“Como faço para esquecer um homem?”

por Gustavo Gitti 17 outubro 2007 64 comentários

como esquecer um homemNo post “O que faz um homem se afastar?” recebi o seguinte comentário:

“Oi, Gustavo! Passei por uma situação desta há pouco tempo [homem que se envolve por um tempo e rapidamente se distancia]. Está sendo um pouco difícil manter-me de pé, devo confessar que há momentos em que eu tenho vontade de chorar, gritar (tudo ao mesmo tempo!) só que eu não consigo derramar uma lágrima sequer pelo ocorrido. O pior é que nós trabalhamos na mesma empresa e, vez por outra eu o surpreendo me espionando. Quando ele percebe que foi visto, tenta disfarçar. Já tentei conversar com ele, mas ele sempre se esquiva, então eu desisti de procurá-lo. Como faço para esquecê-lo? Por favor, me ajude!!! Grata, Simone”

Olha eu dando uma dr Dr. Love de novo… É impossível ficar calado diante de uma mensagem dessa. Ken Wilber diz: fale com o mínimo que tem. É verdade, todos nós sempre temos algo a oferecer. A diferença é que uns usam ombros, braços e bocas. Outros, blogs. Queria eu ter um braço grande…

Simone, vou falar de duas abordagens, pegando como gancho sua situação. Uma é construtora e se utiliza de tudo o que já existe. A outra destrói, corta e dinamita qualquer coisa existente. Não é bem uma resposta para você (o tom de conselho é apenas um meio hábil que aumenta nossa atenção). É mais uma tentativa de esclarecer alguns pontos para que situações assim não nos causem esse desconforto que você parece expressar. As situações desconfortáveis vão ocorrer, não temos como evitá-las. O desconforto, a insatisfação, essa sensação de algo errado e fora do lugar… isso sim temos como trabalhar.

Esquecê-lo para quê?

Uma das possibilidades de ação é simplesmente não tentar esquecê-lo. Simples assim! Em vez de lutar contra, apenas abrace e diga um grande “Sim!” para tudo o que já está dentro e fora de você. Reconheça sua conexão com ele, lembre dos momentos bons, ouça novamente aquela música. Se a paixão está configurada, por que não aproveitar para viver algo inesquecível com ele? Por que não se abrir para que ele veja que pode fazer o mesmo com você?

Todos nós passamos a vida evitando o sofrimento e buscando pela felicidade. Como formigas, andamos atrás do prazer, fugindo da dor. Cada pequena ação, cada grande decisão não passa disso: fuga da dor, busca pelo prazer. Todos nós queremos o que todos nós queremos. Sendo assim, quando encontrar alguém, o melhor jeito de transcender seu medo é pensar: “Ele quer o mesmo que eu quero”. E o melhor jeito de atravessar a rigidez do outro é sussurar: “Relaxa, eu quero o mesmo que você”. Se isso parecer distante e complicado, use os óculos de Eros (conhece?) e veja todos os acontecimentos como atos sexuais.

Ao olhar para ele, experimente ignorar aquele que se esquiva. Veja nele o homem que quer o mesmo que você. Fale com esse homem, chame-o, convide-o para a dança que tem em mente. Nenhum homem resiste a uma mulher entregue. No entanto, essa entrega não move um passo. Ela não dá em cima, não é fácil nem disponível. É ele que tem de dar o passo. Para ajudá-lo, aprenda com as sereias: cante de longe. Cantada de perto é coisa de homem. Mulher faz melhor, mulher é ser sereia.

“Bonito, Gustavo, mas eu quero esquecer esse homem!”

A outra possibilidade é transformar (não abandonar) a conexão existente. Nós sempre mantemos relações – disso não há como escapar. Podemos construir relações de distanciamento e silêncio, de amargura ou indiferença, podemos ir para o outro lado do planeta, mudar de nome e cabelo, mas a relação existe sempre.

Para começar a transformação, olhe atentamente para sua paixão, observe seu corpo, as reações internas, os diferentes ânimos que ele provoca em você. Sinta essa atração e tente perceber que ela não está vinculada a ele. Você já sentiu tudo isso com outros caras antes e vai sentir em breve com mais alguns.

Como temos fixações emocionais, o trabalho não pode ser cognitivo. É preciso movimentar o que percorre nosso corpo. O sangue, os hormônios, a eletricidade. Para isso, existem algumas estratégias. Tente, por exemplo, listar as qualidades positivas dele e bem ao lado liste quais outros homens também as possuem. Ao tirar sua pessoalidade, você libera as fixações. Outro meio hábil é direcionar sua paixão para alguma arte: se apaixonar por personagens, passos, tintas, notas, linhas.

Você sequer precisará esquecê-lo se olhar o amor livre dentro de você. Seu corpo é essa flexibilidade que alcança e toca tudo e todos. Sua mente é essa potencialidade de se mover para qualquer direção. Seu amor não está em pessoa alguma e por isso se move. Um dia aqui, outro dia lá… Observe a impermanência dentro e fora. Ela é a face e o corpo de sua liberdade.

Atente, enfim, para as necessidades dele. Olhe para a vida dele e veja se você tem algo a oferecer. Se leva uma vida distante dos interesses dele, como poderia fazê-lo feliz? Qual o sentido dessa conexão? Veja como suas qualidades se encaixam com as necessidades que ele apresenta. Tal encontro é a medida da felicidade que vocês poderão gerar para si mesmo e para todos, como um casal.

Esquecer ou não esquecer. Essa não é a questão, já dizia Shakespeare. Na primeira ou segunda atitude possível, o que importa é sua motivação e o grau de sua liberdade – não o caminho, não o resultado. A grande sacada não está fazer uma coisa ou outra, mas em perceber que você pode fazer uma coisa ou mil outras. Desate o nó com o perfume dele que está em seu dedo e deixe seu amor vagabundear solto.

Boa sorte, Simone, e não esqueça de compartilhar os insights que for colhendo pelo caminho. De onde sai pergunta, sai resposta também. Mas melhor não usar blogs… Você tem boca, braços e pernas?

Blog Widget by LinkWithin

Para transformar nossas relações

Há algum tempo parei de escrever no Não2Não1 e comecei a agir de modo mais coletivo, visando transformações mais efetivas e mais a longo prazo. Para aprofundar nosso desenvolvimento em qualquer âmbito da vida (corpo, mente, relacionamentos, trabalho...), abrimos um espaço que oferece artigos de visão, práticas e treinamentos sugeridos, encontros presenciais e um fórum online com conversas diárias. Você está convidado.



Receba o próximo texto

64 comentários »

  • Renata

    No lugar dessa moça eu teria algumas reações bizarras como me afastar do cara, ignorá-lo, fazê-lo pensar que eu sou muito ocupada e que não tenho tempo de pensar nele. Seria apenas uma casca, um papel a representar para difarçar a minha fragilidade. Na contrapartida acho que choraria todos os dias por sentir falta dele, mas jamais deixaria que ele soubesse da minha depre. Pediria ajuda aos meus amigos e faria coisas diferentes todos os dias. Enfim, é como uma ferida… uma hora tem que cicatrizar.

    Ah… nunca fui a rave Universo Paralelo. Nem sabia que existia antes de criar o blog… minha irmã que me alertou depois, é mole?

  • Gustavo Gitti (autor)

    É, Renata, eu fui. Só droga, mas o local é demais!!!

    Muitas mulheres fazem isso mesmo: representam e sofrem por trás. Por isso escrevi sobre duas outras abordagens.

    Abração!

  • Caminhando e cantando

    [...] Como faço para esquecer um homem, do Gustavo [...]

  • A Outra

    Concordo.
    Quanto mais tentamos esquecer, mas nos forçamos a lembrar.
    “se olhar o amor livre dentro de você”. muito bom!
    bjs!

  • Diego

    Muito legal a resposta Gustavo. Realmente duas abordagens “diferentes”.

    Achei legal porque eu acredito que sim, é possível submeter o amor a nossa vontade quando queremos amar alguem ou alguma coisa. Mas, quando é para esquecermos, deixarmos de amar aí a coisa muda de figura. É como você disse, sempre iremos manter a conexão existente.

    Podemos sim, transformar o amor sofrido, a sensação de perda em outros sentimentos, usar esta energia para outras aplicações, nos perdermos na arte, poesia, literatura e música.

    “A grande sacada não está fazer uma coisa ou outra, mas em perceber que você pode fazer uma coisa ou mil outras.”

    Nota 10 :)

    Abraços!

  • Fanny Webber

    Boa a sua colocação Gustavo, um pouco ingênuo no começo eu achei, mas a segunda abordagem parece ser mais o que ela precisa, uma injeção de auto-estima e amor próprio irá ajuda-la também. Eu acho que dois meses é um tempo curto. Um tempo de “test-drive”, entende o que digo?

    Muitas vezes uma frase da guria pode quebrar todo o “universo e imagem” legal que o homem tinha da menina, reconstruir isso é difícil, improvável eu diria. Acho que na maioria dos casos é melhor acabar cedo do que se prolongar e não levar a nada da mesma forma.

    Alguns mulheres tem atitudes semelhantes, mas acho que são poucas ainda.

    abraços.

  • Gustavo Gitti (autor)

    Oi Fanny! Valeu pelo comentário. Adorei o Mr. Bean no seu blog. Eu toco bateria e me diverti vendo-o.

    Cara, eu consigo ver ingenuidade no que escrevi. Mas você consegue ver também o que na 1a. abordagem não é ingênuo?

    Esses grandes amores não acontecidos (ou grandes paixões não realizadas) são muito mais comuns do que pensamos. Sempre falta alguém pra agir com mais coragem, sem medo de se arriscar. Só falei da 1a. abordagem porque li isso: “Quando ele percebe que foi visto, tenta disfarçar”.

    Também acho 2 meses pouco, mas muitas vezes não é. Tem grandes casais que se uniram de forma incrível em menos tempo…

    Quanto à reconstruir a imagem, é possível. Não é difícil ou improvável, fazemos isso o tempo todo! Relações baseadas em imagens são medíocres. Se pode ser quebrado com uma frase, melhor nem começar.

    Aqui vale lembrar que o propósito desse blog não é permanecer nas relações mundanas como são, mas oferecer possibilidades de relacionamento lúcido. Se tem algum mérito aqui, é de não oferecer uma saída convencional aos nossos problemas. Se em algum post fiz isso, então errei feio.

    Abração e obrigado!!!

  • Fanny Webber

    Ah, uma verdade é esses casos de amores mal-resolvidos. Acho que todo mundo já teve isso, em geral é o fato de ter levado um “pé-na-bunda” deixa as pessoas meio inconformadas e vem o desejo de fixação. Eu mesmo já tive isso.

    É reparei melhor agora no “Quando ele percebe que foi visto, tenta disfarçar”, mas algo me diz que ele é apenas curioso e está no estágio mais avançado da conquista. Além de ter chegado no pico do da montanha, ele quer volta e meia conferir se a “bandeira” dele não caiu lá do topo. Em resumo, observar ela é apenas um exercício para a auto-estima dele saber se ele ainda teria chance caso quisesse. Como ele tem a chance ainda não há desafio, como não há desafio não é algo interessante para ele.
    Não, não estou dizendo:”Simone, esnoba ele! dai ele vai te notar”. NÃO, isso nem vale a pena, mais fácil considerar ele como um aprendizado e que a lição foi aprendida. E que venha o próximo da fila.

    Abraço

  • Fabiola

    “…Fale com esse homem, chame-o, convide-o para a dança que tem em mente. Nenhum homem resiste a uma mulher entregue. No entanto, essa entrega não move um passo. Ela não dá em cima, não é fácil nem disponível. É ele que tem de dar o passo. Para ajudá-lo, aprenda com as sereias: cante de longe. Cantada de perto é coisa de homem. Mulher faz melhor, mulher é ser sereia.”
    Me explica isso Gustavo, porque não entendi…
    É ele que tem que dar o passo? Mas e se “ele” for, digamos, “travado”, timido, reprimido?

  • Gustavo Gitti (autor)

    Nesse caso, nessa abordagem, no contexto do que eu escrevi, sim, é ele que dá o passo.

    O travado-tímido-reprimido precisa ouvir um canto que funcione para ele. Nenhum de nós é verdadeiramente travado. Basta um canto que nos atravesse e ignore nossas confusões. Basta um canto. A mulher livre tem essa escolha, cantar para o homem escolhido.

    Abração, Fabiola!

  • Fanny Webber

    Fabiola, como o Gustavo disse e eu só vim para reforçar.

    O travado não é realmente travado, ele é inseguro de si e por muita vezes questionas os “sinais” que as mulheres deixam. Na verdade o “travado” precisa de um sinal forte quase como uma chuva de fogos-de-artifício. uhauhauha.
    Eles tendem a dar o passo somente quando tem total certeza de que o sinal é verdadeiro e não algo da imaginação dele. Travados se questionam muito se o que eles enxergar são realmente sinais dados pelas moças ou somente são sinais que ele imagina ver.

    Espero também ter ajudado!

  • vivi

    Comecei reparar há algum tempo, quantas vezes me apaixonei, desapaixonei e me apaixonei de novo e em todas as vezes fiquei triste, decepcionada umas vezes mais, outras menos.mais a realidade é que pra esquecer alguem é só parar de tentar esquecer, esperar um tempo, rever suas prioridades, se concentrar em suas atividades, ou seja continuar sua vida como quando conheceu tal pessoa.Acredito na capacidade de amar do ser humano e que podemos amar mil vezes.

    muito legal este blog..inspirador..rs

  • Sara

    Adorei o primeiro conselho: não esquecê-lo. É o mais crível. Não adianta,para dor de amor só tem um remédio: tempo e cansaço. O resto é tudo firula: a gente mete o pé na jaca mesmo. Todas as vezes. Não aprende nada com experiências anteriores… : )
    O lado bom é que esta é a experiência que mais “compartilhamos” com o resto da humanidade. Todo mundo passa por isso.

  • Poetriz

    Esquecer? Pra que??
    A gente tem que guardar cada momento, cada pessoa que passou em nossa vida no nosso coração.
    Mas a vida continua, se ele não te quis, se vocês não deram certo, então segue adiante.
    Primeiro a gente deve convencer a si mesmo do que se quer. E depois ir a luta.
    Se quer ficar com ele, tenta de novo, e de novo, até cansar.
    Se acha que isso é perda de tempo, então convença-se de que a pessoa não serve pra vc e vice versa.
    E se abra pra novas oportunidades…

  • Simone

    oi, Fanny, adorei sua abordagem. Na verdade, acredito que todos nós, seres humanos, somos muito vaidosos. Esta nossa vaidade que nos causa esta pretensão de “ter alguém”. Como é isto? É o fato de que, se alguém nos ama, não importa se correspondemos, ter aquela pessoa disponível nos causa uma sensação boa, e aquela necessidade de estar sempre veirificando se a bandeira ainda está lá, no topo da montanha. Não que o território conquistado lhe seja interessante, mas ainda assim, ele “é seu”.

  • andrea

    Estou passando uma situação parecida , mas ja fazem 2 anos que estou nessa .
    Ja sai com varios outros homens , faço compras , ginastica , mas sempre acabo voltando p ele .
    Resolvi me abrir um pouco , mas ele parece estar indiferente ou me dando uma lição , ja que ele me trata com distância , me beija mas não faz sexo.
    Penso em voltar , mas implorar por sexo ja eh demais , prefiro esquecer dia apos dia .

  • Simone

    Andrea, tenta não tentar esquecer. Por mais que você tente, você não vai conseguir. Sugiro a você que se afaste dele pra que você não fique nessa agonia, pensando sempre se ele gosta de você, se gosta, porque não o diz, etc. Tente perceber que o problema não é você, o problema é ele, e se ele é o problema nem você nem mulher alguma conseguirá resolver. Depende dele, e se ele não te quer de verdade, não aceite migalhas. É humilhante demais e o tempo e o amor que você está lhe dedicando você poderá em breve dá-los a outra pessoa. Como o Gustavo disse, o “amor não está preso a pessoa alguma, e por isso ele se move”. Morrer de amor é opcional e, se você pode escolher, pra quê sofrer demais se amor é o que nos faz viver na terra e nos sentirmos ns estrelas? Se aquilo que te elevava ao céu se transformou num inferno, se permita sair desta tortura.
    Não digo isto como se fosse algo fácil, mas tem momentos na vida em que a gente deve encarar nossas perdas “com a cabeça ergüida e os olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança”. Podem passar dias, meses ou anos, mas você vai superar e talvez você até ache graça de tudo isto num futuro próximo.

  • Nati

    Não cantar de perto, como cantar de longe??

    Tenho dificuldade em perceber esta sedução que não ataca!

    =S

  • tata

    Adorei o conselho, pra mim fugiu um pouco a resposta da pergunta porque se você esquecer a pessoa. Não é gostando mais dela que vai mudar este pensamento e sim vamos dizer acalmar com aquele tipo de sentimento pela aquela pessoa…

  • Thays

    Ei Simone em February (comentarista), nossa adorei seu comentário a Andreia, eu tb gostei do o Gustavo disse, mas vc o que eu realmente precisava ouvir.
    Estou passando por um problema parecido, pois namorei 7 anos com uma pessoa e até hj (já fazem 7 meses) não consigo esquecê-lo, e ele me ignora ao mesmo tempo que demonstra querer ficar comigo. Mas como isso está me machucando muito, quero e preciso esquecê-lo e dar um basta nisso.
    Simone, gostei muito mesmo do que vc disse a Andreia, serviu muito p/ mim, vou colocar em prática a partir de agora.

    Um abraço carinhoso,

    Thays

  • Rosa

    Digitei no google a famigerada frase que está no seu blog, de 17.10.2007 e vim parar aqui. rsrs

    Vê só: o conselho é bom e tudo mais, mas… na real, é bem difícil administrar memórias, sentimentos, emoções que te assaltam justamente quando vocÊ pensa que ficou livre do estorvo!
    rsrsrs

    Muito legal o que você escreveu, mas mata uma curiosidade: você já se viu nessa situação?
    Paz e Bem!

    PS: se vc conhece algum terapeuta que trabalhe com hipinose, manda o contato pra mim!

  • Rosa

    melhor dizendo, hipnose!
    rsrs

  • Drica

    Tambem estou apaixonada,pelo meu amigo vizinho,mas sinto nele uma certa distancia,quando estou proxima dele,ele evita puxar assunto,tivemos um caso a 2 anos atraz,nada muito envolvente porque ele tinha namorada e eu namorado,a pouco mais de um mes passamos uma noite juntos,no momento ele esta solteiro e eu tambem,mas sei que ele não quer nada serio,acho que evita falar comigo,porque tenho a impressão que sabe dos meus sentimentos, e não quer se envolver.E agora o que fazer?

  • isa

    Ola passei por uma situação parecida com a dessa garota
    Conheci um figura e começamos anos relacionarmos. mas do mesmo jeito ke ele se aroximou ele desaproximou.
    O ke mais me irritou é que tentei levar um papo com ele. Sou muito tramquila e levar um toco é perfeitamente normal acontece. mas ele sempre dizia que estava desperso por causa de seus muitos trabalhos e que estava sem tempo.
    Um belo dia descobri que ele tinha de mudado pra espanha e nem sequer um email de despedida ele deixou. achi akilo uma falta de consideração.
    Porque uma pessoa diz quegosta da outra e que quer ficar com ela se é pura mentira?
    Faz isso apenas com a sordidez de brincar com os sentimentos dos outro/
    já se passaram 2 meses desdeentão e não consigo esquecer esse baque.
    Ta dificil superar o trauma;

  • Mariana

    Nussssa, tb tou nessa, tentando eskecer e axo que estou conseguindo, pq levei muitas pauladas talvez piores que se fossem na pele mesmo, mas de tudo que venho lendo e tentando pôr em prática, uma das coisas que mais me impulsionam a ignorar o fato de continuar com esta pessoa é dar 1 basta em procurar sofrer tanto, alguém falou neste blog que ñunca se deve migalhar por amor, este ponto é muito válido seguir tb…beijos, espero me apaixonar logo por 1 outro algúem > S2 <

  • Guinny

    Ola, Gustavo
    Valeu gostei muito pq tô na mesma
    A uns 2 anos atras um cara lindo com um sorriso maravilhoso me conquistou, liguei pra ele, e assim foi por uns 8 meses, trocamos mensagem elegios, qdo percebi tava apaixonada,
    Ai de repente ele aparece com outra……..
    isso me magou muito!!!!!!!!!
    Semana passada eu vi ele sozinho meu corção se encheu de esperança, ele ficou um tempão olhando pra mim.
    Eu não deu mole, até por que depois descobri que ele ainda tava namorando.
    Bem se puder me dar umas dicas fico grata……..

    um bjo

  • SABRIMA

    TENHO UM RELACINAMENTO A POUCO TEMPO MAIS E MUITO INTENSO MAIS DESCOBRI QUE ELE E CASA A DEZ ANOS E TEM UMA NAMORADA DE QUATRO ANOS GOSTO MUITO DELES MAIS NAO DAR MAIS QUERIA TERMIMA MAIS TODA VEZ QUE TENTO FICOU COM ELE NAO SEI MAIS TEMOS UMA QUIMICA MUITO FORTE MAIS NAO QUERIA TER RAIVA DELE TENHO QUE ESTAR COM ELE TODOS OS DIAS TRABALHAMOS JUNTOS VAMOS NO MESMO CARRO E VOLTAMOS NO MESMO CARRO NA HORA DA VOLTA E MUITO DIFICIL POIS ELE PARA NA MINHA CASA E NAO CONSIGO MANDAR ELE ENBORA QUERIA AJUDA PODE SER

  • Simone

    Sabrina,

    Se for possível, saia do emprego e procure cortar todos os laços que te prendem a ele. Vai ser difícil, mas não existe amor sem respeito a si mesma. pense nisso!

  • sheilla

    putz…

    céus e eu que imaginava estar só no famigerado mundo do “levei um pé mas não consigo tirar a criatura da cabeça…”rss

    de qualquer maneira aprendi muito com os comentários (todos) e os “conselhos” do Gustavo.. é legal saber que isso ocorre a qualquer tempo, com qualquer pessoa..

  • Nínive Raquel

    Cada sentimento em seu lugar.

    Gustavo,

    Pela primeira vez li seu blog e fiquei tocada pela sensibilidade que você teve em expressar tudo que há aqui.

    Relacionamento lúcido! Eu já pensava nisto, mas não conhecia pessoas que uniam-se para exercitar esta consciência.

    Muito bom! Parabéns!

    Pela minha pouca experiência – 32 anos – passada por muitos relacionamentos confusos, mas, atualmente, com o entendimento de que o sentido de tudo é viver as boas experiências.

    Estas boas experiências, nem sempre apresentam-se como tal, logo de início, mas desvendam-se quando mostram suas intencionalidades finais.

    A Simone não é, e, nem será, a primeira na tentativa de esquecer suas relações – eu mesma passei por estes processos, e, acredito, que um dia, caso meu casamento não seja mais de interesse nosso, ocorra novamente.

    Atualmente tenho a certeza de que todas as relações que tive estão marcadas, em algum ponto, algum aspecto, alguma centelha…

    Não esqueci nenhuma, mas transformei todos os sentimentos em um diversificado dicionário emocional que posso consultar, a qualquer momento.

    Esse dicionário é intenso e vive dentro de mim – mulher, entupida de hormônios e épocas mais delicadas, mas sempre consciente do meu poder de criação.

    Choro, grito, rasgo, escondo, enterro, esqueço. Tudo momentâneo, mas muito intenso. Assim como agora – o ímpeto de mostrar-me um pouco, a todos, neste longo comentário.

    Mas, voltando ao tema – ah…ESQUECER…. você deu uma aula!
    Não esquecemos nunca, nem devemos. Mudar de atitude, encontrar um novo prazer, sentir o que deve ser sentido para sofrer.

    Não há formula. Não é, amigo? Você sabe disto. Acho que eu tenho aprendido a cada dia, também.

    Agora, o ato mais sublime é oferecer, despretenciosamente, a sua energia, a sua amizade, àqueles que o procuram.

    Um grande abraço fraterno!

  • Talitha

    Penso que qlqr tipo de relacionamentos (amizades ou amores) ou sentimentos (ódios, paixões e amores)nao se esquecem, a verdade é que nunca esqueceremos alguém!!! Todo inicio é dificil, até porque encontramo-nos confusos em relação aos sentimentos, que acabam se misturando!
    Mas é preciso nos esforçarmos e usarmos a razão, pois se uma pessoa a rejeita, indica que os seus interesses e ideais sao divergentes da pessoa que o mesmo abandonou. Portanto, o melhor a se fazer é buscar ocupar seu tempo com algo que lhe disperte interesse e ao mesmo tempo possa lhe distrair(reuna amigos, conheça novas pessas, vá a lugares que nao conheça ainda)…é dificil, sei que nao temos vontade de levantar da cama, mas pense: se VC nao fizer, qm fará por vc????

    São nessas horas que somos testados…e Deus nos dá o fardo, conforme o força do carregador!!!

    =)

  • Luci

    Vai ai uma coisa que escrevi no meu blog para pensarem sobre a dificuldade de esquecer as pessoas..
    BJS

    “O tempo não cura tudo. Aliás, o tempo não cura nada. O tempo apenas desloca o incurável do centro das atenções.”

    Sábio foi aquele que disse essas palavras. Há certas coisas que nao permitem uma cura. Pergunte áquela menina que perdeu seus pais se um dia aquele sensaçào de vazio será curada; converse com aquele pai que teve sua filha sequestrada se aquele medo ao vê-la sair a noite será curado; pergunte ao menino se a dor de perder aquele cachorrinho, aquele que era seu melhor ou talvez único amigo, vai sumir. Não! Não vai. Não Acredite no clichê “o tempo cura tudo” pois é mentira. A tristeza de perder alguem querido, de imaginar a perda de alguem querido ou do simples fato de nao ter esse alguem nao vai sumir. Ela vai estar aí, ao seu lado, sempre. E não digam que sou alguem negativo, sou apenas um pessoa que tenta enfrentar seus problemas. Não que eu consiga, na verdade nunca consegui. Quem consegue de verdade? Buscamos formas de escapar da nossa realidade. Seja num copo de bebida, num trago de cigarro ou em risadas falsas. O mundo é feito de aparências. Mostre-se feliz e é o que importa às outras pessoas e à sua consciência. Somos todos hipócritas. E o tempo… ele é mais hipocrita ainda.

  • amanda

    eu fico a 1 ano ja com um cara casado sofro de + quando vejo ele com ela queria poder esquecer ele pra sempre pensei ate em morrer em mudar de cidade mais nao vale apena deixar de viver minha vida por causa dele

  • Samantha

    Gustavo…
    Seus textos sempre são ótimos,eu sempre adooooro!
    Mas esse foi espetacular! Concordo plenamente.Sempre quando ouço alguém falar em “esquecer”, “apagar da memória”, tenho a impressão de que dessa forma as pessoas acabariam com vidas vazias.Ou a vida não é, nada mais que o que nós vivemos,as lembranças que temos? Pra quê deletar as experiencias,se é delas que a vida é feita?
    Ah!e adorei a dica do “cantar de longe”…Legal!

  • Giselle

    Gustavo, excelentes seus conselhos … principalmente quanto a este caso, acho que dar adeus é dar boas vindas ao recomeço, e foi vc que me ensinou isso, a sair da prisão ao invés de tirar fotos dela. Obrigada.

  • daiana

    oi gustavo estou com um grande problema fico com um rapaz tem 1ano e 7 meses,mais não assumimos nada, agora a ex dele esta querendo voltar ele diz que não quer nada com ela ,mais eu não acredito, estão sempre se falando pelo o telefone,amo de mais esse homem e quero esquecelo tento não ligar mais não consigo …me ajuda
    ela esta de marcação em cima dele não sei mais o que faço,,,,

  • barbara

    oiii Gustavo….amei o que vc escreveu sobre esquecer um homen….
    estou passando por isso …tentando esquercer um …rrsrrsr..ma ta
    complicado rsrs…..beijossss

  • Lu Cianna

    Putz!! Que coisa eh essa de esquecer? A gente nao tem q esquecer nada nao…as mulheres, principalmente, tem que aprender a se valorizar, passar por cima do cara que nao te quer… porque quem tem a perder e ele e sempre havera alguem por ai que esta a procura de um grande amor… ou paixao, sei la.
    Mulheres, olhem para voces mesmas. Se cuidem, se amem em primeiro lugar e nao coloquem a felicidade nas maos destes caras…homem so valoriza quem eh independente e bem-humorada.

  • laila

    Gustavo, estava procurando no google algo sobre “não esquecer um homem que eu amo” e que ele não se decide ou não admite e achei sua matéria “esquecê-lo para quê?” sensacional. Penso totalmente como vc escreveu. Nós não podemos esquecer quem realmente amamos, no sentido lato da palavra. Não esquecemos nossos pais, nossos filhos, porquê esquecer ele, se o amo tanto? Vou cultivar a amizade até o fim, porque ele retribui. Se ele não quisesse, ele não responderia meus e-mais, meus torpedos. Há uma cumplicidade, há uma aceitação por parte dele, mas ele não admite que está se envolvendo. Tenho esperença, fé e muito amor para dar. Será que estou enganando a mim mesma? O que vc acha disto?

  • davi

    Olá gustavo, estava lendo as perguntas e respostas e achei tudo muito interessante.
    Bom,eu ainda sofro muito com o fim de um relacionamento que tive, na verdade um relacionamento muito complicado que quase me levou pro fundo do poço,eu sou homosexual, me envolvi seriamente com dois outros, formavamos um triangulo e vivemos um ano juntos, isso faz apenas e fez um ano que eu mesmo terminei tudo por traição de uma das partes, foi meu primeiro enccolvimento com homens, no começo eu achava muito bizarro e estranho mais depois descobri que tinha encontrado os grandes amores da minha vida…sinto dentro de mim que esse sentimento é eterno e jamais será esquecido…
    depois eles viraram meus amigos, e hoje por motivos pessoais moro com eles!
    sei que pode parecer complcado, agora estou namorando um menino super legal e até gosto dele, mais não consigo esquecer os dois caras pelos quais me apaixonei profundamente…é ddificil a convivencia, eles ggostam do meu namorado e dizem não querer mais um relacionamento comigo…eu tbm parei de tentar…quero ser feliz e transformar esse amor ou paixão numa amizade 100% pura…será possivel, depois do grande impacto que isso causou na minha vida…o que devo fazer para enxergar isso de uma maneira mais natural, que ffoi mesmo uma aventura e passou…
    não tiro eles da minha cabeça, eles não saem do meu pensamento…olho todos os dias pra eles e alimento um namoro na minha cabeça, mesmo estando com outro garoto, é muito complicado pra mim, gostaria muitto de uma ddica, um conselho…eu tento esquece-los, mais tudo que eu vejo, tudo que eu penso, tudo que eu ainda quero, (são eles Gustavo).
    Já pensei em me matar, ja pensei em sumir…sei lá!
    as vezes penso que acabei com a minha vida por conta de uma pessoa que não deu valor ao meu sentimento…
    aprendi muito, chorei muito, mais tbm fui muito feliz.
    E quero um dia poderr ser um pouquinho mais com eles.
    hj sinto que é um pouco menos o meu desejo e minha saudade… mais os amo, e tenho convicção disso!
    não vou esquece-los nunca…
    mais gostaria muito de encarar uma transa, um passeio ou até mesmo uma conversa dos dois, como algo natural…
    infelismente eu ainda não consigo…mais querro muito!
    se puder me ajudar com algumas palavrinhas eu agradeço muito…
    um grande abraço!

  • Ana luiza

    Me apaixonei por um cara,tivemos bons momentos juntos,nos separamos agora soube que ele ira casar,ja tentei de tudo para esquece lo mais acha que é impossivel,mais estou tentando vou colocar sua dicas em pratica!!!beijos

  • Kaline

    Amor de verdade não se esquece. Fiquei com um cara 1 ano, ele sempre mim tratou bem, só ficavamos msm, não tinhamos compromisso. Sentia que ele gostava de mim, embora não gostava de expressar com palavras, mas pelo cuidado comigo, carinho, atenção.Aos poucos ele foi se diatanciando cada vez mais, parou de mim procurar mas quando o procurava ele sempre ficava comigo. resolvi mudar de estado com outros objetivos mas tbm na intenção de esquecê-lo. Além de não gostar de falar de sentimentos, não querer compromisso tbm é usuário de drogas. Ele mim procurou na semana que iria viajar, ficamos, foi maravilhos, disse que quando eu voltasse continuariamos da msm forma, que gostava do nosso relacionamento como estava e que gostava de mim. desde que nos afastamos ele não quer mais papo, não atende o cel, quando atende fala friamente, no msn mim ignora, quando deixo de mandar recado ele puxa papo, mas é como se quizesse testar se ainda gosto dele… acho que a cocaína deve ter corroido o cérebro dele, mas aquecer que é bom… nada!!! cada dia que passa amo mais, não consigo mim relacionar com outras pessoas, não mim vejo com outro…
    isso tem mim prejudicado, quero esqucer mas não consigo.Quando o ignoro ele se aproxima de alguma forma.

  • raquel

    …. estou passando por isso… a dor da rejeição.. de amar e não ser amada. Acredito que quando isso ocorre o sentimento que temos pela pessoa amanda se multiplica.. achamos que ele é o centro do mundo… só porque ele não nos quis. Masoquismo? burrice? pode ser!.. Esse sentimento de perda…de desapego.. de saber que você tem que se afastar da voz.. do cheiro… da presença dele…pois só assim para esquecê-lo de verdade!! é uma dor aguda que rasga o coração. Aff.. é um sentimento horrível! Tenho vontade de gritar, chorar.. de ir na cara dele e perguntar: Porque você não me quer?? Mas não posso fazer isso.. já me humilhei muito.. mendiguei muito amor… BASTA.

  • eliane lima

    e incrivel como um cara pode dar tantos conselhos de amor eu queria nao saber amar acho que minha vida seria melhor
    eu preciso de alguem que me entenda como vc

  • Priscilla

    Olá, Gustavo,

    Acabei de ler um conselho seu a uma leitora.
    Bom, meu caso é parecido, mas eu nunca tive
    nada com o cara.Percebi que ele me olhava há anos
    e logo descobri que também tinha interesse nele. Pois
    bem, ele resolveu me esnobar.Vira e mexe, ele aparece com uma menina em frente à minha janela para se exibir.
    O que devo fazer para deixar me sentir tão sobressaltada?
    Não suporto mais isso. Não é sempre que eu me importo com isso.
    Mas quando eu estou sensível é uma lástima. Tento sublimar, mas nada feito. Eu sei que ele ainda mexe comigo. Tenho uma dúvida:
    Se ele tenta me atingir todo tempo com a namorada, é um indício de que ele quer me atingir, pois sente algo por mim que o incomoda?
    Por favor, desvende este enigma para mim. Ajude-me a superar essa fase nebulosa da minha vida. Para béns pelo blob, voc~e diz coisas lindíssimas. Fiquei muito tocada.

    Muito grata,

    Priscilla

  • Gustavo Gitti (autor)

    Priscilla,

    “O que devo fazer para deixar me sentir tão sobressaltada?”

    Simples:

    http://nao2nao1.com.br/resposta-padrao-para-qualquer-problema-de-relacionamento-amoroso/

  • mellisa

    o meu caso e diferente nao paro de pensar nele,,mais sei que nao gosto dele,,,, o pensar nao vem do coraçao e sim do pensamento quando a gente ama vem de dentro do coraçao e nao so do pensar penso na pessoa mais nada sinto o que sera isso ????????????
    estranho e nao sinto vontade nenhuma de ve lo ou ficar com ele e sim so no pensamento

  • danielle

    É gustavo, passo pelo mesmo problema da simone, entrei recentemente em uma empresa, e a princípio, nem enxergava ele, passou aproximadamente umas duas semanas e comecei a trabalhar com ele, e desde então, não sei o que aconteceu, fui me sentindo envolvida por ele, o jeito dele me conquistou, tornamos amigos, mais por ansiedade minha, coloquei tudo a perder, pedi uma amiga, para dizer que eu gostava dele, e me arrependo de ter tomado este passo, pois no dia seguinte, que ela falou, ele chegou na empresa e me deu gelo, me senti triste, e deste dia para cá, e assim descobri que ele tem namorada e eles são muito felizes juntos, após saber que ele tinha namorada e que estava feliz, resolvi me afastar, e me distancie por completo, só que um dia ele veio me procurar e disse se ele tinha feito alguma coisa, porque da minha distância, disse que estava tudo bem. tudo isso vem ocorrendo cerca de dois meses,e não consigo esquece-lo, sobre os sentimentos que vc descreveu que sente quando está na presença dele, posso te dizer que nunca sentir o que sinto por ele, sei que preciso esquece-lo, mais não consigo acordo, e durmo pensando nele, o tempo todo. As vezes sinto raiva dele, e as vezes não, pelo simples fato de que ele, me trata diferente dos outros colegas de trabalho. Por exemplo ele chega ao trabalho e cumprimenta a todos menos a mim, como se fosse um gelo, e eu também com raiva disso, também não o procuro, e no outro dia ele vem falar comigo, isso me confunde. Quando capricho no visual ele repara, e não deixa de ficar perto de mim ou arruma alguma coisa para poder falar comigo. O que vc acha,ele é comprometido, e respeito isso, pois não quero interferir na relação dele, assim como se fosse eu não queria que interferisse na minha, mais gostaria de saber, será que ele sente alguma coisa por mim, será que ele está balançado, fico na dúvida, me ajuda.

  • Alejandra Gyfeci

    Pessoal, enfrentem de uma vez por todas: Não há remédios, receitas ou fórmulas para se esquecer alguém q foi ou é muito especial pra gente. Cada um deve buscar a suas próprias estratégias. Esquecer ng esquece, mas a tendência é lembrar sem toda aquela emoção ou saudades. E isso requer tempo. Vamos aprender ter paciência? e sabedoria pra compreender q NG, NG nos completa, realiza ou nos faz feliz, apenas NÓS podemos fazer isso por NÓS MESMOS!

  • Elmara

    oieee
    tou vendo q tem vários casos parecidos com o meu, eu tbm gosto de um cara q nunca fiquei só converso pelo msn, ele fica olhando para mim nas festas, minha amiga q anda cmgo até perecebe e fala: ele não para de olhar…eu falo com ele só no msn e sempre sou eu q falo com ele, ele nunca chega em mim, ele disse q n fala com ninguem só pra dá recado, a gente as vezes discute passa um tempo sem se falar, peço desculpa, falei com ele não tá nem com um mes em uma boate, eu percebi q ele tava só olhando e fui na cara de pau falar com ele, dei um abraço e ele me devolveu um abraço frio e eu falei: diabo de abraço frio eh esse?ai ele falou tipo assim: abraço quente não se dá aqui não e eu saí de lá e voltei a conversar com minha amiga e ele continuou olhando…e uma vez tambem eu tava lanchando e quando ele chegou e sentou na outra mesa eu perdi a fome(e ele ficou só olhando e disfarçando)…n sei oq eh isso…quero essquecê-lo
    axo q nada melhor q o tempo, já tive algumas paixões platônicas, akelas paixões de criança e superei graças a Dios, essa ultima aqui não vejo a hora!hahaha
    beijos e adorei o blog!!

  • Renata

    Quem sabe lembrar mais de si mesmo ajude a esquecer o outro.

  • Desiree

    “Fale com esse homem, chame-o, convide-o para a dança que tem em mente. Nenhum homem resiste a uma mulher entregue. No entanto, essa entrega não move um passo. Ela não dá em cima, não é fácil nem disponível. ” Daí eu pergunto : como se entregar sem mover um passo, sem dar em cima, sem ser disponível ?

  • Inteirax

    Exatamente…

    “Como faço para esquecer um homem?”, “Lembre-se de você!”

    Sempre lembrando que é normal e natural ter tais indagações internas, anormal é superar e ter pulso para seguir em frente! Temos de mudar isso!!! :)

    Amor à todos!

  • Nane

    Olá ,

    Sinceramente ..deveriam inventar um remédio pra curar paixão. ´Não tem remédio pra depressão ? Deveria ter pra paixão. Eu já tentei de tudo. E o pior é quando chega a TPM. Duplica a dor. Sou doutora em História , mas errei de profissão.Daria tudo pra ter me especializado nessa área: dor de amor. O pior é que não passa pelo corpo, não me sinto atraida fisicamente… Eu apenas o amo.Amor na última potência! Alguém sabe como curar ??????????

  • juli

    Eu adorei o comentári da simone,eu estou passando por isso,ele foi embora mais fica me cobrando ciume,quando eu questiono ele diz que ñ me quer mais.Dar pra entender??

  • selma

    Amei todos os comentários..parabens!!

  • Alana

    Renata
    Quem sabe lembrar mais de si mesmo ajude a esquecer o outro.

    HAHAHAHAHA, isso me pareceu um pouco de humor negro, ate ri… Depois refleti, é a mais pura verdade. Gustavo a sua primeira visao n me pareceu ingenua, percebi nas frases conteúdo de sabedoria oriental. Bacana o exemplo que vc dá da sereia…Parabens!!!

  • indi Borges

    Gostavo,
    gostei demias, parabéns!!
    só nã o entendi bem como “agir” quando você disse,
    “Fale com esse homem, chame-o, convide-o para a dança que tem em mente. Nenhum homem resiste a uma mulher entregue. No entanto, essa entrega não move um passo. Ela não dá em cima, não é fácil nem disponível. como se entregar, sem dar em cima?

    “aprenda com as sereias: cante de longe. Cantada de perto é coisa de homem. Mulher faz melhor, mulher é ser sereia.”
    como cantar de longe?

    Em relação do ignorar, as vezes é bom para você saber como ele te tratara depois, se ele nao fazer nada você terá a certeza que ele não liga muito para você !

  • Karol

    Gustavo, adorei!!!!!

    É complicado agente pensar em amor… e Ainda mais pensar q de repente podemos amar mil vezes apenas querendo…
    Estou numa situação extrema… Fiquei quase 3 anos com um homem q eu ñ aguentava mais pq ele era estupido, grosso, violento, porém, atencioso, carioso e parecia me amar de mais… Como uma pessoa pode mudar de personalidade tão rapida e drasticamente… Nas nossas brigas eu dizia ñ aguentar mais, terminava mais logo voltava pq o amava. Mas isso de certa forma foi nos matando e quando ele desistiu foi pravaler. Embora depois ele dizia que ainda me amava, não encontrava meios de ficarmos juntos. Eu Ainda o Amo muito… ele já esta com outra pessoa. Não faz tanto tempo apenas 2 meses que estamos separados. Ñão encontro forma significativa de parar de sofrer….

  • Marilene

    Gustavo, boa noite,
    você salvou minha vida, quase estou morrendo por uma paixão mal resolvida, que como dizia o Tim Maia “…paixão antiga mexe tanto com a gente…”, então eu estou nessas – quase me acabando de tanto amar um cara que me ama também, mas não pode ficar comigo, mas ao ler sua matéria, posso perceber: enfim, há luz no fim do túnel!
    ….
    rsrs
    beijos e obrigada

  • Laila

    Tem uma música, eu escutei na versão da Ivete… precisei ouvir 1000 vezes e aí aceitei o fim de um amor de 6 anos! É um tapa na cara que faz a gente acordar e parar de chorar! Escutem, recomendo!

    Não vale mais chorar por ele,
    Ele jamais te amou (jamais te amou)
    Não vale mais chorar por ele,
    Ele jamais te amou

    Você sorriu,
    Você chorou,
    Ele nem te ligou

    Você sofreu,
    Você chorou,
    Ele nem te ligou

    Quantas vezes eu te vi na solidão
    Chorando, sofrendo, era só desilusão
    QUEM AMA PROTEGE, FAZ TUDO POR AMOR
    Seu coração está sofrendo por falta de amor
    Ele não te quis, não soube ser feliz
    Quando percebeu era tarde demais
    E como cristal quebrado que não cola jamais
    Ele tinha o seu amor, não soube dar valor…

  • Ana

    Oi Pessoal, o que vou falar vai servir para todos…

    tive um caso como este, o cara me rejeitou eu insisti e acabei casando com a pessoa… pior burrada que fiz na vida, Deus me deu a oportunidade de sair fora, eu fui insistir levei ferro, foi 19 anos da minha vida do lado de uma pessoa que me deu fora o tempo todo, dizia que me amava e me colocava chifre um a tras do outro… agora me separei, mas falo a todos, quando o outro te rejeita melhor ficar quieta no seu canto, e agradecer a Deus, pois Ele está te dando oportunidade de sair de encrenca….

    na vida é assim: um tombo ou outro não mata ninguem a gente aprende…
    nada melhor que um dia após o outro… sofre as demoras de Deus… depois vem a vitória.

    beijos a todos

  • Rebeca

    Adorei a resposta do gustavo…
    Me ajudou muito também… Pois estou quase na mesma situação… rsrs
    Finjo que não sinto nada… Mas, por dentro só eu sei o que estou sentindo… Acho que a vida deveria vim com um manual de instrução… hehe

  • Carla

    Fácil é dizer que é fácil de esquecer, difícil é convencer meu coração…