Homem com pegada: força ou precisão?

por Gustavo Gitti 2 outubro 2009 294 comentários

homem-com-pegada

“Ser como uma espada. Preciso como um laser. Ter uma mente com um foco pinpointed, olhar reto e agudo. Andar que não hesita, fala honesta e autêntica, sem artificialidades, sem manipulação. Ser straightforward, cru, direto. Pau na mesa.

Esse é um trecho de “Os 11 pilares do treinamento do homem guerreiro (1): Precisão”, um longo texto que escrevi na Cabana PdH, onde estamos colocando em prática o que eu já apontei aqui no Não2Não1 (“Homem de respeito: nem príncipe sensível nem ogro machão”):

“Se há um novo homem, ele não vem de um resgate das qualidades femininas (não, esse é o metrossexual sensível, um exagero de uma integração necessária), mas de um resgate do masculino, agora sem a repressão e a cegueira que o acompanhava no passado. Ou seja, temos muito mais a aprender com o machão do que com o sensível.”

Mas aprender o quê?

Maguila e as mulheres mal comidas

O que os homens ogros tem a dizer para os frouxos? Foi essa a pergunta que fiz para o Maguila no evento de lançamento do barbeador BIC Comfort 3. No vão livre do MASP, os Barbixas, Marcelo Adnet e Cauã Raymond brincaram com o tema “O que é um homem bem-feito?”.

Estávamos na área VIP, frutas e bebidas à disposição, clima tranquilo, gente da TV, ou seja, ambiente onde não se espera nenhuma violência, não é mesmo?

Pois é. Soltei a pergunta e veio a resposta:

Uma mãozada no peito. Um ato tão sem noção e tão genial que fiz questão de publicar o vídeo e ainda legendar os melhores momentos. Um soco no peito é o recado do Maguila para os homens frouxos, mimados, frescos, sensíveis, indecisos, confusos ou, como ele mesmo diz, homens “metro-não-sei-que-porra-é-isso”.

Desconfio, porém, que isso não seja o suficiente.

Para os rebentos que estão crescendo tendo como referência Fresno (ganhador do VMB 2009) e coisas do tipo, para evitar uma futura epidemia de mulheres mal comidas e a consequente extinção da espécie humana, deixo uma explicação da porrada.

O peso de uma mão firme

Por ter voz fina e mão pequena, eu tive de descobrir outros jeitos de incorporar o vigor masculino. Uma questão de sobrevivência.

Eu não podia mudar o tamanho, a musculação não alterou tanto sua força, mas havia algo que eu poderia variar a qualquer momento: o peso da minha mão. Ao contrário do tamanho, o peso é um atributo relacional, ou seja, se mede em função do corpo tocado. Uma mão pesa quando preenche, diz alguma coisa, e não pesa quando flutua e não diz a que veio. Eis a diferenciação a que se propõe o termo “pegada” –  verbete que Barthes ficou devendo no clássico Fragmentos de um discurso amoroso.

Nossa mão tem mil toques, sendo que usamos apenas alguns. Nosso corpo, mil encaixes, e raramente brincamos com tais possibilidades. Ter “pegada” é começar a dizer frases nítidas com os dedos, andar para dentro de um restaurante como se fosse o dono do local – não por orgulho (queixo pra cima), mas porque se sente confortável em qualquer lugar (pés ancorados no chão). Falar como se estivesse tocando, pegar como se estivesse falando.

Ao explorar tais possibilidades, ao variar o peso da mão, descobri que há esperanças para a geração emo – desde que os caras acertem o cabelo, claro. Mais ainda, há esperança para todos os homens certinhos, bonzinhos, bobinhos, sem graça, previsíveis, que existem por aí.

E não pensem que tais homens sejam apenas os fraquinhos. Há inúmeros caras que saem da academia trincando e não sabem como fazer sua namorada pirar durante uma noite ou como avançar profissionalmente na vida. Eles são igualmente frouxos.

“A pegada”: força ou precisão?

espadaO contrário de frouxidão, portanto, não é força, mas precisão – ou, como se diz usualmente, firmeza. É por isso que todo mundo que apanhou carinhosamente do Maguila, durante o evento da BIC (foram vários, acredite), não falou em força: “O cara tem a mão pesada”.

Um moleque de 17 anos pode ser um fracote, mas conquista qualquer mulher se tiver condução, precisão, direcionamento, ludicidade e profundidade. Traduzo: uma mão que vai até o outro lado das costas (quase no peito dela, enlaçando totalmente com o braço), um toque sem hesitação, uma malícia cheia de paciência para chegar onde quer, uma atitude que transforma tudo em brincadeira e uma mente que a desafia.

De força, precisamos apenas o suficiente para carregá-las no colo. Aquela imagem do cara entrando no quarto da lua-de-mel com a noiva nos braços deve ter ficado gravada no inconsciente feminino como sinônimo de felicidade eterna, pois algo acontece quando repetimos a cena, mesmo sem fraque e vestido branco.

Troque insegurança por precisão, meias palavras (“Muito legal te conhecer”) por malícia crua (“Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”), tapa na bunda por tapa na cara, e verá que não é necessário muita força para que uma mulher se sinta conduzida, preenchida, elevada.

O peso de nossa mão não é resultado só de força, mas do vigor generoso, do desejo direcionado sem pés atrás (“Será que ela quer também?”), da energia que guardamos pra explodir, de nossa capacidade de invadir sem perguntar, de entrar sem ser chamado, de pesar sobre ela. Não metemos com um pau, metemos com todo o peso do corpo, avançando, cortando, batendo, abrindo, liberando uma mulher.

Não é por acaso que ela entra no quarto com medo de nós e sai desconcertada, com um sorriso que ela nunca viu no espelho ou em fotos.

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

294 comentários »

  • Samuel

    Bom texto, Gustavo!
    Quanto ao Maguila, um desenho animado né? Figura ogra, mas de grande coração.
    Acredito que o lance seja um misto de ser doce e ao mesmo tempo selvagem. Carinhoso, atencioso, feminino “igual elas” quando precisa, e ter a pegada ao mesmo tempo. Dentro das quatro paredes e fora delas. Eu sempre alterno entre frases e atitudes românticas e segundos depois solto uma pervertida/agressiva, normalmente ao pé do ouvido ou na lata mesmo, olhando no fundo de seus olhos, em tom “ameaçador”. Algo do tipo: “Vou te pegar bem gostoso” ou “Vou te rachar no meio, se prepare”. Sempre sentí uma ótima reação delas e sei que elas gostam muito. Enfim, o caminho do meio, e no meio delas! -:)

  • Tweets that mention Homem com pegada: força ou precisão? | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos -- Topsy.com

    [...] This post was mentioned on Twitter by Flavinha Peixoto and Gustavo Gitti. Gustavo Gitti said: "Homem com PEGADA: força ou precisão?". Texto do Não2Não1 sobre Fresno e Maguila: http://migre.me/8aFU [...]

  • Cyntia Simões

    Gitti,

    Pode ser sobre firmeza em vez da falta dela?
    É que sou amazonense, mas pelo meu emprego acabo viajando muito ao Rio. Numa dessas viagens, em meio a saída com amigos, acabei conhecendo um rapaz – simpático, inteligente, bom papo, sorriso exuberante. Enfim, acabamos ficando e a pegada dele era tão firme que me deixou extasiada.
    Hoje moro no Rio e estamos juntos há dois anos!
    A firmeza faz, realmente, toda a diferença!

  • Tássia

    Nossa que texto…
    só o sorriso que ficou no meu rosto depois de ler,
    e a esperança de encontrar alguém assim já valeu o dia.

    Parabéns.
    Beijos

  • Selecto

    Acho que hoje em dia os papéis se misturam e não é nada tão fixo: o homem tem que ser ogro e a mulher o sexo frágil. Os dois se complementam na medida da relação. E acho que entre quatro paredes, o homem às vezes acaba sendo mais feminino e a mulher mais masculina e vice-versa. E não tem problema nenhum!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Selecto,

    “o homem às vezes acaba sendo mais feminino e a mulher mais masculina e vice-versa”

    Sem dúvidas, quando esse jogo é consciente, feito por liberdade, não há problema algum.

    O que acontece é que, por condicionamento (não liberdade), muitos homens estão assumindo posições de entrega (não vou nem dizer “femininas” pra não confundir com “de mulher”, o que não é) quando a mulher espera uma posição de condução e quer, ela mesmo, ficar em posição de entrega. Há um descompasso evidente.

    E, convenhamos, a maioria das mulheres se sente confortável em ficar mais tempo na posição de entrega e a maioria dos homens se sente confortável em ficar mais tempo na posição de condução.

    É pra esses que eu escrevo, precisamente para os caras que não estão livres para dançar em meio a essas possibilidades, sofrem com isso e fazem sofrer. Caras travados que constroem relações travadas e acabam, sem querer, limitando suas mulheres.

    Ora, vocês são uma empresa de relacionamento (a galera PAGA pra fazer o que qualquer um faria de graça, só saindo na rua), então você sabe BEM do que estou falando.

    Abração!

  • Rafael

    O gosto musical da minha namorada não é algo que eu me orgulhe… em resumo, ouve qualquer enlatado que seja pop e cantada por uma moça bonita de voz doce americana. O pior é a intolerância com qualquer coisa que não se encaixe nesses moldes… mas enfim, ninguém é perfeito.

    Certa noite, no iniciozinho do namoro, estávamos numa festa da faculdade quando começou a tocar forró. Foi visível o contraste de reações, ela torcendo o nariz e eu abrindo um sorrisão escancarado.
    eu: Você não gosta de forró?
    ela: Não.
    eu: Já dançou?
    ela: Não.
    eu: Então você não sabe de nada! Vem comigo! =D
    ela: aff ¬¬
    Cheguei na pista arrastando ela pela mão (e ela fingindo relutância). Parei com ela na pista e, entre os casais dançando, fui brincando e ensinando, ela ria a cada frase, mas prestava muita atenção: Vem. Cola aqui. Pode colar mais! Agora enlaça meu pescoço com essa mão. Isso. Humnnn… Que cheirosa! Cola seu rosto no meu. Está me sentindo? Dos pés a cabeça? Sente a música. Agora relaxa…
    Começamos a dançar, ela se saiu muito melhor do que eu imaginei, dançou gostoso, rindo a toa.
    Três ou quatro músicas depois o forró parou e voltamos pra fora.
    O sorriso no rosto dela era imenso e os olhos brilhavam. Ouvi as melhores coisas que um homem pode ouvir. A melhor foi: “Eu sempre odiei forró, aí vc vem, me leva pra dançar e me faz a menina mais feliz do mundo!!!”
    A partir daí ela se entregou de vez. É minha. E eu cuido bem do que é meu. ;D

    Ta aí um caso pra inaugurar os relatos no post.
    Parabéns pelo blog, Gustavo!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Boa, Rafael!

    Cara, meu namoro também começou com forró. Uma música ao som de Renata Rosa (que não é forró, mas dá pra encaixar) e pronto.

    Conheço vários namoros que começaram com forró. Quando falo pros caras aprenderem a dançar, não estou brincando.

    Com salsa, só iniciei relações mais curtas. Com samba, só me lembro de fracassos. E com tango não tive experiência suficiente pra chegar numa conclusão. ;-)

    Abraço!

  • Thiago

    Parabens pelo texto(e pelo conselho do Maguila), tudo o que você disse foi como uma “bofetada”(merecida) na minha cara.Mais tem um detalhe que não concordei: seu exemplo de frase maliciosa.Nem toda garota esta disposta a ouvir frases com conteudo tão pesado.Queria saber qual a sua resposta a essa minha opinião.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Thiago,

    “Mais tem um detalhe que não concordei: seu exemplo de frase maliciosa.Nem toda garota esta disposta a ouvir frases com conteudo tão pesado.Queria saber qual a sua resposta a essa minha opinião.”

    Considere minha frase um exemplo do que eu faço. Você, como um homem de respeito, não usaria a frase de outro a menos que faça isso por pura sacanagem (na Cabana a galera tem a manha de usar SMS e até emails uns dos outros!). É igual uma vez que levei 2 mulheres em noites consecutivas no MESMO teatro pra ver a MESMA peça. Foi hilário e ambas adoram, pois a peça era foda mesmo.

    Portanto, se não brotou o espírito da sacanagem, então siga seu lance. A frase é um exemplo estúpido. Eu respeitaria quem comentasse
    “Gustavo, na boa, puta frase estúpida” e, na mesma noite, falasse algo espontâneo e direto pra uma mulher. Algo ainda mais estúpido que minha frase, mas perfeito pra ocasião.

    A mulher não vai ouvir o conteúdo da frase, meu caro. Ela vai ouvir o som dos seus olhos, o cheiro da sua respiração. A frase é o de menos.

    Quando eu escrevo aqui em textos assim, quando dou exemplos, não tenho em mente as mulheres, mas os homens. Jogo exemplos, uso verbos, exagero pra que os caras aprendam de uma vez a pirar, realmente pirar e começar a brincar com a própria vida. A galera tá muito morna, opaca, entorpecida.

    Os exemplos não são nada perto do que podemos viver. Os verbos (penetrar, atravessar, render, cortar) são ridículos perto do que realmente acontece.

    Abração!

  • Simone

    Caro Gustavo,

    Boa tarde!

    Agradeço mais uma vez por ter oportunidade de ler um texto seu.

    Minha visão do tema é bem pedestre: mulheres gostam de homens delicados ( nada de frouxos, hein???) quando pedem e de homens fortes ( nenhuma relação com violência!!!) quando precisam.

    A chave ( e a dificuldade deliciosa) dos relacionamentos humanos é a ponderação desses valores.

    Com carinho,

    Simone

  • Ricardo

    É a primeira vez que visito o site, e achei muito bom os textos (li diversos outros, através de links). Parabéns ao redator.

  • Depois do bilhete « Textos sem finais…

    [...] queria e, mesmo se eu quisesse, não conseguiria. Não era com força que ele me abraçava, mas com precisão. Não tinha mais ninguém no ambiente do restaurante em que estávamos e ele me olhava nos olhos, [...]

  • Ariadne

    Gustavo, sua matéria é genial. É exatamente isso que queremos e esperamos dos homens. Mas deixo aqui a sugestão de que redija algo sobre o que os homens buscam nas mulheres ou esperam delas!

    Abraço.

  • Mari

    “Há inúmeros caras que saem da academia trincando e não sabem como fazer sua namorada pirar durante uma noite ou como avançar profissionalmente na vida. Eles são igualmente frouxos.”

    Inúmeros! Já fiquei com um cara, corpo sarado, bom papo, divertido. Mas parava por aí. Nas primeiras duas vezes que ele veio em casa ele parou no primeiro “não, pára” que eu soltei fazendo cara de “me agarra logo!” O sexo era morno, uma coisa mais com força do que precisão. Meio como quem quer impressionar mas não sabe como.

    “Não é por acaso que ela entra no quarto com medo de nós e sai desconcertada, com um sorriso que ela nunca viu no espelho ou em fotos.”

    É exatamente assim! Exatamente! Não tem nada melhor do que sentir esse desconcerto e olhar pro cara e saber que ele tá pensando algo como “relaxa que eu sei o que eu to fazendo”. Conheci um cara esses tempos que simplesmente ignorou os meus “mimimis” e foi me levou pra onde ele quis. Eu torci um pouco o nariz mas eu cheguei em casa com esse sorriso aí que vc citou! Nos encontramos só uma vez (até agora). Ele foi viajar e soltou: “Vc tá fodida na minha mão quando eu voltar”. E, Thiago, eu não achei pesado pq foi exatamente como o Gustavo falou: eu nem escutei o conteúdo. Ele me abraçou de jeito, sem que eu nem conseguisse escapar dali e falou com a boca bem perto da minha. Nem perguntou se eu tinha gostado da noite com ele. Eu não escutei só o que ele disse: eu escutei o cheiro, o corpo, os olhos…
    Escrevi a história inteira (ou a maior parte dela!) aqui: http://bit.ly/WwGSk

    Beijos! Adorei o texto!

  • Hérica Rocha

    Ui, senti até arrepio subindo, só de imaginar essa “pegada”.
    Que delícia de texto, Gitti.Completo.Você usou muito bem cada palavra.
    Comecei a namorar com meu atual namorado numa dessas noites que costumamos sair atoa sem muitas expectativas.Fomos com um casal de amigos tomar vinho na praia, boa música, pés descalços, os olhos dele me devorando.O jeito com que os olhos dele me pediam, com urgência, foi a melhor pegada.Tão deliciosa, não precisou de frase alguma, os olhos deles diziam “vem” e eu simplesmente fui.Estamos juntos a quatro anos, e quando eu penso que ele já me disse tudo, ele saca uma frase bem sacana e me faz subir pelas paredes num só arrepio.

    Antes dele eu tinha um outro namorado que era a educação em pessoa, sempre cheio de cuidados, mas levava muito disso pra cama, aí já viu, o sexo era bom, mas não chegava a ser excelente.Conversamos sobre isso, ele dizia que mulher precisava ser tratada com muita educação.Nunca disse nada que me deixasse arrepiada, me conquistou pela delicadeza, ficamos juntos cinco meses.Faltou intensidade.Os olhos tinham desejo, mas quando falava tudo soava tão falso, perdeu o encanto.

    Para o amigo Tiago,
    “Mais tem um detalhe que não concordei: seu exemplo de frase maliciosa.Nem toda garota esta disposta a ouvir frases com conteudo tão pesado.Queria saber qual a sua resposta a essa minha opinião.”

    Tiago, pode acreditar, palavra de mulher.Nós adoramos essa malícia e não achamos nada pesado.Para nós, oque vale é a intensidade, faça um teste, repita essa mesma frase para sua garota e me diga oque viu nos olhos delas.Mas quando for falar, seja sincero e deseje cada palavra.Você não irá arrepender-se, eu garanto.

    Parabéns Gitti.
    Espetacular!!!!!!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Hérica,

    “Mas quando for falar, seja sincero e deseje cada palavra.Você não irá arrepender-se, eu garanto.”

    O foda é que acho que falta desejo pra muitos caras. Eu já passei um bom tempo com libido baixa quando minha vida estava completamente apagada, então sei bem como é.

    No geral, eu ainda acho que as mulheres desejam muito mais sexo do que os homens. Às vezes eu leio uns relatos em que fica nítido que o cara tinha muito mais medo de ser rejeitado do que vontade de comer a garota. Falta tesão, simples assim.

    Aí vem os amigos (como já ouvi e li muitas vezes) e falam pro cara bater uma antes de sair. Ou seja, diminuir ainda mais a energia vital.

    Fora os relatos dos caras que se contentam com beijos durante a noite toda. Porra, homens de 30 anos agindo como se fossem adolescentes. Por melhor que seja o beijo, ele não consegue realmente dar uma puta experiência sensorial como o sexo faz bem.

    E não precisa ser mulher pra sentir. Tenho amigos nitidamente desanimados. Você se aproxima e não vê nenhum tesão de viver ali. Como então o cara vai ter tesão por uma mulher? Mais ainda, como ele vai deixar uma mulher com tesão?

    Enfim, enfim. Tem muito mercado pra quem tiver o mínimo de sacanagem na veia. ;-)

  • Giovanna

    A melhor parte do texto foi a sua resposta a um dos comentários:

    “A mulher não vai ouvir o conteúdo da frase, meu caro. Ela vai ouvir o som dos seus olhos, o cheiro da sua respiração. A frase é o de menos.”

    É perfeito por que é exato. Não ouvimos com os ouvidos, isso é mero engano masculino… a mulher ouve o todo, ela reage ao todo que vcs nos oferecem. Pode-se dizer a frase mais auto-confiante do mundo, se houver sinais de insegurança ela não é percebida como tal, e sim como uma baita besteira.

    Arrasou!

    bjs

  • Marina da Glória

    Muitas mulheres ainda acham que um homem “sensível” e perdido só precisa de uma mulher confiante e corajosa para encontrar seu caminho… eu pensei assim, muitas amigas e outras mulheres que conheço agem dessa forma.
    Fui casada por quase 6 anos. No começo do casamento, me enganei com as fragilidades e omissões dele: me sentia importante, “necessária”. Com o tempo as responsabilidades que tive que assumir me tornaram cansada e frustrada. As coisas se complicaram quando resolvi engravidar, ele se tornou mais perdido e intolerante. Me vi tendo que assumir papéis múltiplos: mãe de um bebê, dona de casa, profissional e “chefe” de casa. Tinha q administrar a casa, a nossa vida como família, o orçamento doméstico…tudo! Acumulei as funções que tradicionalmente (ou saudavelmente) são divididas entre o casal; sem falar das atitudes infatilizadas e nada edificantes dele. A falência foi inevitável, o casamento acabou.
    O meu ex marido é um homem robusto, se expressa muito bem, dá palestras motivacionais, é consultor de carreiras profissionais…nem sempre a fragilidade emocional está explícita.
    Desde que estou divorciada não encontrei homens dispostos a assumirem uma postura firme no relacionamento. Tenho encontrado homens frágeis, mimados, mas quase nunca sensíveis, pelo contrário. Agem como “moças” desde a paquera! Preferem ser cortejados a correr o risco da rejeição, extremamente temperamentais e quando estão no relacionamento, muitos são dependentes e esmorecem ao primeiro contratempo.
    Assim, no momento, prefiro estar comigo mesma; cuidando de mim, do meu filho. Não quero mais ser “mãe substituda” de homens criados. Espero ainda conhecer uma pessoa pra quem eu possa ser um porto seguro, mas que também tenha ombro para me ajudar a suportar as minhas dificuldades, sem egoísmo. Desejo estar ao lado de alguém que não saia correndo quando a queda for minha.
    Parabéns pelo seu texto! Um abração!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Marina… que história! Palestras motivacionais, sei.

    Bom, está dado o recado.

    Como sempre, os comentários são melhores que o post.

  • Deborah

    É, dá pra sentir quando um cara tem a pegada. Dá pra ficar louca só com sorrisinho/piscadinha, e nao sentir vontade nenhuma com um cara agarrando sua bunda.

  • Hérica Rocha

    Gitti

    “No geral, eu ainda acho que as mulheres desejam muito mais sexo do que os homens. Às vezes eu leio uns relatos em que fica nítido que o cara tinha muito mais medo de ser rejeitado do que vontade de comer a garota. Falta tesão, simples assim.”

    Concordo demais com tudo oque você disse.
    Valei-me Deus!!
    Será que nós mulheres estamos exagerando na dose e os homens estão ficando assustados?
    Já ouvi muitos amigos reclamando que as mulheres estão ficando muito exigentes no sexo.Outros reclamam que as mulheres estão muito desinteressadas em sacanagens e que com isso o sexo fica péssimo e eles acabam desistindo da parceira.Outros tantos dizem que adoram essas mulheres que falam e fazem o que gostam na hora do sexo, que eles se sentem mais soltos e criativos.

    Qual é o real problema?Seríamos nós mulheres?Ou os homens?Ou o conjunto da obra?
    Alguém tem alguma sugestão?

  • Maria Clara

    Espetacular como sempre, Gustavo!
    Mais uma vez vc disse tudo q um homem precisa ter.
    Toda mulher mulher gosta de ouvir sacanagem sim,nos estimulamos muito com o q ouvimos… se for uma sacangem inteligente né! Delícia é bom de ouvir, já gostosa, ninguem merece.
    No mais…pegada firme é tudo de bom.

    Parabénssssssss

  • Alexandre

    DIO MIO!!! P.o.r.r.a que não conheci esse site antes. E também devia ter levado porrada do Maguila. Também pudera, antes eu era o legítimo representante da classe de homem sensível. Ok, ainda tenho alguns resquícios, mas foi justamente por finalmente a vida me mostrar por A + B que a amada queria um HOMEM, não um homem sensível, que passei a entender melhor (nunca completamente, pois o aprendizado não deve parar). Tenho aprendido muito sobre mim mesmo e, o que é melhor, a como mudar aquilo que me fazia mal e eu nem percebia. O bom é que tenho pensado como os viciados: primeiro admitir que tenho um problema. Agora, cuidar com as recaídas, e ficar bem de saúde na alma. P.S.: Li todo o blog, e agradeço, aprendi muito (espero que as futura(s) companheira(s) também fiquem muito agradecidas rsrsrs).

  • Babizinha

    Gitti, que texto!
    Bom vou relatar aqui o que está acontecendo comigo.
    Saio com meu prof° de dança e nisso ele é impecável. Conduz toda dama com maestria. Logo com duas semanas de conversas, ficamos. Daí em diante nossos papos apimentaram, entreguei-me de corpo, alma e palavras, pois até então não ficamos mais. E quando tento terminar(algo que não começamos) ele se demonstra totalmente carente, papel de coitado. Percebi também que o papo não flui e sempre sou eu quem acaba forçando. Ele é tão incerto que deixa-me insegura. Já disse isso a ele e promete mudar – duas chances seguidas em vão. A verdade é que não estou acostumada a cortejar tanto um homem em dois meses e não ter nada em troca, certo afeto, diria. Toda mulher deseja o oposto. Mas é ele quem está sendo passivo. Não posso insistir em alguém que não me entende e imaginar que meu esforço foi um fracasso, pois é essa a sensação que por diversas vezes sinto.

  • Ronaldo!!!

    durante muito tempo fui sempre muito “bonzinho” com as mulheres.. e nunca faltou companhia, mas depois que comecei a ler estes posts vi que tava bobeando…

    de uns tempos pra cá comecei a ser “sem carinho” e elas tão gostando mais mesmo!!!! antes tava sempre respeitando demais…. agora, com o aprendizado na prática, é PAU NO GATTO…

  • Caíssa

    Leio os seus posts e estão linkados no meu favoritos, rs. Resolvi comentar, só para te mostrar uma tirinha de outro site que está nos meus favoritos…Lembrei de algumas coisas que vc escreve aqui…

    http://xkcd.com/642/

  • Juliana

    Acho que o segredo (nem tão secreto assim vai…), é entender que carinho també tem a ver com pegada forte, falar palavrão, frases duras…
    Respeitar nesse caso, é “desrrespeitar” a parceira. O povo está muito perdido nesse ponto. Não sabe qual o sentindo de respeitar, que pra mim é agir de uma maneira que agrade/faça bem/dê prazer ao outro.
    A sensibilidade está mal posicionada, e na maioria das vezes sem sentido. Pelo menos pra mim.

    Eu namorei com um cara que com um pouco mais de três horas de conversa boa e agradável no primeiro encontro, me mostrou o que era pegada de verdade. E a pegada mais eficiente foi justamente aquela que não precisou das mãos, e sim do olhar. Foi simplesmente arrebatador.
    Me entreguei de uma maneira tão intensa que quando estávamos na cama, parecia um corpo só, de tão bom que era o encaixe, em todos os sentidos.

    Também não consigo mais me ver em uma primeira aproximação com alguém só com beijos. Falo daquelas em que a troca de energia é boa e flui bacana. Sei lá, mas parece que falta alguma coisa. É como colocar uma torta muita desejada na boca, e não engolir, não saborear inteira…

    Ótimo texto Gustavo!

  • mel

    Gitti! Perfeito o texto. Mas assim… a melhor frase de uma resposta tua aqui:

    “Tem muito mercado pra quem tiver o mínimo de sacanagem na veia.”

    Basta isso. E tem muito mercado mesmo, haja vista o grande número de homens frouxos, inseguros… moles mesmo. Bastou 5 meses de solterice para eu constatar essa triste realidade. rsrsrs

    beijos!

  • Miriam Ramos

    ”O peso de nossa mão não é resultado só de força, mas do vigor generoso, do desejo direcionado sem pés atrás (”Será que ela quer também?”), da energia que guardamos pra explodir, de nossa capacidade de invadir sem perguntar, de entrar sem ser chamado, de pesar sobre ela. Não metemos com um pau, metemos com todo o peso do corpo, avançando, cortando, batendo, abrindo, liberando uma mulher.”

    adorei esse trecho..e tudo é claro..rs

    A foto tb é show!

  • Thiago

    Tenho percebido durante a minha vida efetiva com esse serzinho que se denomina mulher, que quando eu as trato como mulher e não como objetos(ogro-cafa) ou como anjos(sensível) tenho uma resposta bem positiva delas.

  • Álvaro

    O que me dá comichão em todos esses escanteios juvenis de “comelação” é o fato de que há muito tempo o caráter de uma pessoa deixou de falar mais alto do que os atributos genéticos e/ou psicológicos de sedução física. Pois é: este é o mundo do “viva o efêmero” e “p. no c. do conteúdo”.

    O que eu mais gosto de ter pegada é na hora de dar um gostoso fora nas mulheres que não buscam saber o que existe em mim ALÉM disso.

    Enfim…
    Meu pitaco em mais uma reunião de espíritos desprovidos.

  • eliane

    Adoooooooooooorei o comentario da Marina da Gloria,é exatamente o que eu penso tbém…ela disse tudo bjs a todos

  • Saulo

    Não sei vcs…

    …mas quando tenho uma mulher em meus braços é com se estivesse degustando um vinho (sem frescura): minha língua faz a parte do paladar (de cabo a rabo), meu olfato busca sempre seu pesciço lindo (geralmente arrepiando seus pelos), o olhar simplesmente lhe devora (como que fosse a melhor e maior tradução dos meus pensamentos pecaminosos), além do ‘tato’ que realmente faz a diferença (e ela faz questão de dizer) amam as palavras sacanas ao ouvido. Pela minha experiência própria jamais vou abrir mão de lhe dizer impropriedades (nas horas e jeitos certos) como num simples torpedo…

    Tenho dito!

