudo a seu redor, com as coisas que vc tem e que vc é. Se estimulem, em pensamento, leiam, escutem musicas que a liberem, sintam tesão antes de poder liberá-lo.

    Quanto á minha experiência, fiz sexo a primeira vez aos 16 anos, e fui ter meu primeiro orgasmo com 18. Comecei com orgamos no sexo oral, e só beem depois que consegui um orgamos clitoriano. E hoje consigo gozar quando estimulada e penetrada ao mesmo tempo.

    Mas tem dias que o corpo não quer. Estou lubrificada, com vontade, está tudo gostoso, mas o orgamos não vem.

    Bate aquela ansiedade, mas nem adianta estressar, não há muito o que fazer, ele vem ou não.. e eu não consigo saber como.

    E engraçado, eu ás vezes o perco. Ele vem vem, e de repente some.. Desaparece qualquer sensação que me faça chegar lá.. e é como se eu estivesse começando do zero de novo.

    Enfim, cada dia é um dia, cada caso é um caso.

    Mas quando se tem vontade, carinho e entrega, no mínimo vai ter uma noite de sexo muito boa, com orgasmos ou não.

  • Cadu

    Oi pessoal, tenho 28 anos, nunca havia escutado falar em orgasmo vaginal…
    Já li bastante sobre o sexo tântrico.
    Em toda minha “experiência” sexual pesquisei a fim de aprimorar minhas relações e oferecer o maximo de mim as minhas parceiras, atualmente estou namorando, ela (21) que amo muito me disse nuca ter tido um orgasmo vaginal, confessei não conhecer, logo deduzi que se tratava do hiper orgasmo, perguntei se não estava enganada, afirmou não estar e que já havia lido uma matéria a respeito…
    Vale comentar aqui (devido ao comentário da Ana Lucia em 12 de setembro) no começo de nosso relacionamento também me disse que só havia tido orgasmo duas vezes, uma comigo e outra com seu ex, o qual também amou, mas agora ainda no começo :0) mas com mais afinidade, ela tem mais facilidade em ter orgasmos comuns, isso comprova a questão (legal mesmo é estar apaixonado, ou amando de verdade, o resto é conseqüência…)
    Eu preocupado em desmistificar este termo e de me livrar de uma suposta responsabilidade do ato “nunca ter lhe proporcionado um orgasmo vaginal” fui pesquisar para lhe dar a melhor resposta e aqui estou neste maravilhoso blog, tendo a oportunidade de compartilhar meu conhecimento, e aprender com vocês, comprei hoje este livro sugerido por nosso amigo Gustavo, ela vai ler primeiro e depois vou lhe dar também o livro hiper orgasmo… ( que eu recomendo, trata muito do assunto sexo tântrico)
    Tenho uma conclusão sobre a questão do Gustavo no começo deste tema devido minha experiência sexual e as teorias da praticas do sexo tântrico…
    Já presenciei inúmeros orgasmos, com gritos, caladinhos, com gemidos etc…
    Mas o orgasmo vaginal (hiper orgasmo) só se consegue quando ambos estão em sintonia, quando conseguem ao menos realizar os três primeiros dos sete níveis do sexo.
    Vou colocar aqui os sete níveis do sexo e mais abaixo o que significa sexo tântrico…
    Mas adianto ao fato de que apenas um ter o conhecimento do tântra é bom, mas fundamental mesmo é claro, é que os dois tenham.
    O nível mental é o mais importante, (segundo a lei da causa e efeito) pois tudo começa dentro da mente (no âmago da vida, na alma). Cada um mais importante dentro de sua ordem. Os primeiros níveis são os mais importantes, mais sutis, dentro desta premissa a penetração é a menos importante porque é o mais robusto, denso e o menos sutil.

    Os sete níveis do sexo:

    O primeiro nível de relação sexual é mental

    Quando uma pessoa deseja outra e visualiza um ato de amor com ela, já começa a desencadear forças que tem valor tântrico. Se sua mentalização encontra um campo favorável, ou até mesmo neutro, poderá se realizar. No entanto, se a outra pessoa não o quer, há leis naturais que impedem a violentação da liberdade.

    O segundo nível de contato sexual é o olhar

    O olhar tem um poder extraordinário de estabelecer ligação profunda entre as pessoas e de desencadear excitação sexual. É um recurso que em público, em menos de um segundo, sem que ninguém perceba nada, pode estabelecer vínculos definitivos entre as pessoas. Durante um simples beijo ou durante um contato sexual de último grau, o uso do olhar pode superdimensionar as sensações. As pessoas que beijam ou fazem amor de olhos fechados estão perdendo um upgrade precioso. Um iniciado tântrico, que tenha desenvolvido o poder do olhar, pode produzir excitação sexual numa pessoa sem tocá-la. É importante frisar que neste como nos demais níveis, o catalisador é a reciprocidade.

    O terceiro nível do contato sexual é a palavra

    Durante um contato sexual a palavra é fundamental. Um diálogo picante pode projetar os amantes para os píncaros da excitabilidade.

    O quarto nível de excitação sexual é o toque

    O toque pode ser estimulante ou desestimulante. O toque é uma arte que precisa ser desenvolvida. Nenhum exercício é mais eficiente do que estar atento a cada toque aplicado no parceiro.

    O quinto nível de relação sexual é o beijo

    Beijar já é fazer amor. Experimente beijar com mais suavidade. Explore mais os lábios, deslize-os, alterne a pressão. Toque carinhosamente a ponta da língua no lábio do parceiro.

    O sexto nível de relação sexual é a carícia corporal

    Cada pessoa sente mais prazer em determinadas áreas e com diferentes formas de toque e pressão. Fale com seu parceiro para que ele não tenha que adivinhar.

    O sétimo nível de relação sexual é a penetração

    O contato sexual tântrico não deve ser realizado com pressa. Se não há tempo, deixe para uma ocasião mais apropriada.

    O hiper orgasmo é o que você vai sentir se praticar estes sete níveis. Desta forma, não tem como a pessoa fazer depressa. Porque exige tempo, clima, romance e ambientação. A sua excitabilidade aumenta e propicia a possibilidade de entrar no hiper orgasmo.

    Explicação sobre o sexo Tântrico (Por Arlete Gavranic:
    Freqüentemente encontramos pessoas que não sabem ao certo o que é tântra. Algumas acreditam que tantra é uma religião, mas a maioria pensa que é um manual de sexo e de posições sexuais.Em sânscrito, tântra significa “o que conduz ao conhecimento”. Segundo estudiosos, o tantra surgiu há cinco mil anos na Índia. Sua prática é um modo de vida orientado para o autoconhecimento, que possibilita a seus praticantes o desenvolvimento da consciência, da percepção dos sentidos e sua sensibilidade, através da aprendizagem de ouvir e respeitar o corpo, de viver a naturalidade em todos os aspectos da vida.
    Os estudiosos dizem que tântra é aprender a aproveitar a vida em seu máximo. Isso inclui a sexualidade, diminuindo a ansiedade de desempenho, experimentando todo o prazer do momento, do aqui/agora, liberando-se das frustrações já vividas e das expectativas futuras, aprendendo a ter autoconfiança, crer na sua energia e viver as sensações. Afinal, o verdadeiro conhecimento vem do sentir e não do pensar. A importância do sexo no tântra se deve a essa visão de crer que o sexo é a causa da vida e do amor e, portanto, é a energia básica para a vida.
    O tântra é uma prática que contém técnicas para despertar e melhorar a performance sexual. Também ensina a intensificar e prolongar o orgasmo. Usa rituais para transformar a relação sexual em um prazer maior, fazendo com que o sexo, vivido de forma criativa, possa promover e melhorar a intimidade do casal. Assim propicia maior prazer e confiança nas habilidades sexuais.

    Espero ter ajudado
    Abraços a todos e parabéns pelo blag

  • Cadu

    Ola pessoal que administra o Blog, ainda não recebi a confirmação de meu coments, é aqui mesmo que devo informar isso?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Cadu,

    Comento alguns pontos:

    1. Orgasmo vaginal é orgasmo vaginal. Hiper orgasmo é alguma definição de algum livro. Não tem como colocar essa equivalência igual você propôs.

    2. Esse lance de ficar colocando o sexo dentro de níveis e categorias é meio furado. Quem disse que uma mulher não pode se acabar de prazer (ter os hiper mega super ultra fodásticos orgasmos) sem “realizar os 3 primeiros níveis”?

    3. Recomendo fortemente que esqueça essa definição de TANTRA: “Os estudiosos dizem que tântra é aprender a aproveitar a vida em seu máximo”. Isso é pura bobagem, cara. Tantra é a mais alta prática espiritual e o significado da palavra é “continuidade, tecido incessante, sem interrupções”.

    Uma prática é tântrica quando usa tudo o que surge para o cultivo de sabedoria e compaixão: raiva, medo, morte, dor, tudo, inclusive sexo.

    Portanto, nem eu, nem você, nem ninguém aqui é capaz de sequer começar a praticar o tão famoso sexo tântrico (vou escrever um post sobre isso). Mas não duvido que você pratique um sexo mais consciente, só isso.

    Segurar a ejaculação é a coisa mais simples do mundo. Isso não é tantra, meu caro. Usar técnicas, abrir os olhos e peito, respirar a parceira inteira e jogá-la de um lado para outro na cama… Isso é apenas diversão, não tem nada de tantra.

    Abração!

  • Cadu

    Valeu Gustavo, vou aguardar seu post sobre o tema.
    Meu comentário foi baseado em uma pesquisa e em minha “experiência entre aspas” que estou buscando aprimorar, :) eis o motivo de estar aqui…
    Sei que realmente está alem de nossa capacidade realizar o tantra, comentei não para que as pessoas tentem praticar, mas acredito que os simples sete níveis citados não seja uma pratica espiritual, apenas postei tudo que já foi dito aqui em uma hierarquia fácil de entender e ser compreendida pelas pessoas que desejam obter um orgasmo mais elevado mas acabam se confundindo com os termo ou classificações de orgasmos tais como “fogos de artifício e terremotos ou grito estridente e grunhido gutural”, e não sou eu quem vai dizer pois não cabe a nós homens compreender o que não é de nossa natureza…
    Sei que uma mulher pode ter um orgasmo sem ter o conhecimento do tantra mas acredito que mesmo inconscientemente realiza os três primeiros níveis citados para conseguir os hiper mega super ultra fantásticos orgasmos.
    Acredito que orgasmo não se resuma apenas ao contato físico (talvez um “espasmo nervoso” ou orgasmo clitoriano com mais facilidade, tanto que existe a pratica da masturbação…), um verdadeiro orgasmo vai bem alem disso…

    Agradeço sua atenção
    Grande abraço

  • menino enocent

    bom eu no momento tenho 17 anos perdi a virgindade aos 15 com minha prima que tinha 19 anos … é oque me deicha ainda em duvida e meu pênis… ele fica ereto a quase todo momento isso me constragia dependendo do locau e depois ereto dificilmente ele volta a ficar não circulado só deu ver uma mulher até a professora imagina eu abopando seu seios beijando seu pescosso, ou quando estou ficando só deu beijar o garoto fica lok. bom por falta de sexo não acho que seja o prblema … mas tenho duvidas tenho relação com uma mulher frequentimente de idade bem relavada a minha ela tem 32 anos em certos momentos me cinto desconforto não sei pela relação dela me condusir durante o ato sexual mas mesmo assim me sinto realisado so de ver quando ela sent prazer vendo ela encolher os dedos do pé seu corpo se contraindo com o meu sentindo sua repiração em minha boca quando se beijamos em cada orgasmo …
    apesar dela ser muito bonita e bota inveja em meus colegas não me sinto bem andar com mas gosto no mesmo tempo e compricado … mas essa coisa de meu penis ficar ereto a todo momento tem aver com minha relação com ela … ei se podrem me ajuda com isso eu agradesso ta valew pela atenção

  • Mirella

    Olá tenho 26 anos e tenho relações a dez anos mais ou menos, e de fato nunca tive esta percepção de orgasmo, na verdade só tenho se eu me tocar, se me masturbar caso contrario sem estimulo clitoriano nada acontece, no meu caso é muito dificil dizer isso pois notei que meu clitoris é muito menor que o normal e nem essa tal de “subidinha” me ajudaria, mas posso garantir que tenho orgasmo psicologicos, visuais o que me deixa bastante satisfeita.
    Acho que talvez cada pessoa tenha seu orgasmo prório seja ele clitoriano, vaginal.
    Abraços

  • Valeria

    Olá pessoal, tenho lido atenciosamente todos os comentários aqui escritos e fiquei feliz, especialmente, por ver tantos homens se preocupando com o bem-estar de suas namoradas :)
    Não vou mentir que também fiquei feliz por ver que eu não sou a única no mundo que nunca sentiu orgasmos vaginal (foi justamente em busca de esclarecimentos sobre isso que eu achei esse blog)
    Eu estudo Psicanálise, e o que eu tenho aprendido com ela tem me deixado muito assustada, por ser uma teoria determinista que diz que existem mulheres que realmente não têm orgasmos vaginais e isso se dá no momento de sua estruturação sexual, onde a mulher não consegue deslocar seu prazer do clitóris para a vagina (isso se chama Complexo de Masculinidade). Mas eu vim em busca de novos horizontes e prefiro acreditar que o orgasmo depende de muitos outros fatores, como os já ditos acima sobre a entrega ao parceiro, à intimidade, à confiança e outras coisas do tipo. Eu perdi a minha virgindade aos quinze anos de uma forma bastante desagradável e as vezes pensava ser isso o inibidor d’eu ter meus orgasmos vaginais. Eu namoro há quase três anos e estava muito preocupada com o fato de nunca ter conseguido “chegar lá”. No início do namoro eu fingia, até mesmo porque eu ainda era muito imatura e não cmpreendia certas coisas, mas depois percebi que não valia a pena ficar mentindo e conversei claramente com o meu namorado que, ao mesmo tempo em que foi bastante compreensivo e disposto a ‘nos’ ajudar, ficou confuso por pensar que o problema poderia estar nele. Este foi um momento delicado do meu namoro pois nenhum sabia direito como consolar o outro e com isso nos propusemos a tentar de todas as maneiras melhorar o nosso relacionamento sexual; tendo eu me preocupado em me entregar mais (psicologicamente falando) e ele se preocupado com todos os detalhes já relatados nos discursos dos caras aí em cima. E , embora eu ainda não tenha conseguido o tão almejado orgasmo vaginal ( e ainda tenho dúvidas se isso é possível), minha relação tem melhorado bastante após essa conversa (pois pelo menos os orgamos clitorianos aumentaram para compensarem a falta dos outros…). Mas confesso que ainda fico confusa quanto à esse assunto, pois já cheguei a ficar dias e mais dias melancólica, pensando ser uma pessoa extremamente anormal e mais ainda por pensar que eu não conseguiria dar ao meu namorado a satisfação de me ver tendo esse tipo de orgasmo. Realmente é algo difícil de ser tratado, mas após ler estes comentários, me senti à vontade e acolhida para comentar também.

  • Linoka

    Oi gente

    sei que esse tópico começou a um bom tempo, mas foi onde mais me identifiquei para falar sobre o que preciso….

    Eu tenho 19 anos, perdi minha virgindade com quase 18 com um cara que nunca mais tive relações, depois disso tipo um namorado que na nossa primeira e única tentativa não “levantou” rs e por último um namoro de 4 meses onde tivemos muitas relações pq ja nos conheciamos a muito tempo então não nos intimidamos!
    Com esse meu ultimo namorado no começo era muito excitante pra mim ter uma vida sexual ativa e tudo mais, nósnos davamos bem nas “pegadas” e etc…
    maaaaaaaaassss com o tempo eu acabei perdendo a vontade por nunca ter tido um orgasmo, não fazia por obrigação, mas acabei perdendo o tesão por saber q mais uma vez ia acontecer e eu não ia chegar la… tbm nunca tive um orgasmo clitoriano pq não consigo, sinceramente me envergonho, mas não consigo!
    meu namorado sempre esta cheio de “amor pra dar” se preocupa comigo, ja fizemos varias posições, mas nem assim aconteceu!
    não me sinto à vontade para conversar com amigas ou um ginecologista

    e gostaria muitooo de saber a opnião da galera aqui, pois achei o papo muito interessante
    se rolar algumas dicas tambem não vou achar nada ruim ;D

    Um grande beijo a todos!

  • praiana

    gostaria mto de saber tenho releção sexual ñ gozo? como faço ele pergunta e minto para ele que gozei as caricias dele são maravilhosa mais qdo a penetração ato consumado ele goza e eu não me ajude!
    sinto muitas dores no ato quando faz a penetração e depois fico a sentir dores pelvica o que issso em gente.

  • Nati

    OI Linoka.

    Bem, eu particularmente demorei muito pra ter meu primeiro orgasmo. E nem é sempre que ele ocorre.

    Mas o bom do sexo não é isso. Aliás, isso é tão pequeno perto da relação sexual em si, que tem vezes que nem faz diferença.

    Tente curtir o envolvimento, sentir tudo o tempo inteiro. Sentir seu parceiro, seu corpo, o que ocorrer com seu corpo em cada momento.

    Desde antes da relação começar até, depois que ela acaba.

    Talvez quando vc desencanar de sentir isso, acabe ocorrendo. Tente aproveitar o momento, se vier, bem, senão, já valeu a pena.

    E outra coisa, se entregue ao momento cmpletamente. E se entregar é inclusive não pensar. Só sentir e fazer.

    È bem dificil. Mas quando a gente consegue o momento é inigualável.

    É isso que posso dizer.

    bejim

  • Sara

    Olá!

    Não sei como vim parar a este blog mas a tentação foi mais forte e depois de ler até mais de metade tinha que deixar um comentário. Tenho apenas 14 anos mas posso dizer que pelos vistos sou mais experiente do que grande parte das mulheres que aqui comentaram; isto porque nos ultimos 5 meses tenho vindo a explorar o mundo do prazer, no sexo oral, com o meu namorado.
    Só pra dizer que o segredo está mesmo no diálogo e no interesse que demonstram um pelo outro. É preciso que ele saiba os pontos fracos e sensíveis e os explore a todos os niveis, sem nunca magoar, claro. E quanto às mulheres, nada melhor do que retribuir o interesse e explorar inecessavelmente todas as fraquezas do companheiro.. Não há melhor sensação do que a total entrega de nós próprios, de nos sentirmos seguras e ao mesmo tempo poderosas, quando o temos na mao.. ahahaha

    Encontrem alguem que realmente vos ame e vos queira levar à loucura, e aí terão todos os tipos de orgasmos e mais alguns! Acreditem x)

  • Viviane

    Olá Gustavo, adorei o flog e suas respostas.Mas me tire uma dúvida?
    O que seria “subir mais um poquinho” tão citado aqui?
    Obrigada =)

  • Gustavo Gitti (autor)

    Viviane, na penetração pela frente, papai e mamãe, o homem pode ficar um pouco acima, subir um pouco mais, passando mais um pouco do alinhamento ombro a ombro, cabeça com cabeça, sabe?

    Isso muda o ângulo da penetração. É perfeito para facilitar o orgasmo feminino. ;-)

    Abração!

  • Ana

    Viviane e Gustavo,

    é isso mesmo. Mas deixem-me dizer uma coisa, “isso muda o ângulo da penetração”, é certo, mas não é isso que propicia o orgasmo. É a fricção da pélvis masculina no clítoris que, por subir um bocadinho, se torna mais evidente, intensa e o facto de não desencostar permite que o clímax seja atingido.

    Quando se mantém o alinhamento de ombros normal, vai tocando, vai desencostando, vai tocando outra vez e desencosta outra vez. Dando a subidinha, toca continuamente. E é booooom! :)

    Saudações portuguesas!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Obrigado, Ana!!!

  • Viviane

    ANA…
    Muito obrigada pela complementação, foi de muita valia.
    Abraço forte a todos que colaboram para esse blog SHOW DE BOLA, NOTA 10!

  • Laine

    Gente achei o auge esse Blog…Esclarece muita coisa…

    Bem tenho 24 anos,sou casada a 8 meses….Tenho uma vida sexual bem saudável e de muita intimidade e conversa…Isso naum é problema…porém tinha uma dúvida…

    E a minha grande dúvida era com relação ao orgasmo vaginal e clitoriano….Pois no meu caso eu só consigo ter orgasmo nas seguintes situações….atráves do sexo oral..e através da penetração se eu estiver por cima…eu não preciso estimular o clitoris com a mão….mas preciso do contato do clitoris com o penis com o corpo do parceiro pra conseguir…

    E pelo que li no relato na Ana Lucia….e de outras gurias….o orgasmo vaginal é com penetração desde que o clitoris esteja envolvido e talz….E o clitoriano é quando necessita do estimulo da lingua (no caso do oral) ou estimulo com a mão sem a penetração .É ISSO??????

    Porque se não for isso …eu sinceramente nunca consigui ter orgasmo só com a penetração que nenhuma parte do penis ou do corpo esteja estilumando ou em contato com o clitoris…

    Ahhh e sobre no papai e mamãe subir um pouco era o que faltava pra mim ….porque eu curto muito como o Gustavo relatou o envolvimento que existe nessa posição, até pelo fato do corpo do parceiro estar tocando seus seios…e de vc estar com todo o corpo em contato com o dele se torna muito prazeroso….Porém como não acontecia o estimulo do corpo no clitores eu não conseguia…vou seguir a dica e depois eu conto se deu certo!!!

    Aguardo comentários!

    Parabéns pelo blog otimo!

  • Carol

    simplismente perfeito, adorei, dah p tirar mt proveito disso aki…parabéns gustavo

  • vanessa

    olá gostaria de esclarecer a minh a dúvida:« será que a prática diariamente aumenta o tamanho de abetura vagina?» e « Que posição sexual é aconselhável para que o corpo feminino fica sempre firme?

  • Ricky

    Oi pessoal..
    A minha namorada tem varios orgasmos durante a relacao sexual.
    Nao consigo perceber..Pois a maior parte das mulheres diz ter dificuldades para ter orgasmos e muitas chegam a ter 2 ou 3 durante toda a vida sexual, chegando ate a fingir orgasmos para nao desagradar o seu parceiro.
    Com o sexo oral ela nunca teve um orgasmo, mas ja com a penetracao ela fica louca e nao para de os ter..

    serao verdadeiros?? e possivel durante uma relacao ela ter 4 ou 5 orgasmos ??

  • Gustavo Gitti (autor)

    Ricky, tudo é possível. Por que você não conversa e pergunta tudo isso diretamente para sua namorada?

    Vanessa, pelo que sei, os músculos da vagina são elásticos. E creio que para que o corpo fique “firme” é bom você fazer alguma atividade física (sexo é uma delas… rs…).

    Abração!

  • ana

    porfavor me ajude ñ consigio chagar a gozar com meu marido ele pergunta se gozei digo que sim sem ter goZADO QUAL A DIFERENÇA DESSA PLETITUDE DE CHEGAR AO ORGASMO POIS Ñ CONSIGUO.MINTO PARA ELE ME AJUDE POEFAVOR.QUERO SENTIR O GOSTO DE GOZAR?

  • Laura

    Oi pessoal, tenho muitas duvidas…

    Sou Homosseuxual e minha namorada e eu transamos ah 9 meses já…porém eu nunca tive um orgasmo,mas eu digo á ela que sim e já fingi muitas vezes, não quero decepciona-la, ela me faz sentir tesão, e faz muiot bem, mas acho que o problema é comigo, nos ultim0os tempos ela não consegue chegar lá com tanta frequencia quanto antes…

    em vez de dar prazer ela sente dor qaundo a toco…tenho muitas duvidas, e as vezes acho que o problema é comigo…

    Não sei o que fazer…

  • fhilipe

    ei mah eu tenho uma namorada que fica louca de tesão quando agente ta fazendo akelas coisas e ela grita muito alto naum sei controlar essa gritaria dela ela diz que eu tenho um pau enorme aí eu digo que vou cortar aoou meia aí ela disse que se eu fisesse ela iria me matar então ela resumindo ela adora o meu pau

  • Net

    Oi,tenho 19 anos e a uns 6 meses perdi a minha virgindade com meu namorado,ele tem 38 anos,mas até hj eu n consegui chegar a esse tão esperado orgasmo…
    Nem com penetração,nem com sexo oral(q por vez ele já tentou algumas vezes),nem msm por masturbação,me dizem q é muito bom,porém ao assistir filmes,no incio sinto prazer e tudo mais,mas quando começa a masturbação o prazer vai embora.N sei mais o q faço…
    Adorei os comentários anteriores,e vejo q esse tal orgasmo é uma sensação maravilhosa msm,porém tenho medo de sentir e n saber se é isto msm…com essas definições de “fogos de artificios” eu n me identifiquei muito n!As vezes tenho medo de ter algum problema,pois as minhas amigas dizem q sempre tem,mas tbm n sabem classificar o q é,e como faz na verdade pra se atingir!Espero q tenha alguem ai q possa me ajudar.Ah,vou tentar a tecnica do meu namorado fik um mais em cima como comentou a Ana Lucia.Bjos a todos.

  • Cathi

    Oi pessoal,
    estou frustada ao ler tudo isto… Realmente, definitivamente, eu ñ tenho orgasmos v… Sempre tenho o orgasmo C, e já estou cansada pq sempre tem que ser na mesma posicao e eu queria sentir algo mais….comento q tenho 27 anos, estou casada á 8, e ñ é por falta d experiencia… eu disfruto ter sexo, mas sinto q me falta algo para chegar a esse nivel maximo d prazer.. help-me pleaseeeee

  • Lu ;)

    Oi,
    Antes de mais quero dar os parabens ao gustavo por abordar esse assunto pois acho que os homens têm muito pa aprender ;P

    Net, se calhar o seu problema é mesmo tar tao preocupada em la chegar que nem consegue desfrutar o sexo como devia. Relaxa…!
    Se vc so pensr em ter um orgasmo em vez de pensar em tudo de bom que esta a fazer naquele momento nao vai conseguir… deixe se levar.
    Um conselho: dê pistas ao seu namorado… mostrar lhe quais sao os pontos em que vc se sente mais exitada ajuda imenso! principamente se ele nao souber muito bem onde é o seu clitoris.
    Nao tarda nada vc vai saber o q é… e espero q nao fique desiludida!

    bjos pa todos

  • Mia

    Galera, nenhum homem tem knowhow para falar de orgasmo feminino , a não ser o de espectador , portanto meninas não levem em consideração nenhum comentário ou teoria dos meninos aqui presentes . Quanto a minha experiênica , só tive orgasmos com estimulação do clitóris , com ou sem penetração. Com penetração é melhor pq alia os dois prazeres. Existe uma área bastante prazerosa na vagina basicamente na parte superior , e o prazer decorrente de sua estimulação é uma sensação deliciosa, mas não se compara ao prazer de um ou vários orgasmos de verdade, ( me recuso a escrever orgasmo clitoriano , pq pra mim é o único q existe ) , sem contar é claro todas as carícias que fazem toda a diferença.

  • mah

    oie tenho 17 ano
    eu ja tivi orgarmo clitoriano
    mas nunca tive orgasmo vaginal
    meu namorado faz tudo
    nos ja tentamos
    mas eu nem almenos sei se tive ou nao
    como eu posso saberque tive?
    e se nao tive como eu posso ter?

  • catarina

    Bem lol, pela minha experiencia, posso afirmar que o melhor orgasmo, é sem dúvida o conseguido atraves do toque no clitóris e no ponto G em simultanio.Pode ser tanto oral como manual a nível de clitóris, até nós próprias para conseguir o ritmo e a pressão ideal enquanto “ele” nos penetra com dois dedos (nós de barriguinha para cima) de preferencia com as pernas o mais unidas possivel para contraír todos os músculos.um dedinho no anús na hora H é sempre bem vindo.O toque vaginal deverá ser feito, estando o homem de frente para nós e abaixo da nossa zona genital.Ele deve sentir encurvando os dois dedos para cima, uma zona mais rugosa e saliente, devendo então pressionar com alguma força e ritmo constante, como que um pénis em acção.Como para o homem é dificil conjugar os dois ritmos em simultanio, a muher pode tocar o clitóris e deixar o parceiro sentir a torneirinha abrir em seus dedos.Com a penetração, eu prefiro com ele por cima, mantendo o seu tronco afastado para deixar espaço pra minha mão lol.Pernas unidas e uma almofada alta a levantar a zona da anca é tiro e queda lol.O principal é existir cumplicidade, desejo de ambos e UMA ENTREGA TOTAL.Temos de sentir que estão a ter prazer ao nos darem prazer.Os corpos teram de dançar a música da entrega.Tudo nasce no olhar, crescendo na força do BEIJO.É O BEIJO QUE DETERMINA O SENTIMENTO E COMANDA O DESEJO.Tinha tanto mais para vos dizer…vou aparecendo.JÁ agora, experimentem tocar o clitóris como um minusculo pénis.Ele está preso por um dos lados, mas tem tudo igual.Quando ele latejar de desejo, procurem agarra lo com dois dedos lateralmente e é só brincarem como os meninos lol.A “cabeça” fica muito sensivel após o orgasmo, mas se carregarem ao comprimento de cima para baixo irá aliviar muito e dará muito prazer.Assim vão querer ter logo mais um e mais…Beijos para todos de portugal

  • cacá

    NOssa esse blog é o máximo msm…minha história é complicada, mas p falar a verdade de quem não é…pelo menos pelo q eu li aki, todas nós já tivemos ou ainda temos um problema, com relação ao sexo…Bom eu tive meu primeiro orgasmo clitoriano mt cedo, descobri sozinha, apesar de q nakela idade eu n buscava mt isso (ao contrario de hj,nakela epoca eu praticava eventualmente…Hj sou uma praticante diaria digamos assim, até pq é c essa necessidade q começa o meu problema. Tenho um namorado a um pouco mais de 3 anos, nosso namoro já teve altos e baixos, n posso reclamar de mts coisas dele, mas tem uma q me incomoda mt, a gente quase n conversa sabe,ou a conversa sempre acaba em briga, n sei se é por minha causa, mas acredito q ele e eu precisamos amadurecer mt ainda. Enfim, perdi minha virgindade c ele, e até hj n consegui ter um orgasmo vaginal. O clitoriano eu já consegui algumas vezes, mas é dificil sabe, as vezes axu q ele n tem mt paciência. Tenho perdido até o tesão, pq antes de começar eu já sei o q vai acontecer(bem parecido c o q a linoka falou). As coisas tem piorado ultimamente, confesso q eu tenho cobrado mas dele e ele acaba se sentindo pressionado. As vezes me sinto meio impotente sabe, por n conseguir despertar nele essa vontade de me agradar. Sinto tb q ele tah meio acomadado. Já nem sei mas o q fz, to deixando as coisas rolarem, na nossa ultima conversa, ele me pediu p deixar q ele resolva.Eu até dei um voto de confiança, mas tenho medo de q seja em vão.

  • Leleco

    Vou ser honesto…

    Pelo menos pra mim, que me preocupo demasiadamente em proporcionar prazer a parceira, sinto que quando o homem é muito atencioso, “esforçado”, preocupado demais, mantedor de um diálogo aberto, as mulheres se acomodam e se esquecem de nós, viram espectadoras da relação, isso se torna muito decepcionante e na maioria da vezes frustante.

    É preciso aceitar antes de tudo saber que homens e mulheres são diferentes, fisiologicamente e mentalmente… e que raciocinam diferente.

    Vejo que muitas vezes as mulheres se escondem atrás desse enigma do orgasmo, jogando o problema pra cima do homem, esperando serem um dia desvendadas e o coitado que se vire.

    Para o homem a satisfação através do sexo é algo simples e evidente, enquanto pra mulher é algo que nem elas mesmo entendem. Não quero gerar polêmica, apenas constato o que eu percebo por aí. Diversas vezes já ouvi mulheres reclamando que o parceiro acaba o ato sexual, vira pro lado e dorme… é evidente, o cara está exausto, “correu a maratona do amor muitas vezes sozinho”. Isso ao menos me deixa muito irritado, mulheres vamos parar com essa preguiça toda!!!

    E sem terrorismo por favor, pois o homem infelizmente tem muito medo de ser traído e saber que não proporciona prazer pleno para a parceira pode cair como uma bomba na sua auto-estima . Infelizmente é assim… acredito que para as mulheres tb.

    O homem não se resumi somente a um pênis e todos nós sabemos muito bem disso,

  • Demetrius

    q

  • katy

    Bom eu consigo orgasmos muito bons,na posição papai e mamãe,ele ajoelhado e eu acaricio o meu clitóris,agora um segredinho muito bom…O pênis não deve entrar todo,entra mais ou menos a metade,acho que assim que toca o ponto g.Me digam será falta de maturidade minha? Dizem que só as mulheres maduras conseguem ter orgasmo vaginal.

  • naty

    e ae genti….blz?
    olha tenho 15 anos e perdi minha virgindade no meu aniversário…so que o cara num soube fazer direito intaum o que faço pq gosto mt dele!
    help me girls pliss

  • renan

    Olha eu ainda sou pouvo experiente mais eu e minha namorda transamos.Eu ja percebi que quando ele chega ao orgasmo ele perde a vontade de transar para voces mulheres isso e normal?
    Mais quando e eu que chego la ai que a coisa esquenta eu nao pendo em parar nunca.
    O orgasmo e o momento magico da transa e a melhor sensasao possivel naquele ato.
    Na verdade o orgasmo e mais frequente em mim quando uzo a mão kkkk mais isso e so parar se ecitar um pouco.
    Mais em mim o orgasmo e mais efetivo quando minha namorada faz sexo oral comigo mais assim voce sente mais tesao.
    Algumas pessoas podem achar isso vulgar mais esse e o meu jeito de transar e e assim que chego ao orgasmo mulheres me mandem e-mails para nos conversarmos mais sobre isso.
    Essa e minha simbolozia sexual e prazerosa.

  • renan

    Naty entao voce tem que fazer como eu so transe com pessoas experientes minha namorada diz que eu sou o muleque piranha.
    Podemos marcar um encontro qualquer dia desses sabe para te ensinar eu tambem tenho 15anos podemos dar uma conversada sabe como e.
    Entao me mande um e-mail para marcar esse dia qie seria na sua casa ou na minha.

  • renan

    Katy entao voce e uma garota experiente tambem poderiamos nos encontrar ne essa posição papai e mamãe e a minha preferida mais isso de o pênis nao entar todo nao tem nada a ver quando faço isso minha namorada tem orgasmo vaginal normalmente e rápido.

  • renata

    Tenho uma duvida! Me ajudem!!!! So consigo chegar ao orgasmo c, imaginando meu marido fazendo sexo com outras garotas, q ele ja transou ou não transou ou eu ele e mais um homem!! sera isso normal? Me ajudem!!!!! Tenho 25 anos e perdi a virgindade aos 14!

  • A.J.O

    Muito bom esse papo, pois as vezes naum consequimos conversar sobre esse assunto com qualquer pessoa .Aqui ficou legal pois as pessoas tiram sus duvidas e ajudam outras. Bom quanto ao assunto eu acho q vai de cada um . Eu prefiro q tudo comece em um olhar depois parte para um beijo eassim vai…um abraço com palavras sinceras e carinhosa, uns beijos bem gostoso no ouvido tbm faz parte e assim vc começa beijar todo o corpo d seu(a) parceiro(a)ate os pés (adoro fazer um carinho e dar uns beijim no pezim ). Ai é só vc voltar ja passando a lingua nas pernas e começar fz um oral bem gtso. Procurando com a lingua achar o ponto x (ponto x é o clitors)e então quando sentir algo, uma sensação boa bem gostosa, de mais uns beijos e comece a penetração do jeito q satisfaça os dois. assim vc vai chegar a uma sintonia q vai lhe da prazer total.quero deixar um abraço p gustavo e pra toda essa galera q faz esse blog!!!Ha fantasias tbm faz parte ,deixe a imaginação levar vcs …

  • Joana

    estou a adorar todos estes comentario! e aproveito para deixar a minha duvida! eu deixei d ter prazer na masbusbação (clitoriana e vaginal) quando feita por mim, n sei porque só tenho prazer quando é outra pessoa a tocar.me!

  • angie

    Gente,estou adorando esse blog!
    Quero fazer minhas consideraçõs: primeiro, penso que o orgasmo vaginal tanto falado está diretamente relacionado com a intensidade do prazer, que normalmente é maior qdo a entrega e entrosamento é maior. Para mim, ele pode ser atingido apenas com a penetração (sem estímulo do clitóris, nesse caso com o pênis pressionando por algum tempo (comigo é preciso muito tempo) o ponto G, mas também com a penetração e manipulação do clitóris. Ou seja, o q diferencia o clitoriano do vaginal é a intensidade. Aconselho às meninas tentarem durante a masturbação introduzir os dedos ou um vibrador na vagina qdo estiverem próximo do orgasmo e permanecerem até chegar lá. A intensidade será bem maior do que simplesmente friccionando o clitóris, no meu caso é similar ao que sinto qdo tenho orgasmos “vaginais”. Aos rapazes q estão preocupados com o fato de as namoradas ainda não conseguirem um orgasmo vaginal eu digo uma coisa: todo orgasmo é bom, é gostoso, se elas ainda não tiveram um orgasmo que possam ter identificado como mais intenso elas não sentirão falta, não têm como ficar comparando. Tenho certeza q o orgasmo as deixa satisfeitas, não criem essa ansiedade por ter um orgasmo maior, se o que já têm é satisfatório!
    Outra coisa, agora para as meninas: não tenham vergonha de estimularem seu clitóris durante a penetração. Geralmente os rapazes acham muito sexy ver suas parceiras se tocando, e essa é a forma mais fácil de se chegar ao orgasmo. Para aquelas q sentem dificuldade ou vergonha de sentir prazer dessa maneira, aconselho q fechem os olhos, se desliguem um pouco, fantasiem, façam da mesma forma q qdo se masturbam sozinhas, isso pode ajudar. A tal da “subidinha” é um detalhe importantíssimo para se conseguir um orgasmo sem manipula o clitóris sem usar as mãos. A parceira ficar por cima, pressionando o clitóris no osso do púbis do parceiro também ajuda. Mas se não der certo, usem outra forma para atingir o orgasmo: sexo oral, masturbação mútua, etc. O importante é sentir prazer, não importa como se chegou lá.
    Eu particularmente não me preocupo muito se o orgasmo será clitoriano ou vaginal, qdo percebo q com a subidinha vai demorar, mudo de posição e eu mesma manipulo meu clitóris. Pode ser de quatro, de conchinha ou em qq outra posição. Pode ser durante a penetração ou sozinha, deixando q ele veja.
    Teve alguém aí acima q falou q a parceira prefere estimular o cl´tóris ela mesma. Eu digo que realmente ninguém melhor q eu sabe como me excitar, como tocar aí. Eu sei a presão certa, os movimentos exatos. Os garotos podem pedir as meninas para mostrarem como fazer, como elas gostam (cada mulehr é diferente), ou observá-las se masturbando para ter uma msotra de como agir. Peçam para elas fecharem os olhos e vá conversando baixinho, pedindo dicas de como tocar, mas aconselho lubrificarem o local. É um órgão muito sensível, isso explica pq depois do sexo oral algumas mulheres nem conseguem ser tocadas no clitóris (inclusive eu). Depois do orgasmo as vascularização no local aumenta muito e o que era sensível chega a doer qdo tocado.Tem q se esperar um pouco, alguns minutos, para voltar a ser tocado com prazer, sem dor.
    Pela minha “experiência”, percebo q qto maior a intimidade com o parceiro, ou qto maior abertura tem o casal para conversar sem vergonhas sobre o assunto, maior o prazer dos dois. Vejo q o caminho principal é encontrar uma maneira descontraída de falar sobre o prazer, assim se consegue abordar todos os detalhes e fazer os ajustes necessários para q o sexo seja para ambos maravilhoso.
    Gostaria de parabenizar ao Gabriel pelo blog! É show mesmo!

  • MATRIXXX

    Ola pessoal.

    Esse blog e o maximo!

    Queria dizer as mais atrevidas, como a MIA acima, que, o pensar que se sabe tudo, em exclusivo, e meio caminho andado para se ser um(a) ignorante total! A omnisciencia esta longe de pertencer a um so lado, em qualquer tema!

    Parece-me que a ideia do Gustavo ao lancar esse tema, foi no sentido de promover o debate e a troca de experiencia/conhecimento. Nessa linha: OS MEUS SINCEROS PARABENS GUSTAVO!!! ;-)

    Quando analisado cuidadosamente cada post, nao me parece que as aparentes grandes diferencas sejam assim tao substanciais. Ha’ afinal muitos indicios do princiapl ser consensual.

    Alem de todos os outros conselhos, acho que o meu favorito e o de estar atento, interessado e “- aprender o nosso parceiro -” bem como com ele.

    Ao longo da vida ha muitas coisas de que aprendemos a gostar, por vezes mesmo daquelas que pensavamos odiar e outras que desconheciamos por completo sequer existirem. O GOSTO TAMBEM SE EDUCA!!

    Na sequencia disto quero dizer que :

    Lamento que, muitas vezes, so nestes espacos se tenha coragem de falar intimamente daquilo que nos vai na alma.

    Afinal o nosso parceiro(a) deveria ser o merecedor(a) primeiro(a) da nossa atencao e confidencia (…). E afinal algo que aos dois na relacao diz respeito, e o respeito reciproco e o que muitas vezes faz falta a todos os niveis. Principalmente as meninas; falam com as amigas, as amigas das amigas, com os amigos, etc, etc, menos com a pessoa que e realmente importante, interessada e pode fazer a verdadeira diferenca. (nao levem a mal mas sabem que e a pura das verdades, tenho muitas amigas e nao tem conta as vezes a que ja assisti a isso…)

    Claro que tem que haver uma boa gestao (cuidada) na maneira como se apresentao os assuntos. Parece-me obvio.

    Considero uma falha grave a omissao destes aspectos intimos ao parceiro(a) bem como as respectivas conversas com terceiros, que deviam ser mais raras e muitas vezes inexistentes, porque sao contra producentes e so servem para comentarios sociais desnecessarios e desagradaveis, quase sempre a’ revelia dos envolvidos/interessados.

    A coisa ja vai longa… :-) Obrigado por terem a paciencia de ler aquilo que e so a minha opiniao.

    Deste vosso amigo, beijos e abracos directamente de PORTUGAL.

    Ps. : Desculpem a falta de acentuacao. E um mau habito meu quando escrevo com pressa.

    MATRIXXX
    joao_paulo3@hotmail.com

  • Agata

    Nossa! Adorei ter achado isso tudo aqui. Vim fazer essa pesquisa porque estou no começo de um relacionamento, comecei a ter relações com meu namorado faz pouco tempo. E reparando, descobri que ele não sabia a respeito do orgasmo clitoriano, confesso que eu fiquei meio surpresa. E um dos comentários aqui, diz exatamente isso. Muitas das vezes o homem nem sabe da existência de um dos dois ou nem sabe a diferença.
    E realmente. Acho isso tudo muito relativo, pois, já tive relacionamento com um namorado que era muito bom, era ”expert” em sexo, me sentia maravilhosamente bem com ele, mas, nunca senti orgasmo vaginal. eu achava até que tinha problema(físico ou psicológico),pois, sentia prazer mais não sabia o que era chegar ao tal ”climax” .Já com esse novo namorado, ele não sabia a respeito do orgasmo clitoriano, mas pela 1ª vez senti o tal ”orgasmo vaginal”.
    E tirei a simples conclusão de tudo isso. O que vale mesmo, não é se o cara ser o bonzão,ter mil e umas idéias mirabolantes e te virar do avesso.rsrs Até porque cada pessoa em um jeito em particular. Mas o que vale é a relação que você tem com a pessoa e o que ela transmite para você. É o tal orgasmo cerebral, aí já falado. Que aliás, muito bem falado. O bom mesmo é estar bem e sentir-se realizada com essa pessoa, tanto fisicamente como mentalmente.
    E no final tudo dá certo…. Afinal sexo também é uma troca e quanto mais prática melhor. E o blog com certeza vai ser um ótimo instrumento….

  • Aline

    rsrsrs é isso ai msmooooo!!!

    gostei do site…

    beijokss e amemmm muitoooo

  • André/Pira

    Bom; possívelmente sou um dos mais experientes (pelo menos em idade…rs) a postar por aqui.
    Tenho 46 anos e 22 de casado. Como disseram aqui em alguns coments, em tudo, mas tudo mesmo, só adquirimos experiência com o tempo, e com a vivência, e no sexo não é diferente. Me casei jovem, 24 anos e a minha única experiência sexual (sem contar masturbação) foi com minha esposa. Conhecí ela quando tinha meus 18 anos e nenhuma experiência minha e nem dela, mas isso é o que foi importante na realidade. A cumplicidade de ambos em admitir que eramos inexperientes no sexo. Aprendemos juntos, eu lia muito e explicava a ela o que havia aprendido, sempre fui muito curioso na área sexual.
    Vou detalhar um caso que alguém já pode ter enfrentado, para exemplificar o aprendizado com a experiência e cumplicidade: Eu, logo após gozar não permitia que ela me tocasse, eu ficava com meu corpo todo sensível, e o pênis muito mais. Por vezes ela não chegava ao orgasmo pois tinha até medo de me tocar por muito tempo depois…rs. Questionando meu urologista, ele me disse que em alguns casos até as mulheres sentem essa “repulsa” pós orgasmo..rs, mas ele me acalmou e disse; _É psicológico. Com o tempo corrigimos isso, com muita ajuda e paciência dela, era mais tratar o lado psicológico mesmo, hoje adoro carinhos após o sexo.
    Quanto ao orgasmo da parceira, (que é realmente o assunto que interessa…rs)…foi uma longa jornada e confesso que até hoje aprendo com a vida e com minha esposa a explorar os sentidos. Na verdade para as mulheres o sexo é muito sentimento e pouco visual, completamente o oposto de nós homens…rs. Meu urologista certa vez fez uma comparação que tem tudo a ver: “_A mulher se assemelha a um fogão a lenha; você tem que buscar os tocos de lenha, colocar com jeito prá não abafar o fogo, acender, esperar aquecer bem todo o fogão e só depois cozinhar, já o homem é um micro ondas”…rsrsr…nem preciso continuar, né??…rsrsr.
    Um ótimo orgasmo para a mulher começa no café da manhã!…é verdade!, se ela recebe logo ao acordar carinhos, sorrisos, um desejo de bom dia e algumas palavrinhas ao pé do ouvido que as deixe suspirando, já é meio caminho andado para um bom programa entre 4 paredes logo mais a noite…rs
    Claro que se você não é casado ou mora junto fica mais difícil, mas prá que existe telefone, celular…torpedo…MSN…web cam???…rsrs. Minha esposa ama massagem, portanto faço muita massagem nela antes de pensar em sexo, ela fica totalmente relaxada e totalmente aberta a uma relação adorável, mesmo que seja 4 horas antes do ato em sí..rs.
    Na cama não penso em agradar a ela, mas a ambos, e é uma longa jornada até o orgasmo, podem acreditar. Nada de pressa e penetração, carinhos no clitóris, penetração com o dedo. Apenas muito toque, corpo no corpo, beijos, massagens na nuca, mãos que se entrelaçam, que viajam pelo corpo do outro, massagens no rosto, orelhas e por aí vai…é muito namoro, antes de tudo mesmo!
    Nossa relação dura em média 40 minutos, partindo do zero até o clímax. Ela realmente experimenta os dois tipos de orgasmo (pelo menos é o que ela me relata). No vaginal eu sinto os músculos se contraindo e comprimindo meu pênis, já no clitoriano é mais light a sensação mas geralmente eles acontecem simultaneamente. Prá ela é tremendamente maior o vaginal, ela se contrai, se contorce e solta os tais “grunhidos guturais”…rsrs…ela tem múltiplos e é muito prazeiroso saber e fazer parte. Não quero com isso afirmar que quem não sente o vaginal(ou sente e não sabe se é este ou aquele orgasmo), tá faltando algo, ok?…o importante é ser feliz…
    Em resumo, tudo é cabeça, cumplicidade, saber o momento certo e muito, muito diálogo mesmo. Não ter vergonha de perguntar a ela como ela prefere naquele momento ou ela dizer como se sente melhor e coisas assim. Em meu caso as vezes ela chega ao clímax somente com oral, mas é preciso tudo estar em conformidade, só se concentrar naqueles momentos e não pensar em nada, deixar rolar, não existe regra prá gozar. Acima de tudo, EXPERIÊNCIA!!…e essa, só se adquire vivendo, amando e se respeitando!!…

    Abs;

    André/Pira

  • mel

    Olá, muito bacana o blog, parabéns.

    Li a maioria dos comentários, e na minha opinião, o orgasmo é importante numa relação sim, porque apesar de durante a relação a mulher sentir prazer, carinho, amor, etc, o orgasmo (seja lá qual for, C ou V)é um complemento essencial pois é um momento mágico que se compartilha tendo o parceiro dentro de si, além de liberar as tensões e de todas as boas sensasões que traz.
    E entendo o quanto é complicado para as mulheres querer chegar lá durante uma relação e não conseguir, nem de vez em quando, dá uma certa frustração, por mais que haja carinho, intimidade, liberdade entre o casal,isso não substitui o fato da mulher, assim como o homem, alcançar o climax. E realmente, quanto maior a ansiedade, mais nos distanciamos do objetivo( estou vivenciando esse problema com meu atual namorado ).
    Quanto a ser clitoriano ou vaginal, não sei a diferença, pois durante a masturbação meus orgasmos variam muito de intensidade, e é possível encontrar essa região interna (ponto G ?), que em algumas épocas do mês ficam mais volumosas e intensificam o prazer.
    Sorte a todos !

  • Edi

    Olha para mim nao existe nada melhor q um orgasmo clitoriano sinto necessidade dele na realção sexual, mas que o vaginal, pois pra mim ambos tem sensaçoes totalmente diferentes, no orgasmo vaginal é algo muito gostoso, porem no clitoriano algo invade meu corpo c tremores, arrepios e derepente aquela sensação que pareço que vou desfalecer, algo totalmente diferente, claro acredito que cada pessoa deva sentir de uma maneira diferente ele, mas cmg é assim e dessa sensação de ter orgasmo clitoriano eu nao abro mao, hj se eu tivesse q optar uma relaçao sexual completa ou somente um orgasmo clitoriano c certeza escolheria o clitoriano, sinto necessidade dele

  • Afrodite

    Olha, eu não vejo muita diferença nos meus orgasmos não…
    apenas quando foram múltiplos é que notei que havia diferença…
    Em relação as sensações posteriores acho que tem mais a ver com a compania em si do que com os orgasmos!
    Quando conhecemos o homem há pouco tempo,sempre rola uma ansiedade pela próxima vez,e quando estamos num relacionamento de tempo a coisa tende a ser mais tranquila!
    Mas esse é a minha opinião!
    Adorei seu espaço!Pretendo voltar!
    Bjo!

  • Fada Madrinha

    Não há diferença, o que existe é o orgasmo onde o clitóris é estimulado diretamente(com as mãos , por exemplo)e o orgasmo onde o clitóris é friccionado pelo movimento do pênis. Sobre a intensidade sempre vai depender do estado de excitação, concentraçao,posição, relaxamento e principalmente o momento que o casal vive.

  • angie

    Acho que a fada madrinha conseguiu explicar muito bem em poucas palavras.

  • Anorgasmia e outros mitos sobre o tamanho do clitóris — A Revista Papo de Homem - Lifestyle Magazine

    [...] nervoso, e o tamanho não influi nisso. No caso da leitora, ela ainda comete um equívoco, pois a mulher pode experimentar dois tipos de orgasmo: clitoridiano e vaginal. O fato de não ter um não é culpa do [...]

  • Pénis

    O QUE INTERESSA É FODER ATÉ NÃO PODER MAIS….24 HORAS POR DIA A MATRACAR…

  • syl

    Bom, ate pouco tempo atrás eu ficava mt preocupada a respeito do orgasmo, pois só consegui chegar ao orgasmo uando o chuveirinho do banheiro, rs…
    ate conhecer meu namorado, com quem estou a 5 meses e percebi q ter um orgasmo não é tão díficil assim…
    aqui vão algumas dicas q funcionam cmg, experimentem…
    deitada de bruço com as pernas fechadas e enquanto ele penetra vc vai estimulando o seu clitóris…vc vai tem grande chance de ter os dois orgasmos ao mesmo tempo, pelo menos eu consigo e é uma sensação maravilhosa…chego a ficar de perna bamba…
    enquanto estiver transando, se concentre em td, cheiro, pele, olhar, gemidos e movimentos, fique de frente, encare o pênis de frente, entrando em vc…isso proporciona mt tesão…vc pode começar a estimular o clitóris dps de várias posições,com mt penetração ate sentir q falta pouco para gozar…pq se vc começa a tocar o clitóris logo no início da transa, ela dura pouco, pois vc logo estará gozando e a sensação será de vazio…não pq o orgasmo não foi bom, mas sim pq veio rápido demais e vc não aproveitou tão bem a transa…Outra posição boa é de quatro, em cima de uma cadeira, frente ao espelho, enquanto o parceiro te penetra, vc toca seu clitóris e ele penetra o seu ânus com o dedo dele…maravilhoso!!!
    explore o corpo do seu parceiro, deixe sua imaginação fluir, fique na frente do espelho, façam 69,não tenha vergonha de gemer alto, danen-se os vizinhos,rs…
    transe em lugares inusitados de vez em qd para não cair na rotina, não tenha medo de se entregar…e não sei vcs meninas, mas sexo gostoso e completo, p/ mim so funciona se eu amar o cara…e o mais importante: não finja ter um orgasmo só para agradar o cara…senão ele nunka vai saber o q se passa e as coisas só tendem a piorar…ate vc não aguentar mais e procrar alguem q te satisfaça, por mais q vc ame seu parceiro. Nada como um bom diálogo, experimente posições novas, ateh verificar qual delas te faz gozar mais facilmente..e seja feliz!!!

  • Sharmila

    gustavo.. preciso tirar uma duvida, quero ser bem clara… caso queiram editar o que vou escrever blz…

    eu namoro a 11 meses, e a dez tenho constantes relações sexuais com meu namorado. Mas na maioria das vezes em que estamos juntos eu finjo um orgasmo, para nao deixa-lo constrangido, muitas vezes ele percebe que estou fingindo, mas a verdade é que eu não consigo chegar “lá”.
    Muitas vezes tambem eu sentia um prazer muito grande, depois me dava ema tremedeira, para mim parecia ser um orgasmo, logo depois eu ficava muito cansada, e com sono.
    mas depois de ler este texto seu, vi que não pode ser só isso, vi que eu posso ter um prazer maior.. mas não consigo..
    Porem neste sabado, aconteceu algo incrivel, quer dizer quase aconteceu.
    quando eu e o meu namorado estavamos juntos, senti um calafrio muito grande, minhas pernas começaram tremer, teve até reflexo ( o nervo da perna começou pular sozinho), um prazer muito grande, que foi por segundos, e depois nada, acabou… eu juro que pensei que ia conseguir saber o que esse prazer tão grande de ter um orgasmo de verdade, desse que nos faz perder o sentido e querer subir pelas paredes, mas acabou e nao acnteceu nada.

    Não sei se isso é normal entre as mulheres, porem quando eu estou conversando com as minhas amigas, elas dizem que tem sim orgamos e que é bom de mais, e eu nao posso falar o mesmo, pois o maximo que senti foi um calafrio bom e cansço depois..
    sei que não é normal.
    nem sei se esse é o lugar certo pra eu estar falando esse tipo de coisa, mas gostaria de saber mais, li quase todos os comentarios, e achei espetacular..
    e minha duvida é a seguinte:
    por que na hora H, no auge do momento, passou? e por que nao cnsif=go sentir esse prazer?
    Obrigada.

  • Sharmila

    * consigo.

  • vagner DC

    Bom Mulherada ^n sou o todo d bom do sexomas umacoisa eu aprndi nste pequeno mundo m q nos vivemos… Se vcs querem ter aquele orgasmo vcs tem q se entregar os homens soh pensan neles mesmo então façam a sua parte vamos lah se deixem gozar gritem pde pra l chupar ate le tr caimbra na lingua soh pra el aprender, e eh isso pensem mais em vc ñ neles eles soh de vcs tirarem a roupaalgums jah gozam ñ eh vrdade!!!se deixem levar plo sxo ñ se importe o q ele vai dizer depois mas d uma coisa eu sei vai rolar alguns elogios acreditem!!! Até mais ha se alguma arota quisr falr sobre est assunto comigo me add no msn eh vagnerdc@hotmail.com valwww gent Até +…

  • Ana

    Acho que nunca tive um orgasmo vaginal, alguem saberia me informar como chego a ter um?

  • Renata

    ta muito legal todas as perguntas, mais ainda ñ sei como chegar a o orgasmo…

  • Adrianozzz

    bom eu li todos os coments mas tipo eu nem sabia q existia
    esses 2 tipos de orgasmos foi bom eu ter entrado aki ja adiqiri
    bastante conhecimentos, mas bom eu tenhu uma namorada e eu ja
    consegui fazer ela obter um orgasmo do clitóris mas foi 1 vez só
    depois numca mais eu naum sei oq ela tem só sei q eu queru ajudar
    ela a conseguir isso eu ja estou axando q o problema é meu eu
    quero de ++ ajudar ela

    pessoal me ajude aew ta bom

    floww t+++…

  • Sharziiita

    oiiii Adrianozzz

    bom vou tentar te ajudar não sei como.. a alguns dias atras eu postei minhas duvidas.. dizendo que tbm nunca tinha tido um….
    andei lendo bastante, pois ficava muito constrangida por não conseguir ter um orgasmo…
    eu li que tudo é psicologico…
    para os homens existe o viagra.. algo que faz com que ele consiga ter relações e a chegar ao climax….

    e por que sera que para as mulheres não existe? justamente porque é piscologico, ta tudo na nossa mente… a pressão, o medo, até mesmo em muitaas vezes a obrigação de termos um orgamo acaba bloqueando o prazer… e quando estamos na roa “H” mesmo so pensamos em ter um orgasmo,nao nos preocupamos em sentir prazer, em acariciar, beijar…

    esse é o lado da mulher….
    o meu namorado por exemplo.. é super atencioso comigu faz todos os meus desejos na hora do sexo.. e antes da penetração ele pergunta se eu estou pronta.. ele pensa em nos..

    o que vc tem que fazer com a sua namorada é isso, seja romantico, carinhoso, converse com ela, pergunte para ela qual a maior fantasia dela e a realise…

    uma coisa que eu ia adorar que meu namorado fizesse para mim… seria uma surpresa.. durante um dia todo so nos dois com direito a petalas de flores, vinho tinto, muito chocolate para repor as energias e muito, mas muito carinho, principalmente da sua parte que quer realizar a sua namorada…

    acho que ela, assim como eu ia adorar ficar com vc o dia todo namorando conversando trocando carinhos, beijos…

    eu ai adorar isso…

    dedique seu tempo a ela , seja atencioso durante todos os momentos que vcs estão juntos, abra a porta do carro para ela, puxe a cadeira para ela se sentar, de a sua blusa quando ela estiver com frio, seja literalmente o homem dos sonhos dela… faça ela feliz e vc vera o quanto isso tera mudança e consequencias “boas” para a relação de voces…

    espero ter ajudadoooo

    até mais

  • Viviane

    Nossa… muito legal essas postagens.
    Vou contar minha experiência…Descobri a masturbção com 13 anos, perdi minha virgindade com 16 anos, mas só tive um orgasmo numa relação com 20 anos, ou seja, levei 4 anos para descobri esse trajeto que é o orgasmo. Descobri como??? Fazendo a estimulação no clitóris e o vaginal??? Meu Deus onde tem que estimular para eu ter um orgasmo vaginal?? Pesquizei, perguntei amigas mais experiêntes, médicos e descobri que eu tinha que estimular o clitóris. O CLITÓRIS!!!!O clitóris não se resume naquele vezinho de cabeça para baixo, ele é um nervo em curva que se estende para dentro da vagina, que se estimulado na curvinha (famoso ponto G, o famoso missão impossível), pode se chegar ao orgamos. Ok Vamos procurar!!!Achei!!!!EEEE, mas não foi tão facil quanto parece, isso requer uma concentração danada afffff tudo tem que estar a favor, tudo relax, conta no azul, dividas pagas, notas boas, academia em dia, ou seja nem um problema para se preocupar, o cerebro tem que estar muito apaixonadoooo e o piupiu tem que ser fortim para dar aquele apertãozinho na curvinha. Nossa nem sempre estou assim, o clitoriano venceu. Uma boa estimulada nele com minha bolinha vibratória e tudo acontece e mais um pouco, ficou tudo mais facil para qualquer posição, para qualquer hora, mesmo com alguem menos fortim rssss
    Hoje trabalho com esse assunto e ajudo bastante as mulheres e homens com essa dificuldade.

    Valeu!!

  • Felipe

    Caramba… mais de 1 ano de vida tem o post.
    Só pode ser o assunto que é muito bom!

    É difícil falar qual a receita certa, qual a posição certa.

    Passa por tudo, da fricção, passando pelas técnicas a intimidade dos parceiros.

    Já disseram que homens não tem propriedade nenhuma para falar sobre isso. Não deixa de ser verdade, mas também não é uma verdade absoluta. Principalmente pq com esse pensamento vai faltar abertura e diálogo entres os dois.

    E meninas, nunca mintam para seus namorados, se não está bom para vocês, ele vai perceber. A não ser que seja um bicho do mato que sinta orgulho em ser chucro ele não vai perceber, do contrário ele vai ter ao menos idéia de que rumo as coisas estão tomando.

  • Gabriela

    Olá, estava passando por aqui, li quase tudo, e me surgiram várias duvidas…
    Como é essa diferença entre os orgasmos???
    Acho que só consegui o clitoriano, pois a unica vez que achei que tivesse tido o vaginal, foi com a famosa “papai-mamãe”, que o corpo dele estava “mais pra cima” e assim estimulando o clitóris, e pelo que li aqui, então tive mais um orgasmo clitoriano, e nao o vaginal!!
    Qeu confusão!! Alguém poderia me ajudar?!!
    Será que é normal nao conseguir chegar ao orgasmo vaginal?!
    Muito obrigada

  • angie

    Viviane, conta mais aí dessa bolinha vibratória! rs

  • viviane

    É uma bolinha que vem com motorzinho. Vc pode controlar a velocidade e serve p massagear o clitóris. É muito conhecida como bullet, faz o maior sucesso quando apresento p minhas clientes.

  • Clê

    Olá…
    Bom, tenho 19 anos e namoro a 3 meses e transo com meu namorado a cerca de 2, gente eu nunca tive um orgasmo, só em outras situações não propriamente transando, já mudamos bastante de posição mas ainda não consegui “chegar lá”!
    O que eu posso fazer? leio muito sobre o assunto, vejo as dicas, faço, e nada…talvez seja minha inesperiência, pois perdi perdi a virgindade com ele!
    O q acham?hehe

    Obrigada…desde já!

  • diana

    perdi minha virgindade tem dois meses, ainda n cheguei ao orgasmo… é normal?e demora muito tempo para que eu possa chegar lá?
    desde já agradesço!

  • carla

    Viviane e outras meninas,

    me ajudem a esclarecer uma duvida….quando vcs usam a bolinha e outros estimulador clitoriano, o que vcs sentem na sequencia?
    eu nunca gozei e gostaria de saber como é..eu sinto uns arrepios e umas contraçoes involutarias na vagina, aí pára….
    o que deveria acontecer para chegar o orgasmo?

    Brigadu

  • Viviane

    Vc chega ao organsmo massageando seu clitóris, tem um musculo que ao pressionado fica mais facil vc descobrir como vc sente (logo em cima). Vc tem se masturbar tb, isso ajuda e muito a vc conhecer sua florzinha. Só vc tem como fazer isso pq se depender d algum homem p fazer isso, afffff é como achar uma agulha no palheiro. Vai por mim se masturba amiga.

  • carla

    Vivi,

    Pode me mandar seu e-mail?

    Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • orgasmos expert

    Como explicar meu orgasmo vaginal , sendo que tive relação anal e por trás sem nenhum contato com o clítoris em nenhum momento e mais… amo a posição de 4 e tenho orgasmos sem contato com o clítoris …
    Meu ex namorado conseguiu que eu chegasse ao orgasmo apenas sugando meus seios ELE NÃO ENCOSTOU EM MIM, não na hora e tive um orgasmo!!Sou anormal???Ah e sim sou mt mulher!!!!!

  • Viviane

    Isso acontece pois sua mente esta com força total de tesão, eu ja acordei tendo um orgasmo. Pq q as mulheres as vezes finge o orgasmo? pq falam se tanto nas premilinares? A mulher precisa disso, é diferente do homem. A mulher contrai tanto a vagina q os musculos dela favorece um orgasmo. Eu tiro essas dicas de experiencias vivida e ouvida ta, n estou dizendo q é isso.O bikinho dos meus seios é como se chupassem meu clitoris, sinto muiiiiiiiiiiiito tesão

  • rafael

    Caramba,… esse blog é D++

    è muito bom saber, um pouco, como as mulheres pensam !!

    mais agora fiquei com uma dúvida!
    Viviane, vc disse q encontar um homem q sabe massagiar uma mulher é
    como encontar “agulha no palheiro”!!

    Peguntasse:
    Qual é a melhor maneira de massagiar ela?
    e o q não pode fazer nessa hr ( quais os movimentos) ????

  • Susana

    Parabéns, Cadu! adorei sua colocação dos 7 níveis do sexo, (08/abril/2008) que maravilha! É importante que muitos homens e mulheres leiam e pratiquem para conseguir uma ótima qualidade em seus relacionamentos. Em seguida fiquei decepcionadíssima com o comentario de Gustavo afirmando ser uma furada esta colocação. Gustavo, reveja os seus conceitos, voce não é o dono da verdade, estamos todos aqui para aprender, e sabe, um pouco de humildade não lhe fará mal.
    Abraços,
    Susana.

  • carla

    Eu tenho varios orgasmo durante uma relacao, são varios mesmo, que não sei falar quantos tive, esse assunto aqui nesse blog é muito bom mesmo, que tem mulheres que são casadas há mais de trinta anos e nunca teve a sensação mais gostosa do mundo, e não sabe nem explicar, algumas delas te finge para o parceiro que ta tendo um prazer enorme, mas na verdade não ta sentindo nada, na minha opinião essas mulheres tem que ter mais dialogo com seu parceiro e mostrar pra eles onde ela se ente mais desejada, mostrar mesmo onde fica o seu ponto G. tem mulheres que ate procuram médicos pra saber o que acontece com elas, mas acho que não seja o caso de procurar esse tipo de ajuda e sim, explicar para o parceiro que tudo começa com uma preliminar, tem que começar com muito beijo com muito desejo com aquele calor, com toques, e nunca esquecer de sexo oral, que com ele que a mulher fica lubrificada e preparada para a penetração, existem também homens que so eles querem sentir prazer e esses homens são muito egoísta, vai la usar a mulher de boneca dele, vira pro lado e dorme, depois do amor tem que ter carinho e dormir juntinhos. E a dica que teve ai em cima de papai em mamãe subir um pouco funciona mesmo, da muito prazer, depois que acaba da uma sensação de um alívio, uma sensação de tranqüilidade e plenitude de verdade, e não consigo ficar uma semana sem fazer amor que me da um mal humor, uma vontade de quebrar tudo e sair gritando é foda, como uma coisa tão básica muda tanto com o humor de alguém, estou me sentindo assim que já faz vinte dias que não faço um amorzinho, to super mal humorada, ninguém pode olhar pra mim que já quero xingar, e quando eu fazer vou durmir feito uma criança e bem feliz.

  • Vagner

    Bom Galera Jah Faz Um tempo q venho acompanhandu este blog, e jah ouvi mtas mulheres reclamarem q ñ tem orgasmo mas eu acho tmbm q falta mta ajuda delas neh pra tal prazer possa acontecer… Como ela se entregar de corpo e alma sem temer nada e isso faz a diferença nós homens sentimos isso mas a maioria eh como jah disseram neste blog e eu mesmo jah disse aq nós homens somos egoístas mesmo então eh parte dos dois lados fazerem cada um sua parte q o orgasmo aparece mesmo eh soh acreditar e confiar no seu parceiro mulherada…
    Aq eh um concelho de um cara sincero e Humilde…

  • Felipe

    olá pessoal! descobri hj esse blog e fiquei interessado alegre e triste ao mesmo tempo. Interessado por poder aprender mais sobre o assunto, alegre por ser um felizardo em ter a parceira que tenho, mas muito triste pelas moças que nunca chegaram lá. Sempre tive muita sorte no amor e no sexo(que começou cedo demais para os padroes atuais) e talvez por isso seja tao espontaneo para mim, mas o que queria comentar realmente é que so se tem falado do climax clitoriano e vaginal, nao li nenhum comentário sobre o anal

    Minha primeira experiencia foi com minha namorada , nao foi nada premeditado , simplesmente os toquues na regiao vinham sendo cada vez mais frequentes nas transas, até um dia que a excitação dela foi tanta que ela me pediu para experimentar. tivemos um ótimo resultado

    Ela me comenta o mesmo que as outras moças aqui do blog sobre os orgasmos mas, que quando tudo esta no lugar para ela o anal é incomparavel.Ela fala que o corpo fica todo mole, fraca, sem ar e permanece quieta por pelomenos uns 5minutos so relaxando(ocorre tb apos os orgasmos vaginais), essa onda de nao conseguir ser tocado apos a transa ja aconteceu comigo e com ela tb, mas em ocasioes separadas.
    comigo só ocorre se for uma orgasmo muito forte com fatores psicológicos inclusos(o rosto dela estiver excepcionalmente lindo, ou algo parecido) ja os dela eu nao sei!

    Soqueria diser mais uma coisa, e ela se dirige às moças que nunca chegaram lá!!!

    Que tentem esquecer tudo na hora da transa, nao se concentrarem em nada, apenas curtam o momento, tomem a iniciativa, indiquem o caminho, se soltem mais, e que seja com alguem em que confiem plenamente, podem tb apelar para um vinhozinho e uma praia dezerta, mas os parceiros tem que querer envolvelas por completo, e fazer de ambos os seus corpos um só.

    falou galera om abraço a todos e que tenham um ótimo natal revellion e ano novo, nos vemos em breve

  • Chronos

    Afinal, qual é a diferença física entre um e outro?
    Como um homem pode saber quando a mulher atingiu cada um deles?

    abraço
    e parabéns pelo blog!

  • O orgo.

    O perseguido orgasmo feminio pode ser atingido via clitoriana ( externo ) ou via vaginal ( interno ).

    O externo, é masturbatório, pode ser oral, dedal, rossal, cochal, com vibrador, mas é mastubatório.

    O Interno depende do homem . Não pode ser pau pequeno, nem fino, nem ter ejaculaçao precoce. ( estatisticamente 70% dos homens gozam em menos de 1 minuto de meteção e só 5 % dos homens atingem 10 minutos de jogo. )

    Uma mulher já exicitada goza no sexo vaginal a apartir de 2 minutos. ( veja ai uma impossibilidade de tempo, observando-se que geralmente os EP – ejaculador precoce – sabem fazer um bom sexo oral )

    Em cinco minutos de ” jogo” , a mulher consegue ter uma ótima fantasia sexual e normalmente goza.

    Em 10 min. comessa a ficar ruim , a mulher começa a ficar assada, ( desconfortável ) e não goza mais.

    O que faz a mulher gozar e a sua fantasia sexual, durnte o “jogo” ou durante a masturbação ( Cuidado, as fantasias femininas são 10 vezes ou 1000 vezes mais pervertidas que as masculinas.)

    As mulhers querem gozar sim, (as que dizem que só os arrepios e choquinshos bastam estão mentindo, ou nunca gozaram ) e os homens se frustam muito quando não conseguem fazer a sua parceira gozar. ( foi bom para voce ??? )

    Fantasias femininas, parceiro com pelo menos 2 min de “jogo”, e um pau razoavel ( 11 cm de comprimento medidos por cima, 3,5 cm de diametro, e dureza suficeinte para o serviço ) geralmente podem fazer um bom orgasmo interno feminino.

    Observo que se uma mulher goza, em mais de 50 % das relações sexuais, ela já está muito, muito, muito acima da média.

    Me contestem por favor, quero saber mais.

    “O orgo , 43 anos, 10 min de “jogo “

  • Gustavo Gitti (autor)

    Orgo, não sei de onde tirou esses “dados”.

    Orgasmo vaginal “puro” (sem estimulação do clitóris com a mão, apenas a espontânea efeito da penetração) é BEM mais raro que o clitoriano. Isso na população, estatisticamente, não na vida de uma mulher (vide pesquisa da Carmita Abdo – USP). Pois quando uma mulher “dá” pra ter vaginal sem estimulação extra, aí ela tem fácil, ninguém segura, não é “raramente”. ;-)

    Já encontrei mulheres muito esclarecidas sobre suas próprias dinâmicas sexuais. Coisa bonita de se ver. Observar isso é bem mais importante do que se ater a estatísticas.

    Quanto ao “assada”… ahaahah… Isso não é regra. Na verdade, é exceção. Com quem você está transando, hein? hahaaha…

    Bom, 10 minutos de jogo é pouco, não? Espero que você esteja brincando. Se não estiver, tente prolongar isso. Não tem segredo, cara. Foder por 4h seguidas (com intervalos e uma garrafa de água por perto) não é algo extraordinário, “tântrico”, nem nada demais. É apenas algo possível e bom.

    Ah, em conversa recente com uma amiga de 37 anos, tive mais uma comprovação do post (e da teoria do Lowen): orgasmo clitoriano deixa a mulher um pouco mais ansiosa e irritada no dia seguinte, sendo que o vaginal a deixa em paz, mais calma, relaxada. Isso não é regra, claro, mas uma certa tendência em algumas (várias) mulheres.

    É uma bela teoria, não? Se uma mulher está irritada, você se resolve com penetração profunda. Se ela está em paz, você descansa e depois a irrita um pouco com os dedos e língua. É um bom ciclo. hahaha…

    Abraço pra ti.

  • O orgo.

    Gustavo.

    Não estou me gabando, ao contrário, relato minha frustração em levar tanto tempo ( mais de 10 min ).

    O ideal é o casal gozar juntinho, vai ficando bom, vem os choquinhos, e após vem aquele orgasmo ” gutural “, e os dois ( homem e mulher ) desfalecem juntos e dormem o sonho dos anjos, onde parece que os braços e pernas se sotaram do corpo, e as almas se juntam num sono de babar o travesseiro . ( Isso existe, e foi assim por 6 anos de minha feliz lua-de-mel com minha esposa, com a qual estou junto já por 20 anos .

    Hoje, levo mais tempo que ela, e as vezes a deixo assada, e isso me incomoda muito, e olha que usamos lubrificante na vagina.

    Os dados estatisticos que apresentei são os compilei durante a minha vida, estudando muito o que considero como problema ( a Ejaculaçao Retardada ) Embora os que tem ejaculaçao precoce achariam ser a Gloria .

    Se voce tem outros dados estatísticos com fontes seguras, por favor as relate nesse espaço.

    Por favor conteste os dados que tenho :

    Tempo Feminino ( das que gozam) eu digo ,
    5 % gozam em menos de 1 min,
    20 % em menos de 2,
    60 % menos que 5 min,
    80 % menos de 10 min. )

    Considerando um falo duro, e com tamanho compativel.

    Não se esqueça de comentar a necessária fantasia feminina, e do seu alto grau de pervercidade.

    E o fato de que, mesmo nessas condiçoes prefeitas, pode a mulher não chegar ao orgasmo.

    Tempo Masculino.
    Apresentei os dados de um levantamento feito com 700 homens, entre 18 e 40 anos )

    Por favor também comente o
    Tamanho mínimo do falo ( e como medir )

    E impostante também observar o grau de dureza pois há os que tem disfunção eretil ( dizem que que o ejacualdor precoce tem propensao à disfunção eretil ). Só cosidero “Duro” aquele falo capaz de penetrar um rabinho .

    Agaurdando os seus comemtarios

    O orgo.
    (Me denominei de O Orgo, pois não sou metro-sexual, mas sei que a mulher gosta de um homem bonito, cheiroso, com sex-appel, inteligente, atencioso e com muita testosterona )

  • Lara

    haha..!!! nunca pensei q falaria sobre isso em comentario de blog, mas achei demais!!
    Depois que eu comecei a ter orgasmos mais elaborados, percebi a diferença entre eles (digamos, clitoriano e vaginal.) Eu comecei a concluir: o clitoriano ansioso é salgado, ácido, fugaz, agudo. O vaginal trabalhado é doce, macio, profundo, vulcânico. (óhhhh)
    A questão é que sempre preciso de estimulação do clitóris.E já tive bons orgasmos assim.
    No entanto, com a penetração e sobretudo, na posição “um pouco acima” do papai mamãe, o lance fica muuuito melhor!!
    Mas assim… eu nunca cheguei ao orgasmo nas primeiras nem terceiras relações com meus namorados. E olha que eu me jogo, não tenho mtos freios não. Aí vem o conteúdo subjetivo e super importante do sexo.
    Qdo começa a florescer aquela paixão e cumplicidade.. aí sim os ingredientes do orgasmo profundo estão todos presentes.
    Os outros são: um tempo bom de preliminar (tem vezes que a preliminar já se fez de outra forma: um filme, troca de olhares mais prolongada…), mas uma boa preliminar é mto importante. E é aquela coisa: começando bem, as chances de finalizar bem, são maiores – falando como se houvesse começo e fim. Pq às vezes eu nem ligo pro orgasmo. Tem vezes que eu quero o meu orgasmo de todo jeito! rs E tem vezes que ele não vem… e até vzes em que ele foje.
    Outro ingrediente é a liberdade, a confiança no momento; a fantasia é mto importante tbm.

    Mas existe diferença sim. Eu acredito aqui que o clitoriano (aquele ansioso, masturbatório, superficial, apressado) nos deixa ansiosas pq não dá o que procuramos de verdade. É superficial e paliativo, acaba sendo um tiro pela culatra, às vezes. E o vaginal, não; ele nos preenche por dentro, é pleno, tanto que relaxa. Acho até que nos atinge além do físico sabe.. Tem o gosto de ápice mesmo.
    Mas, reitero, dá pra elaborar bem um orgasmo só clitoriano, curtindo o caldo sem pressa… deixando as coisas se aprofundarem sem ansiedade.
    No entanto, penetração + estimulação não GARANTE um orgasmo profundo. Mas um orgasmo PROFUNDO MESMO, SEMPRE tem penetração + estimulação clitoriana direta ou indireta.
    Ai que confusão!!!! rsrs Não deu pra entender nada, né?

    E chorar imediatamente depois de um orgasmo? Isso já aconteceu comigo, poucas vezes; maluca experiência.
    bom, é isso… sorte à todos. e mto amor.

  • Nina

    Gente, vocês são maravilhosos! Mentes abertas, cucas legais… Tenho 28 anos e bem… Acho que minha história tem a ver com a de muitas meninas, pela dificuldade em ter orgasmo vaginal, e mesmo penetração é uma coisa muito difícil para mim – namoro há 2 anos e me sinto muito invadida, quase nunca deixo meu parceiro (é, esse santo homem, risos)me penetrar! Mas adoro nossa intimidade, a maneira como ele me toca e estimula meu clitóris, enfim, acho que cada um tem que arrumar seu jeito de ser feliz, sexualmente! tem gente que é feliz e nem precisa de sexo, não é mesmo?
    Enfim, adorei os comentários, acho que a gente tem se ajudado muito com essas conversas que são “tabus”, em pleno século 21… Por que não falarmos em orgasmos clitorianos e vaginais, penetração e, em resumo conhecermos mais nosso corpo e sexualidade em toda sua diversificação?
    Beijos a vocês

  • Celso Soares

    Puxa agora que descobri este lugar to feito na vida pois sinto que achei nova familia co quem posso me expressar melhor.

    Olha eu tenho transado com minha namorada e gostaria de saber qual dos prazeres ela sente no caso seguinte

    HA vezes em que ela decide transar mesmo e nao tenho como esscapar, pois, ela “obriga me” a faze lo mais de 4 veses e se bobeiar mais, ela fica inssaciavel ate cairmos no sono e de madrugada la vem ela de novo ate o sol raiar. MAs ela nao gosta de fazer gemidos coisas assim do genero apenas a respiracao vai ficando mais ofegante, adoro quando ela se comporta assim.

    Outra situacao e a seguinte
    Ha uma brincadeira que gosto de lhe fazer tipo um desafio de ficarmos se excitando ate ver quem vai exigir primeiro a penetracao, e demais cara, ficamos nos amassando o por mais de 45 minutos so que ha momentos que ela derepente , do nada, grita meu nome num tom de total descontrolo algo estranho de se descrever mesmo, e segundos depois ela fica mansa envergonhada e com poucos movimentos, eu finjo nao ter percebido nada pa nao lhe deixar sem jeito e de tao excitado que esto acabo penetrando e dai nao demoro a gozar, e claro ela acaba dizendo que eu perdi a aposta pois penetrei lhe sem ela exigir.

    Mas a questao meus amig(a/o)s e a seguinte

    Qual das situacoes a minha mina sente o tal de vaginal ou clitorx ?

    Abracos do continente africano ( Mozanbique) e obrigado por existirem.

  • Sophyae

    O orgasmo mais fantástico, quando alcançado, é o resultante do imaginário de uma situação. Quando se deseja algo/alguém com muita intensidade e nos deixamos envolver totalmente por essa fantasia sobreveem sensações de extrema volúpia.

  • Clovis

    Olá pessoal!

    Não tem coisa melhor do que falar de sexo, pois nos traz certas duvidas a respeito do assunto. Como vimos nos relatos acima, agregar conhecimento é a melhor coisa para satisfazermos cada vez mais nossas (os) parceiras (os). Quando falamos em sexo todos tem suas próprias opiniões e experiências vividas, pois se percebermos que o orgasmo tem diversas váriaveis para cada tipo de situação. Acreditando assim que ao toque clitorial ou uma chupada com maior intensidade a mulher sente um prazer enorme nesta área mas, que só é saciada com a penetração, que estimula todas a sua área genital e melhor se for na posição de quatro e o homen, tocando seu clitóris e seios, ai sabemos que o clitóris e vagina, não andam sozinhas precisam um do outro. Pois o sexo é um conjunto de prazer, e, não precisamos atentar só para essas duas partes, pois a mulher, antes de tudo, os casais, precisam de algo muito importante que é o desejo de ambos, pois se não houver uma quimica que chamamos atração, não conseguiremos atingir o principal que é o sexo clitorial ou vaginal.

  • patricia

    Nossa gustavo por um acaso descobrir esse blog
    e te falo com tamanha sinceridade ta sinplemente EXCELENTE
    e msm n sendo intencional a descoberta dele;ele ta ajudandu i bastante
    PARABENS PRA TODA A EKIPE
    UM ABRAÇO

  • Nancy

    Pobre de mim, não sei do que vcs tão falando, meu parceiro tem E.P. É frustrante, é como estar com muita fome, deparar-se com o alimento e até mastigá-lo, mas na hora de engolir ………….
    Não completa a operação.Ei mulheres, fujam dos E.P, pois são egoístas e neuróticos.O resultado desses relacionamentos, são mulheres angustiadas,nervosas e por que não dizer frustradas! Eu ,né!?
    Larga ele ,alguém poderia dizer, a essas alturas do campeonato, 28 anos de casamento, esquece!!! mas fica a dica fujam dos E.P ,pois é uma canoa furada!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Ick

    Minha companheira diz ter dito orgasmo, porém nunca ouvi um grito, grunhido gutural, e afins.. percebo por hora intensa excitação (as vezes não sei se é verdadeiro), mas enfim, percebo que ela não tem aptidão ao sexo, não me procura, não demonstra interesse e vontade em diversificar (falo em posições, lugares) a vejo muito acanhada e envergonhada (creio q pela criação q teve), alguns posições lhe causa dor.. Sexo Oral rola naturalmente, ela não curte que eu rodeie, prefere que vá direto ao ponto (acho estranho, parece q não permite ter prazer)..

    Temos 5 anos de relacionamento, conversamos sobre tudo, falamos abertamente, sou hiper carinhoso, sensível ao que dói nele e paro no mesmo instante.. tenho prazer em dar prazer a ela, mas percebo que ela não se envolve por completo, como se tivesse algum tipo de bloqueio..

    Gustavo, meninas – help

    Onde posso aprimorar, melhorar e o que está errado em tudoo

  • Lene

    Ola, pessoal tive a minha primeira relacao sexual qdo me casei ha quatro anos atras aos 25 anos. Preferi assim, nao me arrependo.
    Hj com quase 30 tenho algumas duvidas… Nao sei se atingi o tao procurado orgasmo, gosto de sexo oral em 95% das vezes eu gozo pra valer.. e eu adoro. Qdo meu marido nao esta em casa e estou com vontade recorro ao chuveirinho do banheiro, e acreditem funciona, e so aumentar o jato de agua em cima do clitoris que em poucos segundos atinjo a mesma sensacao de prazer do sexo oral.
    Mas.. a minha duvida e a seguinte: Qual a diferenca da sensacao do gozo que tenho qdo sou estimulada atraves do sexo oral, para o tao maravilhoso orgasmo? Isso que eu sinto e orgasmo???

    Obrigada e parabens pelo blog!

  • Fernando di Verona

    O melhor orgasmo é o que vem d’alma e, nesse caso, o brilho no olhar da companheira produz a melhor sensação.

  • rafaela

    Olá! Estou impressionada em como esse post tem sido comentado há anos já!
    Eu na verdade vim para aqui nesse post porque eu queria saber se duas sensacoes que tenho sao “normais”.
    Nao tenho problemas para gozar (ainda bem), mas realmente o clitoriano é mais fácil sim.
    Estranhamente no sexo oral tenho um pouco mais de dificuldade, adoro sim, mas por algum motivo fico bem nervosa e deixo de sentir as pernas direito, ficam meio dormentes e termino sem conseguir deixar ele terminar direito. Mas quando consigo me controlar, é ótimo.
    Outra coisa que as vezes me acontece é depois de gozar(principalmente clitorial) às vezes estou gritando e de repente, quando consigo chegar ao auge mesmo, os gritos se convertem em choros! Comecam a cair lágrimas descontroladas, mas claro, estou feliz da vida! Meu namorado no comeco ficava meio assustado, mas já se acostumou.

    Sei que cada casa é um caso e que nao há normal e anormal, mas seria interessante saber se alguém já sentiu ou conhece essas sensacoes.
    Quanto ao post original, estou de acordo com relacao aos gritos sim, mas quanto ao estado de espírito do dia seguinte, acho que nao…
    Até mais

  • Ivan Lima

    Gostaria de resumir tudo que foi dito em apenas uma sugestão,deixe-a vir por cima e tomar as rédeas da situação, orgasmo será tão intenso que não há como distinguilo.

  • Kat

    Eu namoro a 5 anos e a minha namorada nunca teve um orgasmo vaginal, fico pensando se o problema seria comigo e como e o que eu poderia fazer para ela chegar ao orgasmo vaginal?

    Obrigado

  • Dani

    Bem, já que aconteceu e foi ontem (29/01) eu PRECISO declarar… rs
    É possível ter orgasmo múltiplo vaginal, sem qualquer atrito no clitóris!!!!!
    Tenho 34 anos e pouquíssimas vezes tive orgasmo vaginal e hoje descobri o que é ter orgasmos múltiplos vaginal. Estou rindo sozinha.
    De fato, há diferença.
    O orgasmo clitoriano é mais fácil (bem mais fácil) de se alcançar. E, particularmente, acho que a mulher que conhece mais o próprio corpo (leia-se: pratica masturbação) chega lá com mais frequência.
    O orgasmo vaginal demanda uma sincronia, um encaixe que eu não sei explicar… Mas quando ocorre é simplesmente fantástico! Realmente mexe com as entranhas da gente.
    É isso.

    PS. LINDO, PQP! O QUE FOI AQUILO????? OBRIGADA! OBRIGADA!!!!!

  • niuva gonçalves pereira

    meu nome é Niuva e tenho 25 anos,perdi a virgindade aos 21 anos e até hoje não consigo atingir o orgasmo na penetração,temo ue isso pode me prejudicar com meu namorado por que eu falo pra ele e ele acaba achando que é ele o culpado,o que fazer pra melhorar e conseguir o orgasmo??por favor me ajude…só consigo no clitoris…quero conseguir pele penetração…Obrigada

  • Ismene

    Olá,muito interessante esse blog. A pergunta que faço a todas é se para chegar ao orgasmo vaginal é preciso manipular uma região específica da vagina, pois, se for assim, cada mulher tem sua anatomia e, é claro que haverá uma grande diferença para atingir o tal orgasmo vaginal. Já atingi duas vezes me manipulando com os dedos. Foi muito bom. Mas, quando é o pênis que realiza essa manipulação fica mais difícil chegar ao ponto. Se alguma de vcs, mulheres, já tiveram essa experiência, queiram dar um feed-back! Obrigada!!

  • Denzel Jr

    A diferença é que um existe e outro é uma fantasia criada para atiçar a disputa “quem é o mais másculo,o melhor,o que promove o orgasmo” vaginal. Diversos ginecologistas(inclusive a da minha mulher) defendem que o orgasmo é uma reação ligada principalmente ao estímulo clitoriano, que apesar da quantidade infinitamente maior de zonas sensíveis(erógenas) na mulher, analogamente ao pênis do homem, o clitóris concentra a maior capacidade de prazer sexual, responsável maior pelo orgasmo como a maioria imensa das mulheres sente,ainda que não estimulado diretamente. Convenhamos, toda penetração vaginal prolongada(estímulo),num bom ambiente, com a mulher relaxada e saudável, vai propiciar um orgasmo que não é puramente vaginal, clitoriano,mas também da nuca, dos ouvidos, do colo, dos seios,etc…

  • Julio

    Queria primeiramente parabenizar pelo blog.. mto bom mesmo.

    Então eu queria que vcs me esclarecessem uma coisa em relação a minha namorada…
    Ela perdeu a virgindade comigo e… pra falar bem a verdade eu nunca tive uma relação tão aberta ao diálogo.
    Então… Ela já teve orgasmos clitorianos… Mas quando estamos no sexo com penetração chega uma hora que ela manda eu parar… diz que está “insupotável” e diz que é mto bom, mas ela não aguenta… então.. WTF?

  • Carol

    Nossa, esse tema é tão polêmico, tão interessante e gostoso que está no ar desde 2007 pelo que li dos comentários.
    Parabéns Gustavo, acertou em cheio, e tenho certeza que vem esclarecendo ou até mesmo confundindo muita gente que passa por aqui, e eu sou uma delas.

    Como de alguns (não a maioria) dos comentários acima, eu sou uma (21 anos) que ainda não descobri o que é orgasmo provocado pela penetração. E digo mais, tenho vergonha de me tocar durante a relação, isso é um mal que tenho que superar.
    É difícil encontrar pessoas que assumam isso, já conversei com meu ginecologista, e ele me disse que 70% do que as pessoas falam sobre o orgasmo são fantasias, e que o que vale é o prazer de toda a relação, que se vc ao final dela se sentiu bem, relaxada, vc teve uma boa relação, fora isso, nada de anormal vc não “ir as nuvens” e voltar, isso é prático para o homem, para a mulher não. Talvez por isso tenha toda essa fantasia em cima, para não desestimular.

    O sonho do meu namorado, e o meu logicamente, é que um dia cheguemos ao orgasmo juntos, ou até mesmo que eu chegue ao orgasmo vaginal por ele. E as vezes isso fica tão intenso na minha cabeça que até peço para ele gozar logo para não ficar naquela busca incessante pelo meu orgasmo, pq isso acaba que incomoda. Várias vezes já me peguei pensando que tenho algum problema, tento não deixar esse sentimento tomar conta de mim, se nao qualquer relação que eu tiver será desagradável, como são algumas.

    Portanto mulherada, não tenham medo de assumir, e como eu, tentem se soltar mais no ato sexual, eu ainda não consegui, mas sei que chegarei lá. E com certeza algumas dicas que li aqui serão bem uteis.

    Grande bjo

  • Tuya

    Hey Carol, acho que resolvemos passear por esse blog no mesmo dia e pela segunda vez temos a mesma opinião, dessa vez, dizendo q esse post é o máximo pois está desde 2007 e as pessoas lêem e opinam e tal …
    Bom, fui casada um relacionamento de 14 anos e com meu marido só existia orgasmos que fosse oral. Sabe pq? ñ existia diálogo nem no sexo nem fora dele, por isso nos separamos. Hoje vivo experiencias maravilhosas com um novo amor, e o interessante é que antes de começarmos nosso relacionamento sexual, éramos amigos e falávamos de tudo e esses diálogos com certeza nos levam ao prazer absoluto. Ah! eu ñ sabia onde era o tal ponto G e hoje, conheço perfeitamente e além de orgasmos, estimulando o G pode-se até ter outros tipos de sensações, espirros … aff!!! Também descobri que pode-se gozar em TODOS os tipos de penetração .. aff de novo!!! Tudo é questão de muito diálogo entre o casal e também muito conhecimento de causa .. kkk … é isso aí, ler blogs, ver experiências, e mtuios filmes “educativos”.
    Bjos!!

  • Leide

    Bom eu falo que o orgasmo é maravilhoso ,,,e toda vez que eu e meu parceiro fazemos sexo..quando ele vai para o banheiro eu ainda continuo me masturbando….quero a sensação cada vez mais e maiss..e só paro a hora q eu gozar no minimo 3 vezes,,,,,

  • Roger

    Nossa Carol,polemico mesmo…
    Estava lendo alguns depoimento,oq mais me chamou a atenção são as mulheres q não sentem ou não chegam a gozar com o parceiro,sou casado a 5 anos,eu e minha gata temos uma sintonia perfeita,isso veio a acontecer depois de conversarmos muito,ela no começo tinha vergonha de se tocar e se masturbar,um dia resolvi me masturbar na frente dela enquanto eu tomava banho,ela entrou no banheiro e ficou encostado na parede so assistindo,então um dia ela estava no banho e eu entrei e pedi que ela se tocasse e ela o fez, senti muito tesao,e percebi que ela ficou maluca de tesao tb,e ela não parava mais e gozou varias vezes..
    Então oq precisa realmente,são os homens serem um pouco mais atenciosos e menos egoistas com suas parceiras e procurar fazer que elas mesmas descubram o que e como deve ser feito para elas chegarem a gozar e gozar gostoso..
    valew galera gostei muito desse blog

  • Roger

    Carol,
    quem sabe vcs ainda não encontraram uma posição que realmente te leve ao orgasmo,esperimente varias posições,brincadeiras,palavras ao pé do ouvido,mordidas de leve,diga para seu parceiro oq vc gosta, de como vc gosta..
    Não se sinta constrangida em falar com ele,se vc tem a intimidade de entrar em uma relaçaõ com ele oq impede vc de dizer oq e com quer??
    Beijos..

  • Carol

    É Roger, muito bom pra vcs isso!
    Tenho certeza que um dia eu e meu namorado vamos chegar a isso tb, o tempo que temos de relacionamento talvez ainda não seja suficiente para que tenhamos encontrado a sintonia perfeita para ambos.
    E tenho que trabalhar bem minha vergonha, percebo isso quando tomamos um vinho antes de esquentar o clima, fico bem mais solta e a relação sai bem mais gostosa (para mim).

    É ISSO AEE GALERA VAMOS PERDER A VERGONHA… HAHAHAHHA

  • Roger

    Ah Carol, sem dúvidas..
    Em alguns dias vc estará testemunhando aki no blog,viu vc disse que quando toma um vinho antes da relação se sente mais solta,é uma alternativa e com certeza existem muitas outras escondidas aí nessa cebecinha,coloca suas idéias pra fora e seja feliz!!beijos..

    Oh mulherada,mandem algumas dicas aí pra Carol!!!

  • kaka

    É realmente isso que acontece… Mas eu só tive um orgasmo por penetração até hoje….

    bjos

  • Merces

    É tudo uma questão de mentalidade, no meu caso e a pedido do meu marido bastou-me deixar ir pelos meus instintos, por vezes acabo mesmo por perder a noção da realidade tal é a minha entrega. Não se inibem e deitem para fora o que sentem por dentro.

    Vão ver o que é realmente bom.

  • victoria

    olá pessoal! adorei tudo isso aqui. nada como colocar o sexo em pauta tão abertamente!
    gostaria de contar um pouquinho da minha experiência tb.
    tenho 28 anos e transo desde os 15. sempre tive muito prazer nas minhas relações, mas demorei mais de 10 anos para ter meu primeiro orgasmo. lendo tudo isso aqui, fico em dúvida se ele foi clitoriano ou vaginal. a tão esperada sensação de orgasmo aconteceu com meu atual namorado. com ele eu consegui “descobrir” o grande benefício de estar por cima na transa e foi assim que encontrei minha posição “mágica”: eu deitada por cima dele com meu corpo levemente torto em relação ao dele (como se – juntos – nossos corpos quase fizessem um X). é indescritivel o prazer que essa posição me proporciona… basta eu dar meu ritmo instintivo para a transa que logo começo a ver estrelas… o prazer só aumenta, aumenta, aumenta e quando gozo é tão forte que tenho vontade de chorar de alegria.
    será este o orgasmo vaginal?
    de qualquer forma, gozar assim despertou meu interesse (até então, nulo) a masturbação. se eu demorei 10 anos para gozar com penetração, posso dizer que demorei 11 para gozar me masturbando. a sensação que sinto com ambos é bem parecida, mas com a penetração sinto uma entrega maior e não consigo pensar em gozar novamente de tanto que me esgota e satisfaz.
    para aquelas que, como eu, demoraram muito para ter seu primeiro orgasmo e/ou nunca o tiveram, vai um conselho: masturbem-se, masturbem-se, masturbem-se, mulheres! se o caminho parecer dificil ou lento com as mãos, usem o chuveirinho na hora do banho. é tiro e queda!
    beijos a todos.
    victoria

  • Déby

    Olá! Comecei a ter relação aos 14 anos de idade…porém só conseguia orgasmo me masturbando..´.no caso somente orgasmo clitoriano…aos 20 anos arrumei um namorado que me fez sentir muito a vontade e na posição papai e mamãe e ele chupando meus seios o tempo todo…consegui chegar ao orgasmo…fiquei besta na hora…e daí com passar do tempo percebi que conseguia tanto ter orgasmo na região do clitóris, como vaginal…os dois sõa mt intensos…porém qd é vaginal é muito melhor…as mulheres que acham que não tem diferença é porque ainda não conhecem seu corpo direito…mas claro que para ter satisfação também depende muito do companheiro, ambiente e tal…é isso aí pessoal.

    Bjinhosssssssssssssssssssssssssssssssss….

  • A.C.

    Li ótimos comentários, porém, queria complementar dizendo que não se trata de algo sistemático, que funciona como regra.

    Cada mulher é uma mulher e por uma questão morfológica, existem mulheres que só sentem orgasmo clitoriano e não sentem quase nada no canal vaginal e vice-versa. Trata-se de qual região é mais sensível (terminações nervosas). Tanto é que existem mulheres que quando iniciam a fase de masturbação, existem aquelas que preferem roçar o clitóris em algo e outras que preferem introduzir objetos na vagina, de forma instintiva.

    No caso do clitoriano fica óbvio dizer que a posição sexual têm de privilegiar o clitóris, como com ela “cavalgando”.

    No vaginal vai depender muito de cada mulher sobre a preferência de uma posição, mas o importante é manter um ritmo constante de penetração e no ápice dar aquela acelerada…

    Pessoalmente prefiro mulheres da 2ª opção pois você tem uma gama muito maior de posições sexuais sem enfrentar aquela pressão psicológica: “será que eu estou estimulando o clitóris dela nessa posição?”

    Abçs!

  • Deisi

    Ola pessoas, estou adorando ler tudo isso, encantada rs, mais no meu caso so tenho orgasmo clitoriano, ou seja, so gozo com a manipulacao do meu clitoris, no caso sou viciada, e me masturbo muitas vezes ao dia, masi vaginal mesmo nunca tive..e interessante saber disso, masi de repente me senti imcompleta rs.Bjs

  • davi31

    olá estou adorando esses comentarios mais eu queira saber e que pq minha parceira so sente orgasmo quando eu faço sexo oral com ela sera que o problema e comogo ou com ela?????

  • Ruben Zevallos Jr.

    Como homem, penso que posso falar que o orgasmo feminino depende de vários fatores, mas penso o principal é que ambos lados da relação devem estar vivendo o momomento, precisam tirar problemas da cabeça, relaxar e claro, usar o corpo para isso.

    Eu como homem, procuro fazer a relação acontecer de forma natural, principalmente agora que estou casado… deixo os problemas, a ansiedade e até aquela sensação que conheço corpo da minha mulher. Penso que um grande problema da falta de orgasmo feminino está no fato de que muitos homens acabam ejaculando antes… com isso, ou se movimentam rápido ou lento demais… ficam mais preocupado e é claro que a mulher nota… sente…

    A mulher por sua vez tem que também conhecer o seu corpo, seja se mastubando, seja com o seu parceiro… como muitas falaram, o orgasmo é algo maravilhoso, mas muitas mulheres parecem ter medo da gravidez, de fazer algo errado e até de estar fazendo algo de errado… e com tudo isso na cabeça, será que sobra espaço para o seu prazer?

    Conheci várias mulheres, daquelas que tinham orgasmo em poucos minutos após a penetração, outras que tinha 1, 2, 10 e até 20 orgasmos em uma relação… as que não tinham, não importava o que eu fizesse… sexo oral, carinho ou até dezenas de minutos de penetração em várias posições…

    Portanto, penso que o orgasmo, seja ele clitoriano ou vaginal é bom e importante, mas o conhecimento do seu próprio corpo é a melhor coisa que se fazer… se toque, faça pompoarismo, converse com o seu companheiro…

    Gustavo, gostei muito do blog, parabéns…

  • Eloísa Gonçalves

    Olá Gustavo!!! A-D-O-R-E-I o blog, muito bom mesmo. Adorei também a sua sensibilidade em tratar de um assunto tão complexo e controverso.

    Eu acredito que não existe orgasmo sem amor, sem nvolvimento e principlmente sem estimulo (clitoriano), existem N maneiras de se ter/sentir um orgasmo,direta,indireta, externa ou internamente, como queiram,o que muda é a meneira como ele será desencadeado,pois existem pessoas e pessoas, cada caso é um caso.

    Concordo plenamente com a Zingara -”O orgasmo vaginal tem a ver com o clitóris. Não acredito que a penetração simplesmente possa desencadear um orgasmo,o orgasmo Vaginal não é nada mais nada menos que a intensidade com que se atinge. Os factores psicológicos, paixão, interesse, o bem estar, a auto estima, o parceiro, o momento, a imaginação.”

    Enfim, parabéns pelo seu tarabalho e interesse, volto a dizer, o blog é ótimo, descobri por acaso e gostei muito, espero que tenhamos muitos assuntos para discutir.

    Bjus, tudo de bom!!!

  • junior oliveira

    Ola, meu nome eh Junior tenho 25 anos, antes de qualquer coisa, achei este blog excelente.
    Ontem a noite tive um esperiencia nova, nao sei nem como explicar, algo que despertou minha curiosidade por isso procurei informaçoes e achei este blog. Ja estou em uma relaçao faz um mes e meio, e nunca forcei nada com minha namorada por saber que em suas relaçoes passadas seus parceiros apenas tinham ela como um instrumento de prazer, entao desde o inicio tenho sido autentico, o dialogo eh a melhor forma de se conhecer, mas ontem a noite, depois de algum tempo com ela, viemos a ter a nossa primeira relaçao, deixei ela bem solta, super a vontade e muita exitada, mas percebi que ela nao tinha açao alguma, apenas ficava parada recebendo, e isto foi me surpreendendo, pq eu pensava que ela era inexperiente mas nao achava que era tanto,mas no decorrer da relaçao fiquei mais surpreso ainda, pq como era uma experiencia diferente pra mim entao estava dificil de achar um jeito de faze-la sentir total prazer, e fiquei e ainda estou muito preocupado com isso, pq ela nao teve orgasmo, apenas ficou muito exitada, tentei na posiçao papai mamae e tocar seu clitoris levemente com a mao, mas eu ja estava desencantado por estar muito tempo ali e ainda sem receber nada em troca,usei o maximo de carinho e palavras agradaveis e mesmo assim ela soh quase chegou la. Diferente do que muitos fazem, tenho grande preocupaçao em dar prazer pra minha parceira, li todos os comentarios ja exitentes neste blog, todos muito bom, mas se alguem quiser comentar sobre esta experiencia que tive, ficarei agradecido, pq tenho duvidas e curiosidade sobre isto, qual o caminho a ser seguido pra dar o climax do prazer pra ela!!

    vlw

  • Deby

    Pensem comigo…se não existe orgasmos em amor, sem estimulo clitoriano…então como me explica o fato de estar sonhando tendo relação e acordar tendo orgasmo? rsrsrsrsrs…imaginação…mas se chegou ao orgasmo sem penetração, sem estimular o clitóris e sem outros vários fatores.
    O orgasmo vaginal tem haver com o clitoriano? sim…acontece que na hora em que se vai ter orgasmo a intensidade do prazer se localiza na região vaginal…e é mt mais intenso…concordo em partes e discordo em outras com Eloísa que comentou logo acima.
    Quanto ao Junior Oliveira, vá procurando deixa-lá bem a vontade e nunca demonstre ansiedade ou pressa para fazer com que ela chegue ao orgasmo, isso poderá retrair ela ainda mais…está correto em não força nada…o sexo tem q acontecer naturalmente…vou te dar uma dica…deixe as luzes apagadas e peça para que ela venha por cima de vc…e faça com que ela mecha tocando o clitóris em vc sem ficar se erguendo para mecher…entende não “pulando em cima de vc”…só se movimentando pra frente e pra trás…talvez este seje o caminho…se não for muita paciência que uma hora acontece quando menos se esperar.
    Gustavo está de parabéns…adorei o blog.

  • Eloísa Gonçalves

    Como disse anteriormente Deby, isso é um assunto contorverso e complexo.

    Mas ainda assim acredito que não existe orgasmo sem o estimulo clitoriano, seja direta ou indiretamente. O ato de contrair os músculos da vagina, está estimulando (indiretamente) o clitóris, acredito que é o que acontece durante o sono.

    Bezitos

  • Deby

    Olha…respeito sua opinião Eloísa…realmente este é assunto mt complexo e controverso…tentei passar o que sinto qd tenho meus orgasmos…pode ser que em cada mulher seje de um jeito.

    bjssssssssssssssssssss

  • Marcelo

    Galera andei lendo alguns posts achei mt interessante, mas n li nada ainda falando do meu caso. Gostaria que alguem podesse dar um esclarecimento. Minha namorada só tem orgasmos só pelo clitoris ou pelo clitoris e penetrção anal (Juntos) , conversando com ela , ela diz que nunca sentiu tamanho prazer pela vagina comparado pelo clitoris e pelo clitoris COm anal. Eh normal algumas mulheres sentirem mais prazer pelo sexo anal do que vaginal? (ela agora soh quer fazer anal quase n quer mais fazer pela vagina pela falta de prazer que ela tem por esse ponto). Espero que vcs tenham entendido.

  • Clara

    Olá a todos, tenho vindo a acompanhar o desenrolar desta conversa, desde há 2 meses atrás. Eu estou a fazer um estudo precisamente sobre este tema aqui abordado, aliás é uma tese de doutoramento.

    E tenho uns inquéritos, totalmente anónimos, que preciso que várias mulheres respondam, para poder dar continuação ao estudo, eles vão ser destríbuidos, apenas para as mulheres interessadas. Depois de me responderem ao inquérito enviarei um livro, muito interessante em pdf que explica todas as técnicas possíveis para atingir todos os tipos de orgamos inclusive a ejaculação feminina.

    As meninas interessadas devem me enviar um email para: clara_duartemartins@live.com.pt

    BJS

  • Qzala

    Li( Manual da mulher boa de cama) que é possivel ter um duplo orgasmo, os dois ao mesmo tempo. è possível? Já aconteceu com alguma de vocês?

  • Paula

    Também li este livro, mulher boa de cama) e já aconteceu com uma amiga minha várias vezes. Estou tentando, seguindo a técnica do livro, vou chegar lá. Paula.

  • Clara

    Eu possuo um entre muitos livros, de que me estou a auxiliar no estudo sobre o orgasmo na mulher, que explica precisamente como conseguir o chamado (bleended orgasm) ou seja os dois em simultâneo. Este é o livro que eu tenho enviado em pdf para as meninas que me têm respondido ao questionário como que um bónus pela sua participação!

    Mas sim uma mulher pode ter os dois orgasmos em simultâneo, normalmente para que isso aconteça é necessário a mulher estar num elevado grau de excitação, e ter já tido um orgasmo clitoriano ou mais, e depois então introduzir a estimulação do ponto g à brincadeira.

    O nome do Livro é “Manual to g-spot orgasms and female ejaculation orgasms”

    O questionário incide precisamente nestes temas! Quem estiver interessada, envie-me um email a pedi-lo!

    clara_duartemartins@live.com.pt

  • Junior Goiano

    Muito bom

    Esse blog é sem dúvida uma cartilha do amor perfeito, eu tenho 23 anos e minha namorada 29 às vezes vejo um desinteresse nela, que nunca esta em mim, sempre vejo isso como um ponto desafiador, sempre dou a volta por cima e a coisa acontece é claro que sempre com o acordo dela “o bom é que ela sempre muda de idéia, pode ser para me envaidecer ou não” a questão é que eu nunca a fiz gozar com penetração, pois ela se queixa que nunca o teve, nem em outros relacionamentos, sempre se queixava de muita dor e atrito, detalhe, msm estando bem lubrificada naturalmente ou não, em fim depois de muito tempo ela já encara a penetração como algo mais natural e não se queixa mais de dor, mas não goza.
    E isso acaba deixando que o toque e o Sexo oral seja à base do sexo, e vendo aqui no blog referente às ejaculações feminina, nunca vi e eu achava que era lorota, é claro que a mulher fica ainda mais lubrificada na hora do orgasmo, mas isso é considerado a ejaculação feminina?
    Em todas as vezes que fazemos amor ela goza primeiro que eu seja em Sexo oral ou toque, que ela gosta muito por conta do contato dos lábios pelo corpo.
    Em fim tento todas às vezes fazê-la gozar com penetração, mas para não correr o risco só faço isso depois dela gozar com sexo oral ou toque, lembrando eu também gozo viu, e às vezes a ate fácil demais ela se sente realizada quando a preencho.
    Tenho duvidas intermináveis e gostaria de ter uma ajuda, uma técnica, uma posição qualquer coisa para me ajudar,
    Pra mim foi bom, ate desabafei rs

    Gostaria que me ajudassem

    abraços

  • Clara

    Boa noite, Junior Goiano peça à sua namorada que me envie um email clara_duartemartins@live.com.pt para responder ao questionário sobre este assunto precisamente, que depois eu lhe enviarei um livro que explica passo por passo, como atingir a ejaculação feminina e o orgasmo vaginal!

    Obrigado,
    Clara Duarte Martins

  • Camila

    Não sinto prazer com penetração, não sinto nada na vagina, nem dor. Só sinto prazer no clitores se eu me tocar. Fico angustiada e decepcionada. Meu namorado e eu conversamos muito, fico bem a vontade, mas nada acontece. É muito ruim…

  • André

    Confuso!

  • aline

    Olá sou Aline e tenho 25 anos. Sempre tive orgasmos clitorianos e para consegui-los preciso movimentar-me estimulando a região em movimentos circulares e não em vai e vem ( como no vaginal). Gostaria de saber dos meninos… esse movimeto circular pode deconcentrar durante a transa? Alguém ja passou por essa experiência? O que tem a dizer? Tenho dúvidas, pois uma vez aconteceu do meu parceiro se desconcentrar porque achava diferente. Fiquei encucada e em duvida pois o meu parceiro tem um pênis “abaixo da média” e a penetração não é profunda, e ele relata que é como se o pênis ficasse parado…

  • Ju

    Olá, depois de 24 anos de casada, consegui obter orgasmo através da penetração. Sempre tive facilidade em obter o orgasmo com a masturbação e, inclusive, consigo gozar várias vezes seguidas porém, com a penetração, nunca consigo gozar mais deuma vez. Às vezes acabo de ter um orgasmo com penetração e fico com aquele gostinho de “quero mais”, continuamos a relação, mas nada dele vir novamente, mas se tento me masturbar, ele vem. Será que isso é encucaçãominha ou é porque não consigo mesmo? Vejo algumas mulheres falarem que gozam várias vezes em um mesmo dia com a penetração, será????
    Alguém pode me ajudar a tirar essa dúvida……..

  • Ju

    Outra coisa, vi alguns relatos acima de algumas mulheres que só conseguem obter o orgasmo vaginal na posiçãona qual elas ficam por cima, no meu caso, só consigo na posição dele por cima e tem que atingir aquele “pontinho certo”, senão não vem. Aliás, Só consegui o dito orgasmo vaginal depois que o meu marido deu “aquela subidinha”,funciona mesmo.
    Então gostaria de saber se tem alguma dica pra posição na qual a mulher fica por cima.

    Mais uma vez,alguém pode me ajudar?

    Obrigada

  • Gustavo, parabéns pelo blog, conheci atravé de um amigo seu que conversou comigo sobre “relacionamentos lúcidos”, aliás , esse mesmo amigo que me fez reviver sexualmente, explico: Tenho 33 anos, sou separada, tenho 2 filhos e estava um tempão sem transar. Nos conhecemos em janeiro em uma balada, ficamos juntos e somente agora tivemos oportunidade de algo mais…
    Eu estava super nervosa porque, apesar dele dizer que sou bonita, como ele diz: “um peixão” “uma loirona” rsrs , “mulherão”, que meu corpo está perfeito, que adorou meus seios, e o meu corpo todo, era o primeiro homem que eu iria me relacionar depois de tanto tempo.
    Resumindo: FOI M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!!!! Parecia que tínhamos intimidade há tempos… Ele com seu vigor jovial e uma tremenda experiência, me fez gozar muito, os dois tipos de orgasmos, sendo que o vaginal aconteceu mesmo com o papai e mamãe e com aquela “subidinha”, além dos vários orgarmos múltiplos que tive…
    Realmente , ambos dependem da estimulação do clitóris , porém, o vaginal é mesmo muitooooo intenso, explode o corpo todo!!!
    Quero fazer uma sugestão: colocar em questão a volta da vida sexual após a separação…
    Beijo
    P.S. com certeza vc saberá quem é esse seu amigo…rs

  • Virginia

    Estou um pouco confusa… vejo muitas mulheres falando que só tem orgasmo clitoriano. Eu já tive alguns (com chuveirinho), mas sinceramente nem considero muito… é bom, mas é meio superficial, e me deixa tensa, não relaxa tanto quanto o outro. Em geral, ao contrário da maioria, costumo ter mais o orgasmo vaginal, que na verdade envolve os dois ao mesmo tempo (na verdade, acho meio dificil diferenciar). Só assim consigo me sentir aliviada e relaxar. Só com estimulação no clitoris sempre parece que ficou faltando algo, fico tensa, nao parece bem um orgasmo. Já tive orgasmo vaginal com sexo anal tb (sei lá, é meio perto e estimula…) e isso obviamente nao envolve o clitoris diretamente. E acho a parede posterior da vagina mais prazeirosa que a anterior, onde muitos descrevem o ponto G, então sei lá, toda essa historia me confunde. Enfim, me sinto meio ao contrário das outras mulheres.

    Nas relações, realmente é mais difícil chegar ao orgasmo. Em geral é bem mais fácil quando fico por cima, pois tenho os dois estimulos ao mesmo tempo (vaginal e clitoriano). Já sozinha, sempre tenho o vaginal (mas que acaba envolvendo o clitoris, não? Como disse, é dificil separar), isso desde comecei a conhecer meu corpo quando adolescente. Enfim, parece que sou toda ao contrário, nada do que leio aqui faz sentido.

    Não gosto muito de sexo oral e essa história de só ter orgasmo clitoriano não faz sentido pra mim, pois embora até tenha uma certa “explosão de sentidos” é bem menos preenchedora em relação ao orgasmo que envolve ambos (estimulação vagina até que ocorre uma explosao que chega até o clitoris). Então sei lá, tenho minhas duvidas se essas mulheres realmente tem algum orgasmo. Ou pode ser que eu é que não conheça quão bom um orgasmo meramente clitoriano pode ser, sei lá, sempre que leio depoimento de pessoas fico meio confusa, será que estou perdendo alguma coisa? Ou será que a maioria das mulheres se conforma com tão pouco?

  • Sexo: Quem manda melhor na cama? Chuck Norris ou Leonardo DiCaprio? | From Victor With Love - Diário

    [...] sexual e emocional Se você faz todos os favores sexuais, se já pesquisou sobre o ponto G, sobre orgasmo vaginal e clitoriano, raspou ou cogitou em raspar os pelos do saco para agradar mais a mulher, fez ou pensou em fazer [...]

  • Cintia

    Olá!
    Amei esse blog.
    Eu tbm sou mais uma que nunca teve um orgasmo vaginal.
    Tive o clitorial pela primeira vez ano passado e me masturbando.
    Tenho 30 anos e me sentia horrível nas minhas relações pq não conseguia gozar,
    Agora sou um pouco mais segura pq sei que posso gozar com sexo oral.
    Me masturbo quase tds os dias na esperança de chegar lá.
    Bjos

  • Clara Duarte Martins

    Olá mais uma vez! Tenho recebido imensas respostas a questionários! Iniciei até como que uma terapia virtual, devido a muitos pedidos de mulheres para lhes explicar como encontrar o seu ponto g, como obter um orgasmo vaginal, um anal, um clitoriano, nesta terapia respondo a todas as questões colocadas por vocês meninas/mulheres.

    E para não restarem dúvidas existem 3 tipos de orgasmos:
    1. Clitoriano
    2. Vaginal (ponto g)
    3. Ambos em simultâneo
    (4.) Orgasmo anal está relacionado com o orgasmo vaginal, mas numa zona diferente do ponto g, zona essa que é perto do cervix, pode ser atingido quando nós estamos muito muito muito excitadas e já tivemos pelo menos 6 orgasmos antes…

    Dúvidas, questões, se quiserem entrar na terapia…não hesitem meninas, mandei um mail!

    Clara Duarte Martins
    clara_duartemartins@live.com.pt

  • nilffe

    gostei muito,voceis sao de mais.
    preciso de ajuda tenho 37 anos e nunca tive orgasmo,tem algum remedio que posso tomar,tenho desejo mas nunca consegui chegar ao orgasmo, pode me ajudar

  • Clara Duarte Martins

    nilffe envia-me um email, é claro que posso ajudar! clara_duartemartins@live.com.pt

  • Mirian

    Bom, eu demorei a saber o que é um orgasmo. Eu tinha relações sexuais, sentia prazer, mas nunca chegava ao orgasmo. Eu comecei a experimentar essa explosão de prazer quando passei a conhecer meu corpo, ta ai o ponto de partida. Um dia sozinha em casa eu comecei a me masturbar, tocando o clitoris e ai meninas…de repente eu me vi numa sensação de prazer incrivel, jamais experimentada antes e então descobri que eu tambem podia me dar prazer e passei a fazer isso sempre. Atualmente eu estou namorando e eu tenho orgasmos sensacionais. O meu namorado fica maravilhado com o jeito que eu fico. Ele diz que o que da mais prazer a ele é ver como eu sinto prazer, como eu gozo. Eu teho orgasmos clitorianos e vaginais. Os clitorianos são mais frenquentes. Tá ai uma dúvida. os vaginais são mais dificeis de se atingir? Meu namorado se preocupa muito com o meu prazer e isso me deixa muito a vontade.
    Então meninas, acho que o ponto forte tá ai, vc conhecer seu corpo e ter um parceiro que se preocupa com vc e quer te levar nas nuvens.

    Só uma observação: adorooo o blog, já pude me identificar com muitas historias aqui e pude tirar muitas dúvidas.

    beijos

  • Clara Duarte Martins

    Miriam, já que descobriu tudo isso sozinha, estava disposta para responder ao meu inquérito e conversarmos um bocadinho as duas por email? Como estou a fazer um doutoramento sobre o tema, dava imenso jeito mais opiniões e experiências reais!

    Toda a ajuda é bem vinda!

    meu mail é clara_duartemartins@live.com.pt

  • Virginia

    Corrigindo algumas coisas que a Clara falou:
    O orgasmo vaginal não é necessariamente relacionado ao ponto G não. Na verdade, os cientistas não estão nem certos se ele existe, então não vamos fazer confusão. Orgasmo vaginal acontece com a penetração e toda a parede da vagina é teoricamente enervada o suficiente para causá-lo, embora hajam possiveis concentrações dos mesmos em algumas regiões.

    Quanto ao orgasmo com sexo anal, ele é possível e certamente pressupõe excitação, mas não pressupõe “6 orgasmos anteriores”, que coisa absurda é essa? Sem afirmações levianas, por favor, já basta de informações desencontradas sobre o assunto. Orgasmo não é um bicho de sete cabeças. Muito menos algo sujeito a fórmulas.

    Para as pessoas procurando ajuda minha dica é a mesma que foi dada anteriormente: conheça seu próprio corpo, descubra vc mesma onde sente prazer. Se vc não tem intimidade consigo mesma para isso, dificimente vai se entregar o suficiente para que outra pessoa o faça a tal ponto.

  • Clara Duarte Martins

    Virginia é claro que não são obrigatoriamente 6 orgasmos, nem 3, nem 8, a questão é que usualmente o orgasmo anal pressupõe já terem ocorrido alguns orgasmos, isto para a maioria das mulheres.

    Quanto ao orgasmo vaginal este está relacionado com as terminasões nervosas dentro da vagina, e a zona onde existem mais acumulações nervosas é chamado de ponto g e este pode variar de mulher para mulher.

  • maria

    eu nao consigo ter o orgasmo! O que faço para te-lÔ???

  • Clara Duarte Martins

    Maria se estiver interessada, pode sempre entrar em contacto cmg e podemos ver o que se passa consigo!

    Atentamente,
    Clara Duarte Martins

    clara_duartemartins@live.com.pt

  • Rose

    Boa tarde, adorei esse blog.

    Entrei muitas mulheres na mesma situação que eu. Pensei que somente eu tenho esse problema. Tenho 30 anos e nunca tive um orgasmo vaginal, quando eu e meu parceiro estamos fazendo amor, senti muito tesão, minha vagina fica lubrificada, mas coisa de instantes ela volta ao normal, meu parceiro fica muito constrangido e eu também, não sei o que estamos fazendo de errado, ele pensa que o problema e dele e eu penso que seja meu, sinto prazer e uma sensação maravilhosa quando tocada no clitoris, mas não passa disso. Será que existe algum remedio para estimular o orgasmo? Será que tenho algum problema? Me masturbo mas também não consigo chegar ao orgasmo, fico tão chateada com isso.
    E complicado para as mulheres querer chegar lá durante uma relação e não conseguir, nem de vez em quando, dá uma certa frustração, por mais que haja carinho, intimidade, liberdade entre o casal,isso não substitui o fato da mulher, assim como o homem, alcançar o climax. E realmente, quanto maior a ansiedade, mais nos distanciamos do objetivo( estou vivenciando esse problema com meu atual namorado ).
    Quanto a ser clitoriano ou vaginal, não sei a diferença, pois durante a masturbação meus orgasmos variam muito de intensidade, e é possível encontrar essa região interna (ponto G ?), que em algumas épocas do mês ficam mais volumosas e intensificam o prazer.
    Por favor se alguém puder me ajudar.
    Desde já agradeço, obrigada

  • Danizinha

    ola!
    sou uma jovem de 22anos e tou com o meu companheiro fax 6anos…e nunca consegui ter um orgasmo…:(
    tenho prazer;sinto-me bastante bastante lubrificada;poderei dixer mesmo uma sensaçao d perca d controle(como uma vontade imensa d fexer xixi)….por mais aberraçao k pareça é a sensaçao k tnh…
    mas n consigo paxar dai..o meu medo é tal…k paro….ou se nao começo a flipar d tal maneira k em vez d prazer começo a sentir dores…
    tento ler ehn d cenas;falo com o meu parceiro…ele é paciente….e nada…
    nao sei o k s paxa comigo…ao inicio eu diria k com o tempo iria conseguir mas nao!!hoje em dia é uma frustaçao enorme pa mim e mesmo po meu homem começa a ser também…
    nao sei k faça…penso em ver um sexologo…mas o meun homem dix k ta na minha cabeça k n adiantara nada..
    ajudem-m pf!!!

  • krika

    acho que funciona assim mesmo…a agitação é tanta depois do orgamso clitoriano que me dá vontade de falar e falar.. nada do vamos domir…

  • Virginia

    Para a Rose: não entendi, afinal vc consegue atingir o orgasmo sozinha ou não? De fato, ele varia muito de intensidade, às vezes é uma coisa absurda, às vezes é só um pico, mas nao tao louco assim. Mas isso é normal, e com homens é assim tb, já perguntei pro meu marido. Se vc consegue sentir prazer sozinha mas nao com seu parceiro, me parece um tipo de travamento, especialmente se vc fica lubrificada mas volta logo ao normal. Acontece com todas nos, acho. A gente fica pensando em outras coisas ao mesmo tempo e sem o clima apropriado logo vc tá pensando no trabalho ou na louça e nao rola. So nao dá pra acontecer sempre, né? Talvez esteja faltando aceitar mais seu lado sexual, se entregar mesmo, ou mesmo descobrir em vc fantasias, coisas que vc pode pensar que te deixem mais no humor, pra vc se focar no seu momento um pouco. Sei lá, fica a dica.

  • Virginia

    Pra Danizinha: Sinto em dizer, mas seu parceiro está certo – tá tudo na sua cabeça mesmo. Já se o sexólogo pode desfazer esse nó não sei, nunca fui num pra falar. Que bom que ele é paciente, esse é o primeiro passo. Vc falou de medo, um medo que dá vontade de parar, mesmo estando excitada, e que leva a dor (e leva mesmo). Acho que o primeiro passo é entender o porque desse medo. Com medo, nervosismo, nunca vai ser bom mesmo, pois a musculatura contrai e doi ao inves de gerar prazer. Eu sofri com isso por um bom tempo. Só passou quando passei a me aceitar mais como um ser sexual, aceitar meu lado mais mulher, e quando casei e parei de ver sexo como algo errado. A gente cresce com muitas nóias na cabeça, nao sei quais sao as suas, mas espero que vc consiga resolvê-las.

  • Éris

    Orgasmo é orgasmo, não importa se vaginal ou clitoriano. E é bom informar que a minoria das mulheres orgásmicas o conseguem através da penetração, a maioria dos orgasmo se dá pela estimulação do clitóris. O importante é conhecer seu corpo e não ter vergonha de dizer ao parceiro o que quer e como quer.
    Pessoalmente não sinto diferença entre orgasmo vaginal e clitoriano, os dois são ótimos, o ‘melhor’ orgasmo a meu ver se dá quando há estimulação clitoriana ao mesmo tempo da penetração, seja anal ou vaginal.

  • lucimara

    ola!
    sou uma mulher de 28 anos e tou com o meu companheiro 9 anos…e nunca consegui ter um orgasmo…
    tenho prazer;sintome lubrificada poderei dixer mesmo uma sensaçao d perca d controle(como uma vontade imensa d fexer xixi)…. é a sensaçao k tnh…

  • Ju

    Olá, venho acompanhando esse blog já faz algum tempo, estou achando super interessante. Afinal de contas, ter um lugar onde podemos falar das nossas dificuldades, compartilhar experiências é a melhor forma de aprendermos também.
    Eu consigo chegar ao orgasmo através da penetração,porém com a fricção concomitante do clitóris, porém tem vezes que a gente tá quase chegando lá mas parece que ele foge. Será que tem alguma forma ou algum tipo de contração que a gente pode fazer para que ele venha mais rápido?

    Obrigada e parabéns pelo blog.

  • Kelinha

    Olá, tenho um complexo horrível e gostaria que tirasse minha dúvida.
    um lado dos meu lábios menores é maior que o outro, isso é normal??
    morro de medo de ser anormal e decepcionar meu namorado.
    =/
    por favor, espero sua resposta.

    agradeço desde já.
    bjinhos

  • Éris

    Não vi ninguém respondendo, então tomarei a liberdade de responder.

    @ Lucimara
    Essa sensação de perder o controle e de como se fosse urinar é normal e significa que está perto de ter um orgasmo, a sensação de urinar se dá quando estamos para ejacular, não se controle, não refreie achando que vai urinar mesmo, pois não irá, goze. Poucas mulheres conseguem ter ejaculação.

    @ Ju
    É normal só atingir o orgasmo com a estimulação do clítoris, e sobre a existência de contrações…você já ouviu falar em pompoar? Ficará surpresa com o que uma pompoarista é capaz de fazer.

    @ Kelinha
    É normal, todas temos um lábio maior que o outro, não são simétricos, sendo que a maioria não percebe (as vezes porque nunca olharam para suas próprias vaginas) por não prestar muita atenção a isso ou porque a diferença é tão pouco que não se nota, é como no caso dos seios, todas nós temos um seio maior que o outro, umas reparam mais que outras.

  • Ju

    Olá!!!
    Obrigada pela atenção Éris, realmente estava faltando isso mesmo, as respostas. Diversas mulheres deixam aqui as suas dúvidas, porém, sem respostas.
    Na verdade eu já pratico alguns dos exercícios do pompoar, mas sinto que preciso aprender muito mais. Vou procurar algum curso em minha cidade.

    Obrigada novamente.

    Bjins…

  • luciana

    Tenho 34 anos e tenho namorado a tres anos tenho sério problema e recordações na minha cabeça quando criança fui molestada atraves do clitoris muitas vezes e hoje so consigo atingir o orgasmo com estimulo no meu clitoris e mesmo assim quando me imagino na situação de quando era criança é claro que não comento com meu namorado os meus pensamentos isso é doença?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Luciana (#217),

    Isso não é problema, mas restringe muito sua experiência sexual. Tente conversar com um psicólogo ou psicanalista.

    Abraço!

  • jessica

    eu descobrir o orgasmo sozinha, me mesturbando, é boa técnica e quando tranzo com meu parceiro gozo todas as vezes que fazemos amor. é muito bom sentir orgasmo. é gostoso. e assim aconselho as mulheres começarem sozinhas e depois pôe em prática com o parceiro.
    tenho certeza que não se arrependerão essa é minha opinião e experiencia.
    abraço!

  • Morena

    Bom …

  • Cássia

    Olá…
    Gostaria muito de saber se é possível uma mulher sentir de 5 a 8 orgasmos em uma noite?
    Sei que parece exagero mas meu parceiro teve uma experiencia a um tempo atras, e disse que a pessoa que ele saiu teve varios orgasmos nessa noite.
    E que toda vez que ela sentia o tal orgasmo ela ficava totalmente desfalecida na cama totalmente molinha!!!
    Fiquei com muito ciumes,aff…
    Eu costumo ter orgasmos mas pelo que andei lendo,os que eu costumo ter são orgasmos clitorianos e ja esses que a pessoa que saiu com ele teve parece ser orgasmos vaginais, pela forma que ela ficou.
    Nossa! gostaria muito de saber porque isso não ocorre comigo?
    Porque ele conseguiu proporcionar isso a ela e a mim ele não consegue?
    Sera que o problema esta em mim?
    Ou sera que eu não correspondo mais a ele na cama?
    Dealhe ja estamos casados aquase 10 anos.
    E essa experiencia que ele teve foi em uma troca de casais que fizemos,e que por sinal foi a pior cisa que ja fiz me arrependi muito,só que não da mais pra voltar.Meu casamento quase acabou por causa disso.
    Ele chegou a pensar até em se separar de mim.é arrumei um problemão ne.
    Agora estamos tentando salvar nosso casamento eu ainda o amo muito mas não tenho certeza dos sentimntos dele terei que esperar um tempo pra ver .Sera que vcs tambem poderiam me ajudar nessa parte ,de alguma forma se lá.
    Sei que não é certo o que fiz,mas ele procurou isso e eu acabei cedendo ,o que pra mi foi um erro.
    Mas com le nunca havia tido experiencia com outra mulher acabei aceitando a ideia por ele.
    Fui a primira pessoa com quem ele transou e ele tinha muita curiosidade e ter outra mulher e ai aconteceu.
    Só que fiquei meio traumatizada com a experiencia o ciumes tomou conta de mim e as vezes fico insegura em relação ao que ele senti por mim.
    Nossa quando penso nisso que ele me contou fico mal,acho que sinto ciumes por eu não conseguir tambem.
    Sera que vcs poderiam me ajudar.
    Sera que existe algo que e possa fazer pra que eu alcance ao orgasmo vaginal com tanta facilidade assim?
    Me ajudem por favor.
    Obrigada….

  • mary

    olá,tenho 18 anos.. ainda so virgen toda vez q tento ter ralacionamento ñ consigo..sinto uma dor insurportavel,sinto muito tesão tambem,isso me atrapalha un pouco perco o tesão dexando o clima tenso..eu so bixeussual será q isso interfere na hora h?

  • Marla

    olha adoro tranzar com meu marido e ele comigo, acabamos descobrindo muitas coisas juntos no sexo, ja estamos casados a 22 anos e cade vez e melhor, nas horas de fazer amor vale tudo, falar besteiras no ouvido um do outro como fazer sexo a tres, usar muito a imaginacao, e tambem conhecer bem o seu corpo e o dele fazer muito sexo oral na ora antes da penetracao ele faz em mim e eu nele enquanto estiver penetrando ficar mechendo no teu clitoris e uma otima dica vc chega au orgasmo bem rapido,ele fazer vc chegar au orgasmo fazendo sexo oral e depois penetracao e maravilhoso sempre fizemos isso meu marido fica doido de tezao e ele disse que e muito gostoso me ver tendo orgasmo a gente e muito feliz junto e de dar inveja para nossos amigos e amigas me sinto muito realizada e ele tbm.
    uma dica boa e fazer um msn e entra so juntos vc tem a metade da senha e ele a outra pra tranzar pela cam com casal ou uma mulher ou um homem e maravilhoso, olha dei varias dicas pra vcs. mas a principal vai ser essa presta atencao e ter cumplicidade entre os dois sempre esse e o segredo da felicidade e realizacao de um relacionamento feliz e duradoro, bjsssssssssssssss.

  • Tchila

    Também nunca senti orgasmo vaginal, somente o clitoriano, as vezes sinto leve ardencia na penetração qdo feita sob lubrificante, talvez seja reação. Mas de qquer modo mesmo lubrificada naturalmente nunca o senti, sinto sensiblidade na parede vaginal, mas algo q começa e pára.
    Tento me conhecer melhor, mas tbm sinto novamente a ardencia qdo penentrando o dedo para descobrir o ponto mais sensível da vagina.
    Penso em procurar um sexólogo e um ginecologista para dar um parecer técnico.
    Mas sempre tenho orgasmos clitorianos sem nenhum problema.

  • narcisa

    querida cassia, marido e namorado e coisa que nao se empresta. voce deveria ter dado a ele a mesma moeda, deveria ter dito a ele que voce sentiu o tal orgasmo vaginal com o cara que voce transou na troca de casais, deveria ter dito que foi muito bom, que voce quase desmaiou…mas agora e tarde para dizer isso. Querida relaxa, diga a ele que voce gostaria de uma transa a 3, voce ele e outro macho, na horinha h, voce simula um orgasmo vaginal com a penetracao do outro, grite, arranhe, chore se possivel, fique rebolando e berrando, gritando desfigurada, na hora que o outro penetrar, e derrepente grite muito meio que rosnabdo como animal, to gozando to gozando, e de uma leve urinadinha muito leve, para molhar a cama, de leve claro, e depois do ato caia na cama em silencio como meio mole e bem morta, repita isso umas tres vezes, com o tal cara, e teu marido ficara louco de ciumes e de paixao por voce, voce estara dando a ele a mesma moeda, e aos poucos aprenda a SIMULAR orgasmos vaginais, nao sempre em toda transa, mas de volta ou outra, faca ele te levar para um motel, vista langerries de putona mesmo, mande ele te fazer um sexo oral bem delicioso, faca nele tbm, e quando ele penetrar espera um pouquinho, e va aumentando gradativamente a sua sumulacao de orgasmo, o IMPORTANTE E GRITAR E RUIVAR E FICAR BEM MOLE E LEVE COMO A OUTRA, entende? assim ele te dara valor.

  • Caty

    Nao sei o q acontece ,mas de um tempo p ca ñ consigo + ter orgasmo,qdo chega perto começo a ter como se fosse um choquinho na vagina e fico com a vagina parece q tremendo,ñ consigo entender o q é isso.Fico constrangida, paro a relaçao sexual na hora.A vagina fica tremenendo direto,como se eu tivesse pulando so com ela.O q é isso q ta acontecendo comigo?Isso é normal?

  • Le

    Muito legal…ficou um local de mulheres compartilharem suas experiências pessoais…muito bom! Vou com a minha então tb: tenho orgasmos clitorianos e tenho orgasmos vaginais. Os clitorianos me dão a sensação de bem menos prazer e relaxamento posterior, os vaginais normalmente preciso de estímulo clitoriano p iniciar e algumas vezes não preciso nem de toque no clitóris, que sinto toda a excitação e o orgasmo na vagina. Do que depende ter um ou outro? Normalmente sintonia na cama e tempo com o parceiro. Para mim sexo só melhora com o tempo (claro que depois de já ter uma afinidade inicial). Parece que para eu ter orgasmo vaginal, tenho que estar totalmente entregue ao homem e ao momento. Tb sem bebida alcoolica. Com uso de alcool só consigo ter orgasmos mais leves. Acho que é muito ligado com estar se sentindo livre, seja a condição que tu precisas p isso.

  • vanessa

    ola desde quando casei nunca consegui gosar e ja faz um ano que casei e o meu marido gosa normal eu so goso se for masturbada eu nunca pensei que fose possivel alguem não gosar sera eu tenho algum problema por favor me ajudem eu não sei o que fazer

  • cilla

    olá! Eu namoro a 5 meses e finalmente consegui ter orgasmo através do sexo oral. Eu sou muito tímida e acho q isso atrapalhava! Mas infelizmente n consigo sentir orgasmo se n for através da estimulação clitoriana. Já tive um namoro de 3 anos e tb n ocorreu.
    Gostaria de saber se existe alguma dica para chegar ao orgasmo sem precisar estimular o clitores?
    Como eu acho q nunca senti o orgasmo vaginal, n sei bem como sucede ou mesmo se eu o tenho e n sei, mas quando sinto o clitoriano é como se o prazer fosse aumentando ali na região até se estender a uma contração interna por toda vagina. Será q isso é orgasmo vaginal?

  • Rosane

    Olha, apartir de agora começo me achar uma pessoa normal, pois vejo que não sou unica com relação ao orgasmo.Tenho relação mas também nunca cheguei ao tão esperado orgasmo, me ajudem, pois o meu namorado fica pensando que o problema está nele não em mim!

  • Drica

    Sim, sim e sim!!!
    É exatamente isso que sinto…
    Os orgasmos clitorianos só me deixam mais agitada, mais excitada e com vontade de mais. Só relaxo com um belo orgasmo vaginal, mas não acho tão simples consegui-los, nem sempre chego lá e não é todo homem que consegue me proporcioná-los. Clitorianos consigo sozinha, o homem tem que saber conduzir a transa como um todo.

    Parabéns pelo artigo!

  • thila

    Alguns meses atrás, postei aqui dizendo q ainda n havia tido orgasmo vaginal, pois bem, hoje chego à conclusão que o primordial fator para o alcançe é o conhecimento do próprio corpo e muita leitura. Li que muitas mulheres não o atingem pq não têm o costume de ler e se conhecer, segui dicas que encontrei em livros e na internet e olha: rumo ao sucesso! tive orgamo vaginal, a descoberta foi sozinha, fiz exatamente como o guia explicava, um pouco técnico mais funciona, depois vem o aperfeiçoamento.
    É só relaxar e prestar atenção em si mesma que dá muiiiito certo.
    Meu namorado que o diga…rsrs
    Boa sorte a todas!
    bjs

  • AR

    Thila,

    pode enviar esse guia? Me dá seu endereço que eu te envio um mail. Assim trocávamos informação de mulher para mulher.

    Obrigada,

    AR

  • Wanessa

    Geeeeente pelo amor de Deusssssssssss
    Pensei que fosse a única, mas estou vendo que muitas mulheres passam pelo que eu passo. Nunca consegui gozar com um homem na minha vida, tenho 26 anos e namoro há 3; antes desse namorado tb já namorei três anos, e gozei uma única vez, enquanto ele dormia no motel, gozei sozinha.
    Meu sonho é gozar com meu amorzinho, coitado, volta e meia ele toca nesse assunto e fico pra morrer, com vontade de chorar, muito triste mesmo, finjo que foi só no momento mas isso me machuca profundamente.
    Ele acha que o problema é ele, mas como direi q nunca gozei com homem nenhum????????
    Me ajudem please.

  • Ju

    Gente,tenho uma dúvida e gostaria que os homens me ajudassem. Descobri que meu marido teve um caso com uma outra mulher, pois tivemos uma briga muito feia e eu saí de casa por uns tempos. Sei que ele usou camisinha, mas tenho medo que ele tenha praticado sexo oral nela e, como já li algumas reportagens sobre o assunto, disseram que essa prática pode transmitir AIDS. Mas não vejo que os homens se preocupam muito com isso pois é a primeira coisa que fazem quando vão transar com uma mulher, será que éassim mesmo ou as coisas estão mudandocom relação a esse receio por parte dos homens? Tenho medo mas não tenho coragem de pedir que ele use camisinha. Será que isso é uma preocupação boba ou realmente a prática transmite realmente a AIDS, e se sim, por que eles ainda continuam a faze-la? Me ajudem por favor!!!

  • Lara

    Ju,

    sua preocupação tem sentido. A Aids pode ser transmitida via sexo oral sim. E outras coisas mais, como hpv, por exemplo.
    É complicado mesmo se proteger no sexo oral (o homem na mulher). Seria necessária uma barreira, como o próprio látex de uma camisinha aberta. Mas isso é bastante raro.
    Se você já sabe que ele transou fora do casamento, que usou camisinha na penetraçao e certamente não no sexo oral, fale à ele da sua insegurança. Não precisa entrar em pormenores sobre se foi no oral sem proteção ou não, diga que ele estar com uma pessoa fora do “dueto” de vcs a deixou com medo e que precisa que ele remedie isso de alguma forma. Afinal, foi ele quem pisou no tomate né? Mas pra ter certeza meesssmo, só fazendo exame de sangue.

  • Timi

    Oi. Tenho 26 anos e estou namorando há dois anos. Meu penis, quando ereto, tem 11 cm. Só consigo fazer minha namorada gozar com sexo oral ou esfregando meu penis em seu clitoris. Gostaria de saber se existe alguma técnica para faze-la ter um orgasmo vaginal. Ela diz q quando eu penetro não consigo alcançar o ponto G. Se alguem puder me ajudar ficaria mt grato

  • maggie

    ola tenho um pequeno problema, é que só consigo ter orgasmo atraves do toque do clitoris e nao na penetraçao, o pior é que finjo que etsou a ter um para o meu namorado nao se passar, será que ele faz alguma coisa mal na penetraçao, ou o mal é meu.
    ajudem me por favor.

  • Mara

    Pelo que vi meu caso é bem diferente. Fui casada por 6 anos e tinha uma vida sexual normal, tinhams relações de 3 a 4 vezes por semana. Acho que uma vez só que sentir orgasmo vaginal. Na verdade eu só sentia e achava q iria gozar quando estivesse por cima, então era sempre critoriano. Me separei, conheci outros parceiros, só que depois de 2 anos eu me travei de tal forma que ja tem 1 ano e pouco que não consigo ter orgasmo com meu(s) parceiro(s). E sabe o que mais me travou? Quando conversando com outras mulheres percebi que elas só chegavam ao orgasmo quando estavam por baixo. Tenho uma amiga e já gozou no dedo do namorado dela. Ela diz ficar tremula e desfalecida na hora. Aí percebi que isso nunca ocorreu comigo, nem quando casada. Me frustrei. Tento me soltar c meu parceiro atual mas nada. Ele não percebe e eu não finjo. Fico extremamente exitada mas nada. Sei que está na minha cabeça. Mas eu quero sentir orgasmo pela penetração (vaginal).

  • va

    Olá, também sou que estou me achando normal, sou casada a 8 anos, e fui a primeira mulher do meu marido, e ele foi o segundo homem que tive, pois engravidei quando perdi a virgindade, primeira e única transa, depois de 2 anos com meu marido, e também não consigo sentir nada com a penetração, apenas com o toque do dedo, e acabo cobrando ele por isso, esses dias ele me disse que eu deveria tentar me masturbar eu confesso que fiquei chocada, mas enfim tentei algumas vezes, sem sucesso e muito constrangimento, mas tentei outra vez e consegui, gostaria muito de algumas dicas, a vezes que é a falta de experiência que acaba com tudo, é muito complicado, as vezes quando sinto que estou quase lá ele goza, e eu acabo perdo tudo…me ajudem preciso de algumas dicas.

  • Bela

    queria muito que alguém pudesse me ajudar, faz seis meses q perdi a virgindade, e não tenho ninguém com quem conversa. Eu sinto uma sensação muito boa, que acredito ser o orgamos, mas n tenho certeza! na verdade eu so sinto essa sensação quando ao mesmo tempo que meu namorado faz a penetração eu consigo fica encostanto ” o começo” da vagina. isso seria o orgamo?

  • [PdH Porn] Especial Campus Party 2010 | Papo de Homem – Lifestyle Magazine

    [...] por fim o o @GustavoGitti apontou que, em seu blog de relacionamentos, o texto sobre orgasmo vaginal e clitoriano é de longe o mais popular. Seguindo a brecha dada pela Alê, o Gitti repara que a conversa sobre [...]

  • Ricky

    Para a Va:

    O sexo não é simples penetração. O seu namorado deve perceber que também lhe compete a ele ajudá-la a atingir os orgasmos. Comecem com preliminares. Ele que a masturbe, a ritmos diferentes. Um bocado por fora, um bocado por dentro. Assim que lubrificar mais, ele que invista com 2 dedos, quase em forma de gancho, dentro da vagina. Com força, ele que simule a penetração, acabando por prender os dedos no “tecto” da vagina. Que é o ponto G. Ao mesmo tempo, ele também pode usar a outra mão para ir massajando o clitóris.
    Treinando bem isso, ele se tornará um mestre. O orgasmo é certo. Mas tenha toalhas por baixo, para não molhar a cama.
    Depois de ter tido prazer quanto baste / orgasmos com o sucedido. O seu corpo estará bastante sensibilizado.
    Ele agora pode penetrá-la e você sentirá tudo com muito gosto.

    Para a Bela:

    Você parece estar a descrever o orgasmo clitoriano. O atrito nesse “começo da vagina” é muito prazeroso, principalmente na parte de cima, que é onde fica o clitoris.
    Aproveite e leia o que escrevi para a Va. É bom ir explorando.

    E cuidado com a insistencia numa massagem repetida ao clitoris, que pode tornar aborrecido e às vezes doloroso.
    Nada deve ser repetido durante muito, muito tempo. Deve-se sempre ir alterando ritmos, velocidade, intensidade, etc. Ide comunicando. E ele que a surpreenda também com essas mudanças de ritmos.

  • Jéssica :)

    Gente, olha, orgasmo vaginal existe sim, e não tem nada a ver com o clitóris (pelo menos pra mim), pq ele mexe em outro ponto, é algo mais interno.
    Tenho 16 anos, e só tive orgasmo vaginal uma vez, é uma sensação muito intensa que eu gostaria muuito de sentir de novo, mas é dificil. É tão intensa que depois que ‘terminamos’ eu continuei por um bom tempo gemendo e respirando forte, com uma sensação de extase sensacional!
    Já o orgasmo clitoriano é algo menos duradouro, é um momento e acabou, algo muito superficial, que não mata a minha vontade..
    Olha, eu achei esse site procurando no google maneiras para conseguir um orgasmo vaginal, mas sinceramente, tá dificil de conseguir dicas boas pra isso mesmo :S
    mas pelo menos agora tá nos meus favoritos

    beijinhos!

  • Bárbara

    Olá !!

    Li grande parte dos comentários dessa página e vou deixar aqui o meu relato.

    - Não acredito em tipos de orgasmos. Para mim, ORGASMO é uma palavra que pode ser definida:
    ORGASMO –> Sensação prazerosa causada por estimulação nervosa.
    Tal sensação possui características próprias:
    * Pode-se gastar um tempo estimulando a região correta sem que nada seja sentido
    * De repente, é como se uma espécie de gatilho fosse ativado. A partir daí, a região está sensibilizada e todos os estímulos seguintes causam alguma sensação
    * As sensações após a ativação do “gatilho” tendem a prosseguir com intensidade crescente, até um momento em que parece não ser possível o aumento da intensidade- é o que chamamos de ÁPICE.
    * O ápice é um momento que depende do limite de cada um. Antes de atingí-lo, sentimos que estamos no controle do prazer que sentimos, fazendo com que ele cresça progressivamente. Em determinado momento, manter a estratégia de continuar aumentando o prazer torna-se forte demais, pois o prazer já está em nível quase torturante. Nesse momento não somos mais capazes de domá-lo, ele nos venceu, tornou-se maior do que nossa capacidade de controle, e é quando nos rendemos a ele.
    * O percurso do orgasmo é uma espécie de luta travada, em que se tenta impedir o orgasmo de vencer, pois enquanto resistimos a que ele consiga nos dominar, somos tomados por sensações muito prazerosas que não queremos que acabem. Porém, ao atingirmos o ÁPICE, aceitarmos sua vitória e deixarmos que ele nos tome, somos presenteados com sua atuação final : é como se o libertássemos da área em que estava concentrado, deixando que agora domine todo nosso corpo espalhando prazer e relaxamento, o que pode ser acompanhado de contrações musculares e gritos.
    Eis a minha descrição de um orgasmo. É particular e acredito que cada um possa sentí-lo a sua maneira, como acredito que muitas possam sentir de maneira parecida.

  • Bárbara

    Com isso, posso prosseguir para a discussão orgasmos clitoriano x vaginal.
    Acredito que as fibras nervosas presentes na região clitoriana ou na região vaginal veiculem o mesmo tipo de sensação nervosa.Ou seja, ambas as regiões com correta estimulação são teoricamente passíveis de originar um orgasmo.
    O ORGASMO, como já disse que acredito, qualitativamente é um só, seja estimulando fibras da área clitoriana ou vaginal, todas possuem o mesmo TIPO de orgasmo. O que provavelmente diferencia sensações da área clitoriana e da vaginal na minha opinião são 2 coisas:
    - Quantidade de fibras, o que interfere na INTENSIDADE do impulso nervoso
    - Sensibilidade das fibras à ativação do gatilho

    Assim, minha teoria é que:
    - As fibras de cada uma das regiões possuem as suas particularidades. Podem precisar de tipos, durações e intensidades diferentes de estímulos para que o “gatilho” seja ativado. Porém, todas elas, teoricamente, se corretamente estimuladas, tem potencial para gerar o impulso nervoso correspondente ao orgasmo.
    - As necessidades de estímulo para chegar ao gatilho das fibras clitorianas são mais simples de serem atingidas, enquanto o estímulo da região vaginal é mais trabalhoso, o que faz algumas de nós acreditar que a região não é capaz de originar um orgasmo por si só.
    - Uma vez atingido o gatilho, acredito que a região clitoriana possua uma quantidade menor de fibras (ou um tipo de fibra que transmita um impulso menos intenso), o que gera a sensação de orgasmo mais superficial. Já a região vaginal, apesar de pouco sensível e difícil de ser estimulada para inciar o gatilho, uma vez iniciado, possui maior efeito (ou por maior distribuição das fibras, maior número de fibras ou tipo de fibras..), gerando um orgasmo mais intenso e prazeroso.
    - Acredito que a estimulação conjunta clitoriana e vaginal funcione melhor, pois acho que o estimulo de cada uma das áreas é capaz de alimentar a outra. Acredito por exemplo que se há um estímulo clitoriano, a sensibilização da área pode de alguma maneira transmitir o impulso para as fibras vaginais, tornando a região mais fácil de atingir seu gatilho. Com ambas as regiões estimuladas, mais fibras transmitem impulsos e mais intenso é o orgasmo. Com essa teoria, acredito que um orgamos clitoriano + vaginal seja sempre mais intenso do que um apenas vaginal. Outra coisa é que achei interessante a dica que li em um dos comentários dessa página, que é iniciar estimulação clitoriana e na eminência do orgasmo tentar finalizar pressionando a região vaginal. Pode ser uma boa maneira para sensibilizar a área e descobri-la melhor.
    - Acredito que a persistência em estimular a parede vaginal possa ter efeitos a longo prazo aumentando a sensibilidade da área, facilitando orgasmos. Assim acredito que a auto manipulação constante seja uma boa tentativa para deixar a área mais sensível e preparada para o parceiro.
    - Quanto a depoimentos tão diferentes, acho que se devem a variações anatômicas. Certamente cada mulher possui uma quantidade diferente de fibras nervosas, tipos diferentes, sensibilidades diferentes. Então, com certeza, para umas é mais fácil, para outras não.
    Desculpem o tamanho… Acho que empolguei…rs

  • Drica

    Bárbara,

    Acho que uma visão científica da situação toda sempre é muito bem vinda… Realmente faz muito sentido a tua teoria!
    Vou passar a prestar mais atenção no aspecto fisiológico, pra ver se consigo entender melhor. Isto é… Se eu conseguir!!! ;D
    abraços!

  • Filet net

    Olá, bom tanto um como outro são importantes, o clitorial, isto é a “rapidinha” é muito gostoso, segundo algumas mulheres por ser´prático, não imposta muito o lugar, resolve o tesão naquela hora, e claro o vaginal tem todo aquele momento que precede o amor, quero aproveitar para me oferecer como voluntário caso alguma mulher deseje se aprofundar um pouco mais sobre o assunto, e experimentar inclusive as posições sitadas no Kama Sutra.
    Ass. Liberdade de expressão corporal

  • Pri

    Oiee pessoal, estou a procura de respostas para as sensações que sinto durante a relação sexual!!! rs
    Iniciei minha vida sexual aos 15 anos, hoje tenho 23 e já evoluí muito, tive 2 relacoinamentos duradouros, o 1° de 4 anos e o 2º de 2 anos e meio, e agora estou em um relacionamento há 4 meses, e nunca foi tão bom ter relações sexuais, com ctza com o tempo nós mulheres vamos buscando mais e mais…meu parcerio tbm tem algo diferente que me excita muito…
    Bom eu me toco sempre, me masturbo quase que diariamente, e sempre tento entender e sentir o que acontece comigo, bom acho que eu realmente tenho orgasmo, orgasmo clitoriano apenas, o vaginal eu realmente tenho dúvidas se sinto…
    Bom conversando com meu atual namorado, ele disse ficar surpreso cmg, pois nunca viu uma mulher se basturbar na frente dele, para eu ter orgasmo durante a relação, nos ficamos de ladinho, e eu toco meu clitoris, dali uns 10 ou 15 min, tenho o orgasmo e sinto minha vagina pulsar, tipo contrair várias vezes espontaneamente, e essa sensação eh mto boa, as vezes sinto sair um liquido, outras vezes nada, mas minha vagina sempre eh bem lubrificada…, me interessei mais a pesquisar por este assunto, pq meu namo disse que o normal são as mulheres “gozarem” com a penetração ,e quis mostram pra ele que na verdade não eh bem isso rsrs!!! acredito que a maioria das parceiras que ele teve, fingiram o orgasmo vaginal!!! ..

    Vcs concordam cmg? em relacionamentos curtos, como quando vc está apenas ficando com a pessoa e tem relações sexuais sem compromisso, a maioria das mulheres fingem ter o orgarmo vaginal, estou certa?
    queria apenas tirar essa dúvida, rs não é possivel que todas tenham tido orgasmo vaginal, os indices não comprovam isto!!!

    beijos pessoal
    e até mais

  • Paulo

    Para Pri

    Olha, você está coberta de razão, infezlimente muitas mulheres mentem sobre o orgasmo, prejudicando o relacionamento. Mas na minha humilde opinião o que importa de fato é você chegar ao orgasmo, não interessa se é clitoriano, vaginal ou anal.

    Vou relatar aqui nosso caso. Estou casado a 16 anos com minha esposa, nos conhecemos quando ela tinha 18 anos e ainda era virgem e também numca havia se masturbado, devido aos tabus criados pela familia. Com o tempo fomos nos conhecendo e eu a incentivei a se mastubar, foi quando ela teve o primeiro orgasmo. Com o passar dos anos tudo foi melhorando. Sempre iniciamos com as gostosas preliminares, quando ela está bem “acesa” eu a penetro e ela se masturba ao mesmo tempo. Ela vai ao delirio. Algumas vezes acontece dela gozar só com a penetração, mas nesse caso teve estimulo do clitores antes. Até no anal ela goza, mas sempre se masturbando. Mas foi como disseram em alguns comentários, “O Orgasmo está na Cabeça”. Se tiverem em sintonia com certeza o orgasmo vem, e não importa de que forma, o importante é gozar. RSRSR. por isso mulhereda se masturbem mesmo, use a imaginação e outras coisas a mais.rsrs e sejam felizes. Abraços

  • Bruna

    Oi!
    Perdi minha virgindade aos 34 anos (por opção). Foi bem decepcionante, pois doeu muito e só houve penetração, sem nenhum movimento, carinho, preliminares e tals. Fiquei decepcionada com a indiferença do cara que estava namorando, que queria mais ver se eu era virgem mesmo do que sentir a experiencia, e por isso resolvi terminar. Comecei outro relacionamento logo em seguida, que desembocou num casamento. No namoro a transa era novidade, estava descobrindo minhas zonas de prazer e tal. Posso dizer que descobri que gosto muito de sexo, e o que dependesse de mim transaria todos os dias. Mas, depois de um tempo (cerca de um mês) começaram as cobranças para que tivesse orgasmo. Foi quando estragou muito, pois me senti precionada e com medo de perde-lo, resolvi fingir ter orgasmos. Costumo me mastubar, e é tudo super tranquilo, chego rapidissimo no orgásmo, quer por estimulo via penetração ou clitoriano.Mesmo sem ter orgasmo, o sexo no começo era bom, mas sabia que nossa relação poderia ser muito melhor. Quando comecei a me sentir mais tranquila, por ter mais intimidade com meu marido, tentei me soltar mais. Tocava meus mamilos e o clitóris durante a relação, e ele me repreendia dizendo que eu não era assim, “o que estava acontecendo”. Conclusão: nunca tive um orgásmo durante a relação, pos fiquei super retraída, sem poder ser eu. Aliás, nem eu sabia exatamente como sou na cama, não consegui mais dar vazão.
    Li os comentários do blog para ver o que as pessoas falam sobre suas experiências, e pelo que pude observar, o problema parece estar mais voltado para o tipo de padrão egoísta que acabo escolhendo para me relacionar. Foi muito esclarecedor ler isso tudo. As vezes acho que o problema é comigo, mas eu realmente gosto de sexo e tenho disposição para “desenvolver” nesta área.
    O que posso dizer, apesar de não ter muita experiência é que o sexo de qualidade depende de muitas outras contingências e depende tbm da intensão e espectativas das pessoas envolvidas. O melhor sexo parece ser aquele que vc pode se mostrar como é e do que gosta e que seja recíproco, tanto em respeito mutuo quanto em rpestar atenção nos desejos um do outro. É isso.

  • Luisa

    Bruna,
    Primeiro relato que eu leio de uma pessoa que se manteve virgem com mais idade que eu. Tenho 27 anos e nunca mantive nenhum tipo de realação secxual. Por opção também. Mas gosto de ler bastante sobre o assunto, pra não ter dúvidas nem receios quando iniciar minha vida sexual.
    Ao autor…Adorei o blog.

  • ly

    eu tenho 26 aos namoro aha 5 anos e ainda sou virgem por medo de varias coisas, de num er o cara certo ou de doer ou d pegar doenças sei la acabo não fazendo desde o terceiro mes de namoro a gente masturba um ao outro, qnd ele me masturba é gostoso no começo derrepente fica ruim e eu num sei explicar o que sinto só sei que num quero mais que me toque naquele dia acho que por isso num conseguimos a relação. alguém me explica o que eu tenho? eu ja cheguei a pensar que sou lesbica ja que gosto e me excito em ver mulheres se masturbaando na net, mas não em ver duas mulheres jutas nem penso nelas e nem me atrai pornenhuma nunca sera que eu tenho problema fisico, ou psicologico ou sera que bom eu estou perdida alguém pode me ajudar? por favor!

  • junior - pathungo

    olha gente, pela minha experiencia, ja fui “devedor” de algumas mulheres e posso dar algumas dicas:
    1º lugar- a paixão ajuda bastante e a vontade de consumir o ato. essa conversa de que não vai doer é conversa. p/ as mulheres um dica, vai doer sim mas vai depender da intensidade do ato. mas relaxem…posso ta sendo um pouco duro nas palavras mas é a realidade. o homem precisa ter paciencia, auto-controle, carinho,calma e segurança.ja tive experiencia com (cabaço) que durou ate quase um mes, p/ conceguir rompe-lo. e outra coisa, algumas ate sangram. mas naum tenha medo ok, é normal. minha esposa mesmo não sangrou.o negocio é relaxar…estimular bastante a area erógena é fundamental, a genital da mulher é como uma flor, sensivel e vivo, portanto, um sexo oral é importante. claro que tem muito homem q axa q sexo oral é só colocar a lingua na vagina e mexer…mas naum é só isso…e depende tb…é relativo de mulher p/ mulher. tem algumas só gostam qd estimuladas no clítores, outras tanto no clítoris quanto na entrada da vagina em movimentos circulatorios, subindo e decendo, entre outras tecnicas… o toque das mãos, dos dedos é tb muito importante. façam um teste, peça p/ seu parceiro acariciar com a ponta dos dedos de uma mão,beeeeem levemente a parte interna das coxas, subindo e decendo em movimentos circulares e de vez em quando tocar levemente (importante, bem de leve)o clítoris,friccionando subindo e decendo sempre… vc vai sentir uma sensação gostosinha…dai as caricias tem de ser um pouco mais ousadas…outro lance é estimular fantazias: mulheres tentem uma policial q prende um individuo e diz q vai fazer com ele o q ela quiser…o q der na mente faça…sem machuca-lo é claro!coisas do tipo ajuda bastante a aumentar a libido…
    2º ponto- houve a penetração? ok calma. nada de forçar logo de uma vez…a paciencia e a calma nesse caso é a alma do negocio.(rssss)o homem tem de ser calmo e se preoculpar com a parceira. se ela depois de ser penetrada estiver sentindo uma dor terrivel, pare! deixe p/ continuar em outra ocasiao e vai sempre com calma…isso não acontece com todas porem acontece muito…vá treinando a penetração para que o corpo dela se acostume com o (corpo estranho nela) penis. o treino é importante…mas jamais esquecer que antes de tudo fazer bastante preliminares…é muito importante! e aí vamos viver…existem diversos tipos de gozos…de mulher para mulher.ok? naum existe um mapa exato p/ a mulher obter o orgasmo. ams existem caminhos q ajudam…

  • Cynthia

    Olá Gustavo!
    Adorei a oportunidade de conhecer diferentes percepções sobre essa coisa mto boa q é o orgasmo. Mas gostaria de comentar sobre a questão da LY.
    LY, primeiro sugiro que vc tenha a mente aberta e siga a sua intuição e o seu sentimento na procura para a solução destas questões. Mas com Coragem! Sem medo! O medo pára o tempo e faz a infelicidade criar raízes e parecer mto normal. Bom, meu texto vai ficar enorme, mas essencialmente acho que vou tocar em alguns pontos comuns entre as nossas experiências – embora na superfície tudo possa parecer mto diferente.
    Gostaria de sugerir terapia com psicólogo. Já experimentou? Mas tem que ser com um profissional experiente. Competente, sabe? O melhor. Eu faço análise a 4 anos e isso foi um marco na minha vida. Cynthia antes e depois da análise!
    Olha, eu tenho 32 anos, fui casada por mais de 10 com um homem com quem me identificava sexualmente e tinha muito prazer, inclusive realizando algumas práticas pouco convencionais, sem grilos ou preconceitos. Mas tinha algumas dificuldades q foram crescendo com o tempo:
    1. nunca gozava sem me masturbar. Isso me chateava.
    2. precisava de um combustível a mais: como fotos e filmes com mulheres e cigarro pra relaxar.
    3. cada vez eu precisava de estímulos mais intensos, como swing e outras mulheres.
    Nosso casamento passou por problemas. Nos separamos.
    Passei um bom tempo sem sexo. Não sentia falta e não queria me envolver logo.
    Comecei a me relacionar com outro homem recentemente e, com este, não preciso de fotos ou de cigarro e ainda por cima tenho, quase sempre, o tal do orgasmo vaginal, que realmente é muuuito diferente. É uma sensação de prazer total, de entrega e impotência diante de algo q te tira o fôlego e as forças.
    Voltando ao q interessa, esse novo homem tem algo de mto especial? Pq uma mudança tão grande?
    Pode ser q ele faça algumas coisas direitinho… Mas acredito que a diferença esteja em mim. Algo interior.
    Amiga, essa coisa da feminilidade-sexualidade está na ordem das mais complexas. Percebi, com meu analista e com leituras, que muitos dos nossos “grilos” ou “dificuldades” sexuais tem origem em grilos inconscientes ligados à construção da própria identidade feminina e das culpas e recalques que temos sobre a sensualidade, a sedução, o sexo e tudo relaiconado. Dificuldade em nos enxergarmos, nos aceitarmos e nos sentirmos Mulheres.
    A uns 10 anos eu nem conseguia falar a palavra mulher em referência a mim mesma. eu supervalorizava a imagem como se isso fosse a essência da coisa. Fiquei doente, tive bulimia até o dia que vomitei sangue e resolvi parar para pensar o que estava errado.
    Daí comecei a terapia. Fiz um tempo. Resolvi algumas questões, passando pela identidade feminina, a relação com a mãe… Parei. Voltei mais recentemente com a crise do casamento. E Novamente caí na coisa da feminilidade-sexualidade.
    Essa “coisa da feminilidade” envolve fascínio e medo, desejo e culpa… Até o desejo por outras mulheres pode ter relação com isso. Aconteceu comigo. É um desejo por captar a essência daquele ser mulher para entender q poder é esse. Não é propriamente o desejo homosexual autêntico. Mas isso a gente não tem consciência qdo acontece.
    Hoje em dia as mulheres não me motivam mais. E olha que eu colecionava fotos e vídeos. Levei outras mulheres para cama comigo e meu marido porque Eu queria satisfazer um desejo reprimido.
    Bom, sinto que passei por um processo. E essa capacidade de entrega e de sentir prazer que experimento hoje em dia acontece porque estou mais inteira, mais segura, além do fato de que um novo relacionamento não guarda as cobranças e o peso do tempo.
    Então,minha sugestão é essa. Análise para ajudar o seu processo de ser vc mesma, consciente, livre, sem culpas, excitada, bem comida, “gozada” e feliz!!
    É isso! Felicidade na sua caminhada! Todos merecemos o melhor!

  • Ly

    Cynthia muito obrigada,pelo seu comentario me ajudou muito
    embora eu ainda esteja muito confusa, eu amo meu namorado acho que o que me prende um pouco é o fato de estar me achando feia desde que engordei.
    mas num sei pq isso acontece comigo ainda não estou esclarecida de nada estou muito confusa, mas sua sugestão é boa e também vejo tudo ainda que com pouco mas ainda sim vejo com mais claresa obrigada por me ajudar
    tudo de bom ai no seu novo relacionamento beijossssss

  • Allicie

    me masturbo desde os 11 anos. sempre senti orgasmos, sempre me masturbaqndo junto na hora da relação. eu no caso nao estimulo o clitoris desde o começo da transa… tem as preliminares, na maioria das vezes com sexo oral, a penetração e entao qdo eu sinto que já estou bastante excitada estimulo o clitóris pra disparar o orgasmo. eu achava que tinha só o orgamo vaginal, no entanto lendo os relatos aqui acho que eu tenho então o tal orgasmo vaginal ou combinado, pq eu fico a-rra-sa-da rsrsr, meu corpo inteiro contrai, nao consigo segurar os gemidos mais escandalosos, a sensação se prolonga uns bons segundos, dependendo da intensidade, no final minha vagina fica até pulsando… é isso que seria o orgasmo vaginal? rs de repente eu tenho e nem sei… pq normalmente meus orgasmos sao assim…

  • RobertoDimas

    Sou universitário, curso comunicação social tenho 29 anos sou solteiro mas vou fazer meu comentário sobre a Ana Lucia:
    A Ana Lúcia, parece ser uma das pérolas raras no universo feminino. Ela chega, fala, coloca suas experiencias, fala da problematica envolvendo os dois sexos, e tem uma peculiaridade:
    Parece ser uma mulher de uma inteligência rara. Acompanho várias discussões sobre relãções, onde quase que 100% das mulheres nos seus relatos sobre o descontentamento com a atuação e participação masculina, nos seus relatos demonstram algo muito auto-perverso: sofrem com a insatisfação na relação, sofrem com a falta de tato e de sensibilidade do parceiro, Mas ao invés de contribuir para a melhoria da relação, só conseguem acusar o parceiro, como se ele fosse obrigado a adivinhar as formas de satisfazer uma mulher. Elas mesmas afirmam que cada mulher é de um jeito, tem uma particularidade. Afirmam que algumas vivem 20 ou 30 anos numa relação sem ter um orgasmo. Mas nunca afirmam que chamaram o parceiro para conversar sobre como satisfazê-las e sim sempre alegam que o parceiro é quem deveria descobrir. Desde quando um homem é obrigado a descobrir a fundo como satisfazer plenamente a mulher, se a mesma não lhe dá pistas, não mostra reciprocidade? Com nós homens, acontecem as mesmas insatisfações, mas nós homens se percebemos que a parceira está fazendo movimentos desagradáveis, agente fala e orienta o caminho do prazer imediatamente. Até uma masturbação masculina! Por mais que pareça simples tem mulheres que não sabem fazer uma masturbação agradavel de jeito nenhum! Independente de ser casada, solteira, jovem ou idosa. E nessa hora, nós homens quando deparamos com estas situaçãoes, imediatamente agente fala, ajuda, orienta e se satisfaz. Já a mulher, sem generalizar, parece que adora sofrem a insatisfação, parece gostar do masoquismo, pois como explicar isso: viver décadas sem se satisfazer sexualmente só porque o parceiro não sabe o jeito exato que lha agradaria. E ficam se lamentando, dizendo que o homem deveria explorá-la corretamente, ou descobrí-la etc. Mas que coisa! se o homem não a explora corretamente, ou não descobre seu mistério afrodisiaco, então porque ela não ajuda!! E muitas das vezes elas nem percebem que só levaram o homem a plenitude porque o homem foi participativo colaborativo.
    Elas acusam os homens de serem complicados, mas vejamos: o homem para ir a uma festa se arruma em 10 ou 15 minutos. A mulher no minimo umas 2 ou 3 horas. O homem vai às compras e rapidamente compra o que necessita. A mulher muitas vezes vai ao shopping visita todas as lojas, experimenta 50 peças e no final do dia não compra nada porque nada a agradou. A mulher tem tpm, menstrua, passa horas e horas para decidir qual roupa vai usar. Algumas adoram ficar nuas com janelas abertas deixando sua intimidade ser vista por estranhos muitas vezes fingindo que é por distração(todos os dias todas as horas!)mas que na verdade é pq sentem prazer sim em saber que estão provocando tesão no vizinho, no colega de trabalho, etc. E pra piorar, algumas ficam peladissimas sem pudor nenhum diante de vizinhos, mas se o namorado ou esposo quiser fazer o mesmo ficando peladão em casa com as janelas abertas deixando as vizinhas observar avaliar comentar etc elas as que fazem isso diariamente e sem nenhum pudor, imediatamente dizem que não vão aceitar que o namorado ou esposo também faça isso!
    Tem um forum onde uma mulher fala que toda vez que o marido sai de casa ela abre tudo, quero dizer as janelas, tira toda a roupa ficando peladona e acha uma delicia saber que os vizinhos estão olhando pra ela. Mas quando alguem perguntou o que ela faria se alguem contasse para o esposo dela e ele resolvesse fazer o mesmo, então ela respondeu que jamais toleraria.
    E lamentavelmente muitas mulheres fazem isso! não valorizam seu pudor, mas reagiriam da mesma forma se seus parceiros resolverem fazer o mesmo que elas fazem. Umas tem a cara de pau de dizer que é porque o corpo da mulher é mais bonito tem os quadris os seios. E afirmam que o homem tem um negocio pendurado. E daí? Mais um motivo pra nãp se importar em o homem fazer o mesmo. Mas, é só desculpas! Embora não assumam sabem muito bem que da mesma forma que o homem gosta de ver mulher pelada a mulher também adora ver homem peladissimo, só que não assume por razões culturais, preconceitos, falsidades etc. ou até pq se assumir vai outorgar o direito de o parceiro fazer o mesmo.
    Outro estigma feminino é dizer que mulher trai e o homem nunca descobre. As mulheres dizem que elas são perfeitas na arte de trair e os homens uns desatrados. Elas dizem que toda vez que o homem trai ele deixa pistas. Concordo, deisde que seja um homem idiota, caso contrario seja homem seja mulher, a perfeição na arte de trair é idêntica! Muitas vezes quando o homem deixa uma marca de batom, uma camisinha no carro, um cheiro de perfume, etc é pq ele já está P da vida com uma relação problematica e que nem está se importando com mais nada! E elas afirmam que é pq foi um desastrado…
    O que acontece é que muitas das vezes ouvimos dizer: ao invés de trair porque não terminar primeiro a relação ruim e seguir a vida? Ocorre que muitas das vezes a mulher mistura os problemas particulares da vida com a atividade sexual do casal. Fazem uma especie de barganha ou de chantagem: se ele não fizer exatamente o que peço, o que mando, então não tem sexo e ponto final! Ao invés de tentar se acertar com o companheiro tenta subjugá-lo humilhá-lo, como se o sexo fosse uma forma de cativá-lo. Destas condutas decorrem muitas das vezes as crises conjugais as insatisfações, o virar pro lado e durmir. A busca de aventuras externas…. A mulher e o homem são seres humanos e são identicos em questões envolvendo os principios morais, os habitos as manias, traições, os desejos e as fantasias, mas sei lá, na vida tudo parece um grande jogo, onde todos tanto homem quanto mulher juram inocência jorram lágrimas jurando ser mentira o óbvio, juram perfeição se dizem vitmas e ninguem senta e ninguem se abre mas todos dizem serem certos sinceros e terminam as questões sempre afirmando: eu é quem tenho razão. Abraços a todos, e embora só tenha 29 anos, espero ter contribuido com algo. Com muito prazer: Paulo.

  • isabel

    Para mim, não há como o orgasmo vaginal….É algo tão forte e tão belo que nos deixa completamente felizes..Uma libertação linda,uma autêntica bomba atómica..!! Claro que com amor, obviamente!

  • Natascha

    Olá Pessoal! Que legal um local onde a gente possa dizer exatamente a verdade. Li muitos comentários e vou expor a minha experiência. Se existe mesmo esses dois tipos de orgasmos, então, talvez, eu não tenha sido privilegiada para poder dizer o mesmo. Tenho 29 anos e sinto prazer, sim. Duas ou três vezes nesses 11 anos em que faço sexo, chorei enquanto gozava. Foi mais emocionante que os outros, mas não julgo diferente no quesito intensidade. Apenas mais completo. Acredito que isso tenha acontecido por conta da interação com o parceiro, a vontade, a paixão. Tenho orgasmos me masturbando com ou sem penetração. Pelo que percebi, meus orgasmos são então só clitorianos, pois necessariamente preciso que meu clitóris seja estimulado para chegar ao orgasmo. Com o parceiro, só chego ao orgasmo se estiver por cima, mexendo do meu jeito. Nunca tive orgasmo em qualquer outra posição. E agora? Isso é um problema? Será que não encontrei ainda o parceiro certo? Devo me descabelar à procura do tal orgasmo vaginal? Não tenho certeza. Talvez não tenha mesmo aptidão para senti-lo. E tenho me sentido feliz com os meus. Ainda que agora, depois de ler tantos relatos de orgasmos vaginais ma-ra-vi-lho-sos, esteja me sentindo um pouco anormal.
    Falando um pouco a respeito do comentário do PAULO, tenho a dizer o seguinte: É elogiável o seu interesse nesse assunto, Paulo. Acho que esta atitude não é muito presente nos homens. (pelo menos os que tenho conhecido). Sou casada há 2 anos e vou dizer à você: Tenho conversado inúmeras vezes com meu marido a respeito do meu prazer. A verdade é que ele não tem interesse em compreender como tudo em mim funciona. Ele é um cara super legal, tem muitas qualidades, mas parece ter uma modelo fixo, imutável para fazer sexo. O que eu quero dizer, é que, especificamente no meu caso, eu reclamo sim. Reclamo principalmente para ele. Mas pouco resolve. Talvez esse seja o problema também de outras mulheres. Nem todas, claro. Tem mulheres que tem mesmo dificuldade em se expressar. Eu acho que tem coisas, características particulares de cada pessoa que não dá para mudar. Por exemplo: Quando estamos transando, ele não fala de mim. Ele fala das qualidades do pênis dele. Outra coisa: Ele fecha os olhos. Não me encara e durante o ato, não gosta de beijar. E quando eu forço o beijo, não é aquele beijo de enrolar a língua na outra, segurar o cabelo da nuca, usar a outra mão para fazer carinho. É simplesmente um beijo parado. Só com a boca aberta. Parece engraçado, mas é desestimulante. E agora, eu faço o que? São coisas que imagino acontecendo comigo, mas que nao recebo. E mesmo que diga para ele fazer, ele faz, uma, duas vezes. Depois ele volta a ser o que era no princípio. Por isso concluo que há coisas que não são melhoráveis, se não houver interesse. Posso indicar filmes, livros, sites. Ele não se interessa. PODE ME COMPREENDER? O seu argumento acerca das mulheres nao é sem fundamento, mas para o meu caso, sinceramente acho que não se encaixa. Se você tiver alguma outra opinião de como agir, por favor, estou esperando por ela. Detalhe: A minha insatisfação COM A INSENSIBILIDADE dele tem me deixado muito triste e comecei, sim, a buscar uma relação extraconjugal. Se me sinto culpada? Sim, todo dia. Mas eu precisava encontrar o carinho, a atenção (durante o sexo), o aconchego do DEPOIS, que ele não me dá. Sabe pessoal, o que estou vivendo é realmente triste para mim. Diversas vezes em que temos sexo (meu marido e eu) é assim: Ele quer sexo, vem me abraçando, tirando a minha roupa e penetra logo em seguida. Sem beijo, sem preliminares, sem me despertar. Mesmo dizendo não, ou pedindo para parar, as vezes nao resolve. Eu chego a chorar. (em silencio, claro). Não sei por que nao choro para ele ver o quanto estou triste. Não sei mesmo. Mas então ele termina, deita e me esquece. Não são todas as vezes assim, mas acontece constantemente. Alguém tem algo a me dizer? Na minha opinião, é uma pessoa sem aptidão para o deleite dos inúmeros prazeres do sexo. Simplesmente tem aptidão para gozar. Acham que ele não me ama? Ele me ama sim. Me ama muito. E eu também o amo. Mas não sei como mudar essa situação.
    Outra coisa, Paulo: Acerca do seu argumento de as mulheres usarem sexo como barganha, chantagem. Olha Paulo: As mulheres funcionam diferente. Todas as que eu conheço precisam ESTAR BEM PARA FAZER. Enquanto que os homens, precisam FAZER PARA ESTAR BEM. Compreende a diferença? Realmente me incomoda quando o meu marido quer sexo, sendo que algo entre a gente não está bem resolvido. É necessário diálogo primeiro. Aí sim, o sexo pode vir e completar tudo. O que não dá para suportar é que ele queira resolver tudo na cama. Se ele faz isso, aí sim fico furiosa e digo não. Uma maneira (inconsciente e imutável) de puni-lo.
    Bem, é isso pessoal!! Obrigada.

  • Marcia

    Como a discussão é longa e tem muita gente pra opinar, resolvi colocar aqui minha questão, para saber se rola com outras mulheres ou se algum homem já conheceu alguém assim.
    Às vezes eu me sinto homem! Pq seja no orgasmo clitoriano ou vaginal, qdo tenho um, quero dormir! acabou a relação! Acho ótimo o homem ser assim! não gosto de papo, de carinho, de nada depois! só relaxar em paz!
    Meu marido curte muito sexo oral, só q gozo muito rápido… e depois ter disposição para continuar com penetração é duro! Parece q algo se fecha! Claro, qdo insisto fica legal, até curto, mas gozar de novo, por mais q ele se esforce! nunca consegui!
    Então, sempre falo pra ele me esquecer e pensar só nele! Se divertir e me deixar por último… eu me divirto muito mais, tenho disposição para horas… e gozamos os 2, juntos! Claro q ás vezes ele termina e fico a ver navios… mas assim q ele se recupera, resolve o meu problema, nem q seja no dedo! Ele é ótimo!Mas, não entende muito bem isso! E confesso q nem eu! Sempre fui assim! Mas, sempre ouço a mulherada dizendo q tem 2, 3, 10, 20 orgamos depois do primeiro… não sei o q é isso! E ai? O q me dizem?

  • Fabiana

    Olá galera….
    Queria só dizer que amei esses cometarios…
    Alguns dias atraz tive relações com meu namorado e o inesperado aconteceu…é depois da primeira não rolou mais, não subiu mais…..
    De que adiantaria ele me dar prazer com a mão dele me excitando se não iamos ter o prazer juntos….
    O melhor de tudo é sentir prazer os 2…Gozar os 2 juntos….
    Bons comentários acima

  • dida

    É isso ai mesmoO….
    Eu só sinto orgasmos na penetraçao quando estimulo o clitoris com os dedos e consigo chegar ao orgasmo na masturbaçao tambem mas só com os dedos no clitoris. Bom…a diferença nao da pra perceber muito, mas tem sim uma diferença. Quando chego ao orgasmo só no clitoris a vagina pedi mais…tipo..ela fica vazia e precisa de algo dentro dela (penis). e quando faço só na penetraçao nao consigo chegar no ponto por que o clitoris pedi mais…rsrs…entederam??…nao??..entao vou explicar melhor: eu faço os dois ao mesmo tempo…quando estou fazendo sexo com meu namorado eu uso os dedinhuss…eu naum queria ser assim, mas…fazer oque né…nao consigo chegar ao orgasmo sem os mus queridos dedinhus e acho que meu namorado se incomoda com isso.=/

    alguem pode me ajudar agora??…hihi

  • Li

    Genteee!!!
    Com certeza os dois tipos de orgasmos não são iguais.
    Tenho 34 anos e demorei para ter orgasmo vaginal, porém tinha com frequencia o clitoriano.
    Quando tive o orgasmo vaginal pela primeira vez tive vontade de sair por aí contando para todo mundo e rindo de felicidade.
    É uma sensação maravilhosa…A gente vai ao céu…
    Claro que o clitoriano é muito prazeroso também e realmente dá vontade de gritar bem alto.
    Mas nada se compara ao vaginal, sentir o pênis dentro dela e a hora que o orgasmo vai chegando a gente sente uma coisa muito boa.
    Mesmo depois que passa a gente fica com a sensação na vagina mas sente uma paz muito grande e as pernas bambas.
    No clitoriano a gente sente vontade de sentir a sensação dentro da vagina.
    Por isso acho o orgasmo vaginal mais completo.
    Mas com certeza os dois são maravilhosos.
    Adoro quando tenho um ou outro!

  • fefezoca

    Amei este blog é sensacional, pelos relatos acima é possível mesmo que eu tenha tido somente orgasmos clitorianos, poi consigo somente através da masturbação. Pensava que era somente eu que tinha orgasmos somente com a masturbação. Bom o meu caso é que eu perdi a virgindade com 22 anos e estou casada com ele à 5 anos, as vezes penso que é porque eu só tive um parceiro e talvez não tenha encaixado direito. Ouço minhas amigas dizerem que temos que ter vários parceiros pois cada um te dá prazer de um jeito e dizem que tem alguns que não te dão prazer e que elas não conseguem chegar ao orgasmo. Bom eu até tenho orgasmo com meu marido,ele é demais… sempre esta procupado com o meu prazer e tb senti muito prazer comigo.. mas o orgasmo vaginal eu nunca experimentei.. É como a Analu sabiamente disse: “mesmo que nem saibamos direito o que é sexo, intuímos que dentro de nós há algo melhor, mais profundo, mais intenso ainda. E é o que sentimos quando temos o orgasmo vaginal. Tudo é mais pleno.”

    Por isso busco algo que o meu corpo me pede.. Algo mais intenso mais profundo..

    Minhas amigas dizem que eu deveria ter tido outros parceiros pois me relatam sempre de como era cada um, e que existem parceiros que mal sabem dar prazer para sua pareceiras… elas dizem que melhor mesmo é qundo o homem tem o penis grande pois o orgasmo é mais intenso e gostoso.. Falam que homem de pinto pequeno só podem fazer a mulher ter orgasmos clitorianos e raramente vão conseguir alcançar o ponto. Não sei se este seria o meu caso pois creio que meu marido tenha o p… pequeno, mas vou tentar que o meu marido suba um pouqinho mais no papai e mamãe para ver se encaixa, apesar de ter muita dor na relação com penetração e não sentir nada de prazer.. nada mesmo… é normal?

    Gustavo adoro seus comentários..
    se puder me ajudar neste caso eu vou ser muito grata….

    abraços e parabéns pelo blog.

  • Lane

    Ola adorei esse blog
    Achei ele por acaso na net
    como acessar novamente sem precisar procurar no google?

    Eu tambem so consigo cheger ao orgasmo com o estimulo do clitores pensei que fosse so comigo.
    Sou casada a dez anos eu e meu esposo conversamos bobre isso ainda no namoro,e ja que nao consigo chegar ao orgasmo pela penetracao ele sempra estimula meu clitores de alguma forma para me ver sertindo prazer tbm mas eu tenho curiosidade de saber como seria um orgarmo vaginal ,pelo que ja ouvir falar e tudo de bom,sera que tem tratamento?ou isso e irreversivel?
    adorei todos os comentarios , espero que tenham algo pra mim bjs

  • Patrícia

    Não sei se ja tive orgasmo vaginal, sei que tenho clitoriano, pois me masturbo desde adolecente, e adoro!!!Goso varias vezes. Já quando estou transando com meu marido se não sinto o rossar do seu corpo no meu clitoris não goso, não tem jeito, a melhor pozição pra mim é o papai e mamãe, ou quando vou por cima dele, de quatro adoro, mas só pra esquentar o clima pq não tem jeito nao consigo gosar de quatro, e morro de vergonha de me masturbar na frente dele nessa hora, então prefiro papai e mamãe. Na hora que goso é maravilhoso, é melhor gosar sendo penetrada do se masturbar sozinha, ai eu não sei se este é um orgasmo vaginal o glitoriano por que se o rossar clitoriano não acontesse nada. A e Eu me masturbo muito e goso varias vezes só que ai no outro dia sinto dor abdominal, fico muito dolorida por dentro, por varios dias,acho tão estranho isso, e olha que eu não uso nada para me penetrar apenas goso por estimular o clitores . alguem ja sentiu dor pos masturbação?

  • Alina

    Depois de ler vários relatos neste blog, fiquei verdadeiramente mais tranquila, pois a maioria é igual a mim.Em 20 anos de vida sexual nunca tive orgasmo vaginal, isto é com penetração.Só consigo ter orgasmos a nivel de clitoris, seja oral, ou masturbação ou outra maneira qualquer desde que o clitóris seja estimulado.

  • Alina

    Depois de ler todos estes tesmunhos fiquei mais tranquila, porque a maioria das mulheres á igual a mim! eu nunca tive um orgasmo vaginal descrito dessa maneira que aqui foi apresentado, na verdade só consigo ter orgasmo se houver masturbação do clitoris, pois é lá que sinto prazer. O ponto G de que tanto falam é um mito, deve existir, mas segundo especialistas poucas são as mulheres que conseguem que o parceiro o encontre, é uma questão fisiológica.
    Ah e segundo um documentário que há algum tempo vi na TV, baseado num estudo, dizia-se que 78% das mulheres não conseguem ter orgasmo só com a penetração.
    Isso foi um alívio porque sentia-me muito infeliz porque achava que eu era pouco sortuda.

  • Nego lindo

    Li varios comentarios aqui escritos e resolvi comentar tambem e contar sobre minha experiencia com minha atual esposa.
    Na verdade eu e minha mulher somos alucinados por sexo, fazemos sexo pelo menos umas 22 vezes no mes ou ate mais, desde quando nos conhecemos foi como se nada mas no mundo existisse apenas nos dois e sexo, entao durante esses 8 anos que estamos juntos entre namorado e casado tivemos varias experiencias e varios locais muitas vezes publicos e muitas vezes privados, e sempre quiz que todas as vezes que transamos quero que ela chegue ao orgasmos, para que ela se sinta satisfeita e que seja uma relacao realmente de prazer. Nos conhecemos tão bem que quando estamos fazendo sexo anal ela chega ao orgasmo sem precisar se tocar.
    Fazer as preliminares bem feitas, chupar bem a vagina, morder (sem machucar)colocar o dedo vai deixar a mulher bem mas exitada e bem mais a vontade para conseguir gozar, muitas outra maneira que adoramos fazer e que nunca vi ninguem comentar, ela se masturba com o meu penis as vezes nos dois gozamos apenas com ela esfregando meu penis no clitoris dela, outra forma que tambem da mais prazer, e fazer uma depilacao, porem nao deixa-la lisinha mas com alguns cabelinhos apenas para roçar e dar mais prazer.
    Ela adora que eu passe a lingua no anus dela, da pra ver as costas dela toda arrepiada quando faço isso, agora logico que para fazer isso deve haver um conhecimento grande com a pessoa alem de uma higiene muito bem feita, pois o tiro pode sair pela culatra.(rsrsrs)
    Estas sao algumas de nossas posições e maneiras para podermos gozar juntos e bem gostoso.

  • eu mesmo

    o problema de algumas mulheres não terem orgasmo vaginal é não sentirem tudo dentro dela, tem q querer que o seu homem goze dentro de voce, qdo vc qr isso muito e vc sente a cabeça do penis expandindo dentro de vc aí vc alcança esse orgasmo tão esperado.

  • natascha

    Olha o que esse tal de EU MESMO acabou de escrever não tem nada a ver né?
    Por favor.
    Outra hora me detenho a escrever algo de verdade a respeito deste assunto, mas esse último comentário foi bem infeliz.
    Thanks

  • Lili

    oi, olha gente eu namoro a três anos e por um milhão de motivos eu perdi minha virgindaade só a uns 15 dias a tráz, mas isso num vem ao caso, bom eu sempre tive muito prazer com a estimilação do clitoris, tanto na masturbação feita por mim quanto feita pelo meu namorado, e as vezes só de cruzar as pernas com força rsrs, no primeiro dia da relação sexual, não sangrei e tive pouca dor nada comparevel ao que eu pensava que seria, de lá pra ca fizemos mais 5 vezes, todas as vezes doi só quando entra depois que ja está lá dentro num sinto mais dor, porem num sinto prazer algum as vezes nem sinto ele lá dentro, pensei que fosse pq o penis dele é pequeno mais ou menos 13 a 15 cm e até que é grosso, bom achei que talvez o tal ponto G num era atingido pq talvez o penis dele fosse pequeno ( apesar de eu num ter referencias ja que ele foi o meu único parceiro) mas andei pesquisando e muitos sites me informaram que o ponto G se localiza na parte superior da vagina a uns 5cm logo após a entrada, então não poderia ser o tamanho o problema, só que há outro fato rondando minha cabeçã, o penis dele tem uma certa curvatura para a direita, nada que me machuque a num ser na hora que entra mas isso ja num sei se é por isso ou por eu ter perdido a virgindade a pouco tempo, bom mas é uma dor leve, desconfortante mas leve, só que pensei, será que é por isso que num chego ao tal ponto, pois se se localiza na parte superior e o penis dele é torto para a direita então num teria jeito, dele direciona-lo para cima como quem tem o penis reto e sabe dessa localização, porem algo que li deixou ainda mais essa certaza em mim, uma garota num desses sites de perguntas disse que o namorado dela tem o penis torto para cima e que ela tem muito prazer só com a penetração quando ele nem coloca tudo so um pouquinho, e que com outros namorados de penis retos ela só tinha prazer com a estimulção do citoris, bom ai vai minha pergunta será que para termos esse orgasmo vaginal o namorado precisa dentro da vagina direcionar o penis para cima logo ali no começo? e será que meu namorado que tem o penis torto para a direita consegue atingir esse tal ponto no superior da vagina? e se for assim então que sortuda aquela garota hein ou o namorado dela rsrsrs. espero que alguém possa me responder a isso obrigada

  • Ju

    Lili,

    Veja aqui esse site, muito bom.
    http://vilamulher.terra.com.br/amor-e-sexo/

  • jessica

    Eu nao consigo ter orgasmo vaginal!
    so no clitores.
    porque?

  • Viviane

    Lili, isso nao tem nada a ver, 1° toda a mulher so com a cabeça do pênis consegue sentir prazer, desde que ela esteja com a cabeça relaxada, eu namoro um ano e meio e demoreei uns 8 meses pra gozar da 1ª vez, e agora, gozo toda vez… meu namorado tbm tem o penis viradinha pro lado, mas nao é que seja virado é pq na ereçao td isso acontece…, e o tamanho também nao importa… o que importa, é vc antes de fazer sexo, ficar com muiiita vontade, ficam enrolando bastante, nas preliminares… quando nao aguentarem mais ai sim … a penetraçao!.. outra coisa, nao sou virgem 1 ano e ainda doi, quando meu namorado começa a colocar… é pq é necessaria a musculatura vaginal relaxar, tem mulher que consegue sem o penis entrar, e tem mulheres nao, como nós…! espero ter ajudado!!

  • Lili

    oi Pri e Paulo, olha eu tenho certeza que muitas mulheres fingem o orgasmos, não só pelos indices que demonstram o quanto é raro o orgasmo vaginal, mas também pelos indices que demonstram o quanto é alto o numero de mulheres que fingem o tal orgasmo, o pior de tudo é que nem sempre fingem só numa relação passageira ou momentânea, muitas mulheres fingem 20, 30 anos para seus maridos isso é uma vida toda acho que a mulher de uma forma geral sempre está a merce da sociedade, assim como nos séculos passados as mulheres não podiam demonstrar o prazer, só as comcumbinas podiam sentir prazer. as mães de familia tinham de fingir não gostar de sexo tinham que sufocar seu grito de orgasmo, bom dessa mesma forma hoje o que acontece é o inverso, a grande maioria das mulheres acham que teem que gritar subir pelas paredes muitas vezes sem sentir nada. de uma forma ou de outra a mulher é sempre reprimida pela sociedade a sempre mentir o que sentem em relação ao sexo, do mesmo jeito que sei que todas nós mulheres temos sim desejo de tocar nosso clitoris durante o ato sexual mesmo aquelas que tem o orgasmo vaginal, mas muitas de nós inclusive eu não se sentem a vontade para fazer isso na frente do parceiro, pq a maioria dos homens são machista se sentem rejeitado se a gente usa o nosso proprio dedo ou qualquer outro brinquedo ainda que ele faça parte da relção tbm de uma forma se sentem meio trocados por isso, cabe a nós mulheres mostrarmos do que gostamos e não abrirmos mão disso, e ainda muitas criticam se o namorado contar que uma ex fazia isso, ainda que a atual sinta desejo tbm ela vai criticar para ele a atuação da ex, pq a sociedade sempre incentiva nós mulheres a sermos ipocritas nesse assunto, eu ainda sou muito timida para me masturbar na frente de meu namorada e olha que namoramos a 3 anos, mas não finjo orgasmo de jeito nenhum como ja disse la em cima no outro comentario, eu perdi minha virgindade a mais ou menos 15 dias 20 sei lá, tivemos 6 relações e eu ainda num senti orgasmo ele se sente mau com isso se culpa se acha um fracasso, eu não sei o pq só sei que não o culpo diretamente e nem minto também, acho que se ele pensar que eu tenho se eu fingir um, ele nunca vai se empenhar a melhorar isso, etão num acho uma boa mentir, principalmente o que muitas mulheres fazem é mentir fingir estar morta de prazer e depois quando terminam com a pessoa saem dizendo o quanto essa pessoa era ruim de cama sem nem ao menos saber se o problema era com ele ou com ela mesma, isso ja ultrapassa a ipocrisia e chega a falta de carater, bom quero parabenizar vc Pri por não ter medo de dizer o que sente ao seu namorado e também por se tocar na frente dele, mas principalmente quero parabenizar vc Paulo, por incentivar sua mulher que veio cheia de tabus da familia e ao invez de colocar mais tabus ainda como muntos caras fariam, vc sim é um exemplo de homem se todos fossem como vc concerteza a gente tiraria um pesso de uma tonelada das nossas cabeças antes de irmos pra cama e assim ficaria facil chegar ao orgamos parabéns pessoas modernas, e a vcs mulherada por favor num mintam o orgasmo, num mintam sobre nada na hora do sexo deixem bem claro o que gostam e o que num goastam isso é melhor pra vcs e pra eles e principalmente dara liberdade a todas nós mulheres. pq só assim mulheres sinceras como a Pri deixaram de serem taxadas o tempo todo como ela foi beijos e abraços.

  • Renato

    Eu por exemplo tenho prazer se a minha namorada sentir prazer, então faço aquilo que a agrada, simples… Pra mim a prioridade sexual é das mulheres, pois se elas não sentem prazer, mesmo que nós homens consigamos ter orgasmos e tudo mas, fica algo muito superficial e sem prazer, pra mim orgasmo não é sinônimo de prazer, creio que muitos pensam como eu, abraços !

  • Paulo

    Oi Lili, muito obrigado..

    Eu acho que a vergonha e a inesperiencia bloqueia o prazer de vc’s. No inicio do meu relacionamento (isso a 17 anos atras completados neste mês), também tinhamos duvidas e dificuldades. Converse muito com seu namorado, faço sexo “falado”, leia muito sobre o assunto, só que cuido com alguns artigos que são publicados, muitos são ilusórios. Perca essa vergonha de se mastubar na frente dele, Peça para ele se mastubar junto com você. (sabe naqueles dias que não pode haver penetração)?

    Quando minha esposa começou a se mastubar na minha frente, ela também sentia vergonha, é normal no inicio. Hoje, quando estamos falando ao telefone e o assunto esquenta, eu peço para ela se mastubar. Daí ela desliga o telefone e vai para a cama e se masturba deliciosamente.

    Uma coisa que ela ainda não conseguiu se livrar, é do tal sentimento de culpa quando ela se masturba quando eu não estou perto. Eu já consersei muito com ela sobre isso. Eu digo para ela não se sentir culpada, não tem problema nenhum se mastubar sem eu estar por perto, mas isso é reflexo lá do passado, como você disse em seu comentário.

    Masturbar é importante e faz bem à auto estima, ao relacionamente, ao parceiro e principalmente à você. Muitas mulheres buscam o orgasmo vaginal, mas quem garante que aquela amiga que tanto fala que sente essa tal orgamos vaginal seja verdade?, as vezes nem mesmo orgasmo ela sente.

    Senhoras de qualquer idade, deixem o tabu e vergonha de lado, masturbesse MUITO, seja acompanhada ou sozinha, com brinquedos ou com os dedos o imprtante é sentir prazer.

  • maria f

    atigir o orgasmo se masturbando sozinha é o do mesmo jeito quando é o parceiro que masturba?
    e do mesmo jeito com a penetração?

  • Cristy39

    Faz quase vinte anos que sou casada e sempre tive orgasmo clitoriano e nunca senti falta do tal orgasmo vaginal que minhas amigas diziam ter, mas não nego que sentia uma curiosidade pra saber como era, pois da forma como elas descreviam, eu, não notava diferença do que eu sentia, minha curiosidade, na verdade, era saber como ele acontecia. E essa noite, pela primeira e inesperada vez eu tive um orgasmo vaginal. E, apesar de em um dos comentários ter sido dito que pra se ter orgasmo vaginal tbm havia necessidade do clítoris ser estimulado, não foi assim comigo, pois estávamos na posição ‘ de ladinho’ quando aconteceu. E eu não digo qual é melhor que o outro, porque pra mim o que vale foi o prazer que o momento me deu. Não tem melhor nem pior, apenas é bom que aconteça! :)

  • rafa2

    ola Rafael tenho um problema e não sei se me poderás ajudar. tenho 20 anos e ja tive relações sexuais, mas depois parei por um bom tempo(5 anos) e agora que retomei tenho tido alguns problemas na questão de ereção, pois acho que meu pénis é pequeno e não conseguirei satisfazer minha parceira (só para dizer que meu pénis tem 15cm de comprimento e 12,5 de diámetro), acho que o diámetro da vagina é grande demais pra meu penis, o que faço? meu pénis falhou 3 vezes depois fiz sexo com uma outra nina edeu quase tudo certo, ou seja tive ereção mas não total e deu pra fazer penetração, mas eu quero ter uma ereção satisfatória. obrigado desde já.

  • Lili

    Oi Maria f, olha com a penetração ainda num tive orgasmo, mas quanto meu namorado me penetra ja da pra ter noção que quando eu sentir e se eu sentir, que será bem diferente em relação a masturbação, quanto a masturbação feita por alguém ou por vc mesma isso eu ja tive as duas experiencias, os dois jeitos são muito bons, mas ai vai um exemplo
    quando é vc mesma quem faz vc sabe o ponto que mais sente prazer, sabe a velocidade e a hora que quer velocidade tudo certinho, seu parceiro não vai saber isso ao menos que vc diga, mas derrepente ele pode acertar, seu gosto pode ser do jeito que ele ja faz mesmo, ai dessa forma com ele é melhor é como a cosseguinhas nos pés quando alguém faz na gente a gente sente mais que quando a gente faz na gente mesmo né. Mas é muito prazeroso ainda que a gente mesma faça eu adoro só que eu assim como disse o paulo ainda me sinto culpada sinto como uma pecadora sei lá, quando termino sabe, ai parece que alguém estava olhando e desaprovando ainda que eu tenha certeza que não tem ninguém em casa, mas isso é normal pelos tabus que a sociedade impoz e ainda vem impondo a nós mulheres. olha desde de que vc não esteja fazendo mal a ninguém so faça sexo com preservativo para evitar HIV,HPV, e outras doenças transmissiveis, além de evitar filhos numa hora impropia, quando sua atenção num será plena, ai então dessa forma o que vale é ser feliz valeu
    Ps: nas doenças sexulmente transmissiveis eu coloquei enfaze em HIV e HPV, pq são as doenças mais perigosas entre as mais comuns, a aids todo mundo tá cansado de saber como se pega e o quanto é fatal, e ainda assim muita gente se esquece dela na hora do prazer, imagine então o HPV que muita gente nem sabe o que é, bom saiba que uma pesquisa feita a algum tempo revelou que mais de 90% dos homens no Brasil tem HPV, e muitos nem sabem disso, o fato é que no homem não causa muitos danos a não ser o desconforto quando a doença esta ativa, disse ativa pq ela é assim como o herpes, não tem cura e a verruguinha assim como o machucadinho do herpes vai e vem, normalmente ela só é transmitida quando está ativa, porem as vezes ela esta ativa no canal por dentro e assim num tem como o homem saber nem que ele queira ao contrário da mulher que sempre sente quando esta ativa nela, bom o fato é que além de seus sintomas serem muito piores nas mulheres do que nos homens, ainda tem o fato de que nos homens ela é quase inofensiva, ja nas mulheres é o principal dos motivos de cancer no ultero e no colo do ultero, e atenção ao sexo oral ele tambem transmite Aids, e tbm muitos dos casos de cancer na garganta vem do Hpv na garganta devido ao sexo oral feito sem preservativo, e quanto aos homens ainda que pensem ha em mim não faz nada mesmo, bom num vou nem sitar o quanto isso é egoista, mas ainda que olhando só para o seu humbigo, um dia vai se apaixonar por uma mulher e querer ter filhos com ela, e das duas uma ou num tera filhos com ela ou fara sexo sem preservativo para conseguir a consepção, e assim dar a ela um grande risco de 10 ou 15 anos mais tarde desevolver cancer, colocar a vida da sua amada ou da mãe do seu filho em risco, por ter feito sexo sem proteção antes de conhece-la é burrice e vc vai se culpar por isso, então moçada se liga ai a gente esta a frente dos tempos ta na hora de pensar mais no futuro do que em 20 minutinhos de prazer, né? esqueceu a camisinha deixa pra depois então num importa seu desejo nem o que ela ou seus amigos vão falar de vc, o que importa é a qualidade de vida que vc tera depois, num perca a vida oou a chance de ter uma familia completa e feliz no futuro por causa dos impulsos da juventude. SE LIGA O NEGOCIO É SÉRIO a e quem vê cara, carro e simpatia num vê a aids o hpv e tantas outras, ninguém é confiavel falou? abraços. e a vcs mulheres e homens traidores por favor né além de trair alguém que te ama, ao menos use preservativo fora de casa e num passe doenças fatais para quem só faz te amar e num tem olhos pra mais ninguém. abraços beijos

  • Glaucio

    Bem, Muito interessante todos os comentário, mas discordo no ponto em que é relatado que o orgasmo vaginal depende do contato com o clitoris, pois a minha mulher no ato da nossa relação ela consegui diferenciar sim os dois tipos de orgasmos e o vaginal sem sombra de duvidas isso são declarações delas e de observações minhas na hora do orgasmo, que o vaginal é muito mais intenso e independe do contato com o clitoris, pois ela consegui gozar seja qual for a posição
    , quantas vezes quiser como também ter um dentro do outro o chamado orgasmo multiplo apenas pela penetração em si e digo mais não é folclore o orgasmo numa transa por trás pois descobrimos também que pela penetração anal isso acontece e muito intensamente, então deixo a minha dica, conheçam, estimulem melhor a suas parceiras que com certeza elas chegam lá.

  • Eli

    O orgasmo é o ápice do prazer, o clímax da relação sexual. A sensação é tão intensa que até a origem da palavra orgasmo reflete sua manifestação corporal. Orgasmo deriva do grego orgasmos, que significa ferver de ardor.
    Muitos fatores facilitam ou dificultam o entendimento sexual para que se atinja o orgasmo. A tensão e a ansiedade nesta busca exaustiva pelo orgasmo podem ter efeito contrário. Em vez de chegar mais perto do prazer, esses sentimentos a afastam cada vez mais, pois o orgasmo tem componentes físicos e psíquicos. Corpo e mente devem funcionar juntos em sintonia, para se alcançar o objetivo final. Não existe um “manual do orgasmo”, pois cada mulher é única e tem seu próprio jeito de sentir prazer.

  • pipoca

    uauh… conheci este site hoje, anda a procurar algo k me falasse do sabor vaginal, tenho alguma curiosidade em saber o k o meu parceiro saboreia de tao bom em mim k nao consegue ter uma unica relaçao sexual sem sexo oral mesmo k seja so ele a fazer… eu nao reclamo, ADORO sexo oral, serio ;)
    mas passando a frente, falando em orgasmos…
    estive junta com um homem durante 3anos e nunca tive um orgasmo k me deixasse sem folego, agora k me separei, encontrei um parceiro k digo-vos uma coisa, e o melhor sexo que alguma vez tive! nao so fazemos de tudo o k ja e conhecido no kamssutra como tambem gostamos muito de inventar novas posiçoes! em relaçao aos orgasmos, bem sinceramente, nao consigo definir qual e melhor… sao todos intensos e deixam-me completamente… sei la… parece k fico anestesiada! ja para nao falar k nao consigo ter um so orgasmo com ele, numa realaçao sexual tenho pelo menos 5 e sao todos multiplos… e quanto mais tenho, mais quero. amigas e amigos precisava mesmo de contar isto a alguem! obrigado ;)

  • Olá pessoal!

    Aqui está um assunto que eu tanto procurava esses dias!
    Me questionava muito porque não conseguia atingir a orgasmos com a penetração, apenas por meio de masturbação e sexo oral.
    Namoro faz 4 meses, temos a vida sexual ativa, mas gostaria muito de sentir orgasmo pela penetração.

    Aqui vai um questionamento:
    Tenho os labios da minha vagina um pouco maiores que o normal que vemos nas mulheres, será que por este motivo eu não consiga chegar lá? Será que o orgasmo ‘vaginal’ só é conseguido por via do atrito do corpo do homem no clitoris (pelo lado de fora)?
    Gostaria muito que uma pessoa mais experinte me respondesse esta duvida, e por favor, sem meios caminhos, vá direto ao assunto, rs.

    Gustavo, parabéns mesmo por questionar este assunto, é de suma importãncia este assunto aqui abordado.
    Abraços.

  • Paulo Mesquita

    Bem…acompanhei todos os comentários colocados aqui e fiquei muito surpreso com a quantidade de mulheres que nunca tiveram ou que têm dificuldade em ter um orgasmo, seja vaginal (principalmente este) ou clitoriano. Por outro lado é bom saber que as mulheres estão quebrando este tabu e buscando formas de atingir níveis maiores de prazer em suas relações sexuais, sobre o qual têm todo o direito.
    Tenho 24 anos e desde que comecei a ter uma vida sexual ativa, tenho estudado formas de como conquistar e dar prazer às mulheres. Algumas pessoas aqui disseram que os homens não devem ficar se preocupando em dar prazer às mulheres, que isso não existe e que causa paranóias e frustrações. Eu discordo desta tese, pois acho que o homem deve assumir sua parte de responsabilidade numa relação e buscar entender o corpo e a mente de sua parceira.
    Os homens devem ter em mente que nenhuma mulher é igual a outra, por isso cada novo relacionamento deve passar por um novo período de novos aprendizados e descobertas, partindo de ambas as partes. Da mesma forma que o homem deve se preocupar em agradar sua parceira na cama, a mulher deve buscar conhecer o que agrada a seu parceiro. Esse envolvimento mútuo trará uma agradável cumplicidade à relação e tornará as transas muito mais prazerosas.
    Eu sou do tipo de homem que não me satisfaço se eu gozar e a transa acabar sem que a mulher possa ter tido a mesma sensação. Quero deixar claro que muitas vezes o orgasmo feminino perpassa por fatores fora do controle do homem, como problemas piscicológicos, traumas familiares, de relacionamentos anteriores, etc. Mas acredito que um parceiro paciente, que busque o diálogo, e preocupado em fazer sua parceira alcançar um nível maior de felicidade e plenitude pode contribuir em muito para vencer essas barreiras aparentemente intransponíveis para as mulheres.
    Particularmente, me chocou muito o relato de Natascha a cerca do tipo de relação que ela tem com seu marido. Eu acredito que vc não deva se sentir culpada por buscar fora algo que seu parceiro se nega e te dar, sendo que vc já tentou conscientizá-lo diversas vezes através do diálogo. Para mim está claro, que ele não te respeita como pessoa e não está nem um pouco preocupado com seu bem-estar, se comportando exatamente como os caras que só se importam com o seu próprio prazer e satisfação pessoal. Natascha, te aconselho a continuar procurando a sua felicidade e seu prazer pleno, mesmo que isso implique no término do seu casamento. Será a decisão mais acertada, pois com o tempo seu casamento só terá a piorar…
    Bem mulheres, acho que é isso e me desculpem se me alonguei muito no meu comentário. Quem quiser conversar mais a cerca desse assunto me adicione no msn (paulinho_rmesquita@hotmail.com), pois é sempre bom conhecer opniões e experiências novas.
    Abraços a todos,

  • ricardo louiz

    nao sei a opiniao global masculina, a unica certeza que tenho é que oque mais importa mesmo é o involvimento afetivo.
    o sexo é a consagraçao de um relacionamento.
    no meu caso, tento sempre dar prazer a minha esposa.
    ver minha espoza tendo orgasmo e tao satisfatorio do ponto de vista sexual que quando ela geme e se retorce é como se eu estisse gozando junto. De uma forma espiritual e carnal.
    depois que ela goza eu literalmente me arrebento pois sei que foi bom pra ela e esta sendo para mim, mais…….(sempre tem um mais rsrsrsr)
    Chego do trabalho e conversamos por horas e horas “eu a adoro” somos amigos, amantes, companheiros, sócios no dia a dia e outras varias qualificaçoes.
    eu a amo tanto tanto que nao sei oque seria de mim sem ela.
    O homen tem que ser HOMEM no sentido mais amplo da palavra.
    tipo: uma mulher precisa de um protetor, nao no sentido de força bruta musculos e tal, mais no sentido psicologico.
    sei que erro as vezes e sei que gostaria de ser melhor mais percebo que mesmo sendo só EU ou diria SÓ eu, ela sente segurança quando me abraça e deita em meus braços.
    estou aqui e estarei sempre aqui, mesmo que ela me faça raiva e me deixe com vontade de me atirar em baixo de um trem de ferro.
    o amor é um sentimento tao forte que nem o ódio pode abalar.
    o sexo é um presente de Deus para o ser humano entao vamos (homens) dar o nosso melhor, presentear nossas mulheres com nossa virilidade, nossa saude fisica, nosso corpo e principalmente com nossa alma, tenho certeza que o que mais interessa uma mulher nao é o tamanho de seu penis mais sim o tamanho do seu amor e do seu respeito por ela.
    na verdade o que uma mulher quer em sua vida é um homem que a respeite e ao mesmo tempo a arraste para o quarto e olhe dentro de seus olhos e diga: vou te chupar,te lamber,te morder e te fazer gozar. sabe por que? por que voce é linda, é cheirosa, é gostoza e EU TE AMO e voce é meu tezao e me deixa louco.
    se tivessemos a receita da felicidade e do pleno amor, nao seriamos felizes e nao amariamos.
    seja pleno com sua mulher até porque quando voce a mostra para alguem e diz “esta é minha mulher” voce joga sobre seus ombros uma grande responsabilidade.
    A RESPONSABILIDADE DE FAZER UMA MULHER FELIZ.
    Meu nome é ricardo tenho 30 anos minha esposa tem 30 anos e estou tentando faze-la feliz pois eu a amo e quero que nossa vida juntos seja plena.

  • Alana

    Nussaaaaa… Sabe que ja tive duvida de orgasmo vaginal justamente pq ele é mais longo? rsrsrsr Eu pensava, o prazer durou muito, acho q foi uma excitação maior… Mas depois senti no meu intimo q é justamente isso q vc fala. Eu consigo ter orgasmo clitoriano bem facilmente, principalmente quando estou me relacionando comigo mesma, se é que me entende. rsrsr
    Bom, o vaginal eu tive poucas vezes…Uma sensação plena de harmonia entre eu e o parceiro. Romantico ne?
    Vc n citou, mas vou falar… o orgasmo anal tb é uma maravilha, é uma sensação intensa no corpo inteiro.

    Parabens pelo post :)

  • manuel francisco sitoe

    apreciei bastante esta janela e com a ajuda dos contribuintes espero que vou-me formar cada vez melhor na matéria sexual, embora ainda persistam dúvidas. mas como pode sentir o orgasmo, prazer sexual ou mesmo excitar-se no anus, se mesmo ao defecar não snetes? alguém pode me ajudar por favor, devendo relacionar os factos com a medicina moderna.

  • Paulinha

    Oi gente, não conhecia o blog e adorei.
    sempre tive orgasmos clitorianos ( com a estimulação do clitóris ), mas nunca senti o vaginal ( pela penetração somente )! Queria muito ter essa sensação, será que existe alguma coisa que eu possa fazer? uma posição especial? algo do tipo?
    Continuem postando, esse espaço é para todos!
    Parabéns mais uma vez pelo blog!!

    Abraços!

  • Fabio

    Pessoal,

    A minha última namorada, pedia para eu estimular o clitóris e qando ela sentia que ia chegar ao orgasmo ela pedia a penetração, aí não demorava muito ela chegava ao orgasmo, a minha dúvida é se ela tinha orgasmo clitoriano ou vaginal sendo desta forma? uma das coisas que acontecia tbm, é que quando ela chegava ao orgasmo ela fazia um gemido como estivesse fazendo força o som do gemido era tipo huuuummm, fazendo força chegava dilatar o pescoço e depois disso precisava de um bom periodo para ser tocada novamente, várias vezes ela acabava de ter o orgasmo e ficava mole ao ponto de dormir… E agora era clitoriano ou vaginal???

  • E Como Hoje é o Dia do Orgasmo… « Homens Modernos

    [...] Orgasmo clitoriano e vaginal, qual a diferença? – pra quem quiser saber um pouquinho sobre os dois tipos de orgasmo feminino. Sim, tem isso indeed. Detalhe: vale a pena dar uma boa lidinha nos comentários do texto pra ilustrar melhor ainda a questão. [...]

  • Sara

    Olá a todos! Adorei o post, com certeza muita gente está conseguindo tirar suas dúvidas com os comentários! Eu posso dizer que já li quase todos e como ainda estou iniciando minha vida sexual também gostaria de tirar algumas dúvidas.

    Tenho 21 anos e faz 4 meses que tive minha primeira relação sexual. Mas ainda sinto dor na penetração… Isso é normal? Nunca senti esse orgasmo vaginal, o orgasmo clitoriano eu já sentia e é assim que venho tendo prazer.. mas queria descobrir esse orgasmo vaginal, meu namorado já tentou de várias formas me fazer sentir mas não consigo… cheguei até a pensar que tenho algum problema hormonal! Mas depois de ler alguns comentários estou me sentindo até mais aliviada… Mas queria saber das meninas se é normal sentirmos dor no início da penetração… E como alcançar o orgasmo vaginal!

    Abraços!

    ^^

  • salim

    ok…acho eu que nós homens devemos segurar a ejaculação o maximo que puder-mos,pois a minha mulher demora p\conseguir gozar e na primeira vez foi só risadas….rsrsrsrspois falei p\ ela brincando que tinha rsrsr urinado em cim de mimm rsrsrsr e foi ai que veio a segunda vez
    e continuamos a fazer amor cada vez mais rapido e quando ela começou a urrar,gemer,ai chegou a minha vez de gozaaaar,gozamos juntos…foi demais e hoje faz 13 anos de casados…falo a vcs mulheres e homens não é tracando de parceiros que vão chegar ao orgamo e sim conhecendo
    o corpo,mente e e os gostos de seu parceiro(a)sei quando minha esposa está mentindo…rsrsrsr Olha este blog é show parabens.

  • Raphaela Fernanda

    alguem por favor me ajuda!!
    bom.. eu tenho 14 anos, e estou namorando com um homem de 22, ja temos relações a 6 meses, e até hoje so tive o orgasmo clitoriano, nós ja conversamos muito sobre isso, pois eu só chego ao orgasmo sempre com a masturbação na região do clitoris, ele diz pra mim que ele tem que saber lhe dar com o meu ponto “G” para me fazer gozar, mas ja tentamos de várias posições mas até hoje não consegui ter o orgasmo sem a masturbação, isso me faz me sentir imcompleta pois segundos depois o meu tesão volta quase sempre, e não me satisfaz, acho que o problema não é com meu namorado e sim comigo que me masturbo algum tempo, e ele é bem experiente o que faz com que ele conheça varios tipos de mulheres, mas a mim ele nunca conseguiu fazer gozar, as vezes penso que pode ser o tamanho do pênis dele que é 20 cm, e as vezes machuca um pouco, então sinceramente não consigo saber aonde estar o problema porque ele foi meu unico homem até hoje. gostaria muito da ajuda de vocês! Desde ja agradeço muito. abraços

  • quase

    Pela visão unilateral no uso de um unico membro instalado em meu corpo,percebi ao longo da caminhada, que não há tanto problema com a mulher, no caso da falta de orgasmo feminino, e sim com o homem q não encosta no circuito nervoso , vago e hipogastrico, que passa também pelo colo do utero.

    Então Digamos q a Parcela de mulheres q nâo tem orgasmo vaginal, precisam de alguém que consiga encostar a glande do penis no região do fornix, além é claro do bom envolvimento no relacionamento.

    PARA A TRISTESA DE UMA GRANDE PARCELA MASCULINA!

  • Alece

    Olha….. Quase: fiquei impressionadíssima com a região do fornix, joguei no google e tudo pra saber onde ficava. Mas independente de mapas anatômicos, o que produz um ótimo orgasmo é o cérebro; é quase uma meditação, ao mesmo tempo que limpa a mente de qualquer pensamento se concentra nas sensações que estão rolando. É tiro e queda, orgasmo na certa. E fora isso claro, afinidade, química e o ritmo são importantíssimos, quantas e quantas vezes estava quase num orgasmo vaginal e avisava: não para; era o suficiente pro homem mudar o ritmo enquanto perguntava: hein?! Já era a chance de sentir o terremoto. Mas outras oportunidades virão…

  • Rafael Filho

    Gente tudo bem com vocês, adorei os comentários, preciso de uma opinião de vocês, já fiz sexo que passou de hora, já fiz sexo de 20 min, variados, porém nunca consegui fazer minha parceira chegar ao orgasmo por penetração, me importo e queria muito realizar isso com ela, como já disseram que formato e tamanho de penis não tem nada a ver, não vem ao caso citar o mastro ahuahua ” comentário bobo para ser engraçado “, queria saber quanto tempo leva durante o sexo para ela atingir é preciso muita penetração, é algo que pode aconteçer em 15 min se estivermos a 1.000 no clima, se possível me passem uma luz, não quero passar a vida toda fazendo ela gozar só com minha boca.

  • Nathalie

    Eu li muuuitos comentários..rs muitos até cansar, e em meu ponto de vista, sim, há uma diferença entre os orgamos clitoriano e vaginal. Eu já senti os dois. Meu primeiro orgasmo, foi aos 17 anos em minha primeira relação! Me considero sortuda! rs Foi com meu primeiro namorado e ficamos juntos por 3 anos, e não senti outros orgasmos com a mesma intensidade nesse período.. Por falta de diálogo, por vergonha de falar, era mais tímida do que sou hoje (com 21 anos) em relação a sexo. No entanto depois num relacionamento breve de alguns meses, então tive vários orgasmos vaginais, e é exatamente como muitas meninas descreveram aqui, envolve todo o corpo, toda a musculatura do corpo reage, uma coisa louca. Mas com certeza esse orgasmo vaginal é derivado do clitoriano…é como se fosse o NÍVEL 2 do orgasmo..O meu parceiro estava muito mais preocupado comigo e sua sensibilidade e paciência, resultou em uma plenitude em todas as nossas relações! O que também concordo sobre o orgasmo cerebral, o que tbm tive muuuuittaasss vezes :D Enfim, é isso aí, orgasmos são muito bons! rs

  • ....

    Finalmente vemos o taboo do sexo mudar, perdi minha virgindade aos 15 anos quase 3 anos atrás, na epoca “engoli” meia duzia de páginas na internet que não me serviram de nada HAHA, virgindade é um tema muito menos problemático que orgasmos, depois de muito “ensino” consegui algumas tecnicas que minha propria ex namorada me explicou, e que funcionou bem com outras pessoas que também tiveram que dar suas aulinahs então acho que em sexo ninguém nunca é perito a relação tem que ser discutida falar o que gosta e o que não gosta.

  • Sara K

    Quero salientar que achei muito interessante o que Ana Lucia falou sobre o homem subir mais um pouquinho na posição papai e mamãe. Realmente, nunca havia pensado nisso. É uma opção já que ambos sairiam ganhando. Uma vez li em algum lugar que por cima também pode ser uma boa opção na tentativa de se atingir o orgasmo clitoriano uma vez que ao roçarmos o púbis do parceiro estaremos estimulando o clitóris e consequentemente obtendo prazer.

  • raquel

    Eu não tenho orgazmos só com a penetração, mais gozo que nem louca quando meu parceiro me penetra e eu me masturbo ao mesmo tempo. tenho orgazmos multiplos!! è uma delicia!!

  • Adilene silva

    Olha os dois orgasmos são perfeitos quando feito por um homem. Eu já esperimentei os dois e posso dizer com certeza: o orgasmo crítoriano quando feito sem penetração a mulher se sente bem, mais com falta de algo e ai vem o estresse depois,e as mulheres não sabe o porque.
    A verdade é que toda mulher quando conhece seu corpo e gosta das cesações que o seu corpo produz ela vai fundo pra que seu paseiro realize os seus sonhos.As mulheres não pode deixar que seu paseiro não saiba o que a satisfaz.

  • midori takayama

    TENHO 14 ANOS E HA QUESTAO DE 4 MESES DESCOBRI O PRAZER QUE EH GOZAR PELO CLITORIS, FOI UMA EXPERIENCIA MARAVILHOSA, PENSEI QUE IA EXPLODIR TUDO LA DENTRO QDO CHEGOU O MOMENTO DE GAZAR. FOI TAO GOSTOSO QUE HOJE ESTOU VICIADA. ANTES DE IR AO COLOGIO EU ME TOCO, A TARDEZINHA ANTES DO JANTAR ME TOCO TAMBEM E A NOITE ANTES DE DORMIR.
    SE EH NORMAL NAS MULHERES EU NAO SEI, MAS MEU CLITORIS EH BEM GRANDE, DA ATE PRA PEGAR COM AS PONTAS DO DEDO E MOVIMENTAR COMO OS RAPAZES FAZEM, EH UMA DELICIA VER ELE CRESCENDO E FICANDO DURINHO, ELE FICA PULSANDO COMO UM CORAÇAOZINHO EH REALMENTE UMA DELICIA. O ORGASMO VAGINAL NAO POSSO FALAR NADA POIS NAO TIVE EXPERIENCIA, AINDA QUE POSSA SER ULTRAPASSADA OU …CARETA…QUERO QUE MEU FUTURO MARIDO EXPLORE ELA ROMPENDO MINHA VIRGINDADE E DANDO O PRAZER POR COMPLETO.

    OBRIGADO PELA ATENÇAO QUE ME DER, E PARABENS POR ESTE ESPAÇO RESERVADO A ALGO TAO INTIMOS DAS MULHERES

    MIDORI.

  • Karol

    Pessoal, sempre que me masturbava eu conseguia ter orgasmo clitoriano, e durava consideravelmente bastante tempo, uns 40 segundos. Mas ultimamente não estou mais conseguindo, eu sinto bastante prazer, mas não chego a ter orgasmo e depois de um tempo meu clítoris fica dolorido daí eu paro. O que pode ser isso? Será que eu q não to mais conseguindo fazer direito?

  • Kat

    Primeiramente eu quero parabenizar o autor do site,
    adorei o tema abordado já que muitas mulheres, e até mesmo homens, tem muita vergonha ou até mesmo um certo ‘pré-conceito’ quando o assunto é sexualidade.
    Hoje vejo que muitas meninas com menos de 16 anos já tem uma vida sexual ativa, e com certeza 99% delas perderam a essência sobre o sexo em sí, e o que ele pode proporcionar muito além do prazer.
    Muitos homens também são machistas suficientemente para não conversar com sua parceira, e acabam por falta de comunicação, deixando a desejar.
    Vale o toque, de que muitas mulheres procuram outros parceiros por falta de comunicação dentro de casa. O sexo em si não é só mais um artifício para um bom relacionamento, vale também ressaltar que a base de tudo é a comunicação de ambas as partes, e ter a liberdade, de poder se comunicar com seus parceiros sem esse preconceito e sem esse julgamento todo. Muitas pessoas acabam com relacionamentos por isso..
    Saber conversar é a melhor atitude para todos os tipos de orgasmos;
    seja ele clitoriano, seja ele vaginal, ou até mesmo mental.
    Sem contar com o romantismo, o toque, o beijo, o ‘sentir-se desejada’.
    A mulher como um todo, tem que sentir-se querida, amada, e acima de tudo: RESPEITADA.
    Que me desculpem os homens, mas homem que é homem e que se preze, trata a mulher como rainha.
    Saber lidar com a sua mulher, ou sua parceira é a chave para seu sucesso meu amigo. haha
    Sem brincadeira, um homem que bem trata uma mulher, e sabe a hora de ser ‘durão’, ganha o mundo de uma mulher.
    Mulheres quando estão verdadeiramente apaixonadas por seus parceiros, não pensam duas vezes antes de fazer todos os seus desejos.
    e para isso, é necessário muito cultivo.
    Cultivar sentimento, seja ele qual for: amor, paixão, tesão..
    E mulheres quando passam dos limites, precisam também, assim como os homens serem colocadas na linha, e pra isso é necessário aquele toque, um pouco mais diferente, sem deixar perder esse ar de: SOU ROMANTICO, SOU AMOROSO, MAS NÃO SOU UM IDIOTA!
    Mulheres com homens romanticos, mooorrem de medo de perder isso!
    E mulheres, amar, dependendo do nosso próprio ponto de vista, é uma questão de escolha, é um tipo de tratamento.
    Criamos um laço e um vínculo com a pessoa que ultrapassa a qualquer entendimento.
    Por isso, se você quer se dar bem na cama,
    cuide de tratar de outras coisas…

    vocês irão ver a diferença, GARANTO!

    Beijos a todos.

  • Beatriz

    É absolutamente verdadeiro o texto acima, falo por experiência própria tenho os dois tipos de orgasmo, mas o vaginal é maravilhoso, gostaria que todas as mulheres tivessem um desses ao menos uma vez na vida, não iriam querem outra coisa, eles são múltiplos e já nem conto mais, meu marido adora e é claro ele também faz parte desse prazer absoluto e principalmente no clitoriano, já me masturbei também e olha quando feito com um brinquedinho certo o prazer é sem palavras.
    Mas também acho que o pudor inibe esse prazer em algumas mulheres que não se deixam conhecer e ser conhecidas por seus parceiros.
    Só sei que aqui em casa a terra treme, o chão se abre e a água pega fogo é uma loucuraaaaaaaaaaaaaaaaaa.

  • Rose

    Para eu ter um orgasmo precisa vc sintonizar com seu amado ele precisa beijar muito a minha boca eu amo beijar,e com muito carinho guando ja a vagina tiver úmida pode manipular o dedo masculino lambuzando bem com esse liquido proprio da vagina ate chegar o clítori bem devagarinho sem agressão deslizando os dois dedos bem lubrificados com a propria lubrificação da vagina,com movimentos sintonizados repetitivos a té chegar o orgasmo.Agora eu numca tive um orgasmo vaginal mas gostaria muito a ter.

  • Paixonite

    Será que todas as mulheres atigem o orgasmo vaginal e clitoriano com a penetração ou toque?

  • Esses dias andei lendo algumas coisas ditas aki, e me identifiquei pq eu tbm só conseguia chegar ao orgasmo tocando o clitoris durante a penetração. Mas hj resolvi deixar meu comentário super feliz, reluzente, e espero sinceramente q outras mulheres se sintam mais… humm… Digamos, estimuladas a tentar e tentar como eu. -> Não que isso seja o mais importante numa relação, mas eu me sentia frustrada por isso.

    Então! Na na na… Eu consegui iii! kakaka – TÔ ME ACHANDO, ontem consegui o orgasmo soh com a penetração, mas sabe q não achei tão diferente, a não ser pelo fato de não precisar fikar procurando uma posição q coubesse minha mão ou a do meu parceiro… Foi engraçado, me lembro q no momento pensei: Puts! Não tô acreditando… E ri como uma boba kkkkkk… :P
    Acho q fui me acostumando ao mas rápido, prático q eh o toque e meu corpo se acomodou. Precisei de mta concentração, deu um trabalho, agora tô tentando “marcar” bem o meu caminho, pra não me esqcer como voltar
    rsrsrs.

    Tomara não ter escrito bobagem, caso sim, desculpem… Beijos.

  • Leoo

    Olá pessoal.. estou aprendendo muito com as respostas das meninas *-*
    mas intão, eu faço sexo oral na minha namorada toda vez que a gente vai transar, ela goza umas 4 ou 5 vezes.. teve uns dias que ela gozava 2, dai eu continuava fazendo, mas depois dessa 2ª ela começava a sentir cócegas, aí eu paro com o oral e vo pra penetração, meu penis mede 20cm (SIM, É VERDADE) só que ela nao sente prazer.. só sente dor, ela perdeu a virgindade comigo a uns 2 meses atrás.

    Gostei da resposta da Ana Lúcia lá em cima falando pra subir um pouco mais o corpo para ter o “atrito” clitoriano.

    se alguém puder me dar mais dicas, agradeço desde já.

    Obrigado, abraços!

  • Maria

    Olá Leoo,

    Bom, comigo acontece dessa forma…

    Se o meu namorado me faz sexo oral e eu gozo, na hora da penetração na sinto mais prazer… Vira uma coisa mecânica, só pra ele gozar…

    Tente deixá-la excitada com o sexo oral, mas antes de ela gozar, passe para a penetração.
    Vc vai ver a diferença…. =)

    Abraços.

  • Fabi

    Olá pessoal!

    Gostaria de parabenizar o site, muito bom mesmo. Identifiquei demais com os comentários de Ana Lúcia, pertinente, sensível, verdadeiro.
    Encontrei um espaço para saber mais sobre assuntos de forma inteligente e sem vulgaridade. Bacana mesmo!

  • eumemu

    é muito legal as pessoas falarem bonito,sobre algo tão simples de se entender,creio que varias pessoas estão aficcionadas por filmes eróticos ,onde aquelas mulheres fazem sexo cum e com outro,e geme e grita,e fazem caras e bocas.e muitas pessoas acham que aquilo é a mesma realidade que vivem ,ou querem viver,sei lá, mais creio que ter orgasmo, é mais um fator psicológico doque especialmente fisico.na hora do sexo as pessoas tém que se desligar do mundo exterior e se concntrarem no que estão fazendo, e não querer provar pro parceiro ou pra parceira que é a super mulher ou o super homem, tipo;vou te destruir na cama.vou te pegar de geito,. isso é tão brega ,quanto porno xanxada,no sexo é um momento de troca,eu quero meu prazer ,mais também quero dar prazer,unindo o util ao agradavél, sem cliche.
    agora ,achar que numa relação extra conjugal terá aquilo que a mulher não lhe da, ou aquilo que o homen não lhe dá,será uma grnde frustação para a vida de quem pensa dessa,forma,por isso vemos o tanto de mulheres deprimidas,e encalhadas, que só vão para cama só pra não dizer que não transan, é muito triste isto,achar que a grama do vizinho é sempre mais verdinha.nesses casos é bom separar,ao invés de se magoarem mais mais.
    o sexo é fundamental na vida dos casais,mais se isso for prioridade tém algo errado aconteçendo, ou é melhor alguns casais pararem de assistirem filmes pornôs,pois é pura fantazia,nada a ver com a realidade que vivemos, sem contar,que não prescisamos ver esse tipo de subterfugio,para aprender algo diferente, é melhor que um aprenda um com o outro.e assim viverem uma vida sexual plena, e não um embuste
    criado pelo sistema.
    páz a todos

  • Mulher de 33

    O vaginal é espontâneo, depende da posição e nem precisa de esforço, o envolvimento todo conta muito, é uma sensação diferente e muito boa, o clitoriano é de qualquer maneira parece com homem , se mexer ali pronto: orgasmo na certa, nem precisa de envolvimento nem um. Também é bom e é todo corpo também, só é mais imediato enquanto que o vaginal é mais mediato, não digo demorado não. Os dois dão prazeres maravilhosos e dá pra ter os dois orgasmos juntos!

  • luana

    Olá PESSOAL!

    bom eu namoro a alguns anos, mas só a 5 anos que pratico,tinha medo e incertezas sobre tudo.
    quando estamos juntos eu não relaxo tanto assim como algumas meninas relataram, eu me tocando sinto um imenso prazer na hora do vamos ver na cama com ele não sinto nada nem parecido, gosto muito do meu amorzinho, mas não se compara ao que sinto sozinha,consegui com ele apenas uma vez ..’comigo eu por cima”
    obs: so tive ele como parceiro nao tenho parametros para um comparação….
    o que fazer para poder ter uma relação prazerosa de fato….
    aguardo .

  • Kavalão

    Este papo de orgasmo está muuuuito boom…com toda minha experiência sexual..tenho 68 anos…e em geral ainda funciono bem até muito bem dependendo da parceira…mas o que sei é que a variação de orgasmos nas mulheres é muito diversa…e o prazer que elas tem também é singular…eu tive muitas parceiras…umas até da minha idade ou até mais velhas e outras bem jovens com até só 22 anos…mas uma coisa que ninguém relatou foi quando a mulher gosta de ter ralações anais e tem orgasmos muitos bons (relatado por elas mesmo) eu conheço uma gata que tem uns 20 anos menos do que eu..é casada…e ela tem relações comigo só anal…ela só quer anal..e tem orgasmos de “terremotos e fogos de artifício”…ela queixa-se que o marido não gosta e não consegue fazer anal…e ahí ela só consegue ter orgasmos sózinha com masurbação e estímulo anal..depois da relação com o maridão (coitado…!!)…Interessante que a medida que fiquei mais velho…necessito de um envolvimento maior com a parceira..preciso de carinho e sentir que ela está com “tesão” caso contrário…fica difícil pro véinho
    Kvl~

  • Sttefany Ibrain

    Nossa,Ana Lúcia matou o assunto desde o pricípio.
    Não acredito muito na mudança de certos homens quanto a opiniões femininas. Talvez seja um ponto de vista machista,mais tem homens que não se preocupam com o orgasmo feminino de fato. Homens que vc irá falar centenas de vezes o pontinho que se quer, e ele mesmo assim não vai acertar. Também depende do parceiro ou parceira. Sou bisexual e minha parceira só tem orgasmo clitoriano. E nem em relações hetero,nem eu,nem ela conseguimos alcançar o ápice do prazer.Nós mulheres,temos que meter a cara em belas masturbações. Quando conhecemos o nosso corpo, é mais fácil colocar o pintinho bobo do namorado no lugar certinho e dizer a ele, ” É aqui meu querido!” A história do subir mais um pouquinho é sensacional… Parabéns mulherada!!! as respostas estão bárbaras.

  • samira

    Gostaria de deixar um comentário a respeito do autor do blog, Gustavo.Clitoriano ou vaginal, o fato é q só de olhar p esse rosto lindo e maravilhoso do Gustavo tenho orgasmos múltiplos, intensos e indescritíveis!!!!
    Me desculpe pela sinceridade Gustavo…….
    Beijos

  • Tulypa

    Ola!!!
    Nossa!!! me identifiquei muito com o 1º comentário de Ana Lúcia, “falou a voz da expêriencia” Ana Lucia, concordo em número, genero e grau… viu!!!!

    É como se o orgasmo clitoriano fosse só sexo, e o orgásmo vaginal só amor, se é que me entendem…. mas os dois juntos então nossa!!!….

    e a subidinha do papai e mamãe, funciona com certeza….

    So dia uma coisa, se vc estar numa relação em que existe amor, paixão, com certeza, o orgasmo vaginal acontece todas as vezes, caso contrario….. o orgasmo clitoriano sumpre a necessidade….

    bjsss..

    adorei esse blog!!!!….

    rsrsrsrs

  • Tulypa

    Legal Gustavo Gittir, pela sua inciativa Parabens!!!!

    Adorei seu blog!!!!

    bjssss…

    rsrs….

  • Patryck

    Oi , sou homosexual tenho 29 anos , eu gosto de ter relaçoes com o anus , sinto tensão e tudo mais , me mastrurbo enquanto tenho relaçoes pelo anus , acho que a mulher mastrurbandoa pela vagina penetrando com o penis no anus da mulher , deve sentir o mesmo orgasmo doque quanto os homens penetram só a vagina , relato de muitas amigas minhas, eu sei pois estou acostumado com este tipo de sexo , obrigado a todos~.

    os comentarios estão ótimos , obgd , parrudo.

  • Kris

    Uma dúvida: em todo orgasmo seja ele clitoriano ou vaginal, há ejaculação(gozo branco ou transparente) intensa?
    Alguém pode m responder?
    Obrigada.

  • Mara

    Oi Gustavo
    Acompanho esse blog há dois anos e é sempre novo e interesante rever as ideias alheias. Bem, peço que vc me de algumas dicas de como eu posso conseguir atinguir o orgamos vaginal e também me esclareça uma dúvida, quantas vezes que uma mulher critoriana e uma vaginal pode gozar em média comparando um com o outro. Não sei se fui clara, mas quero saber se há uma relação do tipo, vaginal consegue mais gosadas do que o critoriano ou vice versa.

  • Janaina

    Oi Ana Lucia…

    Acho que voçê deve ser especialista na área, talvez uma sexoóloga e não quis nos contar… Adorei seus comentários, me ajudou bastante a entender o meu corpo.
    Beijuuusss……

  • Lea

    Olá amei o blog muito esclarecedor,mas quero uma coisa mais específica, nunca tive um orgasmo, na verdade até o presente momento pensei que só existia uma forma. Infelizmente não tive uma educação sexual muito esclarecedora, isso sempre foi um tabu, isso me prejudicou e continua prejudicando.Perdi a virgindade a pelo menos quatro meses”aos 23 anos”, meu namorado não tem muita experiência, gostaria de satisfaze-lo, mais também quero isso para mim, sei de mulheres que nunca tiveram orgasmo na vida e não quero ser uma dessas. Como posso conquistar isso?

  • Eliza

    Genteeeeeeeeeeee to viciada nesse blog,rsrs… ja li todos os depoimentos, mas. n tirei minha duvida. tenho 30 anos, namorei 3 anos com um cara e nunca gosei, ao mesmo tempo ficava com um outro cara mas nao gostava dele, resumindo… eu gosei com esse “carinha”q n era meu namorado, gosei duas vz com ele, mas….. eu gosei ele fazendo sexo oral em mim, uma duvida, esse orgasmo foi vaginal ou clitoriano? pq a sensação foi inexplicaaaaaaaaaaaaavel, e por sua vez ele enquanto fazia oral em mim mexia no clitoris,chupava ,e tb colocava o dedo na vagina e fazia profundo encontrando o ponto G…. nunca gosei ele me penetrando, mas a sensação q eu senti, foi de arrebentar , nao queria nem levantar da cama. tem alguem p me explicar se foi vaginal ou clitorino. e em realação a sensção , acho q nao ha mta diferença entre vaginal e clitoriano, pq eu ameiiiii.Bjosssssssssssss a todos.

  • Aninha

    Pessoal, primeiramente parabéns pelo blog e pelas enriquecedoras postagens!!!
    Iniciei minha atividade sexual aos 21 anos… após um período de descoberta pessoal sozinha. Hoje, aos 31 anos, só tive orgasmos satisfatórios em sonho! Apenas numa ocasião tive um iniciozinho de algo que seria maravilhoso mas o cara gozou e eu fiquei a ver ‘novilhos’… Enfim, como sei (em sonhos) que meu corpitcho pode ter muito mais do que orgasmos clitorianos, iniciei esta busca por informações. Além do fato de ter sido estimulada pelo meu atual namorado que muito deseja me agradar mas, infelizmente, não está conseguindo… Daí, joguei no pai google a seguinte frase: como fazer uma mulher gozar. Qual não foi minha surpresa que, no primeiro site listado, apresenta-se um artigo, provavelmente de Portugal, no qual há um vídeo explicativo. Achei no mínimo interessante e resolvi partilhar com vcs. Este é o link: http://www.eterno-amor.com/como-orgasmo-squirt-uma-mulher.php
    Lá está um cara, com as mãos embebidas de óleo, metendo dois dedos na vagina da mulher (felizarda), mexendo sei lá como (desculpa, mas não captei o movimento…) e fazendo a mulher se contorcer toda. Uma loucura!!!
    O que acham!?
    Abraços!
    Aninha

  • Aninha

    Ricardo Louiz, se este blog tivesse que ser premiado, vc, o Gustavo (autor) e a Ana Lúcia (do orgasmo cerebral) ganhariam juntos e empatados. Vocês são seres iluminados que nos ajudam a evoluir. Muito obrigada aos três!!!
    P.S.: Que me perdoem os demais comentaristas, mas é que esses três conseguiram sintetizar a coisa toda de um modo pleno. Nós, reles mortais, somos coadjuvantes, aprendizes… E devemos reconhecer nossa posição, que nem por isso deixa de ser importante.
    Obrigada novamente pela atenção!
    Aninha

  • amante virtual

    Boa tarde a todos !!!

    Minha mulher sente mais pra zer com o clítoris, mas nas relações eu brinco bastante antes de penetra la, até ela ficar bastante molhada e muito excitada aí eu pego meu penis e fico roçando na região clitoriana até ela gozar, ela goza muito e depois eu parto para a penetração e então eu gozo e ela goza muito denovo juntinho comigo.

    É uma delícia…

  • Aninha

    Justiça seja feita, o comentário do André/Pira (em agosto de 2008) está no pário da premiação que propus.
    Valeu!

  • Sandra

    Concordo plenamente com a Aninha.. Parabéns ao André pelo seu post.. mas também à Ana Lúcia (12 setembro 2007).. Disseram tudo quanto a mim!!

    PS: já agora meus parabéns Gustava Gitti também.. faz anos que sigo seus post’s.. muito bons!

  • Sandra

    *Gustavo =)) (e não Gustava!!) ;)

  • Marta

    Orgasmo bom é o clitoriano, simplesmente me leva a loucura, é simplesmente maravilhoso… até porque podemos tê-lo nos masturbando.
    É a coisa mais maravilhosa que existe.

  • BÁRBARA

    Blog supermegahiperplus e muito importante tbm para quem deseja aprimorar mais a relaçao sexual, eu como nao fico de bobeira, ja vou tentar outra forma de chegar no ohhhh hoje mesmo com meu namorado, mas eu tenho uma perguntinha basica que foge um pouco do assunto(orgasmo).Rapazes, queria saber se o penis de vcs arde muito depois da relação, porque do meu namorado arde muito, muito, mas muito mesmo? as vezes a gente fica so na segunda transa mesmo.
    Parabéns Gustavo, vc eh 10!!!!!!!!!!!!!!

  • Camilinha

    Olá! Alguém poderia me esclarecer uma dúvida?
    Em todos os orgasmos sejam eles clitorianos ou vaginais necessariamente há ejaculação? Gustavo, vc pode me responder essa pergunta?

  • Keli

    Queridos e queridas…gostei muito do blog e dos comentários…Gustavo, adooooooro seu modo de falar sobre sexo…hehe…

    Mas estou mesmo escrevendo para dar uma contribuição técnica, como prof de biologia. O clitóris na verdade não é apenas um pequeno ponto na parte externa da vulva (ou pudendo, como chamam agora)ele tem internamente alguns centímetros, o que varia de uma pessoa para outra. Esta parte interna é que é estimulada na penetração vaginal, e que conhecemos como o famigerado ponto G. Conclusão, o que muda de um tipo de orgasmo para outro é a variedade de estímulos, ou o somatório deles e como já foi bem comentado algumas áreas são mais ricamente inervadas e é este o caso da porção superior inicial da vagina. Ouviram meninos INICIAL, não tem problema se o pênis for pequeno.

    Agora, tirei o guarda pó…encontrei o blog pois queria saber se era normal sentir orgasmos com penetração apenas estimulando o clitóris ao mesmo tempo…e vi que é…hehe…e confirmei minha hipótese científica, algumas pessoas dependem de mais estímulos que outras…mas vou contar algo pra vocês, agora estritamente pessoal, melhor orgasmo que já tive foi com penetração anal que acaba deixando a vagina apertada e estimulada também, com ele estimulando meu clitóris com uma mão e a outra puxando de leve meus cabelos, nunca senti tanta coisa boa ao mesmo tempo…

    Mas gente, não fiquem desesperadas, agora com 28 anos, sendo que ganhei minha não virgindade aos 16 (não concordo com o termo “perder a virgindade”) é que me sinto plena com minha sexualidade. E tenho esperança que melhore mais ainda. Por exemplo, ainda quero conseguir ter orgasmos em em locais em que pode chegar alguém…sabe tipo a garagem do prédio? Mas não consigo me desligar…hehe…alguém tem alguma dica?

  • Keli

    Ahh complementando a questão do tamanho do pênis a espessura sim pode fazer diferença na excitação da mulher, mas como a vagina se contrai e tudo mais, o mais importante e que a forma de se posicionar estimule a parte superior da vagina.

  • Marco Saz

    DICAS:

    Para Homens:

    Um “ataho” pro orgasmo vaginal é conseguir que ela tenha um clitoriano pra ficar em euforia e mais relaxada. Depois disso tanto a estimulação do G spot ou do deep spot resultam em orgasmos vaginais. O importante é que o homem mantenha um ritmo constante e não varie com frequência, seja com os dedos ou o que for. Manter o ritmo é importantíssimo, isso tudo pra não falar na preparação psicológica que os homens não precisam mas que são uns 90% do caminho pro orgasmo. Aprendam a ter paciência e a estimular corpo e mente, principalmente a mente.

    PARA MULHERES:

    Relaxem. Relaxem e relaxem. Entreguem-se completamente e se ponham nas mãos do destino. Não tenham pudor nem medo de dizer o que gostam e o que querem, ou se preferem de outra maneira, etc. Os homens são péssimos pra ler sinais, por isso DIGAM O QUE QUEREM E COMO QUEREM!

    DICA PARA AMBOS:

    Se imaginem num barco forte mas sem remos num dia bem calmo e ensolarado. Imaginem que o barco está num rio calmo, um rio que você conhece muito bem, por isso pode ficar tranquila. Como não tem remos, a única coisa que pode fazer é deixar o barco correr ao ritmo que for, relaxar e aproveitar ao máximo.
    A correnteza aumenta devagar à medida que o barco se aproxima de uma cachoeira.. é uma cachoeira intensa, mas você já esteve nela antes. O barco é forte e consegue passar por ela tranquilamente. à medida que o som da água caindo aumenta e a correnteza fica mais rápida, você se sente mais ofegante, seu sangue corre mais rápido, a adrenalina se alastra pelo corpo inteiro, mas é uma sensação de prazer intenso porque você já passou por ali antes.. já sabe que a cachoeira é segura e o barco forte, mas não se recorda do que sentiu antes, só sabe que é muito bom…
    Você aguarda a chegada à cachoeira… está ansiosa para sentir novamente o que sentiu antes.. o seu corpo já está mlhado de suor, a adrenalina tomou conta de vc e está completamente entregue ao destino..
    A cachoeira se aproxima, a correnteza aumenta, o som da água já é bem audível… mal pode esperar para sentir a onda de prazer da queda…
    ..Finalmente chega à cachoeira e o barco começa a descer.. você começa a sentir uma energia diferente vinda de dentro, percorrendo todo o seu corpo ao mesmo tempo que sente a intensidade da queda.. a adrenalina sai do seu corpo numa explosão de prazer, uma onda de calor intensa invade cada parte do seu corpo consumindo-a por completo.. é quase indescritível e parece durar para sempre..
    Após a descida tem uma sensação de alívio, está completamente satisfeita e pronta para mais uma descida. O barco agora segue num curso de água calmo devagar.. segue em direção a um cais firme e seguro, mas que ainda está longe.. deixa-se levar pelo barco novamente, relaza e espera que o barco chegue ao cais. Enquanto isso lembra-se da experiência que teve há alguns momentos e guarda todas as sensações na memória para nunca mais se esquecer do rio, do barco, da cachoeira e de tudo que sentiu..

    Se esta “historinha” não te ajudar a ter um orgasmo em qualquer situação me falem que eu pulo da ponte xD

    Se você for um homem, experimente contar essa “historinha” para sua parceira ao mesmo tempo que está estimulando o corpo dela com toques e etc. ou durante o sexo mesmo. Ou use isso como intermédio, sei lá. Criatividade é importante também ;]

    Espero ter ajudado um pouco.

  • Girl

    Olha vou falar por mim… o orgasmo clitoriano e vaginal… é a mesma sensaçao porem o clitoriano é bem mais intenso do que o vaginal, e tbm mais facil de atingi-lo….
    Pelo menos eh assim comigo!!

  • Melissa

    Olá! Adorei o post e os cometários das meninas. É muito bom poder ter a internet para conversar abertamente sobre esse assunto, que ainda é um grande tabu para a maioria das mulheres. Eu tenho 25 anos atualmente e namoro com o o primeiro e único homem da minha vida. Ele foi extremamente paciente comigo, porque eu tinha muitos problemas com minha sexualidade. Fui criada de uma maneira muito conservadora de modo que eu cresci acreditando que era errado explorar a minha sexualidade a menos que eu estivesse casada. Na faculdade eu comecei a pensar com minha própria cabeça e decidi me livrar desse karma e isso com terapia, anos de espera do meu namorado, dando um passo a frente e dois atrás, muito choro e finalmente a aceitação. Ainda sou muito tímida, e me pego enrubecendo sob o olhar interessado do meu namorado, que felizmente não me julga e tenta me ajudar sempre a vencer essa timidez. Mas posso dizer que depois de 4 anos aprendendo a conhecer o meu corpo, já me sinto muito mais a vontade em compartilhá-lo com meu amor e consigo abstrair dos sentimentos de culpa e repressão que eu me auto-infligia e que muitas vezes vinha acompanhado de um vislumbre pessimista do futuro com meus pais extremanente decepicionados e eu grávida e solteira. Tenho certeza que ainda hoje muitas mulheres passam por coisas parecidas e com todas essas coisas na cabeça fica impossível sentir um orgasmo. Apenas se conhencendo, primeiro emocionamente, depois fisicamente é possível descobrir os caminhos que nos levam ao prazer, sozinhas ou junto de nossos parceiros. E fica mais fácil se ele for sensível o bastante para respeitar as suas limitações iniciais. :)

  • DAVID

    Adorei seu comentário Ana Lúcia… Parabéns…

  • Jack

    Ai ai…

    vou deixar um segredo.

    para ter o orgasmo vaginal a mulher precisa ser treinada, precisa ter pré-requisitos físicos… a mulher precisa ser saudável do ponto de vista médico… não pode ter problemas circulatórios, sanguíneos e sensitivos.

    Ademais, a mulher tem que estar muscularmente relaxada, nada de contração passiva ou ativa da musculatura. A mulher tem que se sentir como se estivesse boiando na agua, voando de asa delta/ultra-leve ou em queda livre.

    Em ambos os casos, a mesma coisa resolve. Massagem. Já ouviram falar em massagem linfática, o propósito é exatamente o necessário para tornar a mulher pronta/apta a ter um orgasmo vaginal intenso seguido de ejaculação.

    Para isso acontecer, a mulher precisa ter tempo, estar com a agenda livre, com a cabeça livre… limpar a cabeça… similar a um hobby, ou a uma meditação, um situação em que ela consiga se “desligar” para poder sentir o corpo, a superfície da pele, o fluxo de sangue, a respiração, enfim, o foco deve ser o corpo.

    A mulher precisa estar bem alimentada e bem hidratada, isso normalmente é abrangido pelo aspecto saúde, mas a hidratação deve ser enfocada. Agua é o condutor de tudo no nosso corpo, se estiver deficiente as sensações e terminações nervosas encontram “pontes quebradas”. Hidratação é chave, mesmo para um mulher “treinada”.

    Tendo todas essas condições preenchidas, a mulher só fica faltando o estímulo adequado.

    Sozinha ela não consegue. Nem com objetos ou vibradores ou mesmo um touro mecanico hahaha! Ela precisa de outra pessoa. O que a outra pessoa vai fazer é simples, primeiro a mulher precisa estar estimulada (clitoris) e lubrificada (vagina, grandes labios, pequenos labios, qualquer lubrificante a base de agua de composição simples), não necessariamente um decorrente do outro.

    A maioria das mulheres já se sente satisfeita nesse ponto, mesmo com a penetração/coito propriamente dito, é engraçado, mas a brincadeira nem começou ainda.

    Após a mulher estar devidamente “aquecida” (leia-se fluxo sanguíneo) nas áreas sexuais, a outra pessoa tem que introduzir os dois dedos do meio de uma das mãos na vagina. A palma da mão ficará junto a entrada da vagina, apoiando-a sobre o clitoris. Os dois dedos irão tatear o teto da vagina, alguns centimetros da entrada, menos do que a extensão completa dos dedos. De forma que os dedos ficarão flexionadas. A pessoa procurará por rugosidades no teto da vagina. Ao encontra-las, posicionará a “palma” dos dedos juntamente a vagina de forma firme, grudado, junto. Então passará a fazer pressão para cima com os dedos roçando forte, quase como se estivesse tentando deslocar o teto da vagina para fora. Os dedos e a palma da mão em si não precisam se mover, basta mover o antebraço de baixo pra cima, de dentro pra fora, de maneira firme e ritmica.

    Diante desse estimulo, a mulher excitada/relaxada, saudável, lubrificada, bem hidratada irá começar a sentir um fenomeno, a escalada, um balao sendo inflado, pressão interna, terminações nervosas ativas, se comunicando, fluxo de sangue…

    O estimulo se mantem firme e ritmico, com os dois dedos medios juntos as rugosidades alguns centimetros da entrada da vagina. A outra mão pode fazer pressão leve sob o pubis para ajudar na mecanica do movimento. Se a mulher estiver fisicamente apta, esse estimulo vai gerar orgasmo vaginal, e possível ejaculação (se a mulher sentir vontade de urinar tem que deixar fluir, como se fosse urinar, e na verdade, se o estimulo continuar a mulher não tem muita escolha vai ejacular, as primeiras vezes vai ser um liquido espesso, depois de treinada passa a jorrar agua a 2 metros de distancia).

    Eu sei que isso parece mentira. Mas é verdade. È muito difícil atraves do coito vaginal o homem conseguir manter esse estimulo na mesma area, com a mesma firmeza, o mesmo ritmo pelo periodo necessário. Ainda que o homem entendesse a tecnica e mecanica do movimento, o penis em si pode não ter o tamanho, formato ou pressão sanguínea adequada, a posição e movimento do quadril, o tamanho e biotipo da mulher e tudo mais… Com a mão é quase 100% garantido. Com o penis é algo que depende de muitos fatores e mesmo que o homem saiba o que precisa fazer, o casal ser compatível ainda depende de muita sorte.

    A verdade inconveniente, que não se houve falar, é que o processo todo é puramente mecanico. Todo a paixão e amor, o envolvimento do casal, o olho no olho, etc isso é apenas o equivalente a estar na condição necessária: relaxada. Não contrair os musculos ativa ou passivamente, não tensionar e atrapalhar a circulação e estímulos nervosos… é exatamente isso, nada mais. Mesmo quando a mulher está com o homem que ama e esta relaxada, ainda assim o que impede o estimulo é saúde física da mulher. A incapacidade física do estimulo fluir livremente.

    A verdade é que não é toda e qualquer mulher que esta apta a sentir isso, mas todas podem ser treinadas para tal. Se a mulher não for saudavel, por exemplo, obesidade, ou sedentarismo, aí ela tem que melhorar sua saúde primeiro, me refiro a circulação do sangue e terminações nervosas.

    Acho que era isso…

    Não entendo porque ninguém nunca fala sobre o que eu acabei de falar na mídia. Só por o penis na vagina como nossos ancestrais faziam não satisfaz… a mulher. Pode até satisfazer, mas uma minoria.

    Não vejo ninguem falando isso: a mulher precisa ser saudável para poder sentir prazer.

  • topsecret

    A minha primeira vez foi com 23 anos pois tinha uma coisa na minha cabeça que só queria perder minha virgindade com a pessoa que eu fosse casar sei sou brega pacas mas a primeria vez que fiz ela um orgasmo(7meses depois de ter perdido minha virgindade) foi o dia mais feliz de minha vida eu m lembro qe ela me abraçou chorando e soluçando falou em meu ouvido te amo…

  • Ana

    Só tenho orgasmos (clitoriano)com o homem que amo. No sexo casual, sem envolvimento, eu não tenho orgasmo, mesmo com estimulação do clitóris, isto não significa que eu não possa sentir um intenso prazer mas,orgasmo não. Para mim, o orgasmo feminino está diretamente ligado ao emocional e para conseguí-lo, não basta um toque, tem que ter envolvimento emocional. Muitas mulheres conseguem atingir o orgasmo se masturbando e não o atingem na relação e isso acontece pq não amam e não são amadas pelos parceiros e não porque são reprimidas como falam os livros de medicina. urg!. Enfim, acho que o orgasmo vaginal não existe ou é extremamente difícil de ser atingido e depende mais de um envolvimento emocional intenso capaz de levar a mulher a entrega total, do que do físico, e que o orgasmo feminino só é atingido quando ha de alguma forma o envolvimento do clitóris. A posição papai e mamãe “mais para cima” (CAT)ajuda muito.

  • Raphael

    Cada pessoa é unica, cada pessoa gosta de coisas diferentes, de comidas diferentes, de esportes diferentes e cada pessoa tem o seu modo de sentir prazer, ñ existe um jeito melhor ou pior, o importamte é relaxar, tirar os mitos da cabeça, e fazer tudo o que der vontade na hora h sem se preocupar com o que o outro vai pensar de vc …um bjuh bem gostoso pra todas as mulheres do blog,todas são maravilhosas e unicas…bjaum..

  • Galeguinha

    Nossa adorei ver como tanta gente esta aberta a descuti sexualidade, e ver que homens se preoculpam em saciar a mulher,e principalmente de ver que todos que tem uma relação de entregar consequi se sentir pleno nesse momento.
    Eu sou virgem apessar dos meus 26 anos, meu namorado tem 23 e tambem é virgem.(pelo menos é o que ele diz e eu bem que acredito) As vezes ele me cobra muito para que tenhamos logo nossa primeira vez. Só que ele quer marca hora lugar para isso e eu nao, eu qro que seja algo sem hora nem lugar sem planejar. Eu fico louca de tezão quando estamos juntos, ele nem se fala.rsrs.. Nossa cada vez que ficamos juntos namorando é mais gostoso. Será que ainda vou aguenta muito?!..rs Eu to louca para gozar juntinho dele.
    Sobre Gozar se mastubando posso dizer que tenho esperiencia com isso e é sembre muito bom, será que vai ser bom com ele tambem será que vou consequir gozar?

  • Lissah

    Concordo com que o vaginal é mais difícil!

  • Eraldo

    Olá

    Depois de ler tantos relatos sobre esse assunto extremamente importante para a relação entre os casais,e ainda ver que até pessoas com formação na área publicam coisas equivocadas sobre o assunto, que, ao invés de ajudar acabam complicando mais a cabeça, sobretudo das mulheres, tenho a dizer o seguinte.

    Orgasmo: Não exite orgasmo clitoriano ou vaginal. Existe orgasmo e este , dependendo do nível de exitação pode ser mais ou menos intenso, em função da entrega, do oportunismo, do momento. Se voce homem ou mulher já tiveram a oportunidade de observar e ler sobre a anatomia do órgão feminino e entender que, embora funcionalmente sejam iguais para todas as pessoas, diferem fisicamente de uma para outra, o que é normal, mas que acaba por provocar respostas diferentes entre as pessoas, fazendo com que um goste mais de uma posição, outro com um toque em ponto específico do corpo e tal.

    Ejaculação feminina: Não existe isso gente. O que ocorre é que a mulher possui na entrada da vagina (parede vaginal) as glândulas de Bartolim, que tem por função secretar o líquido lubrificante quando a mulher é exsitada. Dependendo da mulher, essa secreção natural pode ser mais abundante e, quando contrai a vagina no momento do orgasmo, esse liquido é despreendido com mais volume e pressão. Mas nunca a comparar com uma ejaculação. Não existe isso.

    Ponto G: Outra piada. Se for para recorrer ao alfabeto, temos que considerar todas as letras de a à z. Façam uma experiência. Se for o homem, se coloque de frente para a vagina da sua namorada e após observar bem as formas, introduza o dedo médio e dobre-o tentando experimentar a parede da vagina por tráz do osso pubiano. Sinta por tráz do clitóris. Sentirá alguma pretuberância principalmente se mover o dedo lateralmente (como o limpador do parabrisa, rsrsr). Isso é a continuidade das inervações do clitóris, que caminham pelas paredes da vagina e moldam toda a sensibilidade interna da vagina. Percebam, que de mulher para mulher, poderá ocorrer uma maior sensibilidade em algum ponto, mesmo que a sensação de prazer seja em toda a região. Ou seja, onde houver maior concentração de nervos, ai será maior a sensibilidade e possibilidade de desencadear ou iniciar a elevação do prazer e culminar no orgasmo. Portanto, esqueçam essa estória de ponto G.

    Como chegar ao orgasmo? Devemos primeiro admitir que o orgasmo é uma sensação democrática. Toda mulher, salvo alguma patologia, tem condições de chegar ao orgasmo numa relação sexual com seu parceiro. Para isso, esteja aberta à relação, busque a intimidade, se entregue ao ato sem esse compromisso pré-estabelecido. Busque o prazer no corpo do seu parceiro como um todo. Curta o beijo, o cheiro, a pele, o calor, as carícias e, na penetração encontre a posição mais confortavel para ambos e mantenha os corpos bem juntinhos de forma que a cada entrada do pênis, a pubis do homem massageie (toque) a vulva por completo como se fosse uma massagem mesmo.

    Bem, acho que escrevi o razoável, para ser bem objetivo.
    Para os homens, recomendo fazer como eu fiz. Comprem um espéculo intra-vaginal e estudem a vagina da sua parceira (ótima brincadeira). Descobri isso quando fui com minha namorada à um exame ginecológico e pedi para acompanhar o exame. Conheci esse aparelho, comprei e fiz meus estudos prazerosos. Voces vão descobrir coisas muito interessantes e, sobretudo sobre o prazer da mulher.

    Não sou médico ou profissional da área e também não tenho a pretensão de saber tudo ou ser dono da verdade, mas com meus 50 anos passei por muitas experiências e muitas mulheres, onde aprendi e também pude contribuir para acabar com alguns mitos ou tabus.

    Abraço.

  • luana

    AH vaginal é mais difícil, mas a recompensa é redobrada, a clitoriana é mais fácil consegui com a mão mesmo já é possível alcançar. Uma diga é lubrifica bem a região intima desse jeito chega ao prazer vaginal.

  • Fabio

    Tenho muitas dúvidas ainda sobre esse assunto. Me preocupo muito com minha parceira, já que estamos juntos há 6 anos, e quero fazer sexo cada vez melhor com ela. Conversamos bastante sobre o assunto, mas temos muitas dúvidas ainda. O nosso sexo é gostoso, chegamos ao prazer quase extremo, mas depois de tantos depoimentos, ficamos ainda em dúvida sobre o orgasmo vaginal e clitoriano. Nossas transas são maravilhosas. Somos jovens 29 e 25. Minha namorada fica excitada e se masturba pensando em outras mulheres se masturbando. Ela diz que fica mais leve e solta e assim consegue chegar ao orgasmo. Comigo, fazemos sexo de várias posições e ela diz que consegue também chegar. Isso é muito bom. Mas agora surgiu a dúvida se o que ela sente é vaginal ou não. E claro, quero me envolver nisso pra ser cada vez melhor. Espero ajuda de vocês mulheres.

  • Danielle

    Olá!
    Bem tenho 37 anos,fui casada 14 anos,tive uma vida sexual bem ativa com meu ex marido. O sexo entre nós era muito bom,e eu sempre tinha um bom orgasmo.
    Estava lendo os depoimentos das mulheres sobre o orgasmo.
    O mais interesante é que todas relatam o orgasmo vaginal,como se fosse algo alcançado qnd basta querer. Assim como acontece com o orgasmo clitoriano,esse sim…basta ser acariciado e até mesmo sem a ajuda de uma segunda pessoa,vc o tem.
    Comigo aconteceu de forma até assustadora,fui casada 14 anos como disse e só depois de me separar e ter outros parceiros que o tal orgasmo vaginal aconteceu.
    Tomei um susto,rsrs pensei até ter urinado durante a penetração.
    Até que percebi que era um orgasmo,qnd aconteceu pela segunda vez.
    Agora vou dar minha opinião exatamente sobre o orgasmo.
    O orgasmo vaginal não dependi do toque no clitores,como sita nossa colega ai,não depende apenas da mulher e sim do conhecimento do homem ao corpo da mulher.
    Poucas mulheres tem um orgasmo vaginal.
    E pq seria?
    Pq poucos homens sabem tocar uma mulher para fazê-la ter esse orgasmo.
    Esse é o orgasmo do ponto “G”.
    É uma sensação muito louca,sem dúvida.Até pq não é fácil de conseguir.
    Sem um bom parceiro,com boa experiência no universo feminino,dificilmente uma mulher vai ter esse orgasmo.
    E não acho que o vaginal é o mais prazeroso,as duas formas de orgasmo é muito bom. Mais pra mim que até uns 3 anos atrás acreditava que esse orgasmo era uma lenda,o perfeito mesmo é ter um orgasmo vaginal e terminar com o orgasmo clitoriano numa única transa.
    Se eu tiver apenas o vaginal,meu tesão não baixa,a vontade de continuar tendo orgasmo não para,só me dou saciada qnd no final de tudo tenho um orgasmo clitoriano.
    O orgasmo vaginal,me faz explodir,como um vulcão…onde as chamas não se apaga. Já o clitoriano me faz ir ao céu,causando uma tremedeira nas pernas,uma fraqueza no corpo,me fazendo alcançar o extasse do prazer.Ainda mais qnd ele vem em seguida do orgasmo vaginal.
    Mais sem um bom parceiro,sem o conhecimento do ponto “G”…nenhuma mulher alcançará esse orgasmo.
    Vou deixar uma observação a vcs homens,toquem suas parceiras com os dedos,bem profundamente,tentando atingir o tal ponto,assim qnd conseguir e forem percepitivos aos detalhes de como elas se comportam a esses toques,entenderam que algo diferente estar acontecendo.E sentindo com o dedo onde é o ponto G,irá conseguir tbm alcançar com o pênis e a mulher tbm saberá que melhor posição ficar para ser tocada.
    Ai o prazer será inefitável e inegualável para ambos.

  • Tita

    Tenho hábito de sentir o orgasmo vaginal, ele é mais satisfatório do que o apenas clitoriano. Muito mais.

  • Cíntia

    Comecei a vida sexual um pouco tarde.Foi com dezoito anos e me casei com dezenove com o primeiro namorado, exigência de minha falecida mãe.Só vim ter orgasmo vaginal com vinte e seis anos.Mais foi com o segundo casamento que me fez feliz sexualmente. Hoje sinto muitos orgasmos clítoriais junto com vaginais e anal. O método é simples, nada que um sex-shop não resolva.Tenho vários tipos de vibradores que estimula o orgasmo do clítores e ao mesmo tempo com a ajuda de minha imaginação pensando que tem outra mulher e outro homem transando comigo e meu esposo, o movimento do penes de entrar e sair na cavidade
    vaginal, estimula meus músculos contraídos por mim, é ai que vem com tudo. Seguro o orgasmo dele até onde dá e quando ele sente o jato do líquido do meu orgasmo molhando seu genital é a hora que ele ñ agüenta e viajamos juntos.Quando é anal, também o clítores estimula o orgasmo na entrada do reto. E até hoje pesquiso meu corpo sem tabu e nem pudor algum.O importante e mais gostoso é ter um companheiro ou companheira que costa das mesmas coisas que você sem vergonha nenhuma e sem culpa.Pra tudo na vida tem que querer e ir a traz.Eu fiz a minha felicidade,eu sou feliz! Beijos e muuuuiiito sexo para todos!

  • carol

    Tenho 25 anos e minha vida sexual é ativa desde os 16 anos, tive meu primeiro orgasmo vaginal recentemente…

    Para mim a posição infalível foi realmente o papai e mamãe, com o homem mais pra cima e a penetração na velocidade da luz mesmo.

    Não sei se o tamanho do pênis influencia, mas para mim, influenciou, esse foi o maior (de comprimento e largura) que eu já tinha visto.

    A sensação foi mais ou menos assim: sinti tremores no corpo todo, vagina parece que se contrai e treme involuntariamente, é uma sensação rápida mas completamente intensa, é a melhor sensação que já tive, depois do orgasmo parece que você é a mulher mais feliz do mundo, é uma sensação muito, muito boa.

  • Will

    Bom pessoal,

    tenho 20 anos e achei bastante interessante essa discução abordada aqui no blog… eu queria sugerir outra para pormos em pratica, que seria uma coisa que talvez os homens nao estejam conseguindo fazer direito, tiro por mim que as vezes tbm fico sem saber o que falar quando saio com alguma mulher, na hora de se conhecer, algumas vezes dá aquele branco de idéias… dai eu queria saber de vcs mulheres e da experiencia de todos que comentam aqui no blog inclusive do nosso amigo Gustavo, como a gente deve se comportar e o que falar quando sair para dar uma passeio com aquela mulher que estamos querendo conquistar? o que elas gostam de ouvir, o que cada uma de vcs gostariam de conversar com um homem em um encontro? para que a partir disso a gente possa ter idéia do que falar naqueles momentos !!

    desde ja agradeço a todos vcs e conto com as suas experiencias para ajudar aos mais novos a fazer a coisa um pouco melhor !!

    abraços.

  • Nani (female)

    Hi!

    Só queria aqui dizer duas coisas:

    -Parabéns ao autor pela criação de tão notável espaço e a todos os “posters” pelos comentários que só (alguns) pecam por desconhecimento científico, erógeno e colagem a mitos.

    - Especialmente para o Eraldo: Vcê tem de facto o conhecimento real do factor clitoris. Não existem orgasmos vaginais nem clitorianos: existem orgasmos! O que acontece é que (e dou-me a mim própria como exemplo)por vezes se a penetração for rápida e sem toque na parte superior da vagina o orgasmo não chega.
    Sem clitoris não haveria orgasmo. É para que as mulheres não tenham orgasmo que algumas tribos africanas praticam a infibulação (o corte do clitoris) aos 6 anos de idade. Fazem-no também por acreditarem que este provoca a impotência masculina.
    Não sei como em 2011, depois de já terem sido publicados estudos actualizados sobre anatomia feminina ainda há quem não saiba que o clitoris não tem ramificações ao início da vagina…..
    A cultura masculina latina tem sempre que fomentar que o tamanho do pénis e a penetração profunda são os únicos garantes do orgasmo: há que ser paciente e aguardar.
    Ainda me lembro daquele namorado que tive há 20 anos atrás com um pénis cuto, mas larguíssimo (que sensação)- Mas lá está! Aquela largura fazia accionar facilmente em todo o seu âmbito, a zona clitoriana : )

    Comentário final: Muito amor erogenia e sobretudo desprendimento e diálogo fazem qualquer mulher sentir orgasmos.

    Best Rgrds : )

  • Nani (female)

    Desculpem as mulheres que se sentem stressadas por não terem ainda tido o seu primeiro orgasmo, pois fiz “enter” antes de responder.

    Dou a minha contribuição:

    Fui menstruada aos 18 anos. Nessa altura comecei a masturber-me e descobri o meu clitoris, a sua estimulação e a estimulação da minha vagina junto com clitoris. No entanto tive a minha primeira relaçao sexual aos 23 e até aos 32 não consegui sentir orgasmo na relação sexual até chegar aquele meu “homem químico” (como chamo ao meu companheiro). Descobrimos tudo um sobre o outro e ficávamos super soltos no acto. Lembro-me até que pensava ser anormal o facto de sentir alta excitação com o toque e masturbação do pénis masculino no meu pescoço – eles diziam que tinha de ser nas mamas, que no meu caso são bem menos erógenas; o meu companheiro não estranhou e apoiou com carinho e alta excitação- (isto é só um exemplo: todas somos diferentes e temos zonas erógenas diferentes.
    O ponto aqui é: pode parecer tarde, mas nunca é tarde.
    Tenho 52 anos, ainda sou menstruada LOL(claro!)e tenho o mesmo grau de lubrificação que tinha e orgasmos ainda mais longos. Não é só de mim – é das circunstâncias, da ABERTURA MENTAL e do AMOR ainda apaixinado. Nós “sabemo-nos de cor” – os dois!
    We all have our time : )

  • Rafa

    Boa noite, pessoal!
    Adorei o tema e os comentários!
    Eu gostaria de pedir uma ajudinha ou uma dica para os experientes de plantão! Rss
    Bom, eu tenho 20 anos, namoro com um rapaz há 5 anos e nós dois éramos vírgens, mas sempre trocamos carícias e fazíamos sexo oral. Mas eu acho que só senti prazer duas vezes durante quase 3 anos de carícias. Quando meu namorado me acaricia, no inicio eu sinto algo bom mas logo depois eu sinto uma sensação muito estranha e peço pra ele parar. Ele diz que essa sensação é justamente o inicio do orgamos. Mas eu não consigo deixar que ele continue. Ha um mes, nós transamos pela primeira vez e eu nao senti dor nem prazer. Eu gostaria que vocês me ajudasse porque eu não sei mais o que fazer para chegar lá. Já tentei relaxar, não pensar só em “chegar la” no momento, mas é muito complicado para eu conseguir chegar se quer perto.
    O que vocês me dizem?

  • Liana

    Gostaria de partilhar uma experiência única…
    Sempre tive orgasmos clitorianos, e sempre amei…
    Mas qd um homem me levou ao orgasmo vaginal…ufa…
    nunca mais vou esquecer, é pleno, é profundo, é mais longo…
    a sensação é de que ainda sinto…
    é completo, dificil expressar

    bjs

  • Roberto Juncken

    Bom, pessoal. Eu estava lendo isso na internet e tomei a decisão de tentar ajudá-los.
    A Revista Men’s Health de Março de 2011 publicou algo sobre orgasmo vaginal.

    É o seguinte, existem 3 pontos de estímulo femininos: o ponto G, o ponto U e o ponto A.

    O alemão Ernest Grafenberg descreveu a existência de um ponto no interior da vagina, capaz de desencadear um grande prazer e uma intensa descarga orgásmica sexual. O ponto em questão, embora não comprovado pelos anatomistas ou fisiologistas, fica na parede vaginal anterior, 3 a 5 cm da entrada da vagina, num local intermediário entre a uretra feminina e o colo do útero. Seu tamanho médio é de uma moeda.Esse ponto tornar-se-ia mais saliente quando a mulher estivesse na fase de excitação e, quando estimulado, seria responsável por desencadear um Mega orgasmo.(Ponto G)

    O ponto U, ponto também muito excitável, que ficaria na região periuretral: U de uretra. ponto U, zona erógena q ganha adeptos pela fácil localização e sensibilidade ao toque.
    Outra boa notícia é q ele está presente tanto nos homens quanto nas mulheres.
    Diferente do famoso ponto G, alvo de muita polêmica entre os estudiosos da sexualidade e grande procura entre as mulheres, o ponto U carrega a grande vantagem da localização exata.
    De acordo com os sexólogos, o ponto U, q fica envolto à saída da uretra feminina, localizada entre o clitóris e a vagina – tem uma sensibilidade q pde ser mto excitante para a mulher.

    Ponto A ou zona erógena forméx anterior é um ponto erógeno existente na vagina das mulheres. Foi descoberto na década de 90 por um cientista da Malásia. Localiza-se na parede frontal e suas estimulação provoca aumento de lubrificação vaginal. A área correspondente a este ponto está situada a um terço do caminho abaixo do colo do útero.
    O ponto A fica a cerca de 3cm do Ponto G e localiza-se na parte frontal da vagina. É fácil encontrá-lo se a própria mulher introduzir o dedo na vagina. É uma região rugosa e com textura diferenciada da parede vaginal.

    Ponto U em imagem: http://ginaresponde.virgula.uol.com.br/wp-content/uploads/pontou_pic.gif
    Ponto G em imagem: http://200.221.3.206/site/arquivos/imagens/geral/20060830233030-16062005.jpg
    (nao consegui imagens do ponto A)

    É bom ressaltar também a importância da posição sexual dependendo do tamanho do penis e da vagina. A penetração máxima é conseguida pela posição A MULHER DE INDRA. Outra posiçao que ocorre intensa penetração é a ESCANCARADA ALTERNATIVA. Já se a parceira preferir comandar são mais indicadas as posições em que ela fica por cima, como por exemplo O PAR DE TENAZES(posição na qual a ejaculação do homem é prolongada, podendo oferecer mais tempo de prazer à sua parceira).

    (Roberto Juncken)

  • Brisa

    Muito legal esse assunto… Eu nunca consegui ter um orgasmo vaginal, já o clitoriano atinjo com facilidade, seja sozinha, seja com meu namorado com masturbação ou sexo oral… Agora, esse vaginal.. até hoje é lenda pra mim. Não sei o que que é, no momento da penetração eu sinto prazer, mas eu sei que é o prazer que vem com o toque ou movimentos que encostam no clitóris. E também não chega a ser um prazer muito intenso, é só bom, jé o toque diretamente no clitóris é coisa de outro mundo…
    Quando meu namorado me masturba, eu sinto que existe um ponto sensível la dentro, mas não sei, não sei se é por que nunca fiquei tempo suficiente estimulando, mas o prazer nunca chega a ser igual ao toque no clitóris… Fico toda preocupada, é chato por que não consigo gozar com penetração. Não sei se é normal, não sei se é psicológico, se é anatômico, só sei que é uma questão que me incomoda muito. Também tenho só 22 anos, to longe de ter experiência, mas queria saber se com as outras mulheres é assim também. Tenho muito tesão, consigo gozar com facilidade estimulando o clitóris, mas não entendo o que é que tem de tão difícil nesse vaginal… Abraços!!

  • Mel

    Oi Galera!

    To impressionada com os post, gostei muito e acho q este espaço pode trazer muita experiencia nas relações…Sempre tive uma vida sexual saudável, fikei com o primeiro namorado por 11 anos e nossa relação era perfeita, consegui os dois tipos de orgasmo, e tbm varios em curto tempo numa msm relação, lógico q qdo isso acontecia naum tinha haver apenas com o ato sexual em si e sim com a relação como um todo q ia muito bem. Terminamos e tive algumas relações e nenhuma tão prazerosa com a q tive com ele, não consigo me envolver de corpo e alma com mais ninguém, mas msm assim chego sempre ao orgasmo, só q tenho ficado excitada e logo em seguida tenho orgasmo, as vezes nem preciso ser tocada ou penetrada só carícias ja provocam orgasmo intenso e aí da vontade de dormir ou aversão ao sexo e meu parceiro ainda nem começou. sofri tanto com isso q ultimamente nem me relaciona mais com ninguém. As vezes me masturbo e acontece a msm coisa, nem começo e ja chego ao orgasmo e depois sinto aversão a td isso. Alguém pode me ajudar??? Sofro muito com isso e nunca mais consegui um namorado, naum me apego a ninguém.

  • Pedro

    O orgasmo nunca será só clitoriano ou vaginal. O que é existe é apenas o orgasmo…mas, nada. Para se ter orgasmos feminino precisa-se direta ou indiretamente do estímulo do clitóris…isto é fato. Mesmo não tocando diretamente a todo momento e externamente – o clitóris será estimulado internamente em suas terminações nervosas na entrada da vagina mas, mesmo assim…seja como for haverá um mínimo de toque durante a relação.

  • Jose Teixeira

    Estava lendo os depoimentos , mas apos ler o da Ana Paula parei, ela disse tudo. É isso vc Ana disse exatamente o que eu gostaria de dizer, porém uma
    relação assim hoje é quase impossível, eu disse quase. Gostaria muito de te conhecer idependente de nada, so conversar deve ser uma pessoa impar…beijos

  • Gaaby sz '

    Olá , esse meu comentário é mais para tentar ajudar os homens e tbm a vcs mulheres a darem dicas para seu parceiro.Bom voltando lá no comentário da Ana Lúcia em que ela diz:”É só o homem subir mais um pouquinho na posição papai e mamãe e o problema já está resolvido”,Gente é fatal mesmo , só tenho orgasmos dessa maneira e me sinto muito tão bem,tão leve,tão satisfeita…..Tudo isso devido ao Amor que prevalece em mim e meu parceiro, acho que nessa parte de sentir orgasmos, o que vale mesmo é o grande afeto que sentimos ao seu parceiro.
    Bom,é isso aí,beijão !

    Gaby ;D

  • Lu

    um post sendo comentado por 4 anos!!! só deixa claro a qualidade da escrita além da boa escolha do tema.
    estou encantada com os comentarios, e não consigo parar de ler, estou aprendendo mto e ja ja termino de ler pra participar tbem.
    vcs estão dando show!

  • gabriella katana

    Ó ^^.Sendo orgasmo clitorial ou vaginal, não importa muito. Sabe, as vezes ou melhor em todas as vezes a mulher necessita de toque, carinho, presença, sentimentos, nós sentimos isso, preenchendo por dentro. Pois assim nós nos sentimos importantes e amadas, esse é o maior prazer, esse é o prazer principal, e a base dos outros prazeres, pois é do carinho que vem o amor, e é do amor que entra o sexo,mas ele é só consequencia…
    Claro, o sexo é importante numa relação, mais é quando as almas se unem em uma só e os coração se enlaçam. E ai vem uma luz, e uma vontade de gritar eu te amo. isso é orgasmo pra mim, isso é orgasmo pra nós. ( Sentir o amor da pessoa amada dentro de nós ).

  • nadia

    Concordo plenamente com Ana Lucia, um orgasmo pra ser completo e te dar a sensação de plenitude, e sentir- se perfeitamente realizada necessita do conjunto da obra.

  • Victor

    quase 5 anos se passaram e eu vim aqui para dar uma checada e me deparo com um cometário da Ana Lucia de tamanha perfeição! acredito que vou voltar mais vezes a este blog!

  • Myrya

    Tenho 30 anos sou casada há onze anos e nunca tive um orgasmo vaginal. Isso me desanima muito. Orgasmo clitoriano só com sexo oral e bem demorado. Sei que não não sou frígida porque quando me masturbo tenho orgasmos maravilhosos e meus músculos internos se apertam tanto que provavelmente quase esmagariam qualquer coisa que estivesse dentro de mim. Isso me faz pensar que talvez meu casamento não vá muito longe.

  • Ani

    Olá pessoal!!!resolvi contar a minha história porque graças a internet hoje sei oque é orgasmo!Vamos lá tenho 37 anos,dois filhos,no segundo casamento a 5 anos.A cerca de 8 meses comecei a fuçar na internet querendo aprender mais sobre meu corpo, e eu achava que já sabia tudo!Um belo dia fantasiando uma transa com meu vizinho eis que ao me tocar tive uma sensação incrível!maravilhosa!Descobri que nunca!nunca eu tinha sentido o Orgasmo!foi o primeiro!tentei falar com o meu marido mas ele nao deu atenção!!!Acha que nosso relacionamento é completo!Mas esta completo pra ele!tento mostrar a ele que faltam mais bjs!abraços!toque!!caricias!mas ele nao da atenção.Assim só me restao os pensamentos!Quero conhecer agora o Orgasmo Vaginal!Parabéns pelo Blog e obrigado!!bjs

  • elisa

    Caramba será que sou anormal? Não sinto diferença entre o orgamo vaginal e o clitoriano! Ambos dão prazer,só que a intensidae varia de acordo com o tempo de estimulaçõ. Sempre que a penetração demora mais ou a masturbação mais prazeroso é o orgamo. Percebo que as mulheres que nunca chegaram ao orgasmo vaginal imaginam que é algo diferente e exordinário, e desprezam o clitoriano por se sentirem imcopletas e por ele ser mais fácil de ser atingido,isso prova a teoria que quanto menos estimulação menos intensidade. Uma dica para as mulheres que só chegam lá com estimulção clitoriana: Tente se masturbar por tempo prolongado, quando estiver chegando perto pare um pouco, diminua o estimulo, os homens chaman de segurar o goso,rsrsr, é isso que deve fazer seguere o goso algumasm vezes até o momento que não conseguir mais e finalmente ter o orgasmo! Assim vai sentir a famosa sensação que descrevem de um orgamo vaginal,só que com estimulação clitoriana e vai perceber que o que faz difernça mesmo é o tempo de estimulo e não a vagina ou o clitorís!

  • Aline

    Bem, o orgasmo clitoriano é muito intenso, forte, faz o corpo todo ter uma sensação forte, mas dura alguns segundinhos e logo depois quando acaba temos a vontade de sermos penetradas. O vaginal acontece com um movimento contínuo e forte batendo no fundo da vagina num ponto exato e não em qualquer lugar, geralmente acontece quando somos “dedadas”. Pode-se ejacular um liquido branco claro quando se chega ao clímax. Mas já senti a mesma sensação do orgasmo vaginal sem ejacular o líquido branco claro.
    O clitoriano é muito gostoso, e o vaginal é meio constante. Mas o clitoriano tem mais força. São diferentes, os dois são muito bons.
    Nunca diria que o vaginal é melhor. Mas talvez diria que o clitoriano é. O ideal é sentir o clitoriano e partir para sentir o vaginal em seguida. Sempre procuro seguir esse método.:)

  • Dinis

    Oi Ana Lúcia
    Gostei do seu comentário sobre “subir” um pouquinho mais. Mas, como quero que a responsabilidade seja mútua, Homem e Mulher, acrescento que na mesma posição, a Mulher também pode contribuir: se ele não sabe “subir” ela pode “dobrar-Se” um pouquinho. O jeito é fazer uma curva de modo que as costas ganhem uma reentrância. Percebeu? Não né! O bambuzinho mantém-se na cama, mesa ou chão, assim com a omoplata (na verdade a cintura escapular). É como se fizesses uma ponte onde o bumbum e os ombros fossem os alicerces.
    É bom porque caso seja um homem que não sabe “subir” a tua forma “dobrada” vai forçar a que a bexiga fique quase vertical em relação à cama, logo a xoxota se esconde mais. Nisso o pau, para alcançar aquele doce terá que fazer um movimento curvo ascendente e nisso chega lá.
    Caso ele seja teimoso e tente relaxar se descolando de si, afastando seu abdómen e pode ele vertical (em relação à cama) voce o puxa para ti. Uma das formas discretas caso ele seja mesmo teimoso, é pedir que ele a beije. Para ele alcançar sua boca terá que dobrar-se e essa dobra equivale ao “subir”. Ishiiiii…. Como é bom…
    Agora Ana Lúcia. Gostou? Contribui? Funciona?

    Laura… Por favor diga-me, pelo menos 3 das “milhões de possibilidades que se tem pra conseguir o orgasmo!!! Ihiiii esse assunto vai longe!”

    Bigadooo… Este site é nice…

  • Executiva Casada

    Olá pessoal,

    Vejo que não tem havido muita atividade por aqui já há bastante tempo, mas de qualquer forma resolvi tentar dar minha visão sobre o tema que é, assim como no caso de outras mulheres que passaram por aqui, única e exclusivamente baseada em minhas experiências pessoais.

    Sou uma mulher na idade da loba, casada há bastante tempo, mas com uma experiência sexual de certa forma ampla e que teve um número significativo de parceiros de características bem variadas.

    Quanto aos tipos de orgasmo, para mim são 3:

    1) Clitoriano
    2) Vaginal
    3) Pela estimulação do Ponto G (o que “causa” a famosa mas não tão testemunhada ejaculação feminina ou squirt)

    Além dos 3, há também o que eu particularmente chamo de combo (rs) que seria a combinação de mais de um deles simultaneamente. No meu caso, já consegui identificar 2 tipos de combos, mas falarei sobre isso um pouco mais à frente.

    1) Clitoriano – Possivelmente o mais conhecido e popular, já que normalmente o descobrimos sozinhas e lá pelos idos da adolescência. Concordo com uma definição que deram anteriormente como semelhante ao espocar de fogos de artifícios. É bem gostoso. Tem uma coisa que sinto, mas que raramente vejo alguém definir dessa forma. Quando estou perto de gozar dessa forma, sobretudo pela estimulação direta do clitóris, seja com os dedos ou com a língua de um parceiro por exemplo, sinto que algumas partes de meu corpo ficam como que “adormecidas” e como se estivessem “frias”… essa sensação vai aumentando à medida que o gozo se aproxima, nem sempre desaparecendo quando ele vem, já que mesmo depois do clímax, continuo sentindo prazer caso a estimulação não pare. Se estou “fazendo justiça com as próprias mãos” obviamente isso não terá muita continuidade pq acaba rolando uma “falta de coordenação motora temporária”… é estranho, mas ao mesmo tempo em que vc quer continuar pq está gostoso, não consegue e às vezes chega ser até um pouco frustrante. Quando temos uma “mão amiga” ou mesmo um outro “membro amigo” pra nos auxiliar na tarefa a coisa fica beeem mais prazerosa como não poderia deixar de ser, até pq a coordenação motora da criatura não se altera com o seu gozo e muitas vezes ainda serve de estímulo pra que ele se sinta o tal, ainda mais se descobre que vc é uma mulher multiorgástica … rs

    2) Vaginal – Mais uma vez concordo com a definição que deram de terremoto, até pq ele pode variar em intensidade e grau, em função de diversos fatores na escala Richter do prazer. É bom demais tb e normalmente causa contrações involuntárias nas paredes da vagina, em espasmos que vão aumentando de intensidade. Não concordo com o que disseram que para esse tb é necessária a estimulação do clitóris e que não é possível se conseguir gozar de fato com o homem penetrando por trás por exemplo. Essa regra definitivamente não se aplica a mim e realmente não posso saber o pq dessa afirmação…. é como alguém disse, tem coisas no sexo que são absolutamente particulares e diferentes para cada mulher. Acho que aqui talvez funcione também a estimulação de uma zona erógena poderosíssima em todos nós e que nem sempre é devidamente valorizada: o cérebro! Para algumas mulheres, ser penetrada de 4 por exemplo é algo extremamente excitante, não só pelas sensações físicas que isso provoca, mas tb por questões ligadas a seu senso de erotismo, estímulo de tesão etc. De fato, alguém que ache que essa posição é algo “degradante” para sua imagem feminina, não conseguirá sentir prazer. Sim, existem pessoas que pensam assim e acho que isso é muito particular de cada um e pode estar ligada a traumas ou experiências vividas… enfim….

    3) Pela estimulação do Ponto G – Já gozei por meio dessa estimulação pela masturbação feita em mim por meu parceiro (a história dos 5cm. a partir da e ntrada da vagina, em que ele usa o dedo indicador, como que a dizer “vem cá”… rs).
    Também já gozei com estimulação com um vibrador ou dildo e até mesmo com o pênis do meu parceiro, comigo por cima. É com esse tipo de estímulo que a famosa “ejaculação feminina” acontece e no meu caso, a primeira vez foi ao completo acaso. Eu já vinha há algum tempo praticando o pompoarismo e percebi que, quando a excitação começava a crescer, pedia para que ele me estimulasse com cada vez mais vigor (a primeira foi com um dildo) e que minha vagina contraía de maneira muito intensa, provocando algumas vezes a expulsão do dildo, como se eu estivesse aplicando a técnica do pompoar, só que nesse caso, de maneira totalmente involuntária. Depois disso, comecei a perceber os pontos e maneiras exatas que me despertavam esse prazer e com o tempo, fui guiando meu parceiro para que ele me ajudasse a chegar a esse tipo de gozo. Vale dizer que ele se sente o máximo! Assim como no orgasmo clitoriano, esse tipo de gozo não para se a estimulação não cessar, com a diferença que o orgasmo é infinitamente mais intenso, chegando muitas vezes a me levar à completa exaustão e por incrível que pareça uma única vez também, à inconsciência. Acho que isso foi porque ele se empolgou demais como que estava acontecendo e por isso decidiu não atender ao meu pedido de parar por absoluta exaustão…. depois dessa ele finalmente aprendeu a lição, pois achou que eu tinha literalmente morrido… rs
    Interessante também mencionar que uma única vez gozei dessa forma com meu parceiro dentro de mim, mas atribuo isso à quase total impossibilidade do sujeito resistir sem gozar quando as contrações vaginais começam pois como disse anteriormente, são muuuuito intensas e na maioria das vezes involuntárias, provocando quase sempre a expulsão do membro de dentro da vagina. Quantos homens aí vocês conhecem que conseguiriam permanecer completamente eretos (fundamental para proporcionar esse gozo à mulher) mesmo diante de uma situação dessas??? Eu diria que, do alto de minha experiência digamos, significativa, quase nenhum….

    Fechando, eu diria que pra mim normalmente numa relação sexual – diferente das situações em que faço a tal “justiça”, que diga-se de passagem é muito saudável e um hábito que mantenho até hoje, apesar de satisfeita e casada – meu prazer sempre vem numa mistura de 2 tipos de orgasmos (os tais combos… rs), sendo mais comum o vaginal + clitoriano e o vaginal + estimulação do ponto G. Uma coisa interessante é que quando me perguntam qual deles eu gosto mais, eu realmente não percebo que tenha uma preferência clara… definitivamente depende do dia, do como, do com quem, etc. Se eu tivesse que escolher só um acho que não conseguiria, mas talvez ficasse pelo menos com um dos combos (rs), sendo que o vaginal + clitoriano levariam uma ligeira vantagem sobre os outros, o que prova que o famoso papai e mamãe ainda está com tudo, não obstante a “experiência” que você tenha…. rs

    Se alguém tiver alguma colocação ou dúvida, prometo tentar “dar um vôo” por aqui de vez em quando para tentar responder.

    Grande beijo a todos

    P.S. Lembro que teve um rapaz que perguntou algo sobre se era necessário que o homem fosse bem dotado para ter a possibilidade de ajudar a provocar um orgasmo vaginal na mulher e gostaria de dar minha opinião a respeito. Tamanho do pênis importa sim para a mulher, mas só quando ele está nas extremidades possíveis. Realmente podemos ter dificuldade para “sentir” um pênis muito pequeno e sobretudo muito fino (que se não me engano, não era absolutamente o caso do rapaz que colocou a dúvida), assim como podemos sentir dor ao ser penetrada pelo Kid Bengala. É fato que se tivermos que escolher entre um pequeno e grosso e um grande e fino, o primeiro será pule de dez! “Sentir” o pênis dentro de nós é realmente fundamental .Fundamental mesmo é a famosa “paudurescência” do mesmo! Vale ressaltar que um pênis muito acima da média não raro, não consegue ter a rigidez necessária, sob pena de causar falta de circulação sanguínea em outras partes do corpo do mancebo, caso a longilínea mangueira tenha que ser completamente irrigada…. rs

    E o mais importante de tudo: sexo não é SÓ penetração! Sexo satisfatório permite uma infinidade de possibilidades que nem sempre passam pela penetração, mas que depende principalmente da estimulação daquele órgão que mencionei mais cedo no texto (o cérebro) e de se soltar sem amarras e preconceitos na busca do prazer mútuo!

  • Htona

    Eu demorei pra entender isso… antes eu gozava somente quando meu marido conseguia encontrar o ponto G, mas nem sempre isso acontecia. Agora eu peço para deitar, sento sobre ele encaixando o pênis, daí eu tipo cruzo as pernas e vou fazendo os movimentos até sentir um intenso prazer, coisa de louco! Ao término disso não consigo nem me mover, pois fico totalmente sem forças! O orgasmo clitoriano também é muito bom, mas é menos intenso.
    Eu tinha um namorado que ele não tinha um pênis de um tamanho satisfatório, porém ele sabia fazer o negocio de um jeito louco que eu sentia grande prazer ao transar com ele, me exitava as loucuras que ele me dizia enquanto transávamos, mas eu só tinha orgasmos clitorianos, vaginal não.
    Lembrando que isso é apenas minha experiencia e cada uma deve conhecer seu próprio corpo, o que lhe dá mais prazer.

  • Ana

    Bem, vou dar o meu relato aqui..

    Lendo alguns comentários gostei do da ”euzinha” (haha) que diz na primeira parte ”Olha só, eu já li em uma dessas revistas femininas que o clitóris é apenas a ponta de um “iceberg”… ele tem ramificações internas que circundam toda a vulva e também a vagina. Portanto, acredito (até mesmo por experiência própria) que o orgasmo vaginal e clitoriano é o mesmo, só existem diferenças na “profundidade” das sensações. Já gozei muito sem estimulação nenhuma do clitóris, mas devido ao que li na revista, agora sei que de alguma forma o clitóris foi estimulado pelo parceiro, indiretamente. E essa coisa de “grito gutural” é a mais pura verdade! Meus melhores orgasmos foram assim, com um grito que saía das entranhas, muito louco…”

    Eu acho que é mais ou menos isso mesmo… não consigo distinguir muito bem os dois orgasmos, e acredito que seja porque eles são únicos, fazendo, alem disso, parte de algo que está mais na situação, na mente, do que no corpo propriamente dito.
    O único porém é que realmente já senti grandes diferenças certas vezes, mas isso não me faz conseguir distingui-los e separar como esses, muito intensos, que senti sendo vaginais ou o contrário. Não consigo nem mesmo explicar o que foi sentido, porque foi quase como uma meditação, uma levitação do corpo. Pode parecer muito romantizado isso que falei, mas é realmente inexplicável! Ao final dá uma sensação louca e o choro é inevitável… não dá pra controlar, as lagrimas simplesmente saem e o corpo paralisa hahaha (obs: já senti essa sensação com penetração e oral)

    Alguém mais já sentiu algo assim? Gostaria muito de saber..

    Espero que eu não seja a única, porque acho que toda mulher precisa sentir isso algum dia.. é uma coisa muito viva! hahaha maravilhoso!

  • Luara

    Eu lendo aqui alguns comentarios nao pude sair sem deixar a minha opniao. Eu penso que orgasmo clitoriano e vaginal sao os mesmos, o que há no caso seria um orgasmo mais forte mais gostoso o qual podemaos pensar ser vaginal, e um que nao seja tao forte assim que epsnamos ser clitoriano.Eu tenho orgasmos desde que me entendo por gente, era pequenininha e já me masturbava no sofá de casa.Era intenso.!!!
    Me lembro que com o passar dos anos fui aperfeiçoando a pratica da masturbaçao, mas o corpo fica meio que exigente, quer mais força, mais pressao e consequetemente o orgasmo será mais forte. É minha humilde opniao gente. Com meu marido, nem de longe consigo sentir a mesma força e intensidade dos orgasmos qdo me masturbo, é gostoso sim, porem menos intensos.Mas nd que se compare qdo me masturbo. eu ja prestei atençao, e sei que se nao houver uma pressao das pernas ou com a mao mesmo no clitoris, não ha como gozar, pode ter estocadas profundas, a ponto do tsao ser tao desesperador a ponto de eu bater nele, se nao roçar nd ali no clitoris, negativo, sem orgasmos.Bjos.

  • Agata

    Já experimentei os dois Orgasmo, e na minha opinião todos os dois são bons, a diferença com certeza é que Orgasmo clitoriano da uma sensação de prazer e satisfação, e depois que termino, posso voltar a minha rotina normalmente, enquanto que o Orgasmo vaginal, quando termino ele tira todas as minhas força, me sinto fraca, a sensação de prazer é muito maior, e me sinto satisfeita por completo.

  • Kinito

    acho mesmo que as mulheres sentem mesmo mais gosto quando esta a ser penetrada. Mais gostos são gostos umas atingem o orgasmo de varias formas.

Deixe seu comentário...

Se for falar de seu relacionamento no comentário, seja breve, não cite nomes e não dê muitos detalhes, caso contrário não será publicado. Lembre-se que não há nenhum terapeuta de plantão.