  • Djalma I da Silva

    Bom,

    Em um mundo onde o Romantismo foi colocado de lado o fato de se ter boa pegada ou não é totalmente irrelevante, afinal a nossa felicidade é um sentimento, assim como o Amor também o é. A felicidade humana não é algo mecânico que possa ser realizada pelo mero atendimento do apelo sexual. Nesse caso, um mundo que chama de “fazer amor” somente ao ato sexual, tem sérios distúrbios mentais. Vejo isso pela escalada sem limites e precedentes na história nos abusos e uso das pessoas como meros objetos de prazeres egoístas e sem amor de fato.

    Se um homem consegue realizar todas as vezes a satisfação sexual de sua mulher ele é bom, se não ele não é. Isso é ridículo! Nem um homem assim ama, nem uma mulher assim o ama!

    Sempre fui e sou muito quente na cama com minha mulher, mas não acho justa essa exigência pela performance sexual taxada todos os dias nas mídias.

    Essa idiotice que se um homem quando é machão é rude e descortez e quando ele é sensível é viado tem que acabar. Isso só cabe na cabeça de gente tonta e sem orientação. Por isso que muitos homens ignorantes dos fatos ficam sem rumo nos dias atuais. Conselho: ESTUDEM!

    O sexo está banalizado e o amor verdadeiro esquecido! Assim nem o sexo consegue fazer alguém feliz! POIS, SEM AMOR O SER HUMANO SE TORNA LIXO!

    Obrigado!

    Cordialmente,

    um poeta efetivamente romântico!

  • Marcelo

    Não existe segredo nenhum, um mesma mulher pode gostar de homem que chega mais junto, quanto de um que vai mais devagar. É uma questão de situação, se esses dois tipos conseguirem fazer com que essa mulher seja especial, tudo da certo. Pegada é legal mais não é o essencial.

    Ja tive experiencias que fui muito rapido e assustei a garota e outras vez simplemente deixei acontecer. Não é a mesma coisa.

    Acho que uma boa pegada deperta saudade em qualquer mulher!!!

  • tiago

    Não sei não, mas acho que as mulheres elas não sabem mesmo o que querem, por isso que muitos de nós homens ficamos perdidos mesmo!!Não tem uma coisa que agrade elas, umas gostam de muita pegação, outras gostam uma pegação só de olhar e piscadas e uma bela conversa, na verdade essas mulheres estão toda perdida mesmo e a tendência é piorar o relacionamento.Passa ano e anos os relacionamento estão desmoronando!!!eu já no meu caso gosto de mulheres que queira um relacionamento sério, nada de ficar, mil vezes ter uma fixa e ter toda pegação só com ela, muito amor e redescobrindo juntos muitas coisas gostosas no prazer, do que ficar ali pegando uma, pegando outra, sendo o bambam, o cara!E a mulher também! Nunca gostei disso,por isso mesmo fiquei mais de 7 anos sem mulheres e hoje estou conhecendo uma que realmente gosta de mim de verdade, que até ela fica em cima de mim do tanto que ela gosta de mim e eu também dela e nós fomos nos conhecendo, ela quer o mesmo um relacionamento serio,e beleza! Tudo é com Tempo e sem desespero!!!!

  • Liana

    Tah, falamos e cobramos tudo issa beleza dos nossos homens… A pergunta que fica eh – e nos meninas, qual nossa posiçao perante toda essa padronização exposta aqui… a de meninas passivas que esperam ser realizadas. Qual nossa parcela de responsabilidade em uma pessima noitada com um cara.

  • GOSTEI DO BLOG.
    VC TÁ DE PARABÉNS GUSTAVO PUDE PERCEBER QUE SEU INTERESSE É DÁ DICAS COM RESPONSABILIDADE. EM MOMENTO NENHUM VC BANALIZOU O RELACINAMENTO A DOIS MAS SIM APONTOU AOS HOMENS MANEIRAS DE TORNÁ-LOS ESTÁVEIS…CONQUISTANDO E SEGURANDO A GAROTA, MOSTRANDO FIRMEZA DE PROPÓSITO E CONDUZINDO A JOGADA SEM JOGAR SOZINHO.
    BELEZA…VALEU!

  • John

    Bem, uma palavra sobre ter mão pesada…. sobre ser mais homem do que elas esperam….
    Posso contar um caso vivido, sem nomes, e nem mesmo a cidade….
    Uma vez saí com uma mulher que era muito alta (como eu sou) e muito bonita…. O relacionamento foi intenso (MUUUUITTO INTENSO) !!!
    Ao final, já do lado de fora, ela, meio boquiaberta, fez questão de dizer que trabalhava com shows (coisa que eu já sabia por alto) mas ela repetiu diversas vezes, o que fez com que eu perguntasse: “Tá, já entendi, mas porque você está dizendo isso de novo ?”
    E ELA RESPONDEU: “VOCÊ NÃO ENTENDEU, EU TRABALHO COM SHOWS DE DOMINAÇÃO, NUNCA TOMEI UM TAPA NA CARA, E TOMEI DE VOCÊ, HOJE !!!!!”
    Descobri que também tenho a mão pesada, tenho pegada…. algo que até já ouvia antes, mas não acreditava tanto !!!

    Abraços………..

  • Fust

    Esses dias vi a mulher mais linda de todas até hoje na balada, uma deusa mesmo. Nisso, vou sem pensar na direção dela, olhando já nos olhos, pergunto somente a idade dela (nem sei por que perguntei, talvez pra distrair ela com alguma coisa antes do baque, rsrsrs). Ela era, pela resposta, 4 anos mais velha que eu. Apenas emendei: casava fácil com você, hein… E aquela deusa se desarmou completamente pra mim e ficou como uma garotinha de 15, 16 anos recém apaixonada. A sorte, talvez, é que era uma mulher experiente, bem resolvida, ainda não balzaquiana, que talvez estivesse esperando esse tipo de cafajeste romântico mesmo…
    A noite foi absolutamente louca…
    A mulher desbanca qualquer atriz de novela e cinema de hoje em dia, JURO!!
    Não preciso dizer q a semana inteira ela ficou me ligando tb né..

  • Mari

    P/ Rafael e Gustavo:

    Achei engraçado sobre o forró… porque meu atual namorado me conquistou tb dançando forró comigo, haha… e que pegada ele tem!!!

  • Concordo como que você disse, o sorriso realmente aparece kkkkkkkkk.
    Mas acho que essa firmeza vem muito do saber o que se quer de verdade, homens com muitas dúvidas: será que ela me quer também? Será que posso fazer isso? Será? São serás demais. Não pede pra fazer, apenas faça, muito do melhor de um encontro a dois se perde nisso, no recuo,na indecisão e na fala de confiança em si.

  • Franci

    Realmente falta pegada nos homens hoje.
    Uma vez namorei um menino assim baixinho, meio magrinho, com cara de nerd… desses que quase não saem… E meus amigos ficavam perguntando: “o que vc viu nesse cara.. ele não faz o seu tipo!”
    E justamente o que me conquistou foi essa determinação, a tal pegada.

    Por exemplo, quando ele se apresente e vem ter dar aqueles tradicionais beijinhos no rosto. A maioria fica de longe, só encosta a bochecha. mas quando ele vem mais perto te dá aquele beijinho segurando na cintura… A gente logo sabe que o cara sabe o que faz!

    Apesar dos tempos modernos, da independencia da mulher, nós ainda gostamos de ser cortejadas, de homem que sabe o que faz e o que quer e controla a sutuação!

    Nossa, muito bom o seu texto!
    Primeira vez que entro aqui e já virei fã!

  • Diogo

    Eu não ia me meter não, mas depois de tanto papo furado e distorcido aqui nesse site, eu resolvi falar…

    Pelos comentários das mulheres, a gente chega à conclusão porque está tudo do jeito que está. Elas querem que os caras sejam mágicos, perfeitos, quando na verdade isso é impossível, porque elas são cheias de defeitos também, mas são arrogantes e não conseguem perceber isto, só exigir o próprio lado; talvez essa exigência egoísta explique o número crescente de viados e sapatões que estão surgindo. Todas as pessoas tem falhas na personalidade, e essa história do “amante perfeito” que vocês estão esperando é a maior mentira, até parece papo de patricinha e playboyzinho esse texto e respectivos comentários.

    Quem tem uma vida complicada para administrar (entenda-se 95% da população brasileira) não tem tempo nem condições psicológicas para tais “proezas comportamentais” descritas acima.

    Vamos parar de hipocrisia, por a realidade é totalmente diferente disso, e vocês todos sabem disso.

  • Raul

    Meu Deus oq excesso de T.V. não faz…

  • Raul

    Vão ver malhação!

  • Enio Vieira

    Antes de mais nada, parabéns Gustavo! O texto é foda! Você é ídolo meu camarada.
    Depois de tantos comentários, que refletem exatamente o que eu sinto e penso, não sinto necessidade de dizer nada além de: Puta que pariu! Ainda existe esperança para a humanidade! rsrsrs.
    E muito obrigado as mulheres pelo respaldo.

  • Leandro

    Muito legal….

  • Feernando

    Boa tarde

    Embora muitas não concordem mas mulher gosta mesmo é de dinheiro

    Não adianta pegada nem nada se elas querem mesmo é se mostrar com alguem com um carro legal e umas roupas gringas. certo?

    Faça o teste, vai numa balada de primeira com toda essa de homem selvagem blablabla com uma aparência normal, kkkkkk vai sair chupando dedo

    Agora vai na mesma balada, camarote, uma garrafa na mesa e questão de tempo as minas aparecem

    Não é por nada mas já peguei muita mina assim, nada que um carro do ano não resolva mas ainda acho que existam aquelas que não olhem tanto para seu bolso e sim para si.

    Essas que olham para você talves não se importem se vc vai ser um ogro ou um emo mas simplesmente vai gostar de vc.

    Abraços!!!!

  • Marco Antonio Bertoletti Becho

    Lamento, mas discordo, de muito do que foi dito.
    Relacionamento, seja de que tipo for, não há como ter fórmulas, do tipo, olha… faz assim… faz assado… Cada um é cada um… Acho que o mais elegante é ser sempre, ou, na maior parte das vezes, SINCERO… sem dúvida, EDUCADO, e… SABER DIZER NÃO, e também, saber, principalmente, que NÃO EXISTE A PERFEIÇÃO, NÃO EXISTE “O PRÍNCIPE ENCANTADO”, e nem “PRINCESA DOS SONHOS”, e que quaisquer relacionamentos são construídos diariamente, ou seja, um dia bem vivido, não assegura, de antemão, um amanhã promissor, embora a humanidade inteira esteja correndo atrás dessa garantia, do dia seguinte promissor. E saber também que falar, escrever, digitar isso, é uma coisa, praticá-la, são outros quinhentos.
    Creio que um bom começo é por aí.
    Marco Antonio

  • Thiago

    Nossa, que reportagem babaca. Quanta asneira.

  • Kátia

    Gustavo,
    De tudo o que foi dito o mais fantástico pra mim o, por assim dizer, conselho mais fundamental que você postou foi o seguinte:

    “…e começar a brincar com a própria vida. A galera tá muito morna, opaca, entorpecida.”

    Lógico que podemos nos aperfeiçoar sempre, não sei se podemos modificar o que somos. Há homens delicados que por mais que treinem nunca viraram machões. E, mesmo assim, eles encontraram mulheres à sua medida.

    Porém, “começar a brincar com a própria vida” se arriscar, tentar, correr riscos, sair do entorpecimento ahhh sim, isso é fundamental. E isso vale para homens e mulheres.

    Palavras fantásticas, parabéns.

  • Jean

    Eu sou dos costumes antigos e sem frescura. Namoro oficial e requinte deixo para a vida social. A dois eh o que deve ser e jogo aberto.

    Muita psicologia, feminismo e igualitarismo eh que esta gerando essas neuras.

    p.s. Sou solteiro.

  • elisangela marlene

    homens com pegadas deixam nos sem forca porque eles tem um lado selvagem que as mulheres adoram eu amo homens com pegadas valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

  • Jazz @brabul

    Ok, vou contar.

    Há poucos dias, deparei-me com um conterrâneo lindo no twitter, e confesso que eu comecei a segui-lo apenas porque suas fotos no twitpic era extremamente agradáveis de se ver.

    Com o tempo, descobri que ele era mais um daqueles que achavam que twitter era uma competição para ver quem conseguia mais followers.

    Chata(e preconceituosa) que sou, coloquei logo uma faixa de “sou burrinho, estou perdido por aqui”. E ele veio conversar comigo no msn.

    Expliquei-lhe a ferramenta twitter – ao meu ver. Ele foi humilde o bastante para entender e usar o twitter de uma forma – digamos assim, mais aceitável.

    “Não vou mudar para te agradar, mas posso ser agradável para você me aceitar” – ele falou.

    Conversa vai conversa vem, ele me lançou o seguinte desafio. Fazer-me enxergá-lo como ele realmente era, e não como o twitter, me fez pensar anteriormente.

    Ele foi gentil o tempo todo. E mostrou-me, delicadamente e com firmeza, que a errada na história era eu. E, como ele sempre diz, “ser humilde é ser incrível” e gente arrogante como eu, tem mais dificuldade de aprender coisas novas do que gente humilde.

    Teve pegada e autossuficiência porque sabia que agindo daquela forma, ambos ganharíamos.

    Ele se impôs da maneira dele. Demarcou seu território. E fincou-se lá. Agora sou eu que espero que ele não saia nunca…

    (L)

    Pegada e força.Força de vontade. Pegada na esperteza.
    E uma mão enorme e firme que pelamordideus…

  • Tina

    Muito bom ler o comentário de alguns homens, realmente eles ainda
    não aprenderam o que é uma Pegada de verdade! A mulher conheçe só
    no olhar se o cara tem pegada; depois tem o beijo, e ainda a
    dança, tem que saber juntar uma mulher nos braços.
    Se o cara não for bom pelo menos nestes treis quesitos, pula fora
    que é fraco demais para dar conta do recado.

  • anjo

    massa

  • Mara

    A pegada de um homem é tudo, é a lembrança gostosa que fica depois de fazer amor: os gestos , o enrroscar de um no outro
    A falta de pressa para chegar aos ápice, não há mulher que esqueça quando teve a oportunidade de possuir um homem assim, eu nunca esqueci.
    Precisamos de mais homens com este conhecimento do “gosto feminino”, com esta consciência que somos sensíveis, românticas , e que é este é o tipo de “macho” ideal.

  • Rogerio

    Realmente, as mulheresw querem que o homem tenha uma “boa pegada” esta pode ser simplesmente na conversa ao vivo, sonoro e a cores e também ao telefone e ainda no msn. Aprendi na juventude que “papo” é conversa certa na hora certa. Um pouco de carisma e elegância ajuda para que se possa despertar na mulher que desejamos algo de amor e romantismo. Devemos nos preocupar com qualidade e não quantidade e carregarmos nossa companheira no colo, ou mesmo oferecer um buquê de rosas anteriormente, acompanhado de uma bela poesia costuma derrubar o que muitas vezes horas de conversa não conseguiriam. Mensagens de otimismo e românticas ajudam muito e pergunto qual mulher que não gosta disso. Lembrem-se de que umamulher resiste a “cantada” de 100 homens diferentes, mas não a várias de um mesmo homem – pega firme!!!
    O olhar é uma arma fatal, pois se houver reciprocidade é o atalho para que possamos realmente fazer a mulher sentir o peso da nossa “pegada”. Realmente, antes preocupavamos com quantas ejaculações seríamos capazes de ter, mas procure se perguntar quantas vezes podes proporcionar a ela orgasmos antes da sua ejaculação. Mostre a ela quão sensível é a sua lingua num cunnilingus e deixe ela a vontade para te proporcionar um fellatio (nunca a obrigue a isso).
    Lembrem-se de que com o passar dos anos, o que importa numa relação é a qualidade e não a quantidade, isto realmente conquista uma mulher na cama e seja sempre o mais safado que puder pois entre quatro paredes vale tudo e sem isso numa relação sexual de que vale?
    Recomendo algumas leituras para ajudar os homens e as mulheres a se entenderem melhores: “A garota que só pensava naquilo.”, “As mulheres confessam.”, “Na cama com Bruna Surfistinha.”, etc.

  • Luciana

    Gitti! Adorei essa frase..e todo o texto também!!!

    “O peso de nossa mão não é resultado só de força, mas do vigor generoso, do desejo direcionado sem pés atrás (”Será que ela quer também?”), da energia que guardamos pra explodir, de nossa capacidade de invadir sem perguntar, de entrar sem ser chamado, de pesar sobre ela.”

    Ano passado conheci um rapaz, mantivemos contato durante alguns meses, mas nunca tive nenhum interesse além da amizade.Nos dávamos bem e conversávamos muito, ele sempre era uma pessoa agradável.Num desses finais de semana chuvosos(que nós cariocas não curtimos muito),ele convidou-me para assistir um filme, tomar um vinho e bater papo no apto dele, acabei aceitando, por mais que eu soubesse que ele esperava algo mais…E EU NÃO.
    Tudo fluiu normalmente, conversas, vinho, muitas histórias, risos…até que veio a primeira aproximação dele para um beijo, eu recuei de imediato, mas estávamos muito próximos e ele nao permitiu q eu me afastasse, segurou no meu cabelo por traz da minha nuca e entrelaçou um dos braços nas minhas costas, voltando a investir em outro beijo..aí…foi impossível resistir e recuar. Ele tinha “pegada” fazia isso de forma com que a cada toque eu desejasse que fosse adiante, mais e mais. Correspondi a cada estímulo, pois não bastava ter “pegada” eu também tinha que saber como reagir a cada “pegada”.rsrsrsrsrs
    “Não é por acaso que ela entra no quarto com medo de nós e sai desconcertada, com um sorriso que ela nunca viu no espelho ou em fotos.”
    Vivi isso de maneira intensa, e não foi àtoa que durante um ano continuamos nos encontrando…apesar de cada uma levar a sua vida sem compromisso.

    Essa é a minha história..devo confessar que jamais vivi algo tão inteso e parecido.

    Beijos!!!!!!

  • Hélio Reis

    O lance da pegada não se define apenas pelo Homem em sí, a verdadeira pegada é quando ambas as partes deixam valer as habilidades, a socada é massa, as posições, os gritinhos, enfim, todos os detalhes gostosos.

  • Raphael

    “Amor consciente provoca o mesmo em resposta.
    Amor semtimental provoca o contrário.
    Amor físico depende do tipo e da polaridade.”

  • bia

    Caramba!!!
    Acabei de viver isso…Tô há uma semana, exata, caída por um de pegada, preciso! Tive medo, no início e depois…saí, direitinho, com a cara de quem comeu e gostou!
    Excelente seu texto!!!
    Parabéns!!!

  • Márcio

    Ótimo texto, Gustavo.

    Quando era mais jovem, tínhamos um grupo de amigos e, entre eles, havia um justamente com o perfil de pegada descrito por você. Era muito jovem, uns 20 anos, muito magro e com cara de garoto. Mas, misteriosamente, era extremamente atrativo para todas as mulheres, de qualquer idade. Era muito interessante observá-lo, porque tudo era natural. Mas ensinou muito, de fato, sem qualquer palavra.

    A presença, a demonstração de segurança, a traquilidade firme, a voz bem posta e os movimentos precisos, mas sem frieza (como um cobertor quente que abraça, sendo macio), são fundamentais.

    Parabéns.

  • Max

    Bem, podemos dizer que tudo depende do quanto você é sensível e bom aluno diante dessa escola chamada vida, percepção como teve o amigo da JAZZ.
    Percebo que a “pegada” trata-se de sentimento, entrega, tanto quanto pode ser instintiva.

    A aceitação do parceiro contribui muito pois o prazer se torna um só e o maior prazer é ver o parceira (o) se deliciando com sua “pegada” e com sabedoria saber esperar sua vez e ver sua parceira (o) feliz ao ver você ter prazer….uma troca rara…

    Como lido nos textos acima, podem sem “delicadas”, mais “fortes” mas sempre apropriadas, use sempre “corpo, alma”…com, empatia, inteligência!!!!!!

    Boas pegadas….!!!!!!!

    Max…

  • Danila

    Olá,

    Gostei do post.E concordo que o homem tem que ter pegada, mas também tem que saber como tratar a mulher.Não basta vir chegando, falando “sacanagem” e ir já pensando em levar para cama.Não é bem assim que funciona…Tem que rolar o clima, saber conquistar usando os cincos sentidos, principalmente o olhar, e nos tratar como algo muito especial.A mulher gosta de se sentir especial e segura.

    Um tempo atrás, conheci um cara no forró universitário.Trocamos telefone e email.Ele tinha me dito que sabia dançar,fazia aula e sempre saia com a galera para colocar em prática o que aprendeu.

    Adorei.

    Confesso, que meu unico desejo era sair para dançar e encontrei a pessoa certa.Ele me confessou mais tarde que também não queria nada comigo, só me levar para dançar.

    No dia seguinte, ele me convidou.Fui.Ele, baixinho, gordinho, carioca.Eu logo senti uma atração rolando.Dançamos forró,em plena segunda-feira, no Buena Vista, à noite inteira.Ele me levou para casa(eu nunca tinha saido com um cara tão rápido assim e ficado sozinha com ele,dentro de um carro).Ele muito atencioso e compreensivo.Um amor.

    Depois de três dias, me convidou para jantar.E mais tarde, para ir em um baile.Detalhe: ainda não tinhamos nos beijado.Ele só me conquistou com a atenção, com a sinceridade, com a gentileza.Eu sentia algo no ar.

    Quando veio o primeiro beijo.Puts, o cara tinha pegada.Que beijo!Que amassos.Eu sempre fui o tipo de moça que procurava mais a essencia do individuo do que a beleza exterior.Cara sem noção, perde o tesão…rs

    Ficamos uma semana e começamos a namorar na outra.Pena que o namoro só durou 3 semanas.Ele pediu para terminar.

    Ele ficou inseguro.Foi maltratado em outros relacionamentos e não conseguia se soltar.

    Bom, quando eu encontro a pessoa certa, ela escorre pelas minhas mãos,por medo.

    Somos amigos, agora.Mas ainda rola aquela atração…da minha parte,é claro.

    Mas, já estou me matriculando ao curso de dança.Quem sabe..rs

  • verônica

    quanta bobagem… os homens devem ser sinceros,acima de tudo.

  • Luiz

    Realmente o post é muito bom e a maioria dos comentários também.
    Um relacionamento é um encontro de múltiplas possibilidades entre duas pessoas, tem hora que o homem fica sem pegada mas isso pode ser uma insegurança refletida por algo que não vai bem. Se o relaciontamento for honesto e verdadeiro o outro vai ajudá-lo a se levantar e o que é faltade pegada se tornar um problema superado.

  • Luzineth

    Concordo contigo Maria da Gloria. Fui casada 9 anos, e tenho uma filha de 12 anos, depois da separação tive alguns namoros, e por consequente frustados. Por acharem que eu teria que cuidar deles, estou so a algum tempo, ate encontrar o cara que queira dividir emoções e não suprir as minhas. Gustavo parabéns, é a primeira vez que visito, mas amei. SUCESSO.

  • Cynthia

    Muito boa a matéria.
    Sou mulher e já vivi experiências onde o homem demonstrou no primeiro abraço q não sabia o q estava fazendo, em seguida seu beijo foi horrivel. Não tive nem tempo de ficar excitada, inventei uma desculpa e fui logo embora.
    Saber “pegar” faz toda a diferença. Mas pegar com carinho e sensualidade.

  • Ludy

    Oi Gustavo,
    Que delícia ler seu texto. E os comentários não ficam atrás!!!!
    Seu artigo simplesmente tornou-se de utilidade pública amigo!
    Por favor, permita-me publicá-lo no meu site. Talvez, divulgando bastante estas informações preciosas e surpreendentemente verdadeiras, consigamos em breve derrubar os estereótipos e até mesmo, espero, eliminar este enorme muro de preconceitos que tem destruído ou impedido tantos relacionamentos, esmagado tantas chances de felicidade e transformado estas nossas gerações em campeãs de solidão.
    Parabéns!
    Não páre!
    Bjs.

  • mary

    Nossa!vc foi otimo no texto
    parabens!
    obrigada por enfatiar essa nossa necessidade de homens com pegada,gentis
    mas firmes e por favor criativos e espirituosos.

  • manosias

    putzzz, achei legal o comentario (historia) da amiga Jazz @brabul, e concordo com quase todos. Homem tem q ter conteudo e a partir daí surge o encanto, relacionamento etc…………… e sei disso porque sou homem e ja tive algumas experiências.

  • Angela!

    Cara! Até que enfim alguém resolveu explicar isso.
    Teu texto devia ser declarado de utilidade publica.
    O mundo PRECISA de mais homens com pegada!
    Clap ,clap ,clap!!
    Deu para perceber que teu cérebro tem “pegada” também!
    Parabéns!

  • Cláudio José da Silva

    Boa noite

    Achei legal vários comentários. Confesso que aprendi um pouco com uns e noutro momento revi conceitos. Tenho uma pegada boa sim, gosto deste esporte (rs).

    Preciso tb concordar com aqueles que disseram que há mulheres que não sabem o que querem, logo não é somente uma questão de pagada, é uma questão de momento e outra no fim tudo depende de uma série de fatores.

    Devo também concordar com a Maria da Glória qdo ela diz q há homens dengosos, incertos que esperam uma mãe/namorada.

    Seja como for, o lance é ser autentico e não causar expectativas que não serão alcançadas, há tampa para todas as panelas.

    abçs

  • Jota Efe

    Numa discoteca, um aviao de uma gata, oito homens dançando com ela…falei pra uma amiga: quem é aquela? Uma gata maravilhosa, filha de frances com uma carioca, e eu conheço ela, quer que lhe apresente?!!Lògico respondi… parou a musica ela veio..me apresentou, quando fomos aos beijinhos na face, falei assim ao seu ouvido: quero transar com voce!! Se voce esperar eu dançar, eu saio com voce..disse tudo bem.. esperei depois de uma meia hora ela chegou e disse: cade seu carro, vamos?..

  • Elainita

    Achei o texto um máximo e o titulo apropriado para o conteudo.
    O que eu acho as vezes é que os homens tem medo ou não estão preparados para a mulher do século 21.
    Do mesmo jeito que o homem gosta ( eprocura) a mulher com “pegada” (sim, porque pegada não é só mérito masculino, não?!) a mulher também procura isso no homem.
    Vou relatar um caso que aconteceu comigo total falta de pegada do cara.
    Uma vez estava eu e um carinha que estava saindo há algum tempo. Enfim depois de certo tempo achei que era o momento de nós termos nossa primeira relação sexual.
    Antes era tudo muito gostoso: beijo, carinho, caricias, toque mas na hora do vamos ver depois das preliminares o cara vira pra mim e fala: qual a posição que você quer?
    Eu broxei na hora. Vesti a roupa e disse: por favor me leva embora.
    Essas coisas você nem pergunta faz e sente. Observa, presta atenção.
    Me senti como se eu fosse um manual de instruções dizendo: faz assim, faz assado, agora assim e por ai vai.
    Um homem que tem pegada jamais me faria uma pergunta dessas, iria me pegar de jeito e me levaria as nuvens…
    Fica a minha frase: nem tudo é o que parece ser…

  • Eler,Mauricio

    Viajei no texto. Bom D+! Admiro o Rafael “O gosto
    musical da minha namorada….”D+ tbm. Em geral a
    mulherada gosta de tudo isso e um pouco de mistério
    tbm. Elas adoram uma “?” na cabeça…
    1 Abraço!

  • Sheila

    Todos os homens deveriam ter pegada, mas infelizmente são poucos q tem.
    Homem com pegada é aquele cara com atitude, decidio e q te deixa maluca!!

  • Renato

    A pegada é essencial, principalmente quando temperada com uma chupada, dedada, relada, esfregada, cheirada, e ooooutras adas ….mais..
    Agora essas “adas” todas não garantem as relações, chega uma hora que isso vira canibalísmo “só carne” então entra em ação o amor, o respeito, companheirismo, coisas que já estão fora de moda neste mundinho de auto-destruição onde temos data de validade. Se me entendem, estou falando daquele homem que tem muita ….muita pegada mas um dia descobre que o Superman é apenas um personagem de série americana aí se não tiver amor já era. Minha mensagem é

    Viva a PEGADA com AMOR .

    Abração pra todos.

  • Luciane

    “Mais tem um detalhe que não concordei: seu exemplo de frase maliciosa. Nem toda garota esta disposta a ouvir frases com conteúdo tão pesado.Queria saber qual a sua resposta a essa minha opinião.”

    Acho engraçado. Por carência muitas mulheres se prestam a coisas piores do q palavras baixas ao pé do ouvido.
    Ai o cara vem fala besteiras picantes e elas se sentem ofendidas?

    Vamos parar com a mesquinharia. Mulher pudica hoje em dia não existe mais. Palavras baixas, pesadas, ditas no ouvido, seja num ambiente cheio de gente, seja em quatro paredes são tudo de bom. Como eu sempre digo: adoooro coisas sórdidas.

    Mulher q não gosta de sacanagem é pq ainda não encontrou um cara com pegada!
    É, esse cara ai. Q sabe o que fazer, como fazer, a hora de fazer. Que é delicado na forma de tratar uma mulher em público, mas é bruto entre quatro paredes. Não brutalidade de violência, mas brutalidade na pegada. Sabe aquela coisa: me pega, me joga na parede, me chama de lagartixa”? Então, aquele cara que você olha e não dá nada, mas que te faz ficar com o sorrisinho de contentação nos lábios por dias.

    Nós, mulheres, precisamos disso.

  • chiquim

    A MATÉRIA É MUITO LEGAL MAIS TODAS AS MULHERES PROCURAM UM HOMEM COM PEGADAS FORTES.MAIS TAMBEM OS HOMENS PROCURAM MULHERES SENSIVEIS AS PEGADAS, AS VEZES A JENTE SI DEPARA COM MULHERES QUE SÃO VERDADEIRAS BONECAS INFLAVEIS NÃO SENTEM NADA, NÃO REAGEM E NÃO TRANSMITEM SENTIMENTOS DE AMOR, ! AI FICA BEM DIFICIL
    NÃO TEM HOMEM DE PEGADAS QUE CONSIGA POR FOGO NA GELADEIRAAAAAAA
    bEIJUSSSS A TODOSSSSS

  • Ranieri

    Acho que no ato da conquista inclui-se vários elementos indispensáveis para um ótimo aproveitamento do momento. Existem mulheres de diversificados comportamentos. Talves no dia tal, ela esteja tão mal humorada que dificulta maior aproximação. Em contrapartida, existem aquelas alto-astral, as sensíveis, carinhosas… Depende do modo como direcionamos nossa “pegada”, aqui destacada não como sendo uma força meramente física, mas também como uma capacidade de concatenação de idéias e emoções positivas para que ela, a mulher, se sinta bem, confortadamente.
    Destaco algumas de minhas experiências, para poder tirar tais conclusões: Em uma determinada noite, em uma festa, interessei- me por uma menina, muito gatinha, por sinal e , logo me veio o questionamento de como faria para conquistá-la, já que era a 1ª vez que an via e era a 1ª dela também. Com a convicção em mente, me aproximei, me apresentando e, de cara, revelei meu interesse em conhecê-la. Muito educada, aquela moreninha linda de cabelos encaracolados, me disse que, a princípio, poderíamos conversar. Aceitei numa boa. Percebendo suas motivações, como seu modo de ser, de se comportar,após copiosas elucubrações, percebemos nossa conversa fluindo, como se nos conhecéssemos de muito. Num papo legal, descontraído, aproxime-me, delicadamente, com olhar firme, a penetrar os dela, que eram castanhos, cor de mel, toque suavemente em seu rosto e tasquei-lhe um beijo em sua boca aveludada…
    Foi tão bom que fiquei só com ela a noite toda. É… e pelo jeito, foi bom para ela também! Adorei o texto!!! Parabéns!!!

  • gorete

    Olha, fiz questão de ler os comentários após ler o texto, que diga-se passagem, é muito verdadeiro. Penso que posso falar com um pouco mais propriedade por ter 45 anos de idade e ser viúva de um casamento hiper bacana.
    Adoro minha história, e por ser de uma geração com hábitos um pouco diferentes dos atuais digo que homem tem que ter pegada sim.
    Meu falecido marido me conquistou assim, com firmeza, com tranquilidade e me levou por mares nunca dantes navegados.
    Hje sinto um respeito e um carinho enorme pela memória dele.
    Foi um homem que soube se impor, se colocar, sem jamais ser indelicado. Além de um excelente amante.
    Estou na estrada porque a vida prossegue, e espero com certeza ainda encontrar um novo parceiro. Mas alguém que possa me trazer a eloquência de uma relação bem estruturada, bem começada, e que me faça perceber que ainda existem Gentlemans, com traços de cavaleiros medievais…. Parabéns ao autor da matéria e a todos aqueles que pretendem acertar numa caminhada difícil, porém, não impossível que é ter um(a) parceiro(a)motivante.

  • Guilherme

    Meu brother

    Elogios por este texto vc ja recebeu varios.. merecidos por sinal.

    Mas use este espaço tb para atentar as mulheres sobre o que é ser “uma mulher com pegada”.

    Já se fala demais sobre a função do homem nas relações.

    Aproveite e mostre para elas como ser uma mulher de verdade.. afinal de contas a mulher tem q mostrar seu lado desbravador tb.

    Homem de verdade gosta de mulher assim.. vc sabe disso.

    Os tempos estão mudando cara.. as mulheres tem q acompanhar este processo e nós temos o direito de fazer nossas análises tb. Boa parte das pessoas q leêm isto é do sexo feminino.. pense nisso cara

    Não desperdiçe esta oportunidade amigo.. mostre a elas o caminho das pedras.. assim como eu faço todo dia com elas.

    Tenha isso como missão. Represente seu gênero!

    Abração!

  • deco

    o texto e otimo na realidadeas mulheres deixam pistase querem q nos homens as desbravemos e elas sempre gostam do jogo mas na realidadehomens sofrem para aprender a jogar sempre uma desilusao depoisai sim aprendemos a arte da pegada de pedir sem medo de perder e de ser confiantes a mulher nao quer um banana do seu lado e sim algo q a faca sentir segura bom uma fala firme e segura no pe do ouvido sempre da bons resultados enfim a guerra dos sexos e assim

  • crumb

    Gustavo o que você acha do papo dos caras no vídeo abaixo (por volta dos 8min)?

    http://www.youtube.com/watch?v=UJHbCpSifCc

  • EU

    HOJE DEPOIS DE 21 ANOS DE CASAMENTO, DESCOBRI QUE MEU MARIDO É BOM NA PEGADA KKKKKK!!!! ELE ESTA O DIA INTEIRO ME NAMORANDO, ME DA TAPAS NO BUMBUM, EU SEMPRE CHAMEI ISSO DE QUIMICA. MAS SOU FELIZ COM ESSE MARIDÃO DE PEGADA FORTE E AMO SER A PARTE FRAGIL DESTA HISTÓRIA!!!

  • Robson

    texto excelente. voce viu o que muitos nao veem, o jogo de seduçao !
    para ser sexy independe de força ou musculos…..To contigo rapaz….homens: nem principes nem ogros…meio termo p tudo….

    grande abraço e parabens pelo otimo texto

  • DVD

    Deu o que falar!
    Nâo viajem. Pés no chão e o Brasil será campeão.
    T+!

  • FATAH

    Gustavo!

    Fantástico! Tuas palavras soam harmoniosamente no meu coração e no meu corpo… Jamais vou esquecer dos homens que souberam pegar firme! Esses a gente jamais esquece….Ufaaaaa!!!!

  • D@VID

    Que asneira[2]…hahaHAHA.haha..HAHA!
    Pegada, por que vocês não fazem ginecologia logo? Só assim vai saber como dar prazer de verdade a uma mulher e não exibicionismo/superioridade masculino/a.

  • D@VID

    É, dá pra sentir quando um cara tem a pegada. Dá pra ficar louca só com sorrisinho/piscadinha, e nao sentir vontade nenhuma com um cara agarrando sua bunda.

    Muito boa, acabou com o post!

  • Babi

    A-D-O-R-E-I….
    Simplesmente sensacional este texto…. os homens deveriam ler mais sobre o assunto… porque hoje em dia o q mais tem é homem ocupando o lugar de “sexo frágil”… sim, todos temos nossas parcelas sentimentais… mas precisamos do racional, do prático, da simples PEGADA pra se relacionar…
    E um homem com a TAL PEGADA vale por dois… e nós, já não nos contentamos com os certinhos, bem sucedidos, é preciso fazer uma mulher se sentir desejada, bemmm pegada, em todos os sentidos.
    Acho q irei copiar uns trechos e pregar no meu orkut…tem muito homem q no fundo é bom de serviço, mas tá fora de prática e precisa acordar pra esse texto revelador ai….
    de fraqueza, já basta as nossas, a gente gosta mesmo de alguém q nao aparente simplesmente a força, mas q tenha o jeito másculo predominante na precisão de suas ações…
    msmo q ele nao se sinta forte assim… q ao menos demonstre que confia no próprio taco!!!
    uiiiii
    rsrs
    adorei msmo o texto…
    Parabénssss
    Babi

  • Inflável

    Basta fingir que ela é uma boneca inflável que você se torna um pegador autêntico, pois aí vc faz o que tiver afim di fazer.

  • Rosangela Macia

    Gustavo,
    seus textos, sem exceção, são deliciosos de ler do começo ao fim. esse, além de delicioso, deixou um sorriso de ‘wow!’ no rosto.
    vc é ótimo!

  • Gigi

    Por acaso encontrei este blog e gostei ele fala do que queremos saber e não temos a quem perguntar ou onde ler. Pergunto: É possivel um relacionamento sem beijos e caricias em nenhum momento? Porque o orgasmo é dificil de ocorrer para algumas mulheres? Porque os homens acham esquisito mulher que não goza? Se possível me respondam. Agradeço a atenção e aguardo as respostas.

  • luiz mp

    como podemos procurar uma “formula de pegadas” se nos brasileiros e brasileiras samos formados de de diversas racas !!!!
    Eu me senti ofendido quando uma irma de um amigo falou , que os homens louros nao tinha pegada e e instrumento menor que os dos negros.
    Pedi licenca ao meu amigo se eu podia provar a irma dele que ela estava errada.
    E consequi mostrar pra ela que nao podemos geralizar. na minha opiniao temos que acima de tudo ter muita conversa, bate papo,e um papo muito aberto sobre o que vc quer e gosta e deixar bem claro, logo no primeiro encontro.
    eu tb ja entrei pelo cano varias vezes quando fui direto no assunto e as garotas nao tava nada afim .
    papo eu tenho, pegada… tb..mais fica ainda dificil e saber a hora pra agir…
    pois mulher brasileira e uma mistura de raca…

  • Dana

    Gustavo!!
    Gess.. Você tem a formula para a felicidade feminina!!! *-*

    Muito bom e é a mais pura verdade!
    A precisão é a arma! De fato, se um cara sabe lidar com isso certamente conquistará uma mulher!!

    Adorei o blog!! Mais do que perfeito!!
    Virei fanzoca! *o*

    Beijoooos!!

    Parabéns!!!

  • Lila

    GUSTAVO!
    VOCÊ É VEADO E GOSTA DE TOMAR NO CU!

  • Angelica

    Humm, homem com pegada!!! Isso hj em dia é raro, querem só satisfazerem sua vontade e nós mulheres ficamos chupando o dedo, as vezes aparece um deus grego que nos levam as alturas, rs… ai temos que aproveitar ao máximo.

  • Eduardo

    Pergunta:

    Com pegada e pobre ou frouxo com dinheiro?

  • Valdir

    Boa noite, sou novato em tudo, na página, internet, etc. li todos com muita atenção e respeito. Entendo que cada qual tem sua parcela de razão, o Gustavo é um baita sujeito, disposto a sacudir os alicerces da construção humana. No meu ponto de vista, o comentário mais coerente foi do Marco Antonio, porque cada caso é um caso. Uma, duas, dez pegadas, maravilha, mulherada fica com aquele sorriso, mil pegadas, na mesma mulher, a história pode não ser a mesma, dai o rodízio, tanto um como outro, procurando sentir-se como nas primeiras pegadas.

  • Lívia

    é.. vc continua dissecando o the ugly truth..
    ps: mulheres aproveitam mto mais o sexo!
    bjos

  • Mard

    Opa…
    Interessante a matéria e os comentários…áh! É coisa pra meio mundo de “causos”. Valeu a possibilidade de reflexão sobre essa figura cada vez mais controversa chamado Sexo Masculino. Na verdade, as necessidades atuais e as exigencias por esse novo homem sensível, bruto(macho)e bom “pegador”, ta´fazendo muito neguinho entender que não é a Academia e nem almanaques de cantadas baratas as maiories armas pra construir e o mais importante,continuar um relacionamento bacana!

  • MULEHR

    Excelente o texto!!!! Até dá um frio na barriga em alguns momentos…rs.
    Acho que homem tem q ser “HOMEM” mesmo. Tem que ter, pegada, atitude. Mulheres gostam sim de ouvir algumas sacanagens, desde que sejam bem colocadas (quanto ao momento) e não nos faça sentir como um “objeto” apenas para o sexo. Num primeiro momento as mulheres gostam e se sentem mais excitadas com o HOMEM de pegada, que não exita em pegar aqui ou ali, fazer isso ou aquilo. Acho que essas atitudes acabam por liberar (aqui acho q posso fazer referencia ao momento que o autor usou essa expressão) a MULHER que também gosta e se sente a vontade para conduzir o sexo. Depois de ser conduzida, acho que a mulher gosta sim de conduzir o parceiro (e muitos homens gostam disso! digo por experiencia…rs). Por isso discordo do comentário que diz que as mulheres estam procurando homens perfeitos. NAO! estamos procurando homens que sabem o q fazem, o q querem.
    Esse texto me fez lembrar de dois momentos… No primeiro, tive um colega que tinha bastante atitude durante a paquera, no olhar, sorrir, falar… Fiquei afim e qdo surgiu oportunidade me entreguei. Nossa aquilo tudo era uma fachada! Ele mal conseguiu me causar algum arrepio (e olha que eu estava mt afim de estar com ele). Nunca mais cedi aos “encantos” dele.
    Em outro momento….rsrs Suspiro so de lembrar!!! rs Eu tive um vizinho. Nossa! que homem sarado, bonito, conquistador… O beijinho que ele dava no rosto ja me fazia arrepiar. Eu sempre tentei “fugir” dele, sei la pq.. Talvez insegurança minha. EU tendo AQUELE HOMEM todo pra mim?!?!? Sei que um dia passei na casa dele,pra conversar (com todo meu enrrolo acabamos ficando meio amigos), sem nenhuma intençao a mais. Sei que assim q eu entrei na porta, ele veio pra me dar beijinho no rosto… HUNF! ja me lascou um bj na boca,me levou pro quarto, e… Nossa!!! A cada “não! para!” ele ia mais longe ainda. Foi impossível resitir! E ainda bem que nao resiti. Foi um homem que me deu mt prazer. E so não namoramos pq mudei de cidade…
    Ah!!! e digo ainda que ele é metrosexual mas é um HOMEM de PEGADA!!!
    Ah! Discordo plenamente do FERNADO! Ja namorei um cara mt simples. Mt simples mesmo! Posso dizer que foi a pessoa de quem mais gostei. Mas tb foi a pessoa que menos teve atitude, nao digo na hora do sexo, mas no conduzir da vida dele. ISSO TAMBÉM É MT IMPORTANTE!

  • Vinicius

    Caro Gustavo, boa escolha do assunto.

    Na minha opinião, por mais que a mulher seja do estilo dominadora, daquelas de personalidade FORTE. Ela precisa se sentir protegida, dominada e possuída. Isso faz muito bem ao seu ego.
    Realmente a pegada não é excesso, é força na medida certa, precisão, porque se passar disso vira violência.

    Sabemos que boa parte dos “NÃOS” que elas dizem é charme para nos testar, esperando uma atitude de desbravador do tipo Mel Gibson em Coração Valente, ela quer se dar, mas não pode ser de graça, o cara tem que conquistar cada pedacinho seu.

    Certa vez em um shopping center, saindo de uma loja, dei um tapinha daquele firme que não dói na bunda da minha mulher. Ao mesmo tempo que marcava meu território, mostrei pra ela que eu estava ali e que eu a desejava, pois quando ela me olhou meio envergonhada do tapinha em público, eu olhei para ela despindo-a com os olhos, aí percebi que sua respiração mudara, então cheguei bem pertinho e falei olhando nos seus olhos “Estou doido para te comer!”.

    O BOM DE PEGADA TEM QUE SER IMPREVISÍVEL.

    Vc pode ser macho pra caramba, sem ser machista. Porque o machista só pensa no próprio umbigo, do tipo…. “Gozei, tá bom….”

    Agora…. o bom de pegada está preocupado se a sua presa(num bom sentido é claro)já chegou ao terceiro orgasmo.

    Imposição!!! Eis a palavra do bom de pegada.
    Vlw!!!

  • Gabriel

    Djalma I da Silva.
    Sem desmerecer os interessantes e inclusive esclaracedores comentarios, pra mim ele foi o melhor.

  • Marco

    Após a leitura do “post e de todos os comentários, senti uma imensa vontade de deixar aqui a minha singela opinião:

    Existem gostos e gostos, existem situações e situações, pessoas e pessoas! O “post” embora muito bem escrito não pode ser tido como uma “verdade absoluta”. O que faz um encontro, um relacionamento entre duas ou mais pessoas ser intenso, ser inesquecível não é apenas, não é somente o “apelo sexual”! Da forma que foi colocado, o “post” deu a entender que o “homem de pegada” se sairia bem em qualquer situação. Deu a entender que a mulher só estaria a procura de “pegada”. E como bem sabemos isso não acontece sempre no dia a dia!

    Cada alma está em busca de algo em um dado momento. E uma mesma alma, na medida que vai conhecendo a si mesma, modifica também sua busca! Para mim o “post” só está correto se o olharmos sob a ótica da mulher que busca a relação sexual em um dado momento! Disse com artigo definido “a” relação sexual, em referência às seguintes situações, meramente exemplificativas: 1ª- Quando a mulher está solteira e quer transar após a balada. 2ª- Quando a mulher compromissada anseia por ficar com outra pessoa, enquanto o noivo/marido está ausente. 3ª- Quando a mulher sem muita experiência anseia por conhecer todas as nuances do coito, ou se já as conhece, quer revivê-las. Logicamente, em todas elas, anseiam pela experiência mais prazerosa possível! Assim também querem os homens quando o assunto é a busca do prazer sexual!

    Mas os homens e mulheres estariam errados?

    Por eu ser humano, não quero aqui fazer qualquer tipo de julgamento ou análise moral de cada situação, até mesmo porque a cada ser que habita a face da Terra foi dado o livre arbítrio! O que afirmo é que nas situações mencionadas o “homem de pegada” se encaixaria perfeitamente pelo seguinte motivo: Em condições normais, naturalmente a fêmea tende a se sentir atraída quando ela se vê passiva diante daquilo que não é natural em si, ou seja, diante da masculinidade! Isso é uma lei natural, basta olhar na natureza os pássaros abrindo suas asas ou dançando para impressionarem as fêmeas!

    Mas então quais seriam os casos em que o “homem de pegada” não teria a mesma sorte? Bom, para entendermos esse outro lado é preciso voltar ao que mencionei um pouco acima. Digo em relação ao que uma alma busca em um dado momento. Pois se a alma feminina buscar atenção, tato, cordialidade, companherismo, leveza de espírito; estar com o “homem de pegada” não seria tão recompensador! Nesse caso, a habilidade de tirar uma nota musical num piano, a capacidade de recitar uma poesia em francês, a ternura de um beijo carinhoso na face seria mais poderoso do que qualquer ato de cunho estritamente sexual! Apresento então o “homem sentimental”.

    Portanto, após a exposição dos dois modelos, os homens que leram até aqui a minha opinião poderiam perguntar: Então qual dos dois homens é melhor ser: “o de pegada” ou “o sentimental”. A resposta para essa pergunta é tão complexa quanto a alma do ser humano. Alías, a resposta para essa pergunta passa obrigatoriamente pela análise da alma do ser humano!

    A resposta mais fácil e menos correta seria dizer que o homem deveria ser os dois homens, “o de pegada” e “o sensitivo”. Seria dizer que o homem deveria tentar desenvolver a habilidade de adaptar-se às diversas situações, pois assim teria acesso irrestrito ao mundo feminino! Possível? Talvez sim, mas só por algum tempo, pois a convivência retirar-se-ia a máscara, por mais bem apertada que ela estivesse! E mesmo que fosse possível persistir com a carapuça, o fato de o homem poder ter todas as fêmeas que quisesse para si lhe preencheria a existência? Se sim, até quando?

    Então o que fazer?

    Na minha singela opinião, todas as respostas para os anseios, não só dos homens, mas também das mulheres quanto ao “o que devo ser para ser aceito” passa pela análise interior.

    Cada criatura está em uma faixa de evolução. Ninguém foi feito pronto e acabado. Todos caminham passo a passo para a perfeição. Muitas das coisas que hoje você põe esforço e energia, no futuro, passar-se-ão despercebidas por ti! Terás outras preocupações! Enquanto os seres humanos não procurarem conhecer a si mesmos, não tirarem tempo para a meditação, para a auto-análise, continuarão a procura de coisas e mais coisas, sem ao certo, saberem se realmente as querem! Sem saberem o que realmente querem!

    “O homem de pegada” não é melhor nem pior do que “o homem sentimental”. Ambos estão em fases diversas de evolução. Não que para se chegar ao segundo tenha-se que passar pelo primeiro. Não! Não é isso! O que estou colocando é que cada um, detêm em si um pouco de cada um dos dois modelos! Alguns possuem mais do primeiro, outros mais do segundo, outros ainda partes iguais de ambos! Assim também são as mulheres. Assim é com cada ser humano!

    O que temos que entender é que quando estamos diante de alguém, cada um com a combinação dos dois modelos, somos submetidos a uma “reação química”, que pode ser positiva ou negativa! É o aceite ou a rejeição por parte dos dois lados, fruto das duas grandes leis das relações humanas: A 1ª: Ninguém é perfeito o suficiente para agradar a todos ao mesmo tempo, pois o que quero pode não ser o que queres! A 2ª: Cada pessoa, na medida em que progride, muda o seu foco: o que buscas hoje, pode não ser o que buscastes ontem; o que buscas hoje pode não ser o que buscarás amanhã!

    Moral da história: Não queiram traçar um modelo de comportamento para serem aceitos por todos, nem tão pouco se sintam inferiores por não terem sido aceitos! Somente a auto-análise fará você enxergar suas imperfeições, seus valores e principalmente, o que sua alma anseia! Somente a análise interior desperta o indivíduo para a necessidade de progredir, de correr atrás daquilo que num dado momento é o mais importante para ti! Somente por meio da análise interior e que encontrará forças para aceitar aquilo que não seja possível mudar nessa vida! Lembre-se que cada obstáculo vencido com harmonia interior é um grande passo no caminho da evolução!

    Felicidade a todos!

  • Sergio

    Caros comentaristas e autor,

    Estou lendo este texto e comentários sentindo calafrios. Não é frouxidão. É senso de responsabilidade!

    Também sinto uma certa frustração por que este blog é mais uma fonte a me dar a conta do tempo perdido (mas não todo ele, graças a deus).

    Será que esta discussão aqui tem a ver com “masculinismo”? Alguém já ouviu falar nesse tipo de manifesto?

  • Titto Marazzi

    Olá amigo Gustavo … Só pelo simples foto de você colocar a questão no ar já está valido…

    Bom na minha opinião .. os homens devem ser Agri-doces ,entende?
    Nem doce nem salgado… nem macho de mais nem macho de menos .. ponto certo…
    Mas temos um agravante … a nova geração de mulheres independentes estão sofrendo de um disturbio muito comum … esclerose pós trauma.. rsrsr, neste nosso caso é de relacionamentos de caras iguais a estes que você tenta ajudar .. com essas dicas ( não digo que não sou um que possa consumir suas ideias mas….) O caso é o cara além de ser um verdadeiro malabarista.. no momento da conquista tem que ter muita disposição para mostrar o atendimento no pós vendas … e atender a mulher onde ela quiser e a hora que ela quiser…
    Sendo o que ela quer quando ela quer, no inicio dos tempos a mulher foi escravisada só por ser mulher e agora o homem tem que lhe dar o que é de direito e foi tomado toda atenção do mundo… cordialmente é calro. No caso dos palavrões .. acho que é como vc diz temos que sentir a pessoa e saber quando encaixar isso pois ao invés de você receber um então vamos .. vc pode receber um vai tomar no…
    Então meu amigo você que sofre de emorroida e disfunção urinária seja mais cuidadoso com coisas do genero pois as mulheres gostam de caras que sejam cafajestes na medida certa ,e sinceros da mesma forma… siceridade de mais não dá e mão de moça tocando uma costa lisinha e delicada não rola filho… então siga sua intuição e d~e sempre o primeiro passo é isso que elas querem…Pra voc~es terem uma ideia como a coisa pega com isso de trauma…
    Certa vez .. eu conheci uma garota e tudo estava indo muito bem
    Leve-a para jantar .. conversamos bastante … e no fim da noite quando estavamos indo até sua casa,estavamos conversando sobre amenidades .. quando ela perguntou meu signo .. e na mesma hora ela soltou vixe … tinha que ser o sina … rsrsrsr e então tudo terminou do jeito que começo na mesma noite.. ela nem me ligou mais rrrsrsrsrs mas estou vivo rsrsrs …

    Abraço e se cuidem …

  • Julio César

    Essa questão de ter mto cara sem pegada nos dias de hoje,é
    a mais pura realidade e eu mesmo demorei pra perceber isso com
    as minhas próprias atitudes,a maioria dos caras ñ sabem fazer aquela
    combinação de olhar malicioso com fala maliciosa com a pegada malicioasa como uma mulher nos dias atuais gostam.Os homens de hoje
    vêem a mulher como elas eram antigamente ou pareciam ser,hoje a mulher parece que tomou o lugar do homem,elas são atrevidas,mas em muitos casos elas esperam as coisas acontecerem para depois demonstrar,e é assim q os caras ficam meio perdidos na hora de chegar junto.
    É mto bacana assuntos como esses serem abordados porque assim as garotas podem dar opinião sobre o assunto e os caras se ligarem no q elas realmente gostam.

  • Priscila

    Esse texto fala exatamente o que as mulheres querem!!!
    O problema é que os homens procuram suas mães pra casar, ñ quero ser mãe de marmanjo nenhum…

  • Josias Arantes

    Toda mulher gosta de ser considerada como um “ser” desejado. Não como animal irracional, ou, como um objeto manipulável, sobre o qual exercemos nossa força de “machões”. Rio-me dessas táticas. “Correr a mão que flutua sem dizer onde quer chegar.” Pura bobagem. Fazer uma mulher realizada não precisa dessas “pobre-diabezas”. Além do mais se uma mulher não vai com as fuças do sujeito macho, por mais sorrateiro e “prafrentex” que ele seja em ousadias másculas, decididas, com mãos famintas e pesadas… não passará de um ridídiculo frente `mulher que deseja. Não há táticas de como “ser sobre” uma mulher. Mas pode-se ser “junto com” uma mulher uma unidade perfeita entre dois corpos. Sem a necessidade de uma condução unilateral, de caráter machista, sob o peso da desconsideração da feminilidade que também sabe o que quer da masculinidade. Não existem muitos tipos “maguilescos” que consigam conquistar uma mulher à base de força e palavreado grostesco de “machão.”

    Josias Arantes

  • Ronaldo

    Não é por nada não, mas concordo com o Diogo e com o Fernando.

    O primeiro chamariz é o “ter”, não é o “ser”, pois só vem a ser reconhecido depois. Primeiro buscam segurança, depois a provável aventura.

    Antes da escolha do parceiro, o que ele veste, como ele se porta e o que as outras vão achar!
    Antes da tal pegada, a carteira como um seguro!
    Antes da cama, o meio de transporte que seja louvável para conduzir até lá!

    Relacionamentos perfeitos, caras perfeitos, mulheres perfeitas, fórmulas-prontas imbatíveis, não existem! O que existe é muita neurose, muita fantasia de “um dado momento” e medo de encarar a realidade de que o tal “momento” se acaba depois da descoberta do primeiro defeito, diferença de expectativas ou incompatibilidade de gênios.

    Sejamos menos hipócritas e mais concisos e equilibrados: momentos são momentos por melhores que sejam, cada pessoas tem seu “mundo” e as expectativas devem estar ajustadas as qualidades reconhecidas e aos defeitos tolerados de cada um.

  • Kika

    Nossa… estou impressionada e não consigo parar de ler. Primeiro foi esse texto, depois o Namorar é… e depois a verdade nua e crua. E leio os textos e ainda todos os comentários! 1ª vez que entro nesse site/blog.

    Comecei pensando: Nossa! O cara traduziu (ou definiu) a minha frase para todo mundo que fica de frescura. Todo mundo mesmo, até mulher. Ficou de frescura já dou logo um: Vira homem, porra! E todos adoram! E param de frescura na hora!

    Depois fiquei pensando no meu ex-namorado, atual sei-lá-o-quê! Tô pegando… ;P e fiquei toda apaixonadinha pensando na nossa noite de ontem e nosso dia hoje.

    No último texto que li, sobre o filme que adorei: A verdade nua e crua, caí na real e “virei homem”. Parei de frescurada e voltei a lembrar de curtir o momento, viver sem grandes expectativas, sem cobranças e continuar sendo eu mesma: livre e leve. Apaixonada por ele!? Talvez sim, mas, principalmente, apaixonada por mim!

    Adorei todos os textos! Vou continuar lendo-os depois!

    Abraços e parabéns!

  • Tito

    Olá Amigos (as),

    Adoro mulher e isso é ótimo. Acho que as mulheres estão vendendo a libido por um preço muito maior do que elas acham que realmente vale. Sou um amante ao modo antigo, e acho que a rejeição é um fantasma enorme, que não só assusta, mas verdadeiramente amedronta. Curto muito começar uma paquera com um olhar malicioso devidamente temperado pra nao parecer grosseiro, mas, moro em Curitiba e as mulheres aqui parecem por demais recatadas e cada olhar malicioso merece uma imediata repulsa, e o resto.. já viu, nem tentar, ou nem pensar… rss
    Acho que a mulher deseja o homem tanto quanto ele a deseja, mas simplesmente por uma questão de cultura inibem o primeiro ataque, e com isso o segundo raramente acontece. Por que entao nao deixar acontecer e retribuir o olhar malicioso com um sorriso, e se depois disso o cara não agradar, aí sim ignorar…
    Mulheres.. estamos aqui e estamos loucos para fazer de voces, mulheres cheias de sorrisos desonhecidos… e pernqas verdadeiramente bambas…beijos!!!

  • eleefe(luiz)

    Estou participando pela primeira vez e vou deixar o meu comentário, a boa pegada já começa no aqueçimento pois somente com uma boa preparação ,que se tem um bom jogo.Portanto a partir deste momento a regra diz o seguinte; – deixe aconteçer naturalmente o importante é que nenhum dos dois fique insastifeito na hora do pega pra capar. valeu.

  • Renato

    Fala serio gostei muito interesante e excitante, ja pratico artes marciais (samurai) agora é que vou me tornar um guerreiro samurai mesmo.

  • Alvaroo

    Cara vc é muito foda! achei legal PQ não defini o homem-homem como um machista e deicha claro q tmbém não é a aparencia fisica( nem o grandalhão nem o kra com mãos de moça ahuehue!!!). O homem não é força. É vigor, firmeza, segurança e simples presença de homem.
    hehe e gostei da termo “metro-não-sei-que-porra-é-isso!!!”

  • Fernando

    Isso ai macharada metrossexual e moderninha, continuem pentiando o cabelinho, fazendo o look, levando a namorada pra tomar vinho, que na cama eu garanto a felicidade dela.

  • Mogan Lassel

    Tem que ser sempre do jeito delas. Chega uma hora que dá no saco. Mulher chega uma hora que tem que tomar um esporro pra respeitar.Veja a outra que disse que disse , NÂO , PÁRA …dizendo que tava com cara de que queria, ela que vá se lascar, depois reclama que foi estuprada. E assim elas vão se colocando sempre na condição de simples objeto do desejo.Isso tudo é palhaçada. Papo de vendedor. Tem que ser é direto e natural do seu jeito, com a sua voz o seu olhar e o seu movimento corporal . Se ela não gostar azar.Larga na mesa e não paga nem o táxi pra ela voltar pra casa. Não vou ficar fazendo tipo. A maioria quer mesmo é se fazer de dificil e te enrolar. Não respeitam . Então o jeito é ignorar, largar pra lá.E vem a outra dizendo que o babaca do marido era motivador profissional, dava aulas de postura e dicção,e com ela era fraco. Ora ela é que deve ser uma estupida idiota e oportunista aproveitadora. Se gostasse do cara mesmo segurava a onda . Por isso é que tá cheio de desquitadas e divorciadas bêbadas em grupetos nas mesas de bar por ai a fora, falando mal dos homens , com dois filhos nas costas, mas querendo trepar. Fora as bem sucedidas financeiramente que tem MBA, e acham que são muita coisa e de noite vão pra casa sozinhas pro que chamam de lar.Isso quando não aparecem aquelas que dizem que voce é imaturo, infantil, mas não se lembram do proprio mal hálito . Aí ficam procurando o homem perfeito, que tem pegada e fazem ela se sentir desejada, , amada e possuida, a única. Fazem tipo o tempo todo , são assustadiças, são as falsas refinadas , as hiper sensiveis. Tô de saco cheio desse tipo fabricado.Qurem pegada? Então façam por merecer. Se não encontrou um cara que preste no meio de tanta gente , então olha pro proprio rabo e vê se o problema não é teu. O que mais tem é mulher desse jeito. Parece que leram na mesma cartilha. È o processo socio cultural em que vivemos. Acham que basta ostentar o corpo. Vão reclamar com o capeta , com o bispo , com quem quizerem. Vão aprender a viver. Pra maioria já esta tarde demais.Enchi o saco.

  • Djalma I da Silva

    Tive uma idéia!!!

    Vamos tirar os homens das mulheres que querem um amante perfeito e lhes dar um robô!!! PERFEITO!!! Assim, o robô pode ser programado por elas do jeitinho que elas gostam. Seria o vibrador perfeito!!! Pena que os robôs não chorem, não sintam, não amem, pois não têm alma e consciência. O problema maior é robôs não envelhecem junto com elas e ficaram sempre novinhos em folha quando bem cuidados. Isso é bom, por outro lado, pois poderão sirvir as filhas e filhas das filhas. Ah… esqueci, robôs não têm esperma e não podem procriar. Assim desaparemos todos e deixamos o mundo limpo de nossa ignorância e arrogância.

    O AMOR ESTÁ NA COMPREENSÃO, NA COMUNHÃO DE VIDA E NÃO NA APARENTE FELICIDADE DO ABUSO DOS PRAZERES EM VIDAS DESRREGRADAS DE UMA SOCIEDADE DECADENTE, ESCRAVAGISTA E PERVERTIDA.

    A felicidade da maioria é apenas uma fachada que esconde interiores infelizes…

    Abraços a todos!

  • fravo

    Acrescento: saber bater ciririca é o mais importante: rápido, leve,circular e com a polpa do dedo (às vezes de dois) / mudar de posição: todas / pesar sobre a mulher é legal mas SÓ às vezes conseguir meter em velocidades diferentes / lembrar q se tem duas mãos, dá pra fazer coisa pra caralho (com o perdão do trocadilho) / lamber a teta com a ponta da lígua / chupar a teta, mas com a intenção de força pq chupar forte mesmo é uma merda, assim como morder / dedo no cu apenas in-out, nunca “pinçando”, coçando, ancorando lá dentro dela / comer o cu, pra falar a verdade só da certo mesmo com, além do KY, algo maior ou igual ao pau la dentro parado antes q ja tenha aberto (em filme porno elas sempre fazem isso antes, mas nem sempre mostram pq o filme às vezes explora justamente a sensualidade do “macho que faz o que quer…”) / conseguir fazer tudo isso ao mesmo tempo e alternadamente / e o principal, que só se consegue com o tempo: a mina saber q vc ouve ela e… mas q nem sempre faz o que ela quer não por falta de destreza, mas pq às vezes nao quer, mesmo

  • Monique Freitas

    Há alguns anos atrás tive um instrutor de bilhar, ou como conhecida em alguns pontos do país, sinuca. O resultado foi o meu primeiro caso extra-conjugal. O que me faz relatar o fato é justamente o fato de o cara ser franzino. Foi o único cara franzino com quem já fiquei e à primeira vista sua aparência não me disse nada. Mas foi justamente a firmeza e precisão das mãos de um jogador de bilhar que me cativaram.
    Todo esse texto aqui é apenas para, na condição de mulher, concordar plenamente com o Gustavo. A mulher sente-se sim atraída por homens, não esses metro-sexuais da atualidade e que sim, mais importante que tamanho e força são segurança e precisão. Parabéns! Não são muitos homens que entendem esse básico…

  • W40

    Muito interessante sua colocação sobre pegada, mulher gosta de gesto forte e de ação precisa, principalmente na hora ‘H’ ser tratada com firmeza, ouvir palavras obscenas, ser tratada como uma puta, cachorra, vagabunda, ser manipulada,ser mandada em todo tempo da relação, e tratada como uma rainha fora da cama. Isso sim é o que Elas gostam.

  • Thiago

    “Antes era tudo muito gostoso: beijo, carinho, caricias, toque mas na hora do vamos ver depois das preliminares o cara vira pra mim e fala: qual a posição que você quer?
    Eu broxei na hora. Vesti a roupa e disse: por favor me leva embora.
    Essas coisas você nem pergunta faz e sente. Observa, presta atenção.
    Me senti como se eu fosse um manual de instruções dizendo: faz assim, faz assado, agora assim e por ai vai.”

    Ridículo. O cara querendo ser gentil, se preocupando em fazer na posição que mais agrade a mulher, e ela acha que ele tá tratando ela como um manual (como se nos momentos anteriores ele estivesse pedindo instruções de “faz assim, faz assado”…). Se tivesse respondido à pergunta dele, o gran finale do ato seria feito da forma mais agradável pra ela, o que renderia um bom momento de prazer. Mas acabou ficando sem nada e se sentindo insatisfeita à toa.

    Eu vejo pessoas ficando solitárias por causa de atitudes mal-interpretadas. Um primo meu me contou uma vez que sempre que tentava ser cavalheiro com uma ex-namorada, ela, por conta de uma criação dependente só da mãe, interpretava os atos de cavalheirismo dele como algo que a punha em um patamar inferior, como algo que subestimasse a capacidade dela em fazer tais atos. Não deu outra, ele deu o pé na bunda dela.

    Quanto ao texto, há muitos detalhes relevantes. Mas eu tenho um amigo que diz que a parte mais importante na sedução é o elogio. Tenho outro amigo que já diz que o elogio é uma coisa que só deve ser feita numa fase mais avançada do processo, e que 50% da coisa tá na forma como o homem chega. E, curiosamente, ambos tão passando o rodo. Ou seja, não há uma receita de bolo. Cada um tem o seu jeito. Cada um deve fazer da forma que mais lhe convier e agradar. Mas eu sei que o autor sabe disso heheh

  • Lelloplay

    Meu comentário é muito simples e objetivo, tenho 58 anos e acho que tenho uma pegada…eu diria resuável.Uma menina muito gostosa, um avião de 21 anos e achava que jamais a levaria para cama, mas um dia chuvoso nada pra fazer…depois de vários “NÃOS” acabamos indo para a cama, foi uma trepada memorável, a impressão que que ficou foi que ela nunca tinha gosado na vida, eu pensei que ela ia ter um desmaio, a garota se transformava a todo momento, teve vários orgasmos multiplos,sempre dizendo que seu noivo era um babaca, dizendo não endender porque não se encontrou comigo antes.Agora tenho um problema, eu casado ela solteira rica, não sei o que fazer.
    A semana passada eu estava meio sem tempo e não teve outra saída, demos uma trepada no estacionamento de um Shopping, ela gritou tanto que o Guarda pensou que era um Estrupo, ela deu cem reais para o cara e continuamos nossa sacanagem por +- meia hora.Pergunto isso é uma boa pegada?

    Lelloplay

  • JUREMA

    amei a matéria!homem ter que saber pegar a mulher,e ela tambêm saber seduzi-lo.a gente sempre vai querer mais pode passar o tempo que for jamais esqueceremos essa pegada maravilhada.

  • Juju

    Ola Gustavo,

    Adorei o texto e fiquei imaginando altas coisas… heheheheh. Quanto à sua frase maliciosa, eu acho que realmente no fundo as mulheres gostam disso, de ouvir que é uma deliciaaa, mas o tapa na cara no lugar do tapa na bunda, não sei não é meio arriscado….

    Bjinhooos

  • nandi

    não concordo com o cara que diz q a mulher resiste a cantadas de 100 homens diferentes mas não a 100 cantadas do msm ordem. dependendo do cara, na 5a eu tou na polícia. nao é uma questão de persistencia é uma questão de quem tá por trás daquilo.

    de resto é o q Gitti falou msm, não dá para se interessar por quem não tem tesão pelas coisas, q parece q tá vivendo contra vontade!! =)

    e isso vale para homens e mulheres.

  • Mônica

    Muito bom Gustavo!!! Adorei todo o site!

    O peso de nossa mão não é resultado só de força, mas do vigor generoso, do desejo direcionado sem pés atrás (”Será que ela quer também?”), da energia que guardamos pra explodir, de nossa capacidade de invadir sem perguntar, de entrar sem ser chamado, de pesar sobre ela. Não metemos com um pau, metemos com todo o peso do corpo, avançando, cortando, batendo, abrindo, liberando uma mulher.

    Quem “tem pegada” ou já “foi pegada” sabe muito bem o tem por trás dessas palavras.

    “A mulher não vai ouvir o conteúdo da frase, meu caro. Ela vai ouvir o som dos seus olhos, o cheiro da sua respiração. A frase é o de menos.”

    Realmente não importa a frase, e sim o momento e como ela é dita, já ouvi a mesma frase em diferentes contextos, uma com toda intensidade, verdadeira!!! E outra com se a pessoa tivesse lendo a frase de um livro ou tentando lembrar que frase ele teria que falar naquele momento… ridículo.

    Sinceramente eu acho que “ter pegada” não se aprende, é questão de personalidade, é questão de confiança, de sentir forte, poderoso “nada a ver com músculos ou com dinheiro”. Por isso tem muitos caras que nem entendem do que estamos falando, um fala que nós mulheres estamos buscando “príncipes encantados”, o outro “homens ricos” o outro fala de “robô”. Como assim vcs não entenderam ainda o que é a tal pegada, é tão difícil assim vcs conseguirem fazer isso???? Não queremos homens estúpidos, agressivos, metidos. Queremos homens verdadeiros, sinceros, que sejam seguros de si, que saibam se impor como HOMENS. Claro que “às vezes” queremos dominar, mas naturalmente deveríamos ser conduzidas. Principalmente na primeira vez…alguns homens que não souberam me conduzir tomei atitude e conduzi, foi bom!!!
    Mas depois vc ouve “Nossa onde vc aprendeu isso”? Dá vontade de falar, então né, estou fazendo pós graduação…rsrs
    Como assim onde aprendi??? Fiz o que meu corpo desejava, o momento pedia, foi acontecendo…tá certo que quando a gente é adolescente, antes da primeira vez lemos muitas revistas dando dicas enfim, e até hoje leio… coisas que me sinto bem fazendo, faço e pronto, outras não pq acho que não me sentiria bem, cada um tem seu limite. As coisas vão acontecendo naturalmente…depende do envolvimento dos dois.

    Abraços,

  • Ivan

    Putz… que texto babaca… E o pessoal ainda fica discutindo “a sério”.

  • Lúcio

    Existe algo reforçado pelo texto que fica ainda mais evidente nos comentários: a idéia de um TIPO IDEAL de homem. O texto busca mostrar quais são os caminhos que um homem comum deve trilhar para tornar-se um HOMEM TIPO IDEAL.
    O pressuposto básico dessa linha de pensamento é o seguinte: existe um modelo de sucesso para os relacionamentos, aqueles que se aproximarem mais desse modelo estarão mais próximos do sucesso e mais distantes da infelicidade. Então o autor, que se mostra como conhecedor do modelo e do caminho diz: “Sigam –me os bons!” ( acho que o Chapolin Colorado ilustra bem o grau de surrealismo alcançado).
    O que o autor faz com esse texto, é continuar alimentando o engodo do TIPO IDEAL de homem. Porque então o texto foi tão elogiado? Claro que ele é bem escrito, não nego isso. Claro que toda forma tem um conteúdo. E é aí onde está a principal questão: além de ser bem escrito, o texto defende características do TIPO IDEAL mais badalado na atualidade (“nem frouxo e nem ogro” [como se as possibilidades estivessem reduzidas a esses rótulos!]). Amanhã virão outros TIPOS IDEAIS, e aí algumas posturas precisarão ser revistas. Virão novos textos desse tipo…
    Concluo com a frase que o próprio autor usou nos comentários. Ela sintetiza bem a lógica que norteia o texto, ainda que ela possa ter saído do inconsciente (já que escancara a concepção implícita no texto):
    “Enfim, enfim. Tem muito mercado pra quem tiver o mínimo de sacanagem na veia.”
    Ou seja: os relacionamentos são trocas entre mercadorias. Aquelas mercadorias com maior valor no mercado (o TIPO IDEAL de homem ou mulher) poderão fazer trocas com mercadorias também mais valorizadas. Todo homem e todo mulher devem buscar se valorizar nesse mercado, pois em tese, isso deixará a pessoa (ou mercadoria) mais próxima do sucesso e da felicidade no relacionamento.
    Não vejo nisso nada de lindo e utilidade pública.
    Pelo contrário. Acho que no fundo essa maneira de pensar os relacionamentos amorosos-afetivos-eróticos, é nociva.
    Espero ter contribuído no debate.
    Falou.

  • Cafa

    Texto ótimo, parabens!,
    O problema dos homens está em não saber qual tempero utilizar em cada momento. Hora muito melado, hora apimentado demais, e isso faz com que a mistura fique desbalanceada. Se perguntarmos às mulheres que tipo de tempero elas gostam, umas dirão: mais doce, outras apimentado, porém o que fará a diferença e deixará um rastro de desejo é um tempero agridoce, tipo um bombom trufado com pimenta, algo do tipo, algo que possa promover todas as sensações possíveis ao mesmo tempo.

    São poucos que entendem este conceito, e fazem uma mulher sentir falta e desejo de estar em seus braços novamente.

    Abraço.

  • trajano

    Pode até existir genética na pegada, mas o que desperta a “VERDADEIRA PEGADA” no homem é a mulher!!!

    Mulheres, entendam: Vocês não devem se comportar ou entender-se como um instrumento de mensuração da pegada masculina.

    Nós pegamos forte quando estamos cheios de tesão, e esse tesão não passa quando a mulher não é apenas “mais uma”. Também perdemos o interesse quando nos percebemos analisados, e aí, simplesmente “pegamos”.

  • elizabeth

    Acredito que as mulheres adorem um homem que tem pegada. Precisam saber surpreender. Nada como o homem cavalhero, que sabe conversar,que tem um olhar que te disperta curiosidade e que usa os olhos pra te despir.Pegada forte, não quer dizer brutalidade e nem vulgaridade. A melhor coisa do mundo é saber que vc pode conduzir o sexo, mas deixa para o homem a criatividade.Tapinha na bunda é ótimo, sussurro no ouvido de palavras picantes podem enlouquecer. Mulheres não sã a favor do homem muito delicado na cama,fica morna a relação sexual e sem graça. Pega uma mulher de jeito é maravilhoso!!! Meu marido é sensacional, mistura criatividade,com força leve,com sananagem no pé do ouvido, beijo com respiração ofegante e mais…mistura o cavalo de raça e o cordeirinho quando se trata de mudar as regras. Eu domino e ele me deixa conduzir…
    pegada é pra quem conhece o riscado…

  • Sula

    Um homem com uma boa pegada é tudo de bom….
    Quem ainda não provou, tem que provar… prazer total!!!

    HOMENS FIQUEM MAIS ATENTOS NÃO NA QUANTIDADE DE SEXO, MAS NO COMO SE FAZ SEXO… É MUITO MAIS QUE PENETRAÇÃO… É EXPLORAR OS PRAZERES QUE NOSSO CORPO PODE NOS PROPICIAR… É CONHECER E APRENDER A DESFRUTAR…

    Abraços a tod@s.

  • vivica

    Gustavo, ótimo texto. O homem de hj em dia tem mesmo q recuperar alguns valores com o homem pré histórico.
    E discordando de alguns comentarios, sou mulher jovem decidida e realizada sexualmente e emocionalmente, então se o cara não souber me dominar como femea, ta perdidinho….. Isso acontece no sexo ou fora dele.
    Tive um realacionamento uma vez, q o cara era forte masculo e todo cheio de presença, pra qm olhava,nao conseguia decidir nem onde jantar. Isso é uma total fala de pegada. Já outra vez, me relacionei com um cara com músculos menos visiveis, mas q se fazia notar pela presença de espirito, ele é qm decidia td, claro sempre considerando minhas vontades,isso é legal. Monstra q o cara sabe realmente o q quer……

  • Prá que nome

    Meu amigo, mulher não gosta de frescurina não, prá começar ela não gosta do homem dos sonhos. Tem que chamá-lá de cachorra, devassa, puta, vigarista. Pegar por trás, dá um nó no rabo de cavalo dela e penetrar sem muita pena, lamber os ouvidos falando palavras calão, sem pudor, sabe… Conselhos: olhe sempre de lado quando passar por uma mulher gostosa, mesmo que esteja acompanhado dela; Bata na mesa, mas nunca numa mulher; Dê beijos fortes e demorados, principalmente na posição em pé; Nunca faça 100 por cento o que uma mulher pede, a não ser na cama, porque na cama vale tudo. E quanto as mãos, use-as sempre.

  • sg11

    Não há dúvida que o tema é “quente” (basta atentar na quantidade de comnentários), só por isso ter suscitado a questão merece parabéns.

    Li, com particular interesse, as observações das comentaristas e ficou claro – sem surpresa – que pegada forte é muito apreciada no momento da sedução, aparecendo mesmo em algumas entradas a sugestão que alicerçou uma relação duradoura.

    O que eu gostava de tirar a limpo é se essa celebrada pegada forte é um traço de personalidade masculina que se manifestada fora e para além do sexo, essas mulheres cuja volúpia foi estimulada pela manifestação perfeitamente focada de disposição e de desejo, continuaram a apreciá-la? I.e., pegada forte é só uma preferência da vossa sexualidade de mulheres, no limite, uma fantasia, ou a v/ preferência é por um tipo de parceiro masculino que dirige/domina a relação, tanto na vertical como na horizontal?

    É que a segunda alternativa seria bem interessante – além de confirmar a minha impressão (aliás muito favorável), da mulher brasileira – na medida em que contraria toda uma lógica muito propalada nos media de um ideal de ralação “dialogal” – não consigo compatibilizar na minha imaginação pegada forte e muito papo – igualitária no processo deliberativo, de busca do consenso explícito.

    Acresce que se a pegada só for apreciada enquanto realização de uma fantasia sexual, a exigência é menor – mesmo aquele homem para o qual ela não é natural, pode treiná-la – mas continua a ser uma exigência da mulher a que o homem se submete a fim ter sexo/ser apreciado como amante, tal como o repudiado exemplo daquele que perguntou “que posição vc prefere?” julgando que a sua disponibilidade para satisfazer a parceira de ocasião (e a promessa ímplicita de encicolpédico conhecimento da matéria) iriam levar a carga a bom porto: o erro não foi de postura, foi de casting; mas como adivinhar?

    Eu sei que este nao sera o processo mais cientifico de realizar um inquerito de opiniao, mas quem sabe alguem com os meios adequados o venha a fazer.

  • Lilian

    Oi eu adorei o texto , e tenho certeza que todos os homens deveriam ler pra ter uma noção básica de pegada & pegadaaa . Bjs

  • maysa

    Pegada forte é tudo que desejamos, mais do homem que amamos, eu tenho um relacionamento de 15 anos e confesso ele não é meu sonho de homem em alguns aspectos(mais romântico) a mistura da PEGADA e ROMANTISMO é o desejo das mulheres, no meu caso fico com a malícia dele.
    Valeu esta reportagem alerta os homens da mudança de comportamento feminino, não sonhamos mais com um ROMEU de contos de fadas e sim com homens decididos, logico que na relação a cumplicidade e respeito entre ambos é muito importante.
    Na vida sexual o contato a pele, vira desejo e loucura.

  • Simone

    Perfeito esse blog.

  • Érica

    Olá!

    Há mulheres e mulheres. Há homens e homens. Depende de que tipo de mulher ou homem vc é. Eu acredito que a maioria das mulheres prefere homem com pegada, que transmitam segurança, que seduzam e que a façam pirar. Eu já fui assim e até um tempo atrás teria concordado com tudo no texto e acrescentaria ainda uma frase para as mulheres que muito fez sentido pra mim até um tempo atrás, que era mais ou menos assim: “A mulher deve ser lady na sociedade e uma puta na cama”. Porém, muito recentemente, busco muito mais no meu relacionamento uma parceria na elevação do espírito (esta elevação), e o sexo torna-se menos satisfação do corpo físico e mais conseqüência natural da suplementação homem-mulher, mulher-homem. Hoje, através do desenvolvimento crescente do amor, sinto mais atração para essa conjunção. Sinto-me realmente amada. Isso é o que toda mulher quer.

    Não iria escrever porque essa transformação é recente (e já traz resultados muito melhores no relacionamento e para cada um individualmente; e tenho certeza que vou experienciar estados mais fantásticos ainda e manifestações mais elevadas) e para ninguém rebater por ainda não compreender o profundo desenvolvimento espiritual (achando que estou dizendo isso por ser muito religiosa; nem religião eu tenho… tenho desenvolvido muito o que eu explicaria por “filosofia espiritual”) ou por achar erroneamente que digo isso por não ter experiências com pegadas (reafirmo que já fui assim e concordaria muito com todo o texto até um tempo atrás). Minha maior motivação foi escrever para pessoas como o Thiago para que continuem a se orientar por essa essência própria que já têm e não por padrões sociais, desenvolvam-na ainda mais, sempre, e adquiram nesse processo ainda mais segurança nesse governo interior. E para as outras pessoas: não estraguem essa consciência belíssima que ele tem, não contribuam para que ele se perca no que ele já tem e só precisa desenvolver mais, adquirindo mais segurança. Ele vai encontrar mulheres que irão fazê-lo feliz, como nunca alguém que valoriza outros meios conseguiria.

    Respeito todas as opiniões (inclusive a do redator e da Hérica, que tiveram boa intenção), compreendo todos os pontos (ângulos) de vista comentados aqui e, sendo assim, não julgo ninguém.

  • Diego

    Fala sério porque só o homem tem que se empenhar, as mulheres tambem não estão fazendo um bom papel , ficam esperando tudo do homem , seculo 21 galera as mulheres tambem tem que saber estimular um homem para que nós possamos dar o nosso melhor.Tive uma nomorada que não sabe me estimular ( e olha que qualquer contato que eu tenho com mulheres e fico maluco) larguei ela por isso , o maximo que ela fazia era passar a lingua perto da orelha , aê mulherada , vocês tem que praticar muito ainda .

  • Renato

    Ae Gustavo parabéns essa foi a primeira vez q visito o site,esse
    foi o primeiro texto seu q li, mais ja estou buscando outros.
    sua ideia é muito boa, gosto dessas coisas tipo absorver conhecimento e sempre uma boa, e quem não gostaria de melhorar sua performance ?
    a parada da malicia foi simplesmente fantástica, valeu veio !!!

  • lucidalva fernandes da silva fernandes

    A PEGADA FÍSICA TEM QUE ASSOCIAR -SE A FOTORES INTERNOS,

    A PEGADA NÃO PASSA DE ATRAÇÃO FÍSICA, É PRECISO QUE SEJA COMPLETA: ” de alma e corpo”"

  • Maura

    Muito bom!
    Finalmente uma boa definiçao pra o que anda acontecendo com os homens.
    Ha pouco tempo encontrei alguem com pegada de verdade. No inicio foi maravilhoso, porem depois de um certo tempo por medo ou preguiça tudo mudou, uma moleza e rotina que acabou com o romance.
    Nao sei o que aconteceu, mas ao menos sei que os homens quando querem tem uma boa pegada.
    Adoro os homens, sempre… mas e verdade que nessa loucura de vida ta cada vez mais dificil encontrar um que corresponda ao que toda mulher deseja: um homen simples, de carater forte e com pegada.
    Enquanto isso fico com as minhas lembranças.

  • antonio

    Gostei de tudo que li, porém salve alguns e meritos para outros.
    Acho que pegada tem que ser na base do carinho sim e não da porrada, como diz nosso amigo Maguila. Pegada é ter controle sobre si e sobre sua parceira. respeito tem que ter sim, claro, apesar de existirem mulheres que adoram apanhar na hora do sexo!
    Mas pegada para mim é dominar a situação, envolver sua parceira, tomar atitude e não deixar ela que tome primeiro!!!
    Bom é complicado as vezes falar disso, pois conheço casos em que o marido é machão em tudo e sua esposa acaba caindo nos braços de um simples cara que so sabe fazer um belo carinho, então para mim varia de caso a caso, porém antes analizado!!!
    boa sorte a todos!!!

  • Christian

    Li o texto e achei interessante, então vou deixar aqui 10 dicas para homens que querem ser bem sucedidos. LEIAM PORQUE ESTA NUNCA FALHA!!!

    1. Olhe para a mulher como se ela fosse a mais linda de todas, mas converse com ela de igual para igual, homens inseguros geralmente são um fracasso;
    2. Se ela fala pouco encontre o papo que a agrade e desenvolva-o bem, pois chamará a atenção dela. Se ela fala muito, deixe-a falar a vontade, diga apenas duas palavras: “Concordo plenamente”, isto vai fazer de vc o cara mais inteligente que ela já conheceu;
    3. Seja delicado ao ponto de arrepiá-la e firme ao ponto de exitá-la;
    4. O lugar certo para levá-la conta muito. Mas se for no carro, a faça achar divertido e não uma falta de opção (ou dinheiro);
    5. Reconheça a intensidade e velocidade da penetração que a mulher gosta para continuar ou mudar…
    6. Como reconhecer o item anterior? Pela respiração dela, meu amigo, a respiração e os pontos sensíveis do corpo dela te mostrarão o caminho certo.
    7. Não use a força… Use o jeito.
    8. Se perceber que uma posição a machuque, não insista, troca logo…
    Se perceber que uma posição a agrada, varia a intensidade e velocidade para encontrar o melhor rítimo dela.
    9. Preocupe-se com as preliminares… o homem sempre goza, mais cedo ou mais tarde, então não preocupe-se com vc, preocupe-se com ela, pois deixar sua parceira na mão é frustrante tanto para ela quanto para você. O orgasmo para ela é importantíssimo, então a faça gozar antes da penetração (se tiver esperiência, apenas com os dedos pelo corpo, sem tocar nos órgãos genitais, já será suficiente, lembre-se de ser delicado neste momento), assim se ela demorar mais que você e não der conta de uma “segunda”… ela não ficará tão chateada;
    E por fim,
    10. A SIM É A MAIS IMPORTANTE DE TODAS:
    Seja casado, meu amigo, assim terá condições de conhecer tudo isto na prática.

    Se seguir estas dicas, não importa onde vc esteja ou quando a encontre novamente, ela sempre desejará tê-lo por mais um pouco.

    Abraços.

  • Carlos

    Muito bom…massa mesmo!!!

  • Dani

    “… troque meias palavras (”Muito legal te conhecer”) por malícia crua (”Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”)”

    Se alguem dissesse isos pra mim eu ia é enfiar a mão na cara dele! Minha mão q dizem ser bem pesada, por sinal..
    Quem gosta desse tipo de papo é cachorra! pu*a sem vergonha!
    Não sigam isso ao pé da letra, por favor… piora a situação não!
    =S

  • Dani

    PRA MIM, A FRASE NÃO É DE MENOS, MUITO PELO CONTRÁRIO!
    meias palavras (”Muito legal te conhecer”) por malícia crua (”Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”) -> TAPA NA CARA NA HORA!

  • Djalma I da Silva

    Ao invés de melhorarem os homens pioram as mulheres…

    Embora com exceções segue no texto a seguir o que a maioria quer:

    Copiar os erros históricos do sexo masculino não tornou o sexo feminino melhor, mas pior e muitas alegam o erro masculino apenas como um pretexto para serem putas (a máxima sensata diz “UM ERRO NUNCA JUSTIFICA OUTRO”. Podem tentam explicar, mas nunca justificaram a putaria a que se entregam quando ficam, aliás o termo “ficar” no passado tinha outro nome: PUTARIA! E uma vez puta difícil virar ex-puta! Porque muitos(as) querem deixar de ser putos(as) e dão uma de santinhos para se casarem (depois de viverem uma vida semvergonha e sem caráter). Infelizmente essa é a realidade. Não se trata do que eu pense, mas dos fatos.

    A igualdade, em todos os sentidos, trouxe o lixo à sociedade e hoje o que a maioria busca é uma vida devassa e sem futuro. Como dizem atualmente curtir e pegar, pegar e ficar. Uma pessoa que se preste a isso não presta para mais nada e finalmente não presta para o Amor.

    VIVA O AMOR VERDADEIRO! ABAIXO O SEXO LIVRE E SEM AMOR!

    Abraços a todos que amam de verdade!

    o poeta!

  • Rebeca

    Gosto do homem, homem.
    Esse negócio de delicadeza… me poupe!
    O mais importante é ser natural, não perder a postura de homem e estar aberto a aprender com as mulheres: “sem descer do sapato”.
    Homem também ama: então seja sincero, se declare – ame. Seja firme, sempre – e perceba quando a mulher gosta.
    Nem toda mulher gosta de tapa na cara, ou na bunda! Basta pegadas fortes, pulso firme! Seja para abraçar, e principalmente quando for puxá-la para junto de seu corpo. Nunca saia com uma mulher indeciso; se tiver, deixe a indecisão em casa e curta a mulher, faça-a sentir importante: Que, quando você estiver com ela: ela é a mais linda, a mais sexy.
    Em atitudes seja seguro, somente observe, perceba, se ela não gostar, da próxima faça diferente, mas, se decidiu fazer, faça com firmeza.
    Se eu tomar tapa na cara, ainda que de maneira sexy… não dá… pra mim esse cara é um futuro batedor de mulher. Prefiro que segure meu rosto com firmeza. Me puxe com firmeza, e depois, de uma atitude firme uma carinho bem doce… NADA MELHOR!!!

  • Djalma I da Silva

    acrescentando…

    Enquanto tivermos uma sociedade que caminha para que os pênis e as vaginas falem mais alto que os cérebros e os corações, teremos um mundo comandado por imbecis bem babacas e pilantras. Um mundo onde prevalece o corpo sobre a mente, a burrice sobre a razão e o sexo sujo sobre o Amor.

    Obrigado!

    o poeta romântico!

  • Taty

    Ah, que delícia ler issoo!!! Lembrei demais do meu namorado. Aquele sim, tem uma PEGADA FORTE E PRECISA! Aliás, foi o que me conquistou. Ele é muito INTENSO em tudo o que faz. Isso é maravilhoso! Ele sempre me pega de jeito, fala coisas sensacionais no meu ouvido, do tipo “Vou te comer forte hoje, deliciosa!”, me deixando loucaaa!! Temos uma sintonia muito gostosa… E esse negócio de ficar louca só com o cheiro da respiração do cara é a mais pura verdade!!!

  • Jaianne ;*

    homem com pegada ér tudo *O*

  • indecisa

    pra mulher eh assim: HOMEM TEM Q TER PEGADA!!

    e pro homem: MULHER TEM Q TER OQ?

    sempre pergunto pra amigos e tal..mas eles nunca definem numa palavra..ficam falando q mulher eh um mix d coisas..

  • Fábio

    O Mogan Lassel conseguiu relatar o que eu VEJO na prática.

    Ou tem gente que teve sorte ou tem gente que está se fazendo de cego(a).

  • Guilherme

    Atitude! É a palavra para toda relação ou inicio dela.

    Tava eu em um passeio com a turma do meu colegio(isso em 2006). Fazia tempo que queria ter mais do que amizade com uma amiga minha(linda ela). Passei o dia todo igual a um mané dando uma de melhor amigo(parecia ate ser um desses emos, mas naum sou!).Então no final do passeio já não sabia o que fazer, já tava-mos de volta para casa no onibus eu sentado do lado dela todo perdido com minhas palavras, então decidie pedir um beijo pelo menos a ela(isso mesmo “pedir”), bem ela não falou nada, só ficou me olhando(como se disse-se, então me beija).Eu não pensei duas vezes, dilhe um beijo de tirar-lhe o folego.
    Resultado: Um ano depois ela me procurou e estamos juntos hoje já faz quase dois anos(pretendo pedir-lhe mais uma coisa, casar comigo).
    Estou feliz, só porque tive Atitude na hora certa!

  • Mia

    Não posso deixar de comentar essa matéria. É a primeira vez que escrevo. Tive um homem que me pegou como nunca fui pega na vida…
    com 37 anos, sou apaixonada por ele até hoje!
    Homens, peguem as suas mulheres pra valer! É isso que nós queremos! Um homem com atitude, com pegada! Parabéns pela matéria.

  • Fred

    “Ter mente pinpointed” “Ser Straightforward” O que esta acontecendo com a lingua portuguesa? Ja esta mais do que na hora de valorizar a nossa lingua. Soa horrivel e alem do mais acho a nossa lingua uma das mais belas do mundo.

  • Bárbara

    Nossa, adorei. É disso que nós mulheres precisamos!!!Homem que não pede, que faz e sabe o que tá fazendo. Já estamos cheias desse papo de homem “metro-não-sei-que-porra-é-isso”, queremos homem de verdade. Hoje posso felizmente afirmar que o homem que tenho ao meu lado é um homem com pegada e precisão. E que eu amo!!!

  • Moraes

    Lúcio e Djalma L da Silva,

    Concordo em gênero, grau e número! Como vcs veem, ném tudo no mundo evoluiu, pois antigamento o amor e o afeto eram tidos como fatores preponderates para um relacionamento faliz, estável e duradouro. Lendo este blog me veio a cabeça uma imagem de um casal de idosos, caminhando de mãos dadas pelo calçamento, acompanhados de seus netos. Logo em seguida aquela indagação: Será que aquele senhor de quase 70 anos tem pegada? Se não, porque sua senhora, apesar de tanto tempo de convivência, parece está tão feliz e satisfeita?

    Salamaleico a todos!!!

  • diju

    texto absurdo que acompanha uma sociedade impregnada por uma estética mercadológica. O “homem de pegada” que esse texto mediocre defende está estampado nas telas de cinema. “Brad Pitts” da vida… Proliferam os livros de auto-ajuda e de comportamento. Todos se interessam por regras de comportamento, por maneiras de agir e de ser, construindo uma sociedade preocupada em ser diante da resposta do outro, criando comportamentos tão artificiais quanto os corpos plastificados. excluir o diferente, aquilo que “não agrada aos olhos”, ditar padrões de comportamento e de maneiras de ser no mundo. Tudo isso só amplifica a intolerância, o preconceito que, se antes era mais explícito em relação ao gênero, a cor e a escolha sexual, hoje se estende a comportamentos fora do padronizado. Enfim, esse texto é um lixo.

  • Bia

    Faltou pegada do meu agora ex marido, rsrs, quando eu prestes a completar 30 anos resolvi dar uma virada na minha vida, me arrumar mais, fazer algumas coisas que gosto, pois andava deprimida e insegura e a relação andava bem sem graça, só que o efeito foi colateral, ao invés dele se sentir bem com uma mulher mais sexy e mais decidida ele demonstrou mais insegurança do que já tinha e um ciume doentio dele começou a invadir nossa relação. Enfim, falta pegada quando o cara se vê frente a uma mulher decidida, sexy e inteligente e não sabe o que fazer com ela.

  • Alan Moebius

    Caro amigo,

    breve texto, de uma riqueza impressionante!
    Se me fosse dado o poder de alguma coisa alterar em tuas linhas, eu não faria, pois escancaras a verdade doa a quem doer.
    Sou psicanalista, e no meu consultório, ouço mulheres que contam cada uma a sua maneira isto que acabastes de expor…
    mulheres insatisfeitas com os homens “modernos”… “moderno demais”, como me dizia uma paciente ainda essa semana.
    “Não quero grosseria, mas firmeza”, outra.
    “Eu não quero que ele seja grosseiro comigo na frente das crianças, quero que ele seja GROSSO comigo na cama. Mas na frente dos outros, ele é o macho, mas lá no quarto ele nem f… mais… acho que vou arrumar um amante”, outra.
    “Não sei o que esses caras pensam! Não é por que eu tenho um bom trabalho e ganho muito bem que eu vou ter que assumir as rédeas da situação! Eu não estou aqui pra ninar marmanjo, que fica dando uma de sensível!”, outra.
    “Eu queria sentir o corpo dele mesmo, que ele me dissesse sacanagens no pé do ouvido. Mas ele não tem atitude… aliás, depois que eles inventaram esse porra de metrossexual, que pra mim, doutor, é uma forma ridícula de ser viado, eles só querem ser passivos! que merda! eu quero um homem que me faça pressão por trás enquanto me fala obscenidades no ouvido!” outra (essa foi foda! tava puta da vida com o namorado!)

    Imaginem, caros amigos, que ouço esse tipo de coisa a semana toda, e o que levo pra mim mesmo destas consultas, é o que eu não devo ser e não devo fazer a uma mulher! elas estão insatisfeitas, e não é uma mera neurose histérica (que acometem muito mais homens do que nós imaginamos), é uma revolta contra a “modernidade”, que criou homens lânguidos, preocupados com o tamanho dos músculos e com a pintura do carro estacionado na porta da academia, mas com uma sexualidade ainda infantil, auto-erótica.

    Quanto a mim, com 17 anos uma namorada me disse que eu deveria arriscar: “pense alto, o mínimo que pode acontecer, é vc levar um tapa na cara”… foi um antídoto! “pensar alto”, arriscar mesmo… um tapa na cara pode ser uma recusa, ou pode ser recurso pra excitar ainda mais a situação… o braço envolvendo a cintura, colando o corpo dela no teu… sem hesitar! me desculpem o “sensíveis”, ou os homens “modernos”, mas quando se trata de seduzir, eu prefiro ser anti-progressista!
    parabéns pelo texto, e parabéns a todos pelos comentários!

    P.S.:
    Lelloplay, se isso não for uma boa pegada, vc então estuprou a moça! ahahahahahaahahah

  • Lia

    Certa vez escrevi uma frase que reforça o que penso:

    A maestria do homem é o controle em sua força; e a maestria da mulher é a força em sua sutileza.

    Pra mim não tem fórmula; tanto o masculino quanto o feminino são essências, não características específicas.

    Um cara ser frágil e indeciso não o impede se ser estúpido, mesquinho, falso, omisso, e mesmo arrogante (quantas vezes vcs tb não viram mulheres assim tb?). E insegurança exagerada é algo que ninguém gosta de ver em QUALQUER pessoa, pq simplesmente ninguém quer arrastar um “chaveiro” por onde passa.
    Inclusive quando a mulher se deixa conduzir, é algo do qual ela tem controle. Ela não está sendo arrastada por ninguém (percebem a diferença, né).
    Portanto, se um cara se conhece, e não tem medo de si, sua masculinidade se exterioriza naturalmente(porque faz parte de sua necessidade inata e cultural), assim como a mulher tb.

    Acredito que uma chave importante pra não fazer merda, é enxergar, gostar do outro. E a outra é se sentir a vontade perto dele a ponto de sermos nós mesmos.

    Uma pessoa não se entende lendo livros, blogs, etc. Se entende se conhecendo. Porque pessoas são assim. Cada pessoa é um livro para ser lido.

  • Cristine

    “Um moleque de 17 anos pode ser um fracote, mas conquista qualquer mulher se tiver condução, precisão, direcionamento, ludicidade e profundidade”.

    Vivi isso a pouco tempo, tenho 30 anos e conheci um “moleque” de 17 anos, nos tornamos amigos pois faziamos um curso juntos, de vez em quando conversávamos, as conversas sobre diferença de idade foram surgindo e um dia quando estávamos comentando sobre isso, e eu falando que era ridículo e tal, ele disse: “mas por que não?”, fiquei desconcertada, depois quando fomos nos despedir com um beijo no rosto, ele me deu UM ABRAÇO, rsrs, foi tão gostoso, foi um abraço com pegada mesmo, que quando fui soltar dele e meu rosto passou perto do dele não teve como resistir. Então, pra mulherada novinha que acha que só os caras mais velhos tem pegada eu digo que não é verdade, o “moleque” que conheci tinha um bom papo, nunca foi deselegante falando bobagens e ainda por cima sabia envolver de tal forma que eu não tive como escapar.

  • Maria Paula

    Não pude deixar de responder aqui a resposta para a pergunta do Eduardo: pobre com pegada ou frouxo com dinheiro?

    E existe homem frouxo com dinheiro? O homem que é frouxo na cama, na paquera, é frouxo em tudo o que ele faz… é uma pessoa sem atitude. cito como exemplo no Rafael aí de cima, que enfrentou uma dificuldade bem no início do namoro dele, fazendo a namorada ver o que ele tinha de bom para oferecer pra ela e o quanto ela era especial para ele… e juntos eles cresceram nesse romance, com certeza.
    Meus pais vivem apaixonados 45 anos de casamento e tenho certeza que, mesmo com os perrengues financeiros, meu pai soube fazer a minha mae se sentir especial na cama e na vida, e eles cresceram juntos na vida.
    Falta atitude nos moços de hj, pois eles se formam na faculdade com cabeça e rotina de carinhas de 14 anos… seus interesses são videogames e baladas… os homens, 50 anos atras, se preocupavam em ter algo a oferecer qdo chegavam em um mulher, para impressioná-la. Só que para conquistar esse algo a oferecer, elese se jogavam de cabeça na vida, na luta, iam trabalhar, estudar, buscar assuntos, e com isso aprendiam a ter atitude.
    E depois que escolhiam uma moça, davam valor a ela. Não a tratavam como se ela fosse mais uma na multidão… e uma mulher se sentindo especial para seu amado, aguenta qualquer coisa. Sabe aquela história de “um amor e uma cabana?” só dá certo se a mulher se sente amada e feliz, por que o amado dela se preocupa com ela, não em fazê-la gozar, mas em fazê-la se sentir amada!
    John Gray, em “Marte e Venus no quarto” fala exatamente isso. Os homens fazem sexo buscando prazer, as mulheres, buscando amor.
    Gustavo, o que pensa sobre isso? Gostaria da sua resposta. entrei ontem aqui e já virei fã.

  • Natalia

    Puxa vida!

    Encontrei este blog agora, por acaso, li alguns textos já e foram absolutamente surpreendentes…

    Eu tenho um milhão de coisas para falar de todos deles, mas ao mesmo tempo dá vontade de não falar nada, não comentar nada prá não atrapalhar a instrospecção…

    Mas uma coisa eu nao posso, de jeito nenhum, deixar de falar: dá um alívio muuuito, muito grande ver que existem no mundo pessoas que pensam e vivem desta forma mais leve, mais…sublime? Não sei descrever! Rolar a página prá baixo e ver, ainda, várias pessoas comentando, e debatendo, e concordando, e acrescentando, é realmente inspirador!

    Porque embora saibamos que essa é a maneira mais gostosa e autêntica de se viver (e não estou afirmando, aqui, que haja uma receita, somente um caminho que é o de não seguir caminho algum), é muito muito diferente do senso comum, principalmente a que a nossa cultura se submeteu, e isso as vezes dá uma solidão de nã ter com quem compartilhar…

    Obrigada pelos textos, pelas palavras, e por proporcionar sorrisos!!!

    Vou voltar sempre!

    um beijo

  • ana

    Muuuuito bom…
    a fraze: ‘Homem com pegada: força ou precisão’ me chamou muita atenção, logo tive vontade d indicar pro meu filho de 18 anos. rsrsrs
    Da’i comecei a ler os comentários e pra que? Ñ consegui mais parar…
    e ñ resisto a ñ comentar.
    Tenho 47 anos. Nunca casei. E sempre fui muito bem resolvida sexualmente. E penso que o “X” da questão esta no “fazer por querer”. Tudo que a mulher quer é se sentir de-se-ja-da. Ela quer ser comida num olhar. Quer ser segurada com firmesa, com tesão.
    Tenho pena dos que disseram q mulher gosta + de dinheiro… (coitados, ñ sabem nada de mulher)
    Concordo com a Kika q diz: …Todo mundo mesmo, até mulher. Ficou de frescura já dou logo um: Vira homem, porra! E todos adoram! E param de frescura na hora!
    Apoio a Gorete q procura …Gentlemans, com traços de cavaleiros medievais….
    A MULHER PROCURA HOMEM E HOMEM PROCURAM MULHERES, DE VERDADE.
    O HOMEM COM SUA “FORÇA” SUPERIOR, TEM Q ATACAR. A MULHER COM SEU “DESEJO” DEVE PARAR DE FRESCURA, APRENDER A RECEBER E DAR DO JEITO Q “QUER” DAR.
    ao q disse o Mogan Lassel, assino em baixo.
    Mulher que reclama falta de homem é porq ñ sabe ser mulher. Sou feia, penininha, magricela e tive na cama to-do o homen q desejei ter. EU SEI QUE TENHO PEGADA. Ñ SOU FRESCA. SOU MULHER!
    Pena que o q “amei” era casado. E o mais “gostoso”, tambem. kkkk …Por isso “tô solteira”, mas nunca sozinha e muuuuuuuuito menos, carente.
    Homem nenhum resisti a uma mulher q pede o q quer. E a mulher nunca resiste ao homem q quer e ñ pede. Mas, toma possi.
    …mas claro, isso tudo com respeito ao desejo do outro. Nada por obrigação, opressão, coação… …só tesão.

    A frase mais “verdadeira” que ouvi até hoje nesses meus 47 anos:
    “HOMEM CASA PRA TER SEXO. E MULHER FAZ SEXO PRA SER CASADA”.
    …e por isso são infelizes para sempre.
    Pra se ser feliz, basta se ter um bom sexo com a pessoa q vive do seu lado.
    …eu, continuo procurando um q seja mais “homi” que eu, fora da cama. E menos “muler” que eu, na cama. rsrsrs…
    Abraços.

  • Mulher Feliz

    É,infelizmente a maioria dos homens que postaram aqui não parecem ter entendido o espírito da proposta do texto do Gitti. Imagino que eu tenha entendido, portanto vou relatar uma experiência onde a pegada inteligente foi fundamental:

    No início do meu relacionamento, eu estava bastante insegura, ainda que com muita vontade de darmos um passo a frente. Insegura pois tinha pouca experiência e o relacionamento ainda era recente, tínhamos pouca intimidade. Porém, o meu namorado, louco que estava, muito gentil e perspicaz, notou que eu me soltava mais, ficava mais concentrada com goles de vinho tinto. Não deu outra! Em meio a beijos, abraços, frases de efeito e carícias, ele me deixou tomar, pacientemente, quase toda a garrafa de vinho, me deixando solta, (não embriaga, obviamente)… pacientemente… tranquilamente… e depois ele me levou pra onde ele quis e foi feliz! Ele foi feliz e eu tb! Ele poderia ter arrancado a minha roupa e feito comigo da maneira dele, gozado e saído de cima. Mas ele me fez me sentir especial, uma vez que ele teve a paciencia e a inteligencia de me deixar segura e suas atitudes demonstravam que para ele eu era uma mulher especial, que ele sempre ia agradar.

    E não é só na cama que ele é assim. Até hoje suas atitudes demonstram que ele é digno de viver do meu lado e eu retribuo com tudo o que ele merece!

  • J

    Concordo com seu ponto de vista.
    As mulheres gostam de ser tratadas educadamente, mas tbm adoram uma relação caliente. Ou seja, devemos elogiar, ser cavalheiros, mas acima de tudo termos aquela pegada que deixa ela toda arrupiada.
    Ás vezes nem precisamos tocar nelas, só de falar algo no ouvidinho ou lançar aquele olhar elas já se sentem atraidas.
    Devemos ser amigos para dar conselhos, namorados para trazer uma felicidade e companherismo e na cama devemos ser amantes acima de tudo.
    No final ambos sairão satisfeitos e com um sorriso invejável.

  • Renato

    Depois de algumas horas em frente ao monitor quebrando a cabeça com minha rotina de trabalho de fim de semana, dei de cara com esse texto.
    “Homem com pegada: força ou precisão”? Consegui ler até o final, concorddei com algumas coisas e outras nem tanto. Na minha opinião o homem moderno, com ou sem pegada, precisa ser claro na colocação das suas idéias. Eu disse claro. Achei que esse texto tanto explica quanto complica, e não falou reto para mim na condição de leitor. Eu admiro pessoas que sabem usar as palavras de forma fácial, que não ficam desviando a atenção para os gestos ou para outros lugares que não sejam os olhos, o tema é legal mas a colocação da opinião ficou um pouco desorganizada, talves tenha sido as longas horas de trabalho que me fizeram perder a clareza do entendimento, mas foi um bom texto. Acho que podería ser melhor, ou não. É coisa minha? Não sei, falem vocês. De toda forma selvei em favoritos.
    Abraços.

  • Desio Cafiero Filho

    Cara,
    Entrei por acaso – pois, normalmente, tenho mais que fazer e só se encontra baboseiras nesses sites – e fiquei maravilhado com os depoimentos femininos, principalmente. Como bom libriano e cioso da justiça, tenho de admitir que as mulheres deram show de sensibilidade e sinceridade nos depoimentos; com os quais concordo, plenamente. Precisamos de mais oportunidades de contatos inteligentes, a fim de melhor nos inserirmos. Atualmente estou divorciado, há vários anos, e disponível; exatamente, por não encontrar pessoas interessantes para me relacionar.
    Parabéns pela matéria!!!
    Abração. Desio.
    P.S.: Quero cumprimentar e parabenizar também às mulheres inteligentes e interessantes que “compareceram” e se expuseram no contexto. Podem me acessar; se for permitido pelo site.

  • Hárisson

    È isso aí sem pegada e sem confiar no taco o homem não leva a mulher, nem ninguém, nem ele mesmo a lugar nenhum. O que acontece com essas novas “ondas” é que cada vez mais vemos um “afrescalhamento” da masculinidade e por o crescimento de tantas mulherees solteiras e desesperadas. Pena que no Brasil a poligamia não é legal. Mas até para ops poucos homens que ainda restam a coisa já ficando saturada. É muita buceta pra pouco pau. Que paraíso…rsrsrsrs

  • Gustavo Gitti (autor)

    O texto foi pra capa do Yahoo!Brasil, daí os trocentos comentários.

    Agradeço a todos que escreveram! Li um por um e comento algumas questões abaixo.

    “Enquanto tivermos uma sociedade que caminha para que os pênis e as vaginas falem mais alto que os cérebros e os corações, teremos um mundo comandado por imbecis bem babacas e pilantras. Um mundo onde prevalece o corpo sobre a mente, a burrice sobre a razão e o sexo sujo sobre o Amor.”

    DJALMA, se ler meus outros textos, verá que eu sou um grande defensor da profundidade nas relações. Cérebros e corações, como disse, não só pênis.

    Mas, veja, nada melhor do que um homem que sabe explorar todas as possibilidades, não? Além de saber filosofia, além de amar sua mulher, por que não complementar isso tudo com uma boa sacanagem, com dança de salão mais sexo irrestrito? É só isso que sugiro aqui.

    Se romântico e profundo você já é, não tem por que deixar de ser sacana no olhar e incansável na cama.

    “Ou seja: os relacionamentos são trocas entre mercadorias. Aquelas mercadorias com maior valor no mercado (o TIPO IDEAL de homem ou mulher) poderão fazer trocas com mercadorias também mais valorizadas. Todo homem e todo mulher devem buscar se valorizar nesse mercado, pois em tese, isso deixará a pessoa (ou mercadoria) mais próxima do sucesso e da felicidade no relacionamento.”

    LÚCIO, sensacional seu comentário. Um dos melhores.

    Concordo totalmente contigo. Porém, eu (que concordo contigo) escrevi o texto que você criticou. Por que será?

    Eu já fui contrário a essa lógica de mercado e já me revoltei muito ao ver outros operando assim (especialmente minhas parceiras): “Você não tem isso, então vou trocá-lo por outro que tem”. No entanto, meu caro, sendo nociva ou não, é burrice ignorar a existência dessa lógica. Se muitos agem assim, vamos atentar a isso, dialogar com isso.

    O Não2Não1 é um projeto pelo qual espero contribuir para aumentar nossa LIBERDADE frente a esses condicionamentos todos, então nada mais justo do que dialogar com eles, não suprimi-los de nosso discurso.

    Eu acho a expressão “Homem com pegada” meio boba. Não uso em minhas falas cotidianas e já critiquei muito essa visão. Uso, contudo, para engajar os leitores e introduzi-los ao site e, quem sabe, a visões mais interessantes. Ao fazer isso, percebo que há uma puta sabedoria (e especialmente um desejo implícito) em expressões assim. Não é à toa que elas surgem, você não pode simplesmente ignorar isso dizendo que é nocivo.

    Olha a quantidade de mulheres comentando aqui… Não é muito inteligente chamá-las todas de ovelhas seguidoras de uma lógica consumista e autocentrada em busca de um homem que não existe. ;-)

    Quanto ao homem “ideal”, o homem que descrevo no texto é TUDO MENOS IDEAL. Ele às vezes não vai agir pra agradar, muitas vezes ele não vai ceder à carência de sua mulher porque ele sabe que essa carência faz todos nós sofrermos (com homens carentes funciona igual). Ele vai desrespeitar, não vai seguir padrões, vai quebrar, vai amá-la de um jeito que muitas vezes ela não vai entender. Ou seja, nada de ideal aqui.

    Onde se viu que homem ideal dá tapa na cara? Isso é meio subversivo, basta olhar os comentários lá no texto que escrevi sobre isso no Papo de Homem.

    Ideal era o príncipe romântico, esse homem 100% agradável, simpático, atencioso e presente que muitas mulheres ainda hoje buscam. O tal “homem com pegada” que descrevo vai rir disso e vai ajudar sua mulher a superar a esperança de encontrar esse homem perfeito.

    Ideal só existe um de valor: a liberdade. Essa condição natural que perdemos na maioria das vezes, cegos por impulsos autocentrados, hábitos, condicionamentos emocionais e intelectuais, crenças etc. Temos, mulheres e homens, de acessar a liberdade de transitar entre diversos comportamentos e posições, beneficiando uns aos outros, treinando uma mente e um corpo cheios de generosidade e sabedoria. É só isso que importa.

    E fazemos isso usando diversos meios hábeis pra acordar e colocar brilho nos olhos do outro: forró, pegadas, sexo, poemas, brincadeiras, presentes…

    Quanto às mulheres, em nenhum momento foco nelas pois não sou uma. Ou seja, cabe ao homem fazer seu lance. A felicidade da mulher não depende de seu homem (ou não deveria), então as falas do texto subentendem um cara que apenas está querendo compartilhar e oferecer momentos de prazer e alegria a sua parceira, nada demais.

    Não cabe a nós reclamar de mulheres “sem” pegada ou ficar listando nossas necessidades (teve gente que pediu por isso aqui). Não. Cabe a nós fazermos nosso lance e oferecermos o que temos de melhor. Se elas aceitam ou não, se elas nos retribuem ou não, isso não importa. Ficamos felizes só oferecendo. Assim é um homem de respeito.

    Abração a todos!

  • Angelina

    Fiquei chocada com os termos usados em para uma boa pegada, primeiro um homem seguro de si mesmo sabe a hora certa de enaltecer uma mulher sem um palavreado chulo , machista. Um a mulher nao procura uma boa pegada com um cafajeste, que fale tantas asneiras de uma vez so. Se ha mulheres assim sao aquelas que querem somente momentos e nao um relacionamento maior. Falar bobagem na orelha de uma mulher parece coisa de frangote que precisa mostrar que eh galo. Um homem com H maiusculo sabe tratar um mulher de maneira elegante e ao mesmo tempo mostrando que ha mais coisas a serem descobertas. Queremos um principe que saiba ser macho, mas tudo a seu tempo e no lugar devido. acho que por isso existam tantas mulheres pistoleiras hoje, e homens falando que existem as pra casar e as pra transar, talves isso se refira ha homens para serem levados a serios e outros que se devemos deixa-los fando sozinhos.

  • Pensador

    O melhor comentário foi o da Liana:

    “Tah, falamos e cobramos tudo issa beleza dos nossos homens… A pergunta que fica eh – e nos meninas, qual nossa posiçao perante toda essa padronização exposta aqui… A DE MENINAS PASSIVAS QUE ESPERAM SER REALIZADAS.”

    Fico puto com tudo isso, pois o que o texto e o que os comentários das próprias mulheres mostram é um PUTA nível de hipocrisia, insegurança, e FALTA DE MATURIDADE MESMO. É muito fácil cobrar dos homens “comportamentos ideais”, e o mesmo tempo, “atitude” e “segurança”.

    Mas beleza… cadê a ATITUDE delas?

    Essa parada de “mulher do século 21″ é tudo papo furado; elas continuam correndo atrás do “Macho Alfa”, provedor, e que “magicamente” irá tapar os buracos emocionais q ela não sabe lidar sozinha. Acusam os homens de machistas e cafagestes, mas vejam só: o que elas tão pedindo…

    …O QUE ELAS TÃO PEDINDO EM SEUS COMENTÁRIOS, É JUSTAMENTE O MODO DE SER DOS CAFAGESTES!!!!

    Em outras palavras, sim: infelizmente a maioria dos homens de hoje é cafageste. Mas porque?

    PORQUE FUNCIONA.

    Elas os treinam, pra serem assim.

    A verdade nua e crua é que se as mulheres PARASSEM DE DAR pra os cafagestes… eles parariam de agir como tal! Simples, não?

  • Renan

    Sensacional…

    As mulheres e até os homens cobram muito dos homens. tem que ter pegada, tem que ser homem com H mesmo, etc… Mas nao podemos esquecer, que mulheres sem sal, nao há pegada que aguente, é um saco, pegar a mulher, tentar fazer 1000 coisas com ela, e ela: “ah! nao. isso nao” ” ah! nao, isso é coisa de puta”… Porra, num f***. O homem tem que ter pegada sim, e a mulher tem que saber retribuir essa pegada, ai o sexo pega fogo e a mulher chega em casa com o sorriso que o Gitti citou, e o homem também.

    Como dizia uma mulher que eu ficava e que sem dúvida será inesquecivel na minha vida pelo nosso sexo:” Uma dama na sociedade, e uma puta na cama”. Era o lema dela, e foi sensacional!!! Sem palavras…

    Saudades…

    Belo post

  • Silvia Copola

    Olha querido Renan, eu discordo totalmente de você.
    Acho que nessa sua relação de que ela não fazia nada que vc queria na cama é porque vc não estava sabendo levar.
    Oque é uma dama na sociedade pra vc?
    Todo mundo sabe falar oque é uma puta na cama, mais vc poderia me falar oque é ser uma dama pra vc?

  • Gilda Hayworth

    Estava conversando disso ESSA SEMANA com uma amiga que terminou um relacionamento. Disse pra ela (conversando por email):
    “E na verdade nem é culpa de ninguém. Talvez da geração em que se vive. A vovozinhas sofriam com o machismo…a obrigatoriedade de não ficar pra titia e aceitar um casamento medíocre com esse “machão”…
    A gente sofre com a falta de coragem, a indefinição dos homens…”
    E parece que tem sido sempre assim nos últimos consolos de amiga que que têm se passado comigo… Sempre essa frouxidão, essa insegurança desses bebezões em que os homens estão se tornando.
    Adorei o post. Vou substituir muitas de minhas próximas falas por ele. XD

    O comentário da Marina da Glória foi um retrato fiel de uma situação ultra-recorrente! Incrível…

    Beijos pra você!

  • Andrea Freire

    Amei tudo o que vc disse! Vou contar um pouquinho da minha história, tive um primeiro casamento que faltou a “pegada” e foi se tornando cada vez mais monótona a relação, depois que fiquei sozinha tive alguns relacionamentos que, como já li em alguns depoimentos, pareciam que tudo dependia de mim!
    Até encontrar meu segundo marido! Relutei ao saber que ele era 6 anos mais novo e, por puro preconceito, achei que não daria certo. Mas gente….. o que era aquilo??!!! Ele tem toda a pegada que uma mulher deseja! Me sinto a pessoa mais amada do mundo, ele faz tudo para me agradar no dia-a-dia de maneira sensível e delicada, mas na hora do sexo tudo muda e ele se torna o famoso TDB (tudo de bom), sou extremamente feliz com ele em uma relação que já dura 5 anos. Inclusive disse a ele que vou escrever um livro sobre nós, ele ri e acha tudo muito divertido!

    Parabéns, vc acaba de ganhar uma fã!

    Beijos a todos os leitores!

  • SG11

    A interrogação/interpelação de Pensador é absolutamente pertinente, como já o era a questão formulada sem rodeios por Liana: o que é que a opção pelo arquétipo do macho-alfa – SE ESSA OPÇÃO É MAIS DO QUE SEXUAL – diz das peticionantes.

    Formulo esta observação sem o menor espírito e criticar: os padrões de sedução antes de serem culturais, são genéticos, derivados directamente do propósito de sobrevivência da espécie pela procriação: os sinais de fecundidade da mulher – brilho do cabelo, côr das faces, vermelhidão dos lábios, elastecidade da pele – que sugerem uma idade apropriada para conceber e levar até final uma gravidez, têm a sua correspondência na postura do macho protector e provedor, tudo fruto de milénio e milénios de escassez e incerteza de recursos, agravados pela possibilidade de expulsão dos terrenos de caça ou de plantio, forçando éxodos incertos a que só os mais fortes sobreviviam.

    Neste contexto seria risível que a “mulher” tivesse que cuidar dos estados d’alma, das angústias ou das incertezas do “marido”. Valha no entanto a verdade que numa existência curta e ameaçada, definida justamente pela linearidade das condutas esperadas, não há nem as alternativas, nem os arrependimentos que formam, mesmo em potência (o medo de se arrepender), o combustível da ansiedade.

    Mas também essas mesmas circunstâncias impunham o rigído mecanismo de decisão, muito isolado no topo, mas replicado pela pirâmide abaixo.

    Ora, para mim esse é o cewrne da questão: será que depois de (desde o moivinento sufragista) reclamarem a paridade, há um número relevante de mulheres que anseia por se demitirem dos seus ónus?

  • Tatiane

    Parabéns por mais um texto MARAVILHOSO!!!

    Não concordo em parte com o que li nos teus comentários…
    Concordo no sentido de que o amor não deve ser esquecido e de que não devemos generalizar quando se é rude e descontes É Machão e quando ele é sensível é Gay…
    Acredito que O Djalma e o Lúcio sejam um dos poucos românticos perdidos pelo mundo. Tbm não concordo quando o Lúcio diz que o Gustavo esta criando o HOMEM TIPO IDEAL, pois o homem ideal é aquele que sabe tratar uma mulher com cordialidade, educação e carinho… porem na cama sabe que gostamos de uns puxões nos cabelos, uns tapas na bunda e de ouvir “Agora sou eu quem mando aqui!”

    E sabe pq isso, cada vez mais as mulheres estão independentes, conhecendo seu corpo e se libertando do que nossas mães e avós nos diziam… Que sexo era nojento e só para procriar.

    Hj o sexo para essas novas mulheres é MARAVILHOSO… Só é uma pena que os homens não estejam acompanhando esta evolução.
    Daí entra o lindo texto do nosso amigo Gustavo… onde ele consegue expor em uma linguagem ótima o que realmente esta acontecendo no nosso mundo de hj e o que muitas mulheres gostariam de gritar aos quatro cantos!

    Beijos…

  • Selecto

    Não Gustavo… Acho que houve um mal entendido.
    Dedicamos a você: http://selectomsv.wordpress.com/2009/10/05/mal-entendidos-so-saindo-na-rua/

    Abraços

  • Kely

    Nossa!! Realmente posso dizer que falta a PEGADA em alguns homens hoje.. mas como eu disse em alguns….. conheci um pedaço de mal caminho na sexta , Pensa em uam pegada, aquele cara que te dá uns beijos que faz vc flutuar ….aquele beijo que é tão inenarravél que faz vc perder o folego…e começar a piscar tudo…., aquele que faz vc perder a linha….Então a pegada desse lindo era forte.. e como disse falta bastante por ai….mas se axa…..rsrsrs

  • Leandro

    O comentário do Marco foi muito bem colocado. Existe momento para tudo (para ser safado inclusive) e necessidades diferentes e transitórias. O texto do Gitti foi ótimo, apenas cabe a nós saber a hora de ser assim e a hora de ser romântico, por exemplo. A base de tudo, talvez, seja a auto-estima, a realidade é que hoje em dia a auto-estima de muitas pessoas se encontra minada, e sem auto-estima é difícil agradar outras pessoas, quando nem mesmo nos agradamos.

    Abraços apertados para as mulheres rs

  • Fabricio

    Pelo título pensei q era um troço decente… Pura bravata!

  • Cristiane

    Manoo…
    O cara Brilhaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Isso deveria estar no manual do candidato de todas as universidades e faculdades…se é que eles lêem.

  • Djalma I da Silva

    Vamos usar a lógica:

    Todos sempre dizem que ninguém entende as mulheres, mas o fato é que ninguém entende ninguém e mergulham em uma troca continua de farpas.
    Se considerássemos uma mulher como dizem, teríamos que considerá-la uma incógnita, tal a x.

    Assim, considerando que não se trata de uma variável com contornos por um só domínio, precisaríamos considerá-la um multivalor. Assim, na teoria da orientação a objetos encontramos os conceitos de classe-objeto. Sendo cada mulher um objeto segundo a classe Mulher. Nessa classe teríamos um conjunto de membros, membros atributos e membros serviços.

    O conjunto de valores possíveis a X seriam acessados diretamente, quando tal membro for público, mas podem ser privados ou até protegidos (transferíveis por herança para outras mulheres – classe filha – conforme a evolução da classe). Lembrando que a classe mais ancestral da Mulher, como feminina, é a classe chamada Costela_de_Adão! Antes dessa somente a classe Homem (sob a qual descenderam as heranças da Classe Homem_Ancestral). Assim existem membros comuns entre a classe Mulher e a classe Homem, uma vez que derivam da mesma classe base ancestral. Geneticamente não se discute que o Homem possa ter surgido antes, pois o cromossomo Y não existe no sexo feminino, enquanto o X existe no masculino. Assim de um homem pode surgir geneticamente uma mulher, mas o contrário não! Assim, prova-se que existe certo fundamento em Adão e Eva.
    Estabelecemos um conjunto de funções membros (serviços da classe).
    Exemplo de serviço da classe Mulher:

    class Mulher {
    // macro substituição no dia-a-dia da função seguinte
    [Command “Nada_esta_bom”]
    Bool TPM() { return NULL; }
    /* outros membros da classe

    */
    }

    Mulher x = new Mulher() ; // instância do objeto x segundo a Mulher

    Quem sabe a maioria dos membros da classe Mulher sejam privados ou protegidos, assim como não podemos acessar diretamente os seus valores, temos que usar funções membros (serviços), isso quando eles existirem, para acessar alguns valores.

    Valores que nem sempre são absolutos e dão margem a uma série de interpretações.

    Concluímos que as mulheres podem não ser entendidas, mas homem algum pode deixar afirmar que são elas a COISA MAIS LINDA DO MUNDO!

    Vamos programar um mundo melhor e sem tanta exigência tola!
    Vamos programar um mundo de Amor!

  • Djalma I da Silva

    Olá Gustavo,

    Sou escritor e estudo o psique do ser humano, embora não seja psicólogo, meus textos não são de forma alguma uma censura ao seu texto, que é ótimo, diga-se de passagem, mas a minha contribuição é tal a sua, fator de enriquecimento aos espíritos, para que busquem de forma inequívoca a essa completude do viver que sugere. Gostei do seu aval precioso e de outros tantos que li, que comentaram seu texto, e que serviu como uma base de análise para a publicação de meus futuros livros, os quais, creio, ajudarão as pessoas a se tornarem mais completos em seus relacionamentos e não vazios ou só focando um aspecto da grandeza humana.

    Sexo é bom? Claro que sim! Ninguém sadio diria o oposto, somente os tolos. É extremamente delicioso sim e deve ser assim, essa flama continua e inesgotável, recheada por palavras picantes entre quatro paredes ou em aventuras por fantasias incríveis (como já fiz e me orgulho delas, desde salto de pára-quedas na região amazônica, até escaladas e sexo em elevador). Sou um romântico extremo e como tal, sou caliente, daqueles que sabem porque uma rosa é importante e porque a prendo com força entre os dentes para oferecer à minha amada é uma dança sensualíssima dela e minha. Não sou a rosa, ela é o símbolo da alma da amada! A rosa é para ela, a amada, e eu sou o guerreiro com a lança empunhada que hasteia a bandeira do Romantismo!

    Quem sabe mais da arte do amor que um romântico efetivo? Não aquele tal tonto chamado Don Juan, tolo, que acha que todas as mulheres são dele, quando não tem nenhuma, pois não tem segurança, não é homem o suficiente, para manter um relacionamento duradouro com uma amada (para mim, Don Juan não é romântico, mas um patético fracassado no Amor. Para mim, Romeu é exemplo de homem, por ser romântico e capaz de tudo um Amor forte como o aço e delicado quão a rosa que supra citei). Tenho pena de muitos nesse mundo… não deveria, mas tenho… lamento que muitos sejam um fracasso no seu íntimo e devam demonstrar a sua fraqueza em demonstrações de falsas fortalezas e amantes mentirosamente incansáveis.

    Sempre digo: Prefiro uma mulher que valha por todas, que todas que não valem uma! Esse é o lema de um romântico real!

    Minhas escusas aos que se sentiram atingidos e agradeço a oportunidade para meus comentários,

    Cordialmente,

    o poeta!

  • Gustavo Gitti (autor)

    Grande Djalma!

    Sensacional sua contribuição por aqui. Uma honra.

    Me diga: onde posso achar seus escritos online? E seus livros?

    Um abração e obrigado.

  • Djalma I da Silva

    Gustavo,

    Primeiramente, sou eu a agradecer pela oportunidade excelente em poder comentar e humildemente poder contribuir.

    Sei que muitas pessoas não acreditam mais em um mundo melhor, mas o que move o mundo no caminho à felicidade se não os sonhos bons? Todo romântico é um idealista por excelência e todo idealista um dia sonhou um sonho que tornaria realidade. Se isso não fosse verdade Júlio Verne não teria ido à Lua em idealização muito anos antes da viagem efetiva. Para muitos ele era um louco sonhador, mas dos sonhos de pessoas assim o mundo se transforma. A frustração é para aqueles que desistem dos sonhos.

    Deixei meu email na área: Leia mais sobre o autor.

    A resposta mais perfeita para o mundo se resume em uma única palavra: AMOR!

    Obrigado pela sua grande consideração e estimo sucesso cada dia maior a sua pessoa!

    o poeta!

  • carol sakurá

    Olá!
    Primeira vezno espaço e adorei!
    Uma frase citada no texto foi a chave para mim:”uma mente que a desafia”.
    Perfeito!
    De fato, não adianta o homem ser repleto de dedos,se a mente não instiga o sexo oposto.Nem digo a inteligência por si só,mas a malemolência do jogo da provocação que é parte primordial das preliminares.
    Abs!

    Carol Sakurá
    http://lepoeteenfleur.blogspot.com

  • Edu

    Indecisa:
    Pra mim mulher tem que SER solta! E se não for, pode deixar que eu solto!

    Marina:
    “Preferem ser cortejados a correr o risco da rejeição”. Já fui assim. Mas nunca tinha imaginado que o motivo era esse, sempre “embasava” o discurso com um feminismo/modernismo qualquer.
    Impressionante como as coisas mudam.

    Hoje o bom é o desafio!

  • enamorato

    Ser decidido abre as portas da conquista. O mesmo se diga para se MANTER a conquistada. Falo de caso próprio. Conheci minha mulher no ambiente de trabalho : bonita e muito assediada. Não acredito em cantada propriamente dita. Prefiro a abordagem franca. A verdade sobre o real interesse da aproximação. Disparei : vou te roubar para minha vida. Ela disse, mas o que vc quer de mim? Simplesmente a mulher! Frase decidida, simples e certeira. Até hoje estamos juntos.

    Gitti, vc tem razão. As mulheres querem atitudes, firmeza do seu homem, pegada firme de quem sabe o que quer e para onde deseja conduzir sua mulher, seja na cama, na rua, no carro, no mercado. Aquela mão que conduz flacidamente a companheira traduz falta de importância de quem conduz, não aponta direção.

    Não sei se concorda, mas as mulheres têm que retribuir à pegada masculina demonstrando que apreciam essa condução, exemplo, sair de mãos dadas com uma mulher que, à firmeza da sua pega, apresenta uma mão flácida envolvendo a sua é desanimador.

  • Francisco

    E a mulher, nada deve fazer?

    Ela também não é parte da relação, e portanto igualmente responsável pela “pegada” masculina?

    Será que só lhe cabe o papel de bela adormecida, eternamente deitada, imóvel, sem atitude, sem iniciativa? Não estaria na hora de acordar dessa letargia e também ter atitude?

    Não gosto da mulher que só sabe ficar esperando. Eu também quero atitude feminina. Também preciso me sentir desejado, preciso ter certeza de que ela se sente atraída por mim. Terei tal direito? Ou será exclusividade feminina?

    Acredito na relação fundamentada na igualdade. Vejo com surpresa que as mulheres, ao contrário, abominam a igualdade. Preferem continuar a ser tratadas como objetos desprovidos de vontade própria.

  • Sergio

    Realmente, o assunto aqui abordado é palpitante (principalmente para um jovem adolescente quarentão, como eu!).

    Eu me inscrevi neste blog e percebo que os textos de comentários vão se acumulando na minha caixa postal sem que eu consiga lê-los em sua totalidade. Na verdade, nem preciso fazer isso.

    Como uma pancada no peito, cada parágrafo contém tanto conteúdo sobre o tema “amor” e “conquista” que vacilo entre recusar a idéia de ser um homem “de pegada” e abraçar a de que ainda preciso aprender a sê-lo.

    Por isso (e talvez ainda por não ter segurança suficiente para assumir todos os riscos de uma rejeição à minha melhor “pegada”), prudentemente consumo a conta-gotas (talvez para com medo de “overdoses” desnecessárias) o teor, que para mim é rico e desnorteante, de cada opinião aqui exposta (particularmente as que são emitidas pelas mulheres!…).

    Isso já basta para eu me ocupar ao longo do dia e no final da noite com reflexões motivadoras sobre quem fui, quem sou, onde cheguei e aonde ainda quero chegar.

    É evidente que não concordo com tudo, até por que bastantes argumentos são antagônicos.

    Uma questão para mim ainda não está resolvida: como dar vazão a uma sens(x)ualidade ludicamente agressiva e controlada, com tranqüilidade, se a cada dia somos informados (por todos os meios) de uma nova agressão inexplicavelmente covarde a homens, mulheres, crianças, famílias e até a povos e grupos de minorias?

    O que isso tem a ver conosco, com a nossa vida íntima e com nossa relação com as mulheres?

    Qual será o limite entre a eventual patologia social e egoísta imposta por um homem (ou, quem sabe, por uma mulher?!) e a legítima e mútua gratificação desejada pelo casal sexualmente maduro? (Evidentemente que utilizo a expressão “sexualmente maduro” me referindo à sexualidade bem-resolvida de cada parceiro e não às suas idades)

  • Ale

    “Sempre digo: Prefiro uma mulher que valha por todas, que todas que não valem uma! Esse é o lema de um romântico real!”
    Bravo!!!!! To contigo querido! Só que trocamos mulher por homem, é claro!
    Mas não te esquece que a capacidade de amar está contigo e não no outro…Tu encontrará várias mulheres valiosas por que tem a capacidade de enxergar o que há de valor nas pessoas…pelo teu valor próprio, é claro!
    Mas é por aí mesmo, pessoas mais inteiras sabem ter a coragem de mergulhar no amor e em relacionamentos duradouros…Aos que não conseguem, que continuem treinando ter “a pegada” na noite.rsrsrs

  • Lúcio

    GUSTAVO, obrigado pelo convite para continuar debatendo.
    Vamos por partes, como faria o Jack Estripador :

    Primeiro, para evitar confusões, eu não disse que o texto resgata o TIPO IDEAL de homem príncipe-romântico, nem argumentei a favor desse resgate. Digo isso por perceber essas linhas de interpretação sobre o meu comentário.
    Minha crítica é destinada a essa “necessidade” de pensarmos os relacionamentos (e o parceiro ou parceira) a partir de TIPOS IDEAIS (ou modelos prévios, para evitar mal entendidos com nomenclaturas ) que hierarquizam e situam os relacionamentos e os sujeitos. Esses modelos acabam sendo, muitas vezes, a referência para classificar o “outro”, o “eu” e o “nós” (os que estão se relacionado) diante do “nós” e do mundo. Nesse jogo predomina a lógica do espetáculo: o essencial é aparentar ser um tipo ideal. A farsa, o medo e a chantagem estão a todo vapor em relações apoiadas nesse jogo.

    MANUAL DE UM HOMEM CAGADOR:
    “Concentre-se no vazo sanitário. Nesse momento é você e o vazo, não pense em mais nada. Mostre que você manda no vazo: Levante sua tampa com um jeito decidido, tenha firmeza nas mãos. Mantenha o foco: repita mentalmente enquanto abaixa as calças: – hoje eu cago em você –. Sente-se suavemente: você e o vazo devem estar integrados de forma que sinta o vazo como se fosse seu corpo. Cuidado: você não deve se fundir com o vazo, sua autonomia e a do vazo devem ser respeitadas. Respire três vezes profundamente antes de expelir a merda: isso te trará confiança. Aproveite cada segundo da merda caindo: mesmo existindo várias cagadas na vida, cada merda é única. Mantenha a motivação: caso o cocô não queira sair, saiba que mais sedo ou mais tarde algum cocô sairá. Dobre o papel higiênico sem pressa: poderá rolar mais um toletinho. Passe o papel higiênico na bunda de forma nem delicada e nem forte: você não vai querer ficar com a bunda suja ou assada —Por isso TENHA AS MÃOS FIRMES! A precisão é tudo… a delicadeza é sujeira e a força assaduras e hemorróidas ”
    O cara com prisão de ventre e hemorróidas dirá: –Puts! Como eu fui idiota! Agora encontrei um caminho para resolver meus problemas!—Depois de um tempo estudando o manual e tentando colocá-lo em prática o cara diz: — Sou um incompetente mesmo. Tenho o mapa, mas não chego ao tesouro! Eu sou um bosta! — Nisso as hemorróidas crescem.

    Meu objetivo com essa ironia foi causar estranhamento. Através de uma caricatura tentar causar outro olhar sobre o tema debatido. Possibilitar outro ângulo para observar a questão. Não pensem que estou querendo dizer que o texto do Gustavo é porcaria e ponto. Pelo contrário, a questão não é essa. O que eu quis foi ilustrar como soa, em minha opinião, pensar num modelo apriori de homem. Além de tentar representar, de forma bem humorada, as conseqüências que enxergo serem derivadas dessa linha de pensamento. Vamos adiante no debate…

    Gustavo, você tenta fazer a negação de condicionantes como o príncipe-romântico, mas na negação da negação (no momento positivo; propositivo) tu caí na mesma lógica aprisionante que quisestes negar. A tua negação da negação ao invés de ser um exercício de liberdade dessas e outras condicionantes torna-se uma reafirmação do negado reformulado. Eu sei que sua intenção não foi essa, mas esse texto (só tive tempo de ler esse texto e o “10 dicas”, portanto minha crítica só cabe a esse texto), em minha opinião, leva a isso. Por que será?
    Tu vai demonstrar como deve agir o homem TIPO IDEAL (com pegada,Alfa, x, Omega… o nome não importa, continuaria sendo um modelo de homem a ser seguido). Você definiu um conceito de homem e saiu descrevendo quais características esse homem teria. Isso ficou ainda mais evidente no teu comentário que tenta negar a alimentação de um TIPO IDEAL:
    “Ele às vezes não vai agir pra agradar, muitas vezes ele não vai ceder à carência de sua mulher porque ele sabe que essa carência faz todos nós sofrermos (com homens carentes funciona igual). Ele vai desrespeitar, não vai seguir padrões, vai quebrar, vai amá-la de um jeito que muitas vezes ela não vai entender. Ou seja, nada de ideal aqui. (…)O tal “homem com pegada” que descrevo vai rir disso e vai ajudar sua mulher a superar a esperança de encontrar esse homem perfeito.”
    Cara, o que foi feito aí? O “homem com pegada” que você descreve não vai seguir padrão? A questão é que a criação “desse homem” e de seus atributos já é criação de um padrão. Inclusive nas suas características mais aparentemente subversivas: “ O tal “homem com pegada” que descrevo vai rir disso e vai ajudar sua mulher a superar a esperança de encontrar esse homem perfeito.” — tenho que me lembrar do rizinho quando minha parceira falar em homem perfeito— Isso tudo acaba sendo a defesa de um modelo de homem. Pensar partindo desses modelos é muito mais aprisionante que libertador.

    Acho que o melhor caminho para discutirmos relacionamentos amorosos-eróticos-afetivos, e aumentarmos “nossa LIBERDADE frente a esses condicionamentos todos”, seja partido dos principais problemas e problematizando-os de forma profunda. Temas como dependência afetiva, o outro como propriedade e mercadoria, relacionamento como panacéia, os sádicos e os masoquistas das relações, a situação de refém… enfim, existem vários temas que tratam do aprisionamento e que poderiam ser debatidos profundamente. Acho que a tal “LIBERDADE frente aos condicionamentos” virá de uma negação da raiz de determinados modus gradeantes e degradantes. Mas acho que, caso você queira usar esse blog para isso, deveria mudar a sua estratégia de atrair leitores para o site, pois do jeito que você anuncia seus textos, tende a atrair muito mais as pessoas que estão afim de modelos… dicas … manuais. Não falo isso por preconceito com as pessoas, é que os anúncios (pelo menos o do Yahoo) e esse texto prometem isso.
    Dialogar não significa aceitar tudo o que outro diz. Em minha opinião, são dois lados ou mais que se expressam e se escutam podendo haver concordâncias, discordâncias, mudanças nos pontos de vistas, acordos onde havia desacordos (ou vice-versa), ou discordâncias inconciliáveis. Pensar que há diálogo quando se parte de acordo integral é confundir diálogo com monólogo.
    Recusar a lógica do mercado nos relacionamentos não implica deixar de dialogar com ela. Pois é ela que pretendo superar e para isso eu preciso conhecê-la bem. Logo estou sempre em diálogo com ela, ainda que eu não queira alimentá-la. Só existe diálogo com o quê/ou quem concordamos?
    O meu tendão de Aquiles (e paradoxalmente ponto forte), certamente vocês notaram isso, é que meu texto fica, sobretudo, no campo da negatividade. Aí o leitor dirá: — um niilista que se entrega. Um niilista que se assume como niilista.—Não quero ser um niilista, apesar de nesse momento meu texto ser.
    O meu momento de positividade está justamente na negação. É essa a afirmação e contribuição que eu posso dar nesse momento.

    Falou !

  • Gustavo Gitti (autor)

    Lúcio, se as pessoas querem modelos (e é verdade, na pesquisa que fiz a maioria pediu por “dicas”, não “ensaios”), então a gente oferece modelo junto com as outras coisas. Caso contrário, seria um blog hermético e não é isso que desejo.

    Em relação ao outro ideal que descrevi, explico.

    Vários homens estão sofrendo hoje em dia e várias mulheres também. Minha única motivação com este blog (OK, já foi comer mulher, mas isso acho que passou) é focar neste sofrimento e oferecer meios hábeis pra cultivo de sabedoria, liberdade, criatividade, flexibilidade, generosidade…

    Os posts que vão direto na veia falam de meditação, em uma outra forma.

    E os posts que tratam de outros meios hábeis mais indiretos falam de padrões que podemos incorporar por pura liberdade, assim como todos nós agimos com certas identidades, em certos padrões. Se um cara puder oferecer o “homem com pegada” pra sua mulher, muitas das insatisfações vão se dissolver.

    Mas, claro, a GRANDE insatisfação (dukkha) permanecerá. E pra isso eu não tenho o que falar (sofro do mesmo mal) a não ser indicar professores, livros e centros de meditação. ;-)

    Então, meu caro, em nenhum momento escrevo sobre o homem ideal, até porque estou longe de ser ou saber o que é essa quimera. Eu apenas ofereço outras identidades que podem ser incorporadas por um homem livre, possibilidades de expansão de nossa corporeidade, outros tipos de toques, encaixes e modos de relação. Só isso.

    Quando falo em tapa na cara, não penso em “O homem ideal dá tapa na cara enquanto mete”. Nada disso. Leia lá o texto no Papo de Homem e entenderá a abordagem.

    Abração e obrigado por voltar aqui e escrever mais um pouco.

    Seguimos.

  • Camila

    Gustavo, simplesmente perfeito esse texto. É exatamente essa a sensação que nós mulheres queremos ter: a de que o homem nos deseja por inteiro, com o corpo e com a alma também. E quando ele tem essa pegada, não é simplesmente pq aprendeu um ou outro truque barato pra conquistar a gente… Na verdade ele aprendeu a ler os nossos sinais e sabe o que vai fazer nossas pernas bambearem quando aquela fala mansa chegar bem perto do nosso ouvido… e aí, qualquer frase, romântica ou a mais pura sacanagem, vai soar como o frase perfeita…

    Procuro um homem assim, que me faça perder o fôlego, mas é uma pena ver que muitos homens ainda não aprenderam que pegada não é força ou músculos…

    Parabéns!!!

  • Babi

    Ai, gozei! Prontofalei.

    ;)

  • Anônima

    Perfeito, Gustavo!!!

    Posso dizer que você captou a essência do desejo feminino…

    Pena você ser um rapaz comprometido…ou sorte da sua amada.

    Quanto á algtumas opiniões masculinas meio raivosas, eu só posso interpretar como profunda insatisfação sexual (para não usar termos chulos), homossexualidade mal resolvida ou ainda, segundo Freud, conflitos emocionais arraigados e relacionados á figura materna.

    Parabéns, adorei o blog!!!

  • Ana Ser

    Gitti mais uma vez provocando…
    Pegada é tudo, e por isso mesmo é indescritível. Imagina se o essencial para conquistar as mulheres (esse ser inefável e singular) poderia ser transformado em dicas, atitudes, padrões…
    É firmeza nas mãos, precisão na pegada, intensidade no olhar, provocações nos beijos ou condução na dança, mas principalmente firmeza nas atitudes, precisão na conquista (porque mulher percebe quando o interesse é nas coisas que te faz mulher ou naquilo que te faz unica), intensidade no viver, provocações nas idéias e condução da sua própria vida.
    A pegada é muito alem de algo estritamente físico. Domir com uma mulher não é dificil, o dificil é fazê-la ter vontade de acordar juntos. Não to falando no sentido romantico, mas na intensidade/profundidade do momento.
    E fico muito desapontada quando vejo tantos homens frouxos, covardes, com medo de se envolver, como se intimidade significasse amarras, e na verdade apenas queremos nos entregar,queremos sorrisos estampados, pernas bambas, borboletas no estomago, suspiros que não se contém, brilho nos olhos, pele vistosa. Pode ser com estranho, um novo conhecido ou o mais conhecido dos homens da sua vida. Pode ser por uma noite, um dia inteiro ou a vida toda.
    Queremos ser pegadas, arrebatadas, de corpo e alma, não simplesmente apalpadas.

  • Márcia

    Sim pegada é tudo!!
    Não só do homem , mas a mulher também tem que saber a pegada para agradar.

  • Felipe

    Um homem que sabe explorar bem a sua masculinidade, sem confundi-la com crueza ou machismo, tem um mundo de pernas abertas à frente.

    Há quase dois anos, fui apresentado a uma garota na porta de uma festa, sem muito papo e depois de umas duas horas acabei me encontrando com ela na pista de dança e depois de umas duas ou três músicas que dançamos da forma mais quente – sexualmente descarada possível, acabamos nos pegando.

    Hoje em dia, passados quase dois anos de namoro, muito feliz, tenho certeza que a grande sacada daquela noite foi justamente a forma safada e sincera com a qual pegamos um ao outro.

    Ela afirma, sem que eu me lembre exatamente, que eu já havia passado à frente de todos os limites muito antes de beijá-la, de fato, nas duas ou três músicas que antecederam o primeiro beijo, já estávamos transando mentalmente – tamanha a interação corporal e energética que encontramos durante a música.

    Mais do que pegada, naquela situação houve sinceridade, objetividade, gostamos um do outro e não nos escondemos sob disfarce algum, naquele momento nos abrimos e essa foi a grande firmeza por trás de todas as mãos que rolaram desde aquela noite.

    A essência da pegada não é corporal, mas mental, energética – somos muito mais capazes de conquistar/desestabilizar uma mulher com um olhar sincero profundo do que com qualquer elogio, ou lugares-comuns da praxe masculina.

  • Eterna Aprendiz

    Não notei nada de errado com a sua voz. Se andaram tentando te grilar em relação a ela, não registre. Faça uso dela,da forma que bem quiser, na boa. OK?
    Como sou uma frouxa, apaixonada por um frouxo, conclui que não devo perguntar p’ro Maguila o que ele faria com uma mulher mal comida que nem eu. Hahahahahaha…ou será que devo??????

  • Lúcio

    Eu que agradeço pela oportunidade de diálogo e provocação.
    Um abraço.

  • Zitos

    Concordo e discordo totalmente…
    Vou contar um caso particular, e aposto que não tenha homem que não esteve na minha situção…
    Estava pegando a 1 semana uma mulher, 20 anos, mas cabeça de mulher. Era legal, e claro q fomos pro abate… totalmente um lixo, ela não tinha pegada, ela não tinha noção do que fazia, não abria a guarda pra ficar gostoso, e tentativas de pegada, firmeza ou qualquer coisa que lhe nomeie não faltaram. Sempre tive certeza que era um cara de pegada, que sempre conseguiu o que queria, mesmo sendo cachorro, sempre fui sincero no que queria, sem mentir, nunca dizendo que sou perfetinho pra namorar, o que nunca me atrapalhou. Mas voltando, foi uma merda, com frescurites na cama, sendo que eu queria uma mulher pra acabar e que acabasse comigo. Sexo bem feito é aquele que os 2 pedem água. De que adianta vc homem acabar com a mulher se ela n consegue te deixar exausto e pensando… putz foi tesão pra caralho, quero mais, mas não hj; e ela sair pensando, vai ter volta, que tesão.
    Fim da história, de duro ficou mole; o trem abaixo, não levantava mais, coisa que nunca tinha acontecido antes. Fiquei em transe, não sabia que porra era aquela, ou o que tinha acontecido, mesmo sabendo que tinha sido uma merda desde o começo. Me preocupava mais em pensar que que essa guria veio fazer aqui comigo se é pra ficar paralizada.
    Deixei ela em casa e liguei pra minha amiga do sexo, aquelas que vc tem pras horas de necessidade. Digo mais, funcionou que foi uma beleza, foi bom demais.
    Agora de que adianta ter pegada, se ESSAS MULHERES DE HJ NÃO SABEM ACABAR COM O CARA TB.
    Uma dica, se pegarem um cara firme… acabem com ele que ele não vai te decepcionar, MAS SEJAM UMAS CACHORRAS NA CAMA, pq HOMEM QR MULHER QUE TENHA PEGADA TB. E se o cara é froxo, acaba com o cara tb, e da uma de cachorra tb, que daí ele vira homem ou vc já sabe que ali não da liga OU QUE O CARA NASCEU PRA BRINCAR DE BONECA MSMO.
    HOMEM GOSTA DE MULHER CACHORRA, NÃO DE FICAR INSISTINDO PRA TER ALGO QUE PODERIA SER FACIL. QR SER CONQUISTADA VAI JOGA WAR II; SE É PRA FAZER DIREITO QUE OS 2 FAÇAM E NÃO FIQUEM RECLAMANDO, AHH EU DISSE NÃO E ELE DESISTIU… FAÇA ELE DIZER SIM PORRA, PQ NÃO É SOH ELE QUE QR, VC TB QR SENAO NÃO ESTARIA NAQUELA SITUAÇÃO!! FAÇA ELE TE QUERER DE JEITO PQ MULHER BANANA É FODA.

  • Carol

    “Troque insegurança por precisão, meias palavras (”Muito legal te conhecer”) por malícia crua (”Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”), tapa na bunda por tapa na cara, e verá que não é necessário muita força para que uma mulher se sinta conduzida, preenchida, elevada.”

    Simplesmente perfeito!!!

  • Djalma I da Silva

    Boa Noite a todos!

    MULHER CACHORRA????? ENTÃO HOMEM “CADELO”?????

    Nem todo homem gosta de mulher cachorra, isso não é verdade! Aliás, se fosse, seriamos caninos e não seres humanos (embora alguns se assemelhem muito mais aos macacos no comportamento).

    Não sei se alguém gostaria que chamasse a mãe dele de cadela e que ela transa como trepam cães e cadelas na rua. Uns com umas e umas com outros e mais outros e outras. Assim seríamos todos filhos da puta. Acho que isso não cabe a todos ou quem se atreveria a vestir a carapuça de chamar todas as mulheres de cadelas e todos os homens de cachorros?

    As vezes digo que tenho cá minhas dúvidas, se são os seres humanos descendentes dos macacos ou se são os macacos descendentes dos seres humanos, pois tem tanta gente inferior que parecem piores que símios.

    Por essa monta de sorte não acho prudente taxar a todos como seres inferiores, pois somos dotados de razão, inteligência e sentimentos nobres (embora muitas vezes prefiramos deixá-los a sombra das estupidezes).

    o poeta!

  • Djalma I da Silva

    Deixemos o puritanismo de lado e usemos apenas a lógica.

    Se o que chamam de “ficar” não é putaria, então o que seria putaria?

    Putaria é o sexo vagabundo e sem compromisso, o sexo livre e sem envolvimento profundo. O sexo dos(as) muitos(as) parceiros(as). Se isso não for putaria, então a putaria não existiria mais. O fato é que ela existe sim!

    No fundo encontraram um termo elegante ou menos desprezível para rotular a putaria.

    Talvez namorar seja uma coisa ultrapassada e o certo é a “ficação” ou “pegação”. Namorar é ruim e ficar ou pegar é bom! Será?! O que uma das correntes de psicólogos embutiu na cabeça de muitas pessoas (tolas) é que a experimentação é algo salutar para a boa formação das pessoas, pois as experiências supostamente trariam uma felicidade e uma melhor capacidade de escolha no futuro. Na verdade transforma a maioria em pessoas frustradas que não inspiram confiança (basta ver o numero crescente de suicídios entre jovens), sabem aquela confiança que faz alguém especial a alguém??

    Sem essa confiança é impossível o Amor e sem Amor duvido que alguem possa ser efetivamente feliz, mesmo que tenha a melhor pegada do mundo (grande merda)! Tem pegada e não tem nada a oferecer enquanto pessoa, enquanto ser que possa amar. Na verdade a pessoa se transforma no lixo que acha ser a suposta liberdade que possui, o lixo disfarçado de liberdade. Se consome pela libertinagem e não serve para ser especial a mais ninguém, pois não tem nada a oferecer que já não tenha dado a todo mundo.

    O exercício da liberdade é a inteligência de se saber onde estão os limites que obedecidos permitem a felicidade, pois não existe liberdade sem dever! A libertinagem é a transgressão da inteligência e que faz os tolos viverem a ilusão da falsa felicidade!

    Poder-se-ia ter tudo na vida, mas sem Amor não se tem nada! Poder-se-ia ter o melhor desempenho sexual do mundo (que um dia acabará) e isso não conduziria ao lugar chamado felicidade!!! Por que será que tem tanta gente besta no mundo ainda???

    Mas, de qualquer forma o mundo ensina e apesar dos tropeços de muitos ainda percebemos lampejos de esperança para um mundo melhor.

    o poeta!

  • Eterna Aprendiz

    O Zitos é um propagador de frouxidão Se o duro dele ficasse mole pro resto da eternidade, seria um belo favor a classe das frouxas.

  • Eterna Aprendiz

    O que que é isto Djalma?
    Se eu não fosse tão impulsiva e, assim, tivesse lido seu comentário antes de me manifestar, teria ficado quieta no meu canto.
    Você é tudo de bom! Vou até ler os outros comentários da galera pois, praticamente, só li o do Zitos.
    Zitos, se você é um grande pegador, pense na possibilidade de usar sua força sexual para construir uma relação em que a confiança, como bem explicou nosso poeta Djalma, propicie que sua vulnerabilidade emocional possa se manifestar e ser curada.
    Considere que esta é a sugestão de uma frouxa que te quer bem porque sabe que homens como você podem se tornar grandes curadores.
    beijos

  • Djalma I da Silva

    Eterna,

    Que lindo apelido! Eterna como a Amada!

    Ser pegador é fácil, tive pouquíssimas namoradas, mas as que tive ou reclamavam pelo meu excesso (fome incomensurável), ou ficavam me ligando para marcar de novo. Não ligo se tenho ou não uma boa pegada.

    Até porque a última mulher que disse que me faria pedir água, passou a noite toda comigo na maior loucura na cama (e fora da cama tbm rsss) e quem ficou de quatro foi ela (a maioria reclama de mim por ficar assada de tanto frenesi). Minha ex-mulher dizia que eu era doente (tarado. rssss), mas fazer o que, se todo romântico é assim? Neh?

    Mas, não gosto de contar casos pessoais, pois parece que estou querendo aparecer. Infelizmente me obrigo a contar para não dar a entender que seria um frustrado sexual e quero aqui apenas mostrar que o problema não é ter boa pega, mas ser um amante completo, por isso escrevo meus livros e quero publicá-los logo.

    Ter pegada para um romântico é ponto de base e não de topo. Isso já ponto consumado e muito ínfimo para ser tratado com tanta importância. O que existe além disso? Bom!… Isso é o que muitos devem descobrir para encontrar o caminho da felicidade! Ser feliz é o que importa e para isso existe uma receita bem simples: AMAR DE VERDADE A UMA AMADA, TÃO-SOMENTE, E NÃO VIVER COM FALSAS ILUSÕES DE AVENTURAS AVULSAS E SEMPRE INCOMPLETAS!

    Abraços aos cavalheiros e flores às damas!

    Vamos regar a vida com um bom vinho!

    Um brinde a todos!

    Salute, Pace e Amore!

    o poeta!

  • Djalma I da Silva

    Aqui segue um trecho do meu livro (já em tradução para o italiano para ser lançado na Europa)

    Pensiero profumo

    La mente del un romantico è come raffinato stratto di pensieri e desideri! Nè tutto l’oro del schiocco mondo-immondo vale una oncia del suo amore! Il sogno, la fantasia, lo lirismo è tuttoo realtà!

    Niente di questo è finto! Il romantico vive il
    suo essere, non crea pallieare per se stesso! Stesso che agli altri tutto sembre maschera, mai per lui stesso!

    Il che importa la sua apparenza agli altri, di fatto, oltre de suo essere alla visione della sua amata? Vive isolato nell’oceanica solitudine o con suo altro possibile e molto desiderato, oceano:

    La sua eterna amata, i pleiadi di costellazione unitaria!

    Un mondo d’amore!!!!

    il poeta!

  • Zitos

    Eterna aprendiz, ou eterna sonhadora….
    Sonhadora pq imagina que todos os homens são iguais e espera um principe encantado, diferenciado dos demais… digo apenas que, aproveitee enquando pode, pq o principe um dia aparece, mas enquanto isso, aproveiteeeee os errados. Não sou machista, sou apenas um realista. 99% dos homens não querem uma mulher pra namorar, querem alguem pra curtir. E curtir não no sentido de sacanear a mulher, mas sim ter bons momentos. Agora, depende da mulher o tanto que essa curtição dura. Se é um lixo na cama, não sabee satisfazer o homem, esquece, não tem duração. Se o cara é ruím de cama, de pegada, vcs mulheres tb nao darão duração, pq não vale a pena ficar no chuveirinho ou no dedilhado toda noite. E qnd decido construir uma relação, acontece, pq sei fazer, com a mulher que achar que valha a pena. E mulheres de pegada também sabem, qnd o cara vale a pena. Acredito não ter um problema emocional como tu diz, mas sim, ser muito consciente do que eu quero e do que posso oferecer, como ser um homem com H, mas tem q valer a pena.

    Ao grande POETA.

    Cara, acorda, vc eh um romantico insano.
    Não adianta falar de amor, se o mundo de hj busca justamente oq vc diz, mas prega a sacanagem. Claro que em determinado momento da vida, isso irá acontecer. Mas qnts casais já se separaram e quantas juras de amor eterno vc já viu?
    Acredito que não tenho o conteúdo necessário pra te desafiar a um debate, pois amei apenas 1 vez e meu “amor platonico” pode não ser platonico quando eu desejar, mas não agora.
    Agora, vc realmente acha que existem mais casais de amores eternos ou de amores temporários?? Claro que é bom, mas qm disse ao Sr. que ser cachorro ou cachorra eh ser puta ou puto. Ser cachorra eh saber ser mulher temporária, pq ninguem qr uma santinha qnd tem vinte e poucos, no meu caso e de mtos q conheço. Ninguem qr casar com o primeiro amor, ninguém qr o eterno nas primeiras. E ninguém qr alguem sem pegada, tanto pra homem qnt pra mulher.
    De que adianta satisfazer a mulher todo santo dia com surpresinhas, jantarzinhos romanticos, presentinhos, viagenzinhas, se na hora do vamos ver tu n da conta do recado ou fica na mao??? De que adianta a mulher ser dedicada, amorosa, linda, se na hora do vamos ver ela não satisfaz o cara??
    Sexo é sexo, e é mais da metade de um relacionamento. E qm qr sexo shakespeariano, pelo amor de deus, acorda. Sexo bom é sexo safado msmo. E não venham as mulheres me falar que, depende, discordo,e blabalbla.
    A primeira vez que vai pro abate pode ser legal algo bem romantico e tal, mas depois da 5??? a mesma merda?? ahhh tahh… por isso os casamentos caem, as traições acontecem.
    HOMENS CACHORROS E MULHERES CACHORRAS sabem oq precisa pra manter um relacionamento, basta achar um canino que tenha as outras qualidades de ser humano.
    E sei sim a diferença entre cachorro e cadela, cavalo e égua, gato e gata, Mrs. Aurélio.
    Acorda Platão, sai da caverna…

  • Djalma I da Silva

    hehe!

    Bom! Só posso dizer o seguinte: Não existe monotonia quando o amor é real. Afinal se nos dispomos a casar não é para instantes. Assim, como meus avós permaneceram em amor por 74 anos juntos como romeu e julieta e possa ver que isso é possível sim. Mas, a sociedade é muito pregadora de mudanças continuas e isso nem sempre é o caminho correto. Transportou essa ideia tbm para os relacionamentos. Assim, troca-se de parceiros(as) hoje com muito mais frequência que no passado. Alguns dizem que no passado as pessoas faziam escondido, mas isso não é verdade. Percebo que embora tenha criticado minhas colocações tem muito em comum com o que as pessoas esperam. No fundo, é interessantíssimo esse debate pelo fato de aparecer a verdade sobre o interior das pessoas e que elas possam buscar muito mais que uma simples vida calcada em falsas idéias de felicidade.

    Como vc mesmo diz, no fundo, no fundo, o que as pessoas buscam para ser felizes é algo consistente e se elas se entregam a uma vida mais devassa é mais fruto de desabafo, que propriamente curtição de vida.

    Nunca disse que o real objetivo das pessoas seja o amor, pois duvido que no íntimo delas desejassem ficar sem. Aí sim eu seria insano. Ser insano é não ter a capacidade para pensar sobre as coisas a luz de bons parâmetros. Estudo lógica a quase 20 anos e posso dizer o seguinte:

    Muitos pensam que pensam, mas se pensassem de fato não fariam muitas das coisas que fazem. Normal que todos errem, pois ninguém é perfeito e nunca me atrevi a dizer que exista alguém assim. Mas, pela simetria também não justifica sermos muito imperfeitos.

    Assim, pelo que interpretei do que vc escreveu no seu comentário acima, não exista tanta discordância em comparação ao que escrevi anteriormente.

    O fato é que seres humanos podem ser melhores a cada dia e não me vejo como um cão e não vejo a mulher que desejo como cadela. Aliás, ela não precisa ser cadela para se fazer um ótimo sexo!

    Essas manias e modas que muitos seguem são como os bois que seguem o estouro da boiada, pois presumem que isso é evoluir, mas nem sempre isso é verdade.

    O que espero e que entendo que no fundo muitos esperam é justamente uma vida feliz com alguém especial, mas pena que os métodos para se chegar a essa pessoa não sejam os mais inteligentes.

    E com relação a satisfação sexual que vc fala no seu texto nem preciso comentar, pois concordo. Aliás eu mesmo falo sobre essa intensidade que vc propõe.

    Agora se sexo fosse tanto quanto supõe, então chegada a idade avançada e as pessoas se separariam. Nesse ponto vc está equivocado e peço que nesse aspecto repense seus conceitos. Não me imagino tão fora do escopo da sociedade, mas discordo de caminhos que uma grande parte das pessoas elejam para realizar uma vida feliz.

    E se sexo fosse mais da metade de um relacionamento, então seria razoável esperar que mais cedo, mais tarde, perdessemos nossa mulher para outro cara com desempenho superior. Isso seria fatal!!! Uma certeza absoluta em acontecer. E ela, por sua vez, nunca pararia na mão de um só homem, mas ficaria em trânsito continuo até sossegar o pito. Então, veja que relacionamento é muito mais que sexo!

    No mais agradeço seus comentários!

    Abraços!

  • Djalma I da Silva

    … satisfazer sexualmente não basta! Vi comentários de várias mulheres e homens que se satisfizeram sexualmente, mas nem por isso foi tão bom para elas, nem para eles. Se fosse assim, isso bastaria para eles ficassem juntos e não ficaram.

    Sexo é muito bom e não se discute isso, mas basear um relacionamento de forma muito dependente so sexo ou somente pelo sexo é muito pouco sim! Por isso que o número de separações hoje é muitíssimo maior que outrora.

    Muitos alegam que a repressão conservou muitos casamentos no passado por mero pudor e respeito aos conceitos da sociedade da época, mas isso nunca foi a norma. O normal, no passado, era realmente permanecerem por um amor baseado em respeito, carinho, atenção, senso de proteção ao outro e preocupação mais com o cônjuge que a si mesmo e também no grande desejo sexual pela outra pessoa.

    Basta ver os números e só não vê quem não quer!

    Abraços!

  • Ana Carolina

    Mais um texto maravilhoso, Gustavo!
    E veja só, os comentários estão perfeitos, tanto que li cada um. =]

    Abraços,

  • Djalma I da Silva

    Para a informação de todos. Foi diagnosticado que de todas as áreas da ciências existentes a mais atrasada é a sociologia. Sem ofensa! Na verdade é uma área de difícil trato, uma vez que depende de gostos pessoais, ideologias fortemente arraigadas e outros fatores subliminares. As ciências exatas e afins são as que mais rapidamente evoluem e a cabeça da sociedade não acompanha essas modificações tão facilmente quanto parece.

    A teoria evolucionista propõe que os homens descendam de uma ramo comum entre hominídeos e símeos. Pensando assim, vemos que ainda vivemos na selva de pedra (nossas casas de alvenaria são um arranjo mais “bonitinho” das cavernas que de início habitávamos).

    Levamos milhões de anos para chegar ao atual estágio de evolução, primando não somente pelo desejo incontrolável de reprodução dos antigos microorganismos de que somos constituídos e que chamamos hoje de células.

    Não creio que seja interessante retroagir aos tempos dos trogloditas, os quais levavam suas macacas para copular nas cavernas. A bandeira da liberação feminina exorcisou esse conceito machista e desgraçado que havia na sociedade. Então, vemos que nem tudo no passado é melhor que atualmente, mas percebemos uma deterioração do tecido social em muitos setores, principalmente no que se refere organização e manutenção das famílias. Hoje as famílias estão muito dissociadas e mergulhadas em choques de idéias. Muito disso é oriundo da tecnicidade crescente nos meios de comunicação e agora mais ainda pela presença de agentes servos inteligentes.

    Por isso, é interessante buscar ver o caminho que as coisas estão tomando.

    Vejo que muitos pretendam levar novamente as mulheres para cavernas simplesmente para devorar seus apetites reptilineos por sexo (e muitas mulheres realmente se sujeitam a essa relação fútil).

    De qualquer forma é difícil misturar elegância, educação, respeito, carinho, amor, sexo, motivos racionais e demais sentimentos em um ser que pretenda ser um espírito desregrado e devasso. São coisas completamente incompatíveis.

    Não existe a bola quadrada que gire parada em cima de uma pedra de pau! Isso só cabe na mente dos obtusos.

    Meu senso de liberdade e personalidade estão muito definidos e lamento que muitas pessoas ainda estejam perdidas e querendo voltar as cavernas como trogloditas pré-históricos.

    Cordialmente,

    o poeta!

  • Eterna Aprendiz

    Zitos,

    Acredito que uma bela frustração, como a narrada por você, pode ser muito mais produtiva do que várias belas trepadas. Pois interpreto a realidade como uma fascinante dinâmica entremeada de verdade e amor. Para construir um amor consistente, precisamos tomar nossas pilulas da verdade.
    Não quis ser agressiva com você, assim como percebi, claramente, que você se posicionou com firmeza e autenticidade evitando me ofender.
    Insinuar que sou uma sonhadora foi pertinente…hahahahahahaha.
    Pra curtir, eu não dou caldo, mas se você aceita amiga frouxa pode contar comigo.

    abraço.

    Poeta Djalma, obrigada por não desistir do amor e do respeito!

  • Djalma I da Silva

    Obrigado pela sua forma polida e autêntica em se posicionar.

    Eterna, não sei porque muitos nessa vida justificar o que é errado como certo. Porque desde que A.Einstein criou a T.da Relatividade muitos querem crer que tudo possa ser relativo. Nem Einstein em sua genialidade quis insinuar isso, aliás pelo contrário, postulou que a luz fosse absoltuta para expressar a teoria dele.

    Assim existe o certo e o errado sim, mesmo que muitos insistam em dizer que não. Mas, com isso só quis dizer que entre quatro paredes e sendo somente duas pessoas que se respeitem e se amem de verdade vale tudo e não como muitos acham que curtir a vida é ficar fazendo suruba à vista (todo muito junto) ou a prazo (uma por noite ou por semana). Isso se assemelha aquelas larvas que ficam umas sobre as outras sobre a carne putrefeita. O que há de bom e belo nisso???? Nem Deus aprova um comportamento desses ou será que Ele aprovaria? Negar a busca convicta e correta de uma Amor certo para vida desde o início, desde solitário, e ir de encontro a orgia só para satisfazer instintos das cavernas, isso não é ser um homem completo ou mulher completa, mas sim um ser ainda precário que necessita de evolução.

    Dentro de quatro paredes não comento o que faço com minha Amada, pois não é da conta da sociedade e fica mais excitante assim, esse mistério romântico e super apimentado.

    Pena que muitos tenham frustrações na vida e por fraqueza se entreguem ao ritmo do estouro da boiada indo de encontro a uma vida repleta de fragmentos de relacionamentos capengas onde mal conseguem transar direito com alguém e busquem apenas a satisfação própria.

    O fato é que não devemos nos preocupar tanto com nosso prazer, como essa infame sociedade atual preconiza, mas buscas a satisfação primeira da pessoa que dizemos amar. Sem isso, nada feito! E como podemos ter esse respeito para com o corpo alheio sem ao nosso corpo respeitamos e nos entregamos a uma vida poluída??? Dizem que o corpo é o templo da alma e se esse corpo não é de respeito não comporta um espírito saudável. “Men sana in corpore san”!

    Sempre estive a frente do meu tempo e as músicas e tecnologias que rolam hoje para muitos eu já conhecia e curtia a muito tempo. Vejo que está na hora dos seres humanos pararem e resgatarem muitos belos valores de vida perdidos e empoeirados.

    Todos no fundo buscam o Amor, mas infelizmente uma grande parte das pessoas estejam indo na contra-mão para encontrar esse Amor. Resta saber quem está errado: Quem preza pelo Amor efetivo como um poeta romântico como eu ou quem deturpa e viola a integridade moral, espiritual e corporal de outrem. Que Deus fique de prova! Talvez assim entendam que não exponho os fatos aqui para atingir ninguém especificamente, mas ao que está errado e no fundo as pessoas sabem muito bem o que é certo e errado, pois não são criancinhas de fraldinhas para não ter essa noção (embora existam um bando de sem-noção mesmo no mundo! Hehehe)

    Beijo para vc Eterna e continue sempre valorizando o Amor verdadeiro, pois nesse consta a felicidade e de resto?…. bom… de resto é resto.

    o poeta!

  • Unbelieveable Stuff

    Nice One……….

  • Khandinho

    Djalma, sugiro que leia o livro Evolution of Desire, a atração é explicada minunciosamente… e veja pesquisas relacionadas a sexualidade e atração. Acho que só assim vai compreender o sistema…

  • Djalma I da Silva

    Muito interessante a idéia da evolução do desejo e não discordo da evolução sexual que tivemos, discordo apenas dos métodos como as coisas estão sendo levadas por muitos e que está escancaradamente errada, afinal nunca se viu tanta gente frustrada nos relacionamentos como atualmente (basta ver que a cada 10 casamentos 8 vão de mal a pior, pesquisa inglesa). Um dos motivos é “o hábito faz o monge” ou o que o valha: Quem se acostumou a uma vida desregrada do não respeito a outrem e com falta de compromisso sério dificilmente, depois, entra na linha! Quem confia???

    A sociedade mostra os números e podemos vê-los facilmente. Façam pesquisas e vejam! Não se trata da qualidade da evolução sexual (que também foi grande), se trata da maneira como muitos tratam o relacionamento e a questão do respeito.

    Muito individualismo ao ponto do egoísmo! Isso está mais que claro.

    Mas, valeu a dica!

  • Djalma I da Silva

    Todos temos muito a aprender e eu não sou exceção, mas aprendi a dar respeito enorme aos sentimentos de uma mulher. Tive algumas frustrações, mas todos acabamos tendo vez ou outra. O fato é que sei que muitas pessoas ficaram felizes com as coisas que fiz por elas.

    E aqui entre nós, tive cada namorada de fazer parar o trânsito! Gata é apelido para elas! Talvez, isso possa demonstrar que pelo fato de me entregar em Amor real por a uma mulher, isso realmente conte mais pontos que zilhões de pegadas ou não. Quero dizer a muitos infelizes que pegada só por pegada é uma bosta de pegada! Mulher (tirando as exceções) quer muito mais que sexo e elas estão cobertas de razão nisso (como o próprio Gustavo sugere no texto desse blog)!

    Claro que não basta os “charminhos” e “joguinhos” de sedução, não basta um ótimo jantar, ou flores, ou ir a uma balada, ou etc e tal. Claro que tem que rolar muito sexo bom entre os que se amam, mas entre os que se amam! Para mim sexo sem amor é lixo, mas cada um tem uma opinião!

    O texto do Gustavo é fantástico e muito bom e bem escrito. Da minha parte apenas sugeri que justamente para completar a dita pegada, se faça uso da inteligência e respeito não só a si mesmo, mas também a pessoa que está conosco. Um respeito que passa com certeza pela capacidade de manter longos relacionamentos (preferencialmente eternos).

    Assim acho que fica mais claro o que pretendi aqui.

    Abraços a todos e flores às damas!

  • Djalma I da Silva

    Está na hora de deixar esse espaço muito gostoso de bate-papo! Achei muito interessante esse diálogo e troca de opiniões. Como temos que emitir nossas opiniões, não podemos deixar de ser transparente e colocar muitas vezes o discurso fora da 3a pessoa, e temos que levar a coisa para a 1a pessoa. Parece um pouco de Narcisista isso, mas não temos outra forma em um blog de opiniões, pois temos que expor nossos pontos de vista.

    Agradeço às críticas e sugestões e não levo nunca nada para o lado pessoal, apenas gosto de atiçar os espíritos, como a maiêutica de Sócrates, para uma boa discussão. Não se extrai nada quando se impõe anti-democraticamente as coisas. Isso é péssimo para qualquer um. Assim respeito o ponto de vista de cada um e não faço ofensas diretas a ninguém, mas por eu ter uma personalidade forte, definida e não seguir ditames de modismos repentinos e afrescalhados que vem e vão a todo instante no mundo, tenho um postura firme nas minhas convicções.

    Quem sabe tenhamos uma evolução depois dessa balbúrdia que está a sociedade. Mas, o que com certeza eu vejo espelhado no olhar de muitos é MEDO! Por isso tantas depressões e síndromes do pânicos e maus do século associados aos problemas da psiquê. Normal, para uma geração bombardeada pelo excesso de informações e pelas idiotices dos pseudointelectuais que querem fazer quer aos espíritos fracos que todas as instituições estão falidas e incluem nelas a religião, a política, o casamento e a família. Eles prestam um deserviço à sociedade com a mentalidade energúmena deles.

    Abraços!

    Cordialmente!

    O Poeta! E VIVA O AMOR!

  • Eterna Aprendiz

    Valeu, Poeta!
    Eu, por exemplo, já deixei de transar com um amigo pegador (e ele ficou puto) só porque estava apaixonada por ele.
    As possibilidades humanas são infinitas, pessoal! Cultivando os ingredientes defendidos pelo Poeta (amor, respeito, confiança), no final, pegadores e frouxos(as) acabam se entendendo.
    Com a ajuda do Herbert Viana também vou me despedir: “atrás de uma frouxidão também bate um coração”.
    Felicidade para todos.

  • Mauricio

    Uma vez uma amiga disse: mulher fala mal de homem cafageste, mas não gosta de homem bonzinho…

  • ainda sou uma garotinha

    Gitti, tenho uma pergunta. Responde ? Por favooor!!!

    E a pegada da mulher? Como seria a “boa pegada”?

    Tô me sentindo uma menininha boba perguntando isso, mas é que, no seu texto, achei que você abordou TÃO BEM a questão dos anseios femininos, que fico imaginando quão ótimo seria poder vê-lo analisar essa questão da conquista (e, mais especificamente, da tal pegada), sob a perspectiva masculina.

    Então, seu Gustavo: qual postura/atos/gestos/jeito/olhar/toque/jeito/etc arrebata um homem? O que os homens esperam?

    POr favor, Gitti, diz, diz… hehe

  • marília

    Gitti, muito, muito bom.

  • Gustavo Gitti (autor)

    “Qual postura/atos/gestos/jeito/olhar/toque/jeito/etc arrebata um homem? O que os homens esperam?”

    Uma vez li num blog sobre “pegada feminina”. Isso não existe.

    Mulher boa é aquela que se deixa pegar. A gente não quer boquete perfeito, a gente quer isso: entrega, corpo solto, movimento, curva, textura, cheiro. A gente quer pegar.

    E se a mulher não está aberto, a gente abre, não tem problema. Somos treinados pra fazer mulher sorrir. O problema é quando elas rejeitam até mesmo esse jogo de abertura, aí complica para os caras menos experientes.

    Eu pessoalmente fico maluco com tudo aquilo que é delicado, sutil e tem movimento, traço, curva. Bracelete, aquela carne a mais na lateral um pouco acima da cintura, o colo, o ombro de fora (ombro de fora é o que há em algumas mulheres), o cabelo caindo no rosto (ou um belo rabo de cavalo), dois pezinhos pra cima com ela estirada de bruço, aquela cruzada trançando as pernas de um jeito impossível para um homem, posições sexuais com as pernas dela fechadas e tudo aquilo que um homem nunca faria, tipo escrever “super concordo”, “euquerooooo” ou “amo!!!!”.

  • Anonima 2

    E as mais seguras e menos “garotinhas”? Porque Gitti, vc tá descrevendo aí a Alice (no país das Maravilhas)…
    Aquelas que olham nos olhos?
    Aquelas que brincam sem medo?
    Aquelas que dizem o que querem, como e aonde (mesmo com a doçura de um chantilly…rsrs)
    Aquelas que não precisam de você, mas são capazes de dizer no seu ouvido que querem você.
    Será que estas assustam demais??? Porque você pode colocar uma pele de cordeirinha inocente, mas nada muda sua essência…
    Eu asseguro que a mulher pode sim ter atitude sem abrir mão de sua feminilidade.

  • Nanda

    Olá Gustavo, texto genial!

    Certa vez me apaixonei por um carinha que era tudo de bom! Gentil, carinhoso, amável, maduro, inteligente e aparentemente fogoso. Não teve jeito, de doce amizade pulou pra ardorosa paixão. Acontece que qnd finalmente fomos pros finalmentes ele não deu conta do recado, eu acho q esperei d+, por causa de nossas conversas quentes no MSN. Eu tava louca, há 1000 por hora, até pedi tapinha no bumbum, e ele tava devagar quase parando…. Não sei se ele horrorizou c esse “tapinha”, mas dpois disso ele começou a me evitar e não entendi mais nada!

    Nunca tinha acontecido algo parecido antes. O q acha q aconteceu?

    bjs e parabéns, seus textos são ótimos, sempre acompanho!

  • ainda sou uma garotinha

    Tô compreendendo,maaaaas, sabe o quê? Quero mais!
    Ô, Gitti, sua resposta foi super boa, contudo você não acha que esse assunto merece um post INTEIRO? Eu acho que sim. hehehe

    Escreve, vai.

    E,a propósito: “euquerooooo”

  • carla

    Sou muito mulher e…

    NAO GOSTO de força, gosto de jeitinho, de carinho de uma mão boba e leve…

    e não de firmeza alá “Olha como sou macho”

  • Tatiane

    Faço minhas as palavras de Anonima 2…..
    E gostaria de saber qual tua opinião Gustavo, sobre mulheres com este perfil.
    Beijos…. Amo tudo que escreve!!

    Anonima 2 disse:

    E as mais seguras e menos “garotinhas”? Porque Gitti, vc tá descrevendo aí a Alice (no país das Maravilhas)…
    Aquelas que olham nos olhos?
    Aquelas que brincam sem medo?
    Aquelas que dizem o que querem, como e aonde (mesmo com a doçura de um chantilly…rsrs)
    Aquelas que não precisam de você, mas são capazes de dizer no seu ouvido que querem você.
    Será que estas assustam demais??? Porque você pode colocar uma pele de cordeirinha inocente, mas nada muda sua essência…
    Eu asseguro que a mulher pode sim ter atitude sem abrir mão de sua feminilidade.

    >>>>>>>>>>>>>

  • Jac B. R.

    Ganhou mais uma admiradora. Perdi a noção do tempo lendo teus textos.
    Um verdadeiro alívio saber que existem homens assim.
    Keep up the good work!
    Abraço,
    Jac

  • Mi

    e ainda tem gente que se pergunta : Pô o cara é feio e a mulherada vive atras……pegada meu povo,quem sabe sabe!!!rsss

  • Debora

    “Troque insegurança por precisão, meias palavras (”Muito legal te conhecer”) por malícia crua (”Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”), tapa na bunda por tapa na cara, e verá que não é necessário muita força para que uma mulher se sinta conduzida, preenchida, elevada.”

    Parei de ler aqui.

    Ridiculo.

  • Aline Capistrano

    Adorei seu site voltarei aqui mais vezes…

    beijão.

  • Lilla

    Gitti, eu não sei os termos corretos, mas a configuração dos comments esta parecendo toda embaralhada…a data está muito próxima do comentário, sei não, derepente é o meu computador, mas estive agora mesmo vendo PdH e não estava assim…

  • Roberta

    Habilidades masculinas indispensáveis: força, precisão [e muitas outras das quais vc mesmo já escreveu sobre]. Não pode faltar a conjugação das duas. Lá em cima vc pede pras leitoras contarem um momento em que faltou firmeza ao parceiro. Fiquei pensando… na verdade, num papo já é possível detectar se o cara falha nesse aspecto ou não. Por exemplo… se for indeciso ou não souber se posicionar em relação a qualquer questão, enfim. Parece simplista, mas eu creio que funciona meu ‘frouxômetro’, rsss. De toda forma, creio não ter vivenciado alguma decepção dessa natureza com as pessoas que já passaram pela minha vida, sorte? Acerto, eu diria… rsss

  • danilo

    hoje em dia nos homens temos sempre que estar aprendendo uma coisa nova pois quem quer ser chamado de frouxo? adoro mulher que me subestima e tambem gosto de subestimar minha parceira pois sempre esquenta a relação

  • Ray

    Gustavo,
    qual é a pronúncia correta de Gitti?
    Bj, querido!
    Ray

  • anônima

    eu namoro com um cara que passou 5 meses pra pegar na minha bunda.
    Detalhe: eu tenho 19 e ele 23.
    E sexo então?Fizemos a 2 meses atrás e mês que vem estamos fazendo 1
    ano de namoro.
    Tudo bem que ele era virgem,mas vem progredindo graças a mim [modéstia parte]
    Acredito que no mundo existam outros tantos iguais a ele,raros…
    mas existem.

  • Paola

    Ei Gustavo!
    acabei de conhecer seu site e gostei muito do que li. Percebi que vc acompanha os comentários deixados, então gostaria de deixar minha dúvida…
    quando estou no meio de uma relação sexual sempre tenho minhas dúvidas se me comporto como uma mulher forte, capaz de aguentar tudo e fazer de tudo para que o homem sinta prazer…ou se me comporto de uma maneira sensível e desprotegida, mostrando q preciso dele me guiando na cama…
    não sei se já parou para pensar nisso…mas dependendo do homem certo comportamento da mulher na cama pode assustá-lo e fazer com q pense que ela é melhor do que ele em sexo, e isso muitas vezes é um abuso e um impecilho para continuar o relacionamento! mas parecer ser inexperiente demais as vezes pode ser o pior caminho..
    obrigada, beijos!

  • Erick

    Obrigado Gustavo Gitti pelas dicas :D as vezes está tudo embaixo do nosso nariz e não nos damos conta.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Paola, o melhor é não tentar parecer nada. Sinta e dê prazer do jeito que quiser. O cara que se vire pra superar seus bloqueios, medos e sensações de impotência.

  • Tota

    Cara, a minha colaboração pro time representando “pegada” foi ter chegado numa lésbica.

    E ter pegado ela. Com força.

  • Danilo

    Cara! bela explanação a respeito do trato que pode-se dar a uma mulher. Sendo que não precisamos ser machistas para entender que numa transa ou numa relação de amor é imprescindível que se curta a sensibilidade seja na nossa pegada ou na entrega feminina, porque afinal a mulher tem a sua maneira de”pegar”, e é quando a nossa pegada surge efeito.A mulher para ser bem conduzida precisa querer, assim ela além de receber o homem com intensidade ainda o fará delirar com suas carícias peculiares, o que faz a pegada de um homem se concretizar com louvor.

  • Drica

    Gitti,

    acho que me acostumei demais em ser o “homem” da relação, sinto que domino todas elas. Nada do que um homem nos últimos 6 meses fala ou faz quando está comigo me surpreende. SEMPRE (e quando digo isso é sempre meeeesmo) sei qual é o próximo passo que ele vai dar.
    Caras!!! Isso é totalmene broxante!!! Sejam expontâneos e, pleeeease, originais!!!
    Devo estar saindo com os homens errados.

    Parabéns pelo texto, sempre me fazes refletir a vida!!!

    Beijos de uma fã incondicional!

  • Tuka

    Gitti, você é uma pessoa completamente diferente do que passa nos seus textos, pensei q conheceria uma pessoa interessante e o que eu pude ver foi um grosseiro sem nenhum tato, uma pessoa que nem se importa com os seus leitoreis… Seja mais humilde! E para de criar imagens sua atraves de seus textos que são meros devaneios…

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Tuka!

    Ah, sim, 3 linhas por MSN dizem muito das pessoas… ;-) Eu só entro no MSN pra assuntos rápidos, entrei porque um amigo me pediu como expliquei pra você.

    Se quiser falar comigo, use o email. Nenhuma leitora nunca se irritou em conversas por email.

    Pra MSN com gente que não conheço pessoalmente, é isso mesmo: eu peço foto pelada. Assim a gente cria intimidade, entendeu? Se você não entra na brincadeira, sinto muito. ;-)

    Abração pra ti.

  • Dinheiro, beleza, inteligência… O que faz um homem atraente para as mulheres? | Não Dois, Não Um: Um blog sobre relacionamentos lúcidos

    [...] A discussão acima nasceu de um convite da BIC para responder a pergunta “O que é um homem bem-feito?”, mote da campanha de lançamento do barbeador BIC Comfort 3, que já tinha rendido um texto aqui no Não2Não1. [...]

  • Maiko

    Gustavo,

    Minha namorada é auto-confiante, extremamente inteligente, tem visão de futuro, tem um bom emprego etc…

    Bom, a respeito de mim, acredito que vem de familia, mas eu admito sou dessa raça de dodóizinho do caralho (Sensível). mas pra mim chega disso!

    leio muito os posts, livros,
    mas cara, parece q é coisa de momento, no momento que leio, eu digo que vou ter atitude…
    Mas O MEU PROBLEMA é a falta de ATITUDE.
    tenho 23 anos, não tenho carro, moro numa cidade pequena, não tenho onde levar muito minha namorada.. isso tudo entra em conflito..
    cara, tá dificil administrar.

    Tou disposto a mudar, mas por onde eu começo?

  • Carina

    Se um homem der um tapa na minha cara ele vai é pra cadeia, não pra minha cama. Eu hein.

  • Bruno

    Sabe, o que fica evidente pra mim, é que todos estão voltados para o one night stand, e nisso, a preocupação dos caras é transar de forma superficial e agressiva, afim de impressionar. Daí, fica fácil entender o porque das mulheres não serem satisfeitas nos teus desejos. Acho que é isso, afinal, a preocupãção não esta no prazer compartilhado, e sim na expectativa de ser uma máquina. Bom texto!!!!!

  • lucia

    NUNCA LI COISA IGUAL,PASSEI UMA VIDA CASADA COM UM SUJEITO QUE Ñ QUERIA NADA,SEPAREI TIVE 2(DOIS) NAMOROS QUE Ñ FOI ESSAS COISAS(A ONDA DO FORRÓ)CONHECI UM PESSOINHA NO FORRÓ QUE…D +, É O CARA, ALÉM DE SER E FAZER TUDO ISSO QUE VC EXPLICA AOS HOMENS ME DÁ O DIREITO DE SER E FAZER O MESMO.AH! TEMAQUELE LANCE DE SEGURAR A EJACULAÇÃO PRA RELAÇÃO DURAR + TEMPO? POIS É, ELE É 10,10 Ñ É 1000 NESSA ARTE…
    VALEU GUSTAVO!
    BJOS

  • Lams

    “O melhor é não tentar parecer nada. Sinta e dê prazer do jeito que quiser”.!!! e nao eh verdade???

    Oba Oba Oba… nao e que o ser Humano esta a ser Robotizado e Standarizado por textos do genero (sem ofensa irmaos)!
    Assim vi que depois de a TASSIA (e outros) ler o artigo, esqueceu-se das coisas simples que realmente lhe davam prazer num e ja agora procura o principe “PEGADOR”… e vive num mundo quadrado, a procura de fantasias, porque a Globalizacao assim o exige!
    O que sera daqueles que ainda nao tiveram a oportunidade de ler sobre o assunto e que estejam saindo com uma garota que passa horas a ser FORMATADA (como 1 hard disk) por artigos como este?
    Agora os rapazes tambem tem que ser actores… nao esta na sua natureza mas porque voce leu na net, tem que fingir ser magico Chris Angel ou sei la? NAAAAAOOOOOO…. NAO! o que tem se voce nao e JAMES BOND? o que falta numa a naureza pode compensar com outras qualidades!
    Nao somos todos militares poh… Vive e deixa Viver!

    e mais uma vez: “o melhor é não tentar parecer nada. Sinta e dê prazer do jeito que quiser”. concordo plenamente

    DEUS VOS ABENCOE e por favor: SEJAM VOCES MESMOS!

  • isis

    Olá Gustavo Gitti

    Creio que seu texto representa uma enorme parte do que as mulhres procuram num homem. Realmente.
    Sou recém-casada e uma das qualidades do respectivo que me levaram ao altar foi, com certeza, seu decisão e firmeza. Ele simplesmente é assim e fico admirada! Adoro! Mesmo em coisas simples, sempre fico indecisa (mal feminino), ele não. Esse ou aqulele bar? Se nao decido logo. Ele vira o carro e diz: “então vamos naquele”. Se fou uma situação mais delicada já começo a chorar ou sei lá, ele não, ele toma uma atitude. Boa ou má, impensada ou não, ele toma uma atitude. Adoro demais isso.
    Enquanto isso, vou olhando e aprendendo a ser menos indecisa…hehehehe

  • Links de Quarta « Quebra Canela – QC

    [...] 6) Homem com pegada:  Força ou precisão? [...]

  • Laninha

    Adorei o texto.
    Agora, pra contar minha situação: o cara era muito legal, 28 anos, super interessado em mim, tudo muito legal, nos conhecemos na cidade dele e ele veio até a minha. Ficamos. Mas que coisa, que situação estranha, não conseguimos que fosse legal, embora quisessemos muito. Ele não sabia conduzir, não sabia pegar, n tinha noçao do tempo certo, primeiro, achei q ele queria chegar na penetração muito rápido (depois ele me disse q estava nervoso) e eu não consegui… agora, engraçado foi o comentário dele na hora: consiga, pelo amor de Deus…rsrsrs. Outras vezes, ruim tbm, eu tinha q me preocupar demais sobre o que fazer, como comportar, dele, não saia nada além de penetração… Que pena, n teve como dar certo. Vou indicar o site pra ele!

  • Karina

    Gustavo, vc me esclareceu algo q eu ficava me contorcendo em relação a um cara q fiquei no ano passado. Ele, um homem mais velho (eu, 31,ele 53), bom nível intelectual, ótimo profissional, muito charmoso, gentil e tal. Tinha a maior fama de ser bom de cama entre a mulherada do trabalho. Eu fiquei muito empolgada qd o cara começou a dar em cima de mim.

    Na nossa primeira vez, eu estava super afim, mas acabei assustada, pq ele tinha pegada, mas ñ era com firmeza, era na força!! O cara era um verdadeiro ogro. Puxou meu cabelo com tanta força q precisei me desvencilhar dele, devido a intensa dor na nuca. Suas carícias, beijos eram muito fortes, me machucavam. Chegou a dizer palavras maliciosas, q soaram pra mim com uma vulgaridade brochante. Foi tão péssimo q desisti no meio do rala-e-rola, sério! Inventei uma desculpa qualquer, ele acreditou e marcamos uma próxima vez.

    Fiz várias análises da situação, pensei q ele estava muito ancioso, querendo “mostrar serviço”, depois achei q eu é q ñ estava em sintonia com ele, etc, etc. E nd me conformou. Como ele continuou investindo pra sair comigo outra vez, aceitei, acreditei q numa segunda vez, as coisas poderiam ser diferentes.

    Ok, na segunda vez, depois de jantarmos num belo restaurante, fomos pra sua casa e após beijos intensos, ele me pegou no colo e me levou até sua cama, mas começou… aquela agressividade toda outra vez e… só ñ desisti pq seria muito constrangedor, mas foi um fiasco nossa transa, penso q tanto pra mim qt pra ele. Ñ teve química, foi teatral. Nem preciso te dizer q ñ voltamos a nos sair, ele ainda ligou algumas vezes, eu dei mais desculpas e nunca mais! Mas fiquei com isso na cabeça “o cara tinha pegada…”

    Depois fiquei com outro cara, q era o oposto dele, e aí eu fiquei mais intrigada ainda, hj percebo este cara tinha pegada, pq em nenhum momento senti “força”, ele só me conduzia, eu fazia o q ele queria, numa boa, sem perceber q ele me conduzia, eu apenas queria mais e mais. Ele me disse frases picantes q me enloqueceram… nos amamos loucamente. Um sexo simples, básico, sem maiores perfomaces ou técnicas, mas com espontaneidade no olhar, no ouvir, falar, tocar, sentir, no desejo, prazer, enfim foram momentos mágicos. Q saudades eu tenho dele, infelizmente moramos em países diferentes. Pretendemos nos vem em breve.

    Hj seu texto me esclareceu a diferença entre pegada com firmeza e pegada com força. Valeu!!

  • Bianca

    Não concordo com esse monte de idiotices citadas acima!
    A mulher inteligente de verdade adora os homens:sensíveis,dóceis,gentis,um cavalheiro a moda antiga que sabe amar e tratar uma mulher com carinho e respeito!
    Detesto esses ousados agressivos,que tratam a mulher como se a mulher fosse uma vadia qualquer ou um pedaço de pedra,que fica pegando em lugares do corpo da mulher que não deve e falando safadeza o tempo todo!!
    Sai prá lá esses idiotas com jeito de machão!
    É o pior tipo de homem que tem!
    Homem tem que ser:doce,meigo e saber conquistar uma mulher com respeito e carinho.
    Valeu.
    Ass:Uma mulher moderna e inteligente.

  • Amanda

    Adorei o texto
    Adoro homens com pegadas hoje sou casada e graças a Deus achei um
    homem que tem uma pegada sensacional fico louca com a pegada dele
    Um abraço
    obs:escreva mais sobre as pegadas

  • Bela

    Olá,
    Parabéns Gustavo pelo texto e outros tbm, vc escreve muito bem e tbm parece saber o que quer rs…só o sorriso que ficou no meu rosto depois de ler,
    Adoraria que a maioria dos homens aprendessem a viver e sere como vc descreve e a esperança de encontrar alguém assim já valeu o dia.
    Vc deve ter ótima pegada rsrs!!

    Parabéns.

    Bjs, Sucesso!

  • Neli

    Adorei o texto… uma coisa que precisa ficar clara de uma vez por todas é que o prazer tem que ser recíproco… como fazer uma pessoa ter a vontade de dar prazer a alguém se ela mesma não sente isso e vice-versa?

    E eis o papel da PEGADA… cansei de falar com amigas minhas “nossa… aquele cara tem jeito de quem tem A pegada”. E já me deparei com cara de “bonzinho” que me deixou completamente sem saber onde pisava, com medo de cair de tão bom que foi.

    Obs.: esse lance do “dar a volta com o braço” eu “agarantcho”… a mulher quer se sentir envolvida e, pelo menos creio eu, esse lance do corpo bem colado ao outro é forte o suficiente pra ficar na memória.
    O cara pode não ser grande, ser baixinho, mas se souber medir a força com que abraça, com que demonstra pelo gesto que quer a mulher bem pertinho dele, não tem erro!

    Abraços!

  • Beto

    Auto estima é tudo.
    Ficar numa balada ou qualquer lugar com cara de coitado procurando uma coitada, não há quem se aproxime. Ou melhor, há sim, sempre quando você está lá perdido aparece uma daquelas meninas para querer coidar de você, ela é uma coitada também que não teve coragem de chegar no cara que acha interessante, mas não quer ir p casa sem ter pego alguém.

    As vezes é mais fácil sair com a menina mais gata do que com a mais feia. Saber o que quer é a chave de tudo. As bonitas estão acostumadas a ir p/ casa sem nada por causa de um bando de medrosos.
    E dai se você não tem um corpão, um pinto de um metro, varias experiencias.

    E ai, você não tem imaginação, não quer fazer nada? A menina tem que chegar em você, puxar assunto, te levar p casa, deixar em pé e sentar???

    Faz o que tá com vontade, mostra porque tá ali.

  • Suee

    Muito bom, é isso mesmo…
    Pra mim a melhor parte foi: “Troque insegurança por precisão, meias palavras (”Muito legal te conhecer”) por malícia crua (”Você é uma delícia. Sabe que tá fodida hoje na minha mão, né?”), tapa na bunda por tapa na cara, e verá que não é necessário muita força para que uma mulher se sinta conduzida, preenchida, elevada.”

    Isso isso isso meeeeesmo Gustasvo!uhuuu
    amei!

  • Carol

    Olha, concordo com tudo, mas na parte de trocar o tapa na bunda por um na cara houve um leve exagero.

  • Thales Santos

    Cara, você é fodástico!!! Massa de mais teu texto… vou seguir as dicas, kkkkkk
    Grande abraço!

  • Daci

    Oi Gustavo…

    Só queria dizer que se existisse mais homens como você as mulheres sorririam mais! ;)

    Excelente texto… Parabéns!!!

    Grande abraço

  • marcia

    Gustavo,além de super gatinho vc é sensível,bem humorado e inteligente.Adorei ler teu texto.Passarei mais vezes por aqui para ter o prazer de ler os textos que tu escreves.Abs.

  • Daniel

    Acho que o ideal é o homem ser um cavalheiro na sala de estar e um badboy entre as quatro paredes.

  • Patrícia

    Oi Gustavo, concordo com você. Homem tem que ter pegada e ouvir palavras maliciosas é estimulante. Mas e quando acontece o contrário? Vocês se assustam quando uma mulher tem esse tipo de atitude?

  • "Linda"

    Muito interessante seu texto e as idéias que são trocadas aqui, porque afinal de contas cada um pensa de um jeito né… Gostaria de contar histórias, mas prefiro limitar.

    Bom, homem com pegada literalmente deixa marcas para sempre, mas a precisão ( no sentido de saber o que, como e quando fazer algo) também conta muito na condução das coisas.

    O negócio da pegada é que ela tem que acontecer com naturalidade, sem representações para ser gostosa mesmo na química que acontece no momento. Não tem uma fórmula para dar aquela pegada, acho que se o cara sabe do que as mulheres gostam, já é meio caminho andado.

    Acho também que cada mulher tem um definição um pouco diferente do que vem a ser pegada. Para ter uma idéia tenho amiga que se ganhar um puxão de cabelo de jeito ela fica doida e faz questão de contar que o cara fez do jeito que ela gosta, agora quando isso não ocorre ela nem comenta tanto. Minha definição já vai além disso…

    Resumido, a pegada vai só vai ser pegada se você fizer algo que ela gosta de forma natural, num momento talvez inesperado e sem pedidos da parte dela. O problema talvez esteja em descobrir isto, mas acredito que no momento a dois o clima diz muito o que, como e quando fazer algo.

  • Lucilia

    Nossa, como vc falou bem sobre este aspecto, se as mulheres são mistérios para vcs homem não é difícil ser macho, basta querer.
    Uffa…. este homem que vc descreveu é de tirar o fôlego….
    Espero que muitos homens leiam este texto e que ajude a muitos a mudar suas atitudes,pois este tipo de homem está em falta no mercado.
    Ainda bem que não sou da geração do EMO, não suportaria esses enlatadinhos que estão vindo por aí, agora coitada das novas ninfetas que estão aí para os emo pegar, vão ter que ler muito esse texto.

    Abraços,

  • Marcel

    Eu sou a definição de pegada, eu sou o cara.

  • Lucilia

    marcel,

    ESTA SE ACHANDO KKKKKKKK!!!

  • Tici

    Gustavo, pára c essa sacanagem de colocar link p os seus outros textos nos posts: eu tenho q trabalhar! Se não, como é q eu vou financiar meus exercícios ridículos e INDIZÍVEIS???

    Tem q chamar o Ministério da Saúde p regulamentar isso aqui… ;)

  • Taty

    Olhaaa, do fundo do coração, se é blah blah blah não sei, se você realmente coloca em prática 1/5 do que fala aqui, em sua vida, mas a verdade é que é tão bom sonhar que exista esse homem que você constroi…

    O piorrrr é a vontade que dá de vc, pois os textos são muito bem escritos e tenho uma excelente imaginação… um problemaaaaa.

    Beijos e bom feriado!

  • Pietra

    O cara bom de cama é simples. Não faz acrobacias, nem fica te virando de um lado para outro como uma panqueca. O cara que sabe o que faz manda bem no papai e mamãe e literalmente te come – com as mãos, com os olhos, com a respiração. Ele é seguro e te olha com precisão, no fundo do olho, como se tu fosses o que há de mais importante no mundo. Vive aquele momento como se fosse o último, sem se preocupar se está fazendo bonito ou não. Te deixa sem ar, não por cansaço, mas por tesão. Consegue fazer com que tu te sintas elogiada e perfeita, sem dizer uma palavra. É intenso e te pega com vontade. Não existe nada mais brochante do que homem “tentando” dar show entre os lençóis. A gente percebe quando a situação está tomada por narcisismo ou vaidade. Mulher fareja desejo. Não há bicho mais habilidoso do que a mulher para sentir se a entrega é verdadeira ou não.

  • ALICE

    BOM, EU OUTRO DIA FUI VIAJAR PARA UMA CIDADE DO INTERIOR E FIQUEI COM UM GAROTO ELE TINHA UMA PEGADA PERFEITA, A ÚNICA COISA QUE EU POSSO DIZER É QUE EU NUNCA TINHA BEIJADO ALGUÉM DAQUELA FORMA…

  • Toty

    Tudo é uma questão apenas de auto-confiança!
    Tem homem que fica apenas enrolando por não saber o que fazer, na realidade fica com medo de se comprometer, ficam cheios de dedos, não se entregam verdadeiramente a pessoa amada! Daí a mulherada pecerbe e diz que ele não tem “pegada”. E outros querem dar uma de bonzinhos para ver se consegue presentes femininos “sexo” livre. É uma piração!!

  • Dani

    Já estou Apaixonada!Hahahahhaha! GUSTAVO GITTI, vem ni mim!

  • ana maria rosa ferreira

    Cada cabeça uma sentença. Ou seja. Cada mulher e cada homem tem as suas maneiras de fazer sexo. Tem momentos de pegada, de sexo suave,melo, carinhoso, de sexo “quase lá”(esfregaçao). Se interpretar uma mulher das cavernas, de ser a pombinha frágil, a leoa devoradora, a dominadora, a submissa, enfim, NÃO TEM RECEITA. Está tudo dentro da gente mesmo. Bjs. Ana Rosa

Deixe seu comentário...

Se for falar de seu relacionamento no comentário, seja breve, não cite nomes e não dê muitos detalhes, caso contrário não será publicado. Lembre-se que não há nenhum terapeuta de plantão